Você está na página 1de 43

Roteiro de Palestra

Dra. Patricia Eduarda Biselli Silveira


cele@cele.org.br
Emoções e Saúde
Podem as Emoções alterar a nossa
Saúde?
Até o século XIX:

Textos médicos relacionam a influência


dos desgostos, desespero ou desânimo
nas doenças.
“Cada tecido e cada órgão é controlado
por uma complexa interação entre
substâncias químicas, os hormônios
segregados pelas glândulas endócrinas,
controlados pela hipófise, que por sua vez
é controlada por secreções químicas e por
impulsos nervosos do Hipotálamo”.
B. Siegel
PsicoNeuroImunologia

“A mente e o corpo estão intrinsecamente


ligados, e a sua interação exerce, a cada
segundo, uma profunda influência sobre
a saúde do corpo”.
Goleman
“Atitudes, crenças e estados emocionais
que vão de amor e compaixão a medo e
raiva, podem desencadear reações em
cadeia que afetam a química do sangue,
a freqüência cardíaca e a atividade de
cada célula e sistema orgânico”.
Goleman
Pesquisas

 1985 - New England Journal


Estudo sobre efeitos de fatores sociais
e psicológicos sobre o câncer – a
crença na doença como reflexo direto
do estado mental é puro folclore.

 1991 - New England Journal


Relatório revolucionário estabelecendo
a ligação direta entre estado mental e
doença – estresse psicológico X
susceptibilidade a infecção por vírus.
Década de 70 – Robert Ader

Psicólogo – Universidade de Rochester

Ratos – experimento pavloviano


Novo campo de pesquisa:
Psico neuro imunologia
 Estabelece a relação
 Desconhece os mecanismos
As mudanças biológicas decorrentes de
fatores psicológicos são suficientes para
aumentar o risco de doenças?
Imunidade
 Humoral: mediada por anticorpos.
 Celular: mediada por linfócitos T.

Vigilância contra tumores


- Linfócitos T circulantes
- Macrófagos ativados
- Linfócitos N.K.
- Células ativadas por linfocinas
Sistema Imunológico
Distinguir entre células próprias e não próprias e
destruir, neutralizar e eliminar as substâncias não
próprias.
 Inato ou Natural: células que libertam
mediadores inflamatórios.
• neutrófilos
• macrófagos

 Específico ou Adquirido: resposta específica,


auto-limitada, memória, discriminação.
• macrófagos (exposição de antígenos)

• células T e B (receptores de superfície para


antígenos
1982 – Universidade Estadual de Ohio
Qual a relação de eventos estressantes comuns e
o padrão imunológico?

Estudos anuais com alunos de medicina.

Provas:
 diminuição da atividade das células
citotóxicas naturais
 redução de até 90% interferon gama
 aumento nos níveis de adrenalina e
noradrenalina durante a vigília e sono
Conceito – Hans Seyle

“É a resposta do corpo a qualquer


demanda, quando forçado a adaptar-se à
mudança”.
Sistema Nervoso Autônomo
Simpático Parassimpático

atividad relaxament
e o

Receptores α e β Receptores
γ
Adrenalin Acetil - colina
a
Noradrenalina
Iso noradrenalina

Hormônios: ação rápida – efêmera


metabolização do fígado (2 a 3 min)
Curto prazo: reação lutar / fugir
Stress
Longo prazo ou crônico

Stress Crônico: doenças modernas


* alteração no sistema imunológico

 hipertensão
 tensão muscular: dores
 freqüência cardíaca – arritmia
 trato gastro intestinal
Sua mente está em cada
célula do seu corpo.

Seu corpo sabe o que


fazer.

A Sabedoria do Corpo
Han Selye - 1936

Estudos sobre a tensão crônica:

“Emoções passivas” como os desgostos,


o sentimento de fracasso, cólera
reprimida levam à secreção excessiva de
hormônios que reduzem a resistência às
doenças.
“ Nosso Estado de
Espírito tem um
efeito imediato e
direto sobre o
físico.”
Candace Pert
 Descobrimos a manifestação material das
emoções nos neuropeptideos e seus
receptores.

 As emoções são a ponte entre o mental e o


físico e vice-versa.

 Esses elementos bioquímicos levam e trazem


mensagens no interior do cérebro, do
cérebro ao corpo, do corpo ao corpo, do
corpo ao cérebro.
 A psique não se encontra apenas no cérebro,
mas é parte de uma rede de comunicação
através do cérebro e do corpo.

 As funções fisiológicas, tanto as normais


quanto as patológicas, produzem emoções.

 Entendemos, assim, como a fisiologia


influencia o funcionamento mental num nível
imediato e cotidiano.

 Uma reação visceral é um ato mental.

 Não é sua cabeça pensando coisas e dizendo


ao corpo o que fazer.
“Mais importante que a própria tensão é
a maneira como reagimos à ela”.

“A tensão provém de como o paciente


interpreta os acontecimentos”.

Jerome Frank – John Hopkins


Estresses da Vida
Essa tabela, de Richard Rohe, um importante
pesquisador da área de estresse, apresenta
estimativas de quantidades relativas do estresse
associados a diferentes eventos. Essas estimativas
derivam-se de questionários onde pessoas
responderam a perguntas a respeito de eventos
pelos quais passaram recentemente e depois
avaliaram o grau de adaptação necessário em cada
um. A estimativa, dada em “unidades de mudança
de vida” (UMVs), varia de 25, para uma mudança da
opinião política ou uma doença menor, até 105, para
a morte de um filho ou cônjuge.
Saúde UMV

Uma lesão ou doença que:


- o tenha mantido de cama mais, ou exigido sua hospitalização 42
- tenha sido menos séria do que a descrita acima 25

Tratamento dentário sério 40

Grande mudança nos hábitos alimentares 29

Grande mudança nos hábitos de sono 31

Mudança radical no tipo ou quantidade habitual de divertimento 30


Trabalho UMV
Mudança para um novo tipo de trabalho 38
-Mudança nos honorários e condições de trabalho 33
Mudanças nas responsabilidades no trabalho:
- mais responsabilidades 31
- menos responsabilidades 29
- promoção 31
- rebaixamento 57
- transferência 38
Problemas no trabalho:
- com o patrão 39
- com colegas do trabalho 35
- com pessoas sob sua supervisão 30
- outros problemas no trabalho 31
Grandes ajustes na empresa 38
Aposentadoria 49
Perda do emprego:
- suspensão do trabalho 57
- demissão do trabalho 64
Início de curso por correspondência 29
Lar e Família UMV
Mudança importante nas condições de vida 39
Mudança de residência
- para o mesmo município 28
- para um município, cidade ou estado diferente 38
Mudança nas reuniões informais familiares 26
Mudança importante na saúde ou comportamento de um membro 52
da família
Casamento 50
Gravidez 60
Aborto espontâneo ou aborto provocado 53
Chegada de um novo membro na família:
- nascimento de um filho 49
- adoção de um filho 45
- um parente indo morar com você 57
Cônjuge que começa ou pára de trabalhar fora 37
Filho saindo de casa:
- para estudar na faculdade 28
- para casar 30
- por outros motivos 29
Lar e Família UMV
Mudanças e discussões com o cônjuge 34
Problemas com parentes do cônjuge 29
Mudança no estado civil dos pais:
- divórcio 38
- um novo casamento 33

Afastamento do cônjuge:
- devido ao trabalho 49
- devido a problemas no casamento 56

Reconciliação matrimonial 42
Divórcio 62
Nascimento de um neto 31
Morte do cônjuge 105
Morte de outro membro da família:
- filho 105
- irmão ou irmã 64
- pais 66
Pessoal e Social UMV
Mudança de hábitos pessoais 31
Início ou conclusão de estudos na escola ou faculdade 32
Mudança de escola ou faculdade 28
Mudança de opinião política 25
Mudança de crença religiosa 29
Mudança de atividades sociais 28
Férias 29
Novo relacionamento, íntimo e pessoal 32
Noivado 39
Problemas com o “namorado” ou “namorada” 30
Dificuldades sexuais 49
“Rompimento” de um relacionamento íntimo e pessoal 35
Um acidente 44
Pequena infração da lei 32
Período na prisão 57
Morte de um amigo próximo 46
Importante decisão relativa ao futuro imediato 45
Grande conquista pessoal 33
Finanças UMV

Grandes mudanças financeiras:


- aumento da renda 27
- diminuição da renda 60
- dificuldades de investimento e/ou crédito 43

Perda ou danos de propriedades pessoais 40

Aquisição moderada 26

Grande aquisição 39

Vencimento de um empréstimo 57
O Amor-Próprio determina se:

- comemos corretamente
- dormimos o suficiente
- fumamos
- fazemos exercício

Confunde-se amor-próprio, auto-estima


com vaidade ou narcisismo.
“A capacidade de manter uma taxa
saudável de colesterol está diretamente
relacionada à capacidade de lidar com a
tensão por meio do relaxamento”.

Herbert Benson – Harvard


O primeiro requisito é fazer
com que as pessoas se amem
o bastante para cuidar do
corpo e da mente.
Felicidade

O que é ?

Sua busca gera


profunda ansiedade
Pesquisa de Martin Selignan
1. Prazer

Sensação boa quando...


- dançamos
- ouvimos boa música
- rimos com uma piada
- conversamos com amigos
- comemos chocolate

Sinais: sorriso
olhos brilhantes

É o aspecto mais “fraco”.


2. Engajamento
A relação de profundidade de envolvimento da
pessoa com a sua vida.
• absorvido pelo que faz
• participação ativa na vida
• “entrar de cabeça”
• estar atento ao mundo

Estado de Fluxo – Richard Davison (Wisconsin):


- ativação do córtex pré-frontal esquerdo, sensação
de bem-estar, alegria, perda da noção de tempo

→ melhora do Sistema Imunológico e reduz 50% o


risco de morte.

Buscar atividades para desenvolver seus talentos


(nem tão fácil, em tão difícil)
3. Significado

• sensação de que nossa vida faz parte de algo maior


• aspecto da Religiosidade
• altruísmo – fazer o bem para os outros
•1 ato de bondade melhora imunidade em até 2
meses
• criar algo que sobreviva a você
•acreditar que sua vida é importante para alguma
grande causa
• ter amigos
Impermanência

- altos e baixos -
por quê?

Cada um reage à vida a seu modo

Richard Lucas: existe um NÍVEL de


felicidade.
“Felicidade não é um fim em si, mas uma
conseqüência do jeito como você leva a vida”
 Autoconhecimento

 Como nos
percebemos

 Como percebemos
o mundo

 Como reagimos
Os padrões disfuncionais de pensamento e
sentimento inibem o fluxo de energia,
perturbando o equilíbrio psicológico do corpo
físico.

Bloqueios Perceptuais impedem o fluxo

Percepções Equivocadas desarmonia

Perda de contato com a Vitimados pela


sua Individualidade civilização
“mal-estar”
Aspecto Espiritual
Os padrões disfuncionais de pensamento e
sentimentos inibem o fluxo de energia através
dos chakras perturbando o equilíbrio
psicológico.
Estado Emocional

Ação sobre Neuropeptídeos

Fronteira entre mundo material


X
Mundo espiritual
Saúde
Estado no qual o Ser Humano opera num nível ótimo
de integração
corpo
mente
espírito

Bem Estar

Saudável, feliz
Propósito e significado na vida
Estilo de Vida e´ Saúde
( )

 Atitude ativa: buscar o que se deseja


 Responsabilidade pela construção e manutenção
 Auto conhecimento
Percepção - corpo
- pensamentos
- emoções
 Administração do cotidiano
 Hábitos positivos
 Sono
 Alimentação
 Exercícios
Bibliografia
 A Cura e A Mente – Bill Moyers
 Amor, Medicina e Milagres – Bernie S. Siegel
 Diga-me onde dói e eu te direi por quê – Michael
Odoul
 Equilíbrio Mente Corpo – Daniel Goleman
 Medicina Vibracional – Richard Gerber
 Metafísica da Saúde – Valcapelli & Gasparetto
 Revista Super Interessante
 Revista Veja
 Revista Vida Simples
 Revista Viver Mente e Cérebro