Você está na página 1de 5

Tabela de Animais peçonhentos

Classe Ofidismo Acidentes Botrópicos Animais Jararacas ( Gênero Bothrops) Toxinas Hialuranidases, hematotoxinas, citolisina, batopasina, Fosfolipases e esterases, Botojararacina, hemorraginas Mecanismo de Ação Necrose exacerbada, formação d e microtrombos somada a esgotamento de fatores de coagulação e consequente hemorragia ocasionando choque hipovolêmico. Sinais clínicos Leve: Dor local, edema e aumento no tempo de coagulação. Moderado: dor intensa, edema, hemorragias. Grave: Edema generalizado, hipotensão, oligúria (IRA) e choque. Achados laboratoriais Alteração no TG, leucocitose com neutrofilia com desvio a esquerda. Aumento de ALT, FA e CK. Tratamento Específico: Soro antibotrópico Sem conhecimento: antibotrópico crotálico ou antibotrópico laquético. Geral: drenagem postural, hidratação, analgesia. Fasciotomia e debridaento das áreas necrosadas. Soro anticrotálico

Acidentes Crotálico

cascavel (Gênero Crotalus)

Crotoxina A (fração básica)Crotoxina B (Fração Básica), a cromatrina, a giroxina, convulxina. 50% é constiuída pelo complexo crotoxina. Aproximadamen te igual à Bothrops e componentes

Crotoxina: inibe a liberação de acetilcolina na junção neuromuscular. Crotamina + crotoxina: Degeneração da musculatura e precipitação renal. Parecido com o Bothrops mais efeitos colinérgicos

Faces miastênica/visão turva, mialgia, urina vermelha ou marrom, oligúria e anúria. Distúrbio de coagulação. Insuficiência respiratória aguda. Sinais vagais ( hipotensão mais efeito bothrofico),

Tempo de coagulação e mioglobulina no plasma. Aumento de FA e CK, uréia, creatinina, potássio e ácido úrico.

Laquético

surucucu (Gênero Lachesis)

Acidente laquético: soro antilaquético

Vento artificial na insuficiência respiratória Escorpianismo Acidentes escorpiônicos Tityus serrulatus e Tityus bahiensis Mistura complexa constituída de proteínas básicas. antagonista dos receptores nicotínicos na JNM. fraquesa muscular progressiva. Dor local. estimulação simpática e parassimpática Decorrentes da liberação maciça de acetilcolina e catecolaminas. Controle da função cardíaca . Dor local. edema pulmonar e falência Alívio da dor e soroterapia específica : soroantiescorpiô nico ( SAEEs) – Casos moderados à graves ( crianças). com efeito pós sináptico ou pré sináptica. bradicardia e alterações no TGI. hipotenção e hipertensão. cobra reconhecida Geral : anticolinesterase . hipermotilidade TGI. Abertura dos canais de sódio neuronais. aminoácidos e sais. insuficiência respiratória aguda. pré sináptico: inibição da liberação da Acetilcolina na sinapse da JNM. Pós sináptico.parassimpáticos. paralesia flácida da musculatura. centrais. neostigmina( des crimina a espécie). taquicardiabradicardia. apnéia e morte. antielapídico. Sem conhecimento: soro antibotrópico laquético Geral:semelhant e a Bothrops Elapídico corais (Gênero Micrurus) Potente neurotoxina.

plaquetas. transfusão e manutenção da IRA.cardíaca e diuréticos p manutenção do edema pulmonar. vômitos. lípases. Não existe soro porque não . Inicialmente não se sente a dor da picada ( 12h) Manifestações cutâneasnecrose Vicerais: coagulação intravascular e IRA multifatorial Soro antiloxocélico ( até 36h) + AINES. Sinais moderados: Ainda apresentam náuseas. Tratamento sintomático p casos mais graves. Ação lítica sobre esfingolipídios presentes nas membranas endoteliais. Proteólise. proteases. Araneísmo Acidentes com Loxosceles Loxoscel es spp ( marro m) esfingomielinase D e também hialuronidases. eritema e parestesia. hemácias. sudorese. AINEs e até mesmo meperidina. podendo ocorrer hemólise intravascular.Quimiot ático p neutrófilos. hipotensão Analgesia local ( lindocaína sem adrenalina). taquicardia. Acidentes com phoneutria Phoneutria spp ( bananeiras) Neurotoxina ( PhTx2) com ação local efeito cardiotóxico ( ativa canais de Na e liberação de Neurotransmissore s) Sinais leves: Dor intensa. com intenso processo inflamatório. edema. forfatases.

IRA. Sinais graves: Acrescidas de arritimias. Apamina (2%: neurotoxina de ação motora ( convulsões musculares) Cardiopeptídeo :propriedades cardiotóxicas – Arritimias. CID e Hemólise – diminuição do hematócrito Urinálise: proteinúria. vômitos. peptídeo MCD. hipotensão. Não há tratamento específico Importante  retirada do ferrão. hialoridases e fosfolipase A2 Melitina (75% da peçonha): Bloqueio neuromuscular. hematúria e leucócitos. taquicardia. taquipinéia. IC. paralisia respiratória e atividade lítica sobre as membranas celulares. mialgia. rabdomiólise. induz resposta imunogênica. apamina. fraqueza muscular. Efeitos tardios: Hematúria ( lesão renal) Hemoglobinúria Hematomas.arterial. náuseas. torpor. edema pulmonar. bilirrubinúria. edema pulmonar. Abelhas Acidentes com Apis mellifera Apis mellifera Melitina . . convulsões e coma. Peptídeo MCD: fator degranulador Agitação. cardiopeptídeo.

coagulopatias. .de mastócitos.