Você está na página 1de 1

Inversão de valores

Em um passado distante tudo o que era produzido e fabricado tinha como objetivos
básicos dar certo e durar muito ou permanecer. Os móveis, por exemplo, eram rústicos e, se
comparados com os de hoje, ultrapassados, mas eram feitos de madeira de qualidade para durar
por muitos anos e alguns deles duraram até gerações. Com a industrialização e a produção em
massa de bens se passou a pensar em bens de tempo de vida útil pequeno com novos
desenhos e modelos mais ousados assim sendo poder-se-ia haver giro ou circulação rápida de
mercadorias e conseqüentemente de dinheiro, e deu-se a esses produtos o nome de
descartáveis.
Porém, estas tendências não ficaram apenas nos objetos e bens produzidos, mas
refletem também nos relacionamentos humanos e na moral. Num passado não tão distante,
pessoas assumiam compromissos tais como namoro, noivado e casamento para viverem juntos
até que a morte os separasse. Hoje, os relacionamentos também entraram na era dos
descartáveis, uso imediato e depois se joga fora e se esquece. Para que isto ocorra, seres
humanos masculinos e femininos se vestem e se decoram como produto atraente e sensual para
consumo. E a moral? ... - Quem quer saber da moral. E o respeito?...- Isso é coisa do passado!
Deixa pra lá! Quanto mais atraente e sedutor o produto melhor. Assim é na convicção interior de
muitas pessoas.
O que mais entristece, principalmente a Deus, é o fato de essas convicções entrarem
dentro das Igrejas Evangélicas que são consideradas Cristãs (cristão – imitador de Cristo,
pequeno Cristo). O apóstolo Paulo afirma em Romanos 12.02 “E não vos conformeis a este
mundo,...” Conformar significa “Tomar a fôrma, moldar-se aos padrões...” Jesus disse: “Vós sois
o sal da terra...” Mateus 05.13 (negrito meu). No tempo de Jesus não existia geladeira, logo o
agente conservador da carne era o sal. Qual é o modelo de vida que temos tomado para nossa
vida (Cristo ou mundo)? Podemos ser comparados a pequenos cristos (verdadeiros cristãos)?
Será que podemos dizer como Paulo “Sede meus imitadores, como também eu o sou de
Cristo.”? I Coríntios 11.01. (negritos meus). Ou será que pensamos em não sermos tão
“santarrões”? Está escrito: “Quem é injusto, faça injustiça ainda: e quem está sujo, suje-se ainda;
e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, santifique-se ainda”. Apocalipse 22.11
(negritos meus). Jesus também disse: “Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma
cidade situada sobre um monte;” Mateus 05.14(negrito meu). Imagine-se em alto mar na
escuridão da noite e de repente, você vê a luz do farol ao longe então sentirás mais conforto ao
saber onde está a terra. Nós, como cristãos, devemos ser este marco de localização para a
sociedade que está perdida no meio das trevas deste mundo. Nossa vida deve ser modelo por
sermos imitadores do Mestre. Nós, cristãos, somos os conservadores da moral, dos bons usos e
costumes, que aliás, possuem amplo amparo bíblico. Nós, se realmente cristãos, temos este
compromisso com o Meigo Nazareno. Pense nisto!

Mateus 24.12 “e, por se multiplicar a iniqüidade (pecado consciente), o amor de muitos
esfriará.” (parênteses e negrito meus).

“ Seres humanos existem para serem verdadeiramente amados e não simplesmente


“usados”...Seres humanos foram feitos por Deus para relacionamentos puros e permanentes,
jamais descartáveis... Seres humanos foram feitos para serem imagem e semelhança de Deus e
não para serem produto... Seres humanos foram feitos para terem bons usos e costumes para
Glória de Deus e não para se conformarem com o mundo para a glória do Diabo...”

Dia: 01/08/2005. horário: 16:00 horas.


Diácono Alexandre Santana.
Igreja Evangélica Assembléia de Deus.

Você também pode gostar