Você está na página 1de 57
Parte 1 LEITURA DINAMICA INTRODUCAO A todo instante estamos expostos a estimu- los diferentes e cada vez mais diversificados, criativos e simultdaneos. A maioria deles se utiliza da leitura como ferramenta funda- mental para sua interpretagao. Em fun¢gao disto, a quantidade de material a ser lida cresce de modo inversamente proporcional ao tempo de que dispomos para ler o que nos impele a enfrentar um mundo onde quem nao se atualiza e se mantém bem informado fica em desvantagem dos demais. A necessidade de um processo eficaz, que nos permita usufruir melhor da leitura e executd-la em menos tempo, torna-se emergente, além de nos permitir uma viséo menos induzida que a dos meios de comunicagéio de massa, que se utilizam de imagens ou mensagens sonoras e que cada vez mais empregam artificios para levar seus receptores a conclusdes predeterminadas. Parece-nos algo tao normal o fato de lermos que, provavelmente, nunca paramos para pensar em como seria a nossa yida sem o conhecimento da leitura, ou melhor, como seria 0 mundo se o homem nao soubesse ler! Sem duvida nenhuma, o progresso da humanidade seria bem mais lento ©, possivel- mente, ainda nao teriamos chegado a invengoes importantes como a penicilina. Percebemos que essa capacidade é tao importante e ajustada a nossa sociabili- dade que, muitas vezes, ndo investimos em seu melhor aproveitamento por achar que a pratica se encarrega disto. E preciso reformular essa idéiz O ponto basico da nossa historia de leitor é 0 periodo que passamos nos alfabetizando. Muitas vezes esse processo se di em condigdes inadequadas; as limitagdes de cada um nao sao reconhecidas e fieamos a mercé de um método de alfabetiza¢ao qualquer que pode ser, ou nao, o mais indicado para 0 nosso caso. O ato de alfabetizar, durante muito tempo, foi visto nas escolas como uma exigéncia curricular, ¢ sua importéncia posterior, na maioria das vezes, ficava esquecida, O pior 6 que carregamos os prejuizos no resto de nossas vidas sem saber que eles existem. A principal conseqiiéncia é a queda na qualidade de leitura, que esta relacionada com a percepcdo e retencado do texto e com o fato de uma populagéo cada vez maior nao gostar de ler, O habito da leitura passa entao a ficar vulnerdvel a fatores como o pais, a comunidade, tradigdo cultural ou a classe social que o individuo ocupa. Pesquisas mostram que a maioria das pessoas que cursa 0 terceiro grau nao 1lé corretamente e apresenta vicios de leitura adquiridos no periodo de alfabetizagao que a prejudicou durante toda sua vida escolar. Além de todas as vantagens que a leitura oferece, com ela estamos sempre enriquecendo nosso vocabuldrio, aumentando o conhecimento da lin- gua, aperfeigoando nossa cultura e, principalmente, avivando nossa imagina- gao. Certamente vocé ja se decepcionou ao ver um filme cuja historia havia sido lida anteriormente. Isto porque as imagens que foram feitas no decorrer da leitura devem ter sido muito mais fantasticas e criativas do que as apresenta- das pelo filme. As téenicas oferecidas por este livro, ajustadas ao habito da leitura, trarao rendimentos cada vez melhores, que serio notados com o tempo. O grafico que isto podera desenhar vai depender do interesse e do entusiasmo de cada um.