Você está na página 1de 62

INSTITUTO DE PESCA

Instituto de Pesca

• O Instituto de Pesca desenvolve projetos nas áreas de


pesca e de aqüicultura, com ênfase em novas estratégias
e tecnologias destinadas à melhoria do agronegócio do
pescado e à sustentabilidade da qualidade ambiental.

• O objetivo do Instituto de Pesca é garantir melhor


produtividade através de manejo adequado dos recursos
naturais e dos sistemas de criação de organismos
aquáticos, com preocupação em todas as fases.
Produtos do Agronegócio Exportado
(período jan-set/2002-2003)
- Brasil: aumento de 20,3 %
- São Paulo: aumento de 15,9 %

Produtos que apresentaram maior crescimento em quantidades


exportadas:
- peixes e crustáceos - 33,8 %
- carnes - 30,7 %
- algodão (28,3 %)
- madeira (25,9 %
- soja (24 %)

Principais produtos paulistas: bovinos, cana-de-açúcar e frutas.


Situação Atual da Aqüicultura
Estado de São Paulo
- Setor em grande crescimento
- Novas organizações
- Interesse crescente:
. novos investimentos
. grande número de iniciativas e ações
. Prefeituras e associações, consórcios
. Legislativo - Projetos de Lei
Plano de Políticas Públicas

- Plano de Políticas Públicas


- Definição do papel institucional
- Pesquisa
- Extensão
- Sanidade
- Desenvolvimento e gerenciamento do setor
- Formas de organização - Cooperativismo
- Investimentos (público/privado) e resultados
Ações
Potencial de crescimento das ações institucionais - Regionalização
Ações a serem desenvolvidas nos Pólos Regionais

. Contratação de 19 pesquisadores científicos para as áreas


de Aqüicultura e Pesca (19/05/05)

. Implantação de Centro APTA do Pescado Continental

. Governo do Estado de São Paulo – SAA – PPA 2004/2007

¾Programa de Gestão das Agropolíticas Públicas

. Ação: Criação de peixes am água doce

. Indicador: superfície de espelho d’água

FEAP – Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista (>92


projetos aprovados)
Políticas de Investimento em Ciência e Tecnologia
– agências de fomento
São Paulo - FAPESP
2000 - 2004: R$1,47 bilhões
ou R$ 1.006.849,31/dia

Agricultura: 1,2%

Fonte: FAPESP Indicadores de Ciência, Tecnologia e Inovação em São Paulo – 2004

(www.fapesp.br/indicadores)

Proposta: novo enfoque das políticas de fomento – ABIPTI, FINEP, CNPq e


FAPESP
Tanque-rede

Implantação de módulos de produção em tanques-rede


Estudo de viabilidade técnica e econômica

¾Avaliação da produção

¾Adaptação tecnológica

¾Localização e demarcação das áreas apropriadas para a


implantação de empreendimentos

¾Avaliação da potencialidade do grau de agregação de valor ao


produto final

¾Difusão e acompanhamento técnico.


Panorama da Produção Mundial da Pesca e Aqüicultura
(2002)

Pesca (t) Aqüicultura (t) Total (t)


Brasil 822.159 246.183 1.068.342
Chile 4.271.475 545.655 4.817.130

Peru 8.766.991 8.440 8.775.431

Argentina 944.346 1.457 945.803

China 16.553.144 27.767.251 44.320.395

E.U.A. 4.937.305 497.346 5.434.651

...
total mundial 93.190.654 39.803.675 132.989.225
Fonte: Food and Agriculture Organizations of United Nations (www.fao.org)
Importação e Exportação de Produtos Pesqueiros
(2002)

Importação (US$ 1.000) Exportação (US$ 1.000)


Brasil 222.297 344.033
Peru 24.410 1.066.654
Chile 43.595 1.869.123
Argentina 14.468 728.034
E.U.A. 10.065.050 3.260.168
Espanha 3.852.942 1.889.541
Itália 2.906.007 424.371
Japão 13.646.050 788.953
...
total mundial 61.445.613 58.211.139
Fonte: Food and Agriculture Organizations of United Nations (www.fao.org)
Produção Mundial da Aqüicultura, por grupo de espécies
(2002)

Grupo de espécies Quantidade (t) Valor (US$ 1.000)


Tilápia 1.505.804 1.800.712
Salmonídeos 1.799.383 4.925.523
Crustáceos marinhos 1.539.001 8.258.242
Crustáceos de água doce 591.983 2.580.303
Carpas 16.692.147 14.754.106
...
total mundial 51.385.912 59.986.655
Fonte: Food and Agriculture Organizations of United Nations (www.fao.org)

Grupos de espécies mais produzidas: carpas, ostras, salmonídeos,


camarões, mexilhões, vieiras e tilápias.
Produção da Aqüicultura Brasileira
(marinha e continental), por Estado
(2002)

Marinha (t) Continental (t) Total (t)


Rio Grande do Sul 0 33.285 33.285
Santa Catarina 12.013 19.518 31.531
Bahia 7.904 15.903 23.807
Paraná 255 23.113 23.378
São Paulo 127 20.545 20.672
Ceará 16.328 3.426 19.809
demais Estados 34.487 64.383 98.870
...
total brasileiro 71.114 180.173 251.287
Fonte: Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (www.ibama.gov.br)
Produção pesqueira continental extrativa e de cultivo no Brasil e no Estado de São Paulo 1990 – 2000
(em mil toneladas)

Pesca extrativa Cultivo Produção total


Ano Brasil SP %* Brasil SP %* Brasil SP %*
1990 204,51 5,71 2,8 0,36 0,11 30,0 204,86 5,81 2,8
1991 203,40 5,71 2,8 0,36 0,11 30,0 203,75 5,81 2,9
1992 200,12 5,71 2,9 0,36 0,11 30,0 200,48 5,81 2,9
1993 203,70 5,71 2,8 0,37 0,11 28,8 204,07 5,81 2,8
1994 203,22 5,71 2,8 0,37 0,11 28,8 203,59 5,81 2,9
1995 203,22 5,71 2,8 0,37 0,11 28,8 203,59 5,81 2,9
1996 193,84 4,63 2,4 39,02 8,28 21,2 232,87 12,91 5,5
1997 178,87 10,75 6,0 77,48 10,15 13,1 256,35 20,89 8,2
1998 173,68 10,33 5,9 88,57 11,16 12,6 262,25 21,49 8,2
1999 185,47 10,14 5,5 114,14 13,17 11,5 299,61 23,31 7,8
2000 199,16 9,98 5,0 138,16 18,84 13,6 337,32 28,82 8,5
*% Produção Pescado (SP) total continental
Fonte: Estatística da Pesca Brasil (1990 a 2000) – IBAMA / MMA
Produção de Pescado Continental do Estado de São Paulo

2 0 .0 0 0

15 .0 0 0
produção (t)

10 .0 0 0

5 .0 0 0 Pesca
C ultivo
0
19 9 0 19 9 2 19 9 4 19 9 6 19 9 8 2000

ano

Fonte: Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (www.ibama.gov.br)


APL – aglomerações agentes econômicos, políticos e
sociais, localizados num mesmo território, com foco
em um conjunto específico de atividades econômicas
e que apresentam vínculos de interdependência
consistentes de articulação, interação, cooperação e
aprendizagem, com vistas à dinamização dos
processos locais de inovação:
. Empreendedorismo
. P & D para aperfeiçoamento de produtos e processos
. Serviços tecnológicos
. Treinamento e capacitação (com foco em demandas)
. Informação e gestão tecnológicas
REGIÃO NOROESTE
¾ Região abrangida compreende a área de 160 municípios;
¾ Região propícia no que se refere às condições edafoclimáticas, quantidade e
qualidade de recursos hídricos;
¾ Disponibilidade para utilização de águas públicas e privadas;
¾ Existência de 978 pequenos empreendedores cadastrados e com
organização setorial;
¾ 1.000 ha de espelho de água em viveiros escavados;
¾ Produtores organizados em Cooperativas e Associações: AQUAMAR,
PROAQUIS;
¾ Municípios organizados em Consórcio de Desenvolvimento Sustentável da
Piscicultura (CIMDESPI);
¾ Região Noroeste foi dividida em 3 subgrupos:
a) Monte Aprazível + Zacarias + Buritama
b) Ilha Solteira
c) Santa Fé do Sul.
REGIÃO NOROESTE
Monte Aprazível, Zacarias e Buritama
Insumos e Sistema de Produção
Capacidade instalada - 2004

tanques-rede alevinos ração


Valor Quantidade Valor Toneladas Valor
Nº m3
(R$) (ano) (R$) (ano) (R$)
973 5.940 198.000 2.376.000 475.200 1.996 1.796.256

Tamanho médio do tanque-rede 6 m3


Preço médio do tanque-rede R$ 600,00
Capacidade de estocagem (peixe/m3) 400 peixes/m3
Preço médio do milheiro do alevino com 5g R$ 70,00
Preço médio do milheiro do alevino com 35g R$ 200,00
Origem do alevinos da região, ou norte do Paraná
R$ 0,92 (na dependência do
Preço médio do quilo de ração
teor de proteína bruta)
REGIÃO NOROESTE

Monte Aprazível, Zacarias e Buritama


Produção
Capacidade instalada - 2004

mês ano

toneladas Valor (R$) toneladas Valor (R$)

117 280.800,00 1.425,6 3.421.440,00


REGIÃO NOROESTE
Monte Aprazível, Zacarias e Buritama
Transformação - Processamento

Capacidade de Investimento
Em operação
processamento realizado *
4,68 toneladas/dia
6 toneladas/dia R$ 1.200.000,00
417,47 toneladas/mês
* Investimento federal (BNDES) + estadual + municipal (doação de área)

¾ No momento, os peixes que estão sendo abatidos na propriedade


são entregues em restaurantes regionais.
¾ Faltam dados sobre o volume comercializado.
¾ Os abatedouros recebem os peixes vivos, se responsabilizam pela
depuração dos mesmos, pelo abate e pela distribuição nos grandes
centros.
¾ Não se procede ao aproveitamento dos subprodutos.
REGIÃO NOROESTE
Monte Aprazível, Zacarias e Buritama
Logística - Transporte
Caminhão com sistema de transporte para peixe vivo:
• capacidade: 3 toneladas
• necessidade: 1 unidade
• custo: R$ 150.000,00

Caminhão refrigerado para transporte de peixe abatido:


• capacidade: 3 toneladas
• necessidade: 1 unidade
• custo: R$ 150.000,00

Investimento: R$ 300.000,00
REGIÃO NOROESTE
Monte Aprazível, Zacarias e Buritama
Outras necessidades
Sistema de Controle de Qualidade
• Água: R$ 200.000,00
• Sanidade: R$ 200.000,00
• Certificação: R$ 100.000,00
custo: R$ 500.000,00

Capacitação
• Escala de Produção:R$ 100.000,00
• Organização do setor (associativismo/cooperativismo): R$ 100.000,00
• Informações de mercado, marketing, comercialização: R$ 120.000,00
custo: R$ 320.000,00

Investimento: R$ 820.000,00
REGIÃO NOROESTE
Monte Aprazível, Zacarias e Buritama
Expansão: Insumos e Sistema de Produção

Tanque-rede ** alevinos Ração

m3 Valor (R$) Nº/ano Valor (R$) t/ano Valor (R$)

15.660 1.566.000,00 6.264.000 1.252.800,00 5.262 4.735.584,00

2.160 216.000,00 864.000 172.800,00 726 653.184,00

total 17.820 1.782.000,00 7.128.000 1.425.600,00 5.988 5.388.768,00

** tanques-rede de 18 m3 e densidade de estocagem de 400 peixes/m3


REGIÃO NOROESTE
Monte Aprazível, Zacarias e Buritama
Expansão: Insumos e Sistema de Produção
... continuação

tanques-rede de 18 m³ e densidade de estocagem = 400 peixes/m³


origem dos alevinos: Aquabel - produtora de alevinos localizada em Promissão, e
com sede em Londrina/PR
alevinos com 35g - preço = R$ 200,00/milheiro
processamento: Geneseas/Tilápia do Brasil - planta processadora localizada em
Promissão; absorve a produção regional
gargalo: alevinos em quantidade insuficiente
necessidade: 10 viveiros escavados com 800 m², revestidos com geomembrana,
para a produção de alevinos custo: R$ 140.000,00
investimento: R$ 1.922.000,00
custeio: R$ 6.814.368,00
REGIÃO NOROESTE
Monte Aprazível, Zacarias e Buritama
Expansão: projeção da Produção

Mês Ano

toneladas Valor (R$) toneladas Valor (R$)

356,4 655.360,00 4.276,80 10.264.320,00


REGIÃO NOROESTE
Monte Aprazível, Zacarias e Buritama
Expansão: Transformação – Processamento
Capacidade de operação operando diferença
6 t/dia – 1 turno 4,68 t/dia 1,32 t/dia

Considerando: Produção mensal: 356,4 toneladas


Processamento diário: 14,26 toneladas
Necessidade: 1 planta processadora
Custo: R$ 1.200.000,00

Aproveitamento de resíduos
Produto Produção/ano Valor estimado Investimento necessário
Farinha de peixe 2.104 (t) 1.683.200,00 140.000,00
Polpa 1.403 (t) 3.505.000,00 250.000,00
Pele 14.000.000 unid. 7.000.000,00 600.000,00
Custo: 990.000,00

Investimento: R$ 2.190.000,00
REGIÃO NOROESTE
Ilha Solteira*
Expansão: Insumos e Sistema de Produção

Tanque-rede ** alevinos Ração

m3 Valor (R$) Nº/ano Valor (R$) t/ano Valor (R$)

3.162 316.200,00 714.400 50.218,00 603 542.356,00


* 108 municípios instalados em um raio de 150 km
** tanques-rede de 18 m3 e densidade de estocagem de 226 peixes/m3

Origem dos alevinos: Aquabel – produtora de alevinos localizada em Promissão e com


sede em Londrina/PR - Alevinos com 10 g: R$ 70,00/milheiro
Processamento: Geneseas/Tilápia – planta processadora localizada em Promissão –
absorve a produção regional
Gargalo: alevinos insuficientes
Investimento: R$ 316.200,00
Custeio: R$ 592.574,00
REGIÃO NOROESTE
Ilha Solteira
Expansão: projeção da Produção

Mês Ano

toneladas Valor (R$) toneladas Valor (R$)

35,9 86.088,00 430,4 1.032.960,00


REGIÃO NOROESTE
Ilha Solteira
Expansão: Logística - Transporte

Caminhão com sistema de transporte para peixe vivo:


• capacidade: 3 toneladas
• necessidade: 1 unidade
• custo: R$ 150.000,00

Investimento: R$ 150.000,00
REGIÃO NOROESTE
Santa Fé do Sul*
Expansão: Insumos e Sistema de Produção

Tanque-rede ** alevinos Ração


m3 Valor (R$) Nº/ano Valor (R$) t/ano Valor (R$)
2.520 336.000,00 504.000 35.280,00 424 381.000,00
* 31 municípios instalados em um raio de 100 km
** tanques-rede de 18 m3 e densidade de estocagem de 200 peixes/m3

Origem dos alevinos: Aquabel – produtora de alevinos localizada em


Promissão e com sede em Londrina/PR
Alevinos com 10 g: R$ 70,00/milheiro
Gargalo: alevinos insuficientes
Investimento: R$ 336.000,00
Custeio: R$ 416.280,00
REGIÃO NOROESTE
Santa Fé do Sul
Expansão: projeção da Produção

Mês Ano

toneladas Valor (R$) toneladas Valor (R$)

25,2 60.480,00 302,4 725.760,00

* dados baseados em projetos FEAP analisados


REGIÃO NOROESTE
Ilha Solteira e Santa Fé do Sul
Expansão: Logística - Transporte

Considerando a proximidade das duas regiões de expansão e a projeção


da produção, acreditamos ser mais adequado o investimento em
transporte (logística).

Produção mensal (t) Produção anual (t)


Ilha Solteira 25,2 302,4
Santa Fé do Sul 35,9 430,8
total 61,1 732,8
Caminhão com sistema de transporte para peixe vivo:
• capacidade: 3 toneladas
• necessidade: 1 unidade
• custo: R$ 150.000,00
investimento: R$ 150.000,00
REGIÃO NOROESTE
Monte Aprazível, Zacarias e Buritama
Ilha Solteira
Santa Fé do Sul
Resumo - Expansão
Categoria Item Valor (R$) Total Parcial (R$)
Insumos e Tanque-rede 2.484.200,00
Sistema de Alevinos 1.511.098,40 10.307.42,30
Produção Ração 6.312.123,90
Processamento 1.200.000,00
transformação 2.190.000,00
Aproveitamento de resíduos 990.000,00
Logística Transporte 750.000,00 750.000,00
Produção de alevinos 140.000,00
Infra- Qualidade de água 200.000,00
640.000,00
estrutura Sanidade 200.000,00
Certificação 100.000,00
Capacitação Cursos/treinamentos 320.000,00 320.000,00
Total Geral 14.207.422,30
REGIÃO NOROESTE

Resumo: perspectiva da expansão

Valores (R$)

Atual Expansão Total estimado

3.421.440,00 12.023.040,00 15.444.480,00


REGIÃO NOROESTE

Geração de Empregos

Número atual de piscicultores 144


Expansão
Empregos diretos 834
Empregos indiretos 2.502
Total 3.336
REGIÃO NOROESTE
Insumos
Gargalos:
- Alevinos
- Custeio de ração
Soluções:
a) Sistema de Produção de Alevinos com qualidade - Infra-estrutura
viveiros escavados de 800 m2 revestidos com geomembrana
necessidade = 10 unidades
Custo: (investimento) R$ 140.000,00
Meta: Produção de 8.346.000 alevinos/ano
Valor da produção - R$ 1.511.098,14
b) Custeio da Ração - (primeiro ano) - 7.013,5 toneladas
Valor: R$ 6.312.123,90
CUSTO: R$ 7.823.222,04
REGIÃO NOROESTE

Sistema Produtivo
Gargalo:
Necessidade de expansão de volume de tanques-rede para 23.502 m3
Valor: (investimento) - R$ 2.484.200,00

A expansão projeta uma produção anual de 5.009,6 toneladas/ano


Valor: (projetado) - R$ 12.023.040,00

CUSTO - R$ 2.484.200,00
REGIÃO NOROESTE

Transformação/Processamento
Gargalo: Capacidade de transformação

Soluções:

a) Ampliação da capacidade de processamento para 21,4


toneladas/dia

Custo: (Investimento) - Planta processadora - R$ 1.200.000,00

b) Aproveitamento de resíduos

Custo: (Investimento) - Instalações e Equipamentos para


aproveitamento de resíduos - R$ 990.000,00

CUSTO: R$ 2.190.000,00
REGIÃO NOROESTE
serviços de apoio
Logística de Transporte - Armazenagem - Informações de Mercado -
Sistemas de Qualidade – Outros
Transporte
peixe vivo - 3 caminhões equipados R$ 450.000,00
peixe abatido - 2 caminhões equipados R$ 300.000,00
Capacitação
Escalonagem da produção R$ 100.000,00
Organização do setor R$ 100.000,00
Informação de mercado – marketing – comercialização R$ 120.000,00
Serviços
Infra-estrutura para controle de qualidade (água,
sanidade, certificação) R$ 500.000,00
CUSTO: R$ 1.570.000,00
REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA

¾ Região abrangida compreende a área de 41 municípios;


¾ Região propícia no que se refere às condições edafoclimáticas;
recursos hídricos em quantidade e com;
¾ Disponibilidade para utilização de águas públicas e privadas;
¾ Existência de 620 pequenos empreendedores cadastrados e com
organização setorial;
¾ 700 ha de espelho d’água em viveiros escavados e barramentos;
¾ Produtores organizados em Cooperativas e Associações;
¾ Municípios organizados em Consórcio Intermunicipal do Vale do
Paranapanema - CIVAP.
REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA
Insumos e Sistema de Produção

