AMRP I- Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais I

Prof. Jackson Souza Cruz

Introdução a Administração de Materiais

Conteúdo: Conceito de Administração de Materiais; Estrutura Organizacional da Administração de Materiais; Classificação de Materiais; Fluxo de materiais.

- Administrar: * * * * Planejamento; Coordenação; Direção; Controle.

- As Empresas... ”São Organizações Sociais que utilizam determinados RECURSOS para atingir determinados objetivos.” “ As empresas existem para PRODUZIR algo.” Idalberto Chiavenato As Empresas e seus Recursos. “Toda produção necessita de 3 fatores de produção INTEGRADOS por um quarto fator denominado EMPRESA” Idalberto Chiavenato * Natureza; * Capital; * Trabalho. * Natureza: é o fator que fornece insumos necessários a produção (m.p., materiais,energia,etc). * Capital: é o fator que fornece o dinheiro necessário para comprar, adquirir os insumos e pagar a pessoal. * Trabalho: é o fator constituído da mão-de-obra, que processa e transforma os insumos, através de operações, em produtos ou serviços. Atua sobre os demais fatores de produção, acionando e agilizando-os. * Empresa: é o fator integrador capaz de aglutinar o capital e o trabalho em um conjunto harmonioso que permite que o resultado alcançado seja muito maior que a soma dos fatores aplicados no negócio. - O que são recursos? É tudo o que gera ou tem capacidade de gerar riqueza. Unimar – Universidade de Marília 1

Constituem toda atividade voltada para o mercado de clientes e consumidores. terrenos. . * Porque influem na competitividade da empresa. * Porque podem comprometer a continuidade da Empresa.Por que Administrar Recursos? * Porque eles são escassos. * Porque influenciam na Qualidade dos produtos e serviços.(falta/excesso) * Porque compõem os custos dos produtos ou serviços. pois refere-se além da mão-de-obra. Englobam todos os aspectos materiais e físicos que a empresa utiliza para produzir. Compreendem todo o esquema de mkt ou de comercialização da empresa. Jackson Souza Cruz Introdução a Administração de Materiais . São constituídos pelo conjunto de bens que a empresa possui tais como: Instalações. assistência técnica.Quais sãos os Recursos a Disposição das Empresas? * Recursos Materiais. como promoção.AMRP I. etc * Recursos Administrativos. Constituem toda a forma de atividade humana na empresa. Constitui todo esquema administrativo e gerencial da empresa. decisorial. prédios. Constituem todos os aspectos relacionados com o dinheiro utilizado na empresa para financiar suas operações * Recursos Tecnológicos. * Porque afetam o funcionamento da organização. veículos. ultrapassando o conceito de fator de produção denominado Trabalho. * Recursos Mercadológicos. Unimar – Universidade de Marília 2 . Conhecimento com o qual a empresa conta para executar os seus produtos ou serviços. vendas. * Recursos Humanos. equipamentos. social. seja ela verbal. * Recursos Financeiros.Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais I Prof. indo desde o nível de diretoria até a gerência das atividades. * Recursos Patrimoniais.

AMRP I.Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais I Prof.  Finalidade: Conciliar o FLUXO de movimentação dos materiais X FLUXO de Informações X Processo Produtivo = LOGÍSTICA  Conceito ( 2 ) : Administração de materiais compreende o planejamento. a direção e o controle de todas as atividades ligadas à aquisição materiais para a formação de estoques. Ciclo da Administração de Materiais Figura 1.2 Ciclo da Administração de Materiais Unimar – Universidade de Marília 3 . passando pela Produção. até o consumidor. com o objetivo de maximizar a utilização dos recursos da empresa e fornecer o nível requerido de serviços ao consumidor. a coordenação. Jackson Souza Cruz Introdução a Administração de Materiais Administração de Materiais  Conceito (1) Responsável pelo FLUXO de Materiais a partir do Fornecedor. desde o momento da sua concepção até o seu consumo final.  Função: Planejar e Controlar o FLUXO de materiais.

Objetivos principais: a) Preço .  Estrutura organizacional. ou subdividida entre esses dois. – A Administração de Materiais. b) Alto Giro de Estoques . – A Estrutura Organizacional representa a maneira pela qual os órgãos e cargos estão dispostos e arranjados para o seu funcionamento em direção aos objetivos propostos pela empresa. Engenharia de Produto.é resultado de uma análise criteriosa quando da escolha dos fornecedores. Jackson Souza Cruz Introdução a Administração de Materiais Responsabilidade e atribuições: a) suprir. d) controlar os estoques. Unimar – Universidade de Marília 4 . em algumas empresas. se mantida a mesma qualidade. e) Consistência de Qualidade . de todos os materiais necessários ao seu funcionamento. encontra-se subordinada a setores industriais e comerciais. Qualidade. Financeira etc.a área de materiais é responsável apenas pela qualidade de materiais e serviços provenientes de fornecedores externos. d) Continuidade de Fornecimento . c) supervisionar os almoxarifados da empresa. a empresa.implica em melhor utilização do capital. segundo critérios aprovados pela direção da empresa. b) avaliar outras empresas como possíveis fornecedores. expedição e transportes são afetados diretamente por este item. Lotes Econômicos e outros índices necessários ao gerenciamento dos estoques.dependem fundamentalmente da eficácia das áreas de Controle de Estoques. g) estabelecer sistema de estocagem adequado. f) manter contato com as Gerências de Produção. fixando Estoques Mínimos.AMRP I. aumentando o retorno sobre os investimentos e reduzindo o valor do capital de giro. h) coordenar os inventários. e) aplicar um sistema de reabastecimento adequado. c) Baixo Custo de Aquisição e Posse . certamente um dos mais importantes. Armazenamento e Compras. Reduzir o preço de compra implica em aumentar os lucros.este é o objetivo mais óbvio e. Os custos de produção. através de Compras.Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais I Prof.

a maior relevância dos materiais na composição dos custos dos produtos. a necessidade de atender padrões mundiais de qualidade para garantir a sobrevivência. – Em face a evolução tecnológica. Jackson Souza Cruz Introdução a Administração de Materiais  Estrutura organizacional.AMRP I. a concorrência global Unimar – Universidade de Marília 5 .Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais I Prof.

os Materiais não ficam parados. Orgãos Superiores da escala hierarquica Produção Finanças Comercial Compras Ger. até chegarem no depósito de produto acabado. eles seguem um movimento incessante que vai desde o recebimento. e Contr. No Sistema Moderno de gerenciamento a função Adm de materiais tem maior abrangência e importância estratégica para o atendimento das metas da organização. Unimar – Universidade de Marília 6 . passando pelas diversas etapas do processo produtivo.AMRP I. considerando tal função como atividade operacional. de Estoques Organograma Gerencial Tradicional Orgãos Superiores da escala hierarquica Materiais Finanças Comercial Produção Gestão Compras Almoxarifado Sistema Modeno de Gerenciamento – A grande diferença entre os dois modelos é que no tradicional a gestão de materiais está exclusivamente ligada a necessidade de suprimento. estáticos.Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais I Prof. impulsionam o desenvolvimento da Gestão de Materiais para o atendimento desta realidade. –  Fluxo de Materiais. Jackson Souza Cruz Introdução a Administração de Materiais dentre outros fatores. – Em todas empresas.

em grande parte. A medida que os materiais fluem pelo processo produtivo. serve também de processo de seleção para identificar e decidir prioridades.  Atributos da Classificação de Materiais. – Uma boa classificação de materiais deve considerar os seguintes tributos:  Abrangência – Deve tratar de uma gama de características em vez de reunir apenas materiais para serem classificados  Flexibilidade – Deve permitir interfaces entre os diversos tipos de classificação. Existem várias formas para classificar os materiais. Jackson Souza Cruz – Introdução a Administração de Materiais A medida que caminham pelo processo produtivo. mudando progressivamente suas características. transformações adaptações. Dependendo da situação. os materiais recebem acréscimos. reduções. O sucesso no gerenciamento de estoques depende.  Classificação de Materiais. de bem classificar os materiais da empresa. de modo que se obtenha ampla visão do gerenciamento de estoques  Praticidade – A classificação deve ser direta e simples Unimar – Universidade de Marília 7 . – – – – – – É um processo de aglutinação de materiais por características semelhantes. O materiais podem ser classificados em função do seu estágio no processo produtivo.AMRP I. alterações. eles assumem diferentes características enquadrando-se em diferentes classes.Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais I Prof.

Materiais de Estoque : São materiais de demanda conhecida e para os quais são determinados critérios e parâmetros para ressuprimento. A inexistência de regularidade de consumo faz com que a aquisição destes materiais somente seja efetuada por solicitação direta do usuário na ocasião de sua necessidade.AMRP I. Jackson Souza Cruz Introdução a Administração de Materiais Matéria.Prima Produtos em Processo C L A S S I F I C A Ç Ã O Materiais não Estoque Quanto a aplicação Materiais Produtivos Produtos Acabados Materiais de Manutenção Material de Consumo em geral Quanto ao tipo de Demanda Materiais Improdutivos Materiais classe A Quanto ao valor de consumo anual Materiais Classe B Materiais Classe C Materiais Estoque Quanto a Perecibilidade Quanto importância operacional Quanto a Periculosidade Material X Material Y Material Z Quanto ao Mercado Fornecedor Materiais Críticos Quanto a Possibilidade Fazer ou Comprar Fazer Internamente Comprar Quanto a Dificuldade de aquisição Temporário Quanto ao tipo de Estocagem Permanente Introdução: Classificação de Materiais. .Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais I Prof. com base na demanda e na importância para a empresa. Os materiais de estoque. Classificação por tipo de demanda – Materiais Não de Estoque: São materiais de importância imprevisível. para os quais não são definidos parâmetros para ressuprimento automático. podem ser: Unimar – Universidade de Marília 8 . quanto a sua aplicação.

pois constituem peças isoladas prontas para serem anexadas ao produto.Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais I Prof. – Produtos Acabados:  São os produtos prontos cujo processamento foi completado inteiramente. e se encontram ao longo das diversas seções que compõem o processo produtivo  Diferem dos materiais em processamento pelo estágio mais avançado. – Materiais em Processamento:  São os materiais que estão sendo processados ao longo das diversas seções que compõem o processo produtivo.  Não estão no almoxarifado. – Materiais Semi-Acabados:  São os materiais parcialmente acabados. ou seja. Unimar – Universidade de Marília 9 . já passaram por todas as fases do processo produtivo – Materiais auxiliares:  São os materiais utilizados no processo de fabricação. cujo processamento está em algum estágio intermediário do processamento. Por exemplo: a estopa usada para limpar um molde que vai fazer um pneu. – Materiais Acabados:  São os também denominados componentes. e não podem ir para o depósito pois ainda não são produtos acabados.Materiais Produtivos: Compreendem todo e qualquer material ligado direta ou indiretamente ao processo de fabricação – Matérias-primas:  Constituem os insumos que ingressam no processo produtivo e que compõem os produtos. pois se encontram quase acabados. pois não são mais matérias-primas.AMRP I. Jackson Souza Cruz Introdução a Administração de Materiais . mas não se agregam ao produto final.

Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais I Prof. Jackson Souza Cruz Introdução a Administração de Materiais Exemplo de classificação de materiais: Materiais Não Produtivos: Compreendem todo e qualquer material não o incorporado ao produto fabricado e nem utilizados durante as fases do processo produtivo. materiais de escritório. Ex.AMRP I.: materiais de limpeza. Materiais de Consumo Geral : São os diversos materiais que são utilizados nos vários setores empresa para fins que não sejam ligados diretamente ao processo produtivo. etc. Unimar – Universidade de Marília 10 .

ou ainda. ao estudar a distribuição de renda entre a população do sistema econômico em que vivia.economista. podem prejudicar seriamente a continuidade de produção. visando dar subsidio para a tomada de decisão e em conseqüência contribuir para a gestão de materiais. muito antes do aparecimento das pesquisas econométricas descobriu.Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais I Prof. certa regularidade na distribuição da renda nos paises capitalistas. onde a maior parte da renda concentrava-se em uma pequena parte da população. Cujo fundamento é aplicável a quaisquer situação que seja possível estabelecer prioridades.AMRP I. – séc XIX ( 1848-1923). 100 Valor do Estoque (%) 95 75 B A C 5 20 75 % de quantidade de itens Quanto a Importância Operacional: Existem materiais de baixo valor financeiro. Em 1897. A partir da Classificação temos condição de separar a o essencial do trivial. e engenheiro italiano. Fundamentos baseados em uma constatação de Wilfred Pareto. as quais tem objetivo de atender as necessidades e particularidades da Empresa. como por exemplo uma tarefa a cumprir mais importante que outra. Classificação ABC. Jackson Souza Cruz Introdução a Administração de Materiais Classificação de Materiais Existem ainda outros tipos de classificação Materiais. Para Gestão de Estoques foi posta em Prática após a II Guerra Mundial – pela General Electric americana (GE). que caso faltem. trazer sérios riscos à segurança Unimar – Universidade de Marília 11 . sociólogo.

Jackson Souza Cruz Introdução a Administração de Materiais industrial ou poluição ambiental. Classificação quanto a Periculosidade: Classificação devido à características físico-químicas. Classificação quanto à Perecibilidade: Muitas vezes. Perecível: a) b) c) d) e) f) Ação higroscópica*: ex -sal . o fator tempo influencia na classificação.oferecendo risco à segurança no manuseio. óxido de etileno. não estando. Ex – líquidos inflamáveis. Unimar – Universidade de Marília 12 . Materiais Z : Materiais de importância vital. Instáveis: ex -ácidos. Contaminação da água: ex -óleo para transformadores. Contaminação por partículas sólidas: ex -graxas.AMRP I. com possibilidade de uso de similar existente na empresa. sem similar na empresa. Materiais Críticos: São materiais cuja demanda não é previsível e a decisão de estocar tem como base o risco. com ou sem similar na empresa.Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais I Prof. cal virgem. Materiais X : Materiais de aplicação não importante. sujeitos ao controle de obsolescência. visa identificar materiais imprescindíveis ao funcionamento da empresa. remédios. Voláteis**: ex -amoníaco. A classificação da importância operacional. portanto. Não perecível 2. Por serem sobressalentes vitais de equipamentos produtivos. cuja falta acarreta a paralisação de uma ou mais fases operacionais. devem permanecer estocados até sua utilização. tornando então o custo da falta mais oneroso do que o custo do investimento em estoque. éter. armazenagem e incompatível com outros materiais. Materiais Y : Materiais de importância média. os materiais podem ser classificados em: 1. Neste caso. transporte. Tempo: ex -alimentos.

ou difícil acesso.Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais I Prof. Classificação quanto ao tipo de estocagem: a) Permanente: materiais que necessitam de ressuprimento constante. a) Fazer internamente: fabricados na empresa.AMRP I. b)Escassez: há pouca oferta no mercado. Mercado estrangeiro: materiais fabricados fora do país. Jackson Souza Cruz Introdução a Administração de Materiais Classificação quanto ao Mercado Fornecedor: Mercado nacional: materiais fabricados no próprio país. Unimar – Universidade de Marília 13 . ou similares. Classificação quanto à possibilidade de Fazer ou Comprar: Esta classificação visa determinar quais os materiais que poderão ser recondicionados. e)Logística sofisticada: transporte especial. materiais de não estoque. f)Importações: imprecisão e/ou longo lead-time. d)Recondicionar: materiais passíveis de recuperação Quanto à Dificuldade de Aquisição os materiais podem ser classificados em: a) F – fácil aquisição b) D – difícil aquisição As dificuldades na obtenção de materiais podem provir de: a)Fabricação especial: envolve encomendas especiais e acompanhamentos. fabricados internamente ou comprados. c)Decisão de comprar ou fazer: sujeito à análise. c)Sazonalidade: há alteração em determinada período do ano d)Monopólio: há um único fornecedor. b)Temporária: materiais de utilização imediata e sem ressuprimento. b)Comprar: adquiridos no mercado. Materiais em processo de nacionalização: materiais aos quais estão desenvolvendo fornecedores nacionais.

Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais I Prof. Jackson Souza Cruz Introdução a Administração de Materiais Unimar – Universidade de Marília 14 .AMRP I.

Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais I Prof. materiais de não estoque. Jackson Souza Cruz Introdução a Administração de Materiais b)Temporária: materiais de utilização imediata e sem ressuprimento. 15 Unimar – Universidade de Marília .AMRP I.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful