Você está na página 1de 8

Faculdade de Informática e Administração Paulista

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Redes de
Computadores

Eletricidade Básica

Profº Edivaldo

Eletricidade Básica
 Ao final deste material vocês deverão conhecer:

– Disjuntores, seus tipos e aplicações;

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Tecnologia em Redes Pág. 1


Professor Edivaldo
Faculdade de Informática e Administração Paulista

Disjuntores

 Os disjuntores são dispositivos capazes de atuar


na proteção contra correntes de curto-circuito ou
em casos de sobrecarga.

 Quando há uma corrente superior à que ele


suporta, ele interrompe o fluxo de energia
instantaneamente, evitando, assim, prejuízos aos
equipamentos ligados a ele.

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Disjuntores

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Funções Básicas

 Proteger os cabos contra sobrecargas e curto-


circuitos;
 Permitir o fluxo normal da corrente sem
interrupções;
 Abrir e fechar um circuito à intensidade
nominal
 Garantir a segurança da instalação e dos
utilizadores

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Tecnologia em Redes Pág. 2


Professor Edivaldo
Faculdade de Informática e Administração Paulista

Disjuntores

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Tipos de Disjuntores

 Disjuntores Magnéticos

– Os disjuntores utilizados para proteção contra


curto-circuito são chamados de disjuntores
magnéticos.

– Estes dispositivos possuem em seu interior


uma bobina, que no momento do surto de
corrente irá gerar um campo magnético que
provoca o deslocamento de uma “armadura”
fazendo com que ele interrompa o
fornecimento de energia.

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Disjuntores Térmicos

 Os disjuntores para proteção contra corrente de


sobrecarga são chamados de disjuntores
térmicos.

 Estes dispositivos possuem em seu interior uma


lâmina bimetálica que, no momento da
sobrecorrente, irá aquecer provocando o
deslocamento da “armadura” e o conseqüente
“desarme” do disjuntor.

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Tecnologia em Redes Pág. 3


Professor Edivaldo
Faculdade de Informática e Administração Paulista

Disjuntores Residuais (DR)

 Existem disjuntores que são direcionados para


evitar problemas causados por correntes de fuga.
 Estas correntes podem ser causadas por choques
elétricos e problemas de isolação na instalação
elétrica.
 Estes dispositivos são chamados de DR
(Disjuntor Residual)
 O funcionamento deste componente baseia-se na
soma vetorial das correntes de “entrada” e de
“saída” da instalação elétrica.
 Quando uma corrente circula pelo corpo de uma
pessoa, causa um desequilíbrio entre as
correntes de “ida” e de “volta”.

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Disjuntores Residuais (DR)

 Este desequilíbrio é detectado pelo disjuntor


residual que “desarma” interrompendo o fluxo de
energia.
 Por exemplo, se ele for utilizado visando a
proteção de pessoas ele deve atuar sobre
correntes de fuga de até 30mA.
 Apesar disso, existem disponíveis no mercado
disjuntores que protegem contra correntes de
fuga maiores do que 30mA, mas estes não
podem ser utilizados na proteção pessoal.

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Disjuntores Residuais (DR)

 Os disjuntores residuais podem ser separados em


três tipos:
– Tipo AD:
Sensível apenas a correntes alternadas.
– Tipo A:
Sensível a corrente alternada e contínua pulsante.
– Tipo B:
Sensível a corrente alternada, corrente contínua
pulsante e a corrente contínua pura.
Este é o dispositivo mais moderno e completo
existente no mercado.

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Tecnologia em Redes Pág. 4


Professor Edivaldo
Faculdade de Informática e Administração Paulista

Disjuntores Residuais (DR)

 Além desta separação, existem


outros fatores que devem ser
levados em conta na hora de
escolher o DR ( disjuntor residual).

 Existem disjuntores que necessitam


de uma fonte de alimentação
auxiliar, com isso, muitas vezes se
faz necessário algum tipo de
alteração na rede elétrica onde o DR
será instalado.

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

DR – Esquema de ligação

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Visão Interna

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Tecnologia em Redes Pág. 5


Professor Edivaldo
Faculdade de Informática e Administração Paulista

Partes Internas

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Especificações Técnicas

 Outra especificação que deve ser observada na


utilização de disjuntores é sua curva de disparo.

 A curva de disparo diz respeito à tolerância de


corrente nominal que o disjuntor suportará antes
de sua interrupção

 De acordo com a Norma IEC 60898, existem 2


curvas de disparo:
– Curva B e Curva C

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

CURVA B

 O disjuntor de curva B tem como característica


principal o disparo instantâneo para correntes
entre 3 a 5 vezes a corrente nominal.
 Sendo assim, são aplicados principalmente na
proteção de circuitos com características
resistivas ou com grandes distâncias de cabos
envolvidas.
 Ex: Lâmpadas incandescentes, chuveiros,
aquecedores elétricos, etc.

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Tecnologia em Redes Pág. 6


Professor Edivaldo
Faculdade de Informática e Administração Paulista

CURVA C

 O disjuntor de curva C tem como característica o


disparo instantâneo para correntes entre 5 a 10
vezes a corrente nominal.

 Sendo assim, são aplicados para a proteção de


circuitos com instalação de cargas indutivas.

 Ex: Lâmpadas fluorescentes, geladeiras,


máquinas de lavar, no-breaks, estabilizadores,
etc.

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Dados Técnicos - Exemplo

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Mais modelos !!

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Tecnologia em Redes Pág. 7


Professor Edivaldo
Faculdade de Informática e Administração Paulista

Acessórios

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Referências da aula
 Moraes, Airton A. e Novaes, Regina C. R. Eletricista de Manutenção -
Eletricidade Geral – Teoria São Paulo, SENAI 2003

 Fernandes, Dailson Introdução à Eletricidade São Paulo IBRATEC 2003

 GUSSOW, Milton. Eletricidade básica. São Paulo, Makron Books. 1985.

 NISKIER, Júlio. e MACINTYRE, Joseph. Instalações elétricas. Rio de


Janeiro, Editora Guanabara Koogan S. A., 1992.

 SENAI. Eletricista de Manutenção I - Eletricidade básica. Por Regina


Célia Roland Novaes. São Paulo,1993.

 SENAI-SP. Eletricidade básica. Por Airton Almeida de Moraes e Regina


Célia Roland Novaes. São Paulo, 1998.

 Fotos e esquemas extraídas de vários sites de Internet


(www.google.com.br – Imagens)

Redes de Computadores Elétrica - Edivaldo

Tecnologia em Redes Pág. 8


Professor Edivaldo