Você está na página 1de 2
Data: / / FichaFichaFichaFicha dededede FormaçãoFormaçãoFormaçãoFormação CívicaCívicaCívicaCívica Tema:

Data:

/

/

FichaFichaFichaFicha dededede FormaçãoFormaçãoFormaçãoFormação CívicaCívicaCívicaCívica

Tema: Educação Ambiental

Nome:

Poluição sonora

A poluição sonora resulta, por exemplo, das actividades que se produzem nas grandes cidades, corno a circulação de veículos e utilização de máquinas em obras, e provoca alterações a nível do aparelho auditivo e a nível psíquico - aumentando a agressividade, as insónias e o stress. De acordo com medi- ções da revista Proteste, nas discotecas portuguesas suportamos sons de intensidades sonoras entre os 120-140 decibéis. A intensidade dos sons mede-se em decibéis (dB) (uma unidade de medida que aumenta em múltiplos de 10), podendo dizer-se que quanto mais forte for o som, mais decibéis o ouvi- do suporta. Relativamente à frequência, os sons agudos têm uma frequência elevada e são mais lesivos que os sons de timbre grave. Também são perigosos os sons que têm vibrações, os contínuos, os imprevistos e os intermitentes.

Observa os valores médios de alguns sons e ruídos, em decibéis:

Conversa em voz baixa: 10 dB Rua tranquila (numa manhã de domingo, por exemplo, quando não há trânsito): 40 dB Conversa normal: 60 dB Ruído do despertador: 80 dB Moto passando na rua a uma velocidade moderada: 100 dB Ruído de tráfego em horas de ponta, numa zona de circulação não demasiado intensa: 110 dB Discotecas: 120 dB Descolagem de urn avião a 25 metros: 130 dB Martelo pneumático: 140 dB Lançamento de um foguetão Ariane: 180 dB

Carlos Oliveira e António Ramalho, O Consumidor, n.° 80, Janeiro de 1999

Actividades

Actividades Folheto do Ministério do Emprego e da Seg. Social, Direcção-Geral de Higiene e Segurança no

Folheto do Ministério do Emprego e da Seg. Social, Direcção-Geral de Higiene e Segurança no Trabalho

1. Observa a imagem:

a. Indica algumas actividades que podem criar este tipo de poluição.

b. Refere comportamentos que devemos adoptar, no sentido de nos defendermos dos malefí-

cios do ruído intenso.

2.

Imagina, com humor, um diálogo possível entre:

a.

o patrão e um empregado, numa serração de madeiras, em funcionamento;

b.

um jovem e o disc-jokey, numa discoteca.

3.

Que cuidados deves ter quando usas auscultadores?

Se desejares conhecer a lei sobre o regime geral da poluição sonora consulta o Decreto-Lei n.º 292/2000, de 14 de Novembro.