Você está na página 1de 3

Uma das atividades mais simples a ser realizada é:

Todo texto, assim que cair na mão da turminha, deve ser


explorado formalmente. Devemos, desde o início, mesmo
quando a criança ainda não sabe ler convencionalmente,
questioná-las sobre o número de parágrafos existente no texto,
pedir-lhes para pintar os parágrafos de cores diferentes,
numerar os parágrafos, contá-los. As crianças não vão entender
o significado do parágrafo, mas vão estar atentas à forma, ao
recuo ou espaçamento que deixamos no início de determinadas
frases. Se vc ainda não fez essa atividade, comece já. Todo dia.
Com todo texto.

Ao mesmo tempo, explore bastante a narração. Como a estrutura


narrativa se constrói em 4 partes, vc já pode ensiná-los, a partir daí, que
uma história deve ter no mínimo 4 parágrafos:
1.º) uma introdução (uma situação de equilíbrio);
2.º) uma complicação;
3.º) um clímax;
4.º) um desfecho.

Vamos pensar na história do leão e do ratinho.


1.º) Introdução - leão dormindo e ratinho passeando;
2.º) complicação - ratinho tropeça no leão, leão fica raivoso;
3.º) clímax - leão vai comer o ratinho;
4.º) desfecho - ratinho se livra do leão pela astúcia;
5.º) desfecho – ratinho salva leão de armadilha.

Saber isso para a criança é fundamental. Ela vai poder pensar na história
e organizar os parágrafos na hora do reconto escrito. Seu texto, por isso,
vai progredir adequadamente. Por outro lado estaremos ajudando-a a
eliminar as lacunas que normalmente deixa quando reconta uma
história.

Por isso uma atividade preciosa para ensinar as crianças a fazerem


adequadamente os parágrafos é discutir com elas um roteiro, colocá-lo
na lousa para depois propor-lhes o reconto.

Mesmo no caso de um texto descritivo como foi o caso do Saci.


Poderíamos propor, por exemplo, os seguintes parágrafos:
1.º) quem é e como é o Saci (todas as suas características físicas);
2.º) onde ele vive (características da mata);
3.º) o que ele costuma fazer; por quê?;
4.º) o que você acha dele.
Gostaria que você experimentasse essas duas atividades básicas, com
as crianças. Conte-me como foram as experiências.

Por outro lado, o parágrafo é marcado do ponto de vista formal não só


por aquele espaçamento inicial. Há o que chamamos de “marcadores”,
pois “marcam” a passagem de um parágrafo para outro. Exemplos:
No dia seguinte...
Ao entrar pela mata...
Passado um ano...
De repente...
Naquele momento...
Depois disso...
Por causa disso...

Procure, você mesma, observar esses marcadores existentes


nas narrações. Faça você esse exercício. Depois poderemos
pensar como introduzir esse conhecimento para as crianças.

Fico feliz em saber que o Vinícius está lendo. Que bom que ele
está avançando. Acredito que toda criança é capaz de aprender.
Uma levam mais tempo do que outras, mas todas aprendem.

Quanto à revisão do texto do Edinan, a atividade foi bem


conduzida. Ficou muito bom o texto revisado.
Observação: sempre que for fazer a revisão do texto de um
aluno, priorize-o nos questionamentos: “O que vc acha disso?
Está bom assim? Como pode ficar melhor? Por que você repetiu
esta palavra? etc. A criança autora do texto deve ser chamada a
refletir, e as suas idéias devem ser valorizadas.

A seguir transcrevo um texto produzido por uma criança de 4 ª


série:
Minha mãe trabalha
em casa lava roupa lava
louça.
Minha mãe é baixa.
O cabelo é preto olhos
pretos.
Minha mãe trabalha
muito em casa. Veja como essa criança deixa o espaçamento do parágrafo.
Minha mãe gosta de
fazer pão. Mas não tem nada a ver com o verdadeiro significado do
Eu gostaria que parágrafo. Olha quantos problemas de coesão! Observe o
minha mãe fazia pizza. quanto ele repete as mesmas palavras! Não usa um pronome
Minha mãe ela é
gorda e baixa. sequer! Faz um texto circular que não progride em seu
Minha mãe é sentido. Será que, se a professora tivesse construído com
boazinha e bonitinha. ele um roteiro, o texto não sairia melhor? Por exemplo:
Minha mãe é
morena. 1º § - falar dos aspectos físicos da mãe,
Minha mãe fas 2º § - escrever sobre sua personalidade;
comida todos os dias.
Minha mãe fais
pastéis para mim.
Minha mãe fais
tapete.
Minha mãe é baixinha e
gorda e a perna grande.
3º § - falar sobre seus afazeres;
4º § - falar sobre o que gosta e o que não gosta na mãe.

Esse texto, embora não traga tantos erros de ortografia, está com muito
mais problemas do que aquele de 5ª (Uma surpresa).

Veja como tudo é imbricado num texto – a coesão, a coerência,


a paragrafação. Estamos estudando cada aspecto
separadamente por uma questão didática. Por isso é que
devemos também com as crianças abordar alguns aspectos de
cada vez.

Interesses relacionados