COORDENADORIA ECUMÊNICA DE SERVIÇO - CESE INSTITUTO CULTURAL STEVE BIKO - ICSB INSTITUTO MÍDIA ÉTNICA - IME

PROGRAMA DE EQUIDADE RACIAL NO NORDESTE BRASILEIRO
18 de outubro a 20 de novembro de 2011. CARTA CONVITE
No Ano Internacional dos Afrodescendentes, a Coordenadoria Ecumênica de Serviço - CESE, o Instituto Cultural Steve Biko e o Instituto Mídia Étnica - IME, em ação consorciada, convidam organizações e militantes do Movimento Negro da região Nordeste, para participar da seleção do Programa de Equidade Racial. Este Programa busca desenvolver ações efetivas que contribuam para mudanças estruturais no quadro de desigualdades da Região Nordeste e tem como principal foco o combate ao racismo e às desigualdades de gênero. Organizações responsáveis pela execução do Programa: A Coordenadoria Ecumênica de Serviço - CESE é uma entidade filantrópica, composta institucionalmente por igrejas cristãs que se unem no compromisso ecumênico de afirmar a vida. Sua missão é fortalecer grupos populares empenhados nas lutas por transformações políticas, econômicas e sociais que conduzam a estruturas em que prevaleça democracia com justiça, intermediando recursos financeiros e compartindo espaços de diálogo e articulação. Um dos meios para cumprir sua missão é o apoio a projetos de organizações populares. O Instituto Cultural Steve Biko - ICSB, é uma organização do movimento negro baiano que ao longo de 19 anos, tem desenvolvido diversos projetos educacionais com foco na formação de jovens lideranças negras para atuar nas diversas instâncias da luta antiracista na Bahia e no Brasil. É justamente essa sólida experiência que credencia o Instituto a propor um programa voltado para o desenvolvimento de lideranças para a equidade racial e de gênero e fortalecimento das organizações negras no Nordeste. O Instituto Mídia Étnica - IME é uma organização da sociedade civil que atua desde 2005 para assegurar o direito humano à comunicação e o uso das ferramentas tecnológicas pelos grupos socialmente excluídos, especialmente a comunidade afrobrasileira. O IME tem como principais linhas de ação: advocacy para diversidade na mídia; treinamento de jornalistas e estudantes de comunicação; assessoria para organizações afro-brasileiras; monitoramento dos meios de comunicação; realização de campanhas publicitárias; media training para lideranças de movimentos sociais; treinamento de jovens para uso da comunicação; consultoria em comunicação digital; produções audiovisuais.

1. OBJETIVOS DO PROGRAMA Contribuir para o fortalecimento institucional de organizações do movimento negro da região Nordeste empenhadas na luta anti-racista e combate à pobreza da população negra. Fortalecer lideranças oriundas de organizações negras do Nordeste para atuações articuladas em prol da equidade racial e de gênero e com vistas a fomentar mudanças significativas na estrutura sócio-política no Nordeste brasileiro. Formar comunicadores/as na perspectiva da diversidade étnico-racial através do incentivo à produção de textos, monografias e peças multimídia, para serem fontes de notícias (assessoria de imprensa) para jornalistas da região Nordeste sobre temas ligados ao racismo, cultura negra e combate à intolerância religiosa; criar uma central de mídia (texto, áudio e vídeo) para visibilidade das ações do movimento negro na região Nordeste; e facilitar a integração dos movimentos negros da região Nordeste por meio de redes virtuais e de cooperação. 2. SELEÇÃO O programa selecionará candidaturas nas seguintes categorias: Categoria 01: Fortalecimento Institucional 10 (dez) projetos de organizações para receber apoio financeiro e acompanhamento para o desenvolvimento de ações no campo do fortalecimento institucional, sob coordenação da CESE (Coordenadoria Ecumênica de Serviço). Os projetos propostos pelas organizações solicitantes deverão ser orçados com o valor máximo de R$ 55.000,00 (cinqüenta e cinco mil reais) e executados em um período de 18 meses, com início em fevereiro de 2012. Cada organização só poderá inscrever um projeto. A organização que inscrever mais de um projeto terá todas as suas inscrições automaticamente canceladas. Categoria 02: Formação de Lideranças e Comunicadores 30 (trinta) militantes que serão contemplados com um curso de formação política constituído por aulas presenciais e à distância. A proposta do curso é de instrumentalizar os participantes para atuarem de forma qualificada na luta anti-racista e pela igualdade de gênero que tem estruturado as desigualdades sociais na Região Nordeste. Dentre as trinta vagas disponibilizadas, 09 (nove) serão reservadas para candidatos que tenham interesse em uma formação especializada no campo da comunicação. Os nove 1 selecionados serão qualificados para atuar como pontos focais do Portal Correio Nagô em seus respectivos estados, integrando uma Rede de Comunicadores do Nordeste. Os pontos focais serão responsáveis pela produção de material textual e audiovisual de cobertura e divulgação das atividades do movimento negro e da arte negra em seus respectivos estados. Caberá também aos pontos focais a mobilização e divulgação do Portal, garantindo um crescente número de associados e de materiais postados por internautas do estado. Esta formação será coordenada pelo Instituto Mídia Étnica (IME) e o Instituto Cultural Steve Biko. Observações: As organizações convidadas através desta carta convite poderão apresentar projetos de fortalecimento institucional (categoria 01) e/ou indicar duas pessoas (uma do sexo feminino e outra do sexo masculino) da sua organização, de organização parceira e/ou O Correio Nagô (www.correionago.com.br) é um portal informativo e colaborativo para postagem de textos, fotos e vídeos e discussões de temas de interesse da comunidade negra, especialmente de aspectos políticos e culturais. Caberá aos pontos focais a produção de conteúdo para o Portal e a divulgação das ferramentas do Portal a fim de ampliar o número de associados e visitantes.
1

2

da sua comunidade para participar do processo seletivo na categoria 02. A indicação deverá ser comprovada por meio de carta de recomendação assinada por representante legal da organização e anexada à ficha de inscrição. As organizações que se candidatarem a receber apoio para fortalecimento institucional (categoria 01) deverão necessariamente promover a inscrição de duas pessoas (uma do sexo feminino e outra do sexo masculino) para seleção para o curso de formação política proposto na categoria 02. Esses/as candidatos/as deverão ser membros da organização. No caso de organizações de mulheres, será aceita a indicação de duas candidaturas do sexo feminino. Assim, a turma do curso de formação política será constituída por 30 (trinta) indivíduos: Um/a representante de cada uma das 10 organizações que tiverem seus projetos de fortalecimento institucional selecionados; Os 09 pontos focais (indivíduos) selecionados para capacitação em comunicação; E mais 11 (onze) vagas destinadas para a formação de lideranças com áreas de interesse como Saúde da população negra, Educação, Ciências e Tecnologia, Relações de Gênero, Cultura, Religiosidade, entre outros. Os/as candidatos/as deverão estar disponíveis para a realização das entrevistas que serão feitas por meio eletrônico (Skype) no período da seleção. O não cumprimento dos horários estabelecidos para essas entrevistas pelos/as candidatos/as implicará na desclassificação. É recomendável que o/a candidato/a esteja pelo menos meia hora antes da entrevista para teste de conexão de rede com a equipe de seleção. As atividades de formação/capacitação serão inteiramente gratuitas, contemplando hospedagem, alimentação, passagens, traslado para as atividades locais, material didático. Os 09 (nove) candidatos selecionados para a qualificação especializada em comunicação proposta na categoria 02 receberão bolsa-auxílio no valor de R$ 400,00 (quatrocentos reais), pelo período de 12 meses (abril de 2012 a março de 2013). A bolsa tem a finalidade de dar suporte aos contemplados para que os mesmos desenvolvam atividades para rede de comunicação Correio Nagô coordenada pelo Instituto de Mídia Étnica. 3. CRITÉRIOS a) b) c) d) Somente organizações cuja sede principal esteja localizada na região Nordeste poderão candidatar-se ou encaminhar candidatos para participar desse processo seletivo. Todos os estados do Nordeste serão contemplados em pelo menos uma das categorias (01 ou 02) propostas na seleção. Os/as candidatos/as deverão ter disponibilidade para encontros presenciais em outros Estados. Poderão se candidatar para receber apoio financeiro e acompanhamento para projetos de fortalecimento institucional organizações populares, grupos informais, redes ou articulações da sociedade civil. Grupos informais, redes e articulações devem indicar uma organização responsável pela gestão dos recursos (entidade repassadora). A seleção dos 10 (dez) projetos de organizações que serão contempladas com apoio financeiro e acompanhamento para ações de fortalecimento institucional será feita levando-se em consideração a coerência da proposta, sua abrangência e a perspectiva de incidência nas políticas públicas para a população negra (ver anexo formulário para seleção de organizações).

e)

3

f)

A seleção dos candidatos para a categoria 02 será feita mediante análise da ficha de inscrição e entrevista.

g) Para a seleção dos 09 (nove) candidatos para formação especializada em comunicação é necessário que os candidatos sejam estudantes da área de comunicação ou estudantes de nível médio com atuação em comunidades com iniciativas de comunicação (rádio comunitária, jornal informal, blogueiro/a, videomaker, etc.), desde que comprovada a sua atuação mediante declaração da organização proponente da referida candidatura. h) Só serão consideradas as candidaturas que cumprirem os requisitos estabelecidos esta carta convite. 4. ENVIO DAS PROPOSTAS O prazo final para apresentação dos documentos (projetos, fichas de inscrição e cartas de recomendação) é 20/11/2011. As propostas recebidas fora do período de inscrição estarão automaticamente desclassificadas. O envio dos projetos deve ser feito unicamente pelo e-mail: editais@cese.org.br Projetos que chegarem por outros canais não serão considerados. Os projetos devem apresentar de modo bem visível, no e-mail a identificação: Chamada de Projetos Equidade Racial. Recomenda-se não incluir fotos, imagens e outros arquivos anexados no projeto porque, a depender dos arquivos e programas utilizados, pode haver incompatibilidades com os equipamentos das organizações responsáveis pelo Programa e impossibilitar a abertura do arquivo e até mesmo sua impressão. As instituições promotoras não se responsabilizarão por projetos que não puderem ser devidamente recebidos em função dessas questões. 5. ETAPAS DE SELEÇÃO Etapa 01: Análise da documentação enviada pelos proponentes segundo informações contidas no item 7 (Documentação solicitada); Etapa 02: Envio de documentação complementar (cf item 7: Documentação Solicitada); Etapa 03: Entrevista com candidatos/as encaminhados/as pelas organizações para participar do curso de formação política ou capacitação em comunicação. A entrevista será realizada por meio eletrônico (Skype), por membros do Instituto Cultural Steve Biko e Instituto Mídia Étnica. 6. DAS RESPONSABILIDADES a) Para cada um dos 10 projetos de fortalecimento institucional selecionados para apoio financeiro, será firmado um contrato de parceria entre a CESE e a organização proponente do projeto, com a anuência do/a responsável legal. Este contrato estabelecerá as obrigações de cada parte envolvida e terá a duração de 18 meses. b) Ao assinarem a carta de recomendação e encaminhar os/as candidatos/as, as organizações que receberam a carta convite para esse processo seletivo atestam que as pessoas indicadas por essas organizações estão habilitadas para participar do processo formativo e estão, de fato, engajadas em ações de combate ao racismo e às desigualdades de gênero em seus ambientes de atuação. c) O Instituto Mídia Étnica dará suporte às atividades dos pontos focais por meio de contatos, indicações e auxílio pontual, além de incentivar a realização de atividades de por

4

comunicação por parte dos jovens, podendo contribuir na captação de recursos e de parceiros para essas ações. d) Os/as candidatos/as selecionados/as para o curso de formação política e capacitação em comunicação comprometer-se-ão a participar ativamente da programação proposta. Só receberão certificados de conclusão participantes com presença em pelo menos 80% das atividades; e) Os/as candidatos/as selecionados/as se comprometem a disseminar para as suas organizações/comunidades o conteúdo abordado no curso de formação política e capacitação em comunicação. 7. DOCUMENTAÇÃO SOLICITADA Documentação a ser enviada por e-mail: editais@cese.org.br 1. Para os projetos de fortalecimento institucional: Projeto elaborado conforme formulário indicado no anexo; Ficha de inscrição das pessoas indicadas para o curso de formação política; Carta de recomendação encaminhada pela organização fazendo referência à atuação dos/as candidatos/as no desenvolvimento de atividades institucionais e de militância política. As organizações que forem selecionadas na etapa 1 deverão enviar, por correio convencional, documentação complementar da organização proponente ou repassadora dos recursos (cópia do estatuto, da ata da última eleição e do CNPJ). 2. Para o curso de formação política e capacitação em comunicação: Carta de recomendação encaminhada pela organização fazendo referência à atuação dos/as candidatos/as no desenvolvimento de atividades institucionais e de militância política. Ficha de inscrição individual devidamente preenchida segundo o formulário proposto no anexo. 8. CRONOGRAMA Período de inscrições: 18 de outubro a 20 de novembro de 2011 Divulgação do resultado final da seleção: 10 de dezembro de 2011. A divulgação será feita nos sites institucionais da CESE (www.cese.org.br), Instituto Cultural Steve Biko (www.stevebiko.org.br) e Instituto Mídia Étnica (www.midiaetnica.org).

Coordenação do Programa de Equidade Racial no Nordeste Brasileiro.

Rosana Fernandes CESE

Tarry Cristina Pereira ICSB

Ilka Danusa IME

5

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful