Você está na página 1de 2

Valores Socias do Antigo Regime

A sociedade do Antigo Regime (sc.XVI-XVIII) est assente numa forte hierarquia estratificada em ordens ou estados, estas correspondendo a categorias socais definidas pelo nascimento ou funes sociais dos individuos que as desempenham. Charles Layseau diz-nos que preciso que exista ordem em todas as coisas e que ...ns no poderamos subsistir em igualdade de condio (doc. 1). Estas afirmaes demonstram-nos como a convico das ordens mais privilegiadas no Antigo Regime inclinou a sociedade para a regularizao da desigualdade e para a estratificao social conforme o prestigio poder ou riqueza dos grupos sociais alicerada atravs do estatuto social, posio, dignidade, honra e direitos, sujeies, privilgios, deveres e smbolos distintivos de cada grupo social. Estas ordens mais privilegiadas seriam as do clero e da nobreza enquanto a menos privilegiada era a do povo . O clero ou 3 estado o nico grupo social que no se adquirido ao nascimento. No entanto os membros deste usufruem de muitos e privilgios tais como isenes fiscais e militares, o desempenho de cargos que lhes do elevado grau de prestigio, o beneficiamento do direito de cobrana da dizima e vasta erudio que lhes distingue das outras classes sociais e Jean Aymar Piganiol explica-nos que Os eclesisticos no podem ser citados em matria pessoal seno por um juiz da Igreja(doc. 2), ou seja, que a Igreja regia-se por uma justia prpria. O clero por sua vez dividia-se em vrios grupos: o alto clero, o baixo clero e o clero regular todos eles apresentando diferentes privilegios. A nobreza ou 2 estado uma pea crucial no regime monarquico sendo ela um grupo fechado em que s se nobre quem nasce nobre. Ela desempenha a maioria das funes militares e cargos administrativos que lhes do poder, prestigio e riqueza. Distingue-se a nobreza de sangue ou de espada (ancestral e honorfica) da nobreza de toga (recm nobilitada pelo exerccio ou compra de cargos pblicos. Por ltimo, o povo ou 3 estado era a ordem menos privilegiada e inferior na considerao publica embora a mais numerosa. Muito heterognea na sua composio, a sua importncia dependia essencialmente da profisso exercida por cada indivduo. Era a ordem tributria por excelncia. Salientamos ento o estrato dos camponeses e o da burguesia que englobava mercadores, banqueiros, cambistas, advogados, mdicos, letrados, mas tambm o estrato composto pelos artesos e trabalhadores assalariados e outros grupos sem modo de vida definido. A diversidade de estatuto estava plenamente patente no regime jurdico. Normalmente, os nobres estavam isentos das penas consideradas mais vis, como o enforcamento, e eram poupados s humilhaes e exposies pblicas. Apesar desta estrutura que aparentemente retm a mobilidade social (j que o maior critrio de diferenciao assenta no nascimento), o Antigo Regime conduziu ascenso da burguesia, que eleva a sua dignidade social, pela sua postura de trabalho e mrito pessoal, no seio do desenvolvimento do capitalismo comercial. Joo Raposo /n11/ 11 8

Você também pode gostar