Você está na página 1de 20

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

Tecnologia da Informação

A Quarta Geração (1980-1990) – Evolução dos Processadores

Geração (1980-1990) – Evolução dos Processadores - Intel 8086 (1978) - Primeira Geração Esse chip não
Geração (1980-1990) – Evolução dos Processadores - Intel 8086 (1978) - Primeira Geração Esse chip não

- Intel 8086 (1978) - Primeira Geração Esse chip não foi usado no primeiro PC, mas foi usado um pouco depois em computadores que não foram tão importantes. Era um processador de 16-bit e se comunicava com placas 16 de conexão de informação.

- Intel 8088 (1979) Esse foi o primeiro chip usado no primeiro PC. Era um chip 16-bit, mas se comunicava via conexão 8-bit. Tinha 4Mhz e tinha apenas 1 MB de RAM.

Tecnologia da Informação

A Quarta Geração (1980-1990) – Evolução dos Processadores

Geração (1980-1990) – Evolução dos Processadores - NEC V20 e V30 (1981) Clones do 8088 e

- NEC V20 e V30 (1981) Clones do 8088 e 8086. Supostamente eram 30% mais velozes que os originais da Intel.

eram 30% mais velozes que os originais da Intel. - Intel 80186 – Segunda Geração O

- Intel 80186 – Segunda Geração O 186 foi um chip muito popular. Muitas versões dele foram projetadas para os compradores poderem escolher entre CHMOS ou HMOS, 8-bit ou 16-bit, dependendo da necessidade do usuário. Um chip CHMOS poderia rodar o dobro de velocidade de clock do que um chip HMOS. Em 1990, a Intel lançou a versão melhorada da família 186. Eles compartilhavam 1-micron e rodavam a 25MHz em 3 volts.

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

Tecnologia da Informação

A Quarta Geração (1980-1990) – Evolução dos Processadores

Geração (1980-1990) – Evolução dos Processadores - Intel 80286 (1982) Um processador de 16- bit capaz

- Intel 80286 (1982) Um processador de 16- bit capaz de endereçar 16 MB de RAM.

O 286 foi o primeiro processador “real”. Ele introduziu o conceito de modo protegido. Essa é a habilidade de multitarefa, ter diferentes programas rodando separadamente mas ao mesmo tempo.

Essa habilidade não adiantou nada no sistema operacional DOS, mas mais tarde sistemas operacionais como Windows, conseguiram usar esse novo recurso. Esse chip foi usado pela IBM no Advanced Technology PC (AT). Rodava a 6 MHZ , mas mais tarde outras edições do chip rodavam a 20MHZ. Algumas pessoas ainda usam ele.

Tecnologia da Informação

A Quarta Geração (1980-1990) – Evolução dos Processadores

Geração (1980-1990) – Evolução dos Processadores - INTEL 386 (1988) – Terceira Geração Esse foi o

- INTEL 386 (1988) – Terceira Geração

Esse foi o chip que começou tudo que vemos hoje. Com esse chip, os Pc’s começaram a ser mais úteis. O 386 o primeiro processador de 32-bit para Pc’s. Ele podia ser usado com um co- processador matemático, chamado de 80387.

A versão reduzida do chip é o 386SX. Esse é o chip mais barato para se produzir. Se comunicava com placas via 16-bit. O 386 chegava de 12.5MHz até 33MHz. Os processadores 386 foram desenvolvidos para serem de fácil uso. Todos os chips da família 386 era compatíveis com o código binário com o seu antecessor 186, isso significa que o usuário não precisa adquirir um novo software para usá-lo. Além disso, o 386 oferecia um sistema de energia amigável como a baixa necessidade de voltagem.

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

Tecnologia da Informação

A Quarta Geração (1980-1990) – Evolução dos Processadores

Geração (1980-1990) – Evolução dos Processadores - Intel 486 (1991) – Quarta Geração Essa foi a

-Intel 486 (1991) – Quarta Geração

Essa foi a próxima geração de processadores. Ela trouxe o cérebro do 386 com o co processador matemático, com isso ele se tornava muito mais rápido. Esse processador já rodava a 120 MHz e ainda é usado nos dias de hoje.

O primeiro membro da família 486 foi o 486SX. Era um processador muito poderoso e muito avançado para seu tempo. Com esse avanço

ele

tinha muitas inovações.

O

próximos membros da família foram os DX2s e os DX4s. A

velocidades deles eram obtidas com o speed-multiplier technology, que habilitava o chip para operar em ciclos de clock melhor que a bus.

Tecnologia da Informação

A Quarta Geração (1980-1990) – Evolução dos Processadores

Geração (1980-1990) – Evolução dos Processadores Família Pentium (1993) – Quinta Geração A Intel trouxe

Família Pentium (1993) – Quinta Geração

A Intel trouxe o PC para um nível de 64-bit com o processador Pentium em 1993. O processador tinha 3.3 milhões de transistores e executava 100 milhões de instruções por secundo (MIPS=Million Instructions per Second)

* A família Pentium incluía as velocidades de clock de

75/90/100/120/133/150/166/200.

É compatível com todos os Sistemas operacionais antigos, incluindo o

DOS, Windows 3.1, Unix e OS/2. É um processador super escalado e pode

executar duas instruções por ciclo de

uma placa bus 64-bit. Tem 273 pinos conectado na placa mãe. Esse chip é muito rápido mas também esquenta demais, então o uso de coolers começou a ser necessário.

O chip se comunica por

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

Tecnologia da Informação Evolução dos Processadores Os computadores de Quinta Geração têm como característica o

Tecnologia da Informação

Evolução dos Processadores

Os computadores de Quinta Geração têm como característica o uso de IC VLSI - Integrated Circuit Very Large Scale Integration, ou seja, "Circuitos Integrados em uma Escala Muito Maior de Integração". Os "chips" vêm diminuito tanto de tamanho, fazendo com que seja possível a criação de computadores cada vez menores, como é o caso da microminiaturização do microprocessador F-100, que mede somente 0,6 cm quadrados e é pequeno o suficiente para passar pelo buraco de uma agulha!

Tecnologia da Informação

Ano

Processador

Velocidade

Avanço

1972

8008

200

KHz

1974

8080

2

Mhz

1978

8088

5

Mhz

 

8088-2

8

MHz

60% mais rápido que o 8088

 

8088-1

10

MHz

2 vezes mais rápido que o 8088

1982

80286-8

8

MHz

6 vezes mais rápido que o 8088

 

80286-10

10

MHz

7,5 vezes mais rápido que o 8088

 

80286-12

12

MHz

9 vezes mais rápido que o 8088

 

80286-16

16

MHz

12 vezes mais rápido que o 8088

 

80286-20

20

MHz

15 vezes mais rápido que o 8088

80286-25

25

MHz

18 vezes mais rápido que o 8088

1985

80386DX-16

16

MHz

17 vezes mais rápido que o 8088

1989

80486DX-25

25

MHz

54 vezes mais rápido que o 8088

1992

80486DX2

50MHz

1994

80486DX4

100

MHz

200 vezes mais rápido que o 8088

1993

Pentium-60

60

MHz

240 vezes mais rápido que o 8088

1994

Pentium-75

75Mhz

Pentium-100

100

MHz

400 vezes mais rápido que o 8088

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

Tecnologia da Informação

Ano de Lançamento

Processador

 

Velocidade

1995

Pentium Pro

133

a 200Mhz

1996

K6

166

a 300Mhz

1997

Pentium MMX

133

a 300Mhz

1997

Pentium II

233

a 1300Mhz

1998

Pentium Celeron

266

a 1300Mhz

1998

AMD K6 II

200

a 1000Mhz

1998

AMD K6 III

400

a 500Mhz

1999

Pentium III

450

a 1400Mhz

1999

AMD Athlon (K7)

500

a 1400Mhz

2000

AMD Duron

600

a 1300 Mhz

2000

Pentium IV

1400

a 2200 Mhz

2001

AMD Athlon XP

1400

a 3000 Mhz

Tecnologia da Informação

Para você ter uma idéia do quanto as técnicas de construção de processadores evoluíram, o 8088 possuía apenas 29,000 transístores, e operava a apenas 4.7 MHz, enquanto o Pentium 4 tem 35.000.000 de transístores e opera a até 1.5 GHz.

Número de transístores:

8088 (1979) - 29.000

286

(1982) - 134.000

386

(1985) - 275.000

486

(1989) - 1.200.000

Pentium (1993) - 3.100.000 Pentium MMX (1997) - 4.300.000 Pentium II (1998) - 9.500.000 Pentium III (1999) - 21.000.000 Pentium 4 (2000) - 35.000.000

Pentium MMX (1997) - 4.300.000 Pentium II (1998) - 9.500.000 Pentium III (1999) - 21.000.000 Pentium

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

Tecnologia da Informação

A Quinta Geração (1990 - atuais) – A Internet Comercial

O conceito de processamento está partindo para os processadores paralelos, ou seja, a execução de muitas operações simultaneamente pelas máquinas. Surge o primeiro processador Pentium em 1993, dotado de memórias de 108 pinos, ou DIMM. Depois vem o Pentium II, o Pentium III e mais recentemente o Pentium 4 (sem contar os modelos similares da concorrente AMD).

4 (sem contar os modelos similares da concorrente AMD). Nesse meio tempo iam surgindo o slot

Nesse meio tempo iam surgindo o slot AGP de 64 bits, memórias com mais pinos e maior velocidade, HD´s cada vez mais rápidos e com maior capacidade, etc. Na realidade, as maiores novidades dessa época são os novos processadores, cada vez mais velozes.

Tecnologia da Informação

WorldWorld WideWide WebWeb

A WEB nasceu em 1991 no laboratório CERN, na Suíça, seu criador foi Tim Berners-Lee.

Foi concebida como uma linguagem que serviria para interligar computadores do laboratório e outras instituições de pesquisa e exibir documentos científicos de forma simples e fácil de acessar.

O que determinou seu crescimento foi a criação de um programa chamado MOSAIC que permitia o acesso à Web num ambiente gráfico.

seu crescimento foi a criação de um programa chamado MOSAIC que permitia o acesso à Web

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

Tecnologia da Informação

WorldWorld WideWide WebWeb

A chave do sucesso da World Wide Web é o HIPERTEXTO (HTML). Os textos e imagens são interligados através de palavras-chave, tornando a navegação simples e agradável.

Os endereços de Web sempre se iniciam com http:// (http significa Hipertext Transfer Protocol ou protocolo de transferência de hipertexto). Seu formato mais comum é algo como http://www.uol.com.br, onde: www: ( World Wide Web) convenção que indica que o endereço pertence à Web. uol:

nome da empresa ou instituição que mantém o serviço ; com : indica que é comercial br: indica que o endereço é no Brasil.

Tecnologia da Informação

WorldWorld WideWide WebWeb MOSAIC ? Surgiu o Browser !

• Internet Explorer

(93.5%)

• Netscape

( 5.3%)

• Opera

( 0.9%)

• Mozilla

(??)

( 5.3%) • Opera ( 0.9%) • Mozilla (??) Reference:
( 5.3%) • Opera ( 0.9%) • Mozilla (??) Reference:
( 5.3%) • Opera ( 0.9%) • Mozilla (??) Reference:

Reference: http://thecounter.com/stats/2002/September/browser.php

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

Tecnologia da Informação

A Quinta Geração (1990 - atuais) – A Internet Comercial

Tecnologia da Informação • A Quinta Geração (1990 - atuais) – A Internet Comercial

Tecnologia da Informação

A Quinta Geração (1990 - atuais) – A Internet Comercial

Electronic Data Interchange - EDI

No Final dos anos 80, o EDI apresenta-se como uma poderosa Ferramenta para a comunicação e troca de Dados entre empresas, Unindo fornecedores e Empresas.

Um pouco mais tarde esta comunicação iria utilizar a internet co mo Apoio e desenvolvimento, gerando o que conhecemos como e-commerce.

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

EDIEDI 11

Departamentos Operações Processos de Processos de Venda Processos de Manufatura Fornecimento Globais
Departamentos
Operações
Processos de
Processos de Venda
Processos de
Manufatura
Fornecimento
Globais
Escritórios
Remotos
Empresa
Fornecedores
Filiais
Bancos
Transportadoras
Clientes
Comunidade
Internet/Intranet
Governo
Direto
de Negócios
VAN

EDIEDI 22

Web Processos de Processos de Departamentos Pagamento Processos de Venda Logística Operações Processos de
Web
Processos de
Processos de
Departamentos
Pagamento
Processos de Venda
Logística
Operações
Processos de
Processos de
Manufatura
Fornecimento
Globais
Escritórios
Remotos
Empresa
Fornecedores
Filiais
Bancos
Transportadoras
Clientes
Internet/Intranet
Comunidade
Governo
Direto
de Negócios
VAN

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

E-Commerce Empresa Empresa Comunidade de Negócios Comunidade de Negócios Troca Eletrônica de Informação
E-Commerce
Empresa
Empresa
Comunidade
de Negócios
Comunidade
de Negócios
Troca
Eletrônica de Informação
Empresa
Comunidade

de Negócios

Comunidades de e-commerce Próxima Era E-commerce EDI 2 EDI 1 Integrando Sistemas de Negócios •Padronização
Comunidades de e-commerce
Próxima Era
E-commerce
EDI 2
EDI 1
Integrando
Sistemas
de Negócios
•Padronização
•Business-to- •Integração de
ERPs
business
•Business-to-
•Comunidades
consumer
gerenciadas
com ênfase
•Comunidades
ao redor de
grandes
empresas
em empresas

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

Tecnologia da Informação

A Quinta Geração (1990 - atuais) – A Internet Comercial

1991 -

chamado LINUS TORVALDS libera a primeira versão do LINUX , basado no Sistema Operacional UNIX (usando os mesmos códigos de desenvolvimento – Livres) por ser um SO desenvolvido Para Pesquisas na Universidade. Nasce o SW LIvre

Em 5 Outubro de 1991October 5, 1991 um jovem estudante

1994 – Mais de 25 milhões de usuários na Internet !! – Crescem os Anunciantes !!

5, 1991 um jovem estudante 1994 – Mais de 25 milhões de usuários na Internet !!
5, 1991 um jovem estudante 1994 – Mais de 25 milhões de usuários na Internet !!

A evolução dos ambientes informatizados: Anos 70

• Ambiente totalmente homogêneo (troca info e dados)

• Controles centralizados no mainframe (processamento)

• Usuários com direitos restritos pelo administrador central (controle de acesso totalmente centralizado)

• Distribuição de tarefas restrita a área de processamento de dados (jobs e etc)

de acesso totalmente centralizado) • Distribuição de tarefas restrita a área de processamento de dados (jobs
de acesso totalmente centralizado) • Distribuição de tarefas restrita a área de processamento de dados (jobs

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

Controles nos anos 70

• Controles Observados no Sistema:

– De Acesso Exclusivo do Sistema

– Pela Estrutura organizacional

– Usuários Excluídos

• Ameaças Identificadas:

– Acesso indevido aos dados do mainframe (lógico e físico);

– Quebra de integridade dos dados:

Uso do mesmo ambiente para homologação e produção;

– Perda de dados armazenados (ameaça + forte);

– Cultura de Informática pouco Disseminada ou inexistente;

– Perda de dados armazenados (ameaça + forte); – Cultura de Informática pouco Disseminada ou inexistente;

A evolução dos ambientes informatizados: Anos 80

• Ambiente menos homogêneo (tecnologias diferentes)

• Controle centralizado no mainframe e em alguns servidores (Departamentais ex: Financeiro, Vendas, RH e etc.)

• Usuários com direitos restritos pelos administradores locais

• Distribuição restrita a área de processamento de dados, financeira, etc.

restritos pelos administradores locais • Distribuição restrita a área de processamento de dados, financeira, etc.
restritos pelos administradores locais • Distribuição restrita a área de processamento de dados, financeira, etc.

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

Controles nos anos 80

• Controles Observados nos Sistemas

– Poucos serviços de segurança oferecidos pelos dos sistemas operacionais (nativos dos SO) e pelas aplicações em Rede.

• Ameaças

– Administração “pobre” dos servidores

– Perda de informações na troca de dados entre Matriz e Filiais

– Equipamentos inadequados

– Ambiente + heterogêneo (legado)

– Primeiros Códigos maliciosos

– Usuários ainda sem treinamento específico

– Sistemas não integrados totalmente

– Pouco conhecimento de informática dos usuários;

sem treinamento específico – Sistemas não integrados totalmente – Pouco conhecimento de informática dos usuários;

A evolução dos ambientes informatizados: Anos 90/00

• Ambiente totalmente heterogêneo

• Controle totalmente descentralizado

• Usuários com direitos restritos pelo administrador (?)

• Distribuição do processo em todas as áreas da empresa, e do Mundo !!

com direitos restritos pelo administrador (?) • Distribuição do processo em todas as áreas da empresa,

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

Controles nos anos 90/00

• Controles – Novos Termos !!!

Controles nos anos 90/00 • Controles – Novos Termos !!! – FireWalls – Virtual Private Networks

– FireWalls

– Virtual Private Networks

– Intrusion Detection Systems

– Single SignOn

– Public Key Infrastructure

– Etc.

• Ameaças

– Negócios online

– Cultura Tecnologica é Poder !

O Ambiente Atual

InternetInternetInternet ? ? ? Negócio ? Integração ? ?••• ?
InternetInternetInternet
?
?
?
Negócio
?
Integração
?
?•••
?
? ? ? Negócio ? Integração ? ?••• ? Ameaças Ameaças Ameaças Redução de custos ?
? ? ? Negócio ? Integração ? ?••• ? Ameaças Ameaças Ameaças Redução de custos ?

AmeaçasAmeaçasAmeaças

Redução de custos

? Erros e acidentes

? Fraudes e sabotagens

? Vazamentos

? Vírus ou Trojan Horses

Ganho de competitividade

Maior controle do ambiente

Transparência no acesso

? Perda de Informações

? Acesso Indevido

? Indisponibilidade

?

TecnologiaTecnologiaTecnologia HeterogêneaHeterogêneaHeterogênea

Mainframes

ImpactosImpactosImpactos

? Perda de credibilidade

MasMas nemnem tudotudo sãosão flores

flores

?

Perda financeira

? Descontinuidade do negócio

? Perda de competitividade

? •••

? Microcomputadores

? LANs, MANs e WANs

? Internet e Intranet

? RAS/notebook

? Multimídia

? Correio eletrônico

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

Então, Para que Serve a TI ?

Tecnologia Tecnologia da da Informação Informação

? Tecnologia Tecnologia da da Informação Informação Novos negócios e mercados Produtividade, Controle

Novos negócios e mercados

Produtividade,

Controle

Maximização dos resultados

Gestão Gestão

Negócios Negócios

Qualidade

O desafio de integrar a segurança do legado (heterogêneo) com as novas tecnologias (heterogêneas)

? Interfaces com o usuário (ex: Bancos)

? Agência, ATM, Videotexto, Home Banking, Internet Banking, Telefone, Palm, Pager, Celular/WAP, Email, WebTV, Internet Comunitária, Quiosques, Equipamentos de Loterias, Console de Jogos, Internet de alta velocidade

? Aplicações

? Infraestrutura de chaves públicas, Sistemas ERP, Integração da nova tecnologia com o legado, CRM, B2B, B2C

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

Migração dos negócios para a Internet

? Novos concorrentes

? Exemplo: Compra de CD ? Site do Banco, Ecommerce do UOL, Americanas.com, Site da Gravadora, Site do Artista, Site do Fã Clube, Sites Relacionados, Site de Música, Loja de CD

? MP3

? Em qq país

? Novos players

? Ex: Bancos vs (Patagon, Zona Financeira,

InvestShop, Ig Banco,

)

Posicionamento da Internet

Posicionamento da Internet

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

Arquitetura básica – sistema de informações

Três camadas:
Três camadas:

Interface

(Cliente)

Três camadas: Interface ( C l i e n t e ) S e r v

Servidor de

Dados

Servidor de Aplicações

Evolução de arquiteturas mais antigas:

e Dados Servidor de Aplicações Evolução de arquiteturas mais antigas: T e r m i n

Terminal

Mainframe
Mainframe
e Dados Servidor de Aplicações Evolução de arquiteturas mais antigas: T e r m i n

Client

Server

Modelagem do Banco de Dados Gerencial (nível zero)

Manutenção Movimentação e Obras Banco de Dados input output Manobras Operacionais GIS Tarifas
Manutenção
Movimentação
e Obras
Banco de Dados
input
output
Manobras
Operacionais
GIS
Tarifas

Relatórios

e Obras Banco de Dados input output Manobras Operacionais GIS Tarifas Relatórios Consultas Portal Gás

Consultas

e Obras Banco de Dados input output Manobras Operacionais GIS Tarifas Relatórios Consultas Portal Gás

Portal Gás

e Obras Banco de Dados input output Manobras Operacionais GIS Tarifas Relatórios Consultas Portal Gás

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

Desafios Empresariais Hoje

?Em Sistemas de Informação

? Retaguarda tecnológica de segurança

? Segurança em ERP

? Falta de controle

? Segurança do legado

? Viabilizar aplicações

? Novos desafios legais

? Capacitação do pessoal: executivos, técnicos, usuários

? Integração com a cadeia produtiva

Desafios na Gestão da Informação

? Criar uma Política Corporativa com visão estratégica

? Integrado ao negócio

? Capacitar Pessoal (treinamento)

? Aplicabilidade das soluções desenvolvidas

? Rotatividade do pessoal (segurança)

? Privacidade e Confidencialidade

? Integridade e Disponibilidade

? Legalidade e Autenticidade

? Não diminuir a produtividade

? Ser de fácil uso e manutenção

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

Solução Corporativa

ControleControle centralizadocentralizado ee AuditabilidadeAuditabilidade

AmbienteAmbiente padronizadopadronizado

!

ConhecimentoConhecimento dede ameaçasameaças ee vulnerabilidadevulnerabilidade

PessoalPessoal técnicotécnico ee usuáriousuário capacitadocapacitado

VelocidadeVelocidade nana implementaçãoimplementação dede soluçõessoluções

IntegraçãoIntegração comcom oo negócionegócio

GestãoGestão dodo investimentoinvestimento

Como chegar às Soluções Corporativas

TopTop--downdown

• • Top Top - - down down

AnáliseAnálise dada situaçãosituação corporativacorporativa

Análise Análise da da situação situação corporativa corporativa

IdentificaçãoIdentificação dede prioridadesprioridades PlanoPlano dede açãoação

prioridades prioridades Plano Plano de de ação ação – – Bottom Bottom - - up up

BottomBottom--upup SeleçãoSeleção dede aplicaçõesaplicações estratégicasestratégicas AdoçãoAdoção dede metodologiametodologia ImplementaçãoImplementação dede soluçãosolução completacompleta ModeloModelo HíbridoHíbrido

• • – –

– –

– –
solução completa completa • • Modelo Modelo Híbrido Híbrido • • – – – – –
solução completa completa • • Modelo Modelo Híbrido Híbrido • • – – – – –
solução completa completa • • Modelo Modelo Híbrido Híbrido • • – – – – –
solução completa completa • • Modelo Modelo Híbrido Híbrido • • – – – – –
solução completa completa • • Modelo Modelo Híbrido Híbrido • • – – – – –
solução completa completa • • Modelo Modelo Híbrido Híbrido • • – – – – –
solução completa completa • • Modelo Modelo Híbrido Híbrido • • – – – – –
solução completa completa • • Modelo Modelo Híbrido Híbrido • • – – – – –
solução completa completa • • Modelo Modelo Híbrido Híbrido • • – – – – –

Tecnologia da Informação - Introdução 2/2

A importância da informação

Continuidade Credibilidade Informação = + Negócio Segurança + Tecnologia Agilidade Competitividade
Continuidade
Credibilidade
Informação
=
+
Negócio
Segurança
+
Tecnologia
Agilidade
Competitividade
Redução de Custos
=