Você está na página 1de 56

MERCADO A VISTA DE AÇÕES: Conceitos e Definições

São Paulo / Abril 2011

Mercado a Vista de Ações

ÍNDICE 1. Noções sobre o mercado de ações .................................................................................... 2 1.1. Estrutura de capital das empresas .............................................................................. 3 1.2 Mercado de capitais ou de valores mobiliários ........................................................... 4 1.3. As ações .......................................................................................................................... 4 1.4. Companhia de capital aberto........................................................................................ 6 1.5. Mercado Secundário .................................................................................................... 11 1.6. Bolsa de Valores .......................................................................................................... 12 1.6.1. Objetivo social das bolsas de valores ........................................................... 13 1.6.2. Produtos negociados em bolsa ...................................................................... 14 1.6.3. Ambientes para negociação em bolsa .............................................................. 16 1.6.4. Modalidades de negociação e liquidação e custódia...................................... 17 1.7. Considerações finais.................................................................................................... 19 2. Índice de Ações .................................................................................................................... 20 2.1. Definição – Índices acionários .................................................................................... 20 2.2 Formas de Ponderação ............................................................................................... 20 2.2.1 Índice Ponderado por Pesos Iguais .................................................................... 21 2.2.2 Índice Ponderado por Capitalização de Mercado ............................................. 21 2.2.3 Índice de Retorno Ponderado por Pesos Iguais ............................................... 23 2.2.4 Índice Ponderado por Liquidez ............................................................................ 23 2.3. Considerações finais.................................................................................................... 24 3. Principais Índices do Mercado Brasileiro ......................................................................... 25 3.1. Índices acionários – Origem dos índices acionários brasileiros ........................... 25 3.2. Índices de Mercado ...................................................................................................... 25 3.2.1. Índice Bovespa ...................................................................................................... 25 3.2.2. Índice IBrX ............................................................................................................. 30 3.2.3. Índice Valor Bovespa – IVBX-2 .......................................................................... 32 3.2.4. Índices BM&FBOVESPA MLCX e SMLL .......................................................... 32 3.2.5. Índice de Ações com Governança Corporativa Diferenciada ........................ 33 3.2.6. Índice de Sustentabilidade Empresarial ............................................................ 34 3.2.7. Índice de Ações com Tag Along Diferenciado ................................................. 35 3.2.8. Índices setoriais .................................................................................................... 36 3.2.9. Índice FGV - 100 ................................................................................................... 39 3.3. Considerações finais.................................................................................................... 39 4. Investimentos Globais ......................................................................................................... 40 4.1. Introdução ...................................................................................................................... 40 4.2. Conceitos e fundamentos ........................................................................................... 41 4.2.1. Definição ................................................................................................................ 41 4.2.2. Tipos e características ......................................................................................... 41 4.2.4. Mecânica operacional .......................................................................................... 44 4.3. Considerações finais.................................................................................................... 44 5. Decisões de investimento em ações ................................................................................ 45 5.1. O investimento .............................................................................................................. 45 5.2. Análise fundamentalista .............................................................................................. 45 5.2.1. Valoração ............................................................................................................... 45 5.2.2. Ferramentas de análise ....................................................................................... 46 5.2.3. Vertentes da análise fundamentalista ............................................................... 47 5.3. Análise Técnica ............................................................................................................ 48 5.3.1. Principais configurações ...................................................................................... 49 5.3.2. Formação de figuras .......................................................................................... 511 5.3.3. Teoria de Elliott ..................................................................................................... 53 5.4. Considerações finais.................................................................................................... 55
Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9.610/98 e punido pelo Art. 184 do Código Penal.

1

Mercado a Vista de Ações

1. Noções sobre o mercado de ações O mercado de capitais é um sistema criado para facilitar a capitalização das empresas, contribuindo para a geração de riqueza à sociedade. Investidores de diversos portes e com propósitos diferentes participam deste mercado, tornando possível o funcionamento de um importante e alternativo mecanismo de financiamento das empresas: a abertura de seu capital mediante a emissão e venda de ações ao público – veja o Diagrama 1. As bolsas de valores criam, organizam e regulam mercados, onde as ações emitidas podem ser negociadas com confiabilidade e transparência. Diagrama 1. Fontes de financiamento.

FONTE: Elaboração própria com base em publicações da CNBV.

FONTES DE FINANCIAMENTO DAS EMPRESAS 1) Fontes Internas a) Lucros retidos: os lucros retidos podem ser considerados como uma emissão inteiramente subscrita pelos próprios acionistas da empresa que tenham direitos aos dividendos. Os lucros distribuídos aos acionistas contribuem para o aumento no valor de mercado da ação, mas os lucros retidos e reinvestidos no negócio tendem a diminuir a rentabilidade da ação (pois não pagam dividendos, tornando-se menos atrativa ao investidor) e, conseqüentemente, a reduzir seu preço. b) Rotatividade do crédito: uma empresa pode autofinanciar seu crescimento melhorando a relação entre o tempo de uso do capital próprio e o de terceiros. Isto pode ser feito, por exemplo, reduzindo o período durante o qual o caixa da empresa está bloqueado em estoques e outros ativos correntes antes de ter novas receitas pelos produtos e serviços produzidos ou encurtando os prazos de recebimento e aumentando os de pagamento. 2) Fontes Externas a) Recursos de terceiros: o capital de terceiros inclui qualquer tipo de fundo obtido via empréstimo, com ou sem concessão de garantias reais. Dentre eles, estão: Debêntures: são títulos emitidos por sociedades anônimas. Caracterizam-se por terem prazo superior a um ano e pela flexibilidade em relação à amortização e garantias. Somente as companhias abertas, com registro na CVM, podem efetuar emissões públicas de debêntures.
Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9.610/98 e punido pelo Art. 184 do Código Penal.

2

Mercado a Vista de Ações

Commercial papers: são notas de curto prazo emitidas por instituições não financeiras. Ao contrário das debêntures, o commercial paper pode ser emitido por uma sociedade anônima, sem capital aberto. Geralmente, apenas grandes empresas, de sólida capacidade financeira, têm condições de emitir com sucesso estes títulos de curto prazo. Créditos: são fontes de financiamento de curto prazo fundamentais na estrutura de capital da empresa para financiar boa parte do ativo circulante, tais como caixa, títulos negociáveis, duplicatas a receber e estoques, todos garantindo a operação. A forma mais típica de financiamento de curto prazo não garantido é a carteira de duplicatas a pagar, que se origina da operação da empresa. Capital de não residentes: as empresas têm a opção de se financiarem com a obtenção de recursos provenientes do exterior. Incluem-se, nesta modalidade, os créditos comerciais (como as export notes – títulos emitidos por empresas exportadoras com os quais levantam recursos para financiar a produção a ser exportada). Além disso, cabe mencionar que, com o lançamento de valores mobiliários, as empresas realizam a captação de recursos, mediante investimentos de instituições nacionais e estrangeiras. b) Capital próprio - aumento de capital: o lançamento de ações, em colocação “primária” (pública ou privada) pode ocorrer tanto na fase de abertura de capital da empresa como quando a empresa já possui o registro de Companhia Aberta, mas opta em captar novos recursos via mercado de capitais. Quando o lançamento ao público de um lote de ações é realizado por um acionista (que já detêm as ações), a operação é chamada de distribuição secundária e não resulta na captação de novos recursos para a companhia.

Cada um desses tipos de financiamento tem custos e obrigações diferentes e a relação entre eles, em particular aquela entre os recursos de terceiros e os próprios, determina a estrutura de capital das empresas e condiciona a rentabilidade do empreendimento.

1.1. Estrutura de capital das empresas O uso de fontes internas de financiamento impacta diretamente a rentabilidade esperada do investimento, reduzindo o fluxo futuro de rendimentos, o que tira a atratividade desta alternativa. A emissão de títulos e os empréstimos bancários são as fontes de financiamento mais utilizadas pelas empresas brasileiras. Na segunda metade dos anos 2000, com a consolidação do mercado acionário e a estabilidade econômica alcançada no Brasil aumentou consideravelmente o número operações de abertura de capital por ofertas públicas de ações (IPO – Initial Public Offering). Ao emitir ações, a empresa “abre” seu capital à participação dos investidores:  quem adquirir as ações torna-se sócio da empresa e mantém essa condição enquanto as mantiver sob sua propriedade;  a qualquer momento, essas ações poderão ser vendidas, em mercados organizados, a terceiros (que se tornam nos “novos sócios”);  o processo pode ser repetido indefinidamente. Todavia, para que o procedimento funcione e para garantir os direitos dos novos sócios, é necessário um conjunto de normas que organizem e permitam o controle do que acontece desde a emissão até a negociação em bolsa.

Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9.610/98 e punido pelo Art. 184 do Código Penal.

3

Mercado a Vista de Ações

1.2 Mercado de capitais ou de valores mobiliários O mercado de capitais compreende tanto o mercado de bolsa, organizado por uma ou mais instituições e regulamentado por organismos governamentais (no Brasil, a Comissão de Valores Mobiliários - CVM), quanto o mercado de balcão. Este último é denominado mercado de balcão organizado, quando existe fiscalização governamental; e não-organizado nos demais casos. No mercado de capitais, são negociadas ações e outros títulos de dívida de emissão das empresas, tais como debêntures (simples e conversíveis em ações), commercial papers e bônus de subscrição e certificados de depósito de ações, entre outros. Estes instrumentos são denominados de valores mobiliários. Por esta razão, embora os valores mobiliários compreendam outras categorias além dos mencionados (como, por exemplo, os derivativos) pode considerar-se a expressão “mercado de valores mobiliários” como sinônimo de mercado de capitais.
Valores mobiliários Todo investimento em dinheiro ou em bens suscetíveis de avaliação monetária, realizado pelo investidor em razão de uma captação pública de recursos, de modo a fornecer capital de risco a um empreendimento, em que ele, o investidor, não tem ingerência direta, mas do qual espera obter ganho ou benefício futuro. As Leis nº. 6.385, de 7/12/76 e nº. 10.303, de 31/10/01 relacionam como valores mobiliários os seguintes: 1. ações, debêntures e bônus de subscrição; 2. cupons, direitos, recibos de subscrição e certificados de desdobramento relativos aos valores mobiliários; 3. certificados de depósito de valores mobiliários; 4. cédulas de debêntures; 5. cotas de fundos de investimento em valores mobiliários ou de clubes de investimento em quaisquer ativos; 6. notas comerciais; 7. contratos futuros, de opções e outros derivativos, cujos ativos subjacentes sejam valores mobiliários; 8. outros contratos derivativos, independentemente dos ativos subjacentes; 9. quando ofertados publicamente, quaisquer outros títulos ou contratos de investimento coletivo, que gerem direito de participação, de parceria ou de remuneração, inclusive resultante de prestação de serviços, cujos rendimentos advêm do esforço do empreendedor ou de terceiros.

É importante ressaltar que a CVM excluiu expressamente da relação de “valores mobiliários” os títulos da dívida pública federal, estadual ou municipal e os títulos cambiais de responsabilidade de instituição financeira (exceto as debêntures). No mercado de capitais brasileiro, as ações de emissão das sociedades anônimas são os valores mobiliários mais negociados.

1.3. As ações As ações são valores mobiliários emitidos por sociedades anônimas. Representam a fração mínima do capital das empresas. Ao comprar uma ação, os investidores se tornam coproprietários do empreendimento, tendo direito à participação em seu resultado.

Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9.610/98 e punido pelo Art. 184 do Código Penal.

4

). os quais podem ser classificados em:  Proventos – os quais podem ser classificados em: o Dividendos: parcela dos lucros paga aos acionistas em dinheiro. É escriturada por um banco. entre os que já detêm ações da companhia ou entre os funcionários ou diretores da empresa) e quando não se utiliza qualquer meio de comunicação para efetuar a divulgação da venda. conferem o direito de voto em assembléias gerais. o Juros sobre o capital próprio: além da distribuição de dividendos. etc. iguais a 25% dos lucros anuais da empresa). 5 . Nos demais casos. Oferta pública e privada As ofertas públicas de colocação de ações e outros valores mobiliários são denominadas Initial Public Offering (I. Este procedimento segue regulamentação específica. segundo possua ou não direito a voto. dá-se o nome de oferta privada. publicações. ou mesmo pessoas físicas) por meio de ofertas públicas ou privadas. aos seus titulares. Em geral. prospectos. Parte desta renda é composta de dividendos ou participação nos resultados e benefícios concedidos pela empresa e a outra parte advém do eventual ganho de capital obtido com a sua venda em bolsas de valores ou no mercado de balcão. De acordo com o Guia de Mercado de Capitais da Nova Bolsa – BM&F Bovespa.O. o qual deposita as ações da empresa e realiza os lançamentos a débito ou a crédito dos acionistas. respectivamente. não necessitando da emissão de cautelas para sua transferência.Mercado a Vista de Ações As sociedades anônimas emitem ações e as colocam junto a investidores (instituições financeiras. Além disso. não existindo movimentação física dos documentos. Preferenciais: ações que garantem ao acionista a prioridade no recebimento de dividendos (geralmente em percentual mais elevado do que o atribuído às ações ordinárias) e no reembolso de capital. diz-se que a empresa é uma sociedade anônima de capital fechado. As ações podem ser escriturais ou representadas por certificados.P. Definições Escriturais: ações que não são representadas por certificados. Quando esse registro não é realizado e a colocação é feita junto a um grupo restrito de indivíduos ou instituições (por exemplo. participação nos resultados da empresa. São consideradas títulos de renda variável por terem valorização e benefícios que não são conhecidos no início do investimento. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. estabelecida no estatuto da empresa (no mínimo. ou não. as empresas propiciam benefícios a seus acionistas. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. 184 do Código Penal. o esforço de venda é precedido pelo registro do processo junto à CVM. não conferem direito de voto em assembléia. Na oferta pública. classificam-se em ordinárias ou preferenciais. Quando as ações de uma companhia são negociadas em bolsas de valores ela é caracterizada como uma empresa de capital aberto.610/98 e punido pelo Art. e conforme seja definida a prioridade na distribuição de dividendos. Ordinárias: ações que além de proporcionarem. no caso de dissolução da sociedade. a empresa pode remunerar seus acionistas por meio do pagamento de juros sobre o capital próprio baseado em reservas patrimoniais de lucros retidos em exercícios anteriores.) por oposição às ofertas iniciais privadas (ou private placement). dando assim garantias aos investidores de que os requisitos de abertura de informações foram atendidos (isso inclui folhetos.

de forma a causar queda em seus preços de mercado.  Direito de preferência na aquisição de ações (subscrição): os acionistas ainda podem ter o direito de aquisição de novo lote de ações (com preferência na subscrição) em quantidade proporcional às possuídas. Vale observar que o exercício de preferência na subscrição de novas ações não é obrigatório. o investidor que detinha uma ação passa a ter n ações. commercial paper) estão registrados na Comissão de Valores Mobiliários – CVM e distribuídos entre o público. o 1. o Bonificação em dinheiro: além de distribuir os dividendos aos seus acionistas. Somente o valor individual da ação decresce (e. assim. tornando-a acessível a um maior número de agentes. por incorporação de reservas ou lucros em suspenso. Observe-se que a distribuição pode resultar de um processo de oferta pública ou privada. em alguns casos. consequentemente. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. em bolsa. Companhia de capital aberto A companhia de capital aberto é aquela cujos títulos de emissão própria (ações. 184 do Código Penal. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. O objetivo do split é aumentar a liquidez dos papéis da empresa. realizando. conceder uma participação adicional nos lucros. o capital da sociedade não se modifica). podendo ser negociados no mercado de bolsa ou de balcão organizado. bônus de subscrição. A bonificação representa a atualização da cota de participação do acionista no capital da empresa. 6 . aproximando-os de sua cotação média verificada na bolsa.Mercado a Vista de Ações Bonificação em ações: distribuição gratuita de ações aos acionistas de forma proporcional às parcelas que os mesmos possuem. as empresas poderão. debêntures. não alterando sua participação acionária. o acionista poderá vender estes direitos a terceiros. uma bonificação em dinheiro. Resulta do aumento de capital.4.610/98 e punido pelo Art. Curiosidade! O que significa split de ações? Trata-se de uma operação na qual uma ação da empresa é dividida em n novas ações – dessa forma. Dessa forma.

 assegurar o acesso do público a informações sobre valores mobiliários negociados e as companhias que os tenham emitido.  organização. emissão de bônus de subscrição. Os objetivos da CVM consistem em:  assegurar o funcionamento eficiente e regular dos mercados de bolsa e de balcão. da mesma forma que empresas constituídas sob outra forma jurídica (por exemplo.303 de 2001) criou a Comissão de Valores Mobiliários . cópia do estatuto e das suas alterações. atas de assembléias etc. entre outros). De acordo com as leis que a regulamentam. a CVM dispõe de poderes para disciplinar. Dessa forma. as limitadas) podem obtê-los ao transformar-se em sociedades de capital aberto. A abertura do capital de uma empresa pode ser realizada a qualquer momento de sua existência captando recursos do público por meio da: emissão de debêntures simples ou conversíveis em ações. intermediários. ou de subscrição de ações resgatáveis.  registro de distribuições de valores mobiliários. normatizar e fiscalizar o mercado de valores mobiliários e os agentes que dele participam (como as companhias abertas.  assegurar a observância de práticas comerciais eqüitativas no mercado de valores mobiliários.  administração de carteiras e a custódia de valores mobiliários.  estimular a formação de poupança e sua aplicação em valores mobiliários. O processo pelo qual uma companhia fechada se transforma em aberta é denominado de abertura de capital.CVM.  proteger os titulares de valores mobiliários contra emissões irregulares e atos ilegais de administradores e acionistas controladores de companhias ou de administradores de carteira de valores mobiliários. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. a CVM outorga o “registro de companhia aberta".br) Tais companhias podem obter recursos adicionais com a emissão de novas ações. uma autarquia especial. ou. 184 do Código Penal. Após a solicitação e entrega da documentação pertinente (balanços publicados dos últimos exercícios sociais.cvm. funcionamento e operações das bolsas de valores.  negociação e intermediação no mercado de valores mobiliários. distribuição ou negociação de determinado valor mobiliário ou decretar recesso de bolsa de valores.gov. 7 . constituída como um órgão governamental de fiscalização e regulamentação. ou de subscrição de ações. investidores. Fonte: CVM (www.).  credenciamento de auditores independentes e administradores de carteiras de valores mobiliários. controla:  registro de companhias abertas.Mercado a Vista de Ações CVM A Lei 6. oferta ou preço de valores mobiliários negociados no mercado. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9.  suspensão ou cancelamento de registros.  promover a expansão e o funcionamento eficiente e regular do mercado de ações e estimular as aplicações permanentes em ações do capital social das companhias abertas.385 de 07/09/76 (alterado pela Lei nº 10. vinculada ao Ministério da Fazenda. combinação das modalidades citadas.610/98 e punido pelo Art. credenciamentos ou autorizações.  suspensão de emissão.  evitar ou coibir modalidades de fraude ou manipulação destinadas a criar condições artificiais de demanda.

184 do Código Penal.cvm. pois as partes firmam o compromisso de respeitar normas de transparência e de dispersão acionária e de equilíbrio de direitos entre acionistas controladores e minoritários. Maiores informações. Ao participar desses segmentos de negociação. Depois de um longo processo de discussão.404. Os direitos dos acionistas são também fortalecidos.610/98 e punido pelo Art. Em todos os casos.638/07 e 11.303. Dentre essas regras.www. destaca-se:       a emissão de ações ordinárias unicamente (todas as ações têm direito de voto) ou a concessão de direito a voto em assuntos específicos aos detentores de ações preferenciais.br Na tentativa salutar de adequar o mercado acionário ao contexto da nova economia. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. que se aplicam de maneira diferenciada nos quatro níveis. e dos Níveis 1 e 2 de Governança Corporativa e do Bovespa Mais (no mercado de balcão). a Bovespa criou segmentos diferenciados para listagem das empresas negociadas em seus mercados. conhecida como a “Lei das Sociedades Anônimas”. a lei 10. na virada do milênio. no mínimo.941/09 introduziram mudanças que visam aumentar a transparência das informações contábeis das empresas e harmonizá-las com as utilizadas internacionalmente. e as sociedades de capital aberto (hoje denominadas de companhias abertas).565/64 e 4. Trata-se do Novo Mercado. 8 .728/65. foi aprovada a Lei 6. Posteriormente. o esforço de diversificar os acionistas para ter um mínimo de 20% de membros independentes no conselho de administração (no Nível 2 e no Novo Mercado).gov. modificou a legislação anterior com o objetivo de fortalecer o mercado de capitais como instrumento de financiamento das empresas.Mercado a Vista de Ações O registro na CVM e o atendimento das normas legais são fundamentais para garantir os direitos do acionista e dar credibilidade ao sistema. a realização de. Curiosidade! Legislação do Mercado de Capitais No Brasil. as empresas se submetem a normas de "boa prática de governança corporativa" que devem favorecer o funcionamento do mercado como uma fonte de captação de recursos das empresas. do acionista (receber oferta de compra de suas ações caso seja vendido o controle acionário da empresa). acesse o site da CVM . criando ações e obrigações endossáveis. o direito de tag along. uma reunião pública anual com os acionistas e os executivos da empresa. aprovada em outubro de 2001. a adesão das companhias é voluntária e exige a assinatura de um contrato com a Bovespa. a conformação de um Conselho de Administração com um número mínimo de membros e mandato limitado. em 1976. Mais recentemente. que passou a regular todo o processo de constituição de empresas e de abertura do capital. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. a adesão à arbitragem para solução de conflitos societários (evitando os processos judiciários comuns). a organização do mercado de capitais começou em 1964/65 com a promulgação das Leis 4. Em particular. esta última lei possibilitou a reestruturação do funcionamento do mercado de bolsas de valores. as leis 11.

Os investidores. então. facilitar seu acesso ao capital e contribuir para a sua perenidade. 184 do Código Penal. De fato. que atuam nesse segmento priorizam o rendimento potencial antes do que sua liquidez. Observe as suas formas: . Bancos de investimento e outras entidades especializadas em lançamentos no chamado “mercado primário” adquirem todos ou parte dos títulos emitidos por uma empresa para revendê-los no mercado secundário.Mercado a Vista de Ações  a melhoria das informações contábeis e gerenciais apresentadas trimestralmente e anualmente e. inclusive.610/98 e punido pelo Art. Representa. o objetivo perseguido é facilitar a abertura de capital por empresas envolvidas em projetos de longo prazo. envolvendo os relacionamentos entre Acionistas/Cotistas. A abertura do capital Uma vez autorizada a emissão de ações ou debêntures. As boas práticas de governança corporativa têm a finalidade de aumentar o valor da sociedade. (fonte: ABGC) A aplicação destes princípios não é uma condição suficiente para o aumento de valor da empresa. 9 .  Underwriting: o processo de colocação das novas ações no mercado primário de capitais é o denominado underwritting. No mercado de balcão organizado. Diagrama 2.  Aprovação pela CVM: a Comissão de Valores Mobiliários define os procedimentos a serem seguidos para obter a autorização para a oferta pública das novas ações. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA.Underwriting Firme ou Puro: é a operação na qual a intermediadora (o underwriter) subscreve e integraliza todo o lote de ações emitidas pela empresa para depois revender ao público. Abertura de capital  Decisão dos acionistas: a decisão da abertura do capital deve ser tomada em Assembléia Geral. Conselho de Administração. Diretoria. portanto. Definição Governança corporativa é o sistema pelo qual as sociedades são dirigidas e monitoradas. total risco da colocação das ações no mercado.Stand-By Underwriting ou Compromisso Firme de Subscrição: a instituição financeira intermediadora se compromete a integralizar as ações não absorvidas pelo mercado. Auditoria Independente e Conselho Fiscal. espera-se que esse aumento ocorra pelo aumento de eficiência geral de sua gestão interna (responsabilidade da direção da empresa e de seus executivos) derivado de sua aplicação em empresas com atividades bem definidas. Essa primeira compra freqüentemente é realizada por um pool de instituições. lucrativas e adequadamente administradas. A instituição financeira intermediadora assume. as empresas iniciam o processo de oferta pública mediante o underwriting (veja o Diagrama 2). um compromisso firme dos intermediários financeiros. . já que se responsabiliza pelo pagamento total das ações lançadas à companhia emitente. Bovespa Mais. o uso de padrões internacionais de demonstrações financeiras.

2) a empresa inicia o processo de pedido de registro de companhia aberta na CVM. 3) simultaneamente faz o requerimento para autorizar a distribuição pública de valores mobiliários.asp Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA.  Para saber detalhes das etapas que uma empresa deve cumprir para a abertura de seu capital. 7) a partir da comunicação ao mercado. elabora-se o prospecto de oferta. fundos.com. todas as características e benefícios do investimento nessas ações.) em processo conhecido como road-show. etc. procuram obter reservas de compra por parte dos investidores. 10 . que descreve para o público interessado. procede-se à publicação do aviso de mercado onde se comunicam as características básicas da oferta. denominado bookbuilding.Mercado a Vista de Ações . devolvendo para a empresa. levanta-se as intenções de investimento junto ao público (potenciais investidores como grandes investidores. 6) finalizados os passos anteriores.bmfbovespa. 9) com toda a informação disponível inicia-se o processo de fixação do preço de oferta (frequentemente realiza-se uma espécie de leilão fechado. 184 do Código Penal. bem como os riscos associados a sua atividade.Best-Efforts Underwriting ou Melhor Esforço: a entidade financeira intermediadora se compromete a colocar no mercado o maior número possível de ações. as que sobraram. De maneira resumida. 8) o coordenador líder junto às demais instituições financeiras (outros bancos de investimentos e corretoras) que são participantes do processo de abertura. 5) a partir da informação gerada no passo anterior. a companhia emitente assume todo o risco do lançamento de suas ações.br/empresas/pages/empresas_abertura_capital.  Oferta em bolsa: as ações adquiridas no mercado primário podem ser registradas em bolsa para sua negociação no mercado secundário. 10) realizadas as compras iniciais disponibilizam-se as ações para negociação no mercado secundário (pregões da bolsa de valores). acesse o seguinte endereço eletrônico: http://www. 4) o coordenador líder junto com especialistas (advogados e auditores) analisam e definem o estado atual e perspectivas da empresa. Com isso. conhecida como due dilligence.610/98 e punido pelo Art. os passos a serem seguidos por uma empresa para abrir seu capital são os seguintes: 1) celebrar acordo com um banco de investimento interessado em coordenar o processo de abertura do capital (ele será o coordenador líder do processo). onde cada participante faz suas ofertas sem conhecer as dos demais participantes). no final. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. Garante-se assim que os passos dados pela empresa para realizar a oferta pública atendam os requisitos da CVM cheguem de maneira ordenada a conhecimento dos potenciais investidores e se possa definir um preço adequado para as ações que estão sendo emitidas. O processo de abertura do capital requer a ativa participação de instituições financeiras. em geral bancos de investimento que se ocupam de conduzir todo o processo.

Com o desenvolvimento da informática e das telecomunicações. fazem a intermediação de operações com ações. proporcionando a liquidez necessária aos investidores. diariamente.5. Após a homologação do capital. mais participantes. Mercado Secundário No mercado secundário. 11 . Note que a negociação envolve apenas a transferência de propriedade dos papéis. direitos de subscrição e recibos de subscrição de ações. o mercado secundário de ações está concentrado no pregão eletrônico da BM&FBOVESPA. não gerando novos recursos às companhias emitentes (isso somente ocorre no mercado primário pela subscrição do capital). No Brasil. tais como. onde são negociados. criado em 1996. Mercado de bolsa Denomina-se mercado de bolsa aquele organizado por instituições específicas.610/98 e punido pelo Art. a BM&FBVOESPA administra o Mercado de Balcão Organizado. com o objetivo de oferecer um ambiente para a capitalização de empresas de alto potencial de retorno (canalizando capital de risco). esse mercado ganha. em que as associadas intermedeiam operações de compra e venda de títulos e valores mobiliários. Mercado de balcão Em geral. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. Para ser um sistema organizado de negociação de títulos e valores mobiliários de renda variável. ocorre a negociação dos títulos adquiridos no mercado primário. – SOMA (ou Mercado de Balcão Organizado). o mercado de balcão deve ser administrado por uma entidade autorizada pela CVM. Elas são realizadas por telefone e/ou eletronicamente. onde corretoras de valores. 184 do Código Penal. a cada dia. FIDC (Fundos de Investimento em Direitos Creditórios) e FII (Fundos de Investimento Imobiliário). e quotas de fundos. notas promissórias. custodiados e liquidados pela mesma ou em conjunto com outra instituição. distribuidoras de valores (DTVM) e bancos de investimento. Mercado de Balcão Organizado O Mercado de Balcão Organizado tem sua origem na Sociedade Operadora do Mercado de Ativos S/A. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. o mercado de balcão não tem lugar físico determinado para suas negociações. Esses títulos são previamente registrados na instituição. entre instituições financeiras. debêntures. os títulos podem ser negociados no mercado de balcão ou no mercado de bolsa. CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários).Mercado a Vista de Ações 1. No Brasil. dezenas de milhões de dólares (veja a tabela a seguir). Muitas vezes envolvem ações de empresas não registradas em bolsa de valores.

a Bovespa Holding S.592 103.742 93. Em abril de 2008.845 37.610/98 e punido pelo Art. provisoriamente denominada “Nova Bolsa S.” e posteriormente nomeada como BM&FBOVESPA S.616 1.387 464.A.119.045 11.689 633.Bolsa de Valores.697 2.404 3.436 568.A.120.493 213.983 220. em maio de 2006.781 347. anteriormente organizada como Associação Civil sem fins lucrativos. No Brasil.238 8.851 219. iniciou o processo de “desmutualização” que culminou com sua transformação em Sociedade de Capital Aberto em agosto de 2007.345 4. elegendo-se também como fiscalizadora dos agentes que as formam (ver Diagrama 3).543 12.251 327.722 666.740 101.986 347. geralmente.887 419. e Outros 1.546 287. 12 .457 394. que a Bolsa de Valores de São Paulo assumiu as funções básicas que possui atualmente.135 6.501 7. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9.6.571 20.896 271.134 344.301 16.318 46.618 558.163 Total 283.409 2. Concordatárias. 184 do Código Penal.291 14. foi somente após a reforma do setor financeiro de 1964 e do ditado das leis que regulavam o mercado de capitais e o funcionamento das sociedades anônimas.195 (*) Lote-Padrão.202 35.491 14.169.919 18.350 40.276 2. a Bolsa de Valores do Estado de São Paulo – Bovespa.653 44.601 100. Qualquer que seja sua forma societária.825 34.977 2.636 7.796 3.000 948.141 Futuro 17 Opções Outros 2. podendo ser constituídas como sociedades anônimas ou associações civis.088 21.Mercado a Vista de Ações Volumes médios diários negociados por mercado de ações na BM&FBOVESPA (em mil US$) Período 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 Mercado a Vista (*) 209.741 12. Bolsa de Valores As bolsas que organizam os mercados secundários para negociação de ações são.289 197.A. e a BM&F S.554.904 53.201 265.310 165.445 4.199 26.A.200 767.260 43.551 28.049 67.500 81. elas se submetem à fiscalização das entidades reguladoras e fiscalizadoras designadas pelo poder público.797.345 Termo 1. anunciaram sua fusão numa nova empresa. criadas pelos agentes que atuam na intermediação de operações.206 25.560 410..250 4. Mercadorias e Futuros.620 10. . também seguindo tendências internacionais.981 19.513 21. À semelhança de outras grandes bolsas do mundo. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA.091 19.

A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. 1. Na bolsa atuam principalmente na intermediação das operações de abertura de capital das empresas. 13 . em mercados livres e abertos.610/98 e punido pelo Art. Desta forma. Bancos de Investimento – São instituições financeiras especializada em operações de participação acionária ou societária de caráter temporário em empresas ou financiamentos. de crédito. mas organizam o funcionamento do mercado para que essas operações aconteçam de maneira transparente para as partes envolvidas. mediante a aplicação de recursos próprios ou captados junto ao público. e Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. realizando. Objetivo social das bolsas de valores As bolsas de valores atuam a fim de facilitar a compra e venda de valores mobiliários. Sociedades Distribuidoras – São empresas que intermedeiam operações de valores mobiliários junto ao público. Sociedades Corretoras – São instituições financeiras constituídas como sociedades anônimas ou sociedades por quotas de responsabilidade limitada. a interesse de seus clientes. normatiza a política cambial. dando liquidez às operações. as bolsas não negociam diretamente (comprando e vendendo) ações. ou substituindo por outras. de forma eficiente. a aproximação entre compradores e vendedores de títulos e valores mobiliários. inclusive. as sociedades corretoras exercem o papel de unificadoras do mercado dando segurança ao sistema e liquidez aos títulos transacionados. Comissão de Valores Mobiliários – CVM – É uma autarquia vinculada ao Ministério da Fazenda encarregada de regulamentar. Como tais. as bolsas de valores eram disciplinadas pelo Banco Central. atividades de promoção e estimulo à operação nesse mercado.6. Você sabia? Até a criação e a instalação da Comissão de Valores Mobiliários – CVM. para suprimento de capital fixo ou de movimento. Atribuem-se as seguintes funções às bolsas de valores:  manter local ou sistema adequado à realização de operações de compra e venda de títulos e valores mobiliários. funcionamento e fiscalização de todas as instituições financeiras que operam no país. compulsório. As distribuidoras de valores não emitem papéis. balança de pagamentos e transações com títulos públicos. a médio e longo prazos. Sua principal função é a de promover.Mercado a Vista de Ações Diagrama 3. desenvolver. controlar e fiscalizar o mercado de valores mobiliários do país. em 1976.1. recomprando as mesmas. 184 do Código Penal. mas sim operam na aquisição e distribuição a seus clientes. Bolsas de valores no Brasil Conselho Monetário Nacional – CMN – Órgão máximo do Sistema Financeiro Nacional regula a constituição.

exercer as outras atividades expressamente autorizadas pela Comissão de Valores Mobiliários. estabelecer sistemas de negociação que propiciem continuidade de preço e liquidez ao mercado. cotas de associações. preservar elevados padrões éticos de negociação. Neste segmento. e/ou fundos de investimento.Mercado a Vista de Ações        organizados de forma a facilitar a fiscalização pelas próprias corretoras e pelas autoridades competentes.2. compensação e liquidação das operações.aspx?idioma=pt-br). futuro e opções). Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. divulgar as operações realizadas.610/98 e punido pelo Art. podendo ainda ser realizados leilões de divisas. Produtos negociados em bolsa A BM&FBOVESPA é a instituição que concentra a negociação de valores mobiliários no Brasil.A. Dentre os primeiros destacam-se as ações e seus derivativos (termo.com. da BM&FBOVESPA. nacionais ou estrangeiros. aos infratores. para esse fim. com rapidez. estabelecendo. registradas na Comissão de Valores Mobiliários.  Cotas de fundos ou clubes de investimento. No site (http://www. no limite de sua competência. conceder às corretoras crédito operacional relacionado com o objeto social.  Direitos e índices referentes aos títulos e valores mobiliários. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. warrants. o referido local ou sistema de todos os meios necessários à pronta e eficiente realização e visibilidade das operações. dotar. 14 . quando solicitados pelo Banco Central do Brasil. permanentemente.6. dois tipos de produtos são transacionados em seus sistemas eletrônicos: títulos de renda variável e títulos de renda fixa. amplitude e detalhes. fiscalizando.br/ptbr/educacional/iniciantes/iniciantes. é possível obter várias publicações gratuitas com informações detalhadas dos mercados negociados.e cotas de fundos imobiliários.bmfbovespa. do segmento de ações. O quadro a seguir sintetiza as principais características dos produtos listados para negociação na BM&FBOVESPA – segmento ações e outros valores mobiliários. Você sabe quais são os outros títulos que podem ser negociados em bolsa de valores além de ações?  Títulos de pessoas jurídicas de direito público. sua observância e aplicando penalidades. efetuar registro. títulos de clubes e outros valores mobiliários. 184 do Código Penal. normas de comportamento para as sociedades corretoras e companhias abertas. 1.  Títulos de companhias abertas. Debêntures e títulos securitizados encontram-se listados dentre os produtos de renda fixa. emitidos por S. ora declarado de acordo com regulamentação específica editada pelas próprias bolsas de valores.

70% ou 80%) da rentabilidade observada pela ação. a solicitação do comprador. recibos de carteira selecionada de ações e outros ativos autorizados pela BM&FBOVESPA. Opções sobre ações e índices Direitos de compra e de venda sobre ações listadas na BM&FBOVESPA. 184 do Código Penal.  Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. Os direitos podem ser exercidos pelo comprador durante um determinado período. de forma a propiciar. A emissão deve ser previamente autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários e registrada na Bovespa. debêntures.Mercado a Vista de Ações PRODUTOS NEGOCIADOS NO SEGMENTO BOVESPA SEGMENTO/ATIVO RENDA VARIÁVEL Ações Compra/venda de ações de emissão de empresas admitidas à negociação na Bolsa. DESCRIÇÃO  Uma alternativa à compra de ações individuais é a compra de um recibo representativo de uma Carteira Selecionada de Ações (RCSA). Além a termo “convencional” existem outros três tipos de na Warrants Termo   Mercado a termo em pontos: os preços negociados são convertidos em pontos utilizando um indicador listado pela Bovespa e escolhido pelas partes. (no vencimento ou antecipada) converte-se o valor para Reais pela taxa de câmbio do dia do exercício. O vendedor pode “transferir” sua obrigação a terceiros por meio da compra de direitos semelhantes. 15 . a possibilidade de limitar a perda ao equivalente de vender a ação por um preço mínimo preestabelecido ou obter uma porcentagem predefinida (por exemplo. Compra/venda escolhido entre no vencimento deste mercado Bovespa: de ações para serem liquidadas dentro de um prazo as partes ao preço negociado. bem como direitos e recibos de subscrição. com preços e prazos predefinidos e autorizados pela bolsa.610/98 e punido pelo Art. Mercado a termo em dólares: o preço de exercício é convertido em dólares usando a taxa de câmbio divulgada pelo Banco Central (PTAX 800) do dia anterior ao da operação. notas promissórias e outros valores mobiliários. findado o qual expira. Mercado a termo flexível: o comprador pode vender as opções que irá obter quando do exercício.  Também é possível negociar opções sobre índices que representam carteiras de ações formadas com diversos critérios (Ibovespa e IBrX50) e também sobre ações individuais cotadas em pontos e convertidas por algum dos indicadores disponíveis: dólar. Opções de compra e ou de venda (não padronizadas) sobre emissão de ações. ao final do prazo previsto. ao investidor. taxa de depósitos interfinanceiros (DI) ou índice geral de preços de mercado (IGP-M). Com os recursos obtidos com a venda (que ficam depositados sem remuneração na Clearing) pode comprar ações de outras empresas que ficarão depositadas como garantia do contrato a termo original. A liquidação pode ocorrer ou antes dessa data. POP – Proteção de investimento com participação Investimento que combina uma compra a vista com duas posições mercado de opções (uma de compra e outra de venda). Técnicas estatísticas ajudam a selecionar as ações que compõem a carteira para que seu comportamento seja muito similar ao comportamento do conjunto de todas as ações (ou do “mercado” como costuma definir-se). A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. No dia da liquidação.

).610/98 e punido pelo Art. Fundos imobiliários ETF – Fundos de ìndice Brazilian Depository Receipts (BDRs) Certificado de Potencial Adicional de Construção (Cepac) RENDA FIXA Debêntures Valores mobiliários de emissão de sociedades anônimas visando à captação de dinheiro pelas companhias. O investimento em ETF (Exchange Traded Funds) ou fundos de índice consiste na compra ou venda de cotas de fundos que buscam obter o retorno de determinado índice e que são negociadas na Bolsa. os fundos de investimento imobiliário remuneram seus cotistas com 95% dos resultados obtidos na exploração do respectivo empreendimento. Notas promissórias Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) Fundo de Investimento em Cotas de FIDC (FIC-FIDC) Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) 1. hoje denominada BM&FBOVESPA. emitidos por instituição depositária no Brasil. amortizáveis gradualmente e que admitem uma grande variedade de formas de remuneração (juros. etc. adquire-se o direito de construir além dos limites normais em áreas que receberão ampliação da infra-estrutura urbana. Ambientes para negociação em bolsa Em final de setembro de 2005. Títulos públicos. Certificados representativos de valores mobiliários de emissão de companhia aberta ou assemelhada com sede no exterior. prêmios. o Ishares MILA CI (formado com papeis de companhias de maior capitalização) e o Ishares SMAl CI (formado com papéis de companhias com valores pequenos de capitalização de mercado). 16 . O prazo máximo admitidos para estes papéis é de 180 dias se emitidos por S. Títulos emitidos por companhias securitizadoras constituídas para essa finalidade. arrendamento mercantil. Conhecidos como “fundos de recebíveis”. 184 do Código Penal. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. indústria. Costas de fundos cuja carteira é composta por cotas de outros FIDC. passando a ser utilizado apenas o sistema eletrônico de negociação.6. As cotas negociadas na BM&FBOVESPA se referem a fundos fechados que adquiriram direitos creditórios referente a operações realizadas em diversos segmentos da economia (comércio. lastreados em créditos imobiliários.A. A liquidação acontece diariamente conforme varia (para mais ou para menos) o preço no mercado futuro. Alguns dos ETFs negociados na Bolsa são o PIBB (Papéis de índice Brasil Bovespa). Trata-se de títulos de dívida de médio e longo prazo. As quotas dos fundos listados na bolsa podem ser negociadas nos seus pregões. foram extintos os pregões de viva-voz na Bovespa. e 360 dias se emitidos por empresas de capital aberto. previamente autorizada. emitidos coma finalidade de captar recursos para financiar obras públicas. de capital fechado. Operação feita com finalidade de fixar antecipadamente o preço de compra ou de venda de uma ação. Títulos emitidos por S. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA.A.3. participação no lucro e/ou conversibilidade em ações da companhia no vencimento). Constituídos como condomínios fechados. para liquidação em uma data futura específica. visando a obtenção de recursos para curto prazo e destinado ao uso como capital de giro.Mercado a Vista de Ações Futuro de ações individuais Compra e venda de ações um preço acordado entre as partes. Ao adquirir o título.

limitado aos papéis que integram a carteira do Ibovespa. a transmissão de ordens é realizada por telefone. Modalidades de negociação e liquidação e custódia Existem principalmente quatro formas de negociação no mercado de ações: a vista. pelos demais participantes do mercado e divulgadas pelos sistemas de difusão de informações (denominados vendors). a termo e de opções. certificados de recebíveis imobiliários e cotas de fundos de investimento em direitos creditórios. Em muitos casos. liquidação e custódia. O sistema eletrônico permite.610/98 e punido pelo Art. Alternativamente. diariamente. no entanto. Mercado de Renda Fixa As operações de renda fixa (envolvendo debêntures. abre-se um período denominado After Market. De maneira semelhante. chamado de call de fechamento. A informação é visualizada imediatamente. 17 . no qual as transações só podem ser feitas com ações da carteira dos índices apurados pela Bolsa e que tenham sido negociadas no dia. podem utilizar o Home Broker para fazer suas ofertas diretamente pela Internet.) são realizadas no BOVESPA FIX ou no SOMA FIX. são efetuadas no ambiente eletrônico da BM&FBOVESPA. disponibilizados pela BM&FBOVESPA. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. precedido por uma sessão de registro de ofertas (de 15 minutos de duração). As informações de preços. enquanto que o SOMA FIX é utilizado nas operações do mercado de balcão organizado.6. Trata-se de dois sistemas de negociação. Operadores das corretoras associadas à bolsa acessam o MEGA BOLSA postando as ofertas de compra e de venda solicitadas pelos seus comitentes (pessoas físicas e jurídicas). Após o encerramento. a realização de operações durante um período regular de sete horas (por exemplo. os investidores previamente cadastrados junto às corretoras. denominado MEGA BOLSA. a termo. etc. À semelhança do sistema utilizado nas operações de renda variável. de ofertas e de negócios também são veiculadas pela Internet. o BOVESPA FIX permite a divulgação em tempo real das ofertas de compra e de venda e os preços de fechamento observados diariamente. contratos futuros e de opções: Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. possibilitando seu acompanhamento pelo público em geral. nos últimos cinco minutos do pregão (entre 16:h55min e 17:h00min) ocorre um novo leilão. nos mercados disponível. denominada de leilão de pré-abertura. Importante Papéis de outros índices e as séries de opções mais negociadas são também leiloadas no call de fechamento. em tempo real. 1. 184 do Código Penal.Mercado a Vista de Ações Mercado de Renda Variável As operações realizadas com ações. das 10h00min às 17h00min). O primeiro sistema atende às necessidades do mercado de bolsa. Este sistema se encontra disponível nas páginas da web das corretoras associadas.4. O registro dessas ofertas permite a formação do preço teórico de abertura. dentro do intervalo de 2% a menos e 2% a mais com relação ao preço de fechamento durante o pregão regular.

a negociação é complementada pelos serviços de liquidação e custódia.  Mercado de opções: ao comprar uma opção. nos prazos estabelecidos pela BM&FBOVESPA. a um preço fixado. 184 do Código Penal. é necessário completá-lo identificando as partes.br seguindo o link: Mercados / Regulamentos e Normas / Lotes de Negociação das Companhias Listadas. No mínimo. o código de negociação (o código do papel/ vencimento no Mercado Futuro de Ações). a contar da data da operação em pregão. Isto é. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. o MEGA BOLSA. a termo. o agente adquire o direito de comprar (nas calls) ou de vender (nas puts) um determinado lote de ações com preços de exercício e prazos preestabelecidos em um contrato. quando há a realização de um negócio cabe ao comprador pagar o valor financeiro envolvido na operação e ao vendedor a entrega dos títulos. Veja no quadro. as partes acordam sua compra e venda a um determinado preço para liquidação em certa data futura. futuro e de opções). Todas as ações negociáveis na BM&FBOVESPA podem ser objetos de um contrato a termo. além de prestar serviços para outras instituições. Vale observar que para obter o direito. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. devem ser informados: o tipo da operação (compra ou venda).com. necessitando a intermediação de um participante.Mercado a Vista de Ações  Mercado a vista: a negociação a vista é a compra ou venda de uma determinada quantidade de ações a um preço estabelecido em pregão. o comprador da opção (chamado titular) deve pagar ao vendedor (denominado lançador) um prêmio. tempo para o vencimento. as ações são negociadas através de um sistema eletrônico de negociação.610/98 e punido pelo Art. o qual é influenciado por diversas variáveis. A Bolsa lança séries de opções com preços de exercícios e prazos diferentes. No mercado de ações. Neste mercado. A realização de um negócio a termo é semelhante à de um negócio a vista. Nesta bolsa. estabelecem prazos e procedimentos para execução de cada uma das etapas do negócio. após os operadores terem fechado um negócio. 18 . resultando num contrato entre as partes. Assim.  Mercado futuro: ao negociar um contrato futuro de ação. verifica-se a existência do mecanismo de ajuste diário. como são denominadas. para liquidação em prazo determinado. promovendo a efetiva liquidação financeira (pagamento) dos valores envolvidos e a transferência das ações para o novo titular. como preço corrente do ativo objeto. No caso do mercado brasileiro. sendo esta uma importante diferença em relação às operações a termo.bovespa. a Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia – CBLC (subsidiária integral da BM&FBOVESPA) realiza a compensação de operações para a Bovespa. por um dos seus representantes. preço de exercício. As informações necessárias para o envio de ordens de compra/venda de ações no Mercado Futuro de Ações são as mesmas vigentes para o mercado a vista da BM&FBOVESPA. a quantidade de contratos (em múltiplos do lote padrão do papel). que executará a operação.  Mercado a termo: a operação a termo é a compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações. muitas vezes constituídas como entidades junto à bolsa (ou outra entidade que organiza o mercado de negociações). objeto da transação. no MEGA BOLSA. volatilidade do preço do ativo objeto e taxa de juros livre de risco. As câmaras de compensação. e o preço. independente da modalidade (à vista. Essas são funções que ocorrem conforme normas determinadas pelas Câmaras de Compensação ou clearing houses.. Importante O lote padrão e a forma de negociação de cada papel podem ser consultados no site da Bolsa www.

cblc. ** Liquidação dos valores referentes ao ajuste diário de posições. a posterior negociação desses papéis no mercado secundário.610/98 e punido pelo Art. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. entre outras coisas.com.br/cblc/Download/ACblc/ProcedimentosOperacionais. o dia do vencimento D+3 do dia do vencimento D+1 Dia da Liquidação * Liquidação dos prêmios negociados. 184 do Código Penal. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. Considerações finais O mercado de capitais é um segmento do sistema financeiro no qual as empresas têm a oportunidade de obter financiamento de longo prazo por meio da emissão de ações. acesse o documento Procedimentos Operacionais no seguinte endereço eletrônico: www.pdf 1. em geral organizado por bolsas de valores. termo e opções: Ciclo de liquidação Mercado Tipo de Operação À vista A termo Ações Futuro Opções* e futuros** D+3 D+n. E é nesse mercado secundário. Fonte: CBLC  Para obter mais informações sobre o serviço de compensação e liquidação de operações.Mercado a Vista de Ações os prazos de liquidação das operações com ações realizadas na BM&FBOVESPA para as modalidades a vista. 19 .7. O processo de colocação dessas ações obedece a normas específicas destinadas a facilitar. que os investidores focam sua atenção e onde surgem os preços que definirão os índices acionários utilizados como ativos subjacentes dos mercados derivativos.

1. quatro classes principais de índices:     índice ponderado por pesos iguais – exemplo: Dow Jones Industrial Average (DJIA). permite ampliar o conhecimento sobre metodologia e características de indicadores que. no mercado globalizado.68% em relação ao dia útil anterior. Exemplo No dia 22/01/2009. mostrando como eles representam um conjunto de ações de companhias listadas para negociação em Bolsa e sua importância no entendimento do mercado de derivativos de índices. utilizados em diversas praças internacionais.894. uma grande variedade de indicadores. que passou a ser acompanhada diariamente.90 pontos.610/98 e punido pelo Art. as metodologias de apuração dos índices foram se aperfeiçoando ao ponto de ter. sobre a validade de índices constituídos com um ou outro critério. Índice de Ações O estudo dos índices acionários.33 pontos com uma evolução negativa de 1. São números absolutos utilizados para representar o valor de mercado de uma carteira teórica de ações e para observar sua evolução temporal. você compreenderá os critérios utilizados para a formação dos índices. Definição – Índices acionários Os índices acionários são verdadeiros termômetros que resumem a evolução dos preços de um conjunto de ações em um único indicador. criou-se uma média dos preços de uma quantidade representativa de ações. 184 do Código Penal. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. quando tinha terminado o dia em 38. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA.2 Formas de Ponderação Distinguem-se. 2. publicado inicialmente em 1896. surgiu a partir da constatação que os preços das ações negociadas na Bolsa de Nova Iorque moviam-se em tendências de alta ou de baixa. inclusive. A origem e o critério de apuração destes indicadores também são discutidos nesta etapa. Ao final desta etapa. Muita discussão tem sido realizada. o Ibovespa fechou a 37. índice ponderado por liquidez – exemplo: Ibovespa. 2. índice de retorno ponderado por pesos iguais – exemplo: Value-Line Index. O índice Dow Jones.542.Mercado a Vista de Ações 2. Na tentativa de projetar a tendência futura do mercado acionário. desempenham significativo papel no andamento dos investimentos em mercados locais ou regionais. 20 . As diferentes metodologias surgem como respostas à preocupação por mostrar qual a melhor maneira de avaliar a evolução de um conjunto de ações. pelo menos. A origem dos índices acionários remonta-se ao final do século XIX quando algumas descobertas empíricas revelaram características importantes sobre o comportamento do preço das ações negociadas nos mercados de bolsa. Desde então. índice ponderado por capitalização de mercado – exemplo: S&P500. atualmente.

negociado a futuro na Chicago Board of Trade – CBOT (integrante do CME Group). é denominado índice ponderado por valor de mercado ou capitalização. que é ativo subjacente de opções listadas na American Stock Exchange – AMEX. algum tempo depois. Entretanto. estão em poder da própria empresa ou de seus grupos controladores). que compõem índices deste tipo.2 Índice Ponderado por Capitalização de Mercado Um índice construído pela soma dos preços de mercado das ações. 21 . Os exemplos incluem o índice S&P 500 e o NYSE Composite. e captar os movimentos do conjunto das ações. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. um índice deve incorporar ações que tenham comportamento diferenciado e de preferência não-correlacionado entre si. em sua formulação original. devem ser incluídas todas as ações listadas na Bolsa ou basta um número menor. No caso do Dow Jones. é o exemplo mais significativo: é composto de 30 companhias (as maiores blue chips). Trata-se de uma média aritmética simples em que o divisor é o número de ações consideradas: Índice = ∑ (Preços de N companhias) / nº de ações O Dow Jones Industrial Average.2. o Major Market Index (XMI) é um índice ponderado das 20 blue-chips representativas das maiores corporações industriais dos EUA. com grande liquidez no mercado.1 Índice Ponderado por Pesos Iguais Os preços das ações. Outro produto similar é o Amex Major Market Index. Constituem-se em ações de companhia de grande porte. possuem o mesmo peso. estes índices mudaram sua metodologia de cálculo e passaram a utilizar a ponderação pelo valor das ações em poder do público (outstanding ou float adjusted market capitalization na terminologia usual). Nesse último caso. (Fonte: Dicionário Financeiro da Nova Bolsa) Amex Major Market Index: criado em 1983. A adaptação objetiva obter um índice que reflita o comportamento das ações que estão disponíveis para investimento pelo público (minimizando o peso daquelas ações que. Definições Blue Chips: conjunto das ações mais negociadas numa bolsa de valores. 184 do Código Penal. 2. existe um número mínimo? Uma boa resposta para este problema é que antes do que uma quantidade mínima de ações.Mercado a Vista de Ações 2. as 30 companhias constituem uma amostra suficiente para representar o desempenho do mercado inteiro. na proporção de sua capitalização de mercado. mesmo com grande capitalização.2. Isto é. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9.610/98 e punido pelo Art. O uso do critério de ponderação por pesos iguais traz à tona a questão do número de ações que devem compor um índice.

 fi é o fator de ponderação da i-ésima ação. Por outro lado. Como tais.  n = 1.2..  n = 1..Mercado a Vista de Ações Definições Capitalização de mercado: calculada pela multiplicação do número de ações de uma empresa pelo valor de mercado dessas mesmas ações em um determinado momento ou período. cada preço de companhia é ponderado pela capitalização de mercado da companhia: Veja. Caso detenha uma carteira de ações. provavelmente estará mais interessado pelo índice de pesos iguais. . a seguir. o cálculo é semelhante ao anterior.. o índice ponderado por valor de mercado mede as mudanças no valor corrente total de mercado das ações que o compõem. caso deseje conhecer melhor as condições de mercado. 184 do Código Penal.n. alterando apenas o fator de ponderação: Onde:  pi é o preço da i-ésima ação. provavelmente o índice ponderado por valor de mercado será mais útil. Na apuração do índice com ponderação pela capitalização flutuante de mercado. sendo o número de ações no índice.610/98 e punido pelo Art. as fórmulas de cálculo do índice ponderado por capitalização de mercado: Onde:  pi é o preço da i-ésima ação. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. esses índices são considerados mais representativos do mercado em geral do que os índices de pesos iguais. sendo o número de ações no índice.  vi é o quantidade de ações em poder do público ou float capitalization da i-ésima ação.. 22 . A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9.  si é o fator de ponderação da i-ésima ação. Nesse índice.  ki é a quantidade de ações emitidas da i-ésima ação. n. Em vez de medir as mudanças nos preços de uma cesta de ações. 2. Capitalização flutuante de mercado (float): calculada pela multiplicação do número de ações de uma empresa em poder do público pelo valor de mercado dessas mesmas ações em um determinado momento ou período.. A utilização de um índice ponderado por pesos iguais ou de índices ponderados por capitalização (fixa ou flutuante) de mercado depende das necessidades específicas do usuário..

Logo. O ponto a fixar é que os índices de pesos iguais são mais sensíveis às mudanças nos preços de ações de pequena capitalização. Dessa forma. O índice ponderado por valor de mercado incorpora a importância da mudança do valor de cada ação relativamente ao mercado como um todo (ou ao conjunto de ações em poder do público). conforme ocorre nos índices ponderados por preços iguais. Visto em notação matemática. A diferença entre os índices mencionados ocorre a partir da inclusão das mudanças de preço das ações que os compõem. Índicet 1 1 N N i 1 Pi . temos: Índicet Onde:  N = total de companhias. basicamente.Mercado a Vista de Ações pois ele proporciona uma idéia mais precisa da valorização geral do mercado acionário ou das ações disponíveis para investimento. relativamente à sua importância no mercado como um todo. Isso é feito com um índice de negociabilidade que nada mais é do que uma medida que relaciona o valor e quantidade negociada de uma ação com valor e quantidade totais das ações do mercado.t P i . respondemos. é computado mediante o ajuste de seu valor anterior à média dos retornos (de um dia para o outro) de cada ação da cesta.t 1 Note que multiplicamos o índice de “ontem” (t − 1) pela média de retornos do dia das ações que compõem o índice. à pergunta: qual foi o retorno das ações entre ontem e hoje? Combina.  P = preço de ação. a importância das ações pertencentes à carteira teórica variará de acordo com a negociabilidade delas no mercado.4 Índice Ponderado por Liquidez A ponderação desse índice é explicada pelo volume transacionado de cada ação que o compõe. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. o nível de preço de qualquer ação não causa grandes efeitos sobre o nível do índice. todas as ações da cesta exercem a mesma influência.2. 23 . 184 do Código Penal. Todavia. Portanto.610/98 e punido pelo Art. as mudanças de preço da ação de uma empresa em um índice ponderado por valor de mercado são proporcionais à importância da ação no mercado. De fato. ações de pequena expressão possuem efeito desproporcionalmente grande sobre o valor do índice.2.3 Índice de Retorno Ponderado por Pesos Iguais O índice de retorno ponderado por pesos iguais. O princípio básico é a apuração de um valor para cada ação. esses índices tratam de mudanças nos valores de ações de pequena capitalização da mesma forma que mudanças nos valores de ações de alta capitalização. Portanto. que reflita o quanto ela foi negociada com relação às demais. 2. portanto. maior será o seu peso no índice. pois o que importa são os retornos de um dia para outro. 2. De modo semelhante ao primeiro destes. Quanto maior a liquidez da ação em determinado mercado. ou índice de retorno simples. algumas das características de dois tipos de índice: ponderado por valor de mercado e ponderado por pesos iguais. Ou seja: Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA.

este número já somava 27. vem refletindo o comportamento de cestas de ações mais negociadas nesta bolsa. A primeira carteira do Ibovespa abrangia 18 blue chips.Mercado a Vista de Ações NEG n N v V Onde:  NEG = negociabilidade da ação no período considerado. independentemente de sua metodologia.  N = número total de negócios da bolsa no mercado a vista no período considerado. De maneira geral. Neste contexto. utilizando o link a seguir: http://www. Cada um dos índices possui uma determinada metodologia. 184 do Código Penal. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. reflexo da concentração do mercado. Com mais de 40 anos de existência.610/98 e punido pelo Art. Considerações finais Um índice de ações.br/indices/ResumoCarteiraTeorica.  v = volume financeiro dos negócios com a ação no mercado a vista no período considerado.  V = volume total financeiro dos negócios realizados na bolsa (mercado a vista) no período considerado. reflete o andamento de uma cesta de ações que melhor representa o conjunto das companhias listadas em uma bolsa. aos fundos e clubes de investimento (para comparar seu desempenho com o do mercado como um todo) e às autoridades financeiras (para utilizá-los como instrumento de análise do comportamento da economia do país). adota um critério de ponderação diferenciado. como foi visto. O seu índice de negociabilidade é apurado periodicamente (a cada quatro meses) para poder escolher um novo conjunto de ações.bmfbovespa. o índice será útil ao investidor (para avaliar o seu investimento e a tendência dos negócios em geral). O melhor exemplo para esse tipo de índice é o Ibovespa – Índice da Bolsa de Valores de São Paulo. ou que seja alterada a quantidade de cada ação no índice. porém na atualidade.com. 24 . insere-se o Ibovespa que. As suas carteiras teóricas já foram compostas por mais de 100 papéis. e supondo que esse conjunto de ações seja suficientemente amplo para incorporar os diferentes setores da economia. Como tal. Verifique a composição atual da carteira. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. captando o movimento do mercado de várias formas. possui pouco mais de 60 ações. servindo para avaliar o desempenho de carteiras e até mesmo da situação econômica do país. Na segunda carteira (que vigorou entre 02 de maio e 01 de setembro de 1968).aspx?Indice=IBOVESP A&idioma=pt-br 2. A negociabilidade é a base para determinar quais ações serão escolhidas para integrar a carteira teórica e em que quantidades.3. A cada período é possível que algumas ações sejam excluídas. mostram as tendências do mercado acionário.  n = número de negócios (mercado à vista) com a ação no período considerado. ocupando outras o seu lugar.

25 .Mercado a Vista de Ações 3.1. 3. em detalhe. Índices de Mercado 3.com. que pode ser consultada no site da instituição (observe o link abaixo). Índices acionários – Origem dos índices acionários brasileiros A história dos índices acionários no Brasil se remonta à época da reorganização do sistema financeiro nos anos 1960. a Comissão Nacional de Bolsas de Valores (CNBV) criou o Índice Brasileiro de Ações – IBA. como fator de ponderação. Na publicação “Índice Bovespa”. além disso.1. (http://www.2. passou a ser denominado IBV-12. o índice deixou de ser apurado. quadrimestralmente. 184 do Código Penal. determinam-se. Principais Índices do Mercado Brasileiro 3. incluía apenas as empresas privadas com maior participação do mercado (número de negócios e presença em pregão da BVRJ). diversas concepções teóricas. atualmente. Historicamente.pdf) Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. Depois de várias modificações em sua metodologia. descreve-se. cuja primeira carteira era constituída com 18 ações. não só pela sua tradição – não sofreu modificações metodológicas desde sua implementação –. a seguir. mas também pelo papel hegemônico da Bovespa (hoje parte da BM&FBovespa) entre as bolsas de valores brasileiras. visando representar o andamento do mercado acionário nacional.2. servindo. a metodologia de cálculo. A carteira do IBA. Desta forma. em 2002. ao mesmo tempo.  Em 1984. utilizavam o critério de ponderação pelo valor de capitalização. Após o acordo de mercado assinado entre ambas as bolsas. Desde então. mas. selecionadas por um critério de negociabilidade. é composto por aproximadamente de 65 papéis. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9.  Em janeiro de 1968. adequava-se o índice a critérios internacionalmente aceitos que.br/Indices/download/IBovespa. as quantidades “teóricas” de cada papel que integrará o índice. um resumo destes critérios.bmfbovespa. Veja. a Bolsa de Valores de São Paulo começou a apurar o Índice Bovespa. mas que hoje não mais é apurado. o Índice Bovespa foi sempre o mais representativo indicador brasileiro. Com base no “índice de negociabilidade” apurado para cada ação e outros critérios adicionais.610/98 e punido pelo Art.  O índice IBV (Índice da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro) foi o primeiro índice a ser apurado no Brasil no início dos anos 1960. por ser composto pelas 12 ações de maior volume de negociação nas Bolsas de Valores de São Paulo (Bovespa) e do Rio de Janeiro (BVRJ). originalmente. O número de ações incluídas no índice chegou a crescer para 138 em 1986. Índice Bovespa O Ibovespa é uma média ponderada de preços de ações. alentadas por várias entidades (bolsas e associações) promoveram a apuração e divulgação de índices de ações.

Não havia painéis eletrônicos para divulgar as cotações. o pregão da Bolsa de Valores de São Paulo era localizado no andar térreo do Palácio do Café no Pátio do Colégio. as ações negociadas nessa Bolsa que: a) Estejam incluídas em uma relação de ações cujos índices de negociabilidade somados representam 80% do valor acumulado de todos os índices individuais. b) Apresentem participação.500 / R$ 0. então. na véspera.v = valor negociado com essa ação no período.80. a quantidade teórica será de 15. obtém-se a participação ajustada de cada ação no total da carteira ao calcular a razão entre o índice de negociabilidade de cada ação e o somatório dos índices de negociabilidade.625 ações (= R$12. Adotava-se. calculado pelo somatório do produto entre os pesos (quantidade teórica da ação) e o último preço observado das ações integrantes de sua carteira teórica. Os boletos de cada operação fechada subiam para o registro e o processamento através de um barbante.80). Critérios Metodológicos a) Seleção das ações Participam da carteira teórica do Ibovespa. . tenha sido de R$ 0.V = valor total negociado com todas as ações no período considerado.500 são destinados para a primeira ação. obtendo o quanto é investido na ação. divide-se este número pelo preço de mercado da ação. Multiplica-se. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. 184 do Código Penal. Exemplo: a primeira ação selecionada representa 10% do somatório dos índices de negociabilidade. 26 . Supondo ainda que o preço de mercado da ação.5% da carteira selecionada (= 10% / 80%). a participação ajustada da ação pelo montante disponível para comprar a cesta teórica.Mercado a Vista de Ações A Bovespa nos anos sessenta Na época da implantação do índice. então. Ou seja: Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. Índice de negociabilidade A “negociabilidade” de cada ação é apurada utilizando a fórmula: NEG n N v V . c) Cálculo do Índice O Ibovespa é. a primeira ação representa 12.N = número de transações registradas na BM&FBOVESPA com todos os papéis no mesmo período. achando a sua quantidade teórica. que tinha em sua extremidade um pregador de roupa onde eram presos os boletos. . o sistema de pregão do tipo corbeille. naquela época. c) Tenham sido negociadas em mais de 80% do total de pregões do período. Ao dispor de R$100.610/98 e punido pelo Art. Não havia postos de negociação e as ações iam sendo negociadas à medida que eram chamadas em ordem alfabética por um diretor de pregão. Sendo escolhidas ações que resultem em uma somatória de 80%.n = número de transações realizadas com essa ação no período. R$12. b) Cálculo da quantidade teórica de cada ação Após a seleção das ações.000 para comprar a cesta teórica. no qual os operadores se reúnem em torno de um balcão circular em cujo interior os funcionários da Bolsa processam os registros da execução das ordens. estas iam sendo lançadas manualmente em uma grande lousa por um funcionário da Bolsa. Em seguida.1% do total. . superior a 0. em termos de volume.

denominado “preço ex-teórico”. muda-se o preço.teórico. n = número total de ações componentes da carteira teórica. d) Alterações do índice pela ocorrência de eventos com ações Sempre que uma empresa. com ações componentes de sua carteira. Sua divulgação é feita instantaneamente em seu site na Internet. considerando automaticamente os preços de todos os mercados a vista (lote padrão). Z = valor em moeda corrente de emissão de cada ação a ser subscrita. Pex = preço exteórico. %B = percentual de bonificação.Mercado a Vista de Ações n Ibovespat i 1 Pi . Pc = último preço de fechamento anterior ao início da distribuição do provento. ou seja. calculado com base em Po. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. Qi. distribuir algum tipo de provento. O mecanismo de alteração para uma ação qualquer é semelhante ao utilizado para o ajuste da carteira como um todo. a bolsa de valores realiza os ajustes necessários na quantidade teórica da carteira para evitar distorções. Fórmula Geral de Cálculo do Preço Ex-Teórico Pex Onde: Pc (%SxZ ) Div 1 % B %S Pex = preço ex. Veja a seguir os procedimentos de cálculo. Po = último preço de fechamento anterior ao início da distribuição do provento.t Onde: Ibovespat = Índice Bovespa no instante t. cujas ações integram o Índice Bovespa. Observe que.t= quantidade teórica da ação i na carteira no instante t. %S = percentual de subscrição. Div = valor em moeda corrente recebido por ação a título de dividendo. e) Divulgação e acompanhamento A BM&FBOVESPA calcula o índice em tempo real. bem como retransmitida para vendors. facilitando o acompanhamento on-line por investidores do mundo inteiro. 27 . 184 do Código Penal. considera-se que o investidor realizou (vendeu) as ações ao último preço de fechamento anterior ao início da distribuição de provento e utilizou os recursos na compra das mesmas ações sem o provento distribuído (ex-provento). Qo = quantidade antiga.610/98 e punido pelo Art. Pi.t = último preço da ação i no instante t. Fórmula de Alteração na Quantidade Teórica (por ocasião de distribuição de proventos) Qn Onde: Q o Po Pex Qn = quantidade nova. além da mudança na quantidade teórica das ações. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA.t Qi .

000 540.92 0.880 55.000 100.10 0.000 10.500 43.000 300. um exemplo de cálculo a partir de dados hipotéticos.200 2.000 150. Para simplificar.65 0.700 19.850 Valor Financeiro em R$ (v) 525.000 440.880 2.000 300.000 150.650 1.1% no volume negociado no mercado).000 2.11 0.000 30.000 400. em ordem decrescente.000 7.23 0.75 10.79 3. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA.000 20.000 20.000 1.000 1. Cálculo dos índices de negociabilidade Nº de transações (n) 500.10 0.63 20. Feito isso. assume-se que as ações selecionadas respeitam os demais critérios (presença mínima no pregão de 80% e representação superior a 0.800 1.850 2. Tabela 1. apura-se o índice de negociabilidade.Mercado a Vista de Ações Exemplo de Cálculo Veja.46 0.400 1. 28 .49 0. Veja Tabela 1.000 60.349.500 1. a seguir.000 8.67 0.610/98 e punido pelo Art.42 21.500 6.94 Ação A Ação B Ação C Ação D Ação E Ação F Ação G Ação H Ação I Ação J Ação K Ação L Ação M Ação N Ação O Ação P Ação Q Ação R TOTAL b) Seleção das ações Ordena-se a tabela em ordem decrescente segundo o índice de negociabilidade e calcula-se o índice de negociabilidade acumulada.000 16.440 11.38 96.85 0. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. selecionam-se as ações que estejam incluídas em uma relação cuja soma.200 1.650 Índices de Negociabilidade 26.600. dos índices de negociabilidade de cada papel seja de 80%.000 9.000 90. a) Cálculo do índice de negociabilidade Para todas as ações negociadas na Bovespa nos 12 meses precedentes.94 5.000 100.000 22.16 3.31 0. 184 do Código Penal.

000 90.38 Ação N 1. d) Cálculo da quantidade teórica Dispondo de R$100 mil para comprar a cesta teórica.58 95.84 96.94 Índice Acumulado 26.000 55.000 20.10 Ação M 2.23 Ação P 1.10 96.63 Ação C 300.64 96.000 3. Para tanto.000 20.31 Ação O 1.16 Ação F 60.67 Ação J 8.000 0.000 21.91 94. D e E).75 Ação D 150.80 79. 29 . então.650 96.72 96.200 43.000 26.10 TOTAL 1. B. C. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9.92 Ação L 6.880 0.000 440.46 Ação H 20. multiplica-se este valor pela participação ajustada de cada ação.000 525.11 Ação Q 1.14 93.23 95.500 22.440 0.000 300.610/98 e punido pelo Art. obtido ao somar o produto da quantidade teórica de cada ação pelo seu preço: Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA.000 3.000 0.600.850 0.000 100. Seleção das ações Nº de transações Valor Financeiro Índices de (n) em R$ (v) Negociabilidade Ação A 500. assim.000 9.700 0.65 Ação I 10.000 150.41 96.90 88.000 5. 184 do Código Penal.79 Ação G 30.500 0.07 93. o montante investido em cada ação. calcula-se a razão entre o índice de negociabilidade da ação e o somatório dos índices de negociabilidade (veja a Tabela 3).Mercado a Vista de Ações Tabela 2.85 Ação K 7. Tem-se.94 Ação E 100.68 92. Para obter a quantidade teórica dos papéis.05 68.42 Ação B 400.000 1.74 96.49 Ação R 1.90%.74 84.000 0.650 11.500 2.42 48.200 2.000 10. e) Cálculo do Índice O índice é.400 0.850 2.000 16.000 540.000 0. cujos índices de negociabilidade somam 84. basta dividir este montante pelo respectivo preço de mercado do título (observe a Tabela 3).800 19.349. obtém-se a participação ajustada de cada um dos papéis na carteira.94 c) Cálculo da participação ajustada de cada ação Selecionadas as cinco ações (A.880 0.

10 1. cuja participação é ponderada pelo valor de capitalização das ações em poder do público (não se consideram as ações em poder dos controladores). Participação investido Mercado AcumuAjustada (R$) em t-0 lado (%) 26.479.610/98 e punido pelo Art. N = número total de negócios no mercado a vista de ações da BM&FBOVESPA (lotepadrão).79 24. a carteira é reavaliada. ni = número de negócios com a ação i no mercado a vista (lote-padrão).445. maio a agosto e setembro a dezembro. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9.80 79.85 6.05 1.2445 0.90 0.39 12. vigorando sempre para os períodos de janeiro a abril.073.74 84.087. Cálculos para obtenção do índice Ação Índice Valor Preço de Neg.80 2.39 26.635. representam 80% da soma do valor acumulado dos índices individuais de todas as ações.9263203548 6.18 98.7731275392 6.1288 0.073.Mercado a Vista de Ações Tabela 3.441.751. portanto. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. a seguir.70 2.5063800360 Preço de Mercad o em Cálculo do t+1 Índice 1.2.00 Quantidade Teórica 29.2548 0.3112 0.69 23. Ao final de cada quadrimestre.43 A B C D E TOTAL O índice é.883. ou.000. englobando uma quantidade razoável de ações de baixa liquidez (ou de segunda linha) A carteira de ações do IBrX tem vigência de quatro meses. de 98.00 1.05 68. calculado pela BM&FBOVESPA. IN ni N vi V Onde: IN = índice de negociabilidade. o IBrX tem uma cesta formada pelos 100 papéis que apresentam os maiores índices de negociabilidade. considerados de maior a menor. Veja.42 48.00 1.163.580.02 1.228. 30 . os principais critérios deste índice (sempre referentes aos doze meses anteriores à formação da carteira): a) Estar entre as 100 melhores classificadas quanto ao seu índice de negociabilidade conforme fórmula a seguir.31 12. float adjusted market capitalization.43 pontos! 3.51 100.883. capta o retorno de uma carteira formada pelas 100 ações mais negociadas nesta bolsa.117.13 1.00 1. 1 Este critério recebe o nome de “capitalização flutuante de mercado (float)”. Índice IBrX O Índice Brasil. 184 do Código Penal.174. Contudo.377.0607 31.05 30. enquanto este último índice é formado pelas ações cujos índices de negociabilidade. como no Ibovespa.6765966526 23. vi = volume financeiro gerado pelos negócios com a ação i no mercado a vista (lotepadrão).4444756350 13.751.85 6.46 25.1 O critério de seleção destes papéis baseia-se. utilizando-se os procedimentos e critérios integrantes da metodologia. no número de negócios praticados e no volume financeiro obtido.2.

Qi t-1 = quantidade teórica da ação i disponível à negociação no dia t-1.Mercado a Vista de Ações V = volume financeiro total do mercado a vista de ações da BM&FBOVESPA (lotepadrão). Veja: Índice inicial = Valor da Carteira / µ = 1.com. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. foi preciso que o valor de mercado da carteira se adequasse à base original – para tanto. IBrX(t-1) = valor do índice no dia t − 1.aspx?Indice=IBRX50&Idioma=pt-BR O IBrX começou a ser divulgado no início de 1997. Pi t-1 = preço de fechamento da ação i no dia t−1. Porém. 184 do Código Penal. recalculada em função deste provento. refere-se à quantidade teórica da ação i disponível à negociação no dia t−1. a bolsa estabeleceu um valor inicial de 1. no caso da distribuição de proventos nesse dia. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA.000 Com o objetivo de acomodar as modificações existentes na carteira teórica. b) Ter sido negociada em pelo menos 70% dos pregões ocorridos nos doze meses anteriores à formação da carteira do índice.bmfbovespa. ou seu preço ex-teórico.610/98 e punido pelo Art. Na ocorrência da distribuição de proventos em ações do mesmo tipo pela empresa. Curiosidade Índice Brasil 50 (IBrX-50): com a divulgação iniciada em janeiro de 2003. Veja no site: http://www. Pi t = preço da ação i no fechamento do dia t. metade da quantidade do IBrX. o IBrX-50 possui as mesmas características do Índice Brasil (IBrX). Dessa forma. este valor foi ajustado por um redutor (coeficiente de ajuste µ). 31 .000 pontos em 28 de dezembro de 1995. ou seja. advindas do rebalanceamento ou de ajustes. na fórmula do índice. este redutor passa constantemente por modificações. n = número de ações integrantes da carteira teórica do índice (100). porém sua carteira teórica apresenta as 50 ações mais líquidas da Bovespa. Fórmula de cálculo O IBrX pode ser calculado através da seguinte fórmula: Onde: IBrX(t) = valor do índice no dia t.br/indices/ResumoIndice.

devem: a) apresentar índice de negociabilidade (medido nos últimos 12 meses) classificado a partir da 11º posição. Não estão incluídas nesse universo empresas emissoras de BDRs e empresas em recuperação judicial ou falência. 32 .3. Já o segundo terá uma carteira composta por empresas de menor capitalização.Mercado a Vista de Ações 3. As ações componentes serão selecionadas por sua liquidez. Índices BM&FBOVESPA Mid Large Cap (MLCX) e Small Cap (SMLL) Os índices Mid Large Cap (MLCX) e Small Cap (SMLL) têm por objetivo medir o comportamento das empresas listadas na Bolsa de modo segmentado. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. Estas são ponderadas pelo seu respectivo valor de mercado (considerando as ações disponíveis para negociação e excluindo as detidas pelo controlador da companhia). As demais empresas que não estiverem incluídas nesse universo são elegíveis para participarem do índice SMLL. A qualquer momento. As empresas que. além de possuírem um alto conceito junto aos investidores. selecionadas aplicando os critérios mencionados.2.2.4. 184 do Código Penal.bmfbovespa. o Índice Valor Bovespa . Serão incluídas nas carteiras dos índices as ações que atenderem aos seguintes critérios: inclusão em uma relação de ações cujos índices de negociabilidade somados representem 98% do valor acumulado de todos os índices individuais. c) não possuir outro tipo (de ação) classificado entre os 10 primeiros índices de negociabilidade. b) não apresentar os 10 maiores valores de mercado da amostra.2ª Linha . participação em termos de presença em pregão igual a 100% no período.IVBX-2 é composto por 50 ações de empresas que. Índice Valor Bovespa – IVBX-2 Criado a partir de uma parceria entre a Bovespa e o jornal Valor Econômico.610/98 e punido pelo Art. d) ter sido negociada em pelo menos 70% dos pregões ocorridos nos doze meses anteriores à formação da carteira do índice. sendo reavaliada a cada quadrimestre.br/indices/ResumoIndice. e serão ponderadas nas carteiras pelo valor de mercado das ações disponíveis à negociação.com. representarem 85% do valor de mercado total da Bolsa são elegíveis para participarem do índice MLCX. Este primeiro medirá o retorno de uma carteira composta pelas empresas listadas de maior capitalização. o IVBX-2 mede o retorno de uma carteira formada por ações de segunda linha. A vigência da carteira teórica do índice é de quatro meses (janeiro-abril.aspx?Indice=IVBX&Idioma=pt-BR 3. maio-agosto e setembro-dezembro). Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. Veja maiores informações a respeito deste índice em: http://www. em conjunto.000 pontos em 30/12/1999. O IBVX-2 teve sua base fixada em 1. poderão ser efetuados ajustes no índice como decorrência de proventos distribuídos pelas companhias cujas ações integram o IBVX-2. De acordo com a sua metodologia.

bmfbovespa.bmfbovespa.bmfbovespa. quando das reavaliações periódicas. 1.610/98 e punido pelo Art. as ações de sua emissão serão excluídas da carteira do índice.000 pontos em 21/06/2001) comparado com o Ibovespa. pesquise em: http://www.br/indices/ResumoIndice.aspx?Indice=IGC&Idioma=pt-BR Veja no gráfico a seguir o desempenho do IGC (cuja base é de 1.com. a empresa emissora entrar em regime de recuperação judicial ou falência.br/indices/ResumoIndice. Ou seja. 3. As ações.aspx?Indice=MLCX&Idioma=pt-BR e em http://www.Mercado a Vista de Ações Uma ação será excluída da carteira. Nessas eventualidades. Vale observar que a participação de uma empresa no índice não pode ser superior a 20%. reúne as empresas com as melhores regras de transparência na gestão dos seus negócios e divulgação de informações contábeis. serão efetuados os ajustes necessários para garantir a continuidade do índice. Mais informações sobre estes índices podem ser obtidas em http://www. além de atender os requisitos previstos para as do Nível 1.5. são ponderadas pela multiplicação de seu valor de mercado por um fator de governança.br/indices/ResumoIndice. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA.2. uso de normas contábeis aceitas internacionalmente e adesão à Câmara de Arbitragem para resolver conflitos societários. 184 do Código Penal. durante a vigência da carteira. sendo este igual a 2 para as ações do Novo Mercado.aspx?Indice=SMLL&Idioma=pt-BR. devem respeitar outros critérios sobre constituição de seu Conselho de Administração. Caso tenha interesse em consultar as fórmulas de cálculo do índice e seus ajustes.com. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. Se. Definições Nível 1: as companhias nível 1 são aquelas listadas em bolsa que assumem o compromisso de praticar um maior e melhor disclosure (informações divulgadas ao mercado) e favorecer a dispersão acionária. se deixar de atender a um dos critérios de inclusão. que formam o IGC. 33 . Dentre essas práticas.com.5 para os títulos do Nível 2 e 1 para aqueles de Nível 1. Índice de Ações com Governança Corporativa Diferenciada O Índice de Ações com Governança Corporativa Diferenciada (IGC) avalia o desempenho de uma carteira teórica formada pelas ações de empresas negociadas no Novo Mercado ou classificadas nos níveis 1 e 2 da Bovespa. aumento de informações trimestrais e divulgação das demonstrações do fluxo de caixa da empresa. destacam-se a manutenção em circulação de ações que no mínimo representem 25% do capital. Nível 2: as companhias nível 2.

