Você está na página 1de 12
DAO/DEM-UA Exame Final (20 valores) Nº: Nome: M ECÂNICA DOS F LUIDOS Duração: 3h:00 min

DAO/DEM-UA

Exame Final (20 valores)

Nº:

Nome:

MECÂNICA DOS FLUIDOS

Duração: 3h:00 min

PARTE TEÓRICA (8 valores)

Exame por escolha múltipla. Leia atentamente as frases propostas e complete-as seleccionando a alínea que achar mais adequada. Tenha em atenção que respostas erradas descontam na cotação. Bom Trabalho !

Cotação:

Resposta correcta:+1.0 valor

Resposta errada: - 0.5 valor

Sem resposta:

0.0

valores

1. A equação da hidrostática estabelece que

a) a variação da pressão é máxima na direcção do vector gravitacional, sendo as linhas de pressão constante perpendiculares ao vector gravitacional

b) a variação da pressão é mínima na direcção do vector gravitacional, sendo as linhas de pressão constante paralelas ao vector gravitacional

c) a variação da pressão é máxima na direcção do vector gravitacional, sendo as linhas de pressão constante paralelas ao vector gravitacional

d) nenhuma resposta está correcta

2. O perfil universal de velocidades, apresentado por von Kármán e Nikuradse, corresponde

a) a uma aproximação empírica baseada em valores experimentais

b) a uma solução analítica das equações de Navier-Stokes para escoamentos turbulentos

c) a uma solução analítica das equações de Navier-Stokes para escoamentos laminares

d) nenhuma resposta está correcta

3. Para um mesmo número de Reynolds

a) a perda de carga no interior de um tubo de superfície rugosa é sempre superior à que se verifica num tubo de superfície lisa

b) a perda de carga no interior de um tubo de superfície rugosa é sempre inferior à que se verifica num tubo de superfície lisa nenhum dos efeitos anteriores

c) ambos os efeitos podem ocorrer

Exame de Mecânica dos Fluidos 20040603

4. Em escoamentos permanentes, as linhas de ψ (função corrente) constante

a) coincidem com as trajectórias

b) não coincidem com as trajectórias

c) coincidem com as forças de atracção moleculares

d) nenhuma resposta está correcta

5. A força de flutuação (“buoyancy”) é

a) a força necessária para manter em equilíbrio um corpo submerso

b) a força necessária para pôr a flutuar um corpo submerso

c) a força necessária para afundar um corpo submerso

d) nenhuma resposta esta correcta

6. Em escoamento laminar, a contribuição das tensões de Reynolds para a tensão tangencial é

a) muito menor do que a contribuição laminar

b) muito maior do que a contribuição laminar

c) dependente do tipo rugosidade

d) nenhuma resposta está correcta

7. Para oferecer menor resistência ao escoamento, convém que a superfície das asas dos aviões

a) tenha uma rugosidade elevada

b) tenha uma rugosidade muito baixa, sendo bastante lisa

c) nenhuma resposta está correcta

8. As bombas dinâmicas fornecem sobretudo

a) energia cinética convertendo-a posteriormente em energia de pressão

b) energia pressão convertendo-a posteriormente em energia cinética

c) energia cinética e de pressão simultaneamente

d) nenhuma resposta está correcta

Exame de Mecânica dos Fluidos 20040603

Nº:

Nome:

PARTE PRÁTICA (12 valores)

Exercício 1 (3 val)

O esquema abaixo corresponde à secção longitudinal de um canal com 25 cm de largura. Admitindo que a velocidade não varia na direcção transversal, variado apenas de acordo com a equação: v = 30 . y - y 2 [y em cm e v em cm/s] calcule:

Dados: νagua=10 -6 m 2 s -1

a) a velocidade média na secção

- 6 m 2 s - 1 a) a velocidade média na secção b) o regime

b) o regime de escoamento na secção

c) o caudal mássico na secção

Exame de Mecânica dos Fluidos 20040603

Exercício 2 (2 val)

Uma bomba é ensaiada num laboratório e os resultados obtidos permitem obter a seguinte curva universal para essa família de bombas ψ = 20 - 1000 . φ 2 , onde ψ e φ representam os seguintes parâmetros adimensionais:

ψ =

g

H

2

n

D

2

Q

e

φ =

D

3

n

Uma outra bomba, hidraulicamente semelhante à que foi ensaiada no laboratório, cujo diâmetro de rotor é de 200 mm, debita um caudal de 30 m 3 /h para uma altura de elevação de 48 m. Qual a velocidade de rotação (em rpm) desta última bomba admitindo que está a funcionar em condições de semelhança total com a bomba ensaiada no laboratório?

Exame de Mecânica dos Fluidos 20040603

Exercício 3 (2 val)

Um dos métodos para se produzir vácuo numa câmara consiste em descarregar água por um venturi conforme o esquema apresentado. Para a situação esquematizada, em que o venturi descarrega para a atmosfera, qual deverá ser o caudal mássico de modo a que se produza um vácuo de 50 cm de mercúrio na câmara? Considere uma perda de carga entre (G) a saída (1) de 0.2 m.

Dados: DG = 1 cm ρHg = 13600 kg . m -3

uma perda de carga entre (G) a saída (1) de 0.2 m. Dados: D G =

Exame de Mecânica dos Fluidos 20040603

Exercício 4 (3 val)

Para a instalação hidráulica esquematizada abaixo, em que é utilizado tubo com um diâmetro nominal de 2 ½ ‘’ e 0.75 mm de parede, Determine:

Obs.: considere f = 0.02

a)

b)

A equação da instalação.

Obs.: considere f = 0.02 a) b) A equação da instalação. O caudal máximo que se

O caudal máximo que se consegue obter sem bomba.

Exame de Mecânica dos Fluidos 20040603

Exercício 5 (2 val)

A instalação hidráulica esquematizada na figura é representada pela equação: H = 25 + 116719 . Q 2 (unidades SI). No formulário são dadas as curvas da bomba utilizada (DN 65-32) para a velocidade de rotação de trabalho (3500 rpm). Sabendo que se optou pelo diâmetro de 310 mm, determine:

Dados Para o troço de sucção temos f = 0.02; ΣLeq = 60 m, D =78 mm

a) a pressão à entrada da bomba.

L eq = 60 m, D =78 mm a) a pressão à entrada da bomba. b)

b) O seu ponto de funcionamento (H, Q, η e NPSHr)

Exame de Mecânica dos Fluidos 20040603

Formulário

Equação da Hidrostática

r

ρ g

= ∆P

dP dz = −ρg

Análise integral do escoamento laminar

Conservação da massa

∫∫

(

r r

v

n

)

dA

ρ

+

t

∫∫∫

ρ dV =

0

Conservação da q.d.m.

Conservação da energia

Eq. de BERNOULLI :

Lei de Newton do atrito

r

F

δ

Q

=

δ

∫∫

W

(

s

r r

v

n

)

ρ

=

∫∫

r

vdA

e

+

+

t

P

∫∫∫

r

ρ vdV

(

r r

n dA

)

dt

y

+

v

2

2

g

dt

+

P

ρ g

ρ ⎠

ρ v

= const .

 

τ = µ dv dy

 

+

Análise diferencial do escoamento laminar

δ

W

µ

∫∫∫

e

ρ

t

dt

dV

+

Eq. de Hagen-Poiseuille:

dP

32

µ v

med

=

dx

D

2

(tubo circular horizontal)

Diâmetro hidráulico

D

H

4 S

= P

molhado

Potência útil

W u = Q . ρ . g . h

Equações diferenciais básicas

Continuidade:

Cons. da q.d.m.:

∂ρ

t

+ ∇ ⋅

r

Dv

ρ

Dt

=

(

ρ

r

v

)

= 0

ρ

r

g

− ∇

P

+

µ

r

2 v

Eq.s Navier-Stokes (ρ e µ constantes)

Exame de Mecânica dos Fluidos 20040603

Alguns números adimensionais

Re = ρ Lv

µ

Fr

=

v

2

gL

Perfil universal de velocidades

Eu

P a

P a

= ρ v

2

Ma =

v

a

zona turbulenta:

y + 30

v + = 5,5 + 2,5 ln y +

zona tampão:

30 > y + 5

v + = -3,05 + 5,0 ln y +

sub-camada laminar:

5 > y + > 0

v + =

y +

Equações da camada limite (c. l. )

laminar (Rex < 2 x 105)

turbulenta (Rex > 3 x 106)

Re x =

v

x

ν

δ

5

=

x

δ

Re

,

1 2

/

x

= 0 376

Re

x

1 5

/

x

δ *

,

= 1721

x

*

δ

=

1 /

Re x

δ

8

2

C fL

C fL

=

=

C

d

=

F arrasto ( 1 2 ) ρ v 2 A u y * y +
F arrasto
(
1 2
)
ρ v
2 A
u y
*
y
+ =

ν

u * =

v + x v = u * (τ ρ) 0
v
+
x
v
=
u
*
ρ)
0

1328

,

Re

0 074

1 2

/

L

,

Re

1 5

/

L

τ

τ

0

0

=

=

0

,

332 ρ

1 / 2

µ

1 / 2

v

3 / 2

x

/

1 2

0 0135 ρ

,

6 / 7

µ

1 / 7

v

13 / 7

x

1 7

/

Perdas de carga em escoamentos em condutas fechadas

perdas de carga em linha:

perdas de carga localizadas:

Medição de escoamentos

Q

=

A C

t

d

h

h

L = 2

f L

D

v

2

g

l =

2

K v

2

g

f = coef. de atrito (D. Moody)

K = coef. de perda localizada

2 ( P

1

P

2

)

ρ

(

1

β

4

)

/

1 2

C d = coef. de descarga

β=d/D

Exame de Mecânica dos Fluidos 20040603

Exame de Mecânica dos Fluidos 20040603 Página 10 de 12

Página 10 de

Exame de Mecânica dos Fluidos 20040603

Exame de Mecânica dos Fluidos 20040603 Página 11 de 12

Página 11 de

Exame de Mecânica dos Fluidos 20040603

c)
c)

Página 12 de