Você está na página 1de 3

Mecânica dos Fluídos

 Hidrostática
Conhecimentos Fundamentais

Densidade. Pressão

ρ - massa volúmica ou densidade – define-se como sendo a massa de uma substância por unidade de
volume [Kg m-3]
m
m – massa da substância [Kg] ρ=
V
V- volume [m3]

Densidade relativa

A densidade relativa de uma substância em relação à água é definida como a razão entre a massa de
um certo volume dessa substância e a massa de igual volume água a 4ºC.

Exemplo:
ρ Fe 7,8 g cm −3
d= =
ρ H 2O 1,00 g cm − 3

Pressão – força exercida por unidade de área [N/m2=Pa]


F
p=
1 atm = 76 cm Hg = 1.013*105 Pa A
Sobrepressão ou pressão manométrica – diferença entre a pressão absoluta (ou pressão total) e a
pressão atmosférica.

Lei Fundamental da Hidrostática

A diferença de pressão entre dois pontos pertencentes a um fluído homogéneo de densidade ρ que
está em equilíbrio, é numericamente igual ao peso de uma coluna vertical de fluído cuja superfície da
base tem área unitária e cuja altura corresponde à diferença de nível entre os dois pontos:

∆p = ρ g h
pB – pC = ρ g h  pB = pC + ρ g h

Se C Ξ superfície livre do líquido: pC = p0 (pressão atmosférica);


p0 = 1,01*105 Pa

A pressão p num ponto que está a maior profundidade é maior que a pressão

atmosférica:

p = p0 + ρ g h

1
Líquidos em equilíbrio num tubo em “U”

Tubo em “U”:

- contém unicamente água: as superfícies livres do líquido existente em cada um dos


ramos do tubo estão ao mesmo nível – Princípio dos Vasos Comunicantes

- contém dois líquidos não miscíveis – desnível entre as superfícies livres dos líquidos,
que será tanto maior quanto maior for a diferença entre as densidades dos líquidos;

ρ1, ρ2 – densidade de cada um dos líquidos

C – Ponto que pertence à interface de contacto entre os dois líquidos

h0 – nível de referência

ρ1 h1 = ρ2 h2 (pontos B e C estão à mesma pressão)

Lei de Pascal

Qualquer pressão exterior aplicada a um fluído homogéneo e em repouso contido num recipiente
fechado e rígido, é transmitida integralmente a todos os pontos do fluído (e às paredes do recipiente
onde o fluído está contido).

Princípio de funcionamento das prensas hidráulicas – Lei de Pascal:

F1 F F F
= ∆p = 2 ⇒ 1 = 2
A1 A2 A1 A2

2
Lei de Arquimedes

Quando um objecto está parcialmente ou completamente imerso num fluído, experimenta da parte
deste uma impulsão vertical, de baixo para cima, que tem o valor do peso do fluído deslocado pelo
corpo.

Impulsão = ρfluído Vimersog

Exercícios Exemplo

1.Uma piscina contém água salgada (d=1,1). Determine:

a)A pressão da água no fundo da piscina atendendo a que este se encontra à profundidade de 3,20m
relativamente à superfície;

b)A força exercida pela água num azulejo de 15cm*15cm que está à profundidade de 1,6m e
pertence a uma das paredes.

2. A pressão sanguínea depende da posição do corpo. Quando um homem está deitado, a pressão
sistólica à saída da aorta é igual a 120 mmHg, o mesmo acontecendo com a pressão na extremidade
da artéria tibial. Determine a pressão sanguínea na extremidade da artéria tibial quando o homem
está de pé considerando que a pressão da aorta permanece constante (d=1,06).

3.

Considere um tubo de madeira com 5,0 cm de aresta, que flutua em equilíbrio na água contida numa
tina, de tal forma que 40% do seu volume está emerso (fora de água).

ρágua=1,00*103 Kg m-3

a) Determine o valor da impulsão;

b) Determine a massa volúmica da madeira;

c) O cubo foi preso por um fio ao fundo da tina, tendo ficado totalmente imerso. Determine o valor
da força de tracção experimentada pelo fio.