Você está na página 1de 11
http://blogdomano.wordpress.com · Metal Bootcamp Series – Shred Legato part 1 O objetivo pricipal destas séries

http://blogdomano.wordpress.com

· Metal Bootcamp Series – Shred Legato part 1

O objetivo pricipal destas séries é encontrar uma velocidade lenta, onde todas as falhas de temporização possam ser claramente identificadas e trabalhar nisso por cinco minutos por dia, cinco vezes semanas. Com isso em prática você verá uma melhora considerável de coordenação da mão da escala (fretting- hand ), amortecimento e controle de ruído, velocidade total e fluidez, formando assim, caminho para outros aspectos mais avançados.

assim, caminho para outros aspectos mais avançados. Foco da técnica Esta 1ª de 4 séries, vai

Foco da técnica

Esta 1ª de 4 séries, vai focar os elementos básicos da técnica, cada coluna de construção sobre as habilidades do anterior formando um caminho progressivo para os aspectos mais avançados deste estilo. Eficiência em um nível levará a acessibilidade para os próximos, e você vai ver como é possível construir até tocar idéias mais avançadas. Nesta série, vamos começar por olhar para o básico pattern triplet half-roll e sua aplicação ao longo das sete posições de "A" Dorian: [ R, 2, b3, 4, 5, 6, b7 ]. Este é na chave de Sol Maior e é o mesmo que G principal, exceto que estamos visualizando com a nota A raiz em vez de G, o acorde e apoio dos exemplos é um A menor. Am.

exceto que estamos visualizando com a nota A raiz em vez de G, o acorde e

D I C A S

Todos os exemplos são tocados de forma muito lenta em uma velocidade de 60 bpm (tercinas) e em seguida, a uma velocidade padrão máxima de 120 bpm (sextinas). É importante notar que os exemplos 60 bpm devem ser dominados completamente antes de aplicar a velocidade, a este nível, todos os aspectos como: tempo, tom e precisão são totalmente expostos e a perfeita execução proporcionará uma excelente base para a construção de velocidade ao longo do tempo.

<><><>

Reconhecimento do interior e ‘memorização’ de um exercício está em seu pico quando você está envolvido em repetição concentrado por um período de tempo. Isto pode parecer óbvio, mas é de minha experiência que as pessoas tocam por apenas um momento, portanto grave, antes de perder a concentração e derivar para outra coisa! Assim, quando se trata de formação técnica instrumental, que é o que exige o rock atual, então só uma abordagem disciplinada trará resultado.

<><><>

Também comprar um bloco de notas e anote em sua agenda prática - Que exercício, que velocidade, quanto tempo? Depois de totalmente aquecido, fazer blocos de repetições ‘unbrocken’ (exceto quando há um acúmulo de tensão) e ficar com a mesma rotina por um mês ou mais para ver o seu progresso real. Eu recomendaria que você encontrasse uma velocidade lenta, onde todas as falhas de temporização podem ser claramente identificadas e trabalho em que a velocidade de cinco minutos por dia, cinco dias por semana e depois que a semana passa, você não será mais rápido, mas você vai se sentir muito mais forte e mais preciso. Em seguida, aumentar a velocidade até sentir alguma dificuldade; afastar essa velocidade um pouco e prática nesta nova velocidade por uma semana ou duas. É assim que a velocidade é construída.

<><><>

Cada entalhe no metrônomo deve ser praticado. Você vai se encontrar quando você entrar em velocidades mais rápidas que a normal encontrar-se praticando na velocidade 'inicial' mesmo por semanas ou meses sem um avanço verá, entretanto, que o exercício vai realmente estar melhorando, independentemente de um aumento na velocidade. Quando você estiver familiarizado e forte com este estilo, não só você tem a facilidade para criar linhas longas e fluindo para complementar os seus outros conceitos, mas também os efeitos de arrastamento de ter uma mão mais forte (fretting-hand) quando se trata de utilizar outras técnicas

os efeitos de arrastamento de ter uma mão mais forte (fretting-hand) quando se trata de utilizar
Clique na imagem para baixar no GuitarPro Aqui estão três exemplos ‘half-roll’, que são cada

Clique na imagem para baixar no GuitarPro

Clique na imagem para baixar no GuitarPro Aqui estão três exemplos ‘half-roll’, que são cada um

Aqui estão três exemplos ‘half-roll’, que são cada um sub-divididos em A, B e C. A importância deste sistema é que todos os exemplos 'A' concentram-se nas cordas baixas, com um trecho de dois tons entre cada dedo. Esses exemplos devem ser tocados com os dedos primeiro, segundo e quarto. Os exemplos 'B' se concentram no set de cordas médias com um semitom e um tom, interpretado novamente usando o primeiro, segundo e quarto dedo, enquanto exemplos da 'C' estão no topo das cordas com um tom e semitom entre os primeiro, terceiro e quarto dedos. Em todos estes exemplos você deve estar ciente das seguintes coisas

Mão da escala (fretting hand )

Seguir a regra de que, a fim de manter a técnica limpa de configurar o primeiro dedo para silenciar a corda acima da que você está tocando - mais barulho virá dessa corda O primeiro dedo fará contato com a seqüência que você está tocando mais para baixo em sua plataforma, em comparação com os outros dedos que devem estar arqueados e fazer contato na ponta. Como resultado disto você quase naturalmente verá que o primeiro dedo está colocando sobre qualquer cordas superiores e silenciá-los também. Quando você toca o 1a exemplo, todas as cordas seriam silenciadas pelo primeiro dedo, exceto a seqüência de baixo que está sendo tocada. Se você estivesse no exemplo 1b, o primeiro dedo faria silenciar a quinta corda, de modo que a carne da ponta do dedo está em contato com ele. Tudo debaixo da corda que está sendo tocada também seria silenciado relaxando suavemente o dedo sobre as cordas. No exemplo 1b, por exemplo, a mão direita faria silenciar a sexta corda. Assim, entre as duas mãos, é possível o bter uma técnica completamente limpa, sem ruído de cordas ao fundo.

Mão da palheta (Picking hand )

Seguir a regra que legato é uma técnica que se baseia no princípio de que você só pegará a primeira nota em qualquer corda e todas as notas subsequentes são ou hammer-ons ou pull-offs. Siga as instruções escolhidas na guia e faça os traços suficientemente ligth para que eles não interfiram com o som fluido da técnica. Lembre-se de silenciar cordas que não são tocadas pela mão fretting. Com exemplos 1a, b e c, e exemplos 3a, b e c, certifique- se que o primeiro dedo permaneça preso e que, quando o quarto dedo vai para baixo, o segundo dedo fica fora do caminho rapidamente, de modo que o pull-off possa levá-lo de volta para o primeiro dedo.

o segundo dedo fica fora do caminho rapidamente, de modo que o pull-off possa levá-lo de

Exercícios 1,2 e 3

Exercícios 1,2 e 3
Podemos aplicar agora nossas habilidades sobre uma sequencia de seis cordas. No 1º compasso, a

Podemos aplicar agora nossas habilidades sobre uma sequencia de seis cordas. No 1º compasso, a técnica é aplicada sobre o shape de escala e no 2º compasso é aplicada ao longo de três oitavas. Bloqueios de oitavas são comuns as vias visuais sobre o braço da guitarra. Basta tomar as duas primeiras cordas (seis notas) de qualquer shape de escala e depois tocar em oitavas ao invés de seguir a posição da escala. Você notará que o pattern que se estabelece nas duas primeiras seqüências é idêntica, uma vez que se move sobre os conjuntos de cordas. Esta é uma boa opção para a velocidade potencial. Faça o mesmo em todas as sete posições. É uma ótima maneira de decorar sua escala em patterns de oitava enquanto pratica a sua técnica.

as sete posições. É uma ótima maneira de decorar sua escala em patterns de oitava enquanto
as sete posições. É uma ótima maneira de decorar sua escala em patterns de oitava enquanto
as sete posições. É uma ótima maneira de decorar sua escala em patterns de oitava enquanto
Neste exemplo, juntando as posições 6 e 7 na escala A Dorian com patterns juntos

Neste exemplo, juntando as posições 6 e 7 na escala A Dorian com patterns juntos de duas cordas antes de aplicá-las sobre o braço da guitarra com três blocos de oitava a cada duas batidas. A última nota usa um vibrato de largura (wide). A articulação dos shapes baseadas em três notas por cordas é comum no rock moderno, uma vez que facilita a cobertura do braço e presta-se mais facilmente às ideias mais rápidas que os mais foras do set, como shapes de duas e três notas por corda. Na finalização corte levemente o downstroke para produzir um som com uma pitada de pinch harmonic.

notas por corda. Na finalização corte levemente o downstroke para produzir um som com uma pitada
notas por corda. Na finalização corte levemente o downstroke para produzir um som com uma pitada
notas por corda. Na finalização corte levemente o downstroke para produzir um som com uma pitada
Aqui temos um exemplo que viaja através das posições da escala, deslocando-se entre dois patterns

Aqui temos um exemplo que viaja através das posições da escala, deslocando-se entre dois patterns por corda. Este era um método favorito usado pelos primeiros pioneiros do rock moderno, como EVH e Randy Rhoads. Eu optei pela nota de vibrato aggressive estilo moderno de acabamento em oposição ao sax mais orientado a uma fusion vibe, por isso é só ampliar a direita para fora por um tom.

acabamento em oposição ao sax mais orientado a uma fusion vibe, por isso é só ampliar
acabamento em oposição ao sax mais orientado a uma fusion vibe, por isso é só ampliar
acabamento em oposição ao sax mais orientado a uma fusion vibe, por isso é só ampliar
Isso move percorrendo todas as posições da escala e no topo das duas cordas, negocia

Isso move percorrendo todas as posições da escala e no topo das duas cordas, negocia agrupamentos simétricos e não simétricos , então se concentrar no sincronismo e memorize lentamente antes de praticar. As últimas seis notas antes do bend de meio tom pode ser tocado usando o primeiro, terceiro e quarto dedos, que é a nossa digitação classicamente correta, ou o primeiro, segundo ou terceiro dedos, o que configura um bom ângulo para o bend final.Você deve ser capaz de fazer tanto como as duas técnicas são usadas com freqüência. Para o shapes assimétricos no compasso 2, eu iria ficar com a posição "correta" de dedilhados.

freqüência. Para o shapes assimétricos no compasso 2, eu iria ficar com a posição "correta" de
freqüência. Para o shapes assimétricos no compasso 2, eu iria ficar com a posição "correta" de
Como a maioria dos nossos exercícios têm se concentrado nas técnicas de desenvolvimento ascendente [hammer-on]

Como a maioria dos nossos exercícios têm se concentrado nas técnicas de desenvolvimento ascendente [hammer-on] , vamos terminar com um exemplo que incorpora [pull-offs] com [hammer-ons] para proporcionar um bom treino. Objetivo de tocar com leveza e movimento dos dedos para baixo com a mão da escala (fretting-hand) e longe da corda quando retirar. Primeiro dedo da mão da escala é necessário para silenciar as cordas abaixo e um acima da corda que está sendo tocada. Os dedos restantes devem ser arqueado,s com o polegar no meio da parte de trás do braço. Escolher cursos mostrados acims são os mais econômicos quando se muda de cordas.

no meio da parte de trás do braço. Escolher cursos mostrados acims são os mais econômicos
no meio da parte de trás do braço. Escolher cursos mostrados acims são os mais econômicos

Metal Bootcamp - Shred Legato - part 1

Fonte:

Guitar Technique Magazine - Edição January 2009

Transcrição:

jfernando - Blog do Mano

Tradução:

jfernando - Blog do Mano

e-mail:

jfernando08@gmail.com

jfernando - Blog do Mano Tradução: jfernando - Blog do Mano e-mail: jfernando08@gmail.com
jfernando - Blog do Mano Tradução: jfernando - Blog do Mano e-mail: jfernando08@gmail.com