Você está na página 1de 16
www.jornaltribuna.net • tribunaunai@uol.com.br Ano XXII - Número 291 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011 Força
www.jornaltribuna.net • tribunaunai@uol.com.br Ano XXII - Número 291 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011 Força

www.jornaltribuna.net

tribunaunai@uol.com.br

www.jornaltribuna.net • tribunaunai@uol.com.br Ano XXII - Número 291 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011 Força do
www.jornaltribuna.net • tribunaunai@uol.com.br Ano XXII - Número 291 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011 Força do

Ano XXII - Número 291

Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Força do cooperativismo na região

Força do cooperativismo na região Nova diretoria do SICOOB NOROESTE DE MINAS toma posse Inaugurado o

Nova diretoria do SICOOB NOROESTE DE MINAS toma posse

Inaugurado o SICOOB CRE- DICHAPADA em Chapada Gaúcha

Página 3 Página 7
Página 3
Página 7
do SICOOB NOROESTE DE MINAS toma posse Inaugurado o SICOOB CRE- DICHAPADA em Chapada Gaúcha Página

Desfile da In- dependência

Cerca de 5 mil pesso- as levantaram cedo no feriado de 7 de se- tembro em Unaí para acompanhar o desfile comemorativo da In- dependência o qual foi organizado pela prefeitura municipal

Página 13

Ação Rural em Boa Vista

No dia 02 de setembro foi a vez de o Povoado de Boa Vista receber os atendimentos do Programa Ação Rural na Escola Municipal Euclides da Cunha

Página 14

Universidade de Unaí poderá se chamar JK

Foi o que disse o reitor da UFVJM durante visita ao prefeito Antério Mânica

Página 5

Itinerante no Bairro Mamoeiro

Câmara Municipal de Unaí realiza reunião naquele bairro e recebe várias reivindicações dos moradores

Página 4

Fórum do PMDB

Milhares de peemedebistas participam do Fórum Nacional – O PMDB e os Municípios

Página 6

3ª Jornada Mineira do Patrimônio Cultural de Chapada Gaúcha

Página 11

Colégio do Carmo: 1º lugar no Enem 2010

Página 16

EXPOAGROUNAI 2011

Uma das maiores festas do Noroeste Mineiro completou 52 anos

Páginas 8 e 9
Páginas 8 e 9
Vereadores de Unaí querem um bastaparaolixão acéuaberto Página 15
Vereadores de
Unaí querem um
bastaparaolixão
acéuaberto
Página 15

R$ 5 milhões para Unaí

Página 13
Página 13

O prefeito Antério Mânica assinou com o governador Antô- nio Anastasia contrato que prevê a liberação de R$ 5 milhões do Projeto Novo Somma que serão transformados em obras de pavimentação e drenagem de vias nos bairros Riviera Park (incluindo a subida para o aeroporto) e Kamayurá.

TravessiabeneficiaArinos

Página 5
Página 5

O prefeito Carlos Alberto Recch Filho esteve com o governador Anastasia no dia 02 de setembro participando da solenidade de adesão das pri- meiras famílias ao projeto Banco Travessia.

Página 2

Página 2 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

AnoteiAnotei&&BastidoresBastidores

Em parceria com , Portal Unaí, Conexão Noroeste, Mais Unaí e Portal Atento

Gleydson Rodrigues arrecada R$ 3,7 milhões

Idealizador do Desafio do Bem Gleydson Rodrigues

escreve mais um capítulo na história dos desafios por ele narrado. Um novo recorde foi narrado por Gleydson Rodri- gues: R$ 3,7 milhões para o Hospital de Câncer de Bar- retos, batendo recorde; R$ 1,853 milhão foram arrecada- dos em 2010.

A benemerência mais uma

vez foi destaque na final da Festa do Peão de Barretos, a maior da América Latina. So- mente na noite do domingo, dia 28, após as emocionantes finais das competições válidas pelo 19º Barretos Internacio- nal O montante foi conse- guido durante o “Desafio do Bem”. Nele, o diretor do Hos-

durante o “Desafio do Bem”. Nele, o diretor do Hos- pital de Câncer de Barretos, Henrique

pital de Câncer de Barretos, Henrique Prata – competidor de rodeio aposentado – desa- fiou o cavalo Panther, um dos animais de maior renome na modalidade cutiano. A “brin-

cadeira” beneficente tinha como objetivo incentivar o público, autoridades e artis- tas a fazerem doações. Prata venceu o animal, ficando os 8 segundos que exigem a regra.

Mais de 4.000 pessoas no XII Churrascando

Há doze anos, depois de curtir mais de uma semana

de Exposição Agropecuária,

o melhor programa para o

domingo à tarde é o Chur- rascando Country. O evento que é organizado pelo Ro- tary Unaí Rio Preto leva à Fazenda Tucaneiros mais de

duas mil pessoas desde 1999.

E este ano não foi diferente,

a edição que comemorou a tradição e o sucesso de uma causa beneficente recebeu cerca de 4.000 pessoas. Mais de 200 voluntários entre da- mas das Casas da Amizade Marlene Vieira, Unaí Rio Preto e Unaí Centenário, companheiros dos Rotarys Unaí Rio Preto e Unaí Cen-

companheiros dos Rotarys Unaí Rio Preto e Unaí Cen- tenário e membros do Clube dos Muladeiros

tenário e membros do Clube dos Muladeiros de Unaí fo- ram encarregados de servir à vontade os visitantes com

mais de mil quilos de carne assada, trezentos quilos de pelota, caldos e feijão tropei- ro.

Vale Tudo em Unaí: Precol Combat 5

Unaí foi palco mais uma vez de um grande evento de Vale Tudo que reuniu atletas de Unaí, Urucuia, Paracatu, Brasília/DF, Luiz Eduardo Magalhães/BA e São Paulo. Realizado no dia 03 de se- tembro no ginásio do Itapuã Iate Clube o Precol Combat em sua 5ª edição impres- sionou pelo alto nível das lutas e pela organização: te- lão exibindo ao vivo todas as lutas, som profissional e iluminação com 2.000 wat- tz de potência, seguranças bem treinados, equipe de resgate do Corpo de Bom- beiros, um verdadeiro show comandado por Paulinho Precol, idealizador e apre- sentador do evento, com a

Precol, idealizador e apre- sentador do evento, com a participação das lutadoras que fizeram o espetáculo,

participação das lutadoras que fizeram o espetáculo, Chris Camargo e Dayane Mestrinha, e os lutadores Jairo Soares, Helton, Dou- glas Dias, Adriano Mikim,

Bráulio, Ulisses Tarzan, Is- mael Marreta, Matrix Mo- reira, Joseph Mohamed, Lucas, Eder Lobão, Rodri- go Gladiador, Mustafá e Gameth.

Escritor unaiense participa da XV Bienal do Livro no Rio de Janeiro

O escritor unaiense Hum-

berto Gonçalves Figuere- do lançou em grande estilo seu primeiro livro intitulado “Surgir das Cinzas” na XV Bienal do Livro Rio, realiza- da de 1º a 11 de setembro no Riocentro, no Rio de Janeiro,

por onde passaram 670 mil pessoas. “Surgir das Cinzas” traz fortes conceitos de vida, uma nova e diferente forma de falar de AUTOAJUDA, descrita em palavras sim- ples, mais de única verdade, onde demonstra que não bas- ta apenas saber o caminho certo, mas que é necessário gravá-lo de tal maneira que

o mesmo se execute natu-

ralmente ou fluentemente, e por fim entender que encon- trar a perfeição se faz através

fim entender que encon - trar a perfeição se faz através da pratica, se praticarmos o

da pratica, se praticarmos o errado, é mais provável se acostumar e continuar no caminho errado. Será tam-

bém lançado e exposto na feira literária 2011 de Unaí, na FACTU e em Uruana de Minas.

Municípiospoderãoter isenção do ICMS nas contas de luz

O projeto de lei 1.519/2011, de autoria do deputado Inácio Franco (PV), 2º vice-presidente da

Assembleia Legislativa, re- cebeu no dia 30 de agosto parecer pela constitucionali- dade na Comissão de Cons- tituição de Justiça (CCJ) da ALMG. De acordo com a matéria, os municípios mi- neiros, suas autarquias e as fundações instituídas e mantidas pelo Poder Públi- co municipal ficam isentos do ICMS nas contas de luz.

O projeto de lei segue agora

para a análise da Comissão de Fiscalização Financei- ra e Orçamentária (FFO). De acordo com o deputado Inácio Franco, a isenção do ICMS permitirá aos muni- cípios que utilizem estes re- cursos em serviços públicos relevantes. “Os municípios, principalmente os de menor

relevantes. “Os municípios, principalmente os de menor Deputado Inácio Franco com lideranças de Paracatu porte,

Deputado Inácio Franco com lideranças de Paracatu

porte, têm receitas reduzidas

e fica difícil para os prefei-

tos realizarem grandes obras sem a ajuda dos Governos Estadual e Federal. Esta- mos buscando uma forma de possibilitar aos gestores o investimento em melhorias para os cidadãos”, disse o

parlamentar, que foi prefeito

de Pará de Minas entre 2000

e 2006 e conhece de perto

as dificuldades encontradas pelos municípios. Na As- sembleia Legislativa, uma das principais bandeiras de Inácio Franco, é o municipa- lismo.

Asfaltamento de Cabeceira Grande a Brasília cada vez mais perto da realidade

A Presidenta da Câma-

ra Municipal de Cabeceira Grande, vereadora Bernadete Alves, e os vereadores Pau- linho Zerado e Eliezer Cruz participaram de uma Audi- ência com o deputado distri- tal Cabo Patrício na Câmara Legislativa do Distrito Fe- deral, na primeira quinzena de agosto. O objetivo do en-

contro foi discutirem sobre o asfalto da BR 285, que liga

o Distrito Federal ao Muni-

cípio de Cabeceira Grande (MG). Os Vereadores solici- taram ao Deputado que in- cluísse no Orçamento Geral da União uma Emenda Par- lamentar para a realização da obra de Pavimentação Asfál- tica da BR 285. O Deputado

Patrício se prontificou em atendê-los e os parabenizou pela iniciativa.

Na semana seguinte, a au-

diência foi com o Diretor Ge- ral do DER/DF, Fauzi Nacfur Júnior. Segundo o Diretor, o Projeto está sendo refeito e o valor da obra será de R$ 25.000.000,00 (vinte e cinco milhões de reais). Ele expli- cou que em 09 de setembro

milhões de reais). Ele expli- cou que em 09 de setembro A comitiva de vereadores de

A comitiva de vereadores de Cabeceira Grande

entrega ofício ao deputado Distrital Cabo Patrício

Grande entrega ofício ao deputado Distrital Cabo Patrício e se reúne com o Diretor Geral do

e se reúne com o Diretor Geral do DER/DF, Fauzi Nacfur Júnior

o projeto foi finalizado, e no

dia 15 lançado o Edital; no dia 15 de outubro abre lici- tação, e em 15 de novembro

iniciará a obra. Segundo a

presidenta, agora é ficar aten-

to às datas e torcer para que o

projeto saia do papel.

ManifestaçãomarcouaSemana comemorativa do Dia do Advogado

A 27ª Subseção da OAB/ Unaí-MG realizou entre os dias 22 e 27 de agosto mais uma Semana Comemorati-

va ao Dia do Advogado. Do cronograma do evento cons- taram diversificadas ativida- des, tais como: Celebração da Santa Missa, Palestras ministradas durante o XVIII Encontro de Estudos Jurídi- cos do Noroeste de Minas

e uma Caminhada Jurídica,

quando advogados e estu- dantes fizeram uma mobi-

lização na tentativa de cha- mar a atenção da população unaiense para os problemas do Judiciário nesta Comarca

e

de sensibilizar as autori-

dades para a necessidade de contratação de servidores, instalação das varas já cria- das, entre outras gritantes

das varas já cria - das, entre outras gritantes necessidades. Tudo isso para que se torne

necessidades. Tudo isso para que se torne público que a morosidade no trâmite pro- cessual não se dá em vista da não atuação dos advogados, mas em virtude do excessivo número de feitos distribuídos

nesta Comarca a serem mo- vimentados por um restrito número de servidores, sendo que os mencionados feitos tramitam em varas cíveis e criminais, não havendo sepa- ração por natureza das ações.

DIRETOR PRESIDENTE: Everson Luiz da Silva REDAÇÃO: Everson Luiz da Silva CIRCULAÇÃO: tribuna@portalunai.com.br-
DIRETOR PRESIDENTE: Everson Luiz da Silva
REDAÇÃO: Everson Luiz da Silva
CIRCULAÇÃO:
tribuna@portalunai.com.br- tribunaunai@uol.com.br
COLABORAÇÃO: Maria Madalena
IMPRESSÃO: Editora Sempre - BH
TIRAGEM: 5.000 Exemplares
MARKETING:
andre Oliveira - 38 3676-7776 / 8818-2188
contato@graficaprinthouse.com
DIAGRAMAÇÃO E ARTE FINAL:
Arinos, Buritis, Formoso, Bonfinópolis de Minas, Riachinho,
Brasilândia de Minas, Dom Bosco, Natalândia, Urucuia,
Chapada Gaúcha, Uruana de Minas, João Pinheiro, Paracatu,
Cabeceira Grande, Unaí e Entorno do Distrito Federal
TRIBUNA PROMOÇÃO E PUBLICIDADE LTDA. - CNPJ
41 824 194/0001-27
Print House - 38 3676-7776 - 8818-2188 - folhadeunai@hotmail.com

Página 3

Página 3 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Toma posse nova diretoria do SICOOB NOROESTE DE MINAS

2011 Toma posse nova diretoria do SICOOB NOROESTE DE MINAS A cerimônia de posse da nova

A cerimônia de posse da nova diretoria do Sicoob Noroeste de Minas foi re- alizada no dia 30 de agos- to no salão de festas do Rotary Clube de Unaí. Os membros empossados ti- nham sido eleitos na última assembleia ordinária da co- operativa de crédito no dia 30 de abril e aguardavam a homologação dos seus no- mes pelo Banco Central o que aconteceu no dia 08 de agosto. Antes da posse o presi- dente José Augusto de Car- valho falou sobre a história da cooperativa de crédito que começou há 17 anos com 25 associados, onde cada um entrou com cem reais, totalizando dois mil

e quinhentos reais, e hoje, o patrimônio da cooperativa está acima de 60 milhões de reais. Segundo José Augusto, nesses 17 anos a coopera- tiva encontrou dificulda- des, mas foi se destacando

e transformando o sistema

cooperativo financeiro na

região. O presidente infor- mou sobre o novo modelo de gestão implantado pelo sistema onde a cooperativa tem que se profissionalizar até o ano de 2015, mas com competência da diretoria o Sicoob Noroeste de Minas

é a primeira cooperativa de

crédito de Minas Gerais a adaptar a esse novo sistema que obriga a cooperativa a contratar um diretor admi- nistrativo, o que já foi feito pela assembleia ordinária, autorizando a contratação do associado José Gonçal- ves, que participou por du- as vezes do conselho fiscal. Duas novidades foram anunciadas pelo presiden- te: o Sicoob Noroeste de Minas poderá ser o agente financeiro do BDMG na região e a aquisição de um imóvel situado ao lado da sede para futura ampliação da agência de Unaí. Ao finalizar o presidente agradeceu aos associados Francisco Lemos de Sou- za, José Braz da Silva, José Amado Noivo, Pedro Nil- son, Demilson Carvalho, e

Nova diretoria do Sicoob Noroeste de Minas toma posse

bastante emocionado agra- deceu a esposa e família pe-

la compreensão na ausência

pela dedicação ao coopera- tivismo

O diretor administrativo,

Pedro Nilson Leite, que es- tava deixando o cargo e as- sumindo a vice-presidência, exaltou com orgulho que o Sicoob Noroeste de Minas nesses 17 anos nunca dei- xou mácula administrativa ou financeira, e que a dire- toria estava saindo de cabe- ça erguida. Segundo Pedro Nilson, a cooperativa cha- mada por muitos de banqui- nho, tamborete e outros ad- jetivos que diminuíam a sua importância, com o tempo foi crescendo, somando forças, expandido-se para

outras regiões e hoje é reco- nhecida pelo Banco Central do Brasil como uma coope- rativa de grande importân-

cia regional, por isso tendo, inclusive, de modificar seu nome para Sicoob Noroes- te de Minas. Ele informou

também que a cooperativa foi a quinta do sistema a alcançar a livre admissão de associados, liberada em 2004, e que as outras três cooperativas da região até hoje estão tentando tal au- torização junto ao Banco Central. O Sicoob Noroeste de Minas representa hoje

20% da movimentação fi- nanceira da região.

O momento mais espera-

do foi a assinatura do termo de posse. Após a foto ofi- cial, o novo diretor admi- nistrativo, José Gonçalves, agradeceu a confiança dos associados pela escolha de seu nome. Disse que tinha uma pequena história dentro da cooperativa comparada aos nomes que marcaram o desenvolvimento dentro da cooperativa de crédito, mas

a sua vontade é grande em

fazer com que a cooperativa seja cada vez mais forte no noroeste mineiro. Também usaram da pa- lavra para agradecer a con- fiança dos associados na escolha de seus nomes pa- ra compor a nova diretoria Demilson Carvalho, Esme- ralda Silva, Alon da Costa

Demilson Carvalho, Esme- ralda Silva, Alon da Costa O presidente, José Augusto Carvalho, assina termo de

O presidente, José Augusto Carvalho, assina termo de posse

O presidente, José Augusto Carvalho, assina termo de posse José Gonçalves é empossado como Diretor Administrativo
O presidente, José Augusto Carvalho, assina termo de posse José Gonçalves é empossado como Diretor Administrativo

José Gonçalves é empossado como Diretor Administrativo

José Gonçalves é empossado como Diretor Administrativo HOMENAGENS: Pedro Nilson e José Amado Noivo receberam

HOMENAGENS: Pedro Nilson e José Amado Noivo receberam homenagens especiais do Sicoob Noroeste através dos colaboradores Fernando Neves e José Adão

através dos colaboradores Fernando Neves e José Adão Colaboradores, associados, autoridades e presidentes de

Colaboradores, associados, autoridades e presidentes de cooperativas presentes a cerimônia de posse

Vale e Luiz Carlos da Silva. O prefeito Antério Mâni- ca, o associado José Amado Noivo e os presidentes da Coanor, Coagril e Capul, respectivamente, Irmo Ca- savechia, José Carlos Feri- golo e Zuza Machado des- tacaram a importância do Sicoob Noroeste de Minas no cooperativismo da re-

gião. Segundo eles, a coo- perativa de crédito tem pa- pel de grande relevância na área financeira do noroeste mineiro. “O sentimento hoje é de alegria, de entusiasmo para continuar a caminhada e de agradecimentos”, finalizou o presidente reeleito, José Augusto de Carvalho.

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente:

José Augusto de Carvalho Vice Presidente:

Pedro Nilson Conselheiros:

Alon da Costa Vale Esmeralda Alves da Silva Francisco Lemos de Souza Luiz Carlos da Silva

CONSELHO FISCAL

Efetivos:

Abadio Machado de Paiva Nilton Garcia da Silva Clenio Costa Pimentel

Suplentes:

Valter Tomaz Correa Juliano Beust Guimarães, Ronaldo José Dale Vedove

DIRETORIA EXECUTIVA

Diretor Administrativo José Gonçalves da Silva Diretor Financeiro Demilson Carvalho Rodrigues

Página 4

Página 4 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Itinerante no Bairro Mamoeiro

Câmara Municipal de Unaí realiza reunião naquele bairro e recebe várias reivindicações dos moradores

bairro e recebe várias reivindicações dos moradores Todos os vereadores unaienses participaram da reunião
bairro e recebe várias reivindicações dos moradores Todos os vereadores unaienses participaram da reunião

Todos os vereadores unaienses participaram da reunião itinerante no bairro Mamoeiro

Criada em legislaturas passadas, as reuniões itine-

rantes são realizadas sempre no segundo semestre de cada sessão legislativa, na última reunião do mês, exceto de- zembro. Com isso, a Câma- ra Municipal de Unaí espe- ra que a população sinta-se mais próxima e que vá ver de perto as mudanças opera- das em seu município parti- cipando democraticamente das ações. A primeira reunião itine- rante desse ano foi realizada no Bairro Mamoeiro, dia 29 de agosto, na sede da Asso- ciação Comunitária que fi- cou pequena para receber os moradores daquele bairro. Todos os dez vereadores unaienses estavam presentes

à reunião no bairro Mamoei- ro.

Presidentes Usaram a Tribuna da Câ- mara os presidentes dos bair- ros Santa Clara e Mamoeiro, respectivamente, Flávia Pi- res e Demétrio Antônio Fer- reira Neto, conhecido Neti- nho do Mamoeiro. A presidente do bairro Santa Clara, Flávia Pereira, de personalidade forte, disse que não é filiada a nenhum partido político. Ela reivin- dicou a construção de uma Creche em seu bairro e a construção de uma escola de ensino médio, no Mamoeiro. Ela tem certeza que o asfal- to vai demorar e pediu aos vereadores que cobrassem do secretário municipal de Educação as construções das referida reivindicações. Já o presidente Netinho do Mamoeiro foi mais enfá-

tico. Segundo ele, falta asfal- to, falta rede de esgoto, falta praça, falta coleta de lixo, falta escola de ensino mé- dio e o posto de saúde tem que ser ampliado. Netinho agradeceu à câmara muni- cipal por realizar a primeira reunião itinerante do ano no seu bairro e parabenizou os ex-presidentes da associação comunitária Alcides e Chi- cão. Ele entregou um ofício ao presidente Hermes Mar- tins onde solicita o empenho para que a Universidade Fe- deral seja instalada no bairro, já que a prefeitura tem am- plos terrenos naquela loca- lidade. “O presidente sonha grande. Queremos esgoto, asfalto, instalação da univer- sidade, geração de emprego

e uma creche maior para que

as mães possam deixar seus filhos e irem trabalhar. En- quanto tiver vida estarei aqui

lutando por este bairro, o que eu quero é ver o bairro cres- cer”, falou Netinho.

Vereadores Paulo Arara (PSB) lem- brou das aquisições da via- turas policiais, do curso de ensino médio e de demais conquistas do bairro, valori- zou o trabalho de seus cole- gas dizendo que as obras em Unaí estão sendo realizadas devido ao apoio e o voto dos vereadores que, esquecendo siglas partidárias, estão em- penhados apenas no desen- volvimento das comunida- des. Thiago Martins (PR) pa- rabenizou o Executivo pelas obras de asfalto e recapea- mento de várias ruas da ci-

dade. Falou sobre a reforma da escola, da construção da Cozinha Comunitária, posto Policial, primeiras ruas as- faltadas e finalizou falando sobre a mais nova conquista dos bairros, a praça pública, que em breve será construí- da. Ilton Campos (PSDB) fa- lou sobre a necessária união

de forças para que os bairros, todos os que estão à esquer- da do Rio Preto, tornem-se mais independentes. Disse que para serem grandes, to- dos os bairros devem estar envolvidos nos trabalhos. Discorreu sobre seus reque- rimentos para a região, fa- lando sobre postos policiais, reativação do posto de Saú- de, duplicação e iluminação da rodovia no trecho da pon-

te até o Santa Clara.

Olímpio Antunes (PSB) falou da importância das

reuniões itinerantes quando

o vereador tem a oportuni-

dade de estar perto das co-

munidades e esclarecer dú-

vidas, como por exemplo, o dinheiro para a construção da praça pública no valor de 150 mil reais e ainda a verba para o asfaltamento no valor de 694 mil reais que foram conseguidas junto ao então deputado Silas Brasileiro. Sabedor do dinheiro já nos cofres da Prefeitura, pediu a Administração que não dei- xe o serviço para o ano que vem. Mencionou ter ouvido

o senhor Prefeito dizer que

irá construir uma ciclovia que ligará a ponte até o bair-

ro Santa Clara, mas que isso

também é mais uma mentira do Executivo que não vai fa- zer nada. Finalizou dizendo

que a Prefeitura faz política com verba pública, e a prova maior é que na rua do pre- sidente do bairro, oposição

maior é que na rua do pre- sidente do bairro, oposição População dos bairros Mamoeiro e
maior é que na rua do pre- sidente do bairro, oposição População dos bairros Mamoeiro e

População dos bairros Mamoeiro e Santa Clara compareceram e fizeram reivindicações

ao Governo, não passa o ca- minhão pipa, tão necessário nestes tempos de seca. Isso para Olímpio Antunes é poli-

ticagem, e pediu a todos que fiquem atentos às próximas eleições. Edimilton Andrade (PP) falou de seus requerimentos solicitando melhorias para o Mamoeiro e demais bairros

e disse que tudo que pediu

é possível sim, (lixeiras nas

ruas, um caminhão pipa so- mente para o bairro, constru- ção de uma marginal junto a rodovia, entre outros), e que só depende da boa vontade do Governo. Tadeu (PMDB) discorreu sobre seus votos e posiciona-

mento na Casa de Leis, que são atitudes de um homem sério e que mantém uma linha de conduta digna de pessoas públicas. Falou que

não se vende e não se alia a coisas erradas e lembrou que nunca, em seus dois man-

datos como vereador, nunca fez negociatas. É oposição, mas oposição dentro da lei, dentro do que é certo e não

troca de posição por favores

e outras vantagens.

Adriano Adjuto (PMDB) disse que se o Mamoeiro es-

tá com problemas, o seu vizi-

nho, o Santa Clara está mui-

to pior, pois não existe nada,

nem mesmo um telefone pú-

blico. Falou que todas as ne- cessidades dos moradores do Santa Clara têm que serem resolvidas no Mamoeiro, um bairro que muito pouco ou quase nada tem para ofere- cer. Zé da Estrada não quer que o Santa Clara fique anos

a fio sem nenhum benefício

como ficou o Mamoeiro, e que a Administração deve se

preocupar com os moradores

do local. Falou das casas po- pulares que foram entregues, muitas sem nem reboco nas paredes e que levaram mais atribulações do que sossego

e paz aos moradores. Lem-

brou que o bairro não tem

uma obra pública sequer e que aqueles moradores fo- ram simplesmente jogados no local e não vivem dias felizes como sonharam ao conseguirem a desejada casa própria. Pediu mais conside- ração com os moradores. O vereador José Inácio (PMN) disse que infeliz- mente, o Executivo tem pre-

ferência por alguns bairros e

algumas pessoas e se esque- ce do resto da população, a grande massa popular. Disse que o dinheiro que virá do BDMG não é de graça, ne- nhum presente e que quem irá pagá-lo é o povo. Sobre a rodovia disse que não existe verba e nem planejamento para a duplicação e o que existe é a alternativa de uma pista marginal onde circula- rão apenas pessoas a pé, car- roças, bicicletas e carros de bois na época das festas, isso sim está sendo visto.

Presidente do Legislativo O presidente da Câmara Municipal de Unaí, Hermes Martins Souto (PV) para-

benizou os presidentes dos bairros Santa Clara e Mamo- eiro pela suas incansáveis

luta em prol dos seus mo- radores e deixou mais uma vez a Câmara aberta a todas as investidas deles e dos demais presidentes de asso- ciações da cidade. Sobre o pedido de um aluno da rede pública de ensino que soli- citou vistorias nos ônibus escolares, nas estradas e nas pontes, lembrou que desde o início desse mandato vem

pedindo providências para as estradas e para as pontes de madeira do município, pontes velhas, com mais de 30 anos e que precisam ur- gente de reparos ou troca e disse que, quando acontecer um novo acidente, que pare- ce inevitável, Unaí irá cho-

rar por danos que poderiam ter sido sanados.

irá cho - rar por danos que poderiam ter sido sanados. Flávia Pires, presidente do bairro

Flávia Pires, presidente do bairro Santa Clara

sanados. Flávia Pires, presidente do bairro Santa Clara Demétrio Neto, presidente do bairro Mamoeiro Hermes Martins

Demétrio Neto, presidente do bairro Mamoeiro

do bairro Santa Clara Demétrio Neto, presidente do bairro Mamoeiro Hermes Martins presidiu a reunião do

Hermes Martins presidiu a reunião do legislativo

Página 5

Página 5 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

UniversidadeFederal JuscelinoKubitschek

Reitor da UFVJM visita prefeito Antério Mânica e disse que a universidade de Unaí pode se chamar JK

O prefeito de Unaí, Anté-

rio Mânica, recebeu em seu gabinete no dia 15 de setem- bro o reitor da UFVJM, Pe- dro Ângelo Almeida Abreu, para uma coletiva a imprensa unaiense onde destacaram vários pontos sobre a insta- lação do campus da Univer- sidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri em Unaí. Segundo reitor é fato con- creto que Unaí terá um cam- pus e mesmo ele não sendo da UFVJM, o que será de- cidido no dia 7 de outubro pela comissão de diretores das unidades acadêmicas da UFVJM, o campus de Unaí vai pertencer a outra univer- sidade e deverá ficar pronto em três anos. Para o reitor a escolha de Unaí se deu pela riqueza do município e pela centraliza- ção na região noroeste, re-

gião esta que sempre esteve esquecida pelo governo fe- deral. Tanto o prefeito Antério Mânica, como o reitor Pedro Ângelo, responderam as per- guntas dos jornalistas sobre diversos temas como quan-

tidades de cursos oferecidos, local onde será construído o campus, concurso público para preenchimento de vagas para professores e pessoal administrativo, distribuição de vagas, deslocamento dos estudantes até o campus, dentre outras perguntas. Ao total serão oferecidos sete cursos em dois turnos, principalmente nas áreas de ciências agrárias, humanas

e sociais aplicadas com ca-

pacidade para atender 2.500 alunos.

Sobre o terreno onde será instalado o campus univer- sitário o prefeito explicou

que é de responsabilidade do município dotar o local de toda a infra-estrutura como água potável, rede de esgoto,

energia elétrica, fácil acesso

e com a expectativa de am-

pliação para um futuro bem próximo, por isso os terrenos oferecidos estão sendo ana- lisados criteriosamente pela prefeitura. Até agora foram oferecidos oito terrenos com até 25 ha e duas áreas de 140 ha: a escola agrícola e a fa- zenda do Sindicato Rural. “O nosso objetivo é viabi- lizar o mais rápido possível a documentação do terreno, porque não podemos perder essa oportunidade de dar uma educação melhor para

Unaí e para o noroeste mi- neiro”, disse o prefeito que esteve acompanhado do vi- ce-prefeito Branquinho e do secretário de Educação, Ge- raldo Magela.

“O campus univer- sitário de Unaí é um fato, ele é irre- versível. Em 2014
“O campus univer-
sitário de Unaí é
um fato, ele é irre-
versível. Em 2014
teremos aqui um
campus altamente
estruturado que vai
acolher 2.500 estu-
dantes”, Pedro Ân-
gelo Almeida Abreu,
reitor da UFVJM
dantes”, Pedro Ân- gelo Almeida Abreu, reitor da UFVJM Prefeito de Unaí, Antério Mânica, recebe reitor

Prefeito de Unaí, Antério Mânica, recebe reitor da UFVJM em seu gabinete

Antério Mânica, recebe reitor da UFVJM em seu gabinete Os terrenos oferecidos para a instalação da

Os terrenos oferecidos para a instalação da universidade foram visitados

Unaí debate instalação da Universidade Federal

Antes da visita do reitor da Universidade Federal dos Va - les do Jequitinhonha e Mu- curi - UFVJM - ao prefeito Antério Mânica a Comissão de Assuntos Municipais e Regionalização da Assem- bleia Legislativa de Minas Gerais realizou, no dia 02 de setembro, no salão do Parque de Exposições, em Unaí, au- diência pública para debater a instalação de um campus da UFVJM no município. O presidente da comis- são e autor do requerimento para a reunião, deputado Al- mir Paraca (PT), classificou a instalação do campus da universidade federal como uma grande conquista para Unaí. Para ele, a presença do ensino universitário na cida- de, por meio do programa federal Reuni, vai ampliar as oportunidades para a popula- ção local, na medida em que garantirá a presença de mais pessoas nas universidades fe- derais. Ele também considerou que a audiência inicia demo- craticamente um processo para discutir a instalação do campus, garantindo que ca- da cidadão possa dar a sua contribuição. Paraca também esclareceu que há uma sina- lização para que os cursos a serem abertos no campus de Unaí sejam ligados à área

agrária, de forma a aproveitar o potencial da região. O deputado afirmou tam- bém que, caso a resposta da UFVJM seja negativa em relação à implementação do campus na cidade, outras ins- tituições, como a Universida- de Federal do Triângulo Mi- neiro, já mostraram interesse em participar do processo.

O dia 7 de outubro é a data

em participar do processo. O dia 7 de outubro é a data Deputado Almira Paraca com

Deputado Almira Paraca com autoridades ligadas ao setor educacional durante audiência pública em Unaí

o reitor, a decisão sobre a viabilidade de implantação de um campus da UFVJM em Unaí será tomada com

base em uma análise estraté- gica, uma vez que atualmen-

te a atuação da universidade

é focada prioritariamente nos

Vales do Jequitinhonha e do Mucuri. Dois documentos con- tendo a oferta de doação de terrenos particulares para a implementação do campus da UFVJM em Unaí foram entregues aos membros da Comissão de Assuntos Muni- cipais e Regionalização e ao reitor da UFVJM durante a

audiência pública. O reitor da UFVJM afirmou que as duas propostas serão encaminha-

das a técnicos da universida- de, que avaliarão a viabilida-

de de utilização dos terrenos. O presidente da AMNOR

- Associação dos Municí-

pios do Noroeste de Minas

e prefeito de Bonfinópolis

de Minas, Luiz Araújo Fer- reira, também destacou a importância de uma universi-

dade federal na região. Para

Ferreira, a instalação de um campus em Unaí, classifica- da por ele como uma cidade

marcada para que uma co- missão de diretores das uni- dades acadêmicas UFVJM conclua sua análise sobre a possibilidade de instalação do um campus em Unaí. O

anúncio foi feito pelo reitor da UFVJM, Pedro Ângelo Almeida Abreu, durante a au- diência pública. O reitor lembrou que a im- plantação de uma universida- de federal em Unaí foi anun- ciada pela presidente Dilma Rousseff em agosto de 2011, como parte do Programa de Expansão da Universidade Pública Brasileira (Reuni). Segundo Abreu, a análi- se que está sendo feita pela comissão refere-se apenas à viabilidade de ser a UFVJM

a implementar o campus na

cidade. Para Abreu, a presen-

ça da universidade na cidade seria positiva, sob o ponto de vista de sua expansão no Estado, significando também uma oportunidade de mu- dança na vida da população carente da região, na medida em que possibilitará a ofer-

ta de educação qualificada e

a incorporação de conheci-

mento à força produtiva da

região. No entanto, segundo

referência do Noroeste do Estado seria um marco para

o desenvolvimento da região “A universidade vem com

conhecimento e experiên- cia, o que é fundamental”,

afirmou. Ele também pediu

a atenção do poder público

para o desenvolvimento da

educação nos municípios do interior de Minas e defendeu

a educação a distância como

alternativa para estimular o ensino universitário em todas as localidades do Estado. Presentes a reunião o de- putado estadual Elismar Pra- do e os deputados federais Weliton Prado, Reginaldo Lopes e Leonardo Monteiro que destacaram a importân- cia da instalação de um cam- pus federal em Unaí. Também participaram da

reunião a assessora da Di- retoria de Superintendência

de Ensino de Unaí, Dircéia Morato Alves Campos; o ve-

reador de Unaí, José Inácio;

o vereador e representante da

Agência de Desenvolvimen- to do Vale do Urucuia, José Idelbrando; e o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Unaí, Hélio Oscar Machado.

to do Vale do Urucuia, José Idelbrando; e o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de
to do Vale do Urucuia, José Idelbrando; e o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de
to do Vale do Urucuia, José Idelbrando; e o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de

Página 6

Página 6 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Milhares de peemedebistas participam do Fórum Nacional – O PMDB e os Municípios

O “Fórum Nacional – O

PMDB e os Municípios”

reuniu peemedebistas de to- dos os estados brasileiros. O estado de Minas Gerais teve a maior representatividade. A caravana dos mineiros con- tou com oito ônibus, lotados de militantes, além dos cor- religionários que vieram de carro próprio e avião. O de- putado federal Antônio An- drade, presidente estadual do partido, recebeu os compa- nheiros. Durante toda a tarde do dia 15 de setembro eles participaram de palestras que reforçaram, principalmente, a importância de o partido lançar candidatura própria e chapa completa de vereado- res em todos os municípios do país.

O presidente nacional do

PMDB, senador Valdir Rau- pp, apresentou 15 propostas para o Brasil voltadas ao ensino, saúde pública, segu- rança, estabilidade econô- mica, pesquisa e produção cientifica, revisão do pacto federativo, transparência na administração pública, serviço público com metas coerentes, reforma política, sustentabilidade ambiental, estímulo às empresas pú- blico/privadas, diplomacia brasileira, participação dos militantes em todas as redes sociais, renovação do com- promisso com a classe traba- lhadora brasileira. Valdir Raupp conclamou

todos os diretórios para que lancem, em 2012, candida-

tura própria na maior parte das cidades do Brasil e chapa completa de vereadores. O presidente ressaltou que “o PMDB não restringe alian- ças com outros partidos”.

O vice-presidente da Re-

pública, Michel Temer, dis- se que o PMDB junto com a presidente Dilma Rousseff está fazendo o possível pelo Brasil. “Precisamos nos pre-

parar para as eleições muni- cipais para que continuemos fortes e unidos como hoje”, disse. Segundo Temer, em 2012, com grandes bancadas de prefeitos e vereadores, o PMDB poderá colaborar ain-

da mais com o Brasil.

A presidente da Repúbli-

ca, Dilma Rousseff, afirmou no seu discurso: “O PMDB

é o partido que está creden- ciado a ser porta voz dos municípios do nosso país”.

E acrescentou: “O PMDB é

parceiro fundamental do meu governo. Agradeço a ação

firme, por meio do apoio que

as suas bancadas federais da

Câmara e do Senado prestam

ao meu governo, defendendo

os interesses do país”. Dilma ainda parabeni- zou as propostas do PMDB. “Considero a pauta deste en- contro oportuna”. Segundo ela, esses são temas que seu governo está discutindo. Ela apresentou algumas conquis- tas do seu governo e afirmou:

“A maior resposta para a cri- se internacional é continuar crescendo e distribuindo ren- da, plantando e colhendo os frutos da nossa agricultura”.

Região Noroeste de Minas

Delegações de militantes

peemedebistas de várias ci- dades do noroeste de minas também participaram do evento. De Unaí saiu uma das maiores delegações;

O PMDB de Minas Ge-

rais disponibilizou ônibus para compor as caravanas de todo o estado, mas uma das

maiores participações foi da militância pmdebista das ci- dades do noroeste de minas,

tais como Unaí, Paracatu,

Natalândia, Vazante, Guar- da-Mor, João Pinheiro entre outras.

O Deputado Antônio An-

drade muito reverenciado pelos militantes da sua re-

gião majoritária fez questão de agradecer a participação dos companheiros dessas ci- dades. A participação dos mili- tantes na política é a espe- rança de muitas mudanças positivas no cenário político nacional, disse o deputado Antônio Andrade. O pré-candidato a Prefeito pelo PMDB de Unaí, Dr. Ro- mualdo Gonzaga, que parti- cipou do evento com a cara- vana de Unaí citou que muito conhecimento será adquirido

PMDBistas de Unaí presentes no Fórum do PMDB na Capital Federal
PMDBistas de Unaí presentes no Fórum do PMDB na Capital Federal
com esse intercâmbio. “Va- mos levar para nossa querida terra inúmeras informações e isso vai
com esse intercâmbio. “Va-
mos levar para nossa querida
terra inúmeras informações
e isso vai ajudar ainda mais
a nossa agremiação que tem
um diretório forte e partici-
pativo a promover ações que
correspondam às demandas
sociais.
Deputado Federal
Antônio Andra,
presidente do PMDB-MG
 

DECRETO Nº 052 /2011, DE 06 DE SETEMBRO DE 2011

SUSTENTÁVEL E A SITUAÇÃO DE EXCLUSÃO EM QUE VI- VEM OS CIDADÃOS COM NECESSIDADES ALIMENTARES ESPECIAIS;

“Dispõe sobre a I Conferência Municipal de Segurança Alimentar

e

Sustentável de Chapada Gaúcha - MG e dá outras providências.

 

Contribuições Locais

 

O

Prefeito Municipal de Chapada Gaúcha - MG, no uso de suas

I – O papel da Saúde no combate a desnutrição;

atribuições legais, conferidas através da Lei Municipal n.º 401/2007 de 28/05/2007, resolve:

II

– A Cultura na valorização dos hábitos alimentares;

III – A Missão da Educação nos hábitos alimentares saudáveis;

 

IV – As ações da Pastoral da Criança no combate a desnutrição;

Art. 1.º Convocar a I Conferência Municipal de Segurança Alimen- tar e Nutricional Sustentável, com o objetivo de avaliar a Política Publica e definir diretrizes e prioridades para sua implementação.

Art. 2.º A I Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nu-

V

– O papel da Assistência Social na Segurança Alimentar;

VI

– A missão da EMATER na Segurança Alimentar;

VII – Como a Agricultura pode desenvolver projetos com foco na produção e alcançar metas para combater a desnutrição; VIII – A missão do Meio Ambiente na Segurança Alimentar;

tricional Sustentável, realizar-se-á no dia 01 de outubro de 2011, no Pavilhão Santo Agostinho, localizado na Av. Getulio Vargas s/n

IX

– Resgate histórico das Políticas de Segurança Alimentar no

município.

Centro, no horário de 08h00min h as 17h00min.

Art. 3.º O evento terá como tema geral, conforme definição: ALI- MENTAÇÃO SAUDÁVEL, ADEQUADA E SOLIDÁRIA: DIREI- TO HUMANO BÁSICO”.

Art. 4º - A Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutri- cional Sustentável tratará prioritariamente dos seguintes eixos:

Art. 5.º - Serão votadas as entidades da Sociedade Civil que repre- sentará o Conselho Municipal para o novo mandato.

Art. 6º - Caberá ao Conselho Municipal de Segurança Alimentar e à Prefeitura, a adoção das providências necessárias ao cumprimento deste Decreto.

I – A EXIGIBILIDADE COMO INSTRUMENTO “DO DIREITO HUMANO À ALIMENTAÇÃO ADEQUADA”;

Art. 7º. As despesas decorrentes da aplicação deste Decreto corre- rão por conta de dotação própria do orçamento municipal.

 

II

– POLÍTICAS PÚBLICAS DE SEGURANÇA ALIMENTAR

NUTRICIONAL E SUSTENTÁVEL: AVANÇOS E DESAFIOS;

Art. 8.º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

 

III

– OS POVOS E AS COMUNIDADES TRADICIONAIS DE

CHAPADA GAÚCHA /MG;

Chapada Gaúcha, 06 de setembro de 2011.

 

IV

– LEI 11.947/2009 – (PNAE) E PAA

V–

REFLEXÕES SOBRE A ALIMENTAÇÃO ADEQUADA NO

José Raimundo Ribeiro Gomes Prefeito Municipal

CONTEXTO DA SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

 

DECRETO N.º 042 DE 01 DE AGOSTO DE 2011.

de COORDENADOR DE ARRECADAÇÃO, lotado na Secretaria Municipal de Administração e Finanças. Deferi- do nos termos do artigo 40, § 1°, inciso III, alínea “b” da CF/88, c/c artigo 18, inciso III, alínea “b” da Lei Municipal nº 272/2002, com proventos proporcionais ao tempo de con- tribuição, contados até data de sua publicação.

CONCEDE BENEFÍCIO DE APOSENTADORIA

A

SERVIDOR DO MUNICÍPIO.