3. e que também atuam como promotores das boas práticas no meio empresarial brasileiro. empresas que estão mais bem preparadas para enfrentar os riscos econômicos. a Bovespa começou a apurar e divulgar o índice acionário de Sustentabilidade Empresarial (ISE). Ver mais detalhes em http://www. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. 184 do Código Penal. desenvolvido pelo Centro de Estudos de Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas (CES-FGV). que na indústria mundial de fundos representavam em torno dos 10% do patrimônio dos fundos.2. é o nome dado aos investimentos em papéis emitidos por empresas sustentáveis. 34 .bmfbovespa. Investimentos Socialmente Responsáveis Os Investimentos Socialmente Responsáveis. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA.br/indices/ResumoIndice. entre as empresas emissoras das 150 ações mais negociadas na Bovespa e que tenham participado em pelo menos 50% dos pregões nos 12 meses precedentes. A cesta do ISE é formada por até 40 ações de empresas com reconhecido comprometimento com a responsabilidade social. formado por ações do IGC com os maiores indicadores de negociabilidade. Índice de Sustentabilidade Empresarial Seguindo uma tendência mundial de incentivar os denominados “investimentos socialmente responsáveis”. isto é.Mercado a Vista de Ações Comparativo entre a evolução do IGC e do Ibovespa entre 2001 e 2008 Fonte: BM&FBOVESPA Além do IGC. e a sustentabilidade empresarial.aspx?Indice=IGCT&Idioma=pt-BR.6. a BM&FBOVESPA apura e divulga o Índice de Governança Corporativa Trade – IGCT.com. sociais e ambientais. As ações são selecionadas a partir das informações geradas pela aplicação de um questionário.610/98 e punido pelo Art.

e/ou as ações preferenciais cuja companhia oferece tag along em qualquer percentual. Tag Along A exigência legal prevê os novos controladores de uma empresa façam um tag along (oferta de compra) das ações ordinárias em poder do público. do Instituto ETHOS e do Ministério do Meio Ambiente. A base do índice foi fixada igual a 1. sociais e econômico-financeiros. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. junto com outros aspectos relativos a) à posição da empresa em acordos globais. da ABRAPP . As melhores empresas candidatas a integrar o índice são submetidas à aprovação do Conselho criado para tal finalidade e do qual participam representantes da BM&FBOVESPA. b) às características dos produtos elaborados e c) aos critérios de governança corporativa adotados pelas empresas. as ações ordinárias de companhias que oferecem um percentual maior de tag along.br/indices/ResumoIndice. Dessa maneira. maio a agosto e setembro a dezembro. A carteira do ISE é válida por um ano. 30% dos pregões dos doze meses precedentes ao de cálculo ou reavaliação do índice e a carteira assim formada terá validade quadrimestral pelos períodos de janeiro a abril. ponderados pelo valor de mercado das ações disponíveis para negociação (excluídas as detidas pelos seus controladores).610/98 e punido pelo Art.7. Para cálculo do ISE. da ANBID .2. no mínimo. no caso de alienação do controle.Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais. serão incluídos. Índice de Ações com Tag Along Diferenciado O Índice de Ações com Tag Along Diferenciado (ITAG) tem como objetivo medir o desempenho de uma carteira teórica composta por ações de empresas que ofereçam melhores condições aos acionistas minoritários. Os resultados obtidos a cada ano são analisados estatisticamente visando identificar clusters (agrupamentos) de empresas com desempenho semelhante e estabelecer uma relação ordinal entre eles. Podem fazer parte do ITAG. As ações de novas empresas. No endereço eletrônico http://www. 184 do Código Penal. da APIMEC .Instituto de Fiscalização e Controle. serão incluídas na carteira do índice após o encerramento do primeiro pregão regular de negociação. apura-se o retorno dos papéis escolhidos. ao término do qual volta a ser reavaliada com os mesmos critérios que lhe deram origem.com. com preço igual ou superior a 80% do preço pago na aquisição do controle acionário. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA.Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar. usa-se fórmula semelhante aos índices setoriais da Bovespa (e também do IBrX e do IGC). do IFC .aspx?Indice=ISE&Idioma=pt-BR poderá encontrar a descrição da metodologia completa deste indicador.Associação Nacional dos Bancos de Investimento. Já os papéis de empresas já negociadas nos pregões da BM&FBOVESPA. 35 . listadas na BM&FBOVESPA que atendem esse critério. 3. As ações com essas características deverão ter tido presença em. do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.Mercado a Vista de Ações O questionário avalia os elementos ambientais.bmfbovespa.000 pontos em 30/11/2005. a partir do pregão seguinte à comunicação à bolsa de sua decisão de oferecer um tag along diferenciado.

arredondou-se a quantidade resultante da aplicação de R$10. Ao mesmo tempo. devendo-se verificar que nenhuma ação tenha participação superior a 20% do valor do índice. a) É composto pelas ações do setor que registraram presença em pelo menos 80% dos pregões e que em 80% desses pregões tenham registrado pelo menos dois negócios. seja para acompanhar a evolução dos seus investimentos. 184 do Código Penal. c) Todas as empresas têm igual participação na composição da carteira.8. o peso relativo de cada ação pode ser um pouco diferente. o IEE permite a elaboração de estratégias de hedge consistentes para as empresas que compõem o setor.000 em 30/12/2002. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA.2.000 para o seu múltiplo de lote-padrão mais próximo. Leia a seguir alguns tópicos que explicam a metodologia utilizada pela Bolsa na formação do IEE.com. distribuidoras ou holdings de energia. visa também evitar a inclusão de ativos com baixa liquidez. Esse parâmetro tem o objetivo de assegurar que a medida de tendência dos preços das ações do setor esteja sustentada sobre uma base de dados representativa. como para avaliar o andamento de alguns setores da economia nacional. o Índice do Setor Industrial (INDX). Se desejar consultar detalhes da metodologia.IEE Constituído pelas empresas mais representativas do setor. 3. os investidores passaram a dispor de um benchmark (padrão de comparação). procurando espelhar o comportamento da lucratividade das empresas geradoras.aspx?Indice=ITAG&Idioma=pt-BR. d) As divulgações diárias do índice têm seu início de difusão somente após a abertura de pelo menos 60% dos papéis componentes de sua carteira. O ITAG foi fixado em 1. na BM&FBOVESPA. Com isso. Esse procedimento busca assegurar representatividade ao índice de abertura. devido ao processo de abertura econômica e crescente estabilidade. Ou seja. pelos quais os setores de utilities passaram nestes últimos anos bem como da parceria com outras instituições visando oferecer novos instrumentos de análise aos agentes econômicos. Com eles. a existência de três índices setoriais: o Índice de Energia Elétrica (IEE). e) Os ativos que compõem a carteira têm seu valor em quantidades arredondadas para seus lotes padrão ou múltiplos. Observa-se. como a fórmula de cálculo. o Índice Setorial de Telecomunicações (ITEL) e.bmfbovespa. visite a página http://www. o IEE incluiu em sua composição inicial nove companhias. o IEE não utiliza o parâmetro de liquidez como fator de ponderação. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. começaram a ser apurados os índices setoriais de lucratividade de ações. atualmente. Neste sentido. a) Índice de Energia Elétrica . b) Na carteira teórica do índice. cada empresa está representada pelo ativo de sua emissão que tenha maior liquidez em Bolsa. 36 .Mercado a Vista de Ações O critério de ponderação adotado no cálculo do índice é valor de mercado das ações disponíveis para negociação (free float).610/98 e punido pelo Art. mais recentemente. Para tanto.br/indices/ResumoIndice. O desenvolvimento de tais índices é um reflexo dos significativos processos de reestruturação e privatização. Índices setoriais Em época recente.

aspx?Indice=ITEL&Idioma=pt-BR Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. Você pode obter mais informações no site: http://www.com. dezembro). 37 . Veja a composição de sua carteira teórica em: http://www. Sendo assim. Evolução do IEE e Ibovespa entre 1998 a 2008 Fonte: BM&FBOVESPA b) Índice de Telecomunicações – ITEL Ao considerar empresas de telefonia fixa e celular.bmfbovespa.br/indices/ResumoIndice.610/98 e punido pelo Art.000 pontos para o ITEL no dia 30/12/1999. procedimento especial para início de divulgação do índice. h) O índice é composto por somente um tipo de papel de cada.com. após ter completado aproximadamente um ano de negociações com as ações de empresas que surgiram após a privatização da Telebrás. Isso facilita a divulgação de informação e evita a concentração do índice em torno de uma mesma empresa. Veja nos itens a seguir algumas características deste índice: a) Sua composição compreende as empresas mais representativas do setor de telecomunicações. A Bovespa fixou a base de 1. ou seja. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. 184 do Código Penal.aspx?Indice=IEE&Idioma=pt-BR Veja a evolução do IEE e sua comparação com o andamento do Ibovespa. São eles: igual peso para as ações componentes da carteira do índice. agosto. arredondamento para lote-padrão ou seu múltiplo mais próximo.bmfbovespa.Mercado a Vista de Ações f) São realizados rebalanceamentos quadrimestrais após o fechamento do mercado. os fatores que afetariam as perspectivas de uma empresa são refletidos nos outros papéis. o Índice de Telecomunicações (ITEL) busca representar de maneira consistente o comportamento deste setor.br/indices/ResumoIndice. tomando-se como base os preços de fechamento dos ativos no quadrimestre (abril. g) Alguns procedimentos adotados internacionalmente foram incorporados à metodologia do IEE. utilização de somente um tipo de ação da empresa como sua representante no índice.

c) A participação das ações neste índice deve respeitar os seguintes critérios: i) o volume financeiro negociado do título deve ter participação superior a 0. atendam os seguintes critérios: a) ser uma ação emitida por uma empresa classificada em um dos sub-segmentos do setor industrial com registro de negociação na BM&FBOVESPA. e) Um papel não pode ter uma participação no ITEL superior a 20%. ii) o papel deve ter uma participação de no mínimo 80% dos pregões realizados nos últimos 12 meses. Veja no gráfico a seguir a evolução do ITEL nos últimos dois anos comparada com a evolução do mercado representado pelo Índice Bovespa à vista.610/98 e punido pelo Art. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. b) ser uma das 150 ações com maior índice de negociabilidade c) ter sido negociada em pelo menos 70% dos pregões. 184 do Código Penal. iii) o valor mínimo de “free float” deve ser de R$20 milhões. Conforme a metodologia implementada como resultado de um convênio entre a FIESP e a BM&FBOVESPA. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. Evolução do ITEL entre 2003 e 2008 Fonte: BM&FBOVESPA c) Índice do Setor Industrial – INDX O Índice do Setor Industrial (INDX) mede o retorno proporcionado pelas ações mais representativas do setor industrial.01% em relação ao total negociado no mercado à vista nos últimos 12 meses. conhecido como “free float”. fazem parte da cesta de ações do INDX as ações que. nos 12 meses anteriores à data de escolha dos papeis ou de sua reavaliação. escolhidas em função de sua negociabilidade e habitualidade de participação nos pregões da BM&FBOVESPA.Mercado a Vista de Ações b) A ponderação dos papéis é realizada pelo valor de mercado das ações em circulação. ajustes deverão ser realizados de forma a diminuir tal peso para o seu limite. d) A carteira teórica é reavaliada a cada quatro meses. Caso isso ocorra no processo de reavaliação periódica da carteira. 38 .

com. número de negócios. Em 1993. esse prestígio pode advir do fato de manter intacta a metodologia de cálculo por mais de 40 anos. como no resto do mundo. encontram-se diversos exemplos de construção de índices acionários desenhados com finalidades específicas e com grau de sucesso também variado. maio-agosto e setembro-dezembro. medidos a partir dos resultados dos balanços patrimoniais. denominado FGV100E.bmfbovespa. O peso de cada uma das empresas selecionadas para fazer parte da carteira teórica do índice FGV100 é calculado a partir de uma ponderação que toma como base seus patrimônios líquidos. Considerações finais No Brasil.br/indices/BuscarIndices. a mesma instituição criou outro índice semelhante. Índice Imobiliário – IMOB Índice Financeiro .Mercado a Vista de Ações Nenhuma ação considerada isoladamente poderá ter peso superior a 20% do total e o critério de ponderação aplicado no cálculo do índice é o valor de mercado das ações disponíveis para negociação (i.aspx?Indice=INDX&Idioma=ptBR c) Outros índices setoriais Além dos indicadores relacionados. tendo como base a representatividade dos mesmos em termos de presença nos pregões. selecionada segundo os seguintes critérios:  devem mostrar a dimensão e o desempenho. Em boa medida. 3.e. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9.9. O INDX. O índice FGV 100 acompanha o desempenho das ações consideradas de segunda linha pelo mercado (apenas empresas não-financeiras de capital privado). o FGV-100 é um índice de preços de ações de 100 empresas privadas não-financeiras.IFNC A metodologia de cálculo.000 em 30/12/1999. Índice FGV . cuja carteira é reformulada quadrimestralmente.100 Calculado pelo IBRE/CEEF. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. volume negociado. 3.bmfbovespa.com. administrado pela BM&FBOVESPA.  devem refletir a liquidez dos papéis. um fato significativo no mercado nacional é a persistência do Índice Ibovespa como o principal indicador desse tipo. bem como a composição atual e as estatísticas históricas podem ser consultadas seguindo os links indicados na página http://www. que têm seus papéis negociados na BM&FBOVESPA e no Mercado Balcão Organizado. começou a ser divulgado em 02/05/2006 com base = 1. 39 .2.3. A descrição completa da metodologia de cálculo encontra-se disponível na página http://www.br/indices/ResumoIndice. ao final dos períodos janeiroabril. que se diferencia do FGV100 apenas por incluir empresas estatais na composição da carteira teórica. A composição e a estrutura de ponderação da carteira teórica são revistas e atualizadas anualmente e sua cotação é em pontos. 184 do Código Penal. número de títulos negociados. a BM&FBOVESPA apura também o Índice de Consumo – ICON. Apesar da evolução orientada à construção de índices com ponderação dada pelo free float das companhias (nos índices setoriais).610/98 e punido pelo Art.aspx?idioma=pt-br do site da Bolsa. não se consideram as ações em poder dos controladores).

1. por valor de R$187. Nessa época. Na legislação brasileira.br) e siga os links Dados e publicações / Informativo CVM / American Despositary Receipts / Relatório de ADRs. valor equivalente a 13. sobre um número total de 102. 40 .gov.6% do valor total de capitalização das sociedades anônimas listadas na BM&FBOVESPA. os ADRs mereceram regulamentação específica por meio da Resolução do CMN Nº.cvm. consolidou-se uma forma de colocação de direitos sobre papéis representativos de ações de empresas brasileiras (e de outros países emergentes) no mercado financeiro dos Estados Unidos de América.Mercado a Vista de Ações 4. nos casos em que o ADR está lastreado em novas emissões ou para aumentar a liquidez desses papéis quando se referenciam em títulos já emitidos. levou ao desenvolvimento de novas formas de investimento pelos residentes de um país em ativos de outros países. de 31/07/1991 embora já existisse uma norma. P. em alguns momentos. a Resolução do CMN Nº. Introdução O processo de globalização. ADRs. abriram seus mercados financeiros ao capital estrangeiro alterando a legislação existente e/ou ditando novas normas. Simultaneamente. Nesse contexto. Diferenças de legislação e tributação fizeram que.5 bilhões. ou simplesmente. O primeiro ADR Os ADRs foram criados pelo Morgan Guarantee Trust (hoje banco J.  Consulte os dados atualizados no site da Comissão de Valores Mobiliários (www. houve 86 programas de ADR abertos.848.610/98 e punido pelo Art. e dentre eles. 184 do Código Penal. com lastro em valores mobiliários depositados em custódia específica no Brasil”. os investidores deixaram de ter custos adicionais quando do recebimento dos dividendos. Em função de suas características os ADRs se tornaram uma forma muito conveniente para os investidores dos EUA adquirirem valores mobiliários emitidos em outros países sem se preocupar com os detalhes. emitidos no exterior por Instituição Depositária. Em 2008. 1. Investimentos Globais 4. o Brasil. vários dos denominados países emergentes.289. que receberam o nome de American Depositary Receipts. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. os ADR se tornassem uma alternativa concorrente aos investimentos locais em bolsa de valores. 1. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. limitações e complexidades típicas das operações internacionais. Morgan) visando facilitar a atuação dos investidores dos EUA de papéis negociados em bolsas de outros países. O primeiro ADR estava lastreado nas ações de uma empresa inglesa (a Selfridge’s Ltd. de 20/03/1987 que genericamente definia os “Depositary Receipts” como: “certificados representativos de direitos de ações ou outros valores mobiliários que representem direitos a ações.) que somente pagava os proventos contra entrega de certificados de ações. passaram a se tornar um meio para as empresas dos países emergentes aumentarem seu capital. Com o ADR. que ganhou força nos anos de 1990.

