Você está na página 1de 3

6º Período – 2010.

2 - Fundamentos De Hidrologia

Pág. 1/3

FORMULÁRIO DE HIDROLOGIA
COEFICIENTE DE COMPACIDADE (Kc) ; onde P=Perímetro; A=Área. PC=Perímetro do Círculo FATOR DE FORMA (Kf) ; A=Área;L2=Comprimento do Eixo da Bacia. DENSIDADE DE DRENAGEM (Dd) ∑L=Comprimento Total dos Cursos d’água A=Área Total TABELA DE DECLIVIDADE
1 DECLIVIDADE Valores Fornecidos 2 N° DE OCORRÊNCIAS Valores Fornecidos 3 % DO TOTAL 4 % ACUMULADO 5 DECLIVIDADE MÉDIA 6 COLUNA 2 X COLUNA 5

; onde PBH=Perímetro da Bacia Hidrográfica;

, Dd< 0,5 Km/Km2 → Drenagem Pobre 0,5 ≤ Dd < 1,5 Km/Km2 → Drenagem regular 1,5 ≤ Dd < 2,5 Km/Km2 → Drenagem Boa 2,5 ≤ Dd < 3,5 Km/Km2 → Drenagem Muito Boa Dd ≥ 3,5 Km/Km2 → Drenagem excepcionalmente Boa

Declividade Mediana é o valor da declividade onde a curva hipsométrica corta a freqüência em 50%.
Declividade (m/m)

Freqüência Acumulada (%)

TABELA DE COTAS 1 Cota Fornecida 2 Ponto Médio (m) Média aritmética da Coluna 1 3 Área (Km2) Fornecida 4 Área Acumulada (Km2) Coluna 3 + Coluna 4 5 % Acumulada 6 Coluna 2 X Coluna 3

Cota (m)

100(%)

DECLIVIDADE BASEADA NOS EXTREMOS (S1) (m/m) DECLIVIDADE PONDERADA (S2) (m/m)

DECLIVIDADE EQUIVALENTE CONSTANTE (S3)

mm z= Distância entre os pontos considerados. mm/h H= Potencial total da água no solo. mm/h K(ϴ)= Condutividade hidráulica do solo para um teor de umidade ϴ. min. 2/3 DECLIVIDADE 15-85 (S4) (m/m) Elevação(m) S1 S2 S3 Distância(Km) TABELA DE DECLIVIDADE DO TALVEGUE 1 Cotas 2 Distância (m) 3 Distância (L)* (Km) Transformar Valor Col. mm Z=Potencial gravitacional da água no solo. mm dT= Tempo. h EQUAÇÃO POTENCIAL (Kostiakov – 1932): I= Infiltração Acumulada. mm Z= Potencial gravitacional da água no solo. mm Ψ=Potencial matricial da água no solo. mm/h H= Potencial total da água no solo. variando de 0 a 1. mm z= Distância entre os pontos considerados. mm Ψ= Potencial matricial da água no solo. 3 5 Declividade Por Seguimento 6 (Si) 7 Lreal** (Li) (Km) Distância Real medida em linha inclinada 8 Li/Si Fornecido Fornecido ANÁLISE FÍSICO-MATEMÁTICO DO PROCESSO DE INFILTRAÇÃO DA ÁGUA NO SOLO: q= Densidade de fluxo. mm/h dI= Infiltração acumulada.2 . mm TAXA (VELOCIDADE) DE INFILTRAÇÃO: TI= Taxa (velocidade) de infiltração da água no solo. mm/h K0= Condutividade hidráulica do solo saturado.6º Período – 2010. 2 em Km 4 Distância Acumulada (Km) Col. 4 + Col. mm q= Densidade de fluxo. cm k= Constante dependente do solo T= Tempo de Infiltração. .Fundamentos De Hidrologia Pág. a= Constante dependente do solo. mm H= Potencial total da água no solo.

...... 15 mm/h VIB < 30mm/h Solos de VIB muito alta . variando de 0 a 1..: VIB = Velocidade de Infiltração Básica. MÉTODO ANALÍTICO: Pág. e os outros parâmetros são os mesmos utilizados anteriormente. Solos de VIB baixa . 3/3 Y=A + BX Y= Log I A= Log k B= a X= Log T MÉTODO DA REGRESSÃO LINEAR: m= Nº de pares de dados I e T A=Log k → k= antilog A → k=10ª B=a → a=B Obs.Fundamentos De Hidrologia VELOCIDADE DE INFILTRAÇÃO INSTANTÂNEA: VI= Velocidade de infiltração instantânea k=Constante dependente do solo T= Tempo de Infiltração. a= Constante dependente do solo....... a= Constante dependente do solo..: o zero inicial da tabela não entra nos cálculos. variando de 0 a 1..... 5mm/h < VIB < 15 mm/h Solos de VIB alta ... VIB < 5mm/h Solos de VIB média . VELOCIDADE DE INFILTRAÇÃO MÉDIA: VIm= Velocidade de infiltração média k= Constante dependente do solo T= Tempo de Infiltração.. . muito menos no somatório da quantidade do número de pares T x I (m).... Obs....... min.. EQUAÇÃO POTENCIAL MODIFICADA (Kostiakov-Lewis): Com esse arranjo... VIB > 30 mim/h X=Tempo Acumulado (min) Y=Infiltração (mm) .....2 ..6º Período – 2010.. min.