Você está na página 1de 5

Imaginação guiada e sua aplicação

terapêutica na medicina
Medicina Complementar
Dicas para sua saúde integral

por Alex Botsaris,


médico especializado em Medicina Complementar

A imaginação guiada ainda tem capacidade de combater a dor,


relaxar a musculatura esquelética, auxiliar no controle da
bexiga e reduzir a pressão arterial. Ela tem sido usada também
no tratamento de ansiedade, depressão, fibromialgia..."

Imaginação guiada é uma técnica de relaxamento e


direcionamento do pensamento que pode tratar várias doenças e
que tem se mostrado bastante promissora nas pesquisas. Não está
claro quando essa técnica foi criada. Ela se assemelha a outras
técnicas terapêuticas como psicodrama, programação
neurolinguística e hipnose. Nos anos 20 dois autores, Kretschmer e
Desoille chamaram uma técnica de tratamento muito semelhante de
“daydream therapy” (terapia do sonho acordado). Quem finalmente
deu o nome de imaginação guiada foi Schoettle em 1980.

Desde então a imaginação guiada vem sendo usada no tratamento


de várias doenças. É no tratamento auxiliar de câncer que a
imaginação guiada tem sido mais empregada. Portadores de câncer
tem uma melhora da qualidade de vida, redução dos efeitos
colaterais de rádio e quimioterapia, melhora dos parâmetros
imunológicos, melhora do humor, e redução de queixas de dor.

A imaginação guiada possui muitos efeitos no


sistema imunológico. Além de melhorar a resposta
imune, em pacientes com imunidade deprimida pela
quimioterapia, ela aumenta a quantidade de glóbulos
brancos circulantes, assim como a capacidade desses
glóbulos de englobar e destruir microorganismos.

Nesses estudos, os pacientes foram estimulados a imaginar seus


glóbulos brancos defendendo-os contra agentes agressores.
Essa técnica mostra de forma definitiva como a mente e a fisiologia
do organismo estão estreitamente ligadas. A imaginação guiada
ainda tem capacidade de combater a dor, relaxar a musculatura
esquelética, auxiliar no controle da bexiga e reduzir a pressão
arterial.

Estudos

Num estudo feito no Hospital William Beaumont no


estado americano de Minessota, 30 mulheres com
cistite interticial tiveram melhora de vários parâmetros
como dor e freqüência urinária. E importante
considerar que essa doença, a cistite intersticial
possui poucos tratamentos efetivos na medicina.

Num outro estudo feito na Universidade de Yowa, num estudo com


62 mulheres hospitalizadas com câncer a imaginação guiada ajudou
a reduzir sintomas de dor. Entretanto mais pesquisas são
necessárias para se definir os benefícios dessa técnica. Ela tem
sido usada também no tratamento de ansiedade, depressão,
fibromialgia, dor causada por osteoartrite, e na prepraração de
pacientes para cirurgias e procedimentos como colonoscopia.

Bastante popular nos Estados Unidos a imaginação guiada ainda é


muito pouco utilizada e estudada no Brasil. Seria muito positivo se
nosso pesquisadores se interessassem mais por essa técnica de
tratamento.

Artigos relacionados - clique no título

Aprenda o passo-a-passo da visualização positiva


Aplicação terapêutica da hipnose nos dias atuais
Aliados naturais na luta contra o câncer
Qual a diferença entre medicina complementar, alternativa e integrativa?

Fonte:
Vya estelar UOL

----------------------------------------
Adotar estilo de vida saudável pode reduzir risco
de doença cardíaca em até 83%, indica estudo
Da Redação

Não são somente os genes determinam as doenças no coração.


Recente estudo divulgado desde (2007), mas atualizado
periodicamente pela Universidade de Harvard (Estados Unidos),
revelam que o estilo de vida tem um impacto muitíssimo maior
sobre a saúde do coração. A pesquisa envolveu 85 mil mulheres e
apontou cinco hábitos saudáveis capazes de nocautear os riscos de
se ter uma doença cardíaca.

Um outro estudo publicado no New England Journal Of Medicine


em 2000, afirmava que adotar um estilo de vida saudável reduz
em até 83% os riscos de ter uma doença no coração.

Saiba quais são as cinco medidas que você deve adotar para
reduzir os riscos de ter uma doença cardíaca:

1. Não fume
2. Beba ao menos meia taça de vinho tinto ao dia – mas não mais
de uma taça!
3. Faça 30 minutos diários de atividade com intensidade variável,
dependendo de seu condicionamento físico. Mesmo 30 minutos de
caminhada já está valendo.
4. Controle o peso, sempre.
5. Adote uma dieta saudável, pobre em gordura trans e açúcar e
rica em fibras e ômega 3.

Três recomedações que podem reduzir risco de doença cardíaca


pela metade: não fumar, atividade física e manter o peso
Segundo o cardiologista Rafael Munerato, se uma pessoa adotar
pelo menos três dessas cinco recomendações, já está cortando os
riscos pela metade. “Principalmente, se ela não fumar, praticar
exercícios e manter o peso sob controle”, diz o médico.
Na opinião de Munerato, outra dica para se juntar às outras cinco é
manter o estresse sob controle.

“As emoções são um importante coadjuvante nas complicações do


coração. Uma pessoa que esteja em estado permanente de tensão,
ansiedade, contrariedade e angústia tende a apresentar sinais
como aumento da pressão arterial e tem muito mais dificuldade de
adotar medidas para uma vida saudável. Portanto, o equilíbrio
emocional é fundamental. Para isso, não podem ser esquecidas
as terapias complementares, como meditação e psicoterapia”, diz o
médico.

------------------------------------------

N OTAS

O “Método Nuno Cobra” há anos vem nos alertando sobre estes


pontos, que são essenciais para se ter saúde e qualidade de vida:

1. Atividade Física regular;


2. Sono-Reparador;
3. Alimentação equilibrada, e
4. Alguns minutos de meditação diários.

Com isto, mantemos o nosso corpo físico forte, saudável e com


vigor, através da atividade física regular. Damos a oportunidade do
nosso corpo se reparar dos desgastes diários, utilizando os
recursos do Sono-Reparador. Utilizando corretamente os alimentos,
fornecemos energia, vitaminas, minerais, aminoácidos e todas as
substâncias necessárias para o bom funcionamento de nosso
corpo. E, tendo o hábito de meditar por alguns minutos diariamente,
agimos positivamente no controle de nossas emoções. Portanto,
quanto mais os cientistas avançam nos estudos do corpo humano,
percebemos cada vez mais que, as atitudes simples, mas
necessárias, acabam sendo as mais úteis, para a prevenção e
mesmo cura de diversas enfermidades. A medicina preventiva, é a
medicina do século XXI. A fracassada medicina ortodoxa, que se
baseia na prescrição indiscriminada de medicamentos sintéticos
(para cada sintoma, prescreve-se um medicamento) precisa, dar
lugar, cada vez mais, à medicina preventiva. Portanto, adotar um
estilo de vida com hábitos saudáveis, é a maneira mais inteligente
de manter um corpo saudável e prevenir a maioria das
enfermidades.

“Elimine por completo de sua alimentação o açúcar branco refinado,


as farinhas brancas refinadas, o leite e seus derivados, os doces de
padaria, as bolachas e biscoitos vendidos em supermercados, os
alimentos que contenham no rótulo “baixos teores de gordura”, os
alimentos diet e light, os adoçantes artificiais (exceto a stevia), os
refrigerantes à base de açúcar. Estes alimentos, na verdade são
anti-alimentos, ou melhor: “alimentos-lixo”, “alimentos-tranqueira” e
a causa direta da maioria das enfermidades.”

--------------------------------------