envolvem a emissão de novas ações. 184 do Código Penal. sem que a companhia emissora das ações que servem de lastro. em bolsas dos EUA. 4. enquanto que os de Nível III.1. também negociados em bolsa. tais como a New York Stock Exchange – NYSE ou a American Stock Exchange – AMEX.Mercado a Vista de Ações 4. que recebem o nome:  Patrocinados: quando a sociedade anônima. os conceitos básicos dos ADRs com ênfase na diferenciação por tipos quanto às características das quatro formas possíveis de negociação no mercado americano. O lastro são valores mobiliários emitidos fora dos EUA e os recibos conferem aos seus detentores benefícios econômicos iguais aos dos acionistas locais da empresa que lança o programa de ADR. Conceitos e fundamentos Detalham-se.610/98 e punido pelo Art. 41 . participe ativamente do processo. cujas ações lastreiam os ADRs trabalha em conjunto com o banco depositário e assume a responsabilidade de manter um fluxo de informações adequado sobre a empresa. Uma vez emitidos. são negociados no mercado de balcão. com lastro em ações de empresas estrangeiras custodiadas pelo banco emissor. Os programas patrocinados pelas empresas cujas ações são depositadas para emissão dos ADR se classificam em três níveis e na chamada Regra 144/A. Não patrocinados: quando os ADRs são emitidos e colocados junto ao público.2. Há quatro tipos de ADR.2. Nível II. Veja a Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA.2. a negociação ocorre em bolsas sobre certificados lastreados em ações já emitidas. Definição Os ADR são recibos de depósito emitidos por um banco norte-americano. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. Os ADRs de Nível I são negociados apenas no mercado de balcão. ou em sistemas de negociação como o da National Association of Securities Dealers Automated Quotation System – NASDAQ. os ADRs. a seguir. três deles identificados por nível (I a II) e mais um tipo emitido ao amparo da “Regra 144A” da SEC (quando são negociados fora dos mercados organizados). 4. cotados e negociados em dólares no mercado financeiro dos EUA. Tipos e características A colocação de ADRs junto aos investidores norte-americanos é realizada por meio de programas de dois tipos.  A modalidade de programas patrocinados é a mais usual no mercado americano sendo. Razão do ADR A relação entre cada certificado (ADR) e o número ou fração da ação que lhe dá origem é chamado de razão do ADR ou ADR ratio. dependendo do seu tipo e de outras condições.2. em geral. condição necessária para que o ADR possa ser listado em bolsa ou autorizado para sua negociação no NASDAQ.

descrevendo a companhia. Serviços como o pink sheets divulgam diariamente os preços das ofertas de compra e venda destes títulos. ou pelas bolsas de origem. os relatórios anuais bem como todos os demais informes e comunicações. Assim. as cotações podem ser publicadas também no OTC Bulletin Board – OTCBB. Nível III As empresas interessadas em aumentar seu capital pela oferta pública de ações no mercado americano devem respeitar as exigências previstas para os Programas do Nível III. em adição aos formulários F-6 (registro da emissão) e F-20 (registro detalhado dos dados da companhia emissora). provendo informações detalhadas sobre a companhia. 42 . 4.2. 4. Os ADRs de programas do Nível II são elegíveis para cotação e negociação nas bolsas de valores americanas e no sistema Nasdaq.2.2. 4. que é um serviço semelhante ao do National Daily Quotation Bureau. Neste nível. Adicionalmente.610/98 e punido pelo Art. por ocasião de sua elaboração. o risco inerente do negócio da empresa. GAAP) determinados pelo Financial Accounting Standards Board – FASB. as companhias devem fazer o registro completo na SEC e atender todas as normas de divulgação e envio de informações.S. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. Por outro lado. sejam eles exigidos ou não pelos entes regulatórios locais ou não. preços que são compilados pelo National Daily Quotation Bureau. a empresa emissora também fica obrigada a entregar à SEC.3. além do registro do programa (Formulário F-6). a companhia obriga-se a enviar apenas sumários ou cópias de relatórios relativos a fatos relevantes. o que confere maior visibilidade aos emissores. torna-se necessário que a empresa emissora.Mercado a Vista de Ações seguir os aspectos diferenciais quanto à regulamentação específica e à sua forma de negociação. Com requisitos mais estritos de registros. de divulgação de preços e volume de negócios com securities no mercado de balcão. Este último deve ser acompanhado por prospecto informativo. Conforme essa norma. Dentre essas informações encontram-se os estados contábeis que devem atender os princípios geralmente aceitos de contabilidade (United States Generally Accepted Accounting Principles – U. Nível I Trata-se da forma mais simples de colocação de ADR referenciados em ações já existentes nos mercados de origem. o preço de oferta das ações e o planejamento adotado para efetuar sua distribuição. Nível II Os Programas do Nível II possuem exigências maiores quanto ao registro e atendimento de regras de disclosure fixadas pela SEC dos EUA em seu Exchange Act. conforme previsto na Regra 12g32b).1. Neste caso.2.2. a instituição emissora dos ADRs deve cumprir apenas requisitos mínimos de registro (preenchendo o Formulário F-6) na Security Exchange Comission.2. 184 do Código Penal. destinado a ser divulgado junto aos potenciais investidores. a empresa deve preencher o formulário F-1 para registrar os valores mobiliários subjacentes aos ADRs. A negociação dos ADRs Nível I ocorre somente no mercado de balcão.2. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. preencha o Formulário F-20.

A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. sem a chancela da SEC.Mercado a Vista de Ações Por último. a empresa emissora se obriga a enviar à SEC os relatórios anuais e os demais informes e comunicações. neste caso. à semelhança do Nível II. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. por ocasião de sua elaboração.adr.visita em 23/05/2007. 43 . Novas emissões Novas emissões Emissão de ações Tempo para 5 a 9 semanas 14 semanas 14 semanas 7 semanas 5 a 9 semanas emissão Notas: *As demonstrações financeiras devem ser parcialmente conciliadas com as normas contábeis # geralmente aceitas nos EUA (U. que exime aos QIBs da obrigatoriedade de manter por dois anos os valores mobiliários adquiridos em colocações privadas. dealers. Os QIBs são sofisticados investidores institucionais. Fonte: Elaboração própria com base em JP Morgan – (www. Essa Regra permite que os denominados Qualified Institutional Buyers (QIBs) adquiram e negociem entre si estes papéis. fundos de pensão (planos de investimento para empregados). companhias de investimento licenciadas.610/98 e punido pelo Art.com) . dentre as que se destacam companhias de seguro. GAAP).3.2. 4. Descrição Programa não Programa listado Certificados Colocação listado nos EUA em uma Bolsa oferecidos e privada entre dos EUA listados em uma QIBs dos EUA Bolsa dos EUA Mercado de # balcão Amex NYSE Nasdaq Registro pelo Formulário F-6 Amex NYSE Nasdaq Entre QIBs dos EUA Negociação Registro na SEC Registro pelo Formulário F-6 Registro pelo Nenhum Formulário F-1 e F-6 Requerimento Eximido com as Formulário 20 de exigências da informações Regra 12g3-2(b) Emissão de ações Somente ações já emitidas Somente ações já emitidas Formulário 20-F* Eximido com as Depende da exigências da oferta pública Regra 12g3-2(b) estrut.2. Não precisam seguir as normas da lei Sarbanes Oxley. Quadro 1: Síntese das características dos Programas de ADR Nível I Nível II Nível III (Oferta Pública) Regra 144A ADR Oferta Global (GDR) Oferta global de ações fora do mercado de emissão Bolsas dos EUA e de outros países Depende da oferta pública estruturada nos EUA. Também. Regra 144A A emissão de ADRs sob a Regra 144A é utilizada pelas companhias interessadas em aumentar seu capital por meio da colocação dos papéis de forma privada. A Regra 144A/1990 da SEC. consultores de investimentos.S. os ADR de programas do Nível III podem ser listados para negociação nas bolsas de valores americanas e no sistema Nasdaq. 184 do Código Penal. nos EUA. e associações de poupança e empréstimo. permite que as empresas interessadas aumentem seu capital pela colocação simultânea (em dois ou mais mercados) de GDRs.

Mecânica operacional O investidor americano pode adquirir ADR por meio dos intermediários habilitados. cabendo a estes últimos decidirem se a compra será feita entre os certificados já emitidos ou se empreenderá uma nova emissão junto a um banco depositário. Importante O rígido controle de câmbio que predominou até o começo dos anos 2000. será responsável pela emissão. Investidores residentes Em outubro de 2006 o Banco Central introduziu diversas alternações na regulamentação das operações com moedas estrangeiras por residentes no Brasil. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. levou às empresas sediadas nesses países a apostar nos ADRs. para captar recursos mais baratos no exterior. Além do registro da operação no Banco Central. Esta última instituição. antigamente caracterizado por fortes controles. devido às perspectivas de altas taxas de retorno está no cerne do sucesso desta modalidade de aplicação. de obter maior liquidez para seus papéis ou mesmo. o volume colocado no exterior é razoavelmente grande. No caso do Brasil. 44 . a apresentar declaração anual ao Banco Central. a possibilidade. impunha restrições aos residentes que desejassem investir em ADR no exterior. 4.328 de 4/10/2006. a Circular 3. com referência aos investimentos em ADRs. Em geral. 4) O banco emissor americano emite e distribui os novos ADRs. que passa à instituição custodiante as instruções para a alocação e entrega das ações entre seus titulares. o banco emissor. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. destaca-se a participação de uma instituição custodiante. emissora das ações subjacentes ao programa. conforme a legislação em vigor em 2009.610/98 e punido pelo Art. consolidou-se o processo de liberalização do mercado de câmbio. 184 do Código Penal. cancelamento e controle dos ADRs.2.4. No mesmo sentido. Em particular. Em linhas gerais. revogou a regulamentação anterior que determinava os procedimentos a serem seguidos por aqueles que tencionavam incorporar esses títulos aos seus portfólios.Mercado a Vista de Ações 4. Considerações finais O interesse de investidores internacionais em ações de empresas constituídas em países emergentes. Para efetuar o cancelamento dos ADRs emitidos. 5) Os investidores dos EUA podem adquirir os papéis no mercado de balcão ou na bolsa de valores onde tenha sido realizado o registro dos ADRs. Os residentes que realizaram investimentos em ADR são obrigados. o intermediário deve efetuar uma solicitação junto ao banco emissor nos EUA. os passos de uma emissão de ADR podem ser descritos desta maneira: 1) A instituição financeira no Brasil adquire ações no mercado secundário local. por meio de um trustee (um Depositary Trust Company) com lastro nas ações depositadas no custodiante no Brasil. autorizada especificamente para essa finalidade pela CVM que atua no Brasil e uma instituição depositária nos EUA. era proibida a reaplicação de recursos no exterior sem a previa internalização das divisas obtida com a venda do título. Quando se realiza a emissão de novos ADRs além da empresa patrocinadora. 3) O banco dos EUA que fará a emissão dos ADRs firma um acordo com o banco custodiante para emissão dos certificados de depósito. 2) Os títulos adquiridos são depositados em um Banco custodiante local.3.

Importante No mercado de ações. dentre as que se destaca a Teoria das Ondas de Elliott.1. pois ambos os preços tendem a se igualar quando a informação seja assimilada por todos os players do mercado. O pressuposto essencial da escola de análise fundamentalista é que há uma relação entre o valor teórico das ações de uma empresa e seu valor de mercado. 5. portanto agora vai subir”). o maior interesse reside no ganho de capital esperado.2. Valoração Em geral.00 o investidor de maneira explícita ou não. mais arriscada geralmente realizada com o propósito de obter um rendimento diferenciado (mais elevado) do oferecido por títulos de renda fixa (que usualmente tem rendimento menor. estágio do ciclo dos seus produtos.1. Análise fundamentalista A análise fundamentalista é uma corrente que avalia as oportunidades de investimento em uma ou outra companhia a partir do cuidadoso exame dos estados e demonstrações contábeis e de outras informações sobre seu desempenho econômicofinanceiro no contexto do cenário econômico. ganhos e perdas são realizados somente após a venda das ações previamente adquiridas.0%” sobre o investimento ou que se perdeu 3. Decisões de investimento em ações 5. Dentro desta última há muitas variações. market share. conforme deduzidos a partir do exame dos critérios e índices precedentes. Assim. No entanto. não é correto dizer que se “ganhou 5. Duas grandes modalidades de análise são as utilizadas: a escola fundamentalista e a escola técnica.Mercado a Vista de Ações 5. mas está ciente que esse ganho poderá não se realizar e até. espera poder vendê-la por um valor maior no final de certo período. grau de inovação. 45 . 5. Ainda que muitas vezes a compra de ações para investimento tenha bases intuitivas (em referências como “esta ação teve os melhores retornos nos últimos 10 anos” ou “todos estão apostando nas ações da empresa YHZ” ou “nos últimos meses baixou muito o preço. cada vez mais os agentes apelam a critérios mais racionais para seleção de papéis. Sempre que o valor teórico superar o valor de mercado haveria oportunidade de investimento. converter em prejuízo (caso o preço da ação suba). grau de concorrência no setor e presença no mercado internacional. se o preço de das ações subir para R$10. planos e projetos futuros. O investimento O investimento em ações se coloca como uma alternativa. Ao comprar uma ação por R$10.2. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9.0%. no marco desta visão o preço de uma ação pode ser quantificado pelo valor presente dos fluxos futuros de rendimentos esperados.70 enquanto mantemos as ações em nossa carteira. Esse valor teórico pode ser quantificado pelas informações sobre a situação patrimonial. Ao adquirir ações o investidor ganha o direito de receber parte proporcional dos lucros da empresa da qual se torna coproprietário ou sócio. 184 do Código Penal. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA.50 ou cair para R$9. dentre outros. porém mais seguro).610/98 e punido pelo Art.

Ainda nessa linha. Há ainda outros métodos de valoração fundamentados em modelos como o Capital Asset Price Market – CAPM ou no concepto de opções reais que envolvem um grau de complexidade maior. Consideração de lucros antes ou depois de impostos. que soma o valor presente dos fluxos de dividendos esperados com o valor presente do preço ao que se espera realizar a venda. uso de lucros contábeis ou fluxos de caixa. tem-se . no final do prazo considerado de n períodos. Cotação / Valor Patrimonial Relaciona preço com o valor contábil do patrimônio líquido. Admite variantes pela consideração de médias de lucros pagos. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. para a qual seja possível associar fluxos futuros de rendimentos para n períodos a frente seria dado pela expressão. 5. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9.Mercado a Vista de Ações De maneira genérica o preço esperado de uma ação. 46 .610/98 e punido pelo Art. Dentre as variantes encontram-se o índice preço/valor de reposição dos ativos existentes e o índice preço/vendas. etc. Na fórmula. A fórmula apresentada é. 184 do Código Penal. encontram-se expressões alternativas para o caso de considerar-se um investimento sem prazo e finalização (a perpetuidade) ou a previsão de crescimento dos dividendos futuros a uma taxa constante. no primeiro caso e ao quociente entre Div e a diferença entre a taxa de retorno exigida d e a taxa de crescimento dos dividendos g. após alguma simplificações pode reduzir-se ao quociente entre o valor dos dividendos Div e a taxa de desconto d exigida pelo investidor. Ferramentas de análise Alguns dos mais tradicionais indicadores utilizados na análise fundamentalista são: Índice preço/lucro relaciona o preço pago aos lucros atuais.2.2. talvez. No primeiro caso tem-se Que. a forma mais simples de avaliar o preço de uma ação.

2. o analista se estuda: A estrutura e grau de concorrência (quantas firmas são. trabalha-se com capacidade ociosa?) O nível tecnológico (com relação à adoção de novas tecnologias. qual a distribuição por tamanho e geográfica. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. quais o subsetores mais relevantes e como se relacionam entre si. a análise fundamentalista se complementa com a análise econômica setorial.3. indicadores de crescimento e de inflação) para chegar ao estudo do setor. Vertentes da análise fundamentalista Os critérios apontados acima são utilizados de maneira diversa pelos analistas. A particular situação desenhada em cada caso orienta o investidor e o ajuda a selecionar as empresas que poderão oferecer melhores rendimentos no cenário desenhado (por exemplo. a definição das boas práticas e de políticas de difusão de informações. 47 . dentre outras) 5.) Análise bottom-up Na chamada vertente de análise bottom-up o analista chega à recomendação de compra ou venda de uma ação a partir do exame minucioso das características da empresa (visão de negócio prevalecente nela). quais as perspectivas da demanda em prazos variados?) O gerenciamento da empresa (quais são seus principais custos. a empresa é próciclica. como se têm comportado os preços de insumos e da mão-de-obra que atua no setor e na empresa. quem são e onde estão localizados os demandantes. a empresa é inovadora ou ela faz parte dos grupos denominados “primeiros a adotar”. contudo distinguem-se duas vertentes: Análise top-down A análise top-down (de cima para baixo) inicia pelo exame do contexto macroeconômico (estabilidade. e qual é o histórico de processos de fusões e aquisições?). existe sazonalidade e/ou ciclos que afetam os preços e custos e/ou a produção. Muito outros indicadores. investindo em empresas exportadoras em momentos de taxa de câmbio e perspectivas alentadoras para o crescimento da participação no mercado internacional de um determinado segmento. Nesta última.610/98 e punido pelo Art. “maioria inicial”. 184 do Código Penal. taxas de câmbio e de juro. Usa-se alternativamente o lucro passado ou o projetado sobre o PL do último ano ou de uma média de anos. ela já atingiu a fase de maturidade de seus produtos. qual o grau de dependência tecnológica da empresa?) A governança corporativa da empresa e sua sustentabilidade (duas qualidades cada vez mais importantes na gestão empresarial costuma ser avaliadas por separado verificando o estágio de implementação na empresa. Dividendos pagos/cotação É uma taxa de distribuição de dividendos (dividend yield) geralmente utilizada para cálculos futuros do preço da ação. “maioria tardia” ou dos “retardatários”. das informações financeiras e contábeis disponíveis (análise de balanços.Mercado a Vista de Ações Rentabilidade do Patrimônio (L/PL) Mede o retorno do capital investido pelos acionistas. em geral) e do histórico de valorização Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. A demanda enfrentada (quais os fatores determinantes da demanda. em geral compreendidos dentre aqueles destinados à análise vertical e horizontal de balanços engrossam a lista anterior. Além do exame dos estados contábeis de uma empresa e da comparação de seus indicadores com os observados nas demais companhias do segmento de atuação.

