Você está na página 1de 4

CURSO DE MEDICINA - DISCIPLINA DE ANATOMIA

ANATOMIA APLICADA À CLÍNICA – 1º PERÍODO

MÓDULO DE ARTROLOGIA
-MEMBRO SUPERIOR-
CASO 4A
(TEMPO DE APRESENTAÇÃO- 25 MINUTOS)

F.A.G., 23 anos, pedreiro, deu entrada em


ambulatório de ortopedia, com queixa do ombro
esquerdo estar "saindo do lugar" há 1 ano. O primeiro
episódio de luxação ocorreu quando carregou um grande
peso dentro da obra. De lá para cá, os episódios foram
ficando mais frequentes, chegando a ocorrer até durante
o repouso. Ele mesmo reduz o ombro luxado. Após
realizar exames físicos , foi diagnosticada luxação
recidivante do ombro, com indicação cirúrgica. Durante
a cirurgia, foi diagnosticada lesão do lábio glenoidal, o
qual foi reparado.
a) Cite as estruturas (ósseas, ligamentares, etc.) que
compõem a articulação do ombro.
b) Como é classificada esta articulação, e qual a sua
amplitude de movimentos ?
c) Qual é o papel do lábio glenoidal na estabilização do
ombro?
d) Qual é o papel do manguito rotador sobre a articulação do ombro?
e) Cite as estruturas que são estabilizadoras estáticas e dinâmicas:
ƒ na translação anterior do ombro;
ƒ em graus médios (<s. de 90º) e superiores (>s. de 90º) de abdução e rotação externa do ombro;
ƒ na adução e rotação interna do ombro;
ƒ na translação posterior do ombro;
ƒ na translação superior do ombro.

SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS
a) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6
Membro Superior. p.706-707.
WILLIAMS, PL; WARWICK, R; DYSON, M; BANNISTER, LH. Gray Anatomia. 37ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,
1995. Cap. 4 Artrologia. p.463-464.
b) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6
Membro Superior. p.706-707.
WILLIAMS, PL; WARWICK, R; DYSON, M; BANNISTER, LH. Gray Anatomia. 37ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,
1995. Cap. 4 Artrologia. p.463;465.
c) CRENSHAW, A.H. Cirurgia Ortopédica de Campbell, 8ªEd. Editora Manole Ltda., 1996 Vol.2 Cap. 30. Luxações antigas não
reduzidas – Anatomia Funcional Normal. p.1504 (SIA p1).
BROWNER, B.D.;JUPITER,J.B.; LEVINE,A.M.; TRAFTON,P.G. Traumatismos do sistema musculoesquelético, 2ª Edição. São
Paulo:Editora Manole Ltda., 2000 Vol.2 Cap. 43. Fraturas do Úmero Proximal e Luxações Glenoumerais – Anatomia Relevante e
Biomecânica. p.1551 (SIA p2).
d) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6
Membro Superior. p.708.

É PROIBIDA A REPRODUÇÃO DESTE MATERIAL


SEM A PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DOS PROFESSORES
DA DISCIPLINA
CURSO DE MEDICINA - DISCIPLINA DE ANATOMIA
ANATOMIA APLICADA À CLÍNICA – 1º PERÍODO
BROWNER, B.D.;JUPITER,J.B.; LEVINE,A.M.; TRAFTON,P.G. Traumatismos do sistema musculoesquelético, 2ª Edição. São
Paulo:Editora Manole Ltda., 2000 Vol.2 Cap. 43. Fraturas do Úmero Proximal e Luxações Glenoumerais – Anatomia Relevante e
Biomecânica. p.1553 (SIA p4).
BUCHOLZ, R.W., HECKMAN, J.D. Rockwood & Green's Fractures in Adults, 5th Ed. Lippincott Williams & Wilkins, 2001 Part
of “28 - Subluxations And Dislocations About The Glenohumeral Joint”- Biomechanics. p.1155 (SIA p.8).
e) CRENSHAW, A.H. Cirurgia Ortopédica de Campbell, 8ªEd. Editora Manole Ltda., 1996 Vol.2 Cap. 30. Luxações antigas não
reduzidas – Anatomia Funcional Normal. p.1504-1505 (SIA p1-2).
BUCHOLZ, R.W., HECKMAN, J.D. Rockwood & Green's Fractures in Adults, 5th Ed. Lippincott Williams & Wilkins, 2001 Part
of “28 - Subluxations And Dislocations About The Glenohumeral Joint”- Biomechanics. p.1154-1155 (SIA p6-8).
FU, F.H., STONE, D.A.Sports Injuries: Mechanisms, Prevention & Treatment, 2nd Ed. Lippincott Williams & Wilkins, 2001.
Chap. 5. Biomechanics of Ligaments in Sports Medicine. p.92-94 (SIA p26-29).

CASO 4B
(TEMPO DE APRESENTAÇÃO- 20 MINUTOS)

. B.C.E. , 2anos , deu entrada no pronto-socorro no colo da mãe,


chorando muito . A mãe relata que puxou a criança (estendendo o
antebraço da mesma ) para entrarem no ônibus (vide imagem ao
lado), e desde então ela não “pára de chorar”. Durante a inspeção
notou-se que a criança estava com o antebraço direito em
pronação mantida e o cotovelo semi-fletido, e durante a palpação
notou-se dor à palpação da região lateral do cotovelo, tendo sido
diagnosticado a síndrome da pronação dolorosa (subluxação da
cabeça do rádio). Pergunta-se:
a) Cite as estruturas (ósseas, ligamentares) que compõem a
articulação do cotovelo e rádio-ulnar proximal.
b) Qual é a classificação e tipo da articulação rádio-ulnar
proximal e do cotovelo?
c) Quais são os movimentos de cada uma destas articulações?
d) Através da definição do significado dos termos valgo e varo,
explique o ângulo de carregamento (ou de transporte ou de
condução) do cotovelo.
e) Como as estruturas ósseas e ligamentares do cotovelo atuam para sua estabilidade em valgo ou
varo? Identifique os estabilizadores primários e secundários para cada estresse.
f) Qual o ligamento provavelmente acometido nesta síndrome ?
g) Para a redução desta subluxação, o médico fixa a cabeça do rádio e movimenta as articulações
rádio-ulnar proximal e do cotovelo no sentido contrário ao momento do trauma.
Correlacionando com o tipo de articulação, que movimentos estariam aqui envolvidos?

SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS
a) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6
Membro Superior. p.712-713;717-718.
b) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6
Membro Superior. p.712;717.
c) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6
Membro Superior. p.713-718.
d) Definições de Varo e Valgo (SIA p.1)
MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6
Membro Superior. p.713;715.
CRENSHAW, A.H. Cirurgia Ortopédica de Campbell, 8ªEd. Editora Manole Ltda., 1996 Vol.1 Cap. 17. Artroplastia do ombro e do
cotovelo – Anatomia e Biomecânica. p.694-695 (SIA p2-3).
e) CRENSHAW, A.H. Cirurgia Ortopédica de Campbell, 8ªEd. Editora Manole Ltda., 1996 Vol.1 Cap. 17. Artroplastia do ombro e do
cotovelo – Anatomia e Biomecânica. p.693 (SIA p1).
f) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6
Membro Superior. p.718.

É PROIBIDA A REPRODUÇÃO DESTE MATERIAL


SEM A PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DOS PROFESSORES
DA DISCIPLINA
CURSO DE MEDICINA - DISCIPLINA DE ANATOMIA
ANATOMIA APLICADA À CLÍNICA – 1º PERÍODO
g) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6
Membro Superior. p.718.

CASO 4C
(TEMPO DE APRESENTAÇÃO- 15 MINUTOS)

G.J.K., 30 anos, procurou atendimento após queda da bicicleta, tendo ocorrido trauma direto no
ombro direito. Ao exame, visualizou-se deformidade em região acrômio-clavicular direita, com dor
à palpação local. Foram realizadas radiografias, as quais confirmaram o diagnóstico de luxação
acrômio-clavicular (vide as figuras abaixo). Como o desvio era grande, foi indicada cirurgia. Foi
realizada redução aberta, com passagem de fios de Kirschner. Conseguiu-se boa redução, ficando o
resultado satisfatório.
a) Cite as estruturas (ósseas, ligamentares) que compõem a articulação acrômio-clavicular e
esterno-clavicular.
b) Qual é a classificação, tipo e amplitude de movimentos das articulações acrômio-clavicular e
esterno-clavicular?
c) Como as estruturas ligamentares acrômio-claviculares e córaco-claviculares atuam para a
estabilidade da articulação acrômio-clavicular?

SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS
a) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6
Membro Superior. p.699;702;704-705.
b) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6
Membro Superior. p.699;702.
ROCKWOOD, CA., MATSEN III, FA, WIRTH,MA.,HARRYMAN II, DT. Ombro, 2ª Edição. Revinter, 2002 Cap.12 – Desordens
da Articulação Acromioclavicular. p.487-489 (SIA p5-6).
c) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6
Membro Superior. p.705-706.
ROCKWOOD, CA., MATSEN III, FA, WIRTH,MA.,HARRYMAN II, DT. Ombro, 2ª Edição. Revinter, 2002 Cap.12 – Desordens
da Articulação Acromioclavicular. p.484-486 (SIA p2-4).
CRENSHAW, A.H. Cirurgia Ortopédica de Campbell, 8ªEd. Editora Manole Ltda., 1996 Vol.2 Cap. 29. Luxações Agudas –
Articulação Acromioclavicular. p.1449-1450 (SIA p1-2).

CASO 4D
(TEMPO DE APRESENTAÇÃO- 20 MINUTOS)

Z.T.J., 20 anos, deu entrada em pronto socorro, apresentando dor e impotência funcional em punho
direito, após queda com o punho em hiperextensão. Ao exame, visualizou-se edema em região do

É PROIBIDA A REPRODUÇÃO DESTE MATERIAL


SEM A PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DOS PROFESSORES
DA DISCIPLINA
CURSO DE MEDICINA - DISCIPLINA DE ANATOMIA
ANATOMIA APLICADA À CLÍNICA – 1º PERÍODO

punho, com certa proeminência dorsal e dor à palpação de toda


interlinha articular, com limitação de movimentos. Foram
realizadas radiografias, as quais confirmaram o diagnóstico de
luxação do semilunar (vide figuras ao lado). Foi realizada
manobra específica para redução, com estabilização óssea
posterior através de fixação percutânea com fios de Kirschner e
imobilização gessada. Conseguiu-se boa redução, ficando o
resultado satisfatório.
a) Cite as estruturas (ósseas, ligamentares) que compõem as
articulações do punho, intercarpais, metacarpo-falangianas
e interfalangianas.
b) Qual é a classificação, tipo e amplitude de movimentos das
articulações do punho, intercarpais, metacarpo-falangianas
e interfalangianas?
c) Através da descrição do espaço de Poirier, explique porque
a luxação do semilunar foi ventral.

SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS
a) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio
de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6 Membro Superior. p.719;722;724-
725.
b) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio
de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6 Membro Superior. p. 719;722;724-
725.
c) BUCHOLZ, R.W., HECKMAN, J.D. Rockwood & Green's Fractures in Adults, 5th Ed. Lippincott Williams & Wilkins, 2001 Part
of "19 - Fractures And Dislocations Of The Wrist". Surgical/Applied Anatomy. p.752 (SIA p.6).

É PROIBIDA A REPRODUÇÃO DESTE MATERIAL


SEM A PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DOS PROFESSORES
DA DISCIPLINA