IDENTIDADE DA “RAÇA BRASILEIRA” A maneira excludente como se organizou a sociedade brasileira levou a desvalorização de muitos elementos que compõem

o universo cultural brasileiro, dentre os quais e principalmente os conteúdos culturais dos africanos. Sempre se fala em igualdade acreditando que isto amenizará as diferenças ignorando a história pessoal, familiar e cultural das comunidades. Precisamos aceitar as diferenças como algo normal, algo que não signifique superioridade de um sobre o outro, mas apenas uma enriquecedora diversidade que resulta numa grandiosa mistura cultural. Sabemos que a nossa sociedade é racista. O racismo é incutido em nós desde a mais tenra idade, mas é colocado de forma tão velada que nós não nos sentimos racistas e só vemos o racismo no outro. As referências a história e a cultura das populações africanas e afro-descendentes sempre foram ignoradas e distorcidas, classificando os negros como escravos que viviam a margem da sociedade. Essa forma de segregação da história e da cultura negra tirou a identidade dos negros e seus descendentes e da população brasileira como um todo já que o Brasil não é formado de uma única etnia e sim da mistura das três raças que conceberam o que podemos chamar de “raça brasileira”. Portanto, já passou da hora de resgatarmos e valorizarmos a história e a cultura destas três raças, para que assim os brasileiros definitivamente possam ter a sua identidade de raça brasileira, aceitando de uma vez por todas que a raça pura do Brasil é justamente a mistura das três raças, sem superioridade apenas com a diversidade. Vou transcrever aqui a música intitulada IDENTIDADE, composta e interpretada por Jorge Aragão. Identidade Jorge Aragão Elevador é quase um templo Exemplo pra minar teu sono Sai desse compromisso Não vai no de serviço Se o social tem dono, não vai... Quem cede a vez não quer vitória Somos herança da memória Temos a cor da noite

Filhos de todo açoite Fato real de nossa história (2x) Se o preto de alma branca pra você É o exemplo da dignidade Não nos ajuda, só nos faz sofrer Nem resgata nossa identidade Elevador é quase um templo Exemplo pra minar teu sono Sai desse compromisso Não vai no de serviço Se o social tem dono, não vai... Quem cede a vez não quer vitória Somos herança da memória Temos a cor da noite Filhos de todo açoite Fato real de nossa história (2x) Se o preto de alma branca pra você É o exemplo da dignidade Não nos ajuda, só nos faz sofrer Nem resgata nossa identidade Elevador é quase um templo Exemplo pra minar teu sono Sai desse compromisso Não vai no de serviço Se o social tem dono, não vai... Quem cede a vez não quer vitória Somos herança da memória Temos a cor da noite Filhos de todo açoite Fato real de nossa história ffMorais

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful