Quarta-feira 13 Janeiro 2010

Mercado imobiliário com retoma “bastante ligeira” em 2010
Dados avançados pela Jones Lang LaSalle apontam para um aumento do investimento, uma retracção no retalho e uma manutenção dos níveis de actividade nos escritórios (Página 07)

Famalicão Projecto Residências da Torre aposta na centralidade urbana

2

Parque Alqueva avança com primeira fase

8

Sonae Sierra e ING desenvolvem Le Terrazze em Itália

8

ComprarCasa faz balanço positivo de 2009

10

Linha de orlas “Designpool Inspiration” no mercado

o Parque Alqueva integrará sete hotéis. equestre e MICE (congressos e negócios)”. desenvolvido pela Sociedade Alentejana de Investimentos e Participações (SAIP). quatro campos de golfe. que compreende um investimento de 80 milhões de euros. “Este empreendimento integrado aposta na criação de novos pólos de desenvolvimento turístico no país. centro equestre. só em produto turístico. do Wine Club e de um campo de golfe na Herdade do Roncão. centros de conferências. Estão contemplados também equipamentos recreativos. é referido que “o projecto combate a desertificação e o envelhecimento da população”. atractivos e geradores de riqueza para as comunidades locais. inovador e de elevada qualidade”. As infra-estruturas. golfe. Está igualmente prevista a plantação de 27 mil novas azinheiras e a procura de certificações da gestão de qualidade. gestão florestal sustentável. está prevista a edificação da primeira fase do Hotel do Monte. reconhecido pelo Estado como Projecto de Interesse Nacional (PIN). . recorrendo também a sistemas de tratamento e reutilização das águas residuais para irrigação. representa um investimento total. incorporação de fontes de energias renováveis e processos de certificação de qualidade ambiental. gestão de saúde e segurança e gestão ambiental. A entidade promotora deu conta de que o Parque Alqueva “cumpre um regulamento de edificabilidade e construção assente em critérios de arquitectura sustentável e nos métodos construtivos e materiais tradicionais”. unidades de saúde. desportivos e culturais (centro equestre. distribuindo-se por três núcleos. Nesta etapa inicial. constituindo-se como “um contributo decisivo para o sucesso da estratégia de desenvolvimento turístico da região do Alqueva”. o projecto integra outro tipo de valências.2 • Público Imobiliário • Quarta-feira 13 Janeiro 2010 Abertura Primeira fase do Parque Alqueva concluída em 2012 Projecto representa na sua fase inicial investimento de 80 milhões de euros. aldeamentos turísticos e outras infra-estruturas. turismo residencial. Sardinha e Postoro). tais como o turismo de natureza. plataformas de aterragem de helicópteros e unidade de valorização de resíduos). para produção hortícola e frutícola em modo de produção biológico e a área natural (correspondente a cerca de 40 por cento da área total do Parque Alqueva) contribuem também para “o carácter pioneiro deste empreendimento com especial enfoque no turismo integrado. de mais de 270 milhões de euros (a que é preciso somar o investimento em turismo residencial e outras componentes) nas três fases do empreendimento. este projecto. acrescenta o mesmo comunicado. nomeadamente três barragens (Areias. campo de férias. estacionamentos. gastronomia e enoturismo. com capacidade para 60 e 156 embarcações. O Parque Alqueva. Wine Club e campo de golfe em construção Projecto deverá criar cerca de cinco mil postos de trabalho Rui Pedro Lopes A primeira fase do projecto Parque Alqueva. e dois portos de recreio. duas marinas. a área agrícola. centro de avifauna. que deverá estar finalizado em 2029. com capacidade de armazenamento de 252. Hotel. cultura e paisagem. Herdade do Postoro (475 hectares) e Herdade do Roncão Del Rei (733 hectares). Segundo a SAIP. situados entre Reguengos de Monsaraz e a albufeira do Alqueva: Herdade das Areias (860 hectares). campo de férias. produção de agricultura biológica.000 e 370.068 hectares. Além destas componentes. 340. Instituto do Alentejo. Quando estiver terminado. revelam os responsáveis da SAIP. centros de assistência médica. e em novos produtos estratégicos para o sector.000. Sobre os benefícios económicos e sociais para a região. respectivamente. O projecto. encontra-se dividido em três fases e vai “contribuir para o crescimento de um cluster turístico no Alqueva. possui uma área de 2. que deverá criar cerca de cinco mil postos de trabalho (dois mil directos e três mil indirectos). pode ler-se num comunicado da empresa. encontra-se já em desenvolvimento e tem conclusão esperada para o primeiro semestre de 2012. náutico. centro desportivo) e equipamentos de apoio e serviços (portarias. liderado pelo empresário José Roquette. um dos destinos de referência apontados pelo Governo no Plano Estratégico Nacional de Turismo (PENT)”.000 m³.

ci-iberica. Somente 4% dos alojamentos estão inseridos no segmento de usados. A distribuição geográfica do volume de alojamentos submetidos à análise de eficiência energética. Este volume de fogos caracteriza-se pelo facto de na sua quase totalidade estarem em estado novo (cerca de 99%). Póvoa de Varzim. Oeiras. Porto. com 88% dos DCR’s emitidos a apontarem para níveis energéticos abaixo de B. na sua totalidade os fogos foram classificados como novos. que obtiveram uma declaração provisória de eficiência energética (DCR’s). A tipologia dominante corresponde aos alojamentos T2 (50% dos DCR’s). predominando as tipologias intermédias e o nível energético superior a A. as freguesias da Quarteira e Almancil concentram cerca de 79% dos fogos certificados. Em Loulé existe maior dispersão dos fogos certificados. apenas 4% atingem a classificação máxima de A+. negócios de investimento e ocupação no mercado imobiliário. mas o nível de eficiência energética alcançado é inferior ao de Silves. cerca de 26% da oferta divide-se de forma idêntica pela tipologia T1 ou inferiores e T4 ou superior. com cerca de 44% a serem classificados com A e os restantes 51% dos fogos a não passarem da classificação de B. o volume de imóveis de âmbito residencial na região do Algarve. Matosinhos. · · 104 100 96 · · · > 2006 · · · > 2009 4% 0% -4% www.Público Imobiliário • Quarta-feira 13 Janeiro 2010 • 3 Mercados Algarve com 4% dos Fogos certificados com A+ Através da informação estatística Confidencial Imobiliário/Adene. evidência um maior nível de concentração em Silves (cerca de 28%). durante o 2º trimestre de 2009. seguido de Loulé com 22%. Algarve Fogos por Eficiência Energética Algarve Fogos por Tipo de Construção A+ 4% A B B45% 40% 11% Novos Outros Fonte Ci/Adene 2009: 2º Trimestre 99% 2009: 2º Trimestre Fonte Ci/Adene Algarve Fogos por Tipologias 13% 13% Algarve DCR’s por Concelho 31% 24% 50% 28% 9% 10% 22% T1 ou Inferior T2 T3 T4 ou Superior Silves Loulé Lagoa Faro Outros 2009: 2º Trimestre Fonte Ci/Adene 2009: 2º Trimestre Fonte Ci/Adene Índice Confidencial Imobiliário EM COLABORAÇÃO COM 112 108 JFMAMJJASONDJFMAMJJASONDJFMAMJJASONDJFMAMJJAS · · · · · · > 2007 · · · · · > 2008 · 12% 8% A Ci-Obras&Negócios contém uma base de dados sobre promoção. correspondendo em 40% a alojamentos de tipologia T4 ou superior. Montenegro e Santa Bárbara de Nexe concentram 86% dos DCR’s. as freguesias da Sé. com um nível de eficiência energética superior a A em 70% dos casos. Em Faro. os restantes 24% são fogos da tipologia T3. O nível de eficiência energética atingido por este conjunto de imóveis revela que. sempre que possível cruzando-se a informação entre estas diferentes fontes. Nesta secção difundem-se indicadores sobre intenções de obra. A predominância de alojamentos de tipologia T2 é também menor. beneficiando dos protocolos assinados entre a Ci e entidades como a Adene – Agência para a Energia e os Municípios de Lisboa. A freguesia do Carvoeiro concentra cerca 59% dos DCR’s do concelho de Lagoa.com — Índice Confidencial Imobiliário (2005 = 100) — Taxa de Variação Homóloga PUBLICIDADE aqui pode CONFIAR O PORTAL IMOBILIÁRIO DA OFERECEMOS O REAL REAL. Santarém e Vila Nova de Gaia. havendo maior número de fogos de tipologias T3 e superiores. foi de 786 fogos. L DE FORMA FIÁVEL E COM TODA E SEGURANÇA Patrocinadores: ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS E EMPRESAS DE MEDIAÇÃO IMOBILÁRIA DE PORTUGAL . e com menor expressão encontra-se Lagoa (10%) e Faro (9%).

situase num edifício de apartamentos de 3 a 4 andares. É isso que faz com que o nosso mercado seja actrativo para quem quer investir no sector. com o retorno do investimento compreendido entre os 6 e os 10 anos. destaque para a energia solar térmica. professor português desta instituição. que tem em conta a inflação ocorrida durante os anos de ocupação. às vezes. Sendo unanimemente aceite que os recursos energéticos são limitados e que a aposta nas energias renováveis e na eficiência energética. podendo gerar uma poupança anual na factura de energia destas casas. testemunha muitas vezes estas “especulações inocentes e ocultas”. entre os €264 e os €1044. Só nestas circunstâncias – com relutância mas com realismo – poderá assistir-se a algo vagamente aparentado com uma quebra dos preços no imobiliário. definiu um conjunto de medidas cuja implementação equivale a uma economia energética de 10% no ano de 2015.lima@apemip. nos seus múltiplos aspectos aplicáveis a uma casa. num almoço de trabalho. conduziu um estudo. invariavelmente acrescenta ao valor pago na hora da aquisição do imóvel. social e tecnológico. a mais recente foi a escolha do modelo Português. pouco realista. O estudo concluiu que a casa média Portuguesa. em regra elevados. Presidente da APEMIP luis. O estudo de Manchester. com a coordenação académica de Rui Vinhas da Silva. bem como reconversão de equipamentos ineficientes de produção de águas quentes (esquentadores e caldeiras de baixa eficiência). Foi igualmente feita uma análise de marketing. Mas. empiricamente. como ainda há dias. é de tipologia T3. típico no mercado de usados. A maior taxa de ineficiência energética. uma percentagem de valorização constante. mas raramente ou nunca. em média. que nos dois últimos anos. pela evolução do estado da arte de construir e pelo aparecimento de materiais adequados às necessidades das modernas construções. com cerca de 110 m2 de área útil. é apenas um ajustamento dos preços. Parece mas não é. que os proprietários começam por pedir quando querem vender uma casa de que gostam. este fenómeno. Inclui-se aqui a Certificação Energética de Edifícios. como tema das teses de mestrado da prestigiosa Universidade de Manchester. associado a estas melhorias energéticas.pt A caminho da casa verde O Alexandre Fernandes Plano Nacional de Acção para a Eficiência Energética. O estudo teve também um enfoque nos incentivos económicos e fiscais e análise de “best practices” a nível internacional. É a sua vez! Director-Geral da Agência para a Energia . Em média o investimento directo. pede-se muito por um imóvel usado. situa-se entre os €1250 e os €6700 por fogo. antes de lhe fixarmos um preço em regra especulativo. incluiu uma análise de viabilidade da adopção e implementação das tecnologias identificadas a partir de um enquadramento político. seja a casa onde vivemos e fomos felizes. mas na hora de vender a casa que usamos durante alguns anos. designado por “casA+. escandalosamente pouco. por um fenómeno muito português de arreigamento à propriedade imobiliária. pelos ossos do ofício. tem sido manifestada de diversas formas. constitui um imperativo estratégico de desenvolvimento das sociedades contemporâneas. pelo menos o valor a que corresponde os anos que nela vivemos. visando o entendimento do comportamento da sociedade portuguesa em relação aos mecanismos de adopção de medidas de eficiência energética. no mercado imobiliário português. Building Codes”. as casas novas valem mais do que as usadas. Esta atitude. é preciso ter em linha de conta. sendo de classe energética C. dependendo da adesão mais ou menos ambiciosa do actual parque edificado residencial. Mas. como se ele não tivesse sofrido o desgaste do tempo e fosse imune à evolução dos materiais de construção. podem potenciar poupanças energéticas anuais compreendidas entre os 65 e os 32 milhões de euros. e até à própria evolução da moda. mesmo que involuntariamente especulativo. económico.4 • Público Imobiliário • Quarta-feira 13 Janeiro 2010 Opinião Especulações ocultas que ignoram a vetustez das casas O Luís Lima s preços das casas não estão a descer em Portugal. A projecção internacional deste trabalho. um espaço que cedemos com relutância e pelo qual todo o dinheiro que nos oferecem parece. sem tentações especulativas. considera a desvalorização causada pela vetustez do imóvel. Uma casa não é como um carro que mal sai do stand desvaloriza no mínimo 30% do valor inicial. numa escala de eficiência que varia de A+ a G. conferia. Um grupo de alunos de diferentes nacionalidades. também é um factor negativo para um equilibrado e bom funcionamento do mercado imobiliário. no sentido da maior fiabilidade. sobre eficiência energética no sector residencial. Objectivamente. chegou a altura de agir. com um amigo que. têm tendência para subir. A lógica desta “especulação oculta” centra-se numa fórmula que. isolamentos . uma casa usada vale menos 30% do que uma casa nova de idêntica tipologia e localização. baseado na informação elaborada pelos Peritos Qualificados e registados nos primeiros cem mil certificados. que. Em termos de medidas de melhoria a considerar em possíveis reabilitações. possibilitou a certificação de mais de duzentos mil imóveis. Os preços das casas. regista-se na construção efectuada na década de 70 bem como na primeira metade dos anos 80. mas têm tendência para subir. Mesmo que. A implementação das medidas. Direi. Não muito.

Localização.com . Saunas e Ginásio. Preços a partir de 300.000. Excel. do Estoril Lisboa : 21 317 38 80 Cascais : 21 460 40 80 clientes@consultan.T4 (c/Jacuzzi p/ 4 pessoas) Amplos Jardins.00 Euros 913 653 620 www. Cozinhas Miele. 2 Piscinas. inseridas num charmoso condomíno privado a 5 min.com AMI 804 Preços a partir de 550.consultan.000. box indiv.00 Euros 960 242 142 Moradias T4 e T5 com Piscina e Jardins Privativos.Apartamentos T2 .

pois são muito poucas as soluções de um condomínio privado com moradias individuais e zonas de lazer exteriores”. Por outro lado. assim como a entrega das casas”. Famalicão. simultaneamente.700 m² Um conceito de casa para os segmentos médio e alto.700 m². sendo que a recente abertura da casa modelo é vista como “um momento alto no nosso projecto. Para já. Segundo Susana Pinto. inserida na segurança de um condomínio privado com piscina. trata-se de “um conceito pouco explorado no mercado nacional e com pouca concorrência. E sem dúvida a vantagem de se morar num sítio muito aprazível. a calendarização do projecto dá prioridade à finalização dos espaços exteriores de jardins e passeios.5 milhões de euros . a qualidade de construção e dos acabamentos e a localização privilegiada. Por essa razão. estando já concluída a piscina. responsável de vendas das Residências da Torre. dos quais destacamos a arquitectura contemporânea. com o desfrutar dos jardins exteriores.000 euros/m². localizado entre os centros urbanos de Porto. ginásio e “grandes espaços verdes”. diferenciação e fiabilidade do nosso produto”. Braga e Guimarães mas. As expectativas apontam para que “durante 2010 as vendas estejam encerradas. enforma o projecto Residências da Torre. ginásio frente à grande piscina e serviço de portaria”. O valor médio de venda ronda os 1. Empreendimento resulta de um investimento de 4.5 milhões de euros e conta com uma área bruta de construção de 3. Estamos muito satisfeitos com os resultados até ao momento”. com o recato propiciado pela localização em Joane. Composto por 16 moradias de quatro frentes. sendo que o complexo residencial está inserido numa área verde com 10 mil m². concluiu. Este empreendimento resulta de um investimento de 4. cada qual com 249 m² de área. o ginásio e a generalidade das zonas envolventes do condomínio privado. este posicionamento corresponde à constatação de que “objectivamente a adesão às nossas casas está a ser francamente positiva e estamos convictos que é uma relação directa com a qualidade. de forma que “os primeiros habitantes possam já lá estar antes do próximo Verão”.6 • Público Imobiliário • Quarta-feira 13 Janeiro 2010 Empreendimento Residências da Torre aposta na centralidade urbana a Norte Marc Barros Projecto é composto por 16 moradias e conta com área bruta de construção de 3. no projecto ressalta a “arquitectura contemporânea e requintada”. não tem dúvidas em afirmar que “claramente temos vários pontos fortes e distintivos.

ainda no rescaldo da crise financeira. em termos gerais.966 m2 de ABL. acredita que estes players poderão concretizar algumas “operações de relevo” já no primeiro semestre deste ano. realizado ontem em Lisboa. Pedro Lancastre. 27 por cento na Grande Lisboa e 17 por cento na Península de Setúbal. presidente do Conselho de Administração de Vale do Lobo. segundo a análise efectuada por Manuel Puig.000 m2”. O mesmo responsável considera que o investimento deverá crescer. No total. Em 2009. totalizando 102 operações de arrendamento. somos bastante selectivos na escolha dos parceiros para a comercialização dos nossos diferentes projectos imobiliários. em 2009. “Ainda assim. Constituído por apartamentos. sobretudo os fundos alemães e britânicos: “Estes fundos procuram activos de grande qualidade e com contratos de arrendamento bastante favoráveis”. na categoria de 4 estrelas. director-geral da Jones Lang LaSalle. As contas da Jones Lang LaSalle apontam para a abertura de 207. e que vem confirmar uma tendência cada vez mais recorrente neste segmento. no ano passado. a CBRE foi a escolha natural”. “Estamos bastante satisfeitos com a performance alcançada. com uma prevalência forte de necessidades de reajustamento e adaptação dos espaços de forma muito restrita e contida”. Lang LaSalle foi contactada por três promotores nacionais e estrangeiros que estão interessados em desenvolver novos projectos comerciais no nosso país. cerca de 36. por isso.P. Já o Departamento de Retail Leasing colocou. acrescenta o mesmo documento. Um desses exemplos é o regresso de vários investidores internacionais ao nosso mercado. directorgeral da Jones Lang LaSalle em Portugal. director do Departamento de Investimento da Jones Lang LaSalle. com um aumento de cerca de 53 por cento na carteira de projectos geridos para os 160. e internacional. atribuído pela International Property Awards. já que o ano deverá “continuar a ser marcado por uma quebra da actividade das empresas que constituem a procura de espaços. os 350 milhões de euros. Optimismo e cautela misturam-se nas análises efectuadas O mercado imobiliário deverá registar este ano uma retoma “bastante ligeira”. bem como de algumas revendas de imóveis usados. director-geral da CBRE Porto e responsável de Agência Residencial. precisou Diogo Gaspar Ferreira. A área de Corporate Solutions esteve envolvida na negociação de aproximadamente 74 mil metros quadrados.350 m2 de escritórios (55 operações). declarou Manuel Puig. o Departamento de Gestão de Imóveis “foi um dos que apresentou maior crescimento em 2009. os objectivos de facturação estipulados no início do ano. O Colinas da Boavista Nature & Health Residences é um projecto com “preocupações ecológicas. Era comercializa Colinas da Boavista Nature & Health Residences A Era Imobiliária encontra-se a comercializar o Colinas da Boavista Nature & Health Residences. com tipologias entre o T1 e o T3. constatou Manuel Puig. num encontro com jornalistas. em termos de indicadores. A instrução inclui ainda a possibilidade de venda de moradias isoladas e geminadas já construídas. é o declínio da construção de novos projectos e a opção dos promotores pela reconversão/requalificação de empreendimentos já existentes. “Sendo Vale do Lobo uma referência no turismo residencial de luxo em Portugal. localizado nas margens do rio Gilão em Tavira. Se no investimento as notícias futuras são boas. a tendência deverá ser de manutenção de disponibilidade. tendo sido galardoado recentemente com o prémio Best Development Portugal 2009. Jones Lang LaSalle apresentou expectativas para novo ano e fez balanço da actividade de 2009. apesar de existirem vários sinais de que o imobiliário está a recuperar algum do seu dinamismo em Portugal. apesar do volume de negócios ter decrescido em relação a 2008. O projecto inclui a venda de apartamentos de diversas tipologias em localizações distintas e de terrenos para a construção de moradias. um número que fica bastante longe dos 310 mil metros quadrados inaugurados durante o ano transacto. as expectativas são cautelosas. Um dado interessante. João Nuno Magalhães.500 m² de novos espaços comerciais. Segundo dados da consultora. A consultora conseguiu ultrapassar. pode ler-se num relatório da consultora. A absorção de escritórios para este novo ano deverá ficar em linha com a média dos últimos cinco anos (entre 125 mil e 150 mil metros quadrados). Por seu lado. considerou que “é com satisfação que recebemos a incumbência de comercializar um empreendimento com a qualidade e o prestígio de Vale do Lobo. deverão abrir portas em 2010 nove projectos comerciais. Nos escritórios. . foi um ano desafiante. é expectável que o volume de investimento não tenha ultrapassado.L. Com um profundo conhecimento do mercado imobiliário nacional. esta secção actuou em oito operações de investimento (cinco das quais na área de retalho) num total de 34 milhões de euros. num segmento que procura o requinte e a exclusividade que este resort proporciona”. projectadas segundo as especificações do proprietário. devido à cautela que se mantém no mercado por parte da oferta. O mercado de investimento foi aliás o que mais se ressentiu com o actual cenário de crise. que leva em consideração todo o ambiente natural envolvente”. As expectativas para 2010 continuam bastante condicionadas pela crise económica e financeira. Os restantes departamentos (Avaliações. embora possa ainda sentir-se algum reajustamento em baixa destes valores na primeira metade do ano”. um valor que representa pouco mais de 30 por cento da capacidade normal do mercado português. Revela a confiança que os seus responsáveis depositam na CBRE para encontrar os clientes certos. o Departamento de Capital Markets foi um dos que mais contribuiu para os bons resultados verificados. “estimandose mesmo que se atinjam volumes de aproximadamente 600 milhões de euros com essas operações”. dos quais 31 por cento estão localizados na região Norte do país. ao passo que o Departamento de Office Agency actuou directamente no arrendamento de 15. Ainda assim. Em termos de desempenho. nomeadamente ao nível das taxas de absorção”. este empreendimento possui certificação energética classe A ou A+ e garantia até 10 anos. sendo “prematuro antecipar uma retoma deste mercado. entre operações de venda de terrenos. Manuel Puig deu conta de que a Jones Escritórios com expectativas cautelosas Jones Lang LaSalle Portugal “Estamos bastante satisfeitos com a performance alcançada” A Jones Lang LaSalle “continuou a consolidar o seu posicionamento no mercado imobiliário nacional num ano marcado pelas circunstâncias adversas de mercado e de conjuntura”. em 2009. que exigiu repensar a estratégia com uma consequente adaptação às novas circunstâncias do mercado”. e.Público Imobiliário • Quarta-feira 13 Janeiro 2010 • 7 Actualidade Retoma “bastante ligeira” no mercado imobiliário português em 2010 Rui Pedro Lopes Vale do Lobo selecciona CB Richard Ellis como agente oficial A CB Richard Ellis (CBRE) foi instruída para comercializar as novas fases de desenvolvimento do resort Vale do Lobo. Arquitectura e Consultoria) mantiveram os níveis de actividade de anos anteriores. porque. R. sendo de prever uma retracção no retalho e a manutenção dos índices de actividade nos escritórios. e com uma estabilização dos níveis de rendas praticadas. no Algarve. e com uma excelente base de clientes. o mesmo não se pode dizer no retalho. prospecção e arrendamento de novas sedes.

Luís Mário Nunes. Já Carlos Oliveira. Edifício Fontes Pereira de Construtoras integram Melo 27 em comercialização Observatório das Parcerias Público-Privadas A Refundos seleccionou as consultoras imobiliárias Jones Lang LaSalle e Cushman & Wakefield para a comercialização. que terá uma área de influência de mais de 210. O imóvel dispõe ainda de cinco pisos em cave. as empresas de mediação imobiliária podem entrar sem necessitar de suportar o valor de adesão. que não têm capacidade de deter um marketing personalizado e preparado para enfrentar as dificuldades. “Tendo em conta o clima económico. e aos muitos turistas que visitam a cidade. consubstanciada em 107 lojas. Desta forma. projectos ferroviários ligeiros. Graças ao nosso empenho contínuo. a Ligúria e a costa da Toscânia todos os anos”. objectivo de crescimento orgânico que traçámos para 2010 e que. . iniciamos os trabalhos de construção com mais de 40 por cento da ABL já comercializada”. O Le Terrazze. a rede contabilizou 160 milhões de euros.000 são residentes na cidade de La Spezia.F. Mediocredito Italiano e Cassa di Risparmio di La Spezia (Grupo Intesa Sanpaolo). compreende ainda um Family Entertainment Center. constatou: “Estamos orgulhosos de poder apresentar a alta qualidade da nossa oferta e dos nossos elevados padrões arquitectónicos. com áreas disponíveis entre os 200 e os 355 metros quadrados.500 m2. fruto da nossa especialização em centros comerciais”.000 viaturas. Aliás. Alberto Bravo. responsável de Property Management da Sonae Sierra em Espanha. E acrescentou: “O know-how e experiência da nossa parceria representam uma garantia de qualidade e sucesso para o nosso projecto”. promovido pelo Centro de Estudos Aplicados (CEA) da Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais da Universidade Católica Portuguesa. mas também para aquelas que. período durante o qual a rede o está a apoiar a abraçar o desafio de adesão à marca”. partner e director do Departamento de Escritórios da Cushman & Wakefield. pode lerse num comunicado da empresa. director-geral da ING Real Estate Development International. directora do Departamento de Office Agency da Jones Lang LaSalle. aproveitou para referir que após a intervenção que está prevista para o edifício. nos permitirá ultrapassar os 200 milhões de euros de negócios intermediados”. O anúncio foi feito recentemente pelos responsáveis desta associação. comerciais e de lazer à população de La Spezia. Luís Mário Nunes já definiu as metas: “Estamos muito perto de conseguir alcançar a centena de lojas. “A parceria vai permitir o desenvolvimento de estudos temáticos e a colaboração assenta na vantagem que ambas as instituições extraem dessa associação como forma de complementar as suas competências específicas. um centro de Fitness e estacionamento para 2. se tudo correr como previsto. salientou que estes dois acordos representam “o reconhecimento de uma empresa reputada como a ING Real Estate na experiência da Sonae Sierra na comercialização de espaços comerciais.000 habitantes. do Edifício Fontes Pereira de Melo 27.F. Já Scott Dwyer. P. que envolvem investimentos superiores a sete mil milhões de euros”. mostrou-se satisfeito com os resultados alcançados. nove lojas de grande dimensão e 16 restaurantes e cafés”. Segundo o CEA. “Mediante um investimento mensal durante os primeiros doze meses de permanência na rede (990 euros + IVA).000 m2 de área residencial e de escritórios. assim como o necessário investimento de rotulação de loja. Itália. localizado na avenida com o mesmo nome em Lisboa. de Vigo. revela um comunicado conjunto das duas promotoras. liderados pela UniCredit Corporate Banking e que conta ainda com a Banca Popolare di Lodi. esta rede imobiliária apresentou. O Edifício Fontes Pereira de Melo 27 oferece aproximadamente 3. e será “o maior e mais importante centro de toda a região de La Spezia. o lançamento deste Observatório surge num momento de grande actividade e desenvolvimento das Parcerias Público-Privadas no panorama internacional e com especial incidência nos últimos tempos em Portugal: “A larga maioria dos grandes projectos desenvolvidos e a desenvolver no nosso país nas próximas décadas assentam em modelos de PPP. afirmou Mariana Seabra. o empreendedor tem a possibilidade de diluir o investimento no ano. ComprarCasa faz balanço positivo do ano 2009 Pedro Farinha A rede imobiliária ComprarCasa anunciou que fechou 2009 com um crescimento de 25 por cento. e El Tormes. o centro comercial tem a abertura ao público prevista para o Outono de 2011. dos quais quatro são para estacionamento privativo. no passado mês de Outubro. a rede ferroviária de alta velocidade e o novo aeroporto de Lisboa. em regime de co-exclusividade. dos quais 465 m² dizem respeito a uma unidade comercial no piso 0.460 m2. e os dois maiores projectos de sempre no nosso país.000 m² de área bruta locável (ABL). Para 2010. que abrange mais de 100. para nós. a desenvolver ao longo dos próximos anos. este cenário foi encarado pela rede como uma oportunidade: “Atendendo à nossa especificidade de rede não franchising. estamos confiantes que o lançamento de um grande projecto como o Le Terrazze é certamente uma conquista e motivo de orgulho. Os restantes nove pisos são destinados a escritórios. “Esta será uma oportunidade única para quem se pretende instalar numa das mais nobres localizações de escritórios de Lisboa. Em termos de negócios imobiliários intermediados. De modo a facilitar as condições de entrada. desde toda a rede de auto-estradas nacionais. director-geral de ComprarCasa. a Sonae Sierra passará a ser a responsável pela gestão da ocupação dos espaços comerciais de que dispõem ambas as superfícies comerciais. a rede de hospitais. O projecto representa um investimento de 125 milhões de euros e o seu financiamento externo foi assegurado por um sindicato de bancos italianos. sublinhou Manuel Agria. em Salamanca. A Associação Nacional de Empreiteiros de Obras Públicas (ANEOP) vai integrar o Observatório das Parcerias PúblicoPrivadas em Portugal. pertencendo a outra rede. Mediante este contrato de comercialização. vice-presidente da ANEOP. em La Spezia. momentos como estes são verdadeiras janelas duplas de oportunidade: perante as empresas de mediação imobiliária de marca própria. na coordenação de recursos no domínio da investigação e estudo sobre as PPP em Portugal”. no momento zero. o mesmo “reunirá todas as condições para se tornar uma sede emblemática de quem queira usufruir de centralidade e visibilidade”. CEO da Sonae Sierra. Espaço comercial em construção na cidade italiana de La Spezia Rui Pedro Lopes Apresentando uma Área Bruta Locável (ABL) de 38.8 • Público Imobiliário • Quarta-feira 13 Janeiro 2010 Actualidade Le Terrazze desenvolvido pela Sonae Sierra e ING em Itália Espanha Sonae Sierra comercializa dois centros comerciais A Sonae Sierra estabeleceu um acordo com a ING Real Estate em Espanha para ser o agente de comercialização dos centros comerciais Gran Via. mais 24 milhões do que em 2008. passando pela Ponte Vasco da Gama. onde a escassez de espaço disponível e qualificado vai sendo cada vez mais acentuada. sobretudo pelo período de crise que se viveu em 2009. querem usufruir das mesmas vantagens mediante um investimento marginal”. dos quais 100. P. Este centro comercial representa a primeira fase de um projecto de requalificação urbana. sublinhou Álvaro Portela. resultantes da abertura de 22 novas lojas durante o ano. incluindo um hipermercado Ipercoop com 7. um novo modelo de adesão – Modelo Chave na Mão. Os futuros inquilinos deste edifício irão beneficiar de um espaço que conjuga boas instalações e equipamentos técnicos”. Novo centro comercial conta com 107 lojas e tem abertura prevista para o Outono de 2011 A Sonae Sierra e a ING Real Estate Development iniciaram recentemente a construção do novo centro comercial Le Terrazze.

