Você está na página 1de 29

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS CONCEITO DESTINAÇÃO LEGISLAÇÃO VALOR AGREGADO
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS CONCEITO DESTINAÇÃO LEGISLAÇÃO VALOR AGREGADO
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS CONCEITO DESTINAÇÃO LEGISLAÇÃO VALOR AGREGADO
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS CONCEITO DESTINAÇÃO LEGISLAÇÃO VALOR AGREGADO

RESÍDUOS SÓLIDOS

CONCEITO

DESTINAÇÃO

LEGISLAÇÃO

VALOR AGREGADO DEPÓSITO

TRANSPORTE

ALTERNATIVAS

PONTO DE GERAÇÃO PARCEIROS

CRIATIVIDADE

RESPONSABILIDADE

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS CONCEITO São resíduos sólidos ou semi sólidos
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS CONCEITO São resíduos sólidos ou semi sólidos
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS CONCEITO São resíduos sólidos ou semi sólidos
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS CONCEITO São resíduos sólidos ou semi sólidos

RESÍDUOS SÓLIDOS

CONCEITO

São resíduos sólidos ou semi sólidos resultante de

São resíduos sólidos ou semi sólidos resultante de atividade industrial, doméstico, hospitalar, comercial,

atividade industrial, doméstico, hospitalar,

comercial, agrícola de serviços e de varrição.

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESIDUOS SÓLIDOS DESTINAÇÃO Que fazer com materiais descartados pela
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESIDUOS SÓLIDOS DESTINAÇÃO Que fazer com materiais descartados pela
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESIDUOS SÓLIDOS DESTINAÇÃO Que fazer com materiais descartados pela
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESIDUOS SÓLIDOS DESTINAÇÃO Que fazer com materiais descartados pela

RESIDUOS SÓLIDOS

DESTINAÇÃO Que fazer com materiais descartados pela industria?

MATERIAIS

REUTILIZÁVEIS CONTAMINADOS ORGÂNICOS

REUTILIZÁVEIS

CONTAMINADOS

ORGÂNICOS

RECICLÁVEIS

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESIDUOS SÓLIDOS 4
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESIDUOS SÓLIDOS 4
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESIDUOS SÓLIDOS 4
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESIDUOS SÓLIDOS 4

RESIDUOS SÓLIDOS

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESIDUOS SÓLIDOS 4
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESIDUOS SÓLIDOS 4
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESIDUOS SÓLIDOS 4
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESIDUOS SÓLIDOS 4
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESIDUOS SÓLIDOS 4

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS ACADÊMICO x PROFISSIONAL DE SUCESSO 5
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS ACADÊMICO x PROFISSIONAL DE SUCESSO 5
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS ACADÊMICO x PROFISSIONAL DE SUCESSO 5
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS ACADÊMICO x PROFISSIONAL DE SUCESSO 5

RESÍDUOS SÓLIDOS

ACADÊMICO

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS ACADÊMICO x PROFISSIONAL DE SUCESSO 5

x

PROFISSIONAL DE SUCESSO

PROFISSIONAL DE SUCESSO

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS ACADÊMICO x PROFISSIONAL DE SUCESSO 5

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Não existe fórmula pronta para resolver problemas do
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Não existe fórmula pronta para resolver problemas do
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Não existe fórmula pronta para resolver problemas do
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Não existe fórmula pronta para resolver problemas do

RESÍDUOS SÓLIDOS

Não existe fórmula pronta para resolver problemas do descarte de resíduos existe muito esforço.

Inventário do resíduo

A, B, C,

muito esforço.  Inventário do resíduo  A, B, C,  Quantidades  Necessidade interna 

Quantidades

Necessidade interna

Facilidade no descarte

legislação

VISÃO E FOCO

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Conceitualmente alguns resíduos não podem ser destinados
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Conceitualmente alguns resíduos não podem ser destinados
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Conceitualmente alguns resíduos não podem ser destinados
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Conceitualmente alguns resíduos não podem ser destinados

RESÍDUOS SÓLIDOS

Conceitualmente alguns resíduos não podem ser destinados por determinados procedimentos em virtude de suar características:

decompor e gerar gases dentro do aterro

ATERRO QUÍMICOo resíduo não pode conter matéria orgânica, pois em função do tempo poderá

se

podendo assim comprometer a estrutura física do

aterro

O resíduo deve ser sólido ou consistente.

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS ATERRO ORGÂNICO  Caximba ATERRO CONTRUÇÃO 
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS ATERRO ORGÂNICO  Caximba ATERRO CONTRUÇÃO 
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS ATERRO ORGÂNICO  Caximba ATERRO CONTRUÇÃO 
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS ATERRO ORGÂNICO  Caximba ATERRO CONTRUÇÃO 

RESÍDUOS SÓLIDOS

ATERRO ORGÂNICO Caximba

ATERRO CONTRUÇÃO caliça

INCINERAÇÃO EM FORNO DE CIMENTO

O

resíduo deve possuir poder calorífico adequado

(superior a 2.000 kCal/kg)

Não poderá ter cloro em sua composição (dioxinas e furanos)

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS RECICLAGEM  desenvolver parceiros confiáveis e
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS RECICLAGEM  desenvolver parceiros confiáveis e
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS RECICLAGEM  desenvolver parceiros confiáveis e
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS RECICLAGEM  desenvolver parceiros confiáveis e

RESÍDUOS SÓLIDOS

RECICLAGEM desenvolver parceiros confiáveis e preocupado com a responsabilidade ambiental

DOAÇÃO É uma opção a ser olhada com

ambiental DOAÇÃO  É uma opção a ser olhada com muita atenção ARMAZENAR  quando as

muita atenção

ARMAZENAR quando as opções são arriscadas é conveniente armazenar

internamente.

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 1 - PAPEL E PAPELÃO 10
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 1 - PAPEL E PAPELÃO 10
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 1 - PAPEL E PAPELÃO 10
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 1 - PAPEL E PAPELÃO 10

RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 1 - PAPEL E PAPELÃO

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 1 - PAPEL E PAPELÃO 10
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 1 - PAPEL E PAPELÃO 10
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 1 - PAPEL E PAPELÃO 10
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 1 - PAPEL E PAPELÃO 10

10

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 2 - PLÁSTICOS 11
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 2 - PLÁSTICOS 11
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 2 - PLÁSTICOS 11
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 2 - PLÁSTICOS 11

RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 2 - PLÁSTICOS

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 2 - PLÁSTICOS 11
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 2 - PLÁSTICOS 11
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 2 - PLÁSTICOS 11
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 2 - PLÁSTICOS 11
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 2 - PLÁSTICOS 11

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 2 - PLÁSTICOS 12
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 2 - PLÁSTICOS 12
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 2 - PLÁSTICOS 12
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 2 - PLÁSTICOS 12

RESÍDUOS SÓLIDOS

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 2 - PLÁSTICOS 12

Caso 2 - PLÁSTICOS

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 2 - PLÁSTICOS 12
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 2 - PLÁSTICOS 12
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 2 - PLÁSTICOS 12

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 3 - VIDROS 13
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 3 - VIDROS 13
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 3 - VIDROS 13
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 3 - VIDROS 13

RESÍDUOS SÓLIDOS

Caso 3 - VIDROS

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 3 - VIDROS 13

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 4 – METAIS FERROSOS 14
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 4 – METAIS FERROSOS 14
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 4 – METAIS FERROSOS 14
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 4 – METAIS FERROSOS 14

RESÍDUOS SÓLIDOS

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 4 – METAIS FERROSOS 14

Caso 4 METAIS FERROSOS

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 4 – METAIS FERROSOS 14
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 4 – METAIS FERROSOS 14
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 4 – METAIS FERROSOS 14
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 4 – METAIS FERROSOS 14

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 5 - ALUMÍNIO 15
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 5 - ALUMÍNIO 15
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 5 - ALUMÍNIO 15
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 5 - ALUMÍNIO 15

RESÍDUOS SÓLIDOS

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 5 - ALUMÍNIO 15
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 5 - ALUMÍNIO 15

Caso 5 - ALUMÍNIO

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 6 – METAIS AMARELOS 16
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 6 – METAIS AMARELOS 16
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 6 – METAIS AMARELOS 16
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 6 – METAIS AMARELOS 16

RESÍDUOS SÓLIDOS

Caso 6 METAIS AMARELOS

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 6 – METAIS AMARELOS 16
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 6 – METAIS AMARELOS 16
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 6 – METAIS AMARELOS 16

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 7 – MADEIRAS 17
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 7 – MADEIRAS 17
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 7 – MADEIRAS 17
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 7 – MADEIRAS 17

RESÍDUOS SÓLIDOS

Caso 7 MADEIRAS

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 7 – MADEIRAS 17
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 7 – MADEIRAS 17
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 7 – MADEIRAS 17

17

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 8 – LODO GALVÂNICO 18
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 8 – LODO GALVÂNICO 18
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 8 – LODO GALVÂNICO 18
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 8 – LODO GALVÂNICO 18

RESÍDUOS SÓLIDOS

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 8 – LODO GALVÂNICO 18

Caso 8 LODO GALVÂNICO

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 8 – LODO GALVÂNICO 18
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 8 – LODO GALVÂNICO 18

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 9 - BATERIAS 19
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 9 - BATERIAS 19
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 9 - BATERIAS 19
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 9 - BATERIAS 19

RESÍDUOS SÓLIDOS

Caso 9 - BATERIAS

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 9 - BATERIAS 19
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 9 - BATERIAS 19
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 9 - BATERIAS 19

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 10 – DISQUETES E CD’S 20
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 10 – DISQUETES E CD’S 20
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 10 – DISQUETES E CD’S 20
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 10 – DISQUETES E CD’S 20

RESÍDUOS SÓLIDOS

Caso 10 – DISQUETES E CD’S

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 10 – DISQUETES E CD’S 20
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 10 – DISQUETES E CD’S 20

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 11 – NÃO RECICLÁVEIS Borrachas Tetrapack
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 11 – NÃO RECICLÁVEIS Borrachas Tetrapack
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 11 – NÃO RECICLÁVEIS Borrachas Tetrapack
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 11 – NÃO RECICLÁVEIS Borrachas Tetrapack

RESÍDUOS SÓLIDOS

Caso 11 NÃO RECICLÁVEIS Borrachas

RESÍDUOS SÓLIDOS Caso 11 – NÃO RECICLÁVEIS Borrachas Tetrapack Filtros Diatomita Telhas Fibras de vidro Papel

Tetrapack

Filtros

Diatomita

Telhas Fibras de vidro

Papel (oleado, plastificado, )

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 22
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 22
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 22
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 22

RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 22
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 22
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 22
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 22
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 22
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 22

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 23
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 23
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 23
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 23

RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 23
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 23
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 23
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 23
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos RESÍDUOS SÓLIDOS - Caso 11 23

23

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS Organização é a palavra de ordem para
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS Organização é a palavra de ordem para
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS Organização é a palavra de ordem para
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS Organização é a palavra de ordem para

DEPÓSITO DE RESÍDUOS

Organização é a palavra de ordem para um depósito de resíduos:

baias sinalização visual

IT

balança treinamento aos operadores,

triagem,

espaços, lay out,

manobra de caminhão,

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS Área visada para descartes errôneos Invasão de
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS Área visada para descartes errôneos Invasão de
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS Área visada para descartes errôneos Invasão de
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS Área visada para descartes errôneos Invasão de

DEPÓSITO DE RESÍDUOS Área visada para descartes errôneos Invasão de espaços

Área visada para descartes errôneos Invasão de espaços Roubos de materiais Reações físico químicas Cilindros de

Roubos de materiais

Reações físico químicas

Cilindros de gás

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS 26
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS 26
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS 26
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS 26

DEPÓSITO DE RESÍDUOS

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS 26
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS 26
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS 26
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS 26
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS 26
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS 26
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos DEPÓSITO DE RESÍDUOS 26

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos COLETA SELETIVA Treinamento/ conscientização/ Treinamento/
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos COLETA SELETIVA Treinamento/ conscientização/ Treinamento/
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos COLETA SELETIVA Treinamento/ conscientização/ Treinamento/
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos COLETA SELETIVA Treinamento/ conscientização/ Treinamento/

COLETA SELETIVA Treinamento/ conscientização/ Treinamento/

conscientização/ Treinamento/ conscientização/ Treinamento/

conscientização/ Treinamento/ conscientização/ Treinamento/ conscientização/ Treinamento/ conscientização

Definir os resíduos por famílias

Definir fluxos Definir equipamentos Lay out de células

Medir desenvolvimento (radar)

Exceções

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos COLETA SELETIVA PAPEL PLÁSTICO M E T A I S
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos COLETA SELETIVA PAPEL PLÁSTICO M E T A I S
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos COLETA SELETIVA PAPEL PLÁSTICO M E T A I S
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos COLETA SELETIVA PAPEL PLÁSTICO M E T A I S

COLETA SELETIVA

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos COLETA SELETIVA PAPEL PLÁSTICO M E T A I S
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos COLETA SELETIVA PAPEL PLÁSTICO M E T A I S

PAPEL

de Efluentes e Resíduos Sólidos COLETA SELETIVA PAPEL PLÁSTICO M E T A I S VIDRO

PLÁSTICO

METAIS

VIDRO ORGÂNICO SÓLIDO

VIDRO

VIDRO ORGÂNICO SÓLIDO

ORGÂNICO

VIDRO ORGÂNICO SÓLIDO

SÓLIDO

CONTAMINADO

Tratamento

de Efluentes e Resíduos Sólidos

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos COLETA SELETIVA 29
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos COLETA SELETIVA 29
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos COLETA SELETIVA 29
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos COLETA SELETIVA 29

COLETA SELETIVA

Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos COLETA SELETIVA 29
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos COLETA SELETIVA 29
Tratamento de Efluentes e Resíduos Sólidos COLETA SELETIVA 29