Você está na página 1de 2
NEODARWINISMO
NEODARWINISMO

NEODARWINISMO

NEODARWINISMO
NEODARWINISMO 1 - Uma das principais críticas apontadas à Teoria de Darwin era o facto de

1- Uma das principais críticas apontadas à Teoria de Darwin era o facto de esta não explicar o surgimento de “variações naturais” nos indivíduos de uma determinada espécie, nem o modo como essas variações eram transmitidas à geração seguinte.

O desenvolvimento da Genética veio colmatar estas lacunas: a Teoria da Hereditariedade desenvolvida por Mendel, explicava a transmissão das características de geração em geração, e a descoberta das mutações permitiu explicar o surgimento das variações.

No início da década de 40, do século XX, começou a ganhar forma uma outra teoria da evolução, a Teoria Sintética da Evolução ou Neodarwinismo, que reunia as concepções originais de Darwin e os dados revelados por diversas ciências, como a Genética, a Paleontologia, a Biogeografia, etc.

1.1- A Teoria Sintética da Evolução admite que as populações constituem unidades evolutivas e apresentam variabilidade, sobre a qual a selecção natural actua. A variabilidade resulta de:

(assinala as letras correspondentes às opções correctas)

A- alterações bruscas do material genético que ocorrem ao nível dos genes; B- alterações bruscas do material genético que envolvem porções significativas de cromossomas; C- fenómenos de crossing-over, que ocorrem durante a mitose; D- fenómenos de crossing-over, que ocorrem durante a meiose; E- colocação ao acaso dos pares de cromossomas homólogos no plano equatorial da célula, durante a metáfase I da meiose; F- cada indivíduo produzir um enorme número de gâmetas diferentes, que se unem ao acaso.

1.2-

recombinação génica.

Dos

aspectos

assinalados

em

1.1,

indica

os

que

correspondem

a

fenómenos

de

1.3- De acordo com o neodarwinismo, pode explicar-se a evolução das espécies da seguinte forma: (Completa com os termos: ambiente, características, conjuntos génicos, diferencial, eliminados, evolução, fundo genético, genes, mais, momento, mutações, populações, recombinação genica, selecção natural, variabilidade genética).

- As 1 responsáveis pelo aparecimento de novos 2 no 3 4 das 5 juntamente com a 6 7 que ocorre na reprodução sexuada originam a 8 9 das populações.

- É sobre esta variabilidade que actua a 10 11 , privilegiando os 12 13 mais bem adaptados a um determinado 14 num determinado 15 .

- Os indivíduos portadores destes 16 17 vivem 18 tempo e deixam 19 descendentes, ocorrendo, portanto, uma reprodução 20 .

- Ao longo do tempo determinados 21 , e portanto, determinadas 22 , implantam-se em detrimento de outros que vão sendo progressivamente 23 , dando-se assim a 24 .

NEODARWINISMO
NEODARWINISMO

NEODARWINISMO

NEODARWINISMO

2- Estabelece as sequências correctas de letras para o lamarckismo, o darwinismo e o neodarwinismo.

A- As girafas, sem variabilidade intra-específica, possuíam o pescoço e as patas de reduzidas dimensões. B- Existia uma população de girafas com variabilidade intra-específica: umas possuíam o pescoço e as patas de reduzidas dimensões, outras de médias dimensões e outras de grandes dimensões. C- Essa variabilidade era devida à ocorrência de recombinações génicas e mutações nas células

progenitores.

D- Habitavam em meios em que predominavam as plantas herbáceas e arbustivas de que se

alimentavam.

reprodutoras

dos

E- O crescimento desta população era controlado pela quantidade e tipo de alimento existente no meio. F- Esta população travava uma luta pela sobrevivência, sendo seleccionados os seres mais aptos

aptos.

G- O ambiente modificou-se, tendo desaparecido a vegetação herbácea e arbustiva e surgindo, de

arbórea.

H- Para não morrerem de fome, sentiram necessidade de se modificar, de forma a poderem

alimentarse. I- Para chegarem às árvores, esticaram continuamente as patas e o pescoço, de forma que estes

se

J- A totalidade das girafas adquiriu, num tempo relativamente curto, pescoço e patas compridas. K- As girafas que possuíam os pescoços e as patas de maiores dimensões estavam adaptadas a um meio em que predomina o alimento arbóreo, pelo que conseguiam chegar ao alimento, e

deste

L- As girafas que possuíam os pescoços e as patas de menores dimensões estavam menos

adaptadas a um meio em que predomina o alimento arbóreo, pelo que não conseguiam chegar ao

alimento,

M- Ocorreu uma selecção natural que seleccionou os indivíduos mais aptos e eliminou os menos aptos. N- Ocorreu uma selecção natural que seleccionou os indivíduos cujo genótipo mais apto se traduzia num fenótipo favorável às condições do meio e eliminou as que apresentavam um

fenótipo

apto.

O- Na população começaram a predominar as girafas de pescoços e patas compridas, pelo que,

reproduzindo-se mais, iriam aumentar de nº, enquanto que as de pescoço e patas curtos, sendo

em

P- A população passou a ser constituída, maioritariamente, por girafas de pescoço e patas

diferencial).

sobreviviam.

desenvolveram.

forma

os

e

eliminados

menos

predominante,

a

vegetação

modo

sobreviviam.

e

deste

modo

não

menos

seu

menor

nº,

reproduziam-se

menos

e

o

iria

diminuir

(reprodução

compridas,

transmitindo

esta

característica

mais

apta

à

descendência.

Q- A população passou a ser constituída, maioritariamente, por girafas de pescoço e patas compridas – fenótipo mais apto ao meio - transmitindo esta característica mais apta à descendência. R- As características adquiridas são transmitidas à descendência, que passa a possuir patas e pescoço compridos.

População - conjunto de indivíduos da mesma espécie que, num dado momento, ocupam a mesma área e se cruzam entre si. Fundo genético- Conjunto de todos os genes presentes numa população, num dado momento.