O

Prefeito Municipal de Chapada Gaúcha (MG), no uso

de suas atribuições, em consonância com as Constituições Federal, Estadual, a Lei Orgânica deste Município, a Lei Municipal nº 077/1997, com modificações posteriores (Ins- titui o Estatuto dos Servidores Públicos de Chapada Gaú- cha – MG, Lei 238/2001, modificada pela Lei nº 272, de 04 de Abril de 2002 (Dispõe sobre o Regime de Concessão de Benefícios Previdenciários aos Servidores Públicos Munici- pais), e as Emendas Constitucionais n.º 20/1998, n° 41/2003

Artigo 2º - O valor do benefício concedido nos termos do artigo anterior será revisto nas mesmas bases e mesmas épo- cas estabelecidas para revisão dos proventos dos servidores inativos, nos termos da Lei.

Artigo 3º - O Pagamento do benefício de que trata este Decreto correrá às expensas do IPREMCHAG - Instituto de Previdência Municipal de Chapada Gaúcha.

e

nº 47/2005 .

DECRETA:

Artigo 4º - Revogadas as disposições em contrário, este Decreto entra 01 Agosto de 2011, data da sua publicação.

Artigo 1º - Fica concedido o benefício de: APOSENTA- DORIA POR IDADE, como segue a:

Chapada Gaúcha (MG), 01 de Agosto de 2011.

1.1 – JOSÉ EDMUNDO TELES DE OLIVEIRA, porta- dor do CPF. Nº 180.347.307-00, Matrícula nº 0310, servidor público municipal, titular do cargo de provimento efetivo

Prefeito Municipal

Presidente do IPREMCHAG

servidor público municipal, titular do cargo de provimento efetivo Prefeito Municipal Presidente do IPREMCHAG
servidor público municipal, titular do cargo de provimento efetivo Prefeito Municipal Presidente do IPREMCHAG

Página 7

Página 7 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

SICOOB CREDICHAPADA

ChapadaGaúchainaugurabanco

Numa ação conjunta da prefeitura municipal, câmara de vereadores, cooperativa local, agência de desenvol- vimento e a comunidade cooperativista chapadense o município inaugurou no dia 06 de setembro a sua coo- perativa de crédito: Sicoob Credichapada que já nasceu forte com 67 associados. Tudo começou com o in- centivo do Sebrae, através do Empretec, informa o pri- meiro presidente do Sicoob Credichapadense, Marcos Maier. Segundo Maier, os empre- tecos analisaram os maiores gargalhos que dificultam o desenvolvimento do muni- cípio, a falta de uma agên- cia de serviços financeiros para atender a comunidade, foi a mais questionada, en- tão resolveram concretizar

o sonho antigo da instalação

de um banco. Foram feitas visitas a várias cidades no

estado e no país à procura de um modelo que se adequasse

a realidade local, buscando

experiência, coletando in- formações e elaboração de um estudo técnico. O proje- to da cooperativa de crédito de Chapada Gaúcha deu en- trada no Banco Central em julho de 2010, foi aprovado em fevereiro de 2011 e auto- rizado o seu funcionamento em julho. Desde 2003 não se abriam cooperativas de cré- dito no Brasil “Abrimos nossa coope- rativa com 100 associados, temos 76 contas abertas e a expectativa é fechar setem- bro com 250 associados”, informa Marcos Maier, mui-

to satisfeito com a receptivi- dade da comunidade chapa- dense e enaltecendo o papel da prefeitura que, segundo ele, foi fundamental para a constituição da cooperativa:

“O prefeito José Raimundo sempre nos apoiou desde

o início quando era apenas

uma ideia, patrocinou via- gens, treinamento de funcio-

nários, apoio institucional de suma importância para aden- trar com o projeto no Banco Central, tivemos apoio total da prefeitura, sempre com muita transparência e lisura.

É uma honra e uma respon-

sabilidade muito grande em que as pessoas depositam na gente essa confiança por- que é um empreendimento grande, um patrimônio da sociedade. O sentimento é de gratidão, vamos trabalhar com total transparência e responsabilidade para aten- der os anseios dos coopera- dos. A cooperativa está nas- cendo, e como toda criança que está nascendo precisa de muito cuidado, então quere- mos pedir a comunidade que

é a dona da cooperativa que

participe, venha fazer parte, sugerir, reclamar, mas que nos ajude a construir essa história, estamos de portas

e braços abertos e ouvidos

atentos para ouvir sugestões

e reclamações.Esse momen-

to vai ficar na história, mas em Chapada estamos cons- truindo uma história desde o primeiro dia que aqui chega- mos”, disse o presidente Um dos grandes respon- sáveis pela instalação do Si- coob Credichapada, o prefei-

to José Raimundo, comemo-

ra: “Apoiamos a ideia desde

o início e a cooperativa de

ra: “Apoiamos a ideia desde o início e a cooperativa de A comunidade de Chapada Gaúcha

A comunidade de Chapada Gaúcha prestigiou a inauguração do Sicoob Credichapada

Gaúcha prestigiou a inauguração do Sicoob Credichapada Apresentações de duas atrações culturais mostraram o
Gaúcha prestigiou a inauguração do Sicoob Credichapada Apresentações de duas atrações culturais mostraram o

Apresentações de duas atrações culturais mostraram o lado cultural do povo chapadense

culturais mostraram o lado cultural do povo chapadense Prefeito de Chapada Gaúcha, José Raimundo Momento

Prefeito de Chapada Gaúcha, José Raimundo

povo chapadense Prefeito de Chapada Gaúcha, José Raimundo Momento histórico: Inauguração do Sicoob Credichapada

Momento histórico: Inauguração do Sicoob Credichapada

crédito é uma grande força para a economia de Chapada Gaúcha e região e vem so- mar com tantos outros pro- jetos da administração mu-

nicipal visando o desenvol- vimento do município, que é

pólo produtor de sementes e que começa a ser explorado economicamente em diver- sas áreas”. Para o prefeito a comuni- dade ainda não está ciente da importância da cooperativa de crédito no município e na região, mas com certeza está apoiando a iniciativa. “Chapada foi emancipada há

16 anos, é tudo muito novo,

e o nosso sonho era ter uma

agência bancária. Para mim

é um orgulho dobrado parti-

cipar dessa inauguração co- mo prefeito e como cidadão de Chapada Gaúcha. Fico muito feliz e até sem pala- vras pra expressar meu con- tentamento com a instalação dessa cooperativa. Estamos preparando o presente para dar um grande futuro para nossa população”, disse o prefeito Mundinho. O Diretor Financeiro do Sicoob Central Cecremge, Paulo César, exaltou a co- ragem dos aventureiros e a determinação, ousadia e

a co- ragem dos aventureiros e a determinação, ousadia e Presidente do Sicoob Credichapada, Marcos Maier

Presidente do Sicoob Credichapada, Marcos Maier

ousadia e Presidente do Sicoob Credichapada, Marcos Maier Visita as dependências da cooperativa de crédito

Visita as dependências da cooperativa de crédito

persistência na realização do sonho. “Vejo a cooperati-

va com grande potencial de crescimento porque a cidade oferece muitos atrativos e tem tudo para dar certo”. O Superintendente do Bancoob, José Vicente, in- formou que Chapada não es- tará sozinha, pois agora faz parte de um sistema de mais de 1.800 pontos de atendi- mento com mais de dois mi- lhões de associados. O Gerente Regional do Se- brae/Montes Claros, Cláudio Luiz de Souza Oliveira, que há 19 anos vem atendendo a região norte de Minas Gerais

considera que com a instala- ção do Sicoob Credichapada,

a cidade de Chapada Gaúcha

se torna mais promissora, com grande potencial e como tem uma comunidade que se prepara para o futuro in-

vestindo em infra-estrutura, acaba atraindo mais gente de outras regiões. O Presidente da Câma- ra Municipal, Aguinel Fa- rias Marques, disse ser uma grande satisfação participar de momentos tão importan- tes para a Chapada Gaúcha

e região. “A Câmara Muni-

cipal foi parceira desde o iní- cio. Quando começou o pro-

jeto da cooperativa de crédi- to muita gente dizia que era um sonho. Uns ficavam em cima do muro: se der certo estou com eles, se der errado estou contra eles. A Câmara fez o contrário, apoiou por- que sabía da importância que seria a cooperativa de crédi- to para a região que hoje se torna realidade. O progresso está chegando para todo mu- nícipe de Chapada Gaúcha”. O Presidente da AMNOR

– Associação dos Municí- pios do Noroeste de Minas,

e prefeito de Bonfinópolis,

Luiz Araújo, falou da visão participativa e cooperativista

do prefeito José Raimundo com a comunidade e que a Amnor acredita nesse mo- do de trabalho. “Saio daqui

enriquecido e convicto de tantas experiências e vitórias na área do cooperativismo, sobretudo a coragem do ci- dadão de acreditar na própria cidade. Vocês estão vivendo esse momento histórico com

a instalação do Sicoob Cre-

dichapada”. Também usaram da pa- lavra e parabenizaram o es- forço da comunidade para a instalação do Sicoob Credi- chapada, João Carlos Leite, presidente do Saromcredi;

José Augusto, presidente do Sicoob Noroeste de Minas; Jakes Deives, presidente do Credigerais, e Darci Neiva, presidente do Sicoob Credi- parnor. Presentes também na ce- rimônia o vice-prefeito Dr. Reginaldo; Marcos Farias, Diretor Financeiro do Ban- coob; Pedro Caldas, presi- dente do Sicredi Planalto Central; o comandante da Polícia Militar; José Cor- rea Quintal, presidente da Coopsertão; os técnicos do Sebrae/Unai, Emerson Gonçalves e João Cláudio e do Sebrae/Patos de Minas, Willian.

Seja um associado do Sicoob Credichapada Para ser um associado é necessária a documentação básica e a integralização da cota no valor de 100 reais parcelados em 10 vezes. O funcionário público ou aposentado pode receber seu salário no banco não preci- sando se associar, sem ne- nhum custo, movimentando com cartão para saque. O Sicoob Credichapada oferece todos os produtos disponíveis no mercado fi- nanceiro e atende a todos os seguimentos da sociedade. Associe, a cooperativa é sua.

Conselho de Administração

Presidente

Marcos Maier

Eder Silveira

Jair Montagner

Lourdes Arnhold

Elizete Galvagni

Conselho fiscal Roberto Sbruzzi Henrique Aime Ricardo Baron Olivia Oliveira Wander Orsolin Marcelo Mai

Diretoria Executiva Eder Silveira Antonio Carlos Maier

Página 8

Página 8 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Página 8 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011 Stand da Capul foi um dos mais visitados

Stand da Capul foi um dos mais visitados

de setembro de 2011 Stand da Capul foi um dos mais visitados Parque de Diversões iluminou

Parque de Diversões iluminou a noite de Unaí

visitados Parque de Diversões iluminou a noite de Unaí Muita animação na Boate Taj Mahal EXPOAGROUNAI

Muita animação na Boate Taj Mahal

EXPOAGROUNAI 2011: 5

O Parque de Exposições Dr. Joaquim Brochado re- cebeu unaienses e turistas de toda a região noroeste e entorno de Brasília durante todos os dias da 52ª Expo- sição Agropecuária, Comer- cial, Industrial e Regional de Unaí. A festa que aconteceu do dia 02 ao dia 11 de setembro agradou a todos. Na programação concur- sos de equino Manga Larga Machador e leiteiro das raças Gir e Girolando, concursos das raças Guzerá e Nelore, leilões de gado e de muares, pratos típicos, eleição da rai- nha, cavalgada, boate, shows regionais e shows com ar- tistas renomados no cenário nacional. Com o objetivo de res- gatar, valorizar e manter a cultura local foi realizado no dia 06 o 9º Festival de Pratos Típicos “Sabores da Terra”. A grande mesa recebeu pra- tos caseiros a base de soja, feijão, milho, leite, carne, mandioca e frutas, todos pre- parados por voluntários. Do leitão à pururuca, à rosca de piqui, em cada pedaço, o sa- bor da nossa terra e dos qua- tro cantos do Brasil. Também no dia 06 a elei- ção da Rainha foi disputadís- sima. Das oito finalistas, a grande vencedora foi a jovem Brenda Lorrany Amaral, co- roada Rainha da Expoagro. Pâmela Fernanda Franco e Nívea Aparecida Vieira fica- ram com os títulos de Prince- sa da Expoagro e Madrinha dos Cowboys 2011. Além da beleza da mulher unaiense, o concurso também homena- geou a riqueza do município, destacando o grande poten- cial econômico de Unaí.

A tradicional Cavalgada da Independência aconte- ceu no dia 07. A concentra- ção foi na Cachoeira do Rio Preto de onde saíram para percorreram as ruas da ci- dade passando pela avenida Governador Valadares onde era realizado o desfile de 7 de setembro, sendo uma das atrações do evento. A caval-

gada teve como destino final

o Parque de Exposições. À

noite, com o apoio da Prefei- tura Municipal, a festa teve

os portões abertos com show

da dupla Ricky Azevedo e Bruno. Na abertura oficial, dia 08, no Salão Rural, o presidente

do Sindicato dos Produtores Rurais de Unaí, Hélio Oscar Machado, e sua diretoria re- ceberam expressivas autori-

dades regionais, dentre elas,

o secretário de Estado de

Agricultura e Abastecimen- to de Minas Gerais, Elmiro

Nascimento, e o Presidente

da Federação de Agricultura

- FAEMG, Roberto Simões.

Presentes também o prefeito de Unaí, Antério Mânica, o presidente da AMNOR, Luiz Araújo, e os deputados Del- vito Alves e Antônio Andra- de. Nos shows regionais os artistas locais foram valo- rizados. Subiram ao palco:

Andréia Zulato, Guto e Gui- lherme e banda, João Lucas

e Samuel, Rio Preto, Riachi-

nho e Fernandinho do Acor- deon, Ubaldino Silva, Adão Vieira e Pelezinho, Forró Swingado Novo e vários ou- tros. As atrações musicais des- te ano foram Ricardo e Ro- nael, Cléber e Cauan, Ricky Azevedo e Bruno, Maré e Marezinho, Rangel Castro,

Ricky Azevedo e Bruno, Maré e Marezinho, Rangel Castro, Várias autoridades regionais e estaduais participaram da

Várias autoridades regionais e estaduais participaram da abertura oficial da 52ª Agropecuária de Unaí

Henrick e Ruan e destaques para João Neto e Frederico,

Humberto e Ronaldo e Edu-

ardo Costa. Após shows, animação total na Boate Taj Mahal. A diretoria do Sindica- to dos Produtores Rurais de Unaí conseguiu com muito êxito realizar a sua festa em comemoração aos 52 anos da entidade, demonstrando união e competência “Foi uma festa maravi- lhosa, bem elaborada, bem

trabalhada e todo mundo gostou. De parabéns a nossa diretoria. Quero agradecer a todos que atenderam ao nos- so convite, especialmente aos produtores rurais. Essa festa não é do Sindicato e sim do povo de Unaí”, disse emocionado o presidente Hé- lio Oscar Machado no final da festa agropecuária.

Hé- lio Oscar Machado no final da festa agropecuária. Os shows apresentados no palco principal proporcionaram

Os shows apresentados no palco principal proporcionaram alegria e deixaram o público emocionado

7 SETEMBRO: A tradicional Cavalgada da Independência saiu da Cachoeira do Rio Preto percorreu as ruas da cidade terminando no Parque de Exposições

as ruas da cidade terminando no Parque de Exposições PREMIAÇÃO: Confraternização dos produtores durante a
as ruas da cidade terminando no Parque de Exposições PREMIAÇÃO: Confraternização dos produtores durante a
as ruas da cidade terminando no Parque de Exposições PREMIAÇÃO: Confraternização dos produtores durante a
as ruas da cidade terminando no Parque de Exposições PREMIAÇÃO: Confraternização dos produtores durante a

Página 9

Página 9 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Página 9 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011 Homenagens a diretoria do Sindicato Bebidas e comidas

Homenagens a diretoria do Sindicato

15 de setembro de 2011 Homenagens a diretoria do Sindicato Bebidas e comidas variadas nos botecos

Bebidas e comidas variadas nos botecos

do Sindicato Bebidas e comidas variadas nos botecos Muito som sertanejo no stand da Scania 2

Muito som sertanejo no stand da Scania

2 anos de muita tradição

PRATOS TÍPICOS: Com o objetivo de resgatar, valorizar e manter a cultura local foi realizado o 9º Festival de Pratos Típicos “Sabores da Terra”

o 9º Festival de Pratos Típicos “Sabores da Terra” Fotos: www.unainet.com.br e www.portalunai.com.br RAINHA: A
o 9º Festival de Pratos Típicos “Sabores da Terra” Fotos: www.unainet.com.br e www.portalunai.com.br RAINHA: A
o 9º Festival de Pratos Típicos “Sabores da Terra” Fotos: www.unainet.com.br e www.portalunai.com.br RAINHA: A
o 9º Festival de Pratos Típicos “Sabores da Terra” Fotos: www.unainet.com.br e www.portalunai.com.br RAINHA: A
o 9º Festival de Pratos Típicos “Sabores da Terra” Fotos: www.unainet.com.br e www.portalunai.com.br RAINHA: A
o 9º Festival de Pratos Típicos “Sabores da Terra” Fotos: www.unainet.com.br e www.portalunai.com.br RAINHA: A
Fotos: www.unainet.com.br e www.portalunai.com.br
Fotos: www.unainet.com.br e www.portalunai.com.br
Terra” Fotos: www.unainet.com.br e www.portalunai.com.br RAINHA: A eleição da Rainha foi disputadíssima e o júri

RAINHA: A eleição da Rainha foi disputadíssima e o júri teve dificuldades para escolher a nova rainha. A vencedora foi Brenda Lorrany Amaral

a nova rainha. A vencedora foi Brenda Lorrany Amaral SHOWS MUSICAIS: As atrações musicais da 52ª
a nova rainha. A vencedora foi Brenda Lorrany Amaral SHOWS MUSICAIS: As atrações musicais da 52ª
a nova rainha. A vencedora foi Brenda Lorrany Amaral SHOWS MUSICAIS: As atrações musicais da 52ª
a nova rainha. A vencedora foi Brenda Lorrany Amaral SHOWS MUSICAIS: As atrações musicais da 52ª

SHOWS MUSICAIS: As atrações musicais da 52ª Expoagro de Unaí fizeram o público dançar, vibrar e cantar as melodias com seus cantores prediletos

vibrar e cantar as melodias com seus cantores prediletos Ricardo e Ronael Rangel Castro Eduardo Costa

Ricardo e Ronael

as melodias com seus cantores prediletos Ricardo e Ronael Rangel Castro Eduardo Costa Cléber e Cauan

Rangel Castro

com seus cantores prediletos Ricardo e Ronael Rangel Castro Eduardo Costa Cléber e Cauan João Neto

Eduardo Costa

prediletos Ricardo e Ronael Rangel Castro Eduardo Costa Cléber e Cauan João Neto e Frederico Ricky

Cléber e Cauan

Ricardo e Ronael Rangel Castro Eduardo Costa Cléber e Cauan João Neto e Frederico Ricky Azevedo

João Neto e Frederico

Castro Eduardo Costa Cléber e Cauan João Neto e Frederico Ricky Azevedo e Bruno H e
Castro Eduardo Costa Cléber e Cauan João Neto e Frederico Ricky Azevedo e Bruno H e

Ricky Azevedo e Bruno

Cléber e Cauan João Neto e Frederico Ricky Azevedo e Bruno H e n r i

Henrick e Ruan

Ricky Azevedo e Bruno H e n r i c k e R u a n
Ricky Azevedo e Bruno H e n r i c k e R u a n

Maré e Marezinho

H e n r i c k e R u a n Maré e Marezinho Humberto

Humberto e Ronaldo

c k e R u a n Maré e Marezinho Humberto e Ronaldo Nos vários shows

Nos vários shows regionais os artistas locais foram valorizados e mostraram seus talentos

Página 10

Página 10 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

BancoTravessiabeneficiaArinos

Governador recebe primeiros beneficiários do Banco Travessia

O

governador Antonio

para Minas Gerais. Mas não

aqui. É fundamental termos

Anastasia participou no dia

02 de setembro ao lado do vice-governador Alberto

Pinto Coelho, da solenidade

basta atrair empresas e am- pliar aquelas que já estão

profissionais capacitados pa-

de adesão das primeiras fa-

ra

essas empresas trabalha-

mílias ao projeto Banco Tra-

rem bem. Daí a necessidade

vessia, criado pelo Governo

de

termos cada vez mais pes-

de Minas para incentivar jovens e adultos mineiros a

soas que estudaram, que se prepararam e vão avançando

retomarem os estudos e se

na

vida. É o resgate da vida

qualificarem para o mercado

de

cada um. É uma respon-

de trabalho.

sabilidade muito grande e é

“O Banco Travessia, co-

mo o próprio nome diz, será um banco muito simpáti- co. Normalmente as pesso- as reclamam que os bancos cobram juros. Aqui é o in- verso. É um banco que vai conceder benefícios e dar poupança individual a cada um, pelo seu desempenho, seu esforço, pelo seu suor. Vamos trabalhar juntos. Es- se projeto para nós se torna um símbolo, um símbolo de como podemos devolver em cada mineiro e em cada bra- sileiro a confiança”, afirmou Anastasia. Cada pessoa inserida no programa que retomar os es- tudos terá a oportunidade de abrir uma poupança para a família. Se passar de ano, ga- rante mais dinheiro no ban- co. Cada ação da família que garanta mais qualificação profissional garantirá mais dinheiro na poupança. A pes- soa receberá uma moeda de troca chamada “Travessia”. Cada Travessia equivale a R$ 1,00. Depois de dois ou três anos, a família retira to- da a quantia depositada, que pode chegar a R$ 5 mil. O governador destacou a importância do projeto para a formação e qualificação profissional das famílias atendidas, o que vai possibi- litar a melhoria da qualidade de vida dos mineiros. “Nós sabemos que hoje temos a necessidade de pro- fissionais preparados para os novos desafios. Nós estamos atraindo muitas empresas

dever e compromisso do go- verno oferecer os meios para que isso ocorra”, disse. As famílias beneficiadas foram identificadas por meio

do projeto Porta a Porta, pio-

neiro no país e referência de busca ativa para o programa federal Brasil sem Miséria.

O Porta a Porta busca, de

casa em casa, pessoas con- sideradas “invisíveis” ao Es- tado, por viverem à margem da sociedade. A identificação dessas pessoas é realizada por meio da aplicação de questionários – desenvolvi- dos pelas Nações Unidas – que envolvem perguntas no âmbito da saúde, educação e padrão de vida. Segundo o governador, o Porta a Porta identificou pri- vações na área de educação, que incluem tanto as pessoas que não estudaram, quantas outras que estão na idade es- colar, mas deixaram os estu- dos. “O primeiro objetivo do Banco Travessia é criar um estímulo. Muito mais impor- tante que o dinheiro, na ver- dade, é o estímulo para que a pessoa volte aos estudos”, destacou Anastasia. O prefeito de Arinos, Carlos Alberto Recch Filho, afirmou que a iniciativa do Governo do Estado em fazer parceria com os municípios mais pobres para atender as famílias mais carentes vai beneficiar a todos os minei- ros. “Eu quero parabenizar o Governo do Estado pela ini- ciativa da busca, através do Porta a Porta, da verdadeira

ciativa da busca, através do Porta a Porta, da verdadeira Carlos Alberto, prefeito de Arinos, durante

Carlos Alberto, prefeito de Arinos, durante seu discurso na presença do vice-governador Alberto Pinto Coelho e do governador Antônio Anastasia

localização das privações sociais no nosso Estado, nos nossos municípios. Com es- sa parceria podemos alavan- car os nossos municípios. Nós queremos, junto com o nosso Estado, crescer, ala- vancar e avançar no desen- volvimento tão necessário”, disse Carlos Alberto. Durante a solenidade, Anastasia fez a entrega sim- bólica de 200 moedas Tra- vessia para cada uma das primeiras cinco famílias be- neficiadas em Sabará, na re- gião Metropolitana de Belo Horizonte. Irene Cristina de Medeiros, uma das benefi- ciadas, disse que agora vai voltar a estudar e ajudar no melhor desenvolvimento da sua família. “Eu vim aqui representan- do a minha família. Eu nun- ca estudei. Tentava estudar, mas não conseguia. Agora acabei de participar do Tra- vessia e eu vou conseguir, porque eu preciso. Eu perdi

o meu filho e ficou os filhos dele e a esposa dele, três crianças para eu cuidar. Em casa somos treze pessoas. Eu necessito desse dinheiro, esse dinheiro vai me ajudar demais. Agradeço a oportu- nidade”, afirmou. O secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Wander Borges, disse que essa ação pioneira do Gover- no de Minas vai colaborar para a melhoria da qualida- de de vida das famílias por meio da educação. “O Banco se propõe a criar incentivos para o retorno e a inserção dos integrantes das famílias no sistema educacional. Sa- bemos que é fundamental- mente por meio da educação que as pessoas conseguem exercer a sua cidadania e o seu direito de acesso a uma vida mais digna. Esse proje- to é o resultado de se pensar tecnologias sociais de supe- ração da pobreza. Esse é o maior legado de capital hu-

mano que podemos deixar para nossa gente. Essa é a determinação do Governo de Minas”, destacou.

Público Alvo

O público alvo do Banco

Travessia são famílias com pelo menos uma grave pri- vação educacional. Essa si- tuação ocorre quando pelo menos um membro da famí- lia com mais de 14 anos de idade ainda não completou cinco anos de escolaridade ou pelo menos uma criança

da família em idade escolar não frequenta a escola.

O dinheiro acumulado em

dois ou três anos, de acordo com a decisão de cada um, pode ser gasto da maneira que a família preferir. En- tretanto, durante o período

de qualificação, os membros serão orientados sobre a me- lhor maneira de utilizar os recursos para o desenvolvi- mento familiar. A primeira agência do

Banco Travessia já está fun- cionando na Casa do Pou- pança Jovem de Sabará e

atenderá 3 mil famílias, o que representa investimento de R$ 8,5 milhões. A expectati-

va é de que, ainda neste ano,

14 mil famílias sejam aten- didas pelo Banco Travessia em outros nove municípios:

Juiz de Fora, Arinos, Capim

Branco, Confins, Itinga, Ma- tutina, Ninheira, Presidente Kubitschek e Santo Antônio do Jacinto. Até 2014, o pro- grama deverá ser implantado em todo o Estado. O Banco Travessia faz

parte do Programa Traves- sia, que está combatendo a pobreza nas cidades com maiores privações sociais.

O combate é feito por meio

da ação integrada e simultâ- nea de secretarias e órgãos estatais, nas áreas de saúde, educação, geração de renda, infraestrutura urbana, sanea- mento e capacitação profis- sional.

áreas de saúde, educação, geração de renda, infraestrutura urbana, sanea- mento e capacitação profis - sional.

Página 11

Página 11 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Abertura da Semana Farroupilha em Chapada Gaúcha

de 2011 Abertura da Semana Farroupilha em Chapada Gaúcha Início das comemorações da Semana Farroupilha em
de 2011 Abertura da Semana Farroupilha em Chapada Gaúcha Início das comemorações da Semana Farroupilha em
de 2011 Abertura da Semana Farroupilha em Chapada Gaúcha Início das comemorações da Semana Farroupilha em

Início das comemorações da Semana Farroupilha em Chapada Gaúcha

Por Wanderléia Tavares

As comemorações da Re- volução Farroupilha, relem- bram a Guerra dos Farrapos contra o Império, que acon- teceu de 1835 a 1845. Foi o mais longo e um dos mais significativos movimentos de revoltas civis brasileiros, envolvendo em suas lutas os mais diversos segmentos so- ciais. O marco inicial aconte- ceu no dia 20 de setembro de 1835, quando Gomes Jardim

e Onofre Pires, liderando ho- mens armados entraram em Porto Alegre, através da Pon- te da Azenha. A data e o fato ficaram registrados na his- tória dos sul-rio-grandenses como o início da Revolução Farroupilha que teve cerca de dez anos de duração. No estado do Rio Grande do Sul, as comemorações do Movimento Farroupilha se restringiam ao ponto faculta- tivo nas repartições públicas estaduais e feriado municipal

em algumas cidades do in- terior, até 1994. A partir de 1995, o dia 20 de setembro passou a ser feriado no Rio Grande do Sul através do decreto estadual 36.180/95, amparado pela lei federal

9.093/95.

A Semana Farroupilha é um momento especial de culto, às tradições gaúchas, envolvem-se fisicamente nos locais organizados para fes- tejos, participando das inicia- tivas do comércio, dos servi-

ços públicos, das instituições financeiras ou das indústrias. Em Chapada Gaúcha, ini- ciou a Semana Farroupilha no dia 14 de setembro com acendimento da Chama no cemitério local e seguiu em Cavalgada até o CTG – Cha- ma Crioula, com hasteamen- to das bandeiras ao som do Hino Nacional Brasileiro. A comemoração da Sema- na Farroupilha em Chapada Gaúcha, sempre foi comemo- rada pelos colonos, fundado-

res da cidade, inicialmente, nas próprias casas e, mais tarde, em 1997, quando o foi fundado o CTG – Centro de Tradições Gaúchas, a Sema- na Farroupilha passou a ser realizada em conjunto com os associados e aberta a toda a população do município. A programação da fes- ta varia de acordo com dia da semana que cai o Dia do Gaúcho, dia 20 de setembro,

a partir dessa data é feita a programação. Durante a se-

mana que antecede o dia do

gaúcho são realizados diver- sos eventos e no último dia acontece uma assembléia para os associados do CTG

e o Almoço Gaúcho, acom-

panhado por músicas tradi- cionais e apresentação de dança. É um evento que home- nageia a tradição gaúcha, mantido entre os fundadores da cidade. A festa se mantém

com as mesmas característi- cas.

3ª Jornada Mineira do PatrimônioCultural

A Prefeitura de Chapada Gaúcha, através da Secreta- ria Municipal de Cultura - Divisão de Cultura e Conse- lho Municipal do Patrimônio Cultural de Chapada Gaúcha realizou a 3ª Jornada Minei- ra do Patrimônio Cultural de Chapada Gaúcha/MG como tema: “Quando a Minha His- tória Conta a História de To- dos”, com Subtemas: Educa- ção Patrimonial e Patrimônio Imaterial. A Jornada Mineira do Patrimônio Cultural busca promover o patrimônio cul- tural de Minas Gerais por meio da realização simul- tânea, em todo o estado, de diversas ações integradas, como festivais, exposições, seminários, cursos e oficinas. Concebida como uma gran- de celebração, procura atuar na transmissão dos valores culturais, na valorização de sua diversidade e, principal- mente, levar a sociedade a ter um papel mais ativo na preservação da memória. O alcance e repercussão da Jor- nada no cenário cultural pro- piciaram a conquista do Prê- mio Rodrigo Melo Franco de Andrade – 2010, concedido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacio- nal (IPHAN), como a melhor iniciativa de divulgação do patrimônio cultural brasilei- ro.

A Jornada Mineira do Pa- trimônio Cultural é uma rea- lização dos municípios e di- versas instituições culturais do estado, com a coordena- ção e organização da Secre- taria de Estado de Cultura de Minas Gerais por meio do IEPHA/MG (Instituto Esta- dual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais). Ao completar 40 anos de atividades, o IEPHA/MG convida os municípios e as instituições culturais minei- ras a refletirem sobre o seu papel e a atuação dos diver- sos agentes responsáveis pela promoção e valorização do patrimônio cultural em su- as comunidades. Zeladores, músicos, poetas, congadei-

su- as comunidades. Zeladores, músicos, poetas, congadei- ros, sineiros, artífices, conta - dores de histórias são
su- as comunidades. Zeladores, músicos, poetas, congadei- ros, sineiros, artífices, conta - dores de histórias são
su- as comunidades. Zeladores, músicos, poetas, congadei- ros, sineiros, artífices, conta - dores de histórias são
su- as comunidades. Zeladores, músicos, poetas, congadei- ros, sineiros, artífices, conta - dores de histórias são
su- as comunidades. Zeladores, músicos, poetas, congadei- ros, sineiros, artífices, conta - dores de histórias são
su- as comunidades. Zeladores, músicos, poetas, congadei- ros, sineiros, artífices, conta - dores de histórias são
su- as comunidades. Zeladores, músicos, poetas, congadei- ros, sineiros, artífices, conta - dores de histórias são

ros, sineiros, artífices, conta- dores de histórias são a alma viva de uma cultura, pois, além de agentes de um de- terminado contexto cultural, eles representam o elo entre gerações que permite o diálo- go e a sobrevivência das prá- ticas culturais. Ao nos permi- tirmos ouvir essas histórias que muitos têm para contar, temos a oportunidade de compreender a participação desses agentes e das próprias

instituições na construção da história social e sua con- tribuição permanente para a memória das comunidades. No dia 09 de setembro de 2011, aconteceu nas depen- dências do Pavilhão Santo Agostinho, a 3ª Jornada Mi- neira do Patrimônio Cultural em Chapada Gaúcha, o even- to contou com participação de várias entidades e alunos da Escola Estadual Moacir Cândido.

Dalva Pereira Fonseca, fa- lou sobre o tema: Educação e Memória de um Povo. A professora Arináide Cordeiro Martins, apresentou a expe- riência de Trabalhar Educa- ção Patrimonial em sala de aula. Romildo José da Silva abordou o tema: Patrimônio Imaterial. A 3ª Jornada Mineira en- cerrou-se com a Apresenta- ção Cultural das Dançadei- ras do Ribeirão de Areia.

CHAPADAGAÚCHA:

Empreendedor

Individual

formalize-sejá!

Depois da aprovação da Lei Municipal nº528/2010 e

com a crescente fomentação dos Empreendedores Indi- viduais que já somam mais de 100 empresas no Muni- cípio de Chapada Gaúcha,

a Prefeitura Municipal atra-

vés do Setor de Tributação da Secretaria Municipal de Finanças, está empenhada no atendimento aos Empre- endedores Individuais, com profissionais capacitados para tirar qualquer tipo de dúvida, além de realizarem as inscrições no portal para os empresários informais do Município e em todo o Brasil mais de 1.400.435 já saíram da informalidade. A formalização por meio

do Empreendedor Individu- al destina-se a autônomos com receita bruta anual de até R$ 36 mil por ano, como pipoqueiros, cabeleireiros, barbeiros, doceiras e costu- reiras. A partir de maio a taxa fi- xa mensal abaixou de 11%

para 5% sobre o salário mí- nimo vigente para o INSS (R$ 27,25) mais R$ 1,00 de ICMS (indústria ou comér- cio) ou R$ 5,00 de ISSQN (serviços). O Empreendedor

Individual garante cobertura

da Previdência Social, cré- dito diferenciado e outros benefícios da formalidade, como registro no CNPJ e para emissão de nota fiscal

e alvará. O registro é feito

na internet, no site: www. protaldoempreendedor.gov. br, sem custo nem assinatura ou entrega de documentos na Junta Comercial. Além do Portal do Em- preendedor, a Prefeitura Mu- nicipal de Chapada Gaúcha criou mais uma forma de

atendimento aos Empreen- dedores Individuais, através de e-mail (mei@chapada- gaucha.mg.gov.br) voltado exclusivamente para atender

àqueles que estão com duvi- das para serem orientados ou pelo FALE MEI: (38) 3634-

1113.

CONHEÇA AS ATIVIDADES E FORMALIZE-SE JÁ! E I EMPRE ENDEDOR INDIVIDUAL (38) 3634-1113 mei@chapadagaucha.mg.gov.br
CONHEÇA AS ATIVIDADES E
FORMALIZE-SE JÁ!
E I
EMPRE
ENDEDOR
INDIVIDUAL
(38) 3634-1113
mei@chapadagaucha.mg.gov.br
REALIZAÇÃO:
APOIO:
SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS
SETOR DE TRIBUTAÇÃO
FALE

Página 12

Página 12 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

2ª Vara Cível da Comarca de Jaboticabal/SP. EDITAL DE PRAÇA e de intimação do(a)(s) executado(a)(s) DIONÍSIA APARECIDA CASSIMIRO , inscrita no CPF/MF sob o nº 099.049.818-25. A MM. Juiz de Direito Ana Paula Franchito Cypriano da 2ª Vara Cível da Comarca de Jaboticabal/SP, na forma da lei, FAZ SABER, aos que o presente Edital virem ou dele conhecimento tiverem e interessar possa, que por este Juízo processam-se os autos da Ação de Proce- dimento Sumário ajuizada por BANCO BRADESCO S/A contra DIONÍSIA APARECIDA CASSIMIRO - Processo nº 291.01.2007.007481-6 (nº de ordem 1378/07) e que foi designada a venda do(s) bem(ns) descrito(s) abaixo, de acordo com as regras expostas a seguir: DO(S) IMÓVEL(IS) - O(s) imóvel(is) será(ão) vendido(s) em caráter «AD CORPUS” e no estado em que se encontra(m). As fotos e a descrição detalhada do(s) imóvel(is) a ser(em) apregoado(s) estão disponíveis no Portal www.superbidjudicial.com.br. DA VISITAÇÃO - Constitui ônus dos interessados examinar o(s) imóvel(is) a ser(em) apregoado(s). As visitas deverão ser agendadas via e-mail visitacao@superbidjudicial.com.br. DA PRAÇA – A praça será realizada por MEIO ELETRÔNICO,

através do Portal www.superbidjudicial.com.br. O 1º pregão terá início no primeiro dia útil subseqüente ao da publicação do Edital, encerrando-se em 03 (três) dias úteis a contar desta data. Caso os lances ofertados não atinjam o valor da avaliação do(s) imóvel(is) no 1º pregão, a praça seguir-se-á sem interrupção até às 14:00 horas do dia 24 de Novembro de 2011 - 2º pregão. DO CONDUTOR DA PRAÇA – A praça será conduzida pelo Leiloeiro Oficial Sr. Renato Schlobach Moysés, matriculado na Junta Comercial do Estado de São Paulo – JUCESP sob o nº 654. DO VALOR MÍNIMO DE VENDA DO(S) IMÓVEL(IS) – No primeiro pregão, o valor mínimo para a venda do(s) imóvel(is) apregoado(s) será o valor da avaliação judicial. No segundo pregão, não serão aceitos lances inferiores a 60% (sessenta por cento) do valor da avaliação judicial. DOS LANCES – Os lances poderão ser ofertados pela Internet, através do Portal www.superbidjudicial.com.br. DO LANCE CONDICIONAL – Os lances que não atingirem o valor mínimo de venda poderão ser recebidos condicionalmente, ficando sujeitos a posterior aprovação do Juízo responsável, desde que prestada caução pelo ofertante de 20% (vinte por cento) do lance ofertado, através de depósito bancário na conta corrente nº 04184-7, agência 3005, Banco Itaú, no prazo de 24 (vinte e quatro) horas após o encerramento do pregão. DOS DÉBITOS – O arrematante não se responsabiliza pelo pagamento de débitos fiscais e tributários incidentes sobre o(s) imóvel(is) arrematado(s), ficando responsável pelo pagamento dos débitos de outra natureza, tais como condomínio, água, luz e gás. DA COMISSÃO DO LEILOEIRO OFICIAL - O arrematante deverá pagar ao Leiloeiro Oficial, a título de comissão, o valor correspondente a 5% (cinco por cento) do preço de arrematação do(s) imóvel(is). A comissão devida não está inclusa no valor do lance e não será devolvida ao arrematante em nenhuma hipótese, salvo se a arrematação for desfeita por determinação judicial, por razões alheias à vontade do arrematante, deduzidas as despesas incorridas. DO PAGAMEN- TO - O arrematante deverá efetuar o pagamento do preço do(s) imóvel(is) arrematado(s), deduzido o valor da caução ofertada, se o caso, no prazo de até 24 (vinte e quatro) horas após o encerramento da praça/ciência da liberação do lance condicional, através de guia de depósito judicial em favor do Juízo responsável, sob pena de se desfazer a arrematação. DO PAGAMENTO DA COMISSÃO - O pagamento da comissão da Superbid Judicial deverá ser realizado em até 24 (vinte e quatro) horas a contar do encerramento da praça/ciência da liberação do lance condicional, através de depósito na conta corrente bancária nº 04184-7, agência 3005, Banco Itaú. Desfeita a arrematação pelo Juiz, por motivos alheios à vontade do arrematante, serão resti- tuídos ao mesmo os valores pagos e relativos ao preço do(s) imóvel(is) arrematado(s) e à comissão do Leiloeiro Oficial, deduzidas as despesas incor- ridas. DA ADJUDICAÇÃO – A partir da publicação do Edital, na hipótese de adjudicação do(s) imóvel(is), o adjudicante ficará responsável pela comissão devida ao Leiloeiro Oficial. DA REMIÇÃO DA EXECUÇÃO – Se o(a) executado(a) pagar a dívida antes de adjudicado(s) ou alienado(s) o(s) imóvel(is), na forma do artigo 651, do Código de Processo Civil, deverá apresentar até a data e hora designadas para a praça, a guia comprobatória do referido pa- gamento, acompanhada de petição fazendo menção expressa quanto à remição da execução, sendo vedado para tal finalidade o uso do protocolo inte- grado. Neste caso, deverá o(a) executado(a) pagar a importância atualizada da dívida, mais juros, custas, honorários advocatícios e a comissão devida ao Leiloeiro Oficial. de 2% (dois por cento) sobre o valor pago (dívida exeqüenda). DO ACORDO – A partir da publicação do Edital, caso seja celebrado acordo entre as partes com suspensão da praça, fica o(a) executado(a) obrigado(a) a pagar a comissão devida ao Leiloeiro Oficial de 2% (dois por cento) do valor do acordo. DOS EMBARGOS À ARREMATAÇÃO - Assinado o Auto, a arrematação é considerada perfeita, acabada e irretratável, ainda que venham a ser julgados procedentes os Embargos à Arrematação. A arrematação poderá, no entanto, ser tornada sem efeito nos casos previstos no ar- tigo 694, do Código de Processo Civil. As demais condições obedecerão ao que dispõe o CPC, o Provimento CSM nº 1.625/09, do TJSP e o caput do ar- tigo 335, do CP. Todas as regras e condições da Praça estão disponíveis no Portal www.superbidjudicial.com.br. A publicação deste edital supre eventu-

al insucesso das notificações pessoais e dos respectivos patronos. RELAÇÃO DOS IMÓVEIS: Uma gleba de terras, situado no distrito, município de Chapa-

da Gaúcha/MG, na Fazenda São Francisco, com área de 1.075,90,86 há (Um mil, setenta e cinco hectares, noventa ares e oitenta e seis centiares) de terras classificadas como terras de carrasco, conforme certidão de matrícula 4282 do CRI de Arinos/MG, de propriedade de Dionísia Aparecida Cassimi- ro. Segundo auto de avaliação é constituída de cerrado de segunda, com terras de carrasco e água perene, com divisas e confrontações descritas na matrícula, localizada à aproximadamente 80 Km do município de Chapada Gaúcha/MG, servida de ‹›estrada de chão››, com problema nas estações chuvo- sas. Avalio este imóvel em R$ 600,00 (seiscentos reais) o hectares, perfazendo um total de R$ 645.545,16 (seiscentos e quarenta e cinco mil, quinhen- tos e quarenta e cinco reais e dezesseis centavos) a área avaliada. Valor da Avaliação em 17 de dezembro de 2009: R$ 645.545,16 ( seiscentos e quarenta e cinco mil, quinhentos e quarenta e cinco reais e dezesseis centavos). Descrição conforme Matricula n° 4.282.: Uma gleba de terras, situada no distrito, município de Chapada Gaúcha-MG desta comarca de Arinos- MG na ‹›Fazenda São Francisco›› com a área de 1.075,90,86ha (Hum mil setenta

e cinco hectares noventa ares e oitenta e seis centiares) de terras classificadas como terras de carrasco, dentro das seguintes limites e confrontações:

‹›O presente roteiro tem início no marco ‹›E›› cravado na margem direita do Rio Acari e na confrontação com a Gleba ‹›B›› da Sra. Ana Batista de Oliveira. Do mesmo segue com o rumo de 79°03›41››NE e com a distância de 1.220,35 metros, até o marco ‹›H››. Do marca ‹›H›› ao marco I segue o rumo de 34°06›10››SE e com distância de 783,25 metros. Do marco I onde passa a confrontar com a Gleba ‹›A›› da Sr. Ana Batista de Oliveira, segue com os se- guintes rumos e respectivas distâncias: do marco 01 ao marco 2 – 03°21›13››SE = 122,82 metros. Do marco 2, ao marco 3 = 27°43›29››SW = 827,12 metros. Do marco 3 ao marco 4 = 24°23››27››SW = 219,98 metros. Do marco 04 ao marco 5 = 18°00›12››SW = 204,67 metros. Do marco 5 ao marco 6= 10°27›43››SW = 139,57 metros. Do marco 6 passa a confrontar com outra gleba da Guarato Agropecuária Ltda, com rumo de 60°35›SE e distância de 1.235,00 metros, onde começa a confrontar com a gleba de 905,28,37ha, daí segue com rumo de 20°NE e distância de 2.829,00 metro onde co- meça a confrontar com a gleba de 2.420,00ha, daí segue com o rumo de 20°NE e distância de 1.050,00 metros; daí segue com o rumo de 56°30›NO

e distância de 4.010,00 metros à margem do Rio Acari, Daí segue Rio Acari águas abaixo ao ponto de partida onde começa os limites. Ônus: R.2-4282

– Consta penhora, nos autos da Carta Precatória da 3ª Vara Cível de Jaboticabal/SP n° 291.01.2007.000731-3, que Banco Bradesco S/A move contra

Dionisia Aparecida Cassimiro e Renato Vidal. Av.3-4282 – Consta penhora, nos autos da Carta Precatória n° 0778.09.024059-0,da 3ª Vara Cível de Ja- boticabal/SP, que Banco Bradesco S/A move contra Dionísia Aparecida Cassimiro. Jaboticabal, 19 de Agosto de 2011.

PORTARIA Nº 74, DE 16 DE SETEMBRO DE 2011.

Concede Progressão aos Profissionais do Magistério que menciona e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE BONFINÓPOLIS DE MINAS, Estado de Minas Gerais, no uso de suas atribuições legais que lhe confere a Lei Orgânica Municipal no seu art. 88, V, combinado com o art. 109, incisos II, alínea “b”; CONSIDERANDO o disposto no art. 14 da Lei nº 973, de 27 de junho de 2008 – Plano de Carreira dos Profissionais do Magistério; CONSIDERANDO que os profissionais do magistério abaixo relacionados foram submetidos a avaliação de desempenho e obtive- ram conceito favorável, conforme resultado divulgado através do Decreto nº. 341/2011. CONSIDERANDO que os profissionais do magistério abaixo relacionados cumpriram o interstício mínimo de 03 (três) anos de efetivo exercício, no mesmo grau; RESOLVE:

Art. 1º. Conceder Progressão aos Profissionais do Magistério, conforme abaixo relacionado:

Matrícula

Nome do Servidor

Cargo Atual

Nível Atual

Grau Atual

Grau Novo

803-6

Abadia Nunes de Oliveira Andrade

PEB

3

C

D

727-7

Alex Gomes da Silva

PEB

3

B

C

716-1

Antônia Vera Lucia

PEB

3

C

D

223-2

Aparecida Ribeiro Souza

PEB

3

E

F

723-4

Arlete de Fátima Braga

PEB

3

E

F

718-8

Cássia da Piedade Laboissiere

PEB

3

B

C

726-9

Cláudia Aparecida Pereira Pires

PEB

3

C

D

717-0

Creuza Mendes Gontijo

PEB

3

C

D

719-6

Edilma Alves Coelho

PEB

3

C

D

778-1

Edna de Jesus Simões Soares Saraiva

PEB

3

C

D

133-3

Eliane do Carmo Ferreira da Silva

PEB

3

E

F

708-0

Eliete Pereira Soares e Soares

PEB

3

D

E

728-5

Elke Pereira Bernardes Palma

PEB

3

B

C

715-3

Glória Lourdes Souza da Silva

PEB

3

C

D

198-8

Jandira Correa da Silva

PEB

3

E

F

729-3

Luiz Paulo de Oliveira

PEB

3

B

C

902-4

Magda Rodrigues da Silva

PEB

3

D

E

129-5

Maria Aparecida Alves

PEB

2

E

F

710-2

Maria Aparecida Mendes da Costa

PEB

3

B

C

128-7

Maria de Fátima Luiz dos Santos

PEB

3

E

F

149-0

Maria Dejanira Martins Pio

PEB

3

H

I

127-9

Maria de Lourdes Palma Bezerra Santos

PEB

3

E

F

124-4

Maria Deosmira Teixeira

PEB

3

E

F

713-7

Maria Helena Ferreira da Silva

PEB

2

C

D

785-4

Maria Madalena Tavares

EEB

2

B

C

885-0

Marizete Aparecida Mendes Souza

PEB

3

B

C

901-6

Marlene Santos Abreu

PEB

3

B

C

731-5

Neusa Aparecida Simões Loscha

EEB

2

B

C

725-0

Nilvia Luiz Brandão

PEB

3

C

D

714-5

Paula Bento da Mata

PEB

3

C

D

711-0

Rosalina Oliveira da Silva Botelho

PEB

3

C

D

190-2

Rosana Costa Brandão

PEB

3

E

F

712-9

Rosenir Aparecida Alves Abreu

PEB

3

C

D

130-9

Rosineide Aparecida Santos

PEB

3

E

F

227-5

Sandra de Oliveira Mota Tavares

PEB

3

E

F

263-1

Selma Campos Fonseca

PEB

3

D

E

722-6

Valdete Aparecida da Silva

PEB

2

B

C

721-8

Wilma Pereira Alves

PEB

3

D

E

Legenda: PEB = Professor de Educação Básica; EEB = Especialista em Educação Básica.

Art. 2º. O Profissional do Magistério que não concordar com o posicionamento disposto no art. 1º poderá apresentar recurso com a sua discordância ao Prefeito Municipal, no prazo de 10 (dez) dias contados da data da publicação desta Portaria.

Art. 3º. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

Bonfinópolis de Minas, 16 de setembro de 2011.

LUIZ ARAÚJO FERREIRA Prefeito Municipal

OPORTUNIDADE DE EMPREGO

Visando atender as exigências do MTE, a Eletro Pedro oferece

vagas para portadores de Necessidades Es- peciais para ocuparem

o cargo de auxiliar de

eletricista. Escolari- dade: Ensino Funda- mental Incompleto. A empresa oferece: Sa-

lário mais benefícios:

VT (Vale Transporte) + Plano Odontológico. Interessados favor procurarem a empresa, situada a Rod. BR 040

– Km 43,5 – Nossa Se-

nhora de Fátima – Para- catu MG

favor procurarem a empresa, situada a Rod. BR 040 – Km 43,5 – Nossa Se- nhora

Página 13

Página 13 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Desfile cívico com 1.200 pessoas marca as comemorações do 7 de Setembro em Unaí

Brasil: país de lutas, su- perações e conquistas. Sob

este tema central, cerca de 1.200 pessoas desfilaram pe-

la avenida Governador Vala-

dares em comemoração ao 7 de Setembro, aniversário da Independência Brasileira (1822). O desfile cívico-mi-

litar, organizado pela Secre- taria Municipal da Educação com o apoio das demais Se- cretarias Municipais e par- ceiros, tomou quase toda a manhã da quarta-feira. Antes de abrir oficial- mente o desfile, o prefeito Antério Mânica reconheceu

o empenho de todos os en-

volvidos na celebração cí- vica. “Mais uma vez temos

a alegria de comemorar o

aniversário da nossa inde- pendência. Numa nação livre, nós temos cada vez mais motivos para celebrar. Este desfile tem para nós um grande significado patrióti-

co. Hoje é um dia de alegria, de reflexão e orgulho”, dis- cursou Antério.

O prefeito lembrou que

desde o primeiro ano de seu governo o 7 de Setembro é comemorado com desfile cí- vico em Unaí, exceção feita ao ano em que o Ministério da Saúde recomendou evitar acúmulo de pessoas em ra- zão da entrada da gripe “A” H1N1 no país. Um dos pontos altos do desfile foi a apresentação das fanfarras das escolas. Onze fanfarras bem treina- das deram colorido e som especiais à apresentação. Na parte final do desfile, as fanfarras voltaram em bloco para o fechamento da manhã cívica em grande estilo. A Banda Municipal abriu

o desfile após executar o

Hino Nacional e o Hino da Independência. O Hino Mu- nicipal de Unaí também foi

entoado para abrir as cele- brações.

Estrutura

Para a população que as- sistia ao desfile foram co- locados banheiros químicos

na Praça da Matriz, na Ro-

doviária nova e na Praça da Prefeitura. Três também fo- ram os pontos fixos de dis- tribuição de água: na Escola Estadual Domingos Pinto Brochado, em frente à Câ-

mara Municipal e no encon- tro entre as ruas Rio Preto e José do Patrocínio.

Uma equipe da Secretaria

de Saúde esteve de pronti- dão, inclusive com ambu- lância de plantão. Os profis- sionais davam informações e aferiam a pressão arterial das pessoas antes e durante

o desfile, momento de forte

calor e baixa umidade rela- tiva do ar.

As comemorações do ani- versário da independência continuaram no Parque de Exposições de Unaí, onde

durante a semana acontece

a 52ª Exposição Agropecuá-

ria (Expoagro). A Prefeitura distribuiu dois ingressos pa-

ra o parque de diversões a

cada participante do desfile

(2.400 ingressos) e, à noite, abriu as portas do Parque de Exposições à população pa-

ra o show gratuito da dupla

Rick e Bruno. Todas as escolas muni- cipais e estaduais partici- param do desfile, cada uma trabalhando um subtema es- pecífico para confecção do enredo.

um subtema es- pecífico para confecção do enredo. Fonte: www.prefeituraunai.mg.gov.br O palanque oficial foi

Fonte: www.prefeituraunai.mg.gov.br

confecção do enredo. Fonte: www.prefeituraunai.mg.gov.br O palanque oficial foi ocupado por autoridades civis e

O palanque oficial foi ocupado por autoridades civis e militares

oficial foi ocupado por autoridades civis e militares Prefeito Antério Mânica obre oficialmente o desfile

Prefeito Antério Mânica obre oficialmente o desfile cívico-militar

Mânica obre oficialmente o desfile cívico-militar Além de virem à frente das escolas, todas as fanfarras
Mânica obre oficialmente o desfile cívico-militar Além de virem à frente das escolas, todas as fanfarras

Além de virem à frente das escolas, todas as fanfarras fecharam o desfile deste ano

escolas, todas as fanfarras fecharam o desfile deste ano Mesmo sob forte sol e baixa umidade

Mesmo sob forte sol e baixa umidade do ar, a população lotou as calçadas da Avenida Governador Valadares para acompanhar a apresentação das escolas e das entidades civis e militares

Município assina contrato de financiamento de R$ 5 milhões com o Governo de Minas

O prefeito Antério Mâni-

ca assinou com o governador Antonio Anastasia contrato que prevê a liberação de R$ 5 milhões do Projeto Novo Somma Urbaniza, Programa de Modernização Institucional e Ampliação de Infraestrutura urbana no município. A sole- nidade de assinatura ocorreu no Palácio Tiradentes em Belo Horizonte no dia 1º de setem- bro. O recurso já foi liberado para a Prefeitura, via Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG). A dívida será paga ao banco num prazo de 10 anos, com carência de dois anos contados a partir do dia 15 de setembro.

Os R$ 5 milhões serão uti- lizados em obras de pavimen-

tação e drenagem de vias nos bairros Riviera Park (incluin- do a subida para o aeroporto) e Kamayurá. Além de Unaí, outros 37 municípios assinaram contra-

to em que o Governo de Mi-

nas autoriza o financiamento do Projeto Novo Somma Ur- baniza do BDMG. Acompanharam o prefeito Antério ao ato de assinatura

o vice-prefeito José Gomes

Branquinho, o secretário mu- nicipal Eurípedes Santana (Comunicação Social) e o de- putado federal Bernardo San- tana. Participaram da solenidade

Fonte: www.prefeituraunai.mg.gov.br

no Palácio Tiradentes o vice- -governador Alberto Pinto Co- elho, os secretários de Estado Danilo
no Palácio Tiradentes o vice-
-governador Alberto Pinto Co-
elho, os secretários de Estado
Danilo de Castro (Governo),
Maria Coeli Simões (Casa Ci-
vil e Relações Institucionais),
Gil Pereira (Desenvolvimento
dos Vales do Jequitinhonha e
Mucuri e do Norte de Minas),
além do presidente do BDMG,
Matheus Cotta de Carvalho, e
do vice-presidente do banco,
José Santana de Vasconcelos.
Antério e Branquinho
com Alberto Pinto
Coelho, Anastasia e
Bernardo Santana
durante a solenidade
de assinatura

Página 14

Página 14 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Atendimentos do Ação Rural chegam ao Povoado de Boa Vista

Fonte: www.prefeituraunai.mg.gov.br

ao Povoado de Boa Vista Fonte: www.prefeituraunai.mg.gov.br Evento bastante movimentado na Escola Euclides da Cunha

Evento bastante movimentado na Escola Euclides da Cunha

Diácono Gê (Gestão Parti- cipativa) afirma que o Ação Rural continua onde houver um núcleo
Diácono Gê
(Gestão Parti-
cipativa) afirma
que o Ação
Rural continua
onde houver
um núcleo
comunitário e
uma escola
onde houver um núcleo comunitário e uma escola O Vice-prefeito José Gomes Branquinho anunciou várias
O Vice-prefeito José Gomes Branquinho anunciou várias melhorias estruturais para o povoado de Boa Vista
O Vice-prefeito
José Gomes
Branquinho
anunciou
várias
melhorias
estruturais
para o povoado
de Boa Vista
melhorias estruturais para o povoado de Boa Vista No dia 02 de setembro foi a vez

No dia 02 de setembro foi

a vez de o Povoado de Boa

Vista receber os atendimen- tos do Programa Ação Rural, desenvolvido pela Secretaria de Gestão Participativa e As- suntos Distritais, com parce- ria de outras Secretarias Mu- nicipais e entidades da socie- dade civil e militar sediadas em Unaí. Os atendimentos ocorreram durante todo o dia na Escola Municipal Eucli- des da Cunha. Entre outros benefícios, o Ação Rural proporcionou aos moradores do Povoado de Boa Vista e adjacências:

emissão de carteira de iden- tidade e carteira de trabalho; emissão do cartão do SUS; atendimento do Bolsa Fa- mília; orientação médica e odontológica; informações sobre assistência social, meio ambiente, agricultura, dro- gas, doenças; atendimento jurídico; entre outros. “Vamos fechar o ciclo de

ações rurais este ano e repetir no ano que vem”, enfatizou

o vice-prefeito José Gomes

Branquinho, ao reconhecer a importância do evento tam- bém para ouvir as demandas do pessoal da região. Secretário da Pasta res- ponsável pela organização, o diácono Gê, disse que estão programadas mais três ações rurais para este ano e reafir- mou a continuidade do pro- grama. “Onde houver um nú- cleo comunitário e uma esco-

la, vamos continuar levando

essa prestação de serviço”. A parceria da Secretaria de Educação é fundamental na execução do programa de Ação Rural, já que os aten- dimentos são realizados nas escolas. “Nós temos prazer em ceder o espaço físico das escolas para a Gestão Partici- pativa”, afirmou o secretário Geraldo Magela (Educação), “porque no ação rural há o exercício da cidadania. Este dia reforça a expectativa de que o poder público preste serviços de qualidade à co- munidade local”. Os benefícios do progra- ma são reconhecidos pelo presidente da Associação Rural de Boa Vista, Maxi- miliano Martins, que repre- sentou oficialmente toda a região no evento. “Que a ini- ciativa continue acontecendo na zona rural, porque gera benefícios para quem sofre dificuldades de deslocamen- to até a cidade para ter esse tipo de atendimento”.

Melhorias no povoado Durante a abertura oficial dos atendimentos, Branqui- nho anunciou ainda para es- te ano o início das obras de cobertura da quadra polies- portiva da Escola Municipal Euclides da Cunha; o asfal- tamento de ruas do povoado; reforma do cemitério local e transformação do povoado de Boa Vista em distrito.

e transformação do povoado de Boa Vista em distrito. Foram vários os atendimentos entre os quais

Foram vários os atendimentos entre os quais a emissão da carteira de identidade, exame de glicemia e aferição da pressão arterial

Sectur faz lançamento do Carnaval Unaí 2012

arterial Sectur faz lançamento do Carnaval Unaí 2012 Prefeito Antério faz o lançamento do Carnaval 2012

Prefeito Antério faz o lançamento do Carnaval 2012 ao lado de secretários e organizadores

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur) fez o lançamento no dia 27 de agosto do Carnaval Unaí 2012. Para o evento, foram convidadas a Escola de Sam- ba Unidos do Novo Horizon- te de Paracatu, e de Unaí a banda Bandalheira e o Trio BMW. O lançamento do car- naval unaiense aconteceu na rua Nossa Senhora do Car- mo, em frente ao Letabela. Para o “grito de carnaval”, Paracatu enviou integran-

tes da bateria da Escola de Samba, passistas, baianas, mestre-sala e porta-bandei- ra. Entre 12h e 18h, antigas marchinhas, sambas-de-ro- da, sambas enredo e outras “bossas” carnavalescas pedi- ram passagem e embalaram unaienses e visitantes que passaram pelo local, a maio- ria aguardando o Baile do Hawai, tradicional evento da sociedade unaiense que ocor- reria à noite no Colina Clube. De acordo com a secretária

reria à noite no Colina Clube. De acordo com a secretária Passistas e baianas dão um

Passistas e baianas dão um colorido especial ao evento

municipal Creonice Leitão (Sectur), o objetivo do lan- çamento foi cumprido. “É a primeira vez que estamos fa- zendo um evento desses. Mas acreditamos que cumprimos o pretendido, já que conse- guimos divulgar para um grande número de unaienses e visitantes parte do que va- mos fazer no carnaval do ano que vem”, ela salientou.

Desfile 2012 Para dar um incremento no

carnaval 2012, a Sectur já es- tá investindo: comprou equi- pamentos para a formação de bateria de escolas de samba e contratou o serviço de ca- pacitação de instrumentistas. Foram comprados 20 bum- bos treme-terra, 20 taróis, 20 repiniques, 20 contra-surdos, 30 xique-xiques, 40 tambo- rins, 110 atabaques e 4 apitos. O investimento do município na aquisição dos instrumen- tos é de R$ 33,4 mil. Para a formação das ba-

Fonte: www.prefeituraunai.mg.gov.br

a formação das ba - Fonte: www.prefeituraunai.mg.gov.br A apresentação foi embalada pela bateria da escola de

A apresentação foi embalada pela bateria da escola de samba paracatuense Unidos do Novo Horizonte

terias das Escolas de Samba unaienses Unidos do Taquaril (bairro Canabrava e adjacên- cias) e Unidos do Novo Hori- zonte (bairro Novo Horizon- te e adjacências), os ensaios começarão em setembro e seguem até vésperas do car- naval. Creonice Leitão antecipa que haverá desfiles de es- colas de samba na avenida Governador Valadares, mas ainda não “fechou” a agenda completa do carnaval 2012.

“Estamos primeiro organi- zando as escolas de samba que serão formadas em Unaí, para depois pensarmos na programação”, ela explicou. Já estão “fechadas” para desfilar no carnaval unaien- se de 2012: as recém-criadas Escolas de Samba de Unaí Unidos do Taquaril, Unidos do Novo Horizonte e Unidos do Fênix (do Grupo Teatral Fênix) e a Escola de Samba Unidos do Novo Horizonte de Paracatu.

Página 15

Página 15 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011 Vereadores de Unaí querem um bastaparaolixãoacéuaberto A Comissão

Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Vereadores de Unaí querem um bastaparaolixãoacéuaberto

A Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Unaí visitou o lixão municipal procurando meios de sanar a atual situação que traz desconforto a grande parcela da população

Por Washington Moreno

O problema de lixo a céu aberto é um dilema e um

desafio não só em Unaí, Mi- nas ou Brasil. Ele existe em todas as cidades do mundo inteiro que, cada uma a seu tempo e de sua forma, procu- ram amenizar, reaproveitar e estocar o amontoado de lixo que é produzido diariamente por quase 8 bilhões de pes- soas. Unaí produz diariamente

40 toneladas de lixo bruto.

Essa montanha de dejetos é depositada no lixão, uma área de 10 hectares localizada na saída sul da cidade. Os pro- blemas com o lixão existem

há anos e vão desde a atra- ção de insetos, animais peço- nhentos e roedores, passando pelo mau cheiro e a eterna fumaça fétida que existe no local devido às queimadas diárias. Essa fumaça tem in- comodado grande parcela da população urbana de Unaí (Canaã, Novo Horizonte, Ci- dade Nova, Iúna, Kamayura, Setor de Mansões Sul, bairro D’ Lourdes entre outros da região), que tem reclamado aos órgãos responsáveis, pe- dindo uma solução. Por mais de uma vez, o assunto foi discutido no Legislativo ao ponto de

a Comissão do Meio Am-

biente, presidida pelo verea- dor Ilton Campos (PSDB), e composta ainda pelos verea- dores Adriano Adjuto/Zé da Estrada (PMDB), e Olímpio Antunes (PSB), resolveram

ir até as ultimas consequên-

cias para dar um basta a situ- ação. A primeira etapa já foi concluída com a busca on line de cidades modelo em aterro sanitário tendo a co- missão já entrada em conta-

to com mais de uma cidade

que deverão ser visitadas no decorrer do processo e ago- ra, a visita em loco do lixão e maior conhecimento de sua realidade. No terreno trabalham dia- riamente em média 35 pes- soas que tiram do lixo, das sobras dos demais, o seu sustento, reciclando tudo o que é possível. Trabalham em situação nada higiêni- ca e sem nenhum cuidado, tendo alguns que mesmo estando entre vidros, pre- gos, latas e entulhos de to- da espécie, mesmo assim, andam descalço no meio daquela sujeira toda. Essa é uma das situações em que o Governo municipal deverá também resolver, dando ga- rantia de sobrevivência para aqueles trabalhadores. Em depoimento, um dos traba- lhadores que preferiu não se

identificar, disse que tira de

30 a 50 reais por dia e que

ele não ganharia em outro serviço o mesmo que retira dali. Após ouvir mais de um

trabalhador do local e verifi- car as condições do terreno,

a comissão retornou para a

sede da Câmara onde tinha

a comissão retornou para a sede da Câmara onde tinha O Lixão a céu aberto está

O Lixão a céu aberto está causando transtornos à população de diversos bairros de Unaí

transtornos à população de diversos bairros de Unaí Os vereadores Olímpio Antunes e Adriano Adjuto estiveram
transtornos à população de diversos bairros de Unaí Os vereadores Olímpio Antunes e Adriano Adjuto estiveram

Os vereadores Olímpio Antunes e Adriano Adjuto estiveram in loco no Lixão verificando o real problema do meio ambiente

loco no Lixão verificando o real problema do meio ambiente Os parlamentares preocupados com a situação

Os parlamentares preocupados com a situação também estiveram no local onde seria destinado o lixo de Unaí

estiveram no local onde seria destinado o lixo de Unaí Os secretários municipais Alino Coelho e

Os secretários municipais Alino Coelho e Kátia Regina participaram de reunião na comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal

marcada uma reunião como secretário de Obras, Alino Coelho e com a secretária de

Meio Ambiente, Cátia Re- gina Rocha, que acolheram

as investidas dos senhores vereadores e se colocaram a disposição para juntos, resol- verem o problema. O executivo municipal

também se dispôs a colabo- rar para juntos solucionarem o grave problema que vem atingindo grande parte da po- pulação de Unaí.

Foi decidido pela Comis- são de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Unaí que outras reuniões ocorre- rão e que na próxima semana

irão visitar a Areuna – Asso- ciação Recicla Unaí – com- posta por catadores de lixo reciclável que na maioria trabalham no Lixão.

Página 16

Página 16 Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Colégio do Carmo: 1º lugar no Enem 2010

O MEC/INEP publicou

no dia 12 de setembro a média por escola referen- te ao Exame Nacional do Ensino Médio 2010. Os re- sultados mostram a grande diferença entre escolas pú- blicas e privadas em todo o país. Os resultados das duas maiores cidades do Noro- este Mineiro mostram que o Colégio Cenecista Nossa Senhora do Carmo obteve a melhor pontuação geral:

627,06 pontos e vale ressal- tar que, do Brasil, a escola que obteve o 1º lugar alcan- çou 761,70 pontos (Colégio São Bento, RJ).

Análise da Notícia

O ENEM em sua nova

versão tem possibilitado a um maior número de estu- dantes o ingresso no Ensino Superior público e privado (PROUNI), otimizando as vagas existentes nas univer-

sidades e IES do país. Por outro lado constata- -se o abismo existente entre as escolas públicas e priva- das. Muito se tem discutido acerca deste problema ape- sar de uma ínfima melho- ria a cada ano, apesar do Governo alardear que há grandes avanços no ensino público. Quais os motivos que le- vam as escolas privadas a suplantarem as públicas? Reportagem do “Correio Brasiliense” de 14/09/11 página 26 – cidades faz uma radiografia das escolas mais bem classificadas do DF e, aqui, gostaríamos de colocar lado a lado os re- sultados da melhor escola

de Unaí, fato que deixa os unaienses mais tranquilos. Basicamente, segundo os dirigentes dessas escolas, o “segredo” é ter uma equipe de professores competente, currículo amplo e boa in-

fraestrutura. Atividades ex- tracurriculares, aulas de re- forço e plantões para sanar dúvidas, simulados, etc, são componentes necessários para o sucesso dos alunos. Para o professor Weller- son Gontijo, Diretor do Co- légio do Carmo, o segredo “é a equipe de professores preparados, competentes e compromissados.” Para ele, apesar da escola cobrar mensalidades muito abaixo das da capital, vem conseguindo manter um pa- drão satisfatório de resulta- dos. Parabéns ao Colégio do Carmo pelo trabalho que vem desde 1960, desenvol- vendo em nossa cidade!

que vem desde 1960, desenvol- vendo em nossa cidade! Escola Nota Nº dE alu- Nos quE
que vem desde 1960, desenvol- vendo em nossa cidade! Escola Nota Nº dE alu- Nos quE

Escola

Nota

Nº dE alu- Nos quE fizEraM ENEM

MENsa-

 

currículo E

ENEM

lidadE

difErENciais

       

42

aulas semanais seleção

Colégio Olimpo

710,23

29

R$ 1.412,00

dos professores e alunos Hora professor: R$ 60,00

Colégio Galois

687,21

222

R$ 1,640,00

Docentes selecionados Carga horária ampla e outras atividades de aprofundamen- to, plantões, simulados. O aluno é seleciona- do pelo boletim.

       

Seleção de professores pela experiência e graduação

Colégio Batista

de Brasília

682,76

10

R$ 760,00

Plantões e aulas de reforço Salário aula: R$ 31,00 Não há seleção de alunos

Colégio Sigma

681,72

365

R$ 1220,00

Plano de cargos e salários Valoriza experiência, tempo de casa. Plantões Salário aula: R$ 38,00 até R$ 100,00

Colégio

     

Seleção professores com aula prática plantões de

Leonardo

668,92

120

R$ 1.250,00

dúvida, aulas de reforço e extras, palestra, eventos Não há seleção dos alunos

da Vinci

Colégio Sagrado

     

Seleção de professores Salário aula: R$ 34,97 Turmas de aprofunda- mento de estudos Revisões constantes Não há seleção de alunos

Coração de

659.82

24

R$ 1.037

Jesus

Colégio Delta

     

Professores licencia- dos e pós graduados Salário aula: R$ 27,93 Não há seleção de alunos

(Planaltina)

657,56

22

R$ 480,00

       

42

aulas semanais

Colégio do

Salário-base: R$ 15,50 Plantões, palestras, reforço Não há seleção de alunos Professores experien- tes e habilitados.

Carmo (Unaí)

627,06

87

R$ 423,00

com apoio do de bdmg, ruas ruas limpas unaí e pavimentadas. pavimentadas, nova urbanização o
com
apoio
do
de bdmg,
ruas ruas limpas
unaí
e
pavimentadas. pavimentadas,
nova
urbanização
o tem
mais conforto
mais
e
mais
para conforto
e desenvolvimento
e
tranquilidade
todos.
para a
qualidade
vida.
população.
É por meio de financiamentos do BDMG, que a parceria entre o Governo de
Minas e a Prefeitura está garantindo uma vida melhor, com mais conforto e
bem-estar para a população. Recentemente, o município obteve crédito para a
pavimentação de vias urbanas nos Bairros Riviera Park e Kamayurá e drenagem
pluvial no Bairro Riviera. Ao todo, o financiamento será de R$ 5 milhões.
Desenvolvimento: esse é o nosso compromisso com você.
www.bdmg.mg.gov.br