Capacidade instalada - 2004

tanques-rede alevinos ração


Valor Quantidade Valor Toneladas Valor
Nº m3
(R$) (ano) (R$) (ano) (R$)
483 8.700 290.000 1.664.000 332.800 1.997 1.797.156

Tamanho médio do tanque-rede 18 m3


Preço médio do tanque-rede R$ 600,00
Capacidade de estocagem (peixe/m3) 190 peixes/m3
Preço médio do milheiro do alevino com 35g R$ 200,00
Aquabel, pequenos produtores
Origem do alevinos
da região ou norte do Paraná
R$ 0,92 na dependência do
Preço médio do quilo de ração
teor de proteína bruta
REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA

Produção
Capacidade instalada - 2004

mês ano
toneladas Valor (R$) toneladas Valor (R$)
87 208.800,00 870 2.088.000,00
REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA

Transformação - Processamento
A produção da região está sendo transformada em plantas processadoras
privadas, a saber:
Localização Capacidade de processamento Situação legal
Promissão * 10 t/dia SIF
Euclides da Cunha 1 t/dia SISP
Garça 500 kg/dia SISP
Lins ** 150 kg/dia
* Geneseas / Tilápia do Brasil
** silagem + defumação (pescadores artesanais)

O crescente e constante desenvolvimento da atividade na região requer


a instalação de mais uma planta processadora.

Investimento: R$ 1.200.000,00
REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA

Processamento – aproveitamento de resíduos

Valor Investimento
Produto Produção/ano
estimado (R$) necessário (R$)
Farinha de peixe 1.533 toneladas 1.266.400,00 140.000,00

Polpa 1.022,5 toneladas 2.555.000,00 250.000,00


Pele 10.206.000 unidades 2.552.000,00 600.000,00

Investimento: R$ 990.000,00
REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA

Logística - Transporte

Caminhão com sistema de transporte para peixe vivo


• capacidade: 3 toneladas
• necessidade: 2 unidades
• custo unitário: R$ 150.000,00
Total: R$ 300.000,00

Caminhão refrigerado para transporte de peixe abatido


• capacidade: 3 toneladas
• necessidade: 2 unidades
• custo unitário: R$ 150.000,00
Total: R$ 300.000,00

investimento: R$ 600.000,00
REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA

Necessidades

Sistema de Produção de Alevinos:


Viveiros escavados de 800 m2, revestidos com geomembrana
Necessidade: 10 unidades
Custo total: R$ 140.000,00

Sistema de Controle de Qualidade


Água: R$ 200.000,00
Sanidade: R$ 200.000,00
Certificação: R$ 100.000,00
Custo total: R$ 500.000,00
investimento: R$ 640.000,00
REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA

Capacitação

Escala de Produção: R$ 100.000,00

Organização (Associativismo e Cooperativismo): R$ 100.000,00

Informações de mercado, marketing e comercialização: R$ 120 000,00

investimento: R$320.000,00
REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA
Fartura*
Expansão: Insumos e Sistema de Produção

Tanque-rede ** alevinos Ração

m3 Valor (R$) Nº/ano Valor (R$) t/ano Valor (R$)

30.660 3.066.000,00 12.264.000 2.505.800,00 10.262 9.470.584,00


* 31 municípios instalados em um raio de 100 km
** tanques-rede de 18 m3 e densidade de estocagem de 400 peixes/m3

Origem dos alevinos: Aquabel – produtora de alevinos localizada em Promissão


e com sede em Londrina/PR
Alevinos com 35 g: R$ 200,00/milheiro
Gargalo: alevinos insuficientes
Investimento: R$ 3.066.000,00
Custeio: R$ 11.976.384,00
REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA
Fartura
Expansão: projeção da Produção

Mês Ano

toneladas Valor (R$) toneladas Valor (R$)

306,6 735.840,00 3.066 7.358.400,00


REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA
Fartura
Expansão: Transformação/Processamento

A projeção da produção para 307 toneladas/mês requer a instalação


de uma planta processadora na região, com capacidade de
processamento de 12 toneladas/dia.

Investimento: R$ 1.200.000,00
REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA
Avaré
Expansão: Insumos e Sistema de Produção

Tanque-rede * alevinos Ração

m3 Valor (R$) Nº/ano Valor (R$) t/ano Valor (R$)

2.520 336.000,00 504.000 35.280,00 424 381.000,00

* tanques-rede de 18 m3 e densidade de estocagem de 400 peixes/m3

Origem dos alevinos: Aquabel – produtora de alevinos localizada em


Promissão e com sede em Londrina/PR
Alevinos com 35 g: R$ 200,00/milheiro
Gargalo: alevinos insuficientes
Investimento: R$ 336.000,00
Custeio: R$ 416.280,00
REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA
Avaré
Expansão: projeção da Produção

Mês Ano

toneladas Valor (R$) toneladas Valor (R$)

25,2 60.480,00 252 604.800,00


REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA
Assis
Expansão: Insumos e Sistema de Produção

Tanque-rede * alevinos Ração


m3 Valor (R$) Nº/ano Valor (R$) t/ano Valor (R$)
1.160 160.000,00 432.000 86.400,00 363 326.500,00

* tanques-rede de 18 m3 e densidade de estocagem de 400 peixes/m3

Origem dos alevinos: Aquabel – produtora de alevinos localizada em


Promissão e com sede em Londrina/PR
Alevinos com 35 g: R$ 200,00/milheiro
Gargalo: alevinos insuficientes
Investimento: R$ 116.000,00
Custeio: R$ 412.900,00
REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA
Assis
Expansão: projeção da Produção

Mês Ano

toneladas Valor (R$) toneladas Valor (R$)

11,6 27.840,00 116 278.400,00


REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA
Assis + Avaré
Expansão: Logística - Transporte

Considerando a projeção da produção de ambas as regiões (Assis e


Avaré) e tendo em vista a existência de processadoras já instaladas nas
proximidades, cremos ser mais adequado o investimento em transporte
(logística).

Localização Produção mensal (t) Produção anual (t)


Avaré e região 25,2 252
Assis e região 11,6 116
Total 36,8 368

1 caminhão com sistema de transporte para peixe vivo: R$ 150.000,00


1 caminhão refrigerado para transporte de peixe abatido: R$ 150.000,00
investimento: R$ 300.000,00
REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA
Resumo

Total Parcial
Categoria Item Valor (R$)
(R$)
Insumos e Tanque-rede 3.518.000,00
sistema de Alevinos 2.627.480,00 16.323.564,00
produção Ração 10.178.084,00
Processamento 1.200.000,00
transformação 2.190.000,00
Aproveitamento de resíduos 990.000,00
Logística Transporte 750.000,00 750.000,00
Produção de alevinos 140.000,00
Infra- Qualidade de água 200.000,00
640.000,00
estrutura Sanidade 200.000,00
Certificação 100.000,00
Capacitação Cursos/treinamentos 320.000,00 320.000,00
Total Geral 20.223.564,00
REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA

Resumo: perspectiva da expansão

Valores (R$)
Atual Expansão Total estimado
2.088.000,00 8.241.600,00 10.329.600,00
REGIÃO DO MÉDIO PARANAPANEMA

Geração de Empregos

Número atual de piscicultores 620


Expansão
Empregos diretos 930
Empregos indiretos 2.790
Total 3.720
Cultivo em tanques-rede: Pontos Críticos

- Plano de Ordenamento para o Cultivo


. águas públicas
. espelhos d’água em propriedades privadas
- Regularização dos empreendimentos
- Qualidade do produto – sanidade
- Aparecimento de blooms de Cianobactérias (?)
- Garantia de entrega/preço
- Melhoria nos processos
- Uso racional da água
MUITO OBRIGADA!!!

PqC Maria Aparecida Guimarães Ribeiro


Assistente de Ação Regional – Instituto de Pesca
Av. Francisco Matarazzo, 455 – Parque da Água
Branca - CEP 05001-900 - São Paulo
telefone: (11) 3871.7554
e-mail: magribeiro@sp.gov.br