.

funcionalidade. De acordo com a MSF. estética e preocupações ambientais muito fortes. “O novo espaço insere-se no processo em curso de revitalização da Baixa da cidade. É nestes pressupostos que se baseia a nova linha de Orlas «Designpool Inspiration» da Rehau. Este novo espaço comercial. A nova unidade hoteleira dispõe de um Spa de 5 estrelas. banho turco. fitness centre. A comercialização e a gestão do Galeria Central estão a cargo da Guedes Pinto. Disponíveis em 17 padrões e nas medidas 43x1. dar azo a novas ideias que a Rehau. A 50 metros do hotel. devido ao equilíbrio na relação entre tecnologia. das quais se destacam a produção de energia solar. com investimentos em Portugal e Moçambique. health club. passará a designar-se MSF Engenharia. A estrutura do grupo reflecte o seu investimento estratégico nos mercados da construção civil e obras públicas. capaz de absorver CO2 e produzir oxigénio”. pode ler-se num comunicado enviado à imprensa. a Worten e a Modalfa. Inaugurado recentemente. numa altura em que o grupo comemora 40 anos de existência. o reaproveitamento da água das chuvas. aga 4715-115 Br 9 . piscina exterior e jacuzzi. recepção.10 • Público Imobiliário • Quarta-feira 13 Janeiro 2010 Actualidade Rehau apresenta linha de orlas “Designpool Inspiration” Elementos florais. No edifício do centro comercial encontra-se a sede da Soares da Costa e da empresa Contacto. com uma Área Bruta Locável (ABL) de 12 mil metros quadrados. As Natura Towers estão situadas na rua Frederico George. loj Delgado. desenvolve e torna realidade. esta linha de orlas pode ser aplicada em mobiliário de loja. espaços de lazer e exteriores.5mm e 54x1. conforto. “o Afrin Prestige aposta num conceito único de prestígio e excelência de 5 estrelas. A MSF detém interesses em 32 sociedades integrando no seu conjunto 2. na capital portuguesa. tendências asiáticas e formas geométricas. n. casas de banho ou escritórios. Serão disponibilizadas 54 lojas. Galeria Central inaugurada na próxima Primavera no Porto Chama-se Galeria Central e é o novo espaço comercial de vocação citadina que a Soares da Costa vai inaugurar na próxima Primavera no centro do Porto. Natura Towers é “projecto inovador em Portugal” MSF inaugurou nova sede em Lisboa Rui Pedro Lopes Abertura decorre no momento em que o grupo comemora 40 anos de actividade A MSF inaugurou a sua nova sede.553 colaboradores. P. ães & Filho Rui Magalh erto neral Humb Praça Ge a 63 º 47. que movimentam várias centenas de pessoas diariamente. concessões. com arquitectura diferenciada e moderna presente em todas as salas. A construção e promoção deste novo empreendimento foi da responsabilidade das empresas do grupo e representa um investimento de 30 milhões de euros. Este conceito “permite escolher uma grande variedade de elementos deco e. terá como lojas âncora o Modelo.5mm. trata-se de “um projecto inovador em Portugal. conferindo a cada espaço um ambiente fresco e repleto de vivacidade“. além de diversos jardins. turismo e imobiliário. A nova sede concentra num mesmo edifício de oito pisos as várias empresas do grupo MSF. estando em fase de abertura novas empresas das áreas da saúde e da comunicação. igualmente de oito pisos. Lda. e como pano de fundo. O objectivo é que este centro de conveniência seja uma extensão natural do comércio de rua da cidade”. 20 anos LOJA Públi em co BRAGA Bracara Papelaria s. Grupo AFRIN desenvolve hotel no centro de Maputo Pedro Farinha O Grupo AFRIN investiu mais de 15 milhões de euros no desenvolvimento de uma unidade hoteleira de 5 estrelas na cidade de Maputo. a segunda torre de escritórios. a circulação e renovação de ar nas fachadas e uma cobertura vegetal muito extensa. Serra & Fortunato Empreiteiros. encontra-se neste momento a ser comercializada. capital de Moçambique. está a vista panorâmica sobre a praia e baixa de Maputo”. Segundo revelaram os responsáveis deste grupo. o Afrin Prestige Hotel possui 116 quartos/suites e diversas salas de reuniões e business centre. na confluência da Avenida Padre Cruz com o Eixo Norte-Sul. em Lisboa. As novas instalações estão situadas numa das torres do novo complexo de escritórios Natura Towers. e aproveitando as comemorações dos 40 anos de actividade. Entretanto. simultaneamente. em cooperação com o cliente. até agora denominada de MSF . as orlas Inspiration são fabricadas em polipropileno. foi anunciado que a construtora do grupo.F. Por seu lado. Com um design único que disponibiliza inúmeras opções de aplicação. sauna. ao longo de dois pisos. pode ler-se num comunicado da empresa. 253 271 78 Telef VISITE-NOS ! .Moniz da Maia. a eficiência energética. com o novo logótipo das empresas a representar as várias áreas de actividade. e contará com uma praça de restauração e um mix de serviços de conveniência. O parque de estacionamento tem uma área de 11 mil metros quadrados. uma situação que resulta da “adequação do nome às competências da empresa ao nível dos projectos de engenharia de grande envergadura e complexidade técnica que têm marcado a sua actividade. A marca do grupo MSF também foi alvo de uma adaptação gráfica.

918704120 LUISA RODRIGUE 3384-AMI SÃO BRÁS DE ALPORTEL T2 com boas áreas e acabamentos.00€. hall de entrada.00€.apemip. cozinha semi-equipada. 224664740 R.500. jardim: exterior. visibilidade: boa. 289508408 IQUALDREAM 8408-AMI . T. APART.000. preço 750. APART.00€.000. preço 395. APARTAMENTO Apartamento t2.00€. área útil: 140. T.00€.00€. portões automáticos.pt | ref:0028 www. 212735180 MATOS MALHEIRO 6336-AMI CASCAIS.pt | ref:002909 LISBOA.000. sendo o 1º. MORADIA Moradia em banda t3.900.apemip.000. área bruta: 195. T. video-porteiro. lavandaria. tv por cabo. T.00€. preço 650. 2 quartos. preço 65. sotão para arrumos.apemip. APARTAMENTO Apartamento t3. APARTAMENTO Apartamento t3.00€. MORADIA Moradia em banda t4.apemip. 227445006 / URBILOGIS 7230-AMI VILA NOVA DE GAIA Moradia t3.apemip.000. 222444226 PREDIMARTINS 8454-AMI LOURES. condomínio fechado. T. estado: como novo.pt | ref:mi1221 www. T.apemip. como novo. estores eléctricos. 219826460 PREDILOURES 6665-AMI www. são mamede de infesta. T. batalha. 213513923 SEARCH HOME 8236-AMI BAIÃO. preço 400.apemip.apemip.apemip.00€.pt | ref:1630.pt | ref:1753 www. área bruta não disponível. 284081047 POR TERRAS ALE 2215-AMI PENICHE. preço 45. 4 assoalhadas. estores eléctricos. MORADIA ISO Moradia isolada.00€. T.00€. T. preço 170. 291214140 PREDIFUNCHAL 914-AMI VIDIGUEIRA. sala comum com lareira e recuperador. preço 147. T. empreendimento de luxo com 5 piscinas exteriores.613. alarme.apemip.apemip. APART.apemip.apemip. Apartamento t3.pt | ref:1137 SANTA CRUZ. MORADIA Moradia em banda t2+1. APARTAMENTO Apartamento t2. área útil: não disponível. ovidio. junto á rotunda de stº. junto à praia.000.00€. visibilidade: boa. 262831174 PRIVACY 8219-AMI www. T.apemip. T. 226075450 QUADRATURA 8478-AMI BATALHA.apemip.500.000.apemip. cozinha equipada.R. boas áreas em condominio com video vigilância e segurança. T. área bruta: 480. lisboa.pt | ref:apt21sb www.pt | ref:1111 www.000. 217978189 YORK 8300-AMI GONDOMAR. T. cozinha com despensa. vistas sobre a cidade e rio.000.apemip. T. T.000. rega. loures. 3 pisos.apemip. cozinha completamente equipada. portaria. MORADIA Moradia isolada st. localizado no centro de s. arrendamento 750.pt | ref:18-884 VILA NOVA DE GAIA Apartamento t2 com vistas de mar. APARTAMEN Apartamento t1+1. preço 149.pt | ref:2166 ref:T/19309006 www.000.pt | ref:184/09 www. sala comum c/ varanda. preço 107. área útil: 195.apemip.pt | ref:DVP558 SESIMBRA. 934308159 PRIME GRAÇA 7678-AMI www.00€. jardim: exterior.pt | ref:A/6157/09 www. 229363131 PERFECT LAND 5225-AMI MONTIJO.brás do alportel. porteiro. preço 525. área útil não disponível. localização privilegiada.00€. Loteamento moradias st. T. com excelentes àreas. montijo. 5299-AMI CASCAIS. Apartamento t2+1.000. estores eléctricos. porta de segurança.00€. QUINTA Excelente quinta ideal para turismo rural. 964035257 TEM-TEM 8456-AMI www. por 96. T.00€. aquicemento central. piscina: coberta.pt | ref:7623 MATOSINHOS. T. porta de segurança. LOTEAM.000. preço 325. QUINTINHA Quintinha st.00€. T.G.pt | ref:174-09 LISBOA. APARTAMENTO Apartamento t3.apemip.00€.00 m². ferreiró.pt | ref:0182 ref:120741031-1699 www. preço 270. 262758411 West Coast Pro 8568-AMI MATOSINHOS. visibilidade: boa. em cave. preço 550. 2 salas. horta do ledo em vila de frades. T. 3 frentes.ref:121491069-14 www. T. preço 125. 2 wc. visibilidade: boa. 964583690 MEDIVERDE 1787-AMI ALMADA.00€.00€.apemip. 289586540 NULITA DA QUIN 1550-AMI www.apemip.500. área útil: não disponível. preço 202. video-porteiro. por 375. 933206850 TOTAL SINTONIA 8432-AMI PAREDES. ref:AP4459/0543 www.000. portaria.pt | ref:314-VNG www. preço 143.00 m².00€.000.00€. T.pt | ref:0075-TS www. 253825600 RAMALAR 5608-AMI PORTO.500. preço 215. APARTAME Apartamento t2. arrendamento 1.00 m². T. 214841128 REAL CASCAIS 551-AMI BARCELOS. MORADIA ISO Moradia isolada t4. cozinha equipada com moveis em sucupira e tampo em granito. carapeços. preço 270. T. cozinha equipada. 212311170 PAULA GONÇALVE 5853-AMI ALBUFEIRA. 210855222 1001 CASAS NO 7317-AMI VILA DO CONDE Terreno p/ moradia st. T.000.000.00 m².000. 3 suites.00€.apemip. preço 112. 227123275 PRISNISA 2642-AMI LISBOA.pt | ref:A-4-337 www.pt | ref:1928 www. aquecimento central: completo. com sala.00€.00€.pt | ref:090109 www. T. orientação solar: poente. prazeres. APARTAMENTO Apartamento t1.000. MORADIA Moradia geminada t3. 289807556 KOMPETENT 8304-AMI ALBUFEIRA. Apartamento de 4 assoalhadas.pt | ref:191 www. peniche. 217788772 VALOR ESPAÇO 4519-AMI VILA NOVA DE GAIA Apartamento t3. APARTAMENTO Apartamento t4. preço não disponivel. preço 495. preço 102.00€.00€. área útil: não disponível. T.000. 917540919 VILANOBRE 1258-AMI LISBOA. MORADIA ISO Moradia isolada t3. preço 320.pt | ref:2871/RT ref:AP1692/A/VA161 www.