Você está na página 1de 4

Posição Interior

A qualidade da posição e do modo de segurar o rifle e as tensões antes e depois do tiro, é o que
chamamos de Posição Interior.

Verificando a Posição Interior

A verificação da posição interior começa no momento em que o corpo entra na posição de tiro. O rifle é
trazido do tripé para o alvo, e então são checados e otimizados, um a um dos pontos de contato entre
o rifle e o atirador.

Esta checagem leva o atirador a fazer a um delicado ajuste de posição até atingir o sentimento de que
está tudo OK.

Neste ponto a orientação da posição está quase completa, exceto a cabeça que ainda permanece
sobre a coronha. Sua respiração (feita através do diafragma) é ligeiramente acelerada. Deve-se
conseguir ficar nessa posição por longo tempo sem se cansar.

Os elementos que devem ser checados são:

● A Estática: a estrutura óssea deve ser verificada. O objetivo é assentar o peso do corpo e do
rifle nos ossos, assim os músculos não terão que ter muito trabalho.

● As Tensões: todas as tensões existentes em todos os músculos ativos são verificadas. Objetivo
é manter o menor esforço muscular possível e sempre na mesma medida.

● O Equilíbrio: O equilíbrio da posição na superfície de suporte é verificado. O objetivo é se


equilibrar de tal forma que no mínimo minimize, ou melhor, elimine completamente qualquer
balanço residual.

● A Respiração: a respiração tem a função de ser uma atitude que faz a marcação do tempo.
Mesmo o movimento do estômago tem um ritmo. Ao mesmo tempo a respiração é responsável
por suprir oxigênio ao corpo e para criação de reservas que serão necessárias no momento de
mirar e disparar.

Embora tenhamos listado estes itens separadamente, na prática eles são tratados como uma unidade.

Você sentirá que a sua posição interior está correta quando você sentir que esses quatro aspectos
foram realizados em harmonia.

Nesta fase, frequentemente o rosto está apontado em direção ao alvo, que é para manter a posição
não forçada, enquanto se dirige a concentração para o interior de si mesmo.

Normalmente se gasta entre 15 a 20 segundos em cada tiro, no treinamento e na competição, nesta


fase. Em momentos críticos ela deve ser repetida diversas vezes.

Movimentos

Os movimentos necessários para atirar são divididos em 4 partes:

1. Construir a posição: é o trabalho feito do momento em que o rifle é levantado do tripé ao


momento que a visada começa, e serve pra alinhar o rifle com o centro do alvo.

1/4
2. Carregar o rifle: é trazer o corpo e o rifle para a mesma posição antes de cada tiro. Pequenos
desvios precisam ser corrigidos passo a passo, até o rifle descansar livre de tensões
apontando para o centro.

3. Pegada: nesta fase é para fixar o rifle no centro do alvo com a maior estabilidade possível.
(SCATT)

4. Disparo: um disparo perfeito é caracterizado por duas coisas. Primeiro, deve acontecer quando
o rifle está apontado para o centro e é acompanhado por tão poucos impulsos perturbadores
quanto possível. Para achar o momento certo, é usada a percepção (visada), a tomada de
decisão (concentração) e as reações.

Assim, a execução da decisão é um trabalho muscular e a ativação do dedo precisa acontecer de um


modo mais preciso possível. Enquanto os músculos remanescentes do corpo são totalmente excluídos
desta ação. É fácil de falar, mas é preciso anos de treino com constância, disciplina de ferro para a
perfeição ser atingida.

Balanço do corpo

O balanço de corpo está sempre presente no atirador, e normalmente o balanço ocorre para esquerda
e para direita, e não para frente e para trás.

A imobilização da posição pode ser melhorada com a prática. E essa imobilização acontece
automaticamente, como uma extensão do esforço que o atirador faz para segurar o rifle imóvel
enquanto mira, Quanto mais demorado, mais freqüente e mais concentrado é o tiro menos você
balança. Até um determinado ponto.

Este ponto é onde o atirador encontra o seu limite. E neste ponto é importante melhorar a qualidade do
treino. Isto significa que antes de mirar e disparar sua total atenção deve ser voltada ao equilíbrio.

Controle do equilíbrio.

O órgão crítico para verificar o equilíbrio é a sola dos pés. A sensação de pressão entre o tornozelo e
os dedos do pé permite que você saiba com grande precisão se você está em equilíbrio. Quanto mais
tempo e mais frequentemente você se concentrar nesses sensores mais precisa será a sua percepção.

Se gasta até 20 segundos para encontrar a posição de equilíbrio. Se ela não for atingida nesse tempo
a posição deve ser desfeita e uma nova tentativa deve ser feita.

Uma vez que o equilíbrio é encontrado, a cabeça mergulha no cheekpiece levando o olhar para a linha
de visão. O momento em que a cabeça toca o cheekpiece coincide com a pausa na respiração. O
oxigênio disponível no corpo é suficiente para não mais do que 10 segundos.

Este movimento aparentemente inocente da cabeça torna-se na prática um detalhe diabólico. No


movimento de mergulho da cabeça, quando a bochecha apóia-se no cheekpiece, um leve
deslocamento da cabeça feito lateralmente é quase que inevitável. Este movimento desloca levemente
o centro de gravidade para cima dos dedos dos pés, e é suficiente para perturbar o equilíbrio
estabelecido.

Para treinar o movimento da cabeça é preciso bastante cuidado, é preciso baixar a cabeça para frente
não permitindo a caída para o lado. Para fixar o movimento correto o treino deve ser feito ao contrario:
encoste a cabeça no cheekpiece e então a traga para posição normal (inner position).

Nós temos treinado nosso senso de equilíbrio desde a infância. Esta habilidade é mantida diariamente
no curso de todas as possíveis atividades que você participa.

2/4
Ao contrário da crença largamente difundida, o labirinto só atua na sensação de equilíbrio quando você
está no escuro ou de olhos fechados. O equilíbrio é regulado principalmente pelos olhos, que percebe
a sua posição no espaço e fornece os dados necessários para a correção da posição.

Por isso é muito importante manter o campo de visão à frente o mais amplo possível, ou seja, abas,
íris, dioptros e outros tipos de acessórios que limitam a visão devem ser reduzidos ao mínimo
necessário.

As solas dos pés também têm uma importante contribuição no equilíbrio em termos de coordenação
das suas percepções. Todos os esportes que envolvem corrida e também correr em piso irregular
reforçam a sensação de equilíbrio.
Se você quiser fazer um treinamento especial para o seu equilíbrio quando você estiver em casa você
deve se concentrar no balanço do seu corpo por 10 minutos tão frequentemente quanto possível. Este
exercício pode ser feito com as roupas de tiro ou em roupa esporte. Se você praticar descalço ou em
prancha de equilíbrio redondas o efeito é aumentado.

Pratique até você ter a sensação de que você pode ficar realmente imóvel. Concentre-se na pressão
distribuída na sola dos pés e busque a quantidade certa de tensão dos pés para a cabeça. Instrua o
seu rifle para que ele fique parado e perceba como o seu corpo atinge este objetivo.

Em exercício interessante para o treinamento diário de coordenação, origina-se na Yoga e é também


usado no alongamento: fique em pé numa perna só e segure a outra perna com a mão do mesmo
lado. Concentre sua atenção em manter a postura tão imóvel quanto possível. Preste atenção na
atividade muscular nas solas e nas pernas. Respire profunda e pausadamente usando o diafragma.

Você verá que cada vez mais você vai ficar parado. Para dificultar, feche os olhos, e o exercício ficará
mais difícil. Para dificultar mais ainda, levante a mão do lado livre acima da cabeça.

Respiração

A técnica de disparar um tiro exige diferentes tipos de respiração. Para a fisiologia, o corpo precisa que
o sistema respiratório seja suficiente apto à oxigenar suas células. Manter um corpo aerobicamente
treinado é essencial para manter a respiração suspensa enquanto o organismo consegue fazer um uso
otimizado das reservas de oxigênio que estão circulando no sangue.

Para a posição de tiro, respirar é uma atividade de suma importância pelo fato de que a parte superior
do corpo é constantemente deformada pelo reposicionamento da caixa torácica quando os pulmões
são inflados. Durante a expiração o volume de ar é reduzido em vários litros fazendo com que o rifle
aponte para baixo.

É absolutamente necessário que você pause a respiração após a expiração para criar uma fase de
calma onde você pode mirar e disparar o tiro, porque os músculos do peito estão relaxados. Outras
características é que o centro de gravida do sistema corpo-arma abaixa quando os pulmões estão
vazios. O coração bate mais lentamente quando a pausa da respiração inicia, porque o coração tem
mais espaço e automaticamente bate em freqüência reduzida após a expiração.

É importante mirar somente depois de expirar e prender a respiração. Mesmo com a respiração
suspensa ainda existe ar o suficiente para manter o corpo oxigenado por 10 a 20 segundos.

Uma atenção especial deve ser dada à respiração para que ela seja sempre a mesma, para manter o
corpo oxigenado sempre do mesmo modo, durante todo o curso de tiro.

Além disso, nosso estado mental está intimamente ligado à nossa respiração. Nosso ritmo respiratório
reage nos nossos pensamentos do mesmo modo que nos nossos músculos. É de vital importância à
prática de exercícios respiratórios, principalmente as técnicas de relaxamento. A Yoga e o Treinamento
Autógeno são duas técnicas bem conhecidas.

3/4
A experiência comum a todos os exercícios respiratórios é que, mudando o modo de respirar, afeta o
estado de ser. Mais lento você respira mais calmo você fica. O respirar pelo estomago (diafragma)
abaixa o centro de gravidade e estimula os órgãos digestivos. Quanto mais inconsciente você usar a
respiração mais calma você ficará.

Expressões de emoção também devem ser evitadas porque a ansiedade ou a frustração leva a
estimular o organismo. Este comportamento é às vezes interpretado como falta de emoção. As
condições de mira estável são melhores quando a atividade e as expressões de emoção seja a menor
possível.

Keep cool !
Porque cada descarga dos seus sentimentos também faz com que aumente a respiração, o batimento
cardíaco e a tensão muscular.

4/4