Mercado a Vista de Ações da empresa. Diagrama1 Gráfico de barras de preços MÁXIMO FECHAMENTO MÁXIMO ABERTURA MÍNIMO Cada um dos quatro itens apontados no diagrama e o próprio comprimento da barra fornece valiosa informação para o analista. volumes (negociados e ofertados) e no número de posições em aberto (nos mercados futuros). Os índices examinados nos estados contábeis e outros relatórios financeiros das empresas permitem recomendar. quase instantâneas. permitiu a Charles Dow. aliada ao fato que é possível encontrar tendências de preços a qualquer momento do tempo. A observação continuada dos mercados.610/98 e punido pelo Art. constituem os pilares básicos da análise técnica. respectivamente. quase 30 anos após sua morte se tornaria conhecida como a Teoria de Dow graças ao trabalho de outro jornalista do The Wall Street Journal: William P. toda a informação existente no mercado está contida nos preços praticados. Note-se que ainda que em ambas vertentes. simultaneamente os preços de abertura. as vezes denominada análise gráfica são as barras de preços que permitem mostrar. 184 do Código Penal. Abertura e fechamento transmitem o sentimento predominante no mercado. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. Afirma-se que o preço de abertura reflete mais a opinião dos investidores não profissionais (que negociam com a informação da véspera). e à constatação de que há padrões de comportamentos (de preço) que se repetem. oferecendo um preço teórico muito importante para a tomada de decisão. adquiridas ao longo do dia. Hamilton. somados ás condições gerais de oferta e demanda desses papéis. 5. mínimo e máximo de um período de tempo. Essa premissa. Conforme esta escola. Máximo e mínimo evidenciam as forças dos compradores e vendedores. gerar os fundamentos de uma teoria que. mas pode sintetizar informação semanal ou intradiária (por hora de pregão ou qualquer outro intervalo). 48 . fechamento. O instrumento básico da análise técnica. Análise Técnica A análise técnica é o resultado de estudos sobre o comportamento dos preços das ações ao longo do tempo. Usualmente o período é de um dia. por exemplo. enquanto o preço de fechamento traduz melhor a opinião dos especialistas do mercado de ações a partir das informações. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. as técnicas de valoração podem considerar-se como um complemento. a compra de uma empresa industrial mesmo em condições de baixo crescimento do setor. típico exemplo de empirismo.3. no final do século XIX. Barras com cumprimento menor do que o normal é típico de pregões pouco movimentados em dias tranqüilos.

a pressão compradora estaria se impondo. o setor. o fato de ter-se verificado apenas negócios isolados (nos dias 14 e 16) abaixo da linha de suporte sugere que. Em geral observa-se com mais detalhe como ocorreram as tentativas de compras e vendas a diferentes níveis de preços.Mercado a Vista de Ações Ao contrario. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. A tendência altista se formaria ao verificar-se uma sucessão desses topos e fundos em alta e uma de baixa na situação contrária (Ver gráfico). quando nenhuma dessas tendências pode ser verificada diz-se que o mercado “anda de lado”. identificando-se linhas (imaginarias) ou patamares de preços abaixo dos quais não é possível comprar (suporte) ou vender (resistência). 184 do Código Penal. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. ou níveis para onde o preço do ativo analisado se espera deverá convergir em momentos posteriores.610/98 e punido pelo Art. característico de dias agitados pela chegada de notícias sobre a empresa. 49 . A grande importância deste tipo de análise reside em sua capacidade de prever o comportamento futuro dos preços. mais precisamente de uma série de “topos” e “fundos”. No exemplo fictício do Gráfico 1. Baseados na sequência de barras de preços ao longo de um período os analistas técnicos detectam tendências. retangulares e áreas de congestionamento). Principais configurações As projeções de preços futuros são realizadas pelos analistas técnicos com base na identificação de figuras (formas triangulares. rompendo a linha de resistência (como se verifica nos dias 19 e 20).3. Gráfico 1 Evolução de cotações e principais informações Ressistência 5. Ao contrário. Definindo convenientemente o intervalo de mensuração pode construir-se um gráfico de barras que traz ainda mais informação sobre o comportamento do mercado. e com base nisso tomam as decisões de compra ou venda. Um dos principais elementos de análise é a identificação da tendência. A identificação de uma tendência envolve a análise de uma série de linhas de preço. o mercado ou a economia. barras maiores revelam a intensidade do conflito entre compradores e vendedores.1. no período considerado.

50 . Quando surgem movimentos contrários a tendência (de alta ou de baixa) uma nova linha.e. houve negócios registrados com preços que ficaram abaixo da linha. Além disso. seguindo procedimento semelhante à segunda. mais de uma vez. ao tempo que as tendências secundária e terciária são associadas a prazos menores.. Linhas ascendentes traçadas unindo fundos das barras de preços permitem visualizar essas tendências. deve verificar-se que. ligando os topos verificados nessa correção há um sinal claro de que a tendência de alta se interromperá e será substituída por uma sequência de preços em baixa de duração mais prolongada. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. o mercado tenha intentado operar abaixo dessa linha sem consegui-lo (i. A observação dessas linhas permite outra visão dos três tipos de tendência comentados. e quando essa terceira linha é cortada por outra linha descendente.610/98 e punido pelo Art. 184 do Código Penal. ligando o menor dos fundos com o(s) novo(s) fundo(s) observados no gráfico aparece algum sinal de que a tendência poderá mudar.Mercado a Vista de Ações Gráfico 2 Conformação de tendências ALTA BAIXA DE LADO Sequências de barras de preço em alta que se prolongam por certo tempo são classicamente definidas como tendências primárias. Apenas quando uma terceira linha é traçada. mas rapidamente o mercado voltou a negociar em um patamar superior). A tendência primária pode ser detectada quando os fundos (de curto prazo) que tangenciam a linha de tendência não estão muito próximos (permitindo que a linha apresente um grau de inclinação não muito superior a 45º). Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA.

D.610/98 e punido pelo Art. respectivamente. configuram-se “cunhas descendentes e ascendentes”. Ao contrário dos triângulos. Cada uma dessas figuras está associada com um padrão típico de situação de mercado em que a tendência se consolida ou se reverte. Formação de figuras A reversão de tendências é percebida pelos analistas gráficos pela formação de figuras particulares que revelam a disputa travada entre compradores e vendedores. Dentre essas figuras tem-se Formas triangulares Formadas por linhas traçadas unindo pelo menos dois pontos de fundo e dois pontos de topo.2.Mercado a Vista de Ações Gráfico 3 Interrupção de Tendências Fonte: TAVARES. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. 184 do Código Penal. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. 1988. enquanto que as cunhas ascendentes assinalam o início da queda de preços. A relação existente entre a altura (base Gráfico 4 Conformação de Triângulos SIMÉTRICO DESCENDENTE base base vertice base ASCENDENTE Quando ambas as linhas que formam os triângulos descendentes e ascendentes possuem uma inclinação para baixo ou para cima. as cunhas descendentes têm conotação altista: marcam o começo de uma subida de preços. M. 5. Análise Técnica Aplicada aos mercados Futuros. 51 .3.

52 . O significado é o mesmo dado ao das figuras de bandeiras. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. mas o terceiro tem um máximo no mesmo nível do primeiro. Recebem o nome de bandeira pois ocorrem após acentuadas altas ou baixas (movimentos verticais que formam o mastro da bandeira) Gráfico 5 Conformação de Bandeiras BANDEIRA DE ALTA P h h P BANDEIRA DE BAIXA h : altura P: Projeção h : altura P: Projeção Quando as oscilações compactas.610/98 e punido pelo Art. que seguem a fortes movimentos altistas ou baixistas.Mercado a Vista de Ações Bandeiras e flâmulas Estas conformações aparecem no gráfico como flutuações de preços de menor intensidade. porém freqüentes. por exemplo. em vez de um retângulo (ou bandeira) a figura é denominada de flâmula de alta ou de baixa. relata uma sequência de três pequenas altas que não conseguem se sustentar. O padrão ombro-cabeçaombro. Gráfico 6 Ombro-cabeça-ombro SIMÉTRICO CABEÇA OMBRO OMBRO Outros padrões mais comuns como os denominados “cabeça e ombros” também são utilizados para tentar captar o início de uma nova tendência. A tentativa infrutuosa de o mercado passar a Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. sinalizando que haverá um novo movimento de preços na mesma direção e de magnitude semelhante ao que precedeu a formação da figura. formam um triângulo (geralmente simétrico). 184 do Código Penal. O segundo pico é maior que o primeiro. em um curto período e com direção diversa: ligeiramente inclinadas para cima ou para baixo.

etc. 34. de perfuração. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. 21. 377.). 53 . 3. 144. 55. Nestes ciclos identificam-se sempre cinco movimentos: três deles na direção da tendência principal (chamados ondas de impulso) e dois no sentido contrário (que seriam as ondas corretivas). do tempo.3. é uma importante ferramenta da análise técnica que sustenta que os preços se comportam seguindo padrões cíclicos. 610. Esse e outras suposições destacam o papel do ritmo. 5. Muitas outras conformações são detectadas nas particulares formações: gaps (de área. 2. surgem três ondas de correção (do tipo ABC) que poderiam dar origem a um novo ciclo de preços. O gráfico a seguir ilustra este comportamento Gráfico 6 Ondas de Elliott 5 onda 5 b a c Ondas de correção 3 onda 3 1 onda 1 4 onda 4 2 onda 2 A teoria das ondas de Elliott utiliza. 233. da repetição e o comportamento das pessoas. 184 do Código Penal. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. 1597.610/98 e punido pelo Art. nome que faz referência a seu formulador: Ralph Nelson Elliott. 987. Estes números têm uma série de características bem conhecidas: Cada número da série (a partir do terceiro) é igual à soma dos dois números que o precedem. e são examinados pelos analistas para formar suas estratégias e também para tomar as decisões de compra ou venda dos ativos. de preços. 8. em boa medida.. Teoria de Elliott A Teoria das Ondas de Elliott. e está contida em dois trabalhos seminais de sua autoria: “O Princípio da Onda” (1938) e “Leis da Natureza – O Segredo do Universo” (1946).3. diamantes. etc. não raro acentuada.. Uma vez concluída a quinta onda. O ponto central da base matemática das ondas de Elliott é a sequência de Fibonacci: 1. .1. 89. 5. Um dos princípios mais importantes afirma que mesmo desconhecendo a relação causal dos fenômenos. de continuação da medida de extensão. 13. A soma de quaisquer dez números consecutivos da série resulta em número que é múltiplo de 11.Mercado a Vista de Ações negociar em um patamar superior costuma ser seguida pela baixa. podem ser observadas as regularidades ao longo do tempo para prever quando ocorrerá a repetição de um ou outro fenômeno. as relações reveladas nas relações numéricas descobertas pelo matemático Fibonacci em 1400.

As duas primeiras são as mais comuns. gera outro número da série Conforme se avança para números maiores a relação entre dois números consecutivos se aproxima de 1. intermediário. triângulo.610/98 e punido pelo Art. Dentre os ciclos de alta (formados por três ondas ascendentes e duas de correção) podem verificar-se outros ciclos menores. Com relação ao Padrão de comportamento e ao Tempo. 60% delas retraem de 30% a 50% da Onda Três.618 da Onda Um. ciclo. Quadro 1 Razões das Ondas de Fibonacci Onda 1 Razões de Fibonacci mais comuns A medida (altura) da primeira onda é utilizada para determinar as razões das demais ondas. e dentro destes últimos outros ciclos menores ainda. possibilidade formação de padrões específicos (ziguezague. Curiosidade Elliott distingue nove tipos de ciclos: grande superciclo. minuete e subminuete. que se expressam por meio de ondas observáveis na sequência de Fibonacci. 15% terminam entre 1e 1. menor. os ciclos contidos em cada movimento ou onda. se temos um ciclo maior medido em meses.618. poderão ter duração de horas. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. A partir do quarto número da série. superciclo. Os ciclos menores.618 ou 4. têm duração de dias.75 e 2. Elliott afirma que todas as atividades humanas possuem três aspectos: padrão.618 ou 1. 184 do Código Penal. Sendo mais comuns as duas primeiras Verificação Estatística Com relação às Ondas Dois observa-se que: 12% delas retraem 38% da Onda Um.618 (o número “phi’’) ou de seu inverso: 0.236 da Onda Um. 38% ou 50% da Onda Três. 4% delas é igual à onda anterior vezes 1. 2.75 .618 ou 1.618 ou 2.618. 8% são maiores do que 2.618 da Onda Um. primário. minuto. Assim.618 do comprimento da Onda Um. ser 1.618 da Onda Um.Mercado a Vista de Ações Os números consecutivos da série não têm um denominador comum. Aplicam-se duas alternativas: a) Se a Onda Três > 1. tempo e razão.618 da mesma Onda Um. prever os próximos movimentos da série de preços analisada. a Onda Cinco se estenderá a 0. por sua vez (embutidos nos ciclos de dias). 3 4 As três medidas possíveis são: 24%. por exemplo. 15% delas retraem de 50% a 62% da Onda Três 10% delas retraem acima de 62% da Onda Três. a Onda Cinco poderá: ter o mesmo comprimento da Onda Um. 5 Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. 15% delas retraem mais do que 62% da Onda Um 2 Com relação às Ondas Três observa-se que: 2% delas têm comprimento igual ao da Onda Um. Não há observações estatísticas. 73% delas retraem de 50% a 62% da Onda Um. durante um pregão. movimentos laterais e força das correções) permitem ao analista interpretar adequadamente os movimentos e. Muitos detalhes sobre expansão das ondas.618 da Onda Um. b) Caso a Onda Três seja < 1. 54 . qualquer número multiplicado por quatro e somado a um número de Fibonacci. se adequadamente feita a leitura. Com relação às Ondas Quatro observa-se que: 15% delas retraem de 24% a 30% da Onda Três. Elliot define os padrões e os identifica dentro dos ciclos de alta e de baixa.618 da Onda Um 30% terminam entre 1. Medidas possíveis: 50% ou 62% da Onda Um As três medidas possíveis da Onda Um são: 1.

o analista de mercado de capitais só pode considerar-se completo se tiver o domínio das diferentes modalidades e vertentes apresentadas. Com relação às razões. Ambas as análises possuem extenso corpo teórico. Longe de serem antagônicas.Mercado a Vista de Ações FONTE: Noronha. são também muito utilizadas.610/98 e punido pelo Art. e cunho estatístico. Muitas outras informações derivam-se da análise técnica e complementada com outros indicadores que facilitam a interpretação dos padrões gráficos e a detecção de tendências. 55 . falhas nos movimentos ou correções de diferente intensidade podem dificultar a interpretação do comportamento esperado para o mercado principalmente para os iniciantes. 184 do Código Penal. Análise Técnica: Teorias Ferramentas Estratégias. a teoria de Elliot utiliza informações sobre tempo de duração e amplitude das ondas para prever a magnitude das ondas subseqüentes. O estudo de técnicas e teorias para a gestão de investimentos em ações atrai o interesse de diversos tipos de investidores em ações. Outras análises. 5. M. Cada umas das cinco ondas de um ciclo apresentam características únicas (ver Quadro 1).4. que apenas foi abordado tangencialmente aqui. há indicadores utilizados para identificar mudanças de tendência (o mais popular é baseado nas médias moveis de certo número de dias) e outros para melhor analisar o mercado quando ele ”anda de lado” (denominados osciladores). quando começa o movimento de correção. por exemplo. De igual modo. os analistas buscam confirmar as prescrições das Ondas de Elliott em análises complementares. A medição das ondas é feita pela distância vertical entre o início do movimento (ascendente ou descendente) e seu fim. Em particular. geradas a partir do grande volume de informações quantitativas (destaques dos preços. elas oferecem informações valiosas para a tomada de decisão de investimento. Em geral. quantidades. ofertas. Considerações finais A análise fundamentalista e a análise técnica são duas modalidades utilizadas no mercado acionário inclusive de maneira complementar. Profissionalmente. Mercado a Vista de Ações Última atualização: 02/04/2011 Copyright © da BM&FBOVESPA – Direitos de Edição reservados por BM&FBOVESPA. A Teoria das Ondas de Eliott não se esgota na síntese apresentada. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei nº 9. negócios. Extensões das ondas podem ocorrer em movimentos que não os de correção. complicando a análise. em diferentes momentos do tempo). (1995).