Você está na página 1de 10

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO

Cônicas Parábolas
Tamires Ghiraldi da Costa 05/10/2011

. . . . Equação da parábola . . . . . . . . . Objetivos da aula . . . . . . . .3 . Bibliografia . .5 . . . . . . . . . . .3 . . .4 . . . . . .3 . . . . . .Sumário           Conteúdos da aula . . . Parábola . .9 10 Cônicas: Parábolas Página 2 . . .5 . . Elementos da parábola . . . . Organização do tempo e disposição dos alunos Introdução ao tema . . . Materiais/recursos didáticos.3 . .6 . Exercícios . . . . . .

O tempo previsto para a aula é de 60 minutos. Materiais/recursos didáticos Na aula será utilizado o quadro negro. Função Quadrática Gráfico da função quadrática. Saber fazer a equação da parábola. Fórmula da distância entre dois pontos. para a visualização. Sendo:  25 minutos para introdução ao tema.Conteúdos da aula      Plano cartesiano.  25 minutos para a resolução de exercícios. o aluno deverá saber quais são os elementos da parábola.a. Organização do tempo e disposição dos alunos Os alunos serão dispostos normalmente. dado o foco e a equação da reta diretriz. Determinar o foco e a diretriz. em fileiras. Fórmula da distância entre um ponto e uma reta. Cônicas: Parábolas Página 3 . onde será passado de aluno para aluno. e aplicações no dia. e explicação da demonstração e perguntas.dia. dada uma função. de frente para o quadro negro. giz. Objetivos da aula Ao término da aula. as devidas equações.  10 minutos para a passagem das imagens e a cópia do assunto exposto no quadro. imagens que mostrem aplicações da parábola.

vimos que seu gráfico é uma parábola. temos um espelho parabólico. No lançamento de projéteis. descreve uma curva parabólica. nas antenas parabólicas. chutamos uma bola de futebol com certa inclinação. que se dá girando a parábola em torno do seu eixo de simetria. quando lançamos uma pedra. o percurso da bola. Agora. Cônicas: Parábolas Página 4 . do tipo: Mas onde utilizamos essa curva? Nos faróis de carros. pretendemos aprofundar o estudo dessa curva a partir dos conhecimentos da Geometria Analítica.Introdução ao tema Ao estudarmos a função quadrática.

(ponto médio de . Por definição. BF= p. Cônicas: Parábolas Página 5 .Parábola Definição: Sejam. BV= e VF= . O conjunto dos pontos de α eqüidistantes de d e de F é denominado parábola. Sendo p o parâmetro da parábola. uma reta d e um ponto F ∉ d. d e B ∈ d). V: Vértice. Eixo de simetria: a reta r perpendicular à diretriz passando pelo ponto f. o ponto V de interseção do eixo de simetria com a parábola. temos: dPd=dPF dQd=dQF dVd=dVF dRd=dRF Elementos da Parábola F: foco d: reta diretriz dFd= p>0: parâmetro (dFd=dFB) : eixo de simetria. num plano α.

Por F tracemos o eixo dos y. temos a seguinte igualdade: PF= PM = Cônicas: Parábolas Página 6 . Consideremos um ponto P(x. YB) é dada por: dAB= – E a distancia d entre um ponto P=(x0. ) e a equação da diretriz d e y= ou y. y). e dada por: DPr= Segundo a definição de parábola. como mostra a figura a seguir. Sabendo que a distância entre dois pontos A= (XA. perpendicular a reta fixa d.=0. Tracemos por 0 o eixo dos x. Façamos a distancia de F a d iguais a p. As coordenadas de F são (o. tal que a distancia PF = PM.Equação da parábola Seja d a diretriz e F o foco. y0) e uma reta r: ax+by+c=0. YA) e B= (XB.

Cônicas: Parábolas Página 7 . Ou será: Foco F(x0. então a sua equação será: Foco F(0. y0 + p/2) (x – x0)² = 2p(y – y0) se o vértice não estiver na origem (0. concluímos: -py + x²= py x²=2py Portanto:  Se a diretriz da parábola for paralela ao eixo OX e sua concavidade voltada para o sentido negativo do eixo OY (voltada para baixo).= (y.y0).p/2) (x – x0)² = 2p(y – y0) se o seu vértice estiver no ponto (x0. p/2) X² = 2py Ou então: Foco(x0.)² Elevando os dois membros ao quadrado. os termos opostos. então sua equação será: Foco(0.2 y + ² Cancelando. 0). temos: x² + y² + 2 + ² = y² . se o seu vértice estiver na origem (0.0). p/2) x² = 2py se o vértice estiver na origem (0. y0. 0).  Se a diretriz da parábola for paralela ao eixo OX e sua concavidade voltada para o sentido positivo do eixo OY (concavidade voltada para cima).

0) y² = 2px se o seu vértice estiver na origem (0. Ou então: Foco F(x0 + p/2.p/2. 0) y² = -2px se o seu vértice estiver na origem (0. então sua equação será: Foco F(p/2. Cônicas: Parábolas Página 8 . Ou então: Foco F(x0.0).0).  Se a diretriz da parábola for paralela ao eixo OY e sua concavidade for voltada para o sentido positivo do eixo OX (voltada para a direita). y0). y0) (y – y0)2 = -2p(x – x0) se o seu vértice estiver em (x0. então sua equação será: Foco F(-p/2. y0) (y – y0)2 = 2p(x – x0) se o seu vértice estiver em (x0. Se a diretriz da parábola for paralela ao eixo OY e sua concavidade for voltada para o sentido negativo do eixo OX (voltada para a esquerda). y0).

3) e diretriz d: y=1.Determine as coordenadas do vértice V do foco F. 2.Exercícios 1-Obtenha a equação da parábola de foco F(2. e a equação da diretriz d das parábolas: a)(x-6)²=8(y-3) b)(y+3)² = -6(x-2) Cônicas: Parábolas Página 9 .

br/storage/recursos/12078/trenzinho.gov.br/matematica/fundam/eq2g/quadratica.fc.PAIVA.Gelson : Fundamentos da Matemática Elementar.Vol.pt/icm/icm99/icm26/frames.ul. Georg F. Vol.html?aula=1272 Acessado em: 28/09/2011 7. Vol.net/queirozx/conicas-204298 29/09/2011 Acessado em: 11.http://www.pdf 03/10/2011 Acessado em: Cônicas: Parábolas Página 10 .Bibliografia 1. U.http://pt. 2. São Paulo: McGraw-Hill.: Cálculo com geometria analítica. Editora Moderna.educ.http://pessoal.br/Conicas/Curso_ConicasAplicacoes. 1999.ufu.swf Acessado em: 28/09/2011 8.gov.sato.Iezzi.htm Acessado em: 28/09/2011 10.http://portaldoprofessor.http://www. 1987.com/doc/56012966/Parabolas Acessado em: 28/09/2011 6. 4.mec.http://portaldoprofessor.com/doc/3372243/Matematica-Aula-36-Conicas Acessado em: 28/09/2011 5.scribd.br/fichaTecnicaAula.com.htm Acessado 28/09/2011 em: 9.SIMMONS.mec. 1977 3. Sao Paulo. Matematica.http://pt.http://www. São Paulo: Atual Editora. 2.slideshare.7 .sercomtel. Manoel.scribd.prof.