A SOCIEDADE E A CONSTRUÇÃO DO ESPAÇO GEOGRÁFICO

Essa história em quadrinhos aborda um dos temas centrais desta unidade: as transformações da sociedade ao longo do tempo e o desenvolvimento tecnológico. No início da história, o personagem Piteco manifesta sua impotência diante da vida ao ter seu instrumento de caça, a clava, quebrado. As mudanças sociais são então representadas pelas roupas e instrumentos do personagem, e também por elementos da paisagem. Nos três últimos quadrinhos, que representam os dias atuais, o computador quebrado desencadeia no personagem o mesmo sentimento de impotência. Será que somos tão dependentes dos instrumentos que criamos? Por quê? Nesta unidade vamos estudar alguns conteúdos que nos permitirão responder a essa questão. No primeiro capítulo, veremos como o desenvolvimento do modo de produção da sociedade capitalista ocidental transformou as relações de trabalho e as paisagens mundiais. No segundo e no terceiro capítulos, examinaremos como a industrialização, a urbanização e o desenvolvimento da atividade agropecuária vieram a caracterizar o espaço geográf ico atual.

139

140 GEOGRAFIA: ESPAÇO E VIVÊNCIA . no curso do rio Tocantins. etc. Professor. gases. ele passa a ser um recurso natural. Desse modo. De acordo com o que se pode observar. ou a canalização de cursos de rios. A natureza é transformada por meio do trabalho humano.A natureza. Por outro lado. é da natureza que provêm os recursos necessários ao desenvolvimento de nossas atividades e à sobrevivência do grupo a que pertencemos. Por outro lado. como é o caso da agricultura. Vimos também que a humanidade tem uma relação estreita com a natureza. para se desenvolver de forma satisfatória. roupas. a partir do momento em que um elemento natural é incorporado ao processo produtivo. causando importantes alterações de ordem espacial que estão “estampadas” nas paisagens do planeta. podem mudar o regime hídrico fluvial. fabricar as peças de um automóvel ou ainda criar uma escultura são exemplos da realização de trabalho pelo ser humano. pela prática de atividades em que as pessoas têm como finalidade produzir ou criar algo útil para si ou para a coletividade. a água. A foto acima mostra a barragem de Tucuruí.) e os utilizamos como matérias-primas para a produção de bens materiais. no ano de 2000. como a que vemos na foto abaixo. Troque idéias com seus colegas a esse respeito. Os seres humanos estão sempre buscando superar as limitações impostas pelos diferentes elementos e fenômenos físicos. estado do Pará. depende em grande parte do tipo de solo e dos climas que atuam em cada lugar. os solos e a vegetação — encontram-se intimamente relacionados. por exemplo. que. pense em como o ser humano interferiu na paisagem natural desse local e nas possíveis conseqüências dessa interferência. explique aos alunos que. fer ramentas e meios de transporte. influenciando-se mutuamente. Diversas atividades antrópicas são influenciadas por fenômenos naturais. plantas. A construção de barragens. hidrosfera e litosfera) os diferentes elementos físicos — como o clima. como habitações. o trabalho e o espaço geográfico Nas unidades anteriores. apropriamo-nos dos recursos naturais (rochas. ou seja. alimentos. água. muitas ações da sociedade interferem nas dinâmicas naturais. estudamos que em cada uma das esferas terrestres (atmosfera. Aprendemos que as dinâmicas entre esses elementos são fundamentais para a conf iguração das características naturais dos lugares e que podemos percebê-las por meio da observação das paisagens existentes na biosfera terrestre. Plantar um alimento. com- bustíveis.

conseqüentemente. Quais são as atividades representadas em cada uma das cenas? Quais são as técnicas e os instrumentos utilizados? Que elementos naturais estão sendo aproveitados como recursos ou estão sendo transformados? A partir da observação dessas duas pinturas. de Augusto Rodrigues. Observe-as com atenção: Pescadores. Cais. do lugar onde vivem. As técnicas referem-se ao conjunto de conhecimentos e de habilidades desenvolvidas por uma sociedade na produção de instrumentos e de máquinas. A esse espaço humanizado no qual encontramos uma natureza socialmente transformada pelas mãos do ser humano chamamos espaço geográfico. de Emiliano Di Cavalcanti. pastagens. assim como aos modos de realizar uma determinada tarefa e que possuem uma aplicação prática no desenvolvimento das atividades produtivas. cidades e estradas. realizadas por importantes artistas brasileiros. criando um espaço humanizado composto de elementos culturais. é por meio do trabalho e das técnicas utilizadas para sua realização no decorrer da História que as diferentes sociedades humanas têm se apropriado dos elementos naturais e. Como vimos no capítulo 1. como lavouras.As obras de arte reproduzidas abaixo. A SOCIEDADE E A CONSTRUÇÃO DO ESPAÇO GEOGRÁFICO 141 . podemos apreender que a capacidade transformadora do homem está diretamente ligada às técnicas de que ele dispõe para a realização de um trabalho. retratam cenas do cotidiano de diferentes lu- gares de nosso país e têm como tema principal o trabalho humano.

sua capacidade física e mental de produzir. os capitalistas e os trabalhadores. O capitalismo e a evolução do processo de produção O capitalismo vem se consolidando como sistema econômico desde o século XV. uma mercadoria que é trocada por um salário mensal. por meio. Nas sociedades capitalistas. que é baseado na acumulação crescente de capital. Observe com atenção a charge ao lado. na maioria das vezes. ações.). sobretudo. ou seja. como as que propiciaram a criação de novos meios de transporte. Os trabalhadores. Portanto. xilogravura de Rubem Grilo. Veja informações complementares no caderno Orientações ao Professor. impondo a diversas sociedades a lógica deste modo de produção. precisam vender aos capitalistas sua força de trabalho. imóveis. isto é. nesse caso. sobretudo nas sociedades capitalistas. 142 GEOGRAFIA: ESPAÇO E VIVÊNCIA Professor. causando profundas mudanças nas paisagens do planeta. Como o artista expressou a relação entre o patrão (o capitalista) e o empregado (o trabalhador)? Aponte aspectos sobre essa relação estudados no texto. após o advento da atividade industrial. quando algumas nações européias iniciaram a colonização de outros continentes. da exploração da força de trabalho. o aspecto que melhor caracteriza o capitalismo é a busca constante de lucros por parte dos proprietários dos meios de produção. etc. Relações de trabalho. bancos. em troca de uma remuneração com a qual possam garantir sua sobrevivência. assim como o ritmo de exploração dos recursos naturais. que almejam a máxima acumulação de capital. títulos. a remuneração recebida pelo trabalhador não corresponde ao valor real do que ele produziu. Explique aos alunos o que significa mais-valia. tecnologia e transformações no espaço As transformações mais intensas da natureza em conseqüência do trabalho humano ocorreram em meados do século XVIII. etc.Capital. f icando o capitalista com o excedente. O trabalho humano constitui. A partir desse período. as atividades produtivas e f inanceiras visam a obtenção de lucros. aproveite a oportunidade para trabalhar em conjunto com o professor de História as principais características históricas dos modos de produção e dos sistemas econômicos. máquinas e equipamentos de produção e o aproveitamento de novas fontes de energia. Essas inovações tecnológicas transformaram radicalmente as relações sociais e as formas de trabalho. É o que veremos a seguir. com o lucro. importantes avanços no conhecimento científ ico passaram a ser aplicados no desenvolvimento de novas tecnologias. compostas basicamente de dois grupos sociais distintos. que serão acumulados na forma de capital (dinheiro. . página 26. por sua vez. grandes propriedades rurais. Os capitalistas são os donos dos meios de produção (indústrias.). estabelecimentos comerciais. Porém.

vamos conhecer cada um desses modos e técnicas de trabalho. Questione os alunos sobre a existência de trabalho artesanal em seu município. geralmente. O artesanato O artesanato constitui uma forma de trabalho que predominou na Europa até os primórdios do capitalismo. de propriedade do artesão. roupas e alimentos eram produzidos manualmente e com a utilização de instrumentos rudimentares. muitos artistas trabalham utilizando seus próprios meios de produção e desenvolvendo trabalhos manuais. As matérias-primas e as ferramentas utilizadas eram. utensílios domésticos. Tecelões retratados em uma manufatura no início do século XVIII. Durante esse período. A execução das tarefas dependia de uma única pessoa. Os do trabalho: meios de produção passaram a divisão de tarefas entre pertencer a um único dono. o artesão. em quadro do século XV. máquinas de tração animal e humana foram introduzidas no processo produtivo. Ainda que a escala de produção tenha se tornado maior que no estágio artesanal. A seguir. que os membros de pagava um salário pelo trabalho uma sociedade. Professor. por exemplo. especialmente em países subdesenvolvidos.As técnicas e a exploração da força de trabalho Durante os últimos cinco séculos. a qualidade das mercadorias ainda dependia muito da habilidade dos trabalhadores assalariados. Ferramentas. que conhecia todas as etapas de elaboração do produto e tinha como local de trabalho sua própria residência ou uma pequena of icina. A SOCIEDADE E A CONSTRUÇÃO DO ESPAÇO GEOGRÁFICO 143 . No Brasil. A manufatura A manufatura prevaleceu na Europa como modo de trabalho do século XVI até meados do século XVIII. Marceneiro em seu local de trabalho. o que tornou a divisão social do trabalho mais complexa. foram empregados diferentes modos de exploração da força de trabalho. dos operários e apropriava-se do produto final. assim como pertencia a ele a renda obtida com a venda das mercadorias. no início do século XVI. explique aos alunos que atualmente o artesanato é uma forma de trabalho muito comum. pois envolvia um número maior de pessoas no desenvolvimento das tarefas ligadas à Divisão social confecção de um produto. assim como variadas técnicas no processo de produção capitalista.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful