Você está na página 1de 5

Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP

Faculdade de Engenharia Civil Arquitetura e Urbanismo – FEC


Departamento de Geotecnia d Transportes - DGT
EC727 - Estradas I

Exercício de Classe
Tema: Geopolítica e Viabilidade dos Empreendimentos
em Transportes

Professor Responsável: Creso F. Peixoto


Auxiliar Didático: Marlon Arrotéia
1 - Quais fatores poderiam embasar estudo de viabilidade de
implantação de uma rodovia ligando cidades de grande porte
sendo uma litorânea e outra situada em planalto, após extensa e
elevada cadeia de montanhas? Justifique estes fatores.:

R: Custos: OAEs (Obras de Arte Especiais): Viadutos, Túneis, Contenção


de Encostas, etc. em função da topografia acidentada.

Benefícios: Fatores econômicos como corredor de exportação, fatores


sociais como laser, etc.
2 -Comente, de acordo com sua própria formação, os principais
benefícios/deficiências dos seguintes sistemas modais brasileiros
de transporte:

rodoviário: Malha de grande extensão; divisão precária de recursos


para manutenção.

ferroviário:Tarifa reduzida; malha muito pequena para um país com


extensão continental; envelhecimento do material rodante e da via
permanente.

aquaviário marítimo: Cabotagem entre capitais; deficiência


administrativa.

aquaviário fluvial: Malha fluvial considerável; baixo aproveitamento


hidrográfico.

aéreo: Ganho de tempo para etapas longas; regulamentação tarifária.

dutoviário:Baixo custo de transporte; extensões reduzidas no Brasil.


3 - Pede-se determinar a relação "benefício-custo" de implantação de
determinada rodovia que irá absorver todo o tráfego de estrada "de
chão" existente, com custo de implantação de US$2.300.000,00 por km
e extensão prevista de 47 km. Vida útil prevista: 20 anos. A estrada
existente apresenta 58 km e frota de 2300 veículos diários. São os
seguintes os custos básicos operacionais e de manutenção (despreze
juros e crescimento de tráfego):
veículos % na frota US$/km US$/km
("terra") (pavimento)
caminhões pesados 20 0,90 0,45
caminhões leves 30 0,45 0,20
e ônibus
automóveis 50 0,20 0,10
A Relação Benefício-custo é de : ; concluindo-se
R = 2,28 que:
é viável o empreendimento . Justifique:
R>1
[Custos] = 2.300.000 x 47 = 108.100.000
[Benefícios] = Σ [(custo_terra – custo_pav)x(nº_veíc)x(vida_útil)] =
= [(0,9 x 58) - (0,45 x 47)] x 2300 x 0,2 x 365 x 20 +
+ [(0,45 x 58) - (0,2 x 47)] x 2300 x 0,3 x 365 x 20 +
+ [(0,20 x 58) - (0,1 x 47)] x 2300 x 0,5 x 365 x 20 =
= 246.309.300
R = Σ [benefícios] = 246.309.300 = 2,278 > 1
Σ [custos] 108.100.000
4 - Pede-se determinar a relação "benefício-custo" de implantação de
determinada rodovia que irá absorver todo o tráfego de estrada "de
chão" existente, com custo de implantação de US$1.300.000,00 por km
e extensão prevista de 27 km. Vida útil prevista: 15 anos. A estrada
existente apresenta 33 km e frota de 1832 veículos diários. São os
seguintes os custos básicos operacionais e de manutenção (taxa de
crescimento anual: 5 %):
veículos % na frota US$/km US$/km
("terra") (pavimento)
caminhões pesados 20 0,90 0,45
caminhões leves 30 0,45 0,20
e ônibus
automóveis 50 0,20 0,10
A Relação Benefício-custo é de : ; concluindo-se
R = 3,41 que:
é viável o empreendimento . Justifique:
R>1
[Custos] = 1.300.000 x 27 = 35.100.000
[Benefícios] = Σ [(custo_terra – custo_pav)x(nº_veíc)x(vida_útil)] =
= [(0,9 x 33) - (0,45 x 27)] x 1832 x 21,58 x 0,2 x 365 +
+ [(0,45 x 33) - (0,2 x 27)] x 1832 x 21,58 x 0,3 x 365 +
+ [(0,20 x 33) - (0,1 x 27)] x 1832 x 21,58 x 0,5 x 365 =
= 119.689.832
14
R = Σ [benefícios] = 119.689.832= 3,41 > 1
Σ = 1,05i = 21,578
Σ [custos] 35.100.000 i=1