Você está na página 1de 97

Bacilos e Cocobacilos

Gram negativos não


fermentadores da
Glicose, aeróbios
estritos
Nilton Lincopan
FCF-USP
Bacilos Gram negativos anaeróbios facultativos
fermentadores da glicose

F. Enterobacteriaceae
F. Vibrionaceae
F. Pasteurellaceae
F. Aeromonadaceae

Crescimento em Mac Conkey

- +
F. Pasteurellaceae F. Enterobacteriacea
F. Vibrionaceae
F. aeromonadaceae

Oxidase
+ -
F. Vibrionaceae
F. Enterobacteriaceae
F. Aeromonadaceae
EMBDEN- ENTENER - DUODEROFF
MEYERHOF-PARNAS

Glicose Glicose

Glicose-6-P Glicose-6-P

Fructose-6-P Fructose-6-P

Fructose1,6-difosfato 6-Fosfogluconato

1,3 Fosfoglicerato 2-ceto-3-deoxi-6-posfogluconato

Piruvato Piruvato

Lactato Ac. mixtos Krebs ( H2O)


Fermentadores da Glicose

O / F
F. Enterobacteriaceae
F. Vibrionaceae
F. Aeromonadaceae
Não Fermentadores da
Glicose
O / F O / F P. aeruginosa (66%)
S. maltophilia
Acinetobacter spp.
Burkholderia cepaceae
Alcaligenes spp.
Moraxella lacunata
M. Branhamella catarrhalis
C. meningocepticum

Não sacarolítico Oxidativo


Classificação de não fermentadores de interesse
médico
Móveis (flagelo polar) Família Pseudomonadaceae
Móveis (flagelo peritríqueo) Família Alcaligenaceae
Gênero Alcaligenes
Gênero Bordetella
Não móveis Oxidase + Família Flavobacteriaceae
Gênero Chryseobacterium
Gênero Flavobacterium
Posição incerta
Gênero Moraxella
Não móveis Oxidase (-) Posição incerta
Gênero Acinetobacter
Atualização na Nomenclatura
Acinetobacter baumannii A. calcoaceticus var. anitratus

Acinetobacter lwoffii A. calcoaceticus var. lwoffii

Burkholderia cepacia Pseudomonas cepacia

Burkholderia pseudomallei Pseudomonas pseudomallei

Chryseobacterium Flavobacterium meninosepicum


meningosepticum

Stenotrophomonas Xanthomonas maltophilia


maltophilia
Bactérias psicrófilas (psicotróficas)

9 Pseudomonas
9 Acinetobacter
9 Flavobacterium
9 Alcaligenes
S. maltophilia P. aeruginosa (66%)
Acinetobacter spp. Burkholderia cepaceae
Alcaligenes spp.
Moraxella lacunata
M. Branhamella catarrhalis
C. meningocepticum
Características Gerais
Gram negativos , não esporulados, bacilos ou cocobacilos
Aeróbios estritos (NO3)
Não fermentam a glicose

Habitat natural

água, solo, plantas

Habitat transitório

homem, animais

Importância

Patógenos oportunistas, saprófitos


Fontes de isolamento clínico

9 Sangue
9 Liquor
9 Urina
9 Feridas
9 Queimaduras
9 Secreção ocular
9 Otite
9 Animais
9 Ambiente
Freqüência

15% dos BGN isolados no laboratório

9 Pseudomonas aeruginosa
9 Acinetobacter baumannii
9 Stenotrophomonas maltophilia
Características gerais

ΠAgentes de Infecção Hospitalar


ΠMultirresistência
ΠAmpla distribuição
ΠFlora normal
ΠDiversidade metabólica
ΠMínimos requerimentos nutricionais
Agentes de Infecção Hospitalar
Imunodeprimidos
Multirresistentes
Fatores de Virulência
PATOLOGIA
I - Bacilos
Gram negativo
Gêneros
Pseudomonas
Stenotrophomonas
Burkholderia
Chryseobacterium
Alcaligenes
9 Móveis

9 Oxidase Positivo

Gêneros
Pseudomonas
Burkholderia
Chryseobacterium
Alcaligenes
Família Pseudomonadaceae
Classificação atual da Família Pseudomonadaceae

rRNA grupo I Grupo Fluorescente P. aeruginosa, P. putida, P.


fluorescens

Grupo Stutzeri P. stutzeri, P. mendocina

Grupo Alcaligenes P. alcaligenes, P.


