Instituto de Educação Paraleℓℓus

01 - (ITA SP/2005) Explique em que consiste o fenômeno denominado chuva ácida. Da sua explicação devem constar as equações químicas que representam as reações envolvidas. 02 - (ITA SP/2007) Um recipiente fechado contendo a espécie química A é mantido a volume (V) e temperatura (T) constantes. Considere que essa espécie se decomponha de acordo com a equação: A(g) + B(g) → C(g) A tabela abaixo mostra a variação da pressão total (P t) do sistema em função do tempo (t):
t(s) Pt (m H ) mg 0 5 5 5 5 6 0 20 0 7 0 30 8 8 0 45 9 8 5 60 4 9 0 80 2 9 5

c) Curva III d) Curva IV e) Curva V 04 - (ITA SP/2006) Considere quatro séries de experimentos em que quatro espécies químicas (X, Y, Z e W) reagem entre si, à pressão e temperatura constantes. Em cada série, fixam-se as concentrações de três espécies e varia-se a concentração (C0) da quarta. Para cada série, determina-se a velocidade inicial da reação (v0) em cada experimento. Os resultados de cada série são apresentados na figura, indicados pelas curvas X, Y, Z e W, respectivamente. Com base nas informações fornecidas, assinale a opção que apresenta o valor CORRETO da ordem global da reação química.

Considere sejam feitas as seguintes afirmações: I. A reação química obedece à lei de velocidade de ordem zero. II. O tempo de meia-vida da espécie A independe da sua pressão parcial. III. Em um instante qualquer, a pressão parcial de A, PA , pode ser calculada pela equação: PA = 2 P0 − Pt , em que P0 é a pressão do sistema no instante inicial. IV. No tempo de 640 s, a pressão Pi é igual a 45 mmHg, em que Pi é a soma das pressões parciais de B e C. Então, das afirmações acima, está(ão) CORRETA(S) a) apenas I e II. b) apenas I e IV. c) apenas II e III. d) apenas II e IV. e) apenas IV. 03 - (ITA SP/2006) A figura apresenta cinco curvas (I, II, III, IV e V) da concentração de uma espécie X em função do tempo. Considerando uma reação química hipotética representada pela equação X(g) → Y(g) , assinale a opção CORRETA que indica a curva correspondente a uma reação química que obedece a uma lei de velocidade de segunda ordem em relação à espécie X.

a) b) c) d) e)

3 4 5 6 7

05 - (ITA SP/2005) Considere as seguintes equações que representam reações químicas genéricas e suas respectivas equações de velocidade: I. A → produtos; vI = kI [A] II. 2B → produtos; vII = kII [B]2 Considerando que, nos gráficos, [X] representa a concentração de A e de B para as reações I e II, respectivamente, assinale a opção que contém o gráfico que melhor representa a lei de velocidade das reações I e II.

a)

b)

a) Curva I b) Curva II

c)

d)

c) É possível determinar o tempo de meiavida da reação sem conhecer a pressão de B (g) ? 09 - (ITA SP/2003) A decomposição química de um determinado gás A (g) é representada pela equação: A (g) → B (g) + C (g). A reação pode ocorrer numa mesma temperatura por dois caminhos diferentes (I e II), ambos com lei de velocidade de primeira ordem. Sendo v a velocidade da reação, k a constante de velocidade, ∆ H a variação de entalpia da reação e t1/2 o tempo de meia-vida da espécie A, é CORRETO afirmar que: a) ∆ HI < ∆ HII b)

e) 06 - (ITA SP/2005) Considere uma reação química endotérmica entre reagentes, todos no estado gasoso. a) Esboce graficamente como deve ser a variação da constante de velocidade em função da temperatura. b) Conhecendo-se a função matemática que descreve a variação da constante de velocidade com a temperatura é possível determinar a energia de ativação da reação. Explique como e justifique. c) Descreva um método que pode ser utilizado para determinar a ordem da reação. 07 - (ITA SP/2004) O gráfico ao lado mostra a variação, com o tempo, da velocidade de troca de calor durante uma reação química. Admita que 1 mol de produto tenha se formado desde o início da reação até o tempo t = 11 min . Utilizando as informações contidas no gráfico, determine, de forma aproximada, o valor das quantidades abaixo, mostrando os cálculos realizados.
3,0

k I ( t 1/ 2 ) II = k II ( t 1 / 2 ) I

[ B][ C] [A ] [ B][ C] d) vII = kII [A ] c) kI = e)

vI k = II v II kI

10 - (ITA SP/2003) Considere a reação representada pela equação química 3A(g) + 2B(g) → 4E(g). Esta reação ocorre em várias etapas, sendo que a etapa mais lenta corresponde à reação representada pela seguinte equação química: A(g) + C(g) → D(g). A velocidade inicial desta ∆ A] [ última reação pode ser expressa por: − = 5,0 ∆ t mol .s–1. Qual é a velocidade inicial da reação (mol. s–1 ) em relação à espécie E? a) 3,8 b) 5,0 c) 6,7 d) 20 e) 60 11 - (ITA SP/2002)
A equação química que representa a reação de decomposição do gás N2O5 é: 2N2O5(g) → 4NO2(g) + O2(g). A variação da velocidade de decomposição do gás N2O5 é dada pela equação algébrica: V = k . [N2O5] , em que k é a constante de velocidade desta reação, e [N2O5] é a concentração, em mol/L, do N2O5, em cada tempo. A tabela abaixo fornece os valores de ln [N2O5] em função do tempo, sendo a temperatura mantida constante. Tempo(s) 0 50 100 200 300 400 ln[N2O5] -2,303 -2,649 -2,996 -3,689 –4,382 -5,075

Velocidade de troca de calor (J/min)

2,5 2,0 1,5 1,0 0,5 0,0 0 2

Tempo (min)

4

6

8

10

12

a) Quantidade, em mols, de produto formado até t = 4 min . b) Quantidade de calor, em kJ mol-1, liberada na reação até t = 11min . 08 - (ITA SP/2004) Um recipiente aberto, mantido à temperatura ambiente, contém uma substância A (s) que se transforma em B (g) sem a presença de catalisador. Sabendo-se que a reação acontece segundo uma equação de velocidade de ordem zero, responda com justificativas às seguintes perguntas: a) Qual a expressão algébrica que pode ser utilizada para representar a velocidade da reação? b) Quais os fatores que influenciam na velocidade da reação?

a) Determine o valor da constante de velocidade (k) desta reação de decomposição. Mostre os cálculos realizados. b) Determine o tempo de meia-vida do N2O5 no sistema reagente. Mostre os cálculos realizados.

12 - (ITA SP/2001)

Considere as sequintes afirmações relativas a reações químicas em que não haja variação de temperatura e pressão:

b) apenas I e III. III. as H energias de ativação. II = He . EaI I. E aI < E aIII .I. IV = O2 e V = H2O. e) apenas IV. III = H2O . Um dos produtos de uma ração química pode ser o catalisador desta mesma reação. IV e V e) apenas III. II = H2 . estão CORRETAS: a) apenas I e III b) apenas I e V c) apenas I. III = O2. III. II = O2.(ITA SP/2005) Considere as reações representadas pelas equações químicas abaixo: +1 A(g) -1 +2 B(g) -2 +3 C(g) e A(g) -3 C(g) 13 . H A → B . ∆ II . A ordem de qualquer reação química em relação à concentração do catalisador é igual a zero. c) apenas II e IV. Trace a curva referente à energia potencial em função do caminho da reação A → D . III = H2. IV e V) a uma dada temperatura. EaIII III. rápida. As áreas hachuradas sob as curvas representam o número de partículas reagentes com energia cinética igual ou maior que a energia de ativação da reação (Eat). IV. Sendo Ea energia de ativação e ∆ H a variação de entalpia. II. 17 . H C → D . d) apenas III. Nestas reações. III = N2. III. ∆ H+3 = ∆ H+1 + ∆ H+2 ∆ H+1 = –∆ H –1 Ea+3 = Ea+1 + Ea+2 Ea+3 = –Ea–3 14 . II e III). IV. II e IV d) apenas II. III = O2. 15 . .(ITA SP/2000) A equação: 2A + B → PRODUTOS representa uma determinada reação química que ocorre no estado gasoso. Uma reação química realizada com a adição de um catalisador é denominada heterogênea se existir uma superfície de contato visível entre os reagentes e o catalisador. I = H2O. II = N2. Das afirmações acima está(ão) CORRETA(S): a) apenas I e II. e V2 a velocidade da reação quando estas pressões parciais são triplicadas. EaII II. o negativo. Baseado nas informações apresentadas nesta figura. IV = N2 e V = H2O. rápida.(ITA SP/2004) A figura ao lado representa o resultado de dois experimentos diferentes (I) e (II) realizados para uma mesma reação química genérica (reagentes → produtos). II. lenta. I = O2 . admitindo que a reação global A →D seja exotérmica e considerando que: ∆H II > ∆H I > 0 . A lei de velocidade para esta reação depende da concentração de cada um dos reagentes. II = N2 . ∆ I representa as variações de entalpia. é igual àquela da mesma reação não catalisada. IV = H2 e V = He. respectivamente. IV = H2O e V = He. A constante de equilíbrio de uma reação química realizada com a adição de um catalisador tem valor numérico maior do que a da reação não catalisada. A lei de velocidade de uma reação química realizada com a adição de um catalisador. é CORRETO afirmar que Número de partículas I II Eat Energia cinética das partículas a) b) I = H2 . IV e V c) d) e) I = He. ao da direita para a esquerda. Assinale a opção que relaciona CORRETAMENTE a curva de distribuição de velocidade molecular a cada um dos gases. e a ordem parcial desta reação em relação a cada um dos reagentes é igual aos respectivos coeficientes estequiométricos. A opção que fornece o valor CORRETO da razão V2/V1 é a) b) c) d) e) 1 3 9 27 81 O índice positivo refere-se ao sentido da reação da esquerda para a direita e. e Eai . são feitas as seguintes afirmações. ∆ I . Das afirmações feitas. mantidas constantes as concentrações dos demais reagentes.(ITA SP/2006) A equação química hipotética A → D ocorre por um mecanismo que envolve as três reações unimoleculares abaixo (I. IV = He e V = H2. V. I = N2.(ITA SP/2006) A figura mostra cinco curvas de distribuição de velocidade molecular para diferentes gases (I. H B → C . ∆ III . 16 . todas relativas às condições-padrão: I. II. Seja V1 a velocidade da reação quando as pressão parcial de A e B é igual a p A e pB.

os frascos B e C contêm água e que se observa borbulhamento de gás no frasco C. d) apenas II e III. III. a b c 1 Ta 1 Tb 1 Tc 1T Considere que. b) apenas I. e) apenas III e IV . IV. a velocidade medida para a reação nas condições do experimento I é maior que a medida nas condições do experimento II. o gráfico pode representar um trecho da curva de solubilidade deste sal em água. V e lo c id a d e ( u a ) A V e lo c id a d e ( u a ) B T e m p e r a t u r Ta e ( m u ap ) e r a t u r a ( u a ) d) a constante de velocidade medida nas condições do experimento I é igual à medida nas condições do experimento II. IV. o frasco A contém peróxido de hidrogênio. está(ão) CORRETA(S) a) apenas I e IV. A energia de ativação da reação no trecho a − b é menor que a no trecho b − c . Se a ordenada representar a pressão de vapor de um equilíbrio líquido  gás e a abscissa. o gráfico pode representar um trecho da curva relativa ao efeito da temperatura sobre a constante de equilíbrio dessa reação. a temperatura. e) a energia cinética média das partículas. Se a ordenada representar a concentração de NO 2 (g) existente dentro de um cilindro provido de um pistão móvel. a pressão externa exercida sobre o pistão. A energia de ativação da reação direta (A→ R) é menor que a da reação inversa (R→ A). II e IV. o efeito da temperatura sobre a velocidade das respectivas reações químicas. . II. c) apenas II. e a abscissa. Na Figura B é mostrado como a velocidade de uma reação catalisada por enzimas depende da temperatura. a temperatura. IV e V. em relação às informações mostradas na figura. 18 . o tempo. III e V. Das afirmações acima.(ITA SP/2002) Considere as seguintes afirmações relativas ao gráfico apresentado abaixo: I. III. c) apenas II. sem atrito. d) apenas II e V. Justifique. O trecho a − b da curva mostra a variação de ln k da reação direta (A→ R) com o recíproco da temperatura.(ITA SP/2005) Considere que na figura abaixo.a) b) c) a constante de equilíbrio da reação nas condições do experimento I é igual à da reação nas condições do experimento II. Para temperaturas menores que Tb . V. a temperatura. o gráfico pode representar um trecho relativo à variação da massa do catalisador em função do tempo de uma reação. medida nas condições do experimento I. então. Na Figura A é mostrado como a velocidade de uma reação de combustão de explosivos depende da temperatura. O frasco A é aberto para a adição de 1g de dióxido de manganês e imediatamente fechado. enquanto o trecho b − c mostra como varia ln k da reação inversa (R→ A) com o recíproco da temperatura II. 21 . o gráfico pode representar um trecho da curva relativa à variação da concentração de NO2 em função da pressão externa exercida sobre o pistão. o mecanismo controlador da reação em questão é diferente daquele para temperaturas maiores que Tb . Se a ordenada representar a massa de um catalisador existente em um sistema reagente e a abscissa. à temperatura constante. estão CORRETAS a) apenas I e III. um aumento do fluxo de gás no frasco C. ln k 20 . a temperatura do experimento I é menor que a temperatura do experimento II.(ITA SP/2003) A figura a seguir apresenta esboços de curvas representativas da dependência da velocidade de reações químicas com a temperatura. Destas afirmações. sejam feitas as afirmações seguintes: I. para cada uma das Figuras. b) apenas I. é maior que a medida nas condições do experimento II. Observa-se. Se a ordenada representar a constante de equilíbrio de uma reação química exotérmica e a abscissa.(ITA SP/2004) A figura ao lado mostra como o valor do logaritmo da constante de velocidade (k) da reação representada pela equação química A  k R varia → com o recíproco da temperatura. e) apenas III. o gráfico pode representar um trecho da curva de pressão de vapor deste líquido. onde se estabeleceu o equilíbrio N2O4(g)  2NO2(g). Se a ordenada representar a concentração de um sal em solução aquosa e a abscissa. 19 .

foram misturadas as seguintes soluções aquosas: permanganato de potássio (KMnO4). b) Explique por que o fluxo de gás no frasco C aumenta quando da adição de dióxido de manganês ao peróxido de hidrogênio. Sabe-se que a constante crioscópica da água é igual a 1. b) apenas I. III. 23 . em duas etapas representadas pela seguinte seqüência de equações químicas: A + B → E + F + G E + F + G → C + D Represente. III e V. o valor da variação de entalpia de vaporização da água é diminuído. mostre como a energia potencial do sistema em transformação varia com a coordenada da reação. III.(ITA SP/2003) Para minimizar a possibilidade de ocorrência de superaquecimento da água durante o processo de aquecimento. nada se observou.Após um período de tempo.(ITA SP/2002) Considere os valores da temperatura de congelação de soluções 1 milimol/L das seguintes substâncias: I. após a adição de um pequeno cristal de sulfato de manganês (MnSO4) a esta mistura.(ITA SP/2003) O abaixamento da temperatura de congelamento da água numa solução aquosa com concentração molal de soluto igual a 0.(ITA SP/2002) A equação química que representa a reação de decomposição do iodeto de hidrogênio é: 2HI(g) →H2(g) + I2(g). A velocidade da reação no meio homogêneo diminui com o aumento da temperatura. K2Cr2O7. IV. Assinale a alternativa CORRETA relativa à comparação dos valores dessas temperaturas. II.100 mol kg–1 é 0. e b) as equações químicas balanceadas das reações envolvidas. IV. estão CORRETAS a) apenas I. são fornecidas as seguintes informações: a) A variação da energia de ativação aparente dessa reação ocorrendo em meio homogêneo é igual a 183. Das afirmações acima está(ão) ERRADA(S) a) apenas I e III. Al2(SO4)3. como varia a energia potencial do sistema em transformação (ordenada) com a coordenada da reação (abscissa). a energia de ativação envolvida em cada uma das etapas da reação e qual destas apresenta a menor energia de ativação. Interprete as observações feitas neste experimento. No entanto. em um único gráfico. b) I < V < II ' III ' IV. 9H2O. III. Em relação a esta reação. a pressão de vapor da água não é aumentada. a temperatura de ebulição da água é aumentada. Qual das opções abaixo contém a fórmula molecular CORRETA do soluto? a) [Ag(NH3)]Cl b) [Pt(NH3)4Cl2]Cl2 c) Na[Al(OH)4] d) K3[Fe(CN)6 ] e) K4[Fe(CN)6] 27 .9 kJ. Os poros da cerâmica são preenchidos com ar atmosférico. uma prática comum é adicionar pedaços de cerâmica porosa ao recipiente que contém a água a ser aquecida.55oC. A respeito do papel desempenhado pelos pedaços de cerâmica porosa no processo de aquecimento da água são feitas as seguintes afirmações: I. e) nenhuma. d) apenas II e IV. 26 . A velocidade da reação na superfície do ouro independe da área superficial do ouro. d) apenas II e V. . Na2CrO4. Separando-se este sólido e secando-o. a energia de ativação para o processo de formação de bolhas de vapor de água é diminuída. a) I < II < V < III < IV.2 kJ. na ausência de dióxido de manganês. A velocidade da reação no meio heterogêneo independe da concentração inicial de iodeto de hidrogênio. III e IV. observando-se que ainda resta sólido no frasco A. observou-se o descoramento da mesma e a liberação de um gás. IV. a) Escreva a equação química que descreve a reação que ocorre com o B peróxido de hidrogênio. II. Em sua interpretação devem constar: a) a justificativa para o fato de a reação só ser observada após a adição de sulfato de manganês sólido. em dada temperatura e pressão.9 kJ. Nos minutos seguintes após a homogeneização desta mistura. b) A variação da energia de ativação aparente dessa reação ocorrendo na superfície de um fio de ouro é igual a 96. Al(NO3)3 . Considere que somente a etapa mais lenta da reação é influenciada pela presença do catalisador. ácido oxálico (H2C2O4) e ácido sulfúrico (H2SO4). quando um catalisador é adicionado ao sistema reagente.(ITA SP/2002) Em um béquer. a 25°C e 1 atm. cessa o borbulhamento de gás no frasco C. 25 . Considere. ∆ H (25°) = – 51. c) II < III < IV < I < V. Destas afirmações. b) apenas I e IV. que é vagarosamente substituído por água antes e durante o aquecimento. A velocidade da reação no meio homogêneo é igual a da mesma reação realizada no meio heterogêneo. mostrando claramente a variação de entalpia da reação. Na2B4O7. c) apenas II. agora. 24 . V. 22 . III e IV.86oC kg mol–1. Neste mesmo gráfico. A constante de velocidade da reação realizada no meio homogêneo é igual a da mesma reação realizada no meio heterogêneo. as seguintes afirmações relativas a essa reação de decomposição: I. e) todas. na pressão ambiente. II. V. c) apenas II.(ITA SP/2004) Certa reação química exotérmica ocorre. verificase que sua massa é igual a 1g.

(ITA SP/2004) Um dos sistemas propelentes usados em foguetes consiste de uma mistura de hidrazina (N2H4)e peróxido de hidrogênio (H2O2). mantendo a temperatura constante (25°C). tem-se que o estado mais estável do CO2 é o líquido. pressão de 3.0 e 113. 30 .6 kJmol-1 f H2O2(l) : ∆ H o = -187.(ITA SP/2006) O diagrama de fases da água está representado na figura. Esboce graficamente o diagrama de fases (pressão versus temperatura) da água pura (linhas cheias). c) A equação química completa e balanceada que descreve a reação de combustão entre hidrazina e peróxido de hidrogênio. IV. que o ponto crítico corresponde à temperatura de 380 oC e à pressão de 145 atm e que na pressão de 1 atm as temperaturas de fusão e de ebulição são iguais a 1.4 kJmol-1 f N2H4(l) : ∆ H o = 50. todo o conjunto é resfriado muito lentamente a –10°C. No instante inicial (t0). enquanto que a da água pura é 0°C. 32 . A partir do instante (t1).2°C. A seguir. A partir do instante (t2). todas relativas à pressão de 1 atm: I. III. II. no diagrama esboçado no item a). a temperatura de ebulição é igual a 298 K. referente a: N2H4(g) : ∆ H o = 95. o cilindro é agitado. 28 . enquanto que a de uma solução alcoólica 10% (m/m) em água é 78. 31 . esboce o diagrama de fases de uma solução aquosa 1 − mol kg 1 em etilenoglicol (linhas tracejadas). na temperatura de 25 oC e pressão de 1 atm. a) A pressão do ponto triplo está acima de 1 atm. Considere. V ' II < III < IV < I.4°C. b) A temperatura do ponto triplo está acima de 298 K.(ITA SP/2005) Sob pressão de 1 atm. b) apenas l. quando for o caso. IV e V) referem-se a sistemas contendo uma mesma massa de água líquida pura em equilíbrio com a(s) eventual(ais) fase(s) termodinamicamente estável(eis) em cada situação. a(s) fase(s) (co)existente(s) no cilindro nos instantes t0.8 kJmol-1 f H2O(g) : ∆ H o = -241.d) e) V < II < III < IV < I. Faça um esboço do diagrama de fases da água e assinale. Assinale a opção que contém a afirmação CORRETA sobre as propriedades do CO2 . b) A indicação. Sabendo que o ponto triplo da hidrazina corresponde à temperatura de 2. a temperatura de sublimação do CO2 é igual a 195 K. adiciona-se água pura em um cilindro provido de termômetro. pedem-se: Dados eventualmente necessários: variação de entalpia de formação (∆ H°f)). No instante (t3). Neste mesmo gráfico. A temperatura de ebulição de uma solução aquosa saturada em cloreto de sódio é maior do que a da água pura. t1. d) apenas II e IV. c) A uma temperatura acima de 298 K e na pressão de 67 atm.4 mm Hg. o pistão é deslocado e o manômetro indica uma nova pressão.8 kJmol-1 f a) Um esboço do diagrama de fases da hidrazina para o intervalo de pressão e temperatura considerados neste enunciado. t2 e t3. A temperatura de ebulição do etanol puro é 78. indique os estados físicos de cada substância. A temperatura de ebulição de uma solução aquosa 1. Das diferenças apresentadas em cada uma das afirmações acima. à temperatura de 25°C. quando a pressão é igual a Pf . neste esboço. Os pontos indicados (I. Neste mesmo gráfico.(ITA SP/2006) Esboce graficamente o diagrama de fases (pressão versus temperatura) da água pura (linhas cheias). todo o espaço interno do cilindro é ocupado por água pura. c) apenas II e III. a pressão é reduzida até Pf. respectivamente. observando-se uma queda brusca da pressão.10 mol L–1 deste mesmo sal. a) nI < nIII b) nI < nIV c) nIII < nII d) nIII < nV e) nIV < nV 29 .(ITA SP/2005) Considere as afirmações abaixo.0 oC e à .5 oC . II. Na pressão de 67 atm. 33 . quando estes são misturados numa temperatura de 25 oC e pressão de 1 atm. mantendo-se as temperaturas de cada sistema constantes. está(ão) relacionada(s) com propriedades coligativas: a) apenas I e III. d) O cálculo da variação de entalpia da reação mencionada em c).(ITA SP/2003) Na pressão de 1 atm. III. A temperatura de fusão do ácido benzóico puro é 122°C. Nesta equação. de todos os pontos indicados no enunciado e das fases presentes em cada região do diagrama. assinale a opção que apresenta a relação ERRADA entre os números de mol de vapor de água (n) presentes nos sistemas. que os volumes iniciais da fase vapor são iguais.00 moI L–1 de sulfato de cobre é maior do que a de uma solução aquosa 0. Com base nestas informações. mantendose-o em repouso por 3 horas. e) apenas III e IV. esboce o diagrama de − fases de uma solução aquosa 1 mol kg 1 em etilenoglicol (linhas tracejadas). de manômetro e de pistão móvel que se desloca sem atrito.

(ITA SP/2006) Considere soluções de SiCl4/CCl4 de frações molares variáveis. são interconectados por uma válvula. Assinale a opção que indica. uma solução por meio da mistura de 25 mL de npentano e 45 mL de n-hexano. inicialmente fechada.(ITA SP/2000) Qual das opções a seguir contém a substância no estado sólido que. e) Na temperatura de 298 K e pressões maiores do que 67 atm. volumes iguais de soluções aquosas: concentrada e diluída de cloreto de sódio na mesma temperatura. Dois recipientes hermeticamente fechados. após o restabelecimento do equilíbrio químico. as comparações CORRETAS entre os volumes inicial (VXi) e final (VXf ). pressão de vapor do n-hexano = 150 torr.66 g/mL. mantidos à mesma temperatura constante. da solução no béquer X e entre as pressões de vapor inicial (PYi) e final (Pf) no recipiente que contém o béquer Y. Utilizando o enunciado acima. A temperatura de ebulição da água diminuirá significativamente quando a este copo for(em) acrescentado(s) a) 50 mL de água pura. tem-se que o estado mais estável do CO2 é o sólido.63 g/mL. mantidos à mesma temperatura constante. e) 4 cubos de água pura no estado sólido. contêm. Dois recipientes hermeticamente fechados. respectivamente. assinale a opção que indica a curva no gráfico abaixo que melhor representa a quantidade de massa de água transferida (Qágua) ao longo do tempo (t) de um recipiente para o outro desde o instante em que a válvula é aberta até o estabelecimento do equilíbrio químico. contêm. cada qual contendo um dos béqueres.9 mmHg. produzirá uma solução aquosa com MAIOR pressão osmótica? a) Ag2O b) Na2O2 c) MgO d) Ba(OH)2 e) Al(OH)3 38 . Aberta a válvula. 34 . tem-se que o estado mais estável do CO2 é o gasoso. a 25oC. verifica-se que a pressão de vapor nos dois recipientes é Pf .(ITA SP/2007) Dois béqueres. X e Y. a) b) c) d) e) . respectivamente. d) 1 colher das de chá de sal-de-cozinha. mostrando os cálculos efetuados: a) Fração molar do n-pentano na solução. todas a 25°C. volumes iguais de soluções aquosas: concentrada e diluída de cloreto de sódio na mesma temperatura. Sabendo que a pressão de vapor do CCl4 a 25°C é igual a 114.(ITA SP/2007) Dois béqueres. após o restabelecimento do equilíbrio químico. respectivamente. são interconectados por uma válvula. b) 50 mL de acetona c) 1 colher das de chá de isopor picado. massa específica do n-hexano = 0. a) VXi < VXf e PYi = PYf b) VXi < VXf e PYi > PYf c) VXi < VXf e PYi < PYf d) VXi > VXf e PYi > PYf e) VXi > VXf e PYi < PYf 37 . adicionada a 100 mL de água pura na temperatura de 25oC e em quantidade igual a 0. inicialmente fechada. sob pressão AMBIENTE. Aberta a válvula. c) Fração molar do n-pentano no vapor em equilíbrio com a solução. Determine os seguintes valores. X e Y.10 mol. verifica-se que a pressão de vapor nos dois recipientes é Pf . a) b) c) d) e) I II III IV V 35 . Dados: massa específica do n-pentano = 0. assinale a opção que mostra o gráfico que melhor representa a pressão de vapor de CCl4 (PCCl4) em função da fração molar de SiCl4 no líquido ( X SiCl 4 ) 36 .(ITA SP/2000) Considere um copo contendo 50mL de água pura em ebulição.d) Na temperatura de 195 K e pressões menores do que 1 atm. cada qual contendo um dos béqueres. pressão de vapor do n-pentano = 511 torr. b) Pressão de vapor da solução. 39 .(ITA SP/2007) Prepara-se.

Destas afirmações. III. c) apenas II e V.(ITA SP/2002) O frasco mostrado na figura a seguir contém uma solução aquosa saturada em oxigênio. II e V. são colocados em um recipiente que. mostre como varia a pressão em cada um dos recipientes. a válvula V é aberta (tempo t = zero). b) o volume do líquido no frasco A aumenta.(ITA SP/2007) Durante a utilização de um extintor de incêndio de dióxido de carbono. Óleo de soja. c) apenas I. Quanto maior for o volume de um líquido. sob pressão de 1 atm e temperatura de 25°C. Poliestireno expandido. A pressão de vapor de uma solução aquosa de glicose 0. d) o volume do líquido no frasco A permanece o mesmo. II. III.(ITA SP/2004) São preparadas duas misturas: uma de água e sabão e a outra de etanol e sabão.(ITA SP/2002) Considere as seguintes afirmações relativas aos sistemas descritos abaixo. A e B. todas em ebulição. a) Água no estado líquido. decorrido um longo período de tempo. III e IV. e) apenas III. qual das duas misturas pode ser considerada uma solução? Por quê? 47 . Com base nestas informações. Água pura é adicionada ao recipiente A através da válvula VA. assinale a opção que indica a(s) substância(s) que torna(m) o aerossol visível a olho nu. éter etílico. V. o volume de água líquida no recipiente A é igual a 5. e) apenas III e IV. que é fechada logo a seguir. A pressão de vapor de substâncias puras como: acetona. etanol e água. IV e V. Uma solução aquosa 1. estão CORRETAS a) apenas I. Maionese comercial. 44 . maior será a pressão de vapor de uma substância. Destes.0L.1mol/L é menor do que a pressão de vapor de uma solução de cloreto de sódio 0. Um feixe de luz visível incidindo sobre essas duas misturas é visualizado somente através da mistura de água e sabão. III e IV. em termos dos valores das pressões indicadas nos medidores e dos volumes das fases líquidas em cada recipiente 45 . sendo a pressão igual a PA. d) apenas II. A → PB VB . b) Dióxido de carbono no estado líquido. IV.(ITA SP/2002) A figura abaixo representa um sistema constituído por dois recipientes. b) Descreva o que se observa neste experimento. 46 . em contato com ar atmosférico. um contendo água pura líquida (frasco A) e o outro contendo o mesmo volume de uma solução aquosa concentrada em sacarose (frasco B). e) Dióxido de carbono no estado gasoso e água no estado gasoso. tem o mesmo valor. É CORRETO afirmar.0 atm entra em ebulição em uma temperatura de 100°C. que se comunicam através da válvula V. IV e V. II. Após o equilíbrio ter sido atingido. II e III. a) Em um mesmo gráfico de pressão (ordenada) versus tempo (abscissa). sendo a temperatura mantida constante durante todo o experimento. II e V. c) o volume do líquido no frasco A diminui. → 40 . que. de igual volume.(ITA SP/2002) Explique por que água pura exposta à atmosfera e sob pressão de 1. enquanto que o do frasco B aumenta. e) o volume do líquido no frasco A diminui. A pressão de vapor do n-pentano é maior do que a pressão de vapor do n-hexano a 25°C. enquanto que o do frasco B diminui. que também é fechada a seguir. enquanto que o do frasco B diminui. desde o tempo t = zero até um tempo t= ∞. sob pressão de 1 atm: I. sendo a pressão igual a PB.VA V A B 41 .1mol/L a 25°C.0 mol/L de NaCl é adicionada ao recipiente B através da válvula VB. V. Quanto maior for a temperatura. enquanto que o do frasco B permanece o mesmo. d) apenas I. a) os volumes dos líquidos nos frascos A e B não apresentam alterações visíveis.(ITA SP/2005) Dois frascos abertos.(ITA SP/2003) Qual das substâncias abaixo apresenta menor valor de pressão de vapor saturante na temperatura ambiente? a) CCl4 b) CHCl3 c) C2Cl6 d) CH2Cl2 e) C2H5Cl 42 . é devidamente fechado. 43 . verifica-se formação de um aerossol esbranquiçado e também que a temperatura do gás ejetado é consideravelmente menor do que a temperatura ambiente. c) Dióxido de carbono no estado gasoso. 48 .0mL. d) Dióxido de carbono no estado gasoso e água no estado líquido. b) apenas I. a seguir. Considerando que o dióxido de carbono seja puro. Creme de leite. e o volume de solução aquosa de NaCl no recipiente B é igual a 1.(ITA SP/2002) Considere os sistemas apresentados a seguir: I. II. maior será a sua pressão de vapor. desde tempo t = 0 até t = ∞ .7 atm entra em ebulição em uma temperatura de 90°C. Gasolina. enquanto água pura exposta à pressão atmosférica de 0. IV. então. são classificados como sistemas coloidais a) apenas I e II. b) apenas I. A seguir.

447V II Feo(s) . Escreva a equação que representa a reação química global balanceada. Fe3+(aq) + 1e– V.771V IV + 4e– → ← + 4H+(aq) 2H2O(l) . = +1. c) Uma solução aquosa de FeCl2 reage com uma solução aquosa de ácido clorídrico. O2(g) Eo V → ← → ← → ← 49 . Um outro elemento galvânico. São mostradas abaixo as semi-equações que representam as semi-reações em cada um dos eletrodos e os respectivos potenciais elétricos na escala do eletrodo de hidrogênio nas condições-padrão (Eo): 52 . produzem as mesmas quantidades em massa de Fe(s) . quando o gás borbulhado. é oxigênio praticamente puro. e) A concentração de íons chumbo na solução aquosa do ELETRODO I aumenta. ELETRODO II: sulfato de chumbo sólido prensado contra uma “peneira” de chumbo metálico mergulhada em uma solução aquosa 1 mol/L de ácido sulfúrico. sob temperatura de 25°C. e) Fe2+ tende a se oxidar em solução aquosa ácida quando o meio estiver aerado. é constituído pelos dois seguintes eletrodos. chamado de I. Com base nestas informações. praticamente puro. chamado de II. Indique o cátodo. b) A concentração de íons sulfato na solução aquosa do ELETRODO II aumenta.(ITA SP/2003) Um elemento galvânico.e n t r a d a d e g á s s a í d a d e g á s s o l u ç ã o a q u s a t u r a d a e m o x i g ê n i o / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / o s a 20 Quando gás é borbulhado através desta solução.(ITA SP/2006) São dadas as semi-equações químicas seguintes e seus respectivos potenciais elétricos na escala do eletrodo de hidrogênio nas condições–padrão: I. sob temperatura de 25°C. b) permanece inalterada. é ERRADO afirmar que a concentração de oxigênio dissolvido na solução : a) permanece inalterada. é constituído pelos dois eletrodos seguintes. sendo a concentração de oxigênio nesta mistura igual à existente no ar atmosférico. praticamente pura. considerando as condições-padrão. E o = −0. utilizando eletrodos de platina. a) A formação de FeCl2 a partir de Fe fundido e Cl2 gasoso apresenta ∆H > 0 . a) A massa de sulfato de chumbo sólido na superfície do ELETRODO II aumenta. mergulhada em uma solução 1 mol L–1 de nitrato de prata. Chapa de prata metálica. é ar atmosférico. sob temperatura de 25°C é nitrogênio gasoso. Fe2+(aq) + 2e– III. E o = +0.229V Eletrodo I E0 Pb / PbSO 4 . quando o gás borbulhado. E o = −0. e) permanece inalterada. Eletrodo − I Cl −(aq) + 3H 2O(l) Eletrodo − II 2OH −(aq) + H 2 (g) a) b) c) d) → ← − ClO 3 (aq) + 6H +(aq) + → ← H 2O(l) + 2e −(CM ).037V III Fe2+(aq) . é uma mistura de argônio e oxigênio.SO 4 2 − =− 3546 V Eletrodo II Assinale a opção que contém a afirmação CORRETA sobre as alterações ocorridas neste elemento galvânico quando os dois eletrodos são conectados por um fio de baixa resistência elétrica e circular corrente elétrica no elemento.(ITA SP/2002) Um elemento galvânico é constituído pelos eletrodos abaixo especificados e separados por uma ponte salina. o potencial de cada um destes eletrodos. de tal forma que a pressão do gás em contato com a solução possa ser considerada constante e igual a 1 atm. c) aumenta. sendo a pressão de entrada do gás maior do que a pressão de saída. assinale a opção que contém a afirmação CORRETA. é E0 =− 2 4 V 16 P / P 2+ b b Feo(s) .(ITA SP/2007) Um dos métodos de síntese do clorato de potássio (KClO3) é submeter uma solução de cloreto de potássio (KCl) a um processo eletrolítico. produz-se 1 mol de Fe3+ para cada mol de Cl– em solução. quando realizadas nas mesmas condições experimentais. quando o gás borbulhado. separados por uma membrana porosa: IA. Fe3+(aq) + 3e– IV. 50 . é ar atmosférico. também separados por uma membrana porosa: . d) O ELETRODO I é o anodo. E Faça um esquema da célula eletrolítica. Nas condições-padrão. quando o gás borbulhado. E o = +1. 51 . b) Tanto a eletrólise ígnea do FeCl2(s) quanto do FeCl3(s). gerando H2(g) . IB. Cl2(g) + 2e– → 2Cl–(aq) . sob temperatura de 25°C. Indique a polaridade dos eletrodos.358V ← I II. mergulhada em uma solução 1 mol L–1 de sulfato de zinco. ELETRODO I: placa de chumbo metálico mergulhada em uma solução aquosa 1 mol/L de nitrato de chumbo. sob temperatura de 15°C. c) O ELETRODO I é o pólo negativo. em relação ao eletrodo padrão de hidrogênio. d) aumenta. Chapa de zinco metálico. d) Borbulhando Cl2(g) em uma solução aquosa de Fe2+. quando o gás borbulhado.

8 < pH < 7. Justifique sua resposta. praticamente puro. o sentido do fluxo de elétrons. Chapa de cobre metálico.4 b) 3.2 mol L –1 em Fe2+ e 0. Justifique sua resposta. em mol L-1. 0 . 0 .25V N i 2+ i/N E o- I /I 2 =− 0. c) –0. até que ocorra a inversão de polaridade do elemento galvânico. 0.20V polaridade dos eletrodos nas condições-padrão. As conexões são feitas através de fios de cobre. exceto a de H+ .5 10–9 Potenciais de eletrodo em relação ao eletrodo padrão de hidrogênio nas condições-padrão: Eo Eo Pb/Pb 2 + =− 0. a partir da qual se observa a inversão de ΔE 0 = 0.34V. A respeito desta montagem I. as meia-reações eletroquímicas balanceadas para cada um dos eletrodos. IIA e IIB e V. 0 . Após estabelecido o equilíbrio químico nas condiçõespadrão.(ITA SP/2004) Considere os eletrodos representados pelas semi-equações químicas seguintes e seus respectivos potenciais na escala do eletrodo de hidrogênio(E°) e nas condições-padrão: In+ (aq) + e. 10–6 56 .8 < pH < 3. considere que um recipiente contenha todas as espécies químicas dessa equação. c) Faça um esboço gráfico da forma como a força eletromotriz do elemento galvânico (ordenada) deve variar com a temperatura (abscissa).8 < pH < 4. d) –1. faça um desenho esquemático dos elementos galvânicos I e II ligados em série.2 mol L–1 em Fe3+. 0 .4 e) 6.4 54 .(CM) → In(s) → In+ (aq) → In+ (aq) → In2+ (aq) E 0 = -0. Neste desenho indique: II.47V. 57 . 10–2 b) 1. Assinale a opção que indica a faixa de pH na qual a reação química ocorrerá espontaneamente.(CM) In2+ (aq) + e. M é um condutor metálico (platina). Eletrodo b: Placa de níquel metálico mergulhada em uma solução aquosa 1 mol L-1 de sulfato de níquel.3 mol L–1 em Fe3+.03V.13V =− 0. determina-se a polaridade dos eletrodos. ligados por uma ponte salina e conectados a um multímetro de alta impedância. enquanto que o eletrodo IB é conectado ao IIB.8 < pH < 6. no caso em que o eletrodo do lado esquerdo do elemento galvânico seja igual ao eletrodo do lado direito nas condiçõespadrão. 0.40V II E 0 = -0. 10–5 e) 1. b) Se o eletrólito no eletrodo à esquerda do elemento galvânico for uma solução 0.(ITA SP/2005) Considere o elemento galvânico representado por: Hg(l) | eletrólito || Cl– (solução aquosa saturada em KCl) | Hg2Cl2 (s) | Hg(l) a) Preveja se o potencial do eletrodo representado no lado direito do elemento galvânico será maior. III.44V III E 0 = -0.4 d) 5. A temperatura do elemento galvânico é mantida constante num valor igual a 250C.14V I E 0 = -0. isenta de oxigênio. A partir do instante em que a chave “S” é fechada. Os elementos galvânicos I e II são ligados em série de tal forma que o eletrodo IA é conectado ao IIA.8 < pH < 5.49V IV Assinale a opção que contém o valor CORRETO do potencial-padrão do eletrodo representado pela semiequação In3+ (aq) + 3e. mergulhada em uma solução 1 mol L–1 de sulfato de cobre. b) –0. IV. menor ou igual ao potencial desse mesmo eletrodo nas condições-padrão. quem é o elemento ativo (aquele que fornece energia elétrica) e quem é o elemento passivo (aquele que recebe energia elétrica).IIA. preveja se o potencial desse eletrodo será maior. a) 2. A seguir.53V Assinale a opção que indica a concentração CORRETA de KI.(ITA SP/2007) Considere a reação química representada pela equação abaixo e sua respectiva força eletromotriz nas condições-padrão: O 2 (g) + 4H +(aq) + Br −(aq) → 2Br 2 (g) + 2H 2O(l). Eletrodo a: Placa de chumbo metálico mergulhada em uma solução aquosa 1 mol L-1 de nitrato de chumbo.(CM) In3+ (aq) + e. a polaridade de cada um dos eletrodos: IA. e) –1. praticamente puro.3 mol L–1em Fe2+ e 0. 0 .58V.002 moI L–1 em Hg2+ (aq).4 c) 4. O semi-elemento A contém uma solução aquosa. menor ou igual ao potencial desse mesmo eletrodo nas condições-padrão. IB.30V. são adicionadas pequenas porções de KI sólido ao Eletrodo a. 10–3 c) 1. IIB. a) 1. O semi-elemento B contém uma solução aquosa. mergulhada em uma solução 1 mol L–1 de sulfato de zinco. 10–4 d) 1. considere as seguintes afirmações: . Dados eventualmente necessários: Produto de solubilidade de PbI2 : KPS(PbI ) = 8. de forma que todas as concentrações sejam iguais às das condições-padrão.(ITA SP/2003) Considere o elemento galvânico mostrado na figura a seguir. Chapa de zinco metálico. 53 . ← Agora. também isenta de oxigênio.(CM) In3+ (aq) + 2e. 55 .(ITA SP/2006) Um elemento galvânico é constituído pelos eletrodos abaixo especificados.(CM) → In(s) a) –0.

b) A semi-reação II ou III representa a semi-reação que ocorre em regiões da superfície de alumínio que funcionam como catodo. + O H N +a O C l F C F i g u r a B e r r o o n c r e t o + F 2 2 e r r o Sugira um método alternativo para proteção da ferragem de estruturas de concreto contra corrosão. a seguir. Quando a corrente elétrica for igual a zero. Nesta cópia I) identifique os componentes da célula de corrosão que funcionam como anodo e catodo durante o processo de corrosão e II) escreva as meias-reações balanceadas para as reações anódicas e catódicas.3 mol L–1 .3546 V Eletrodo II Agora. Enquanto corrente elétrica fluir pelo circuito. Quando a corrente elétrica for igual a zero. d) apenas IV e V. mas substitua a solução aquosa de Pb(NO3)2 do ELETRODO I por uma solução aquosa 1.00 x 10–5mol/L de H2SO4. faça uma cópia desta figura.(ITA SP/2000) e r r o Dependendo da natureza do meio. Essa solução eletrolítica em contacto com a ferragem forma uma célula de corrosão. formada. ELETRODO I: placa de chumbo metálico mergulhada em uma solução aquosa 1 mol/L de nitrato de chumbo. ilustra um dos métodos utilizados para a proteção da ferragem metálica contra corrosão. Elemento Galvânico Um elemento galvânico é constituído pelos eletrodos abaixo especificados e separados por uma ponte salina. Mostre os cálculos realizados. ilustra esquematicamente a célula de corrosão. a corrosão de alumínio em meio aquoso pode ser representada pelas seguintes semi-reações químicas: N +a OC l F C F i g u r a A e r r o o n c r e t o I I I - ( c ) A l ) 4(.SO 4 2− = −0. é P o n t e S a l i n a M M A B Das afirmações feitas. F O H 2 2 E 0 / Pb 2 + = −0. 58 . II. no espaço correspondente à Resolução a esta questão.00 x 10–5 mol/L de Pb(NO3) . em relação ao eletrodo padrão de hidrogênio. Nesta cópia Qual das opções abaixo contém a afirmação ERRADA a respeito do processo de corrosão do alumínio? a) A semi-reação I representa a semi-reação que ocorre em regiões da superfície de alumínio que funcionam como anodos. b) apenas I. a concentração de Fe2+ (aq) no semi-elemento A será menor do que 0. Nas condições-padrão. ELETRODO I ou ELETRODO II. faça uma cópia desta figura no espaço correspondente à Resolução a esta questão. considerando que circula corrente elétrica no novo elemento galvânico. No caderno de soluções. No caderno de soluções. e a solução aquosa de H 2SO4 do ELETRODO II por uma solução aquosa 1. responda: a) Determine a força eletromotriz deste novo elemento galvânico.118 log (3/2). c) apenas III e V. a seguir. V.I. IV. 60 .(ITA SP/2002) Considere o elemento galvânico da representado a seguir. a diferença de potencial entre os dois semielementos será maior do que 0. II e III. III. ELETRODO II: sulfato de chumbo sólido prensado contra uma “peneira” de chumbo metálico mergulhada em uma solução aquosa 1 mol/L de ácido sulfúrico.a O q ( g ) 3 + ( a q ) ( a q ) ) 2 A ( L l ) + . O sentido convencional de corrente elétrica ocorre do semi-elemento B para o semi-elemento A. o potencial de cada um destes eletrodos. será o anodo? c) Qual dos eletrodos será o pólo positivo do novo elemento galvânico? d) Qual o sentido do fluxo de elétrons que circula no circuito externo? e) Escreva a equação química balanceada da reação que ocorre neste novo elemento galvânico. .O H 3 e + + 2 ( C 2 H e M ( C ) O H2 + ( a q I I I 2- H - 2 A Figura B.(ITA SP/2003) A corrosão da ferragem de estruturas de concreto ocorre devido à penetração de água através da estrutura. A Figura A. S I) identifique os componentes da célula eletrolítica que funcionam como anodo e catodo durante o processo de proteção contra corrosão e II) escreva as meia-reações balanceadas para as reações anódicas e catódicas. a relação entre as concentrações [Fe3+ (aq)] / [Fe2+ (aq)] permanece constante nos dois semielementos. II e IV. a relação de concentrações [Fe3+ (aq)] / [Fe2+ (aq)] tem o mesmo valor tanto no semi-elemento A como no semi-elemento B. estão CORRETAS a) apenas I. b) Qual dos eletrodos. Enquanto o valor da corrente elétrica for diferente de zero. e) todas.1264 V Eletrodo I Pb E 0 / PbSO Pb 4 . c) A quantidade de carga elétrica envolvida na corrosão de um mol de alumínio em meio alcalino é igual a 3/4 F. Considere também que a temperatura permanece constante e igual a 25°C. alcalino ou ácido. que dissolve cloretos e/ou sais provenientes da atmosfera ou da própria decomposição do concreto. 59 .

e) A semicélula A/A(aq) será o cátodo. ao outro terminal. Mergulha-se parcialmente um fio de prata na solução contida no copo A. A célula I consiste de uma placa A(c) mergulhada em uma solução aquosa 1 mol L−1 em AX. ambos contendo água destilada aerada. assinale a opção que contém o gráfico que melhor representa a forma como a diferença de potencial entre os dois eletrodos (∆ E = EA – EB) varia com o tempo. das afirmações CORRETAS a) apenas I. A seguir. observa-se que as placas passaram por um processo de corrosão. V . que está interconectada por uma ponte salina a uma solução 1 mol L−1 em BX. Então. d) A concentração de B(aq) na célula I diminuirá. no béquer no béquer no béquer no béquer no béquer estão a) A massa da placa C aumentará. A célula II consiste de uma placa B(c) mergulhada em uma solução aquosa 1 mol L−1 em BX. IV.(ITA SP/2007) Duas células (I e II) são montadas como mostrado na figura. As duas placas são mergulhadas em béqueres. II. A placa Y é constituída de ferro com uma das faces recoberta de cobre.80 V 61 . A placa X é constituída de ferro com uma das faces recoberta de zinco. Serão formados íons Cu2+ contendo a placa Y. 64 . III e IV. d) apenas II. Serão formados íons Zn2 + contendo a placa X. a) Há formação de O2 (g) no eletrodo Ib. e) apenas IV e V. c) A concentração de íons Ag+ permanece constante na célula I.70 V 0 d) e) . c) A massa da placa A diminuirá.d) e) A massa de alumínio dissolvida na corrosão em meio ácido envolvendo quantidade de carga igual a 3/2 F é igual a 13 g. Considere que durante certo período as duas células são interconectadas por fios metálicos. na qual foi mergulhada a placa C(c). Nas CNTP o volume de 1 mol de alumínio em meio ácido é igual a 34 L. III e IV. e) A concentração de íons Cu2+ permanece constante na célula II. os dois fios são desconectados. Depois de um certo período. acima. a) b) c) Assinale a opção que apresenta a afirmação ERRADA a respeito de fenômenos que ocorrerão no sistema descrito. b) A polaridade da semicélula B/B(aq) da célula II será negativa. por um certo intervalo de tempo. na qual foi mergulhada a placa B(c). d) Há um aumento de massa do eletrodo IIa. que está interconectada por uma ponte salina à solução 1 mol L−1 em CX. 62 . b) Há um aumento da massa do eletrodo Ia. A célula II contém uma solução aquosa 1 mol L 1 em sulfato de cobre e duas placas de cobre. Dados eventualmente necessários: 0 E A + ( aq ) / A( c ) = 0. Admitindo que a corrente elétrica não circula pelo elemento galvânico e que a temperatura permanece constante. c) apenas II.(ITA SP/2007) Considere duas placas X e Y de mesma área e espessura. III e V. Considere sejam feitas as seguintes afirmações a respeito dos íons formados em cada um dos béqueres: I.(ITA SP/2005) Dois copos (A e B) contêm solução aquosa 1 moI L–1 em nitrato de prata e estão conectados entre si por uma ponte salina.(ITA SP/2006) Duas células (I e II) são montadas como mostrado na figura. mas não se verifica a corrosão total de nenhuma das faces dos metais. e o condutor metálico do copo B. b) apenas I. o condutor metálico do copo A é conectado a um dos terminais de um multímetro. Serão formados íons Fe2+ contendo a placa Y. 0 EC + ( aq ) / C ( c ) = 0. Assinale a opção que contém a afirmativa ERRADA em relação ao sistema descrito. Serão formados íons Fe3+ contendo a placa Y.40 V 0 E B + ( aq ) / B ( c ) = − . conectando-o a um fio de cobre mergulhado parcialmente na solução contida no copo B. A célula I contém uma solução − aquosa 1 mol L 1 em sulfato de prata e duas placas de − platina. Serão formados íons Fe2+ contendo a placa X. III. de resistência elétrica desprezível. Após certo período de tempo. Uma bateria fornece uma diferença de potencial elétrico de 12 V entre os eletrodos Ia e IIb. 63 . II e IV.

B e C varia com o tempo. concentração de cobre no condutor metálico. b) –1.44V 1/3 I-(aq) + 2OH-(aq)  1/3 IO3-(aq) + H2O(l) + 2e. concentração de íons cobre no condutor eletrolítico e temperatura. c. respectivamente. Numa temperatura fixa. Eo = . Realiza-se. nas condições padrão. Demonstrando o seu raciocínio. A pressão total exercida pelos gases dentro do balão é igual a 1.(ITA SP/2000) 65 . 67 . quando a chave S é “fechada”. então. as espécies são colocadas para reagir em um recipiente com volume constante. determine o grau de dissociação do N2O4(g).87V I Mn2+(aq) +4H2O (l) → 5e.10 atm. respectivamente. iguais a nA1 e nB1 . c) 0.(ITA SP/2007) Um cilindro de volume V contém as espécies A e B em equilíbrio químico representado pela seguinte equação: A( g ) →2 B ( g ) . c) A explicação de como um aumento do valor das grandezas seguintes afeta o potencial do eletrodo de cobre (Aumenta? Diminui? Não altera?): área do eletrodo. De sua descrição devem constar: a) A listagem de todo o material (soluções.81V. nA2 e nB1. medidores etc.68V. nestas condições.(ITA SP/2004) Considere os dois eletrodos (I e II) seguintes e seus respectivos potenciais na escala do eletrodo de hidrogênio (E o ) e nas condições-padrão: 2F-(aq) → 2e. representado na figura abaixo. respectivamente. e) a concentração dos íons M+2(aq) na semi-célula II diminui. escreva as equações químicas que representam as reações anódicas e catódicas.26V 2Ag(c)  2Ag(aq) + 2e(CM).38V. apresente a expressão algébrica que relaciona o número final de mols de B (nB2) unicamente com nA1 . Assinale a opção que contém a afirmação ERRADA a respeito do que ocorre no sistema após a chave S ser “fechada”: a) o fluxo de corrente elétrica ocorre no sentido do semicélula-II → semicélula-I b) a diferença de potencial entre os eletrodos M2/M+2(aq) e M1/M+1(aq) diminui. a) Determine o valor da constante de equilíbrio para a reação de dissociação do N2O4(g).(ITA SP/2000) As espécies químicas A e B reagem segundo a reação representada pela seguinte equação química: 2A + B  4C.68 . c. N2O4(g) está em equilíbrio com NO2(g). c) o eletrodo M1/M+1(aq) apresentará um potencial menor do que o eletrodo M2/M+2(aq) d) ao substituir a ponte salina por um fio de cobre a diferença de potencial entre os eletrodos será nula. Eo = + 0. ← Inicialmente. b) O desenho esquemático do elemento galvânico montado para realizar a medição em questão.(ITA SP/2002) Em um balão fechado e sob temperatura de 27°C. 66 . . Mostre os cálculos realizados. quando corrente elétrica circular por esse elemento galvânico.80 V Com base nas informações acima.) necessário para realizar a medição do potencial do eletrodo em questão.13V. qual das opções abaixo é a relativa à equação química de uma reação que deverá ocorrer quando os reagentes.36V. forem misturados entre si? a) Fe2+(aq) + 1/3I-(aq) + 2OH-(aq) → Fe(c) + 1/3IO3-(aq) + H2O(l) b) 2Ag(c) + 1/3IO3-(aq) + H2O(l) → 2Ag+(aq) + 1/3I-(aq) + 2OH-(aq) c) 2Ag+(aq) + 1/3I-(aq) + 2OH-(aq) → 2Ag(c) + 1/3IO3-(aq) + H2O(l) d) Fe(c) + 1/3I-(aq) + 3H2O(l) → Fe2+(aq) + 1/3 IO3-(aq) + 2OH-(aq) e) 2Ag(c) + 1/3I-(aq) + 3H2O(l) → 2Ag+(aq) + 1/3 IO3-(aq) + 2OH-(aq) + 2H2(g) Corrente elétrica flui através do circuito. 70 .(ITA SP/2004) Descreva os procedimentos utilizados na determinação do potencial de um eletrodo de cobre Cu(s) | Cu2+ (aq). 69 . uma expansão isotérmica do sistema até que o seu volume duplique (2V) de forma que os números de mols de A e de B passem a ser.51V A força eletromotriz de um elemento galvânico construído com os dois eletrodos acima é de a) –1. 71 .(CM) + F2(g) E o = 2. d) 1. e) 4.(CM) + 8H+(aq) + MnO − o 4 E II = 1. os números de mols de A e de B são. b) Para a temperatura de 27°C e pressão total dos gases dentro do balão igual a 0.(ITA SP/2001) Considere as semi-reações representadas pelas semi-equações abaixo e seus respectivos potenciais padrão de eletrodo: Fe(c)  Fe (aq) + 2e(CM). Eo = 0. A figura abaixo mostra como a concentração das espécies químicas A. Mostre os cálculos realizados. Deixe claro nesse desenho quais são os pólos positivo e negativo e qual dos eletrodos será o anodo e qual será o catodo. nA2 e nB2 .(CM).0 atm e.0. N2O4(g) encontra-se 20% dissociado. Neste último caso.

o que ocorre durante o aquecimento. para uma mesma temperatura. esta reação atinge o equilíbrio químico. b) Após o processo de aquecimento.eq B(s) + C(g) . PC. Sabe-se que. contêm as misturas de substâncias e as condições experimentais especificadas abaixo: I. O monóxido de carbono (CO) em concentrações não tão elevadas (700ppm) substitui o oxigênio na molécula de hemoglobina. se a reação de decomposição for total.38 . 10-2 b) c) d) e) 0. utilizando equações químicas. PC. é feito pela interação entre hemoglobina (Hb) e oxigênio. pelas seguintes equações químicas: I. 75 . da espécie B. Nessa ampola ocorre a reação química representada pela seguinte equação: 72 . o conteúdo do béquer foi resfriado até 25°C. á CORRETO afirmar que a) KcI < KcII < Kc. IV. considerando que ainda se observa bicarbonato de sódio sólido durante todo esse processo. III. sem atrito e sem massa. assinale a opção que apresenta o valor CORRETO da constante de equilíbrio. II. II. Considere que a constante de dissociação desse indicador seja igual a 8.eq Para cada um dos recipientes. 77 .6 . II. respectivamente.3 . quando o volume do cilindro é duplicado? Justifique suas respostas. a pressão final na ampola será igual a 4 × 500 × R. Este recipiente foi aquecido à temperatura de ebulição da solução por 1 hora.(ITA SP/2005) A 25°C e 1 atm. em mols. do indicador que. em mols.(ITA SP/2007) Um indicador ácido-base monoprótico tem cor vermelha em meio ácido e cor laranja em meio básico. da espécie C líquida. 102 2. para esta reação. a) Explique. um recipiente aberto contém um solução aquosa saturada em bicarbonato de sódio em equilíbrio com seu respectivo sólido. mantidos na temperatura Teq. Assinale a opção que indica a quantidade. III.I < PC. b) c) d) e) ao atingir o equilíbrio ter-se-ão formados n × 3/2 mols de H2(g). As reações que ocorrem dentro do cilindro podem ser genericamente representadas pelas seguintes equações químicas: A(g) + 2B(g) → 3C(g) C(g) → C(l) O que ocorre com o valor das grandezas abaixo (Aumenta? Diminui? Não altera?). a) Quantidade.II = 0 A(s) + C(g) . quando adicionada a 1 L de água pura. no qual a pressão parcial de C é dada por PC. K c. As interações entre O2 e CO com a molécula de hemoglobina podem ser representadas. se a reação de decomposição for total.(ITA SP/2000) “n” mols de amônia são colocados e selados dentro de uma ampola de um litro mantida a 500 K. a) 0. Kp.0 10-5. em relação à quantidade do mesmo (maior.0 1. A formação de HbCO é desfavorecida pela presença de azul de metileno (AM). Discuta qual foi a quantidade de sólido observada logo após o resfriamento. o qual é mantido à temperatura constante. na temperatura Teq. III e IV). Kc. via fluxo sangüíneo. em que KcI e KcII ← são as constantes de equilíbrio para as respectivas interações químicas. PC. ← Com base nestas informações. d) Razão [C]3/ [B]2 76 . Kc. I ← Hb + CO → HbCO.(ITA SP/2006) Uma reação química genérica pode ser representada pela seguinte equação: A(s) B(s) + C(g) Em relação a esta reação é CORRETO afirmar que: a) ao atingir o equilíbrio ter-se-ão formados n/2 mols de N2(g). 102 74 . a variação de pressão na ampola será igual a n × 500 × R.A partir da análise dessa figura. menor ou igual) antes do aquecimento. o equilíbrio químico citado pode ser atingido? Justifique suas respostas. c) Constante de equilíbrio da equação I.(ITA SP/2000) O transporte de oxigênio (O2) no organismo de vertebrados. A reação do CO com AM pode ser representada pela equação química: III – AM + CO → AMCO.eq. II. Hb + O2 → HbO2.IV > PC.III >>> PC. consumir-se-ão 2 mols de NH3(g).25 4. A(s) + C(g) . se a reação de decomposição for total. Considere que o volume de água perdido por evaporação foi desprezível. seja . Quatro recipientes fechados (I.eq A(s) + B(s) . Esta substância tem maior tendência de reagir com o CO do que este com a hemoglobina.III b) c) d) e) KcI < KcIII < KcII KcII < KcIII < KcI KcII < KcI < KcIII KcIII < KcI < KcII 2 N 3 ( g ) H 2 ( g ) 2 ( g ) N + 3 H 73 . b) Quantidade. Justifique a sua resposta. em mols. PC.(ITA SP/2004) Uma mistura gasosa é colocada a reagir dentro de um cilindro provido de um pistão móvel.

(ITA SP/2004) Quatro copos (I. Ácido acético 0.1 mol L-1 e completando-se o volume do balão com água destilada. ocorre a formação de hidróxido de alumínio e a liberação de um gás. a concentração de H 2S numa solução aquosa saturada é de aproximadamente 0.05 mol de dihidrogenofosfato de potássio KH2PO4 sólido a 300 mL de uma solução aquosa de hidróxido de potássio (KOH) 0. 10-8 HS (aq) → H+(aq) + S2(aq) KII (25°C) = 1. II e IV d) apenas II.2 . em que Ka= constante de dissociação do H2PO − em 4 água a 25 oC. adicionando-se uma massa correspondente a 0.2 x 10-4 e) 1.1 mol L-1 + Acetato de sódio 0. d) O que ocorre com o pH da solução preparada (Aumenta? Diminui? Não altera?) quando a 100 mL desta solução for adicionado 1 mL de solução aquosa de KOH 0. c) pH III > pH I > pH II > pH IV . Dado eventualmente necessário: pKa = -log Ka = 7. são estabelecidos os equilíbrios representados pelas seguintes equações químicas balanceadas: H2S(aq) → H (aq) + HS (aq) KI (25°C) = 9. a) Escreva a equação química referente à reação que ocorre no balão quando da adição do KH2PO4à solução de KOH b) Determine o pH da solução aquosa preparada. a concentração do cátion H+ é igual constante de dissociação do ácido HA.1 mol L-1. soluções aquosas de misturas de substâncias nas concentrações especificadas a seguir: Acetato de sódio 0.8 x 10-5. Constante de dissociação do hidróxido de amônio em água a 25 oC: Kb = 1. a concentração do cátion H+ é igual + concentração do cátion B . III. pH III > pH I > pH IV . Ácido acético 0.é igual é igual concentração do cátion B+. c) pH II .2 x 10-5 c) 9. a concentração do cátion H+ consumido igual à concentração inicial do ácido HA.(ITA SP/2004) Na temperatura de 25 oC e pressão igual a 1 atm.(ITA SP/2001) Considere as afirmações abaixo relativas à concentração (mol/L) das espécies químicas presentes no ponto de equivalência da titulação de um ácido forte ( do tipo HA) com uma base forte (do tipo BOH): a concentração do ânion A. a) Na2CO3 c) CH3NH3Cl e) NaF b) CH3COONa d) Mg(ClO4)2 81 . a concentração do cátion H+ é igual concentração do ânion A-. FeC3.1 mol L-1 ? Justifique sua resposta.6 x 10-3 78 .(ITA SP/2004) Uma solução aquosa foi preparada em um balão volumétrico de capacidade igual a 1 L.2 . II. pH IV > pH III > pH II .1 mol L-1 + Hidróxido de amônio 0. IV e V e) apenas III. quando dissolvido em água. a) [H+]2 [S2-] 1 x 10-23 b) [S2-] 1 x 10-15 c) [H+]2 1 x 10-7 d) [HS-] 1 x 10-4 e) [H2S] 1 x 10-1 79 . O gás formado é o: a) H2 Assinale a informação ERRADA relativa a concentrações aproximadas (em mol L-1) das espécies presentes nesta solução. KCO2. IV e V à à é à á 80 .(ITA SP/2005) Qual das opções a seguir apresenta a seqüência CORRETA de comparação do pH de soluções aquosas dos sais FeC2.8 x 10-5. IV.1 mol L-1 ? Justifique sua resposta. produz uma solução aquosa ácida. qual deve ser a seqüência CORRETA do pH das soluções contidas nos respectivos copos? Dados eventualmente necessários: Constante de dissociação do ácido acético em água a 25 oC: Ka = 1. MgC2.4 x 10-5 d) 5. respectivamente. e) pH III > pH I > pH IV > pH II .1 mol L-1. Das afirmações feitas. II. Nesta solução.1 mol L-1. a) pH I > pH IV > pH II > pH III . todas com . 10-15 + - mesma concentração e sob mesma temperatura e pressão? a) FeC2 > FeC3 > MgC2 > KCO2 b) MgC2 > KCO2 > FeC3 > FeC2 c) KCO2 > MgC2 > FeC2 > FeC3 d) MgC2 > FeC2 > FeC3 > KCO2 e) FeC3 > MgC2 > KCO2 > FeC2 82 . III e IV) contêm.1 mol L-1 + Cloreto de sódio 0. mostrando os cálculos realizados.(ITA SP/2007) Assinale a opção que apresenta um sal que. Para uma mesma temperatura. c) O que ocorre com o pH da solução preparada (Aumenta? Diminui? Não altera?) quando a 100 mL desta solução for adicionado 1 mL de solução aquosa de HCl 0.1 mol L-1 + Cloreto de sódio 0. estão CORETAS: a) apenas I e III b) apenas I e IV c) apenas I. V.3 x 10-5 b) 3.suficiente para que 80% de suas moléculas apresentem a cor vermelha após alcançar o equilíbrio químico.(ITA SP/2001) Quando carbeto de alumínio (Al4C3) é adicionada a um béquer contendo água líquida a 25oC.1 mol L-1. a) 1. I.1 . 84 . Ácido acético 0.1 mol L-1. b) pH I . 83 .

b) c) d) e) CO CO2 CH4 C2H2 I. está(ão) CORRETA(S) a) apenas I e II. ← E o = 0. e) apenas IV. estão CORRETAS a) apenas I.0 × 10–1 e) 1. II. IV. 10–12 e 10–16.020 moI L–1 em MnCl2. Cu2+(aq) + 2e (CM) III.100 mol/L em HCN foram adicionados 8. Adicionando-se 1 . III. Adicionando-se uma solução aquosa saturada em XZ sem corpo de fundo a uma solução aquosa saturada em XZ sem corpo de fundo.5× 10–8 III. naquela temperatura. H2O() OH–(aq) + H+(aq). 86 .100 mol/L em NaOH.(ITA SP/2005) Esta tabela apresenta a solubilidade de algumas substâncias em água.54V IV → 2I−(aq). contida em um erlenmeyer.III e IV. II e III. de H2S na solução no instante em que é observada a formação de sólido.00 mL de uma solução aquosa 0. a concentração de H+ na solução é igual a 2. 10–3mol do ânion Y proveniente de um sal solúvel a 100 mL de uma solução aquosa saturada em XW sem corpo de fundo. III. A solubilidade do Ag3PO4 em solução aquosa 1 mol/L de HNO3 é maior do que S. observa-se a formação de um sólido. b) apenas I. todas relativas à temperatura de 25°C. referentes à temperatura de 25°C: 90 .00 mL de uma solução aquosa 0. Dado: Ka(HCN) = 6. XZ e XW são.52V III E o = 0.5 × 104 88 . para a mesma temperatura. MnS(s) + H2O() Mn2+(aq) + HS–(aq) + OH– (aq). borbulha-se H2S(g) em uma solução aquosa 0.(ITA SP/2006) Considere as afirmações abaixo. b) apenas I e III.(ITA SP/2002) Seja S a solubilidade de Ag3PO4 em 100g de água pura numa dada temperatura. são feitas as seguintes afirmações a respeito da solubilidade de Ag3PO4 em 100g de diferentes soluções aquosas: I.0× 10–14 Assinale a opção que contém o valor da concentração. I. observase um aumento da quantidade de sólido. ← → Cu(s). até que seja observado o início de precipitação de MnS(s). a 15°C: 85 . Cu2+(aq) + e (CM) − − − → Cu+(aq).0 × 10–10 b) 7 × 10–7 c) 4 × 10–2 d) 1. é CORRETO afirmar que o produto de solubilidade do sulfito de sódio em água. e) todas. Neste momento.(ITA SP/2007) Em um recipiente que contém 50. KI = 3× 10–11 II.2 × 10–2 d) 8 e) 32 89 . respectivamente. c) apenas II. Destas afirmações. Das afirmações acima. a 15°C. é igual a: a) 8 × 10–3 b) 1.0x10 12 − − Utilizando os dados fornecidos na tabela da questão 3. não se observa a formação de sólido. c) apenas II. A solubilidade do Ag3PO4 em solução aquosa 1 mol/L de AgNO3 é menor do que S.15V I E o = 0.2 10-10 . Produto de Semi-equações químicas e seus respectivos potenciais elétricos na escala do eletrodo de hidrogênio nas condiçõespadrão (Eº): I. Adicionando-se 1 .(ITA SP/2006) Calcule o valor do potencial elétrico na escala do eletrodo de hidrogênio nas condições-padrão (Eº) da semi-equação química CuI(s) + e (CM) → Cu(s) + I (aq). a) Calcule a concentração de íons H+ da solução resultante. observa-se a formação de um sólido.34V II II. I2(s) + 2e (CM) − → Cu(s). III e IV. Cu+(aq) + e (CM) IV. KIII = 1.(ITA SP/2005) A 25°C. 10–3mol de XZ sólido a 100 mL de uma solução aquosa contendo 1 × 10–3mol L–1 de um ânion Z proveniente de um sal solúvel. 10–3 mol do ânion W proveniente de um sal solúvel a 100 mL de uma solução aquosa saturada em XY sem corpo de fundo. ← Dados eventualmente necessários: solubilidade do CuI(s): − Kps (CuI) = 1. A seguir. V. a) 1.6 × 10–2 c) 3. Dados eventualmente necessários. d) apenas III e IV. H2S(aq) HS–(aq) + H+(aq). IV.III e V. em moI L–1.5× 10–7 moI L–1. iguais a 10–8 . d) apenas II. A solubilidade do Ag3PO4 em solução aquosa 1 mol/L de NaNO3 é praticamente igual a S. Adicionando-se 1 . II. A solubilidade do Ag3PO4 em solução aquosa 1 mol/L de Na3PO4 é menor do que S. KII = 9. A solubilidade do Ag3PO4 em solução aquosa 1 mol/L de KCN é maior do que S. sabendo que os produtos de solubilidade das substâncias hipotéticas XY. deixando claros os . ← 87 . ← E o = 0.

III e V. IV e V. o número de átomos. b) apenas I e IV. durante a eletrólise. inda a 60oC. a uma solução aquosa. Levando em consideração os fatos mencionados neste enunciado e sabendo que o valor numérico da constante de dissociação de água (Kw) para a temperatura de 60oC é igual a 9.0mol/L em NaCl com pH igual a 7 a 25 oC.89 Anilina : C6H5NH2(l) + H2O (l) → ← C6H5NH3+(aq) + OH–(aq) pK= 9. foi permitido que corrente elétrica Po 40 60 80 100 20 Tempo (min) Das afirmações acima. b) A concentração de íons Ni2+(aq) aumenta. 91 . IV. O pH da mistura final é: a) 0 b) 1 c) 2 d) 3 e) 4 95 . transformando-se em 214 Bi 83 que. III. O tempo de meia-vida do chumbo é de aproximadamente 27 min. d) apenas III. A constante de velocidade de decaimento do bismuto é de aproximadamente 1 x 10-2 min-1. 2 mols de ácido acético e 1 mol de hidróxido de sódio. c) A concentração de íons Cu2+(aq) diminui.(ITA SP/2001) A 25oC. b) o caráter ácido-base da solução eletrolítica após a eletrólise é alcalino. V. e) NaCH3COO(aq) / NH4Cl(aq) . b) Escreva a equação química que representa a reação de hidrólise dos íons CN−. pulverizado.cálculos efetuados e as hipóteses simplificadoras. para estes processos.(CM) 92 .(ITA SP/2003) Considere os equilíbrios químicos abaixo e seus respectivos valores de pK (pK = – logK).(ITA SP/2001) Uma célula eletrolítica foi construída utilizando-se 200mL de uma solução 1. II e III. A figura ao 84 lado mostra como varia.(ITA SP/2002) Considere as soluções aquosas obtidas pela dissolução das seguintes quantidades de solutos em um 1L de água: I. II. Assinale a opção que apresenta o par de soluções aquosas que ao serem misturadas formam uma solução tampão com pH próximo de 10. 1 mol de acetato de sódio e 1 mol de ácido acético. II. Admita ln2 = 0. c) a reação anódica predominante é aquela representada pela meia-equação: 4OH-(aq) → 2H2O(l) + O2(g) + 4e. b) C6H5NH2(aq) / C6H5NH3Cl(aq) . 10-14. durante a eletrólise. Fenol: C6H5OH (aq) → H+(aq) + ← – C6H5O (aq) pK= 9. 93 . de sulfato de cobre? a) A mistura muda gradualmente de cor. Das soluções obtidas.(ITA SP/2004) O 214 82 Pb desintegra-se por emissão de partículas Beta. é CORRETO afirmar que: a) o caráter ácido-base da solução eletrolítica após a eletrólise é neutro.(CM) d) a reação catódica. se desintegra também por emissão de partículas Beta. V. II. Número de átomos (%) 100 80 60 40 20 0 0 214 83 214 82 Pb Bi 214 84 94 . c) apenas I. o pH da solução.(CM) → 2Cl-(aq) e) a reação anódica. válidos para a temperatura de 25oC (K representa constante de equilíbrio químico). foi medido novamente e um valor igual a 7 foi encontrado. adiciona-se 1mL de uma solução aquosa 0. transformando-se em 214 Po . é aquela representada pela meia-equação: H2(g) + 2OH-(aq) → 2H2O(l) + 2e. . estão CORRETAS a) apenas I. a temperatura da solução foi aumentada e mantida num valor constante igual a 60 oC . a) C6H5OH(aq) / C6H5NH2(aq). A constante de velocidade da desintegração do chumbo é de aproximadamente 3 x 10-2 min-1. duas chapas de platina de mesma dimensões e uma fonte estabilizada de corrente elérica. II e III.74 Amônia: NH3(g) + H2O(l) → NH4+ ← (aq) + OH–(aq) pK= 4. ligeiramente ácida. e) apenas IV e V.(ITA SP/2000) Qual das opções a seguir contém a afirmação ERRADA a respeito do que se observa quando da adição de uma porção de níquel metálico. O tempo de meia-vida do bismuto é maior que o do chumbo. e) O pH da solução aumenta.74 Na temperatura de 25oC e numa razão de volumes ≤ 10. d) NH3(aq) / NH4Cl(aq) . por sua vez. sejam feitas as seguintes afirmações: I. Decorrido esse intervalo de tempo. envolvidos nestes processos de desintegração. c) CH3COOH(aq) / NaCH3COO(aq). 96 .6 . III. Nesta temperatura. 2 mols de amônia e 1 mol de ácido clorídrico. IV. d) A quantidade de níquel oxidado é igual à quantidade de cobre reduzido. 1 mol de hidróxido de sódio e 1 mol de ácido clorídrico. b) apenas I.69. misturam-se pares de soluções aquosas de mesma concentração. Antes de iniciar a eletrólise.10mol/L em HCl a 100mL de uma solução aquosa 1mol/L em HCl. 1 mol de hidróxido de amônio e 1 mol de ácido acético. em porcentagem de partículas.34 Ácido acético: CH3COOH (aq) → ← CH3COO–(aq) + H+(aq) pK= 4. apresentam efeito tamponante a) apenas I e V. é aquela representada pela meia-equação: Cl2(g) + 2e. Considere que. A velocidade de formação de polônio é igual à velocidade de desintegração do bismuto. com o tempo. fluísse pelo circuito elétrico num certo entervalo de tempo.

∆ < 0 H d) Experimento 4: X = KNO3 . m1 = 60 g. O frasco de reação contém 100g de água pura a 40°C. Após o estabelecimento do equilíbrio termodinâmico. b) apenas I.(ITA SP/2000) Uma solução saturada em hidróxido de cálcio é representada pela dissolução de excesso dessa substância em água na temperatura de 25° C. Determine a idade de 4 0 r 4 0 uma rocha. Radioatividade será detectada na fase sólida. enquanto que o representado pela equação II contribui com os 10. Y = NH4Cl. também. IV.(ITA SP/2003) O tempo de meia-vida (t1/2 ) do decaimento radioativo do potássio 40 ( 40 K ) é igual a 1 9 1. Utilizando estas informações e as curvas de solubilidade apresentadas na figura. Considere as afirmações seguintes relativas ao que acontece nos primeiros instantes (segundos) em que dióxido de carbono marcado com carbono quatorze (14C) é borbulhado nesta mistura heterogênea: I. e) a precipitação de um sólido constituído por sulfeto de sódio. b) a precipitação de um sólido constituído por sulfeto de zinco. II. m1 = 60 g. Realizam-se cinco experimentos. Considere as seguintes afirmações: A radioatividade foi descoberta por Marie Curie. adiciona-se ao mesmo frasco uma massa m2 de um sal Y e mede-se a variação de entalpia de dissolução ( ΔΗ ) . m1 = 60 g. assinale a opção que apresenta a correlação CORRETA entre as condições em que cada experimento foi realizado e o respectivo ΔΗ . ∆ = 0 H e) Experimento 5: X = KNO3 . e) apenas IV e V. Radioatividade será detectada na fase líquida.3 % do decaimento radioativo do 19 K . Das afirmações a) apenas I e b) apenas I e c) apenas I e feitas estão CORRETAS II.10 moI L–1 em sulfato de zinco são misturados a 50 mL de uma solução aquosa 0. e) todas a) Experimento 1: X = KNO3 . m2 = 10g. adicionando uma massa m1 de um sal X ao frasco de reação. m1 = 10 g. excluindo quaisquer condições de metaestabilidade. cuja razão em massa de 18 A / 19 K é igual a 0. Mostre os cálculos e raciocínios utilizados. Seu decaimento envolve os dois processos representados pelas equações seguintes: 4 0 0 I. 98 . III e V. III. d) apenas II e III.(ITA SP/2000) I. d) apenas II e IV.010 moI L–1 em sulfito de sódio.95. A emissão de radiação gama a partir do núcleo de um átomo não altera o número atômico e o número de massa do átomo. a desintegração de 88Ra226 a 83Bi envolve a perda de 3 partículas alfa e duas partículas beta. III.c) apenas II. No interior deste calorímetro é posicionado um frasco de reação cujas paredes permitem a completa e imediata troca de calor. Quando 50 mL de uma solução aquosa 0. III e V. 19 K → 40 C + − e 2 0 a 1 4 0 0 4 0 r II. . 97 . V. espera-se observar: a) a formação de uma solução não saturada constituída pela mistura das duas substâncias. A perda de uma partícula beta de um átomo de 33As75 forma um átomo de número atômico maior. estão CORRETAS: a) apenas I. m1 = 40 g. III e IV. c) a precipitação de um sólido constituído por sulfito de zinco. ∆ > 0 H c) Experimento 3: X = NaCl. Y = NaClO3. II e V. m2 = 40 g. e) apenas II e IV. A massa de hidróxido de cálcio sólido permanece constante. Das afirmações feitas.(ITA SP/2006) Considere um calorímetro adiabático e isotérmico. ∆ > 0 H b) Experimento 2: X = NaClO3. Y = NaCl. Sabe-se. III. O sólido em contato com o líquido será uma mistura de carbonato e hidróxido de cálcio. m2 = 60 g. 100 . d) a precipitação de um sólido constituído por sulfato de zinco. 214 IV. O pH da fase líquida diminui. em que a temperatura é mantida rigorosamente constante e igual a 40°C.7 % restantes. que a razão 4 0 r 4 0 em massa de 18 A e 19 K pode ser utilizada para a datação de materiais geológicos.(ITA SP/2005) Esta tabela apresenta a solubilidade de algumas substâncias em água. II.m2 = 60 g. d) apenas III e IV. 19 K + − e →18 A 1 O processo representado pela equação I é responsável 4 0 por 89. c) apenas II.27 x 109 anos. a 15°C: 99 . ∆ < 0 H 101 . IV. m2 = 60g. à temperatura de 15°C. Y = KNO3 . Y = NaClO3.

de gás formado durante a preparação da quantidade de Al2(SO4)3 especificada? Mostre os cálculos realizados. III. essas soluções são tituladas com uma solução aquosa 0.4gcm-1. II. 0. e de um ácido fraco. iii) Explique o motivo da FORMAÇÃO de bolhas de gás no sangue quando o mergulhador desloca-se muito rapidamente de regiões de “águas profundas” para as regiões próximas da superfície.L–1 de NaOH.30 mol de íons Na+. Na temperatura constante de 250C.(ITA SP/2004) Deseja-se preparar 57 gramas de sulfato de alumínio[Al2(SO4)3] a partir de alumínio sólido (Al) praticamente puro. c) misturas correspondentes a pontos situados na região I da figura são bifásicas. formando 1 L de solução. b) o indicador vermelho de metila é mais adequado que a fenolftaleína para ser utilizado na titulação do ácido V. respectivamente.10 mol L–1 em NaOH. c) Nas condições normais de temperatura e pressão (CNTP). a concentração de uma solução aquosa saturada em KBr é aproximadamente 6mol/Kg (molal). de um ácido fraco com uma base forte.1 mol. b) a 30oC. 103 .(ITA SP/2000) A figura abaixo mostra a curva de solubilidade do brometo de potássio (KBr) em água: mergulhador desloca-se muito lentamente de regiões de “águas profundas” para as regiões próximas da superfície. K >> 1.0 a 10. 105 . A concentraçaõ de íons Fe3 (em mol/L) presentes nesta solução é: a) 0. de ácido sulfúrico necessária para preparar a quantidade de Al2(SO4)3 especificada? Mostre os cálculos realizados. K ≅ 10–10 (K = constante de dissociação do ácido). d) Caso a quantidade especificada de Al2(SO4)3 seja dissolvida em água acidulada. qual é o volume. Baseado nas informações apresentadas nesta figura é ERRADO afirmar que: a) a dissolução do KBr em água é um processo endotérmico.06 c) 0. 0.28mol de Cl-. e o indicador vermelho de metila. e) os dois indicadores (fenolftaleína e vermelho de metila) são adequados para a titulação do ácido III. é CORRETO afirmar que: a) o indicador vermelho de metila é mais adequado que a fenolftaleína para ser utilizado na titulação do ácido IV. e ácido sulfúrico (H2SO4).03 b) 0. em gramas.0. b) O indicador fenolftaleína apresenta o intervalo de mudança de cor entre pH 8. O ácido sulfúrico disponível é uma solução aquosa 96 % (m/m). d) misturas correspondentes a pontos situados na região II da figura são monofásicas.(ITA SP/2005) Considere a curva de titulação abaixo.(ITA SP/2006) São fornecidas as seguintes informações a respeito de titulação ácido-base: a) A figura mostra as curvas de titulação de 30. com massa específica de 1.10 mol L–1 . e) misturas correspondentes a pontos situados sobre a curva são saturadas em KBr.08 d) 018 e) 0. 107 .102 . com uma solução aquosa 0. entre pH 4.10mol de ions SO42.e x mol de íons Fe3+ .(ITA SP/2003) Quando submersos em “águas profundas”.0 mL de diferentes ácidos (I. todos a 0. IV e V).0 a 6. d) os dois indicadores (fenolftaleína e vermelho de metila) são adequados para a titulação do ácido I. ii) Explique o motivo da NÃO formação de bolhas de gás no sangue quando o a) Qual o valor do pH no ponto de equivalência? b) Em qual(ais) intervalo(s) de volume de base adicionado o sistema se comporta como tampão? c) Em qual valor de volume de base adicionado pH = pKa? 108 .(ITA SP/2001) Um litro de uma solução aquosa contém 0. em gramas. de alumínio necessária para preparar a quantidade de Al2(SO4)3 especificada? Mostre os cálculos realizados. c) o ácido III é mais forte que o ácido II. os mergulhadores necessitam voltar lentamente à superfície para evitar a formação de bolhas de gás no sangue.0. 106 . qual a concentração de íons Al3+ e de íons SO 2 − existentes nesta solução? 4 104 . em litros.(ITA SP/2003) Duas soluções aquosas (I e II) contêm. quantidades iguais (em mol) e desconhecidas de um ácido forte. A . a) Qual a massa. i) Explique o motivo da NÃO formação de bolhas de gás no sangue quando o mergulhador desloca-se de regiões próximas à superfície para as regiões de “águas profundas”. b) Qual a massa.26 Considerando estas informações.

568. C ond.(ITA SP/2000) Num recipiente.186. representam as variações de entalpia de formação e de combustão a 298. C ond.3 . 10-3 e) 3. b) c) d) e) Fe(s) + 1/2 O2(g) → FeO(s). a uma 40 − velocidade constante de 450 J min 1. II b) c) d) e) Ciclohexano Ciclohexanona Ciclohexeno n-Hexano c . 10-11 b) 1.00 mol de etanol é igual a 1/2 da mesma relação para a queima completa de 1. Com base nestas informações é CORRETO afirmar que: a) a quantidade de calor liberada na queima de 1. b .0 o f 114 .0 J g ºC − − Calor específico de A(  ) = 2.3 .00 mol de glicose.5 J g 1 ºC 1 À pressão de 1 atm.titulação é acompanhada pela medição das respectivas condutâncias elétricas das soluções resultantes. representada pela seguinte equação: C4H10(g) → C4H8(g) + H2(g) Dados eventualmente necessários: ∆ o (C4 H 8 ( g )) =− 1 . d) a quantidade de calor liberada na queima de etanol será igual àquela liberada na queima de glicose quando a relação massa de etanol/massa de glicose queimada for igual a 1/2. Considere que todo calor fornecido é absorvido pela amostra.6 Ho 2 H em que ∆ e . Fe(s) + CO(g) → FeO(s) + C(graf).00 mol de etanol é igual a 2 vezes a quantidade de calor liberada na queima de 1. VN C ond. libera maior quantidade de energia.0 .5 J g 1 ºC 1 − − Calor específico de A(g) = 0. 109 . 10-7 c) 0. A combustão completa de igual massa de glicose (C6H12O6) libera 15J.5 Hf O 33 ∆ o ( H 2O (l )) =− 8 . 10-3 d) 1. c) a relação combustível/comburente para a queima completa de 1. uma amostra sólida de 25 g da substância A é aquecida de − ºC até 100 ºC.15 K e 1 bar. indicando claramente as coordenadas dos pontos iniciais e finais de cada etapa do processo.0 milimol/L de NaOH.(ITA SP/2004) Qual das opções a seguir apresenta a equação química balanceada para a reação de formação de óxido de ferro (II) sólido nas condições-padrão? a) Fe(s) + Fe2O3(s) → 3 FeO(s). Construa o gráfico de temperatura (ºC) versus tempo min) para todo o processo de aquecimento considerado. em kJ/mol. a) −3. mantido a 25oC.(ITA SP/2005) Assinale a opção que contém a substância cuja combustão. C ond. em mol/L. I I II 112 . misturam-se 50 mL de uma solução 5. 111 .15 K e 1 bar. e) a quantidade de calor liberada na queima de etanol será igual àquela liberada na queima de glicose quando a relação mol de etanol/mol de glicose queimada for igual a 1/2.8 Hf 25 ∆ c (C4 H 8 ( g )) = − . da reação química a 298. a quantidade de calor liberada na combustão completa de 1.00 mol de glicose. a) Benzeno . na solução resultante é: a) 1. respectivamente.00mol de etanol é igual a 2 vezes aquela necessária para queimar a mesma quantidade de glicose. VN I I I a O H II e . 4 Hf 1 ∆ o (C 2 ( g )) =− 9 . nas condições-padrão.9 d) +125. VN I I e a O I I H VN a O H I I VN a O H 113 . 10-3 110 . Mostre os cálculos necessários.8 .9 c) +2. Fe2O3(s) → 2FeO(s) + 1/2 O2.(ITA SP/2006) seguintes propriedades: Uma substância A apresenta as ∆ c Ho Temperatura de fusão a 1 atm = − ºC 20 Temperatura de ebulição a 1 atm = 85 ºC − Variação de entalpia de fusão = 180 J g 1 − Variação de entalpia de vaporização = 500 J g 1 − − 1 1 Calor específico de A(s) = 1. 50mL de água destilada e 50 mL de uma solução 5.00g de etanol (C2H5OH) é igual a 30J. b) a quantidade de oxigênio necessária para queimar completamente 1.3 b) −2.0 milimol/L de HCl. respectivamente? a .(ITA SP/2000) Na temperatura e pressão ambientes.) com o volume de NaOH (V ) NaOH adicionado às soluções I e II.877 . Qual das opções abaixo contém a figura com o par de curvas que melhor representa a variação da condutância elétrica (Cond.(ITA SP/2007) Assinale a opção que indica a variação CORRETA de entalpia. em kJ/mol. Fe(s) + CO2(g) → FeO(s) + C(graf) + 1/2 O2(g) a O I H d . A concentração de íons H+.4 e) +114.0 . C ond.186.

I e II. por meio de uma chave S. é imersa no líquido uma resistência elétrica de 3 Ω conectada.II(s) cp. IV. c) apenas II e V. HCl(g) ∆ IV H + < ∆ IV U 116 . IV. V. assinale a opção que apresenta o valor do trabalho em módulo (em kJ) realizado no processo de vaporização após 180 s de aquecimento na temperatura de 330 K.II(g) < cp. . e) todas.015 g/s. das afirmações acima. a temperatura do líquido mantém-se constante a 330 K e verifica-se que a massa do líquido começa a diminuir a uma velocidade constante de 0.115 . II e IV. estão CORRETAS a) apenas I. No instante em que a chave S é fechada. O calor trocado na reação é igual à variação de entalpia.4 / M b) 5.(ITA SP/2007) Um recipiente aberto contendo inicialmente 30 g de um líquido puro a 278 K.se um cronômetro.4 / M 118 . Assinale a opção que apresenta a variação de entalpia de vaporização (em J/mol) do líquido. III. 4NH3(g) III. CaC2 (s). d) apenas III e V.(ITA SP/2007) Amostras de massas iguais de duas substâncias. da entalpia ( ∆ ) e da H U energia interna ( ∆ ) das reações químicas. b) apenas I e III. ∆ II < ∆ II H U > ∆ III U → → 2HF(g) HClO4(l).I(g) cp. A seguir. O trabalho realizado pelo sistema é igual a zero. estão CORRETAS a) apenas I.4 / M e) 8. H2(g) ∆ III H N2H4(g). Então. II.I(s) < cp. H2O(g) 1/2O2 + + (g) N2(g) F2(g) 2O2(g) → → H2O2(g) . A variação da energia livre de Gibbs é igual à variação de entalpia. V.015 g/s. d) apenas III e IV. a temperatura do líquido mantém-se constante a 330 K e verifica-se que a massa do líquido começa a diminuir a uma velocidade constante de 0. Após 100 s. e cp é o calor específico. e) apenas III. a uma fonte que fornece uma corrente elétrica constante de 2 A. Dados: ΔHf e ΔHv representam as variações de entalpia de fusão e de vaporização. Após 100 s. respectivamente. cada uma mantida a temperatura e pressão constantes: b Assinale a opção ERRADA em relação à comparação das grandezas termodinâmicas. A seguir.4 / M d) 7.I(l) I. No instante em que a chave S é fechada. Considere que esta reação seja realizada em um cilindro provido de um pistão. Utilizando o enunciado acima. foram submetidas independentemente a um processo de aquecimento em atmosfera inerte e a pressão constante. a) 500 M b) 600 M c) 700 M d) 800 M e) 900 M 117 .(ITA SP/2007) Um recipiente aberto contendo inicialmente 30 g de um líquido puro a 278 K. O gráfico abaixo mostra a variação da temperatura em função do calor trocado entre cada uma das amostras e a vizinhança. mantido à pressão constante de 1 atm. respectivamente representadas pelas equações químicas abaixo. A variação da energia interna é igual a zero. CaO(s) + 3C(s) ∆ V >∆ V H U → CO(g) + Das afirmações acima. são feitas as seguintes afirmações: I. de massa desprezível. A variação da energia interna é menor do que a variação da entalpia. mantido à pressão constante de 1 atm. dispara. c) apenas II. é colocado sobre uma balança.(ITA SP/2006) Considere as seguintes afirmações a respeito da variação. em módulo. III e IV. é imersa no líquido uma resistência elétrica de 3 Ω conectada. a uma fonte que fornece uma corrente elétrica constante de 2 A. que se desloca sem atrito. ∆ I >∆ I H U II. Em relação a este sistema. por meio de uma chave S. a) b) c) d) e) ΔHf(I) < ΔHf (II) ΔHv(I) < ΔHv (II) cp.(ITA SP/2006) Uma reação química hipotética é representada pela seguinte equação: X(g) + Y(g) → 3 Z(g).se um cronômetro. IV e V. a) 4. b) apenas I.II(l) < cp. mantendo-se constantes a pressão em 1 atm e a temperatura em 25ºC. II e V. 119 . Considere a massa molar do líquido igual a M. é colocado sobre uma balança. dispara. IV e V. Considere a massa molar do líquido igual a M.4 / M c) 6.

e) apenas III e IV. m o l ) T T 1 f Te = = t e m t e m p e r a t u p e r a t u r a r a d e d e f u s ã o l i ç ã o e b u . A quantidade de calor trocada entre o sistema e a vizinhança é igual a zero. II. está(ão) CORRETA(S) a) apenas I. I e IV c) II. ∆ I = ∆ II H H ∆ II > ∆ II H E ∆ I <∆ I H E IV. 126 . para as reações representadas pelas equações acima.2 L. Cp.120 . ∆ EII(T) sendo ∆H(T) e ∆E(T) . III.(ITA SP/2005) A 25°C e 1 atm. d) apenas II e IV. 125 .(ITA SP/2005) Um cilindro provido de um pistão móvel.(ITA SP/2003) Num cilindro. e) apenas IV.(ITA SP/2006) Para cada um dos processos listados abaixo.20 kJ. d) apenas III. II e III. sob pressão constante. Das comparações acima. Considere as seguintes afirmações: I. Assuma que as reações acima são realizadas sob pressão constante. é realizada a combustão completa de carbono (grafita). A variação da energia interna do sistema é igual a zero. II. Solução aquosa 1 milimolar de ácido clorídrico com solução aquosa 1 milimolar de cloreto de sódio. IV e I d) III. K . está(ão) CORRETA(S) a) apenas I. c) apenas I. A temperatura no interior do cilindro.10 kJ.35 kJ. a variação da entalpia e da energia interna do sistema na temperatura T . c) – 0.25 kJ. 0. Considere que. I e IV e) III. indique se a variação de entropia será maior. d) – 0. contém 3. é mantida constante desde a introdução dos reagentes até o final da reação. b) apenas I e IV. 122 . T = 300 K) b) C (grafite) → C (diamante) c) solução supersaturada → solução saturada d) sólido amorfo → sólido cristalino e) N2(g) → N2 (g. Solução aquosa 1 milimolar de ácido clorídrico com solução aquosa 1 milimolar de hidróxido de amônio. b) apenas I e II. e que a temperatura dos reagentes é igual à dos produtos. menor ou igual a zero. a) N2 (g. Solução aquosa 1 milimolar de ácido clorídrico com solução aquosa 1 milimolar de ácido clorídrico.2 g de gás hélio que ocupa um volume de 19.(ITA SP/2006) Assinale a opção que apresenta a equação química que representa uma reação envolvendo a uréia [CO(NH2)2] que NÃO ocorre sob aquecimento a 90°C o e pressão de 1 atm.1 atm. na temperatura T. respectivamente. A variação da entalpia do sistema é igual à variação da energia interna.(ITA SP/2004) representadas pelas balanceadas: Considere as seguintes equações reações químicas C2H5OH(l) + O2(g) → 2 C(s) + 3H2O(g) ∆ HI(T).8 J K–1 moI–1. III. a temperatura do gás é diminuída de 15 K e o volume ocupado pelo gás diminui para 18. IV. T = 300 K) → N2 (g. Qual das opções abaixo apresenta a ordem decrescente CORRETA para o efeito térmico observado em cada uma das misturas acima? a) I. II. adsorvido em sílica) 123 . II. e) – 0. II e lV b) II. considere o respectivo efeito térmico associado à mistura de volumes iguais das soluções relacionadas abaixo: I.2 x 10 5 N m–2. IV e I 124 . Justifique suas respostas. Solução aquosa 1 milimolar de ácido clorídrico com solução aquosa 1 milimolar de hidróxido de sódio. provido de um pistão móvel sem atrito. II. 1 4 1 2 1 0 8 6 4 2 0 1 0 1 T T 2 f T e -1 -1 C p(c a l .15kJ. de uma substância varia com a temperatura. III. Sabendo que a capacidade calorífica molar do gás hélio à pressão constante é igual a 20. III. c) apenas II. a) CO(NH2)2(s) + 2HNO3(aq) → 2N2(g) + CO2(g) + 3H2O(l) b) CO(NH2)2(s) → N2(g) + 1/2O2 (g) CH4(g) c) CO(NH2)2(s) + H2O(l) → 2NH3(g) + CO2(g) d) CO(NH2)2(s) + H2O(l) + 2HCl(aq) → 2NH4Cl(aq) + CO2(g) e) CO(NH2)2(s) + NaOH(aq) → Na2CO3(aq) + 2NH3(g) 121 . III. b) – 0.(ITA SP/2002) A figura abaixo mostra como a capacidade calorífica. 1 atm. que se desloca sem atrito. ∆ EI(T) C2H5OH(l) + 2O2(g) → 2 CO(s) + 3H2O(l) ∆ HII(T). O trabalho realizado pelo sistema é igual a zero. sejam feitas as seguintes comparações: ∆ I = ∆ II E E I. IV. Destas afirmações. Mantendo a pressão constante.0 L sob pressão 1. III. a variação da energia interna neste sistema é aproximadamente igual a: a) – 0.

. ..2kJ 32) Gab: C Gab: B 1 2 3 8 0 ° C 33) Gab: A 37) Gab: C 34) Gab: B 35) 7) Gab: a) 0.... . e sabendo que a variação de entalpia (∆ H) é igual ao calor trocado pelo sistema à pressão constante. . 31) Gab: a) P 1 4 5 ( a t m ) 1 s ó 0 . é ERRADO afirmar que: a) na temperatura T1 a reação ocorre com liberação de calor.. sua capacidade calorífica aumenta com o aumento da temperatura..Considerando as informações mostradas na figura acima. 16) Gab: A 20) Gab: E 17) Gab: C 24) Gab: E 18) Gab: D 26) Gab: B 23) Gab: B 27) Gab: B 28) Gab:A 29) Gab: Esboço do diagrama de fases: 30) Gab: A (g ) + B( .0606 mol b) 8. a reação ocorre com absorção de calor (∆ H > zero). ... . .. c) quer esteja a substância no estado sólido..68 39) Gab:E Gab: D 14) Gab:B 15) Gab: 40) Gab: C 47) Gab: D 41) Gab: C 48) Gab: D 42) 45) Gab: A Gab: A 49) 50) Gab: a).. . no estado sólido.. e) tanto a capacidade calorífica dos reagentes como a dos produtos aumentam com o aumento da temperatura.. . b) e c) . g) . é ERRADO afirmar que: a) a substância em questão.(ITA SP/2001) A figura abaixo mostra como a entalpia dos reagentes e dos produtos de uma reação química do tipo A(g) + B(g) → C(g) varia com a temperatura. ... . .. 0 0 4 5 l i d l í q o p o u v i d n t o o g á s a p o r t r i p l o GABARITO: 2) Gab: C 3) Gab:E 4) Gab:C 5) Gab: A b) vide gráfico c) H2H4(l) + 2H2O2(l) → N2(g) + 4H2O(g) d) – 642... b) a capacidade calorífica da substância no estado gasoso é menor do que aquela no estado líquido. d) caso a substância se mantenha no estado líquido em temperaturas inferiores a Tf. 10–3kJ 8) Gab: a) V = K b) temperatura.. c) no intervalo de temperatura compreendido entre T1 e T2. . .. em módulo. energia de ativação........ t1/2 = mo/2K 9) Gab: B D 36) Gab:B 10) Gab: C 12) GAB: B 13) Gab: 38) Respostas a) 0. superfície de contato. . ) C (g T1 T e m p T2 e r a t u r a Levando em conta as informações fornecidas nesta figura. c) sim. líquido ou gasoso.25 . a capacidade calorífica da substância líquida é maior do que a capacidade calorífica da substância na fase sólida estável em temperaturas menores do que Tf . d) o ∆ H... .. . b) na temperatura T1. 127 .. a capacidade calorífica dos reagentes é maior que a dos produtos.... apresenta mais de uma estrutura cristalina diferente. da reação aumenta com o aumento de temperatura.34 mol n-hexano b) 290..8 torr c) 0.. e) a variação de entalpia de uma reação envolvendo a substância em questão no estado líquido aumenta com o aumento da temperatura. ...

72) Gab: A 75) Gab: a) aumenta c) permanece constante constante 76) Gab: E 79) GAB: A A b) diminui d) permanece 77) Gab: E 78) Gab: C 80) Gab: C 81) Gab: C 82) Gab: 83) Gab: a) KH2PO4 + KOH → K2HPO4 + H2O b) 7.) e- 100) Gab:B 103) Gab: a) 8.50M 104) Gab: B 109) Gab: B I I B I I A + a s s i v o 106) Gab: D 111) Gab: E 116) Gab: D 108) Gab: C 112) Gab: B 117) Gab:D 123) Gab: D I V ) I A + A I B 110) Gab: E 113) Gab: D I I ) t i v o P V) IA: 2Ag+(aq) + 2e–  re d→ 2Ag(s)  i IB: Zn(s)  ox → Zn2+(aq) + 2e–  i IIA: Cu(s)  ox→ Cu2+(aq) + 2e–  2+ IIB: Zn (aq) + 2e–  red→ Cu(s)   53) Gab: A Gab: A 60) Gab: C 115) Gab: B 119) Gab:B 120) Gab: B 121) Gab: D 124) Gab: E 125) Gab: D 56) Gab: B 57) 126) Gab: E 127) Gab: C 55) Gab: A 61) Gab: B 62) Gab: E 63) Gab:C 64) Gab: B C 65) Gab: D 67) GAB:C 68) Gab: 71) GAB: SEM RESOLUÇÃO Então não temos alternativa correta.96g c) 11. Obs.37 c) não haverá uma variação considerável de pH.89) Gab: E 90) Respostas: a) 3. das concentrações das substâncias estabelecidas no gráfico não têm compatibilidade estequiométrica com a equação química fornecida no enunciado do TESTE.: As variações das pressões parciais e consequentemente. pois trata–se de uma solução tampão.3 .99g b) 51.333M. 10-9mol/L b) CN-(aq) + H2O(l) d) 91) Gab: C Gab: B → HCN(aq) + OH-(aq) 93) GAB: A 98) Gab: A 102) Gab: C 94) 92) Gab: D 96) Gab: A 101) Gab: A Equação − global − Cl (aq) + 3H 2O (l) → ClO 3 (aq) + 3H 2 (g) 95) Gab: E D 99) Gab: 51) Gab:E 52) Gab: I ) I I e I.19L d) [Al ] = 0. SO42-= 0. H2PO4– : ácido fraco HPO42– : ânion proveniente do sal 84) GAB: D Gab: E 85) Gab:A 87) Gab: D 88) .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful