ACADÊMICO: Fábio de Lima RGA: 2010000173

RELATÓRIO DA AULA DE CAMPO (SERRA DA BODOQUENA)

os assentados receberam o título definitivo em 2002. e acreditase que dessa forma o Parque estará “protegido”. constatei dois pontos marcantes: de um lado o Assentamento Canaã do início da década de 1980. ou seja. Durante a visita. e busca-se a separação dos assentados de seus lotes.481 hectares. implantado em uma “reserva florestal”. criado no ano de 2000. pois na época a área era coberta por mata. com uma área de 76. em frente a cachoeira Boca da Onça’. Quase toda sua extensão é composta de mata nativa e está compreendida na zona de amortecimento do Parque Nacional da Serra da Bodoquena. criado no início dos anos 2000 carregado de contradição e disputas. Assim como objeto de estudo o Assentamento Rural Canaã que foi criado na década de 1980. Já se passaram uma década de criação. com 156 metros de altura. O projeto do assentamento quanto o parque são políticas do Estado.1 .PARQUE NACIONAL DA SERRA DA BODOQUENA E O ASSENTAMENTO CANAÃ A área de estudo do relatório é o Parque Nacional da Serra da Bodoquena. sendo o Assentamento Canaã um projeto consolidado antes da criação do Parque Nacional. promovendo o conflito entre assentados e a conservação ambiental. localizado no Planalto da Bodoquena. a fragmentação do homem e natureza. Localizado no entorno do Parque. de forma que 34 lotes estão dentro do Parque. por outro lado. Foto : Fábio de Lima 21/05/2011 (cachoeira Boca da Onça) . O assentamento rural Canaã. às margens do Rio Salobra. o Parque Nacional da Serra da Bodoquena. a maior cachoeiras do estado (como mostra a foto abaixo).

rural. onde os assentados pouco participam ou não atuam nesta atividade. porque o licenciamento necessário para essa legalização demanda investimento e contratação de gente especializada. Acredito que a grande saída para Bodoquena seria o turismo sustentável familiar. sustentável. por parte da admistração da Boca da Onça Ecotur com placas proibindo a entrada. O ideal seriam mais investimentos da Secretaria de Turismo. A atividade turística desenvolvida no entorno da Serra. arroz. que boa parte dos assentados vivem da produção de leite e engorda de boi. grande parte da população tem consciência que é preciso preservar o ambiente. Em minha avaliação. com a preservação que futuramente geraria mais turismo. um turismo diferente para a nossa região. Podemos dizer então que a cachoeira é um bens de todos. os assentados que moram na margem esquerda do rio salobra. e não são gerados muitos empregos apenas nos grandes hotéis e pousadas. Pois os bens turísticos como. então o apoio do município do Estado é essencial. deve ser pensada como um bem público. Neste caso devemos pensar no processo natural de formação da natureza. Os moradores recebem turistas na sua área como camping. e não um bem privado de uso exclusivo dos turistas. o turismo sustentável familiar na região. então seria possível em Bodoquena um turismo diferenciado. marketing para vender a região. por exemplo. Bonito tem um grande potencial turismo. e sim. e não imaginam que a rentabilidade da família que poderia melhorar somente com o turismo. Hoje. Ainda mais. a prefeitura não tem um corpo técnico para ajudar a comunidade nessa conscientização que o turismo seria uma opção para os assentados. são controlada por empresas privadas. alguns plantam feijão. mas você paga por tudo e com um preço muito elevado. foram formados antes mesmo da formação social humana. disputando com os grandes proprietários. em Bodoquena poderia ser feito um turismo familiar. já que empresas privadas detêm e monopolizam as práticas de turismo na região. de certa forma são impedidos da exploração de atrativos como a cachoeira. Como práticas de subsistência. o rio e a cachoeira. problema ainda é que os assentados investem na engorda de gado. fazendo de suas áreas camping para turistas. a associação de moradores deve se organizar em forma de cooperativa. . Na minha avaliação falta suporte da AGRAER que é responsável pela política de sustentação aos assentados do Estado. Alguns moradores tentam viver do turismo. obtendo assim mais lucros. turismo rural e ecoturismo seriam a melhor alternativa para o local.Notei dentro dos limites do assentamento.

MS. agora mais adequado à sua missão e função. sem fins lucrativos. 3 – FUNDAÇÃO NEOTRÓPICA A Fundação é uma organização não-governamental. cultural e esportiva. conscientes das principais ameaças sociais que afetam crianças e adolescentes na região. então. no município de Bonito. da capacitação para o trabalho e geração de renda. que. ficando responsável apenas pela Casa da Criança. com sede em Bonito-MS. mantendo. a Fundação Vida Bonito foi desmembrada. Surge. uniram esforços para o enfrentamento das mesmas.INSTITUTO FAMÍLIA LEGAL Criado com o desmembramento das atividades da Fundação de Proteção à Criança e ao Adolescente -Vida Bonito". Em dezembro de 2007. entretanto. Sua missão é promover e praticar ações de conservação da . O Programa Família Legal passou a ser uma organização independente. da vivência artística. entidade privada. constituída legalmente como INSTITUTO FAMÍLIA LEGAL. fundada em 2003. A Fundação Vida Bonito nasceu a partir da iniciativa de instituições locais. sem fins lucrativos. com novo conselho diretor e novo estatuto. o Programa Família Legal com o objetivo de dar atendimento a crianças e adolescentes em situação de risco social encaminhados por essas instituições e a Casa da Criança para dar abrigo a crianças e adolescentes separados das famílias por ordem judicial. sempre em parceria com o poder público em todas as suas instâncias. o registro no Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA) e os Títulos de Utilidade Pública Municipal e Título de Utilidade Pública Estaduais antes pertencentes à Fundação Vida Bonito.mas não sabem que existe uma legislação ambiental que obriga o licenciamento do empreendedor. Instituto Família Legal atua buscando soluções para problemas sociais graves através da complementação educacional. 2 .

2004 .2011: Projeto Corredor de Biodiversidade do Miranda . o Parque Nacional da Serra da Bodoquena.Guia ECOnsciente.Serra da Bodoquena. O Projeto de Ecodesenvolvimento no entorno do Parque Nacional da Serra da Bodoquena compreende dezenas de tarefas com os principais atores envolvidos na proteção da única unidade de conservação federal do Mato Grosso do Sul.Qualificação e diversificação da produção de alimentos pelas mulheres dos assentamentos rurais do Entorno do Parque Nacional da Serra da Bodoquena.natureza para garantir a manutenção dos diferentes ambientes naturais e da diversidade de vida na terra. Alguns projetos executados: 2001 . Apoio: Fundação O Boticário de Proteção à Natureza.2005: Implementação das Ações Prioritárias do Plano de Ecodesenvolvimento no Entorno do Parque Nacional da Serra da Bodoquena. Apoio: MMA/PROBIO/CNPq/BIRD. Apoio: Fundação Citi. 2004 – 2007: Projeto Pé da Serra . Apoio Programas de Pequenos Projetos/ GEF / PNUD. O Ministério do Meio Ambiente e o Banco Mundial estão financiando as ações de proteção ao Parque Nacional da Serra da Bodoquena. Apoio: MMA/PROBIO/CNPq/BIRD. 2003 . 2003 – 2009: Projeto Formoso Vivo: Proteção e Recuperação das Matas Ciliares e Reservas Legais da Bacia Hidrográfica do Rio Formoso. 2009-2010: Projeto Consciência Ecológica através do Ecoturismo . Apoio: Conservação Internacional do Brasil. Bonito/MS: parceria com a Promotoria de Justiça de Bonito.2002: Elaboração do Plano de Ecodesenvolvimento no Entorno do Parque Nacional da Serra da Bodoquena. . A Fundação Neotrópica do Brasil tem como missão promover e praticar ações de conservação da natureza para garantir a manutenção dos diferentes ambientes naturais e da diversidade de vida na terra.

2010: Realização do Congresso de Natureza. 2010-2011: Projeto Psitacídeos do Parque Nacional da Serra da Bodoquena e seu entorno. Apoio: Fundação Grupo O Boticário de Proteção à Natureza. Turismo e Sustentabilidade – Conatus 2010. Apoio: diversas fontes financiadoras. .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful