Você está na página 1de 12

Um guia em ordem alfabética para

pesquisa sobre plantas e suas


aplicações
A
Abutua (Cissampelos pareira)
Família: Menispermáceas
Descrição: Bela trepadeira. Dá muitos cachos semelhantes aos da videira, com bagas
pretas, de gosto adocicado, e que se parecem com a uva. Não se comem, porém, essas
frutas.
Uso: É diurética e febrífuga.
Parte usada: raiz e casca do tronco, por decocção.

Abutua-miúda (Cocculos filipendula)


Família: Menispermáceas
Descrição: Planta agreste. Folhas coriáceas, em forma de palma, alternas. Flores
grandes, em cachos, amarelas. Fruto capsular.
Uso: É febrífuga.
Parte usada: Casca e raiz por decocção

Acariçoba (Hydrocotyle umbellata, Hydrocotyle bonarienseis)


Família: Umbelíferas.
Descrição: Planta rasteira, com grandes folhas longipecioladas, crespas, peltadas e
inflorescência ramosa. Flores esbranquiçadas. Frutos pequeninos, com duas sementes
dentro, em forma de cápsula chata. Vegeta nas proximidade da águas.
Uso: É aperiente, desobstruente, diurética, emética (em dose elevada), tônica. Das
folhas não se faz uso interno, pois são venenosas.
Parte usada: Toda a planta.

Açoita-cavalo (Luhea grandiflora)


Família: Tiliáceas.
Descrição: Árvore muito alta. Folhas grandes, obovais, claras. Flores grandes, brancas
ou rajadas, dispostas em panículas terminais. Fruto redondo, oblongo, capsular,
pentalocular. Sementes aladas. As vergotônteas são flexíveis e usadas para fazer
vassouras.
Uso: Hemostática.
Parte usada: Casca por decocção.

Agoniada (Plumeria lancifolia)


Família: Apocináceas.
Descrição: Árvore grande. Madeira rija. Casca muito amarga. Folhas oval-alongadas,
lanceoladas, peninervadas. Flores de corola de cinco pétalas, de forma semelhante à
das folhas.
Uso: Expectorante, emenagoga e febrífuga.
Parte usada: Folhas, por infusão.
Agrião (Sisymbrium nasturtium)
Família: Crucíferas.
Descrição: Planta herbácea. Emite ramos de até 50 ou 60 cm de comprimento. Haste
ramosa, espessa, suculenta, verde-avermelhada, rasteira. Emite numerosas raízes
adventícias. Folhas alternas, pecioladas, algo esparsas, compostas, imparipenadas.
Folíolos quase sésseis, piriformes, opostos, sendo o terminal bem maior que os laterais.
Flores hermafroditas, regulares, brancas, miúdas, dispostas em cachos terminais ou
opositifólios. Cálice de quatro sépalas livres. Corola cruciforme, de quatro pétalas
hipóginas. Fruto: Síliquas.
Uso: Expectorante, diurética, emenagoga, provoca salivação.
Parte usada: Folhas e caule.

Alcaçuz (Periandra dulcis)


Família: Leguminosas.
Descrição: Arbusto que dá em campos altos e pedregosos. Folhas compostas. Folíolos
oblongos ou lanceolados, glabros, com nervura saliente. Flores em racimos terminais.
Raiz adocicada.
Uso: Resolutiva, laxativa, diurética, expectorante, calmante. A raiz seca, reduzida a pó,
e misturada com essência de trigo, aplica-se, em forma de cataplasma, sobre as partes
afetadas por furúnculos.
Parte usada: Raiz, por decocção.

Alecrim (rosmarinus officinalis)


Família: Labiadas.
Descrição: Subarbusto. Chega a mais de um metro de altura. Haste lenhosa. Folhas
opostas cruzadas, sésseis, ensiformes, coriáceas, de bordas voltadas para baixo; verde
escuras, lustrosas na face superior; esbranquiçadas, empubescidas na face inferior.
Flores labiadas em pequenos cachos axilares e terminais. Cálice campanulado. Corola
branca ou azulada. Carpelos obovais. Brácteas pequenas, brancas, tomentosas,
lanceoladas, caducas. O fruto consiste em quatro aquênios obovais. Toda a planta exala
um cheiro forte e agradável.
Uso: Febrífuga, carminativa, expectorante, aperiente, calmante, adstringente e
anticéptica.
Parte usada: O decocto da folha é usado em feridas e furúnculos; As folhas secas,
reduzidas a pó são boas na cicatrização; As gotas do suco das folhas são boas para o
mesmo fim.

Alfavaca (Ocimum basilicum)


Família: Labiadas.
Descrição: Planta herbácea, muito cheirosa. Folhas ovais ou oval-elípticas,
longipecioladas e muito aromáticas. Inflorescência em espigas. Fruto aquênio.
Uso: Estimulante, carminativa, antieméticas, sudorífica e diurética.
Parte usada: Folhas e sementes.

Alfazema (Lavandula Vera)


Família: Labiadas.
Descrição: Erva européia. Caule estirado, esgalhado. Folhas sésseis, ensiformes.
Flores amarelas, viláceas, dispostas em círculos. Frutos pequeninos, semelhantes aos
do cominho.
Uso: Expectorante, febrífuga, emoliente.
Parte usada: Toda a planta.

Algodoeiro (Gossypium herbaceum)


Família: Malvácea.
Descrição: É uma planta assaz conhecida, e muito cultivada entre nós, por isso é
desnecessário apresentar sua características.
Uso: expectorante, emenagoga, diurética e emoliente.
Parte usada: Toda a planta.

Angélica (Archangélica officinalis)


Família: Umbelíferas.
Descrição: Planta herbácea. Haste cerrada, fistulosa, suculenta. Folhas compostas.
Folíolos opostos. Flores brancas e volumosas de cheiro muito agradável. O fruto é uma
cápsula ordinária.
Uso: Estimulante, carminativa, depurativa, diurética, estomacal, emenagoga e
emoliente.
Parte usada: Toda a planta.

Angélico (Aristolochia cymbifera)


Família: Aristoloquiáceas.
Descrição: Escalante (trepadeira ou cipó), com troncos em muitos casos lignificados,
raras vezes herbáceas e, então dotadas de um tronco subterrâneo mais ou menos
desenvolvido.
Uso: É anticéptico, diaforético, estomacal, ensurino, sedativo, aperiente, febrífugo.
Parte usada: raiz por decocção.

Anil (Indiogofera anil)


Família: Leguminosas.
Descrição: planta herbácea, sub-lenhosa, ramosa, de cor verde-esbranquiçada. Folhas
em palmas, elípticas e compridas. Flores róseas, miúdas, em pequenos cachos. O fruto
é uma vagem de aparência algo cilíndrica, curvada, aguda na ponta, contendo
sementes parecidas com o feijão.
Uso: Serve como antídoto contra poções que tem pro ingrediente principal o mercúrio
ou o arsênico. Febrífugo, sedativo e forte contra alergias e coceiras.
Parte usada: Folhas, raízes e sementes.

Aperta-ruão (Piper aduncum)


Família: Piperáceas.
Descrição: Arbusto de até um metro de altura. Folhas ovais. Fruto em forma de
espiga.
Uso: Adstringente. Os frutos são diuréticos e resolutivos. Serve também para perfumar
o hálito.
Parte usada: Folhas.

B
Badiana (Ansiun stellatum)
Família: Magnoliáceas.
Descrição: Arbusto muito comum. Flores amarelo-esverdeadas. Fruto composto de
oito folículos lenhosos, dispostos em forma de estrela. Cada folículo encerra uma
semente.
Uso: É estimulante, estomacal e carminativa.
Parte usada: Folhas e sementes por infusão.

Barbatimão (Stryphnodendron barbatinão)


Família: Uabatimó.
Descrição: Árvore bela e elevada. Casca áspera. Folhas palmadas, pequeninas. Flores
miúdas em bolotas axilares e terminais. O fruto é uma vagem que contém sementes
semelhantes ao feijão.
Uso: Hemostática, emoliente.
Parte usada: Cascas, por decocção.

Bardana (Lappa officinalis)


Família: Compostas
Descrição: Planta silvestre, que dá pelos monturos, caminhos, fundos dos montes,
sítios úmidos e sombrios. Sua raiz é fusiforme, da grossura de um dedo, fosca por fora
e branca por dentro. O caule é fusiforme. Mede um metro a um metro e meio de
comprimento. As folhas são cordiformes. As flores são roxas ou azuis.
Uso: É depurativa, diaforética e diurética.
Parte usada: Folhas, flores, raízes e caule. As sementes são tóxicas, podendo causar a
perda de memória quando misturadas com certa substância.

C
Cainca (Chiococca brachiata)
Família: Rubiáceas.
Descrição: Arbusto sarmentoso. Folhas ovais. Flores paniculadas, pequenas e brancas.
O fruto é uma baga branca, de duas sementes como as do café.
Uso: Laxativa, emenagoga, anti-hidrópica.
Parte usada: raiz, por decocção.

Calêndula (Calêndula officinalis)


Família: Compostas.
Descrição: Planta ornamental, de folhas ovais ou lanceoladas. Flores amarelas,
grandes, largas. Haste direita, angular, ramosa. Raiz amarela-clara, cilíndrica,
cabeluda. Sementes em forma de barquinho, ligeiramente curvais.
Uso: Empregada externamente para cicatrizar feridas e úlceras.
Parte usada: Flores e folhas, por infusão e cataplasmas.

Cambuí (Piptademia colubrina)


Família: Leguminosas.
Descrição: Tem aparência de cobra. Abunda nos catingais. Sua casca é parda, sua
folhagem é miúda e tem muitas flores brancas e pequenas.
Uso: Expectorante e emoliente.
Parte usada: Casca e resina (goma)

Camomila (Matricaria chamomilla)


Família: Compostas.
Descrição: Haste ereta, ramificada. Folhas irregulares. Flores miúdas nas
extremidades dos ramos.
Uso: Calmante, emoliente.
Parte usada: Flores por infusão.

Cana-do-brejo (Costus spicatus)


Família: Zingiberáceas.
Descrição: Planta herbácea. Haste dura. Folhas alternas, oblongas. Flores amarelas
com brácteas cor de carmim.
Uso: O rizoma é diurético, diaforético, tônico e emenagoga.
Parte usada: Folhas, rizoma e casca.
D
Dente-de leão (Taraxacum officinale