Pseudoalcaligenes

rRNA grupo II Grupo Pseudomallei B. mallei, B. pseudomallei,


B. cepacia, B. gladioli, B.
pickettii
rRNA grupo III Grupo Acidovorans Comamonas acidovorans,
C. terrigena, C. testosteroni

Grupo Facilis-Delafieldii Acidovorax dalafieldii, A.


facilis, A. temperans

rRNA grupo IV Grupo Diminuta Brevundimonas diminuta, B.


vesicularis

rRNA grupo V Stenotrophomonas Stenotrophomonas


maltophilia maltophilia
Grupo rRNA I
Pseudomonas aeruginosa
Pseudomonas
aeruginosa

Oxidase +
Exopigmentos solúveis difusíveis

Pioverdina, piocianina, piorrubina, piomelanina


Fatores de Virulência
PATOLOGIA
1. Infecções do trato respiratório inferior: pneumonia
em pacientes neutropênicos e com fibrose cística.

2. Infecções urinárias por uso de catéter ou sonda.

3. Infecções sistêmicas: septicemia, meningite

4. Infecções do trato respiratório superior: otites,


sinusites.

4. Infecções superficiais como foliculites.

5. Infecções oculares
multiple small and large abscesses
Dermatite infecciosa
Éctima gangrenoso
Infeção Ocular
córnea
Otite Externa
Terapia

1° escolha Alternativa
UTI ciprofloxacina Carbenicilina, ticarcilina ou
piperacilina;
cefepime;imipenem;aztreonam;
tobramicina; gentamicina;
amicacina.
outros Ticarcilina ou Ceftzidima, imipenem,
piperacilina + aztreonam, cefepime, +
tobramicina, tobramicina, gentamicina, ou
gentamicina ou amicacina; ciprofloxacina
amicacina

The Medical Letter; 2001; 43-69


Grupo rRNA I
Pseudomonas fluorescens

9 Hemocentros
9 Alimentos
(proteinases e lipases)
Grupo rRNA II

Burkholderia cepacia;B. mallei, B.pseudomallei


Burkholderia cepacea
Grupo rRNA V

Stenotrophomonas maltophilia
Alcaligenes
Espécies

Alcaligenes feacalis
Alcaligenes xylosoxidans ssp. xylosoxidans
Alcaligenes xylosoxidans ssp. denitrificans

Oxidase +
Motilidade +
Crescimento em Mc Conkey +
9 Móveis

9 Oxidase Negativo

Gêneros
Stenotrophomonas maltophilia
Stenotrophomonas
maltophilia

Oxidase (-)
Stenptrophomonas maltophilia

9 Freqüente colonizador

9 Isolados do trato respiratório:

29 - 47 dos isolados produzem infeção

9 Resistência intrínseca ao imipenem)


1° escolha Alternativa
Sulfametoxazol/Trimetoprim fluoroquinolonas

The Medical Letter; 2001; 43-69


Diferenciação de Pseudomonas de interesse médico

Espécie Piocia Oxida Glicos Arginina 42°C° Gelatina


nina se e O/F

P. +/- + +/- + + +
aeruginosa

P. - + +/- + - +
fluorescens

P. putida - + +/- + - -

B. cepacia - +/- +/- - v v

S. - - +/- - v +
maltophilia*

* DNAse positivo.
SUSCEPTIBILIDADE
Ticarcilina Gentamicina
Piperacilina Amicacina
Carbenicilina Ciprofloxacina
Piperazilina/tazobactam Sulfametoxazol-trimetoprim
Ticarcilina/clavulânico Colistin
Ceftazidima
Cefepime
Imipenem
Aztreonam Ceftazidima + Amicacina
II- Coco bacilos
Gram negativo
Gêneros
Bordetella
Acinetobacter
Moraxella
9 Imóveis

9 Oxidase Negativo
Acinetobacter sp
Diferenciação de cocobacilos Gram negativos

Características Acinetobacter Neisseria Moraxella Kingella

Forma diploco/bacilo diplococo diplo/bacil diplococo

Catalase + + + -

Oxidase - + + +

Red. Nitrato - + +/- +

Acidific. Glicose +/- - - +


Diferenciação de espécies de Acinetobacter

Espécie O/F Glicose Cre.42°C Hemolise Citrato

A.
calcoaceticus +/- - - +

A. baumannii +/- + - +

A.
haemolyticus ±/- - + +

A. lwoffi -/- - - -
Tipos de infecção nosocomial
associado à Acinetobacter spp

9 Pneumonias: 4 – 15% associada ao respirador


(40% mortalidade)
9 Bacteremias: imunodeprimidos etc.
9 Infecção urinária: cateterismo vesical
9 Meningite: neurocirurgia ou procedimento
invasivo
Epidemiologia: Fontes

Ambiente Microbiota
9 terra 9 pele
9 alimentos 9 faringe
9 suporte seco
(> 4 m)
9 sítios úmidos
(umificador)
Acinetobacter spp: patogenicidade

Fatores de virulência Fatores de resistência


9 LPS 9 cápsula
9 Sideróforos 9 bacteriocinas
Acinetobacter baumannii

1° escolha Alternativa
Imipenem ou meropenem Amicacina, tobramicina, ou
gentamicina; ciprofloxacina;
SXT; ticarcilina, ou piperacilina;
ceftazidima, sulbactam,
polimixina

The Medical Letter; 2001; 43-69


9 Imóveis

9 Oxidase Positivo
Gênero Moraxella

9Diplococo, diplobacilo, bacilos Gram negativo


9Catalase e oxidase positivo
9Não móvel
9M. lacunata (conjuntivite)
9M. nonliquefaciens
9M. (Branhamella) catarrhalis (sinusite, otite meia)
9Microbiota de mucosas
Moraxella

Moraxella nonliquefaciens
secreção nasal
Moraxella lacunata
blefaroconjuntivitis angular
crônica
Moraxella (B) catarrhalis
ouvido medio, bronquitis,
pneumonia
Moraxella (B) catarrhalis
Escarro
Importância

9 Produtoras de β-lactamase
9 Resistente = amoxicilina e ampicilina
Moraxella catarrhalis

1° escolha Alternativa
Cefuroxima; SXT; amox-clav; eritromicina, tetraciclina,
fluoroquinolona cefuroxima, azitromicina

The Medical Letter; 2001; 43-69


Gênero Bordetella

Cocobacilos Gram negativo, oxidase +/-


Motilidade (-) ou + (B. bronchioseptica)
B. Pertussis (72 horas)
Côlonias como gotas de mercúrio (Bordet-Gengou)
Coqueluche, tos convulsiva (6 m- 5 anos)
Toxina dermonecrótica (paralisa cílios respiratórios)
The first stage, colonization, is an upper respiratory disease with fever, malaise and coughing, which
increases in intensity over about a 10-day period. During this stage the organism can be recovered in
large numbers from pharyngeal cultures, and the severity and duration of the disease can be reduced by
antimicrobial treatment. Adherence mechanisms of B. pertussis involve a "filamentous hemagglutinin"
(FHA), which is a fimbrial-like structure on the bacterial surface, and cell-bound pertussis toxin (PTx).
Short range effects of soluble toxins may also play a role as in invasion during the colonization stage.
Familia Flavobacteriaceae
9 Flavobacterium
9 Chryseobacterium
Chryseobacterium meningosepticum

(meningite neonatos prematuros 55% de mortalidade)


Gênero Chryseobacterium
(Flavobacterium)

9Bacilos Gram negativos, Oxidase +


9C. indologenes (colônias amarelas claras)
Feridas e secreção traqueal
9C. Meningosepticum (colônias amarelas obscuras)
meningite neonatal (55% mortalidade)
Utilização da glicose

Fermentação
Oxidação
Sacarolítico
Não sacarolítico
Motilidade

Microscópia direta
Meio para motilidade
Coloração de flagelos
Pseudomonas, S. maltophilia
(+), Acinetobacter (-)
Acetamida

Separa P. aeruginosa (+) de


P. fluorescens e P. putida (-)
Esculina

Chryseobacterium,
S. maltophilia, B. cepacia (+)

Esculina Esculetina
Redução de Nitrato

nitroredutase

Nitratos nitritos + sulfanilamida e o alfa-aftiletilenodiamina


= composto diazólico (vermelha).
O H2S reage com chumbo =
sulfato de chumbo
Prova da Acetamida
identificação

+ (-)

A acetamida foi degradada e a as aminas formadas


alcalinizam o meio tornando o de coloração azul
DNAse
Ao adicionar HCl 1N
Suspeita de não fermentador
Π Falta de evidência de fermentação da glicose
Π Reação da oxidase POSITIVA
Π Crescimento pobre em Mac Conkey ou negativo
Π Produção de pigmentos
Π Odor característico

Considerações importantes na identificação


ΠConcentração < de peptonas (de 1% para 0,2%)
ΠConcentração elevada de CH (0,5 para 2 %)
ΠConcentração de ágar diminuída (de 1,5 para 0,3%)
Amplia distribuição
Patôgenos oportunistas
Infecção Nosocomial
Infecção do trato respiratório inferior
Multirresistência