Você está na página 1de 9

Unidade 2

Equipamentos

1 – Hardware Fundamental

‰ Periféricos Fundamentais

Periféricos Fundamentais

„ A unidade central do computador precisa de


comunicar com o exterior para receber e
enviar informação.

„ Os dispositivos que permitem essa


comunicação são os periféricos que estão
ligados à unidade central e para enviar e
receber a informação.

1
Periféricos Fundamentais
Os periféricos podem classificar-se como:

• Periféricos de entrada;

• Periféricos de saída.

Periférico de Saída Periféricos de Entrada

Periféricos Fundamentais
„ Periféricos Mistos
Existem ainda periféricos mistos, aqueles que dependendo das
circunstâncias podem servir de intermediários para a entrada ou para
a saída de dados. Como por exemplo, drives e o modem.

Periférico Misto

MODEM

2
Periféricos

Saída Monitor
Plotter
Impressora
Data Display/Data Show
Periféricos
Memórias de massa ou Banda magnética
secundárias (Mistos) Disquetes
Disco Rígido
Streamers (Streaming Tapes)
CD Rom´s

Mistos Modem
Drives

Entrada Rato
Scanner
Teclado
Light pen
Joystick
Leitor óptico de código de barras

Periféricos de Entrada

3
Teclado

É um periférico de entrada
essencial para a introdução
de dados;

Teclado

„ O formato mais conhecido dos teclados é o


chamado QWERTY, baseado no teclado das
antigas máquinas de escrever;

„ Os teclados comuns apresentam-se com 101 ou


102 teclas.

„ Um teclado consiste num conjunto de pequenos


interruptores que são accionados quando é
pressionada uma tecla.

4
Teclado

„ Quando é premida uma tecla é formado um contacto


eléctrico sob a tecla;

„ O processador do teclado detecta qual a tecla


premida através de uma consulta ao firmware da
ROM do teclado;

„ Depois envia um código de 8 bits ao buffer do teclado


e um pedido ao CPU para ser atendido.

„ Se atendido o cpu vai ler o código que está no buffer.

Teclado

„ O buffer do teclado tem capacidade


para armazenar até 10 códigos de
teclas, quando é ultrapassada o teclado
“pia”;

„ Os códigos de teclas tem 8 bits permite


assim 256 códigos de teclas diferentes.

5
Teclado

„ A ligação do teclado ao computador


normalmente é feita através de um conector
ps/2, embora exista teclados com ligação
USB ou via rádio.

„ Ergonomia
‰ Com o aparecimento de casos de tendinite
irreversível em pessoas que utilizavam muito o
computador surgiram propostas de teclados
ergonómicos.

Teclado

6
Rato

• Este periférico foi concebido para a operação em


ambientes gráficos (deslocar um apontador no
ecrã).
Quanto ao funcionamento existem as seguintes classes de
ratos:
•Optomecânicos
•Ópticos
•Trackball
•Indutivos ou capacitivos
•Trackpoint

Rato

1. O movimento da esfera faz girar


roletes
2. Cada rolete faz girar uma
roda com ranhuras a toda
à volta
3. Cada roda está ligada a
um LED
4. Conforme a roda gira, o raio de luz
é interrompido ou não pelo movimento
das ranhuras RATO OPTOMECÂNICO
5. Esta alternância é detectada por umas
peças fotosensíveis que enviam
informação (nº de impulsos) para o computador.

7
Rato

É um caso particular dos ratos


Optomecânicos;

Não são mais que um rato


Optomecânico com a bola ao contrário;

A sua aplicação está em desuso sendo mais


usados em sistemas industriais onde
não há superfície disponível para
RATO TRACKBALL
deslizar um outro rato.

Rato

Em 1999 surgiu uma nova tecnologia


de ratos a Intellieye utilizada nos ratos ópticos.

Recorre a um sensor óptico que captura 1500


imagens por segundo da superfície sobre o rato
para determinar o deslocamento.

Tem vantagens em relação ao rato mecânico


visto que não tem desgaste mecânico nem
problemas de limpeza. RATO ÓPTICO

8
Rato

Rato

Tipos de ligação do rato:

• Porta Série (com1 ou com2) de 9 pinos


• Porta PS/2 a partir dos pentium 2