Você está na página 1de 8

Governo do Estado do Rio Grande do Norte Secretariado de Estado da Educação, da Cultura e dos Desportos - SECD UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO

GRANDE DO NORTE - UERN Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação – PROPEG Gabinete do Pró-Reitor Campus Universitário Br-110, KM-46 - Costa e Silva – Fone: (084) 3315-2177 - Ramal 177 - Fax: 3315-2177 CEP: 59600-970 - e-mail: propeg@uern.br

FORMULÁRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS
DADOS CADASTRAIS
Projeto de Pesquisa (Título do Projeto)

PLANEJAMENTO E METODOLOGIAS DE ENSINO: ANÁLISE DO USO DE MATERIAIS DIDÁTICOPEDAGÓGICOS EM ESCOLAS DA REGIÃO DO ALTO OESTE POTIGUAR
Grupo de Pesquisa/ Linha de Pesquisa GEPPE – Grupo de Estudos e Pesquisas do Processo Ensino-aprendizagem Finalidade da pesquisa Data de Duração (meses) ( x ) Projeto Institucional ( ) Iniciação Científica submissão 12 meses ( ) Monografia/TCC 09-05-2011 Atende algum edital? ( x ) Sim Edital FAPERN n° Envolve parecer Nº Registro no CEP* 016/2009 –Programa de Apoio à infra-estrutura dos ético? Grupos de Pesquisa da UERN ( ) Sim ( ) Não * Comitê de Ética em Pesquisa

PESQUISADOR RESPONSÁVEL
Pesquisador Responsável Maria da Conceição Costa Área de Atuação Educação Telefone (84)96324715 Faculdade Educação Titulação Mestre Fax (84)33512560 Departamento Educação Campus CAMEAM e-mail ceicaomcc@hotmail.c om Titulação/Categoria Mestre/ Docente líder Especialista/Docente Pesquisadora Especialista/Vice-líder Doutora/Docente Pesquisadora Mestre/Docente Pesquisadora Especialista/ Pesquisadora Voluntária Estudante/Pesquisadora Pesquisadora Voluntária Estudante/Pesquisadora Alunagraduação/PIBIC/CNPq Voluntária Aluna-graduação/Bolsista do PIBIC/CNPq Estudante/Pesquisadora

DEMAIS PESQUISADORES1
Nome Maria da Conceição Costa Diana Maria Leite Lopes Saldanha Francicleide Cesário de Oliveira Fontes Maria Lucia Pessoa Sampaio Maria Aparecida Gomes Barbosa Maria Eridan da Silva Santos Andreza Emicarla Pereira Cavalcante Anielly Isabel Duarte da Silva Eline Cristina Correia Jercimara Jersica Moura Lopes Gessica Cristina Paulino Silva Kaiza Maria Alencar de Oliveira Departamento Educação Educação Educação Educação Educação Educação Educação Educação Educação Educação Educação Educação

1

A equipe do projeto foi atualizada conforme a inserção e a participação dos membros no mesmo. 1

Formulário _versão_novembro_2008

visando à consolidação e ampliação da pós-graduação strictu senso e o atendimento às necessidades do desenvolvimento econômico e social do RN” é que objetivamos com a presente proposta de pesquisa. estas se constituírem campo de estágio do Curso de Pedagogia do CAMEAM/UERN. Francisco Nunes 3 O Grupo de Estudos e Pesquisas em Planejamento do Processo Ensino-aprendizagem – GEPPE. RESUMO DO PROJETO (até 2000 caracteres com espaço) Esse projeto assume caráter de continuidade. E.] a melhoria da infraestrutura dos grupos de pesquisa. Como proposta de trabalho destaca-se a elaboração e a implementação de no mínimo dez planos de aulas. adequação aos objetivos e conteúdos propostos e a realidade sócio-econômica das escolas. delinear-se-á alguns aspectos a serem considerados. procedendo mais especificamente da pesquisa integrada “O planejamento de ensino nas escolas do Ensino Fundamental: dos fundamentos teóricos dos planos à pedagogia que subjaz as práticas pedagógicas dos professores” (SAMPAIO e colaboradores. elaboração e adequação dos materiais didático-pedagógicos em relação aos objetivos e conteúdos propostos. investigar os entraves e as possibilidades do planejamento de ensino em relação à seleção. E. E.. pretende-se. Antonio Dias Fernandes. e representando uma interface entre planejamento e ensino foi desenvolvida por uma equipe de pesquisadores do GEPPE nas escolas públicas (1o e 2o ciclo) do Ensino Fundamental. Através de levantamento de dados nos planejamentos de ensino e nos Projetos Político-Pedagógicos. os quais poderão sofrer alterações de acordo com a proposta metodológica de cada disciplina: condições de aplicabilidade. Como resultados. PALAVRAS CHAVES (até 5 palavras) Planejamento – Ensino – Escola – Aprendizagem – Prática docente 3. busca-se. com essa proposta. E.. prioritariamente. critérios de seleção. financiada pelo CNPq. 2005 . após conclusão do doutorado da Profa Maria Lúcia Pessoa Sampaio.2007). dentre outros. espera-se que o projeto culmine com a apresentação dos resultados da pesquisa. junto aos professores das escolas envolvidas. definidos e produzidos pela equipe do projeto (graduandos e professores dos Ensinos e de Estágio Supervisionado) e professores das escolas que os implementarão juntamente aos estagiários. Fernandes. 2. E. tendo-se como critério de escolha. E. coletados nas escolas públicas durante a pesquisa mencionada. bem como na Semana Potiguar de Ciência e Tecnologia/FAPERN e em outros eventos científicos. E. Para a análise dos dados da pesquisa. elaboração e adequação na utilização de materiais didático-pedagógicos Em decorrência dos resultados constatados mediante a análise desses documentos. a ser delineada em articulação com atividades de ensino e pleitear recursos para o Grupo de Pesquisa – GEPPE3. envolvendo. 2 As escolas selecionadas foram: E. por nós constituído em 2005.Maria Luzia Dias Maria Erislândia de Aquino Gama Orfa Noemi Gamboa Padilla Gláucia Maria Bastos Marques Zênia Regina dos Santos Barbosa Educação Educação Letras Letras - Aluna-graduação/Bolsista PIBIC/CNPq Alunagraduação/PIBIC/CNPq Voluntária Estudante/ pesquisadora Estudante/ pesquisadora Pesquisadora Voluntária 1. José Guedes Do Rêgo. dois para cada área de conhecimento com estruturação metodologicamente estabelecida e referendada pelas áreas de conhecimento em questão. E. E. Assumimos a nossa atuação no Grupo GEPPE destacando três dimensões da vida acadêmica. E. E. técnica. nível de compreensão. cadastrado no CNPq e certificado pela UERN em 2006. João Escolástico. o incremento da produção científica. INTRODUÇÃO/JUSTIFICATIVA (até 5000 caracteres com espaço) Em função do Edital 016/2009 que tem como objeto o apoio e a “[. através de artigos a serem apresentados e publicados pelos pesquisadores. criatividade. artística e cultural da UERN. Patronato A. selecionar pelo menos cinco escolas da região2. devidamente sistematizados e analisados. mediante seu retorno ao Departamento de Educação resolvemos como líderes agrupar interesses de pesquisas e extensão em comum.Ubiratan Galvão. Formulário _versão_novembro_2008 2 .

a relação desse projeto com o ensino também se estabelece na medida em que nos propomos a discutir estratégias de mediação docente não considerando esta ação como determinante. Diante da especificidade desse projeto apresentamos a seguinte questão de pesquisa que orienta essa investigação: quais as dificuldades encontradas pelos professores de Ensino de Língua Portuguesa. estabelecendo relações com os processos de planejamento. 4. visto que existe uma carga horária definida para o desenvolvimento dessa atividade na escola. aqui. 2005 . atividades estas entendidas como processo de retroalimentação e fortalecimento das relações institucionais e sociais. mais especificamente. levando-nos a refletir acerca do processo de planejamento de ensino nas escolas. mas como necessária a aprendizagem (FREIRE. tais como: quais as metodologias de ensino em destaque pelos professores ao planejarem suas aulas? Que recursos didáticos foram citados pelos professores e quais as atividades propostas com base nesses materiais? Questões como essas reforçam a necessidade de trabalhos de pesquisa. Geografia e Ciências no planejamento de sua prática pedagógica.2007). História. uma vez que se constitui objetivo dos pesquisadores do grupo GEPPE investigar aspectos relativos ao ensino-aprendizagem em sala de aula. História. Matemática.seja como pesquisadores. revelados na apresentação de nomes de alguns recursos didáticos quando se solicitava a metodologia que se pretendia para a aula. vimos pleitear. se objetiva investigar os entraves e as possibilidades do planejamento de ensino em relação à seleção. É nesse sentido que pretendemos com essa proposta possibilitar momentos de discussão pedagógica entre os cursos de Formação de Professores no CAMEAM/UERN e para tanto. avaliação escolar e a organização do trabalho pedagógico. dadas as dificuldades ainda apresentadas no seu registro. enfatizamos a necessidade do trabalho com a pesquisa. Todavia. para que através desta possamos desenvolver atividades extensionistas. da pesquisa integrada “O planejamento de ensino nas escolas do Ensino Fundamental: dos fundamentos teóricos dos planos à pedagogia que subjaz as práticas pedagógicas dos professores” (SAMPAIO e colaboradores. Justifica-se. visto que dos planos de ensino analisados na pesquisa mencionada emergiu nos dados a dificuldade apresentada pelos professores em diferenciar os itens metodologia e recursos didáticos. OBJETIVOS (até 2200 caracteres com espaço) GERAL: 4 Incluímos também a disciplina de Artes pela necessidade legislativa do ensino dessa área na Educação Básica. financiada pelo CNPq. o fato desse projeto assumir caráter de continuidade. como extensionistas e como formadores de professores. mediante o uso (ou não) de recursos de ensino? Em outras palavras. Matemática. e de ensino. Em linhas gerais. bem como. constituem-se objetos de estudos os ensinos e suas múltiplas interfaces com as diferentes linguagens. no que se refere ao planejamento da prática pedagógica. mediante o uso (ou não) de recursos de ensino. Revelou-se também na pesquisa citada a ausência dos referidos itens em alguns planos de ensino. É nesse sentido que. por dispormos de pesquisadores com discussões teóricas nessa párea de conhecimento. a qual foi desenvolvida por uma equipe de pesquisadores do GEPPE nas escolas públicas da rede estadual (1o e 2o ciclo) do Ensino Fundamental. procura-se compreender o que os professores pretendiam ao selecionar recursos didáticos sem mencionar os objetivos para o trabalho com estes e o conjunto de atividades que deveriam desenvolver ao utilizar o material sugerido no plano de aula. 3 Formulário _versão_novembro_2008 . aqui. envolvendo a dimensão da formação e das práticas pedagógicas imbricadas no processo de ensinar-aprender na escola. esse projeto procede. Esta situação ocorreu em grande parte dos planos bimestrais e de aula. o que revelam ou deixam de revelar os professores ao enumerar as metodologias de ensino e os recursos didáticos mencionados nos planos de ensino elaborados e apresentados aos pesquisadores na pesquisa supracitada?. que promoveu interface entre planejamento e ensino. visando a compreender a formação do pedagogo nos diversos contextos de aprendizagem. mediante Edital FAPERN a aquisição de equipamentos que possibilitem a operacionalização de atividades dessa pesquisa no Grupo GEPPE. Ciências e Artes4. bem como no atendimento das necessidades e potencialidades que as constituem. Geografia. Essa questão de pesquisa pode ser desdobrada em outras. em função de algumas problemáticas detectadas Nessa perspectiva é que na realização do estágio supervisionado. 1996). Por isso. Assim sendo. elaboração e adequação na utilização de materiais didático-pedagógicos nos ensinos de Língua Portuguesa.

Os resultados da pesquisa serão apresentados em forma de artigos e publicações por parte dos pesquisadores envolvidos. Inicialmente será feita a análise dos dados contidos nos planejamentos de ensino e nos Projetos Político-Pedagógicos. sobre as dificuldades encontradas no planejamento das ações didático-pedagógicas em sala de aula. que serão desenvolvidos na forma de seminários. Ciências e Artes em sala de aula. elaboração e adequação dos materiais didático-pedagógicos em relação aos objetivos e conteúdos propostos no ensino de cada área de conhecimento. dois de cada área. Fortalecer a produção acadêmica na graduação. e em eventos científicos. Os dados dessa observação subsidiarão a reflexão em torno dessa realidade ao mesmo tempo em que. entre estes a Semana Potiguar de Ciência e Tecnologia/FAPERN. História. com estruturação teórico-metodológica estabelecida e referendada pelas áreas em questão.      5. com os professores e coordenadores/supervisores das escolas envolvidas. Com base nessa análise será elaborado um questionário envolvendo questões relacionadas ao planejamento de ensino. à luz de teóricos específicos em cada área de conhecimento. junto aos professores das escolas envolvidas. elaboração e adequação na utilização de materiais didático-pedagógicos no desenvolvimento das atividades de ensino-aprendizagem. METODOLOGIA (até 4000 caracteres com espaço) Busca-se. elaboração e adequação na utilização de materiais didático-pedagógicos nos ensinos de Língua Portuguesa. para ser aplicado entre os professores e coordenadores/supervisores das cinco escolas selecionadas. enfatizando critérios de seleção. Matemática. Geografia. através da apresentação de artigos e publicações por parte dos pesquisadores envolvidos. os quais foram coletados nas escolas públicas através de pesquisa anterior já mencionada. Contribuir para as discussões no campo da prática pedagógica no que se refere a seleção. de forma a subsidiar proposições teórico-práticas que vislumbrem a melhoria do ensinar e aprender nas áreas específicas. Refletir sobre o planejamento de ensino proposto e o desenvolvimento da prática dos professores envolvidos nesse trabalho investigativo. O resultado dos questionários orientará a sistematização de estudos sobre o ato de planejar. elaboração e adequação dos materiais didático-pedagógicos em relação aos objetivos e conteúdos propostos para cada área. ESPECÍFICOS: Possibilitar momentos de reflexões teórico-práticas. Matemática. História. propõe-se fazer observações diretas em sala de aula como forma de identificar a relação entre o planejamento proposto e a prática de ensino no desenvolvimento da aula. junto aos professores e demais profissionais da educação que atuam nas séries iniciais do ensino fundamental. com essa proposta. Elaborar planos de aula nas áreas de conhecimento em questão com orientações teóricometodológicas que priorizem critérios de seleção. Com vistas a traçar um diagnóstico sobre a efetivação do planejamento nas escolas. Investigar os entraves e as possibilidades do planejamento de ensino em relação à seleção. História. Geografia. Geografia e Ciências em sala de aula. para serem trabalhados pelos professores das escolas envolvidas e alunos estagiários. Matemática. orientando encaminhamentos teórico-práticos que contribuam para o fazer pedagógico docente nas referidas áreas de conhecimento. investigar os entraves e as possibilidades do planejamento de ensino em relação à seleção. serão retomadas questões referentes aos entraves e possibilidades do planejamento de ensino em relação à seleção. Ciências e Artes. elaboração e adequação na utilização de materiais didáticopedagógicos nos ensinos de Língua Portuguesa. Após a efetivação das propostas de ensino elaboradas. vislumbrando encaminhamentos teórico-práticos que contribuam para o fazer pedagógico docente nas referidas áreas de conhecimento. serão elaborados dez planos de aula. Formulário _versão_novembro_2008 4 . elaboração e adequação na utilização em sala de aula de materiais didático-pedagógicos nos ensinos de Língua Portuguesa.

Aplicação de questionário aos professores e coordenadores das escolas sobre o planejamento de ensino nas disciplinas: Língua Portuguesa. Ciências e Artes. Geografia. CRONOGRAMA FÍSICO Etap Atividade a 15 Definição das escolas a serem contempladas com o projeto Encontro com diretores das escolas contempladas na pesquisa Coleta de Projetos Políticos Pedagógicos e de Planos de aula de professores por área de conhecimento. História. Matemática. Matemática. Geografia. Ciências e Artes. Elaboração de questionário a ser aplicado aos professores e coordenadores das escolas sobre o planejamento de ensino nas disciplinas: Língua Portuguesa. 5 Formulário _versão_novembro_2008 . Etap Atividade a 2 Seleção de temáticas a serem trabalhadas sob forma de Seminários. Matemática. Sistematização da análise construída sobre os Projetos Políticos Pedagógicos e os Planos de aulas nas áreas de: Língua Portuguesa. Ciências e Artes. Matemática. Análise dos questionários aplicados aos professores e coordenadores da escola sobre o planejamento de ensino nas disciplinas: Língua Portuguesa. Resultado Previsto Diagnóstico das dificuldades apresentadas pelos professores no ato de planejar. sendo a esta acrescentadas atividades que foram surgindo conforme as necessidades da própria pesquisa. Geografia. Geografia. História. De posse desses dados a equipe retornará a escola para verificar as possíveis mudanças ou não em relação às novas categorias de análise eleitas para a presente investigação. Matemática. planos de ensino nas disciplinas: Língua Portuguesa. História. Construção de artigos mediante análise dos Projetos políticos pedagógicos. sobre o ato de planejar enquanto atividade intencional necessária ao ensino. mediante diagnóstico das dificuldades apresentadas pelos professores no ato de planejar Previsão de Previsão de Início Abril de 2010 Abril de 2010 Maio de 2010 Término Junho de 2010 Abril de 2010 Maio de 2010 Junho de 2010 Julho de 2010 Agosto de 2010 Setembro de 2010 Outubro de 2010 Outubro de 2010 Novembro de 2010 Janeiro de 2011 2011 Fevereiro de 2011 Abril de Abril de 2011 Abril de 2011 Executores Equipe executora do Projeto Previsão de Previsão Término Maio de 2010 de Início Maio de 2011 Maio de 2011 Julho de 2011 5 A etapa 01 foi desenvolvida.6. Ciências e Artes. Apresentação nos encontros semanais das análises construídas acerca dos Projetos Políticos Pedagógicos e dos Planos de aula de professores por área de e por escolas. com professores das escolas envolvidas. História. Geografia. Ciências e Artes. História.

15 2. Geografia e Ciências. Observação da relação entre o planejamento de ensino e o desenvolvimento da prática do professor.00 140. Implementação dos planos de aula elaborados pelos estagiários e professores envolvidos. 7. foram construídas monografias envolvendo dados trabalhados no projeto. bem como. Produção de artigos. Resultado Previsto Reflexão sobre a relação teoria – prática no contexto escolar da escola pesquisada Produção e publicação de artigos.00 Valor Total R$ 302. destacando as discussões e investigações realizadas.00 70. 6 Formulário _versão_novembro_2008 . apresentação e publicação com base nos resultados da pesquisa6.15 14.00 7 Essa atividade está norteando todo o percursos metodológico da pesquisa.Realização de Seminários. sobre o ato de planejar enquanto atividade intencional necessária ao ensino. elaboração e adequação na utilização em sala de aula de materiais didático-pedagógicos nos ensinos de Língua Portuguesa. tendo em vista que vários trabalhos já foram apresentados.00 602. História. Etap Atividade a Análise dos entraves e das possibilidades do planejamento de ensino em relação à seleção. Etap Atividade a 3 Elaboração de planos de aula nas áreas de conhecimento em questão com as orientações teórico-metodológicas propostas para cada área. ORÇAMENTO RUBRICAS/DISCRIMINAÇÃO Material de Consumo Combustível p/ viagem de pesquisa aos municípios Combustível p/ viagem da equipe para a apresentação pública e uma outra viagem para evento científico noutro Estado7 Papel A4 Cartuchos de tinta coloridos 6 4 Executores Equipe executora do Projeto Quantidade 140 280 10 02 Valor Individual R$ 2. Resultado Previsto Discussões teóricas sobre o planejamento de ensino como uma atividade intrínseca a educação. Matemática.00 140. Maio de 2011 Agosto de 2011 Julho de 2011 Setembro de 2011 Executores Equipe executora do Projeto Previsão Início Outubro 2011 Dezembro de 2011 Novembro de 2011 Executores Equipe executora do Projeto Previsão Início Dezembro 2011 de de Previsão Término Abril de 2012 de de de Previsão de Término Outubro de 2011 Resultado Previsto Reflexão sobre a relação teoria – prática no contexto escolar e na universidade. com professores das escolas envolvidas. Fortalecimento da produção científica do grupo de pesquisa GEPPE. Esses valores foram convertidos para custeamento de combustível para o III FIPED no ano de 2010 para os membros do projeto apresentarem trabalhos acerca do mesmo. Tabulação dos dados e reflexões conjunta acerca da realidade do planejamento nas escolas.

).00 Total de Serviço de Terceiros Pessoa Física Equipamentos e materiais permanentes Quantidade Valor Unitário R$ 01 2.00 1000. Lei de Diretrizes Bases da Educação Nacional nº.) A pesquisa participante. 4. (Org.00 Valor Total R$ 200. Rio de Janeiro: Paz e Terra.00 3. 9394 de 1996b publicada no D. N. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (até 3000 caracteres com espaço) ALVES. Medo e ousadia: o cotidiano do professor.00 Valor Total R$ 2. 6. _________. BRASIL.00 200.00 1. São Paulo: Brasiliense.00 8.). Repensando a pesquisa participante. MEC.00 60. 1996. São Paulo: Paz e Terra. Iria (Org. Formação de professores: pensar e fazer. Profissão professor: identidade e profissionalização docente.00 300. São Paulo: Paz e Terra.00 86.00 150. Brasília: Plano Editora. ed.00 Bolsa de Iniciação Científica .000 btu’s) Xerox Mesa de reunião com cadeiras Gelágua Total de Serviço de Terceiros Pessoa Física Diárias Diária para motorista Diária para motorista Quantida de 10 04 Valor Unitário R$ 20.00 Total de Material de Consumo Serviço de Terceiros Pessoa Jurídica Banner Xerox Quantidade Valor Unitário R$ 01 150. 2 ed.000. FREIRE.600. _________.00 10.Total Bolsa de iniciação científica Bolsista para a pesquisa Quantida Valor Unitário Valor Total R$ de R$ 01 300.U em dez. 1991. 1996. de 1996 BRANDÃO.1994. ed. São Paulo: Brasiliense.00 800. ed. Educação como prática da liberdade. Diretrizes curriculares para o curso de pedagogia. SESU. Comissão de Especialistas de Pedagogia. Rio de Janeiro: 8 Financiamento concluído em abril de 2011.00 Condicionador de Ar Split (24. 28. 7 Formulário _versão_novembro_2008 .000.00 500.Total 3.875 0.7.00 1.08 Valor Total R$ 150. 1999.00 100.00 120. FREIRE. 1999. (1987).00 VALOR TOTAL DO PROJETO FONTE FAPERN8 ORÇAMENTÁRIA: R$ 10.00 01 500. Paulo. São Paulo: Cortez.O.00 Diárias .00 800. 4. Pedagogia da autonomia.600.00 86.600. Paulo & SHOR. BRZEZINSKI.00 3. 1999. Ira.000. Pedagogia do oprimido. ORÇAMENTO Cartuchos de tinta preta Cartuchos de tinta preta Grampos Grampeador p/ 260 fls 02 02 02 01 50. 2002. _________.00 5.00 01 800. ed.500. Carlos Rodrigues (Org.

1999. Didática: o ensino e suas relações. Assinatura do(a) Coordenador(a) da Pesquisa Formulário _versão_novembro_2008 8 .Paz e Terra. (Org. TOSCHI. 10. Francisco. da Fonseca Rosa. ed. _________. ed. São Paulo: Libertad. 2002. LIBÂNEO. VEIGA. Lisboa: Porto Editora. L. A prática educativa: como ensinar. São Paulo: Cortez. Profissão professor. Pérez. Os professores e a sua formação. Planejamento como prática educativa. PIMENTA. São Paulo: Libertad. VASCONCELLOS. _________. _________. Tradução Ernani F. GANDIN. NÓVOA. 1996. (Org. FERREIRA. Vidas de professores. CHARLIER. 1995. M. C. Campinas/São Paulo: Papirus. GOMEZ. _________. 1992. Planejamento: plano de ensino-aprendizagem e projeto educativo. 1997. S. _________. Saberes pedagógicos e atividade docente. O. Petrópolis: Vozes. Porto: Porto Editora. ed. E. – Porto Alegre-RS: Artmed. 2001. 2000. 1995. São Paulo: Cortez. S. 2. A. PAQUAY. Planejamento: projeto de ensino-aprendizagem e projeto político-pedagógico. G. SP: Papirus. ed.: GONÇALVES. 3. 1999. Educação escolar: políticas. Relação de interdependência entre ensino e aprendizagem. 1998. Porto Alegre: Artes Médicas Sul. 6.). M. ___________. 1998. Gimeno. São Paulo: Loyola. C. 2002. 1995. Ernani Rosa. A. São Paulo: Cortez.G. 2002. D. (Org. A. F. Formando professores profissionais: quais estratégias? Quais competências? –2. A educação no século XXI: os desafios do futuro imediato.ed. I. SACRISTAN. Profissão professor. ed. Pedagogia e pedagogos: caminhos e perspectivas. 2. L. Cortez. LOPES. Antonio. Ilma Passos A. _________.. A prática do planejamento participativo. ALTET. 2003. São Paulo. PIMENTA. ___________.. ZABALA. para quê? 6. estrutura e organização. Pedagogia e pedagogos. 2002.. Porto Alegre: Artes Médicas. 04 de maio de 2011. 1998. In: VEIGA. Porto: Porto Editora. J. G. (Org.). 1994. Porto Alegre: Artes Médicas. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. ed. I. P. São Paulo: Cortez. PERRENOUD. Lisboa: Dom Quixote. Compreender e transformar o ensino. 2000. S. ed. O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática? 3. IMBERNÓN. P. S. São Paulo: Cortez. I.. Mossoró. Antoni.) Caminhos da profissionalização do magistério. Trad.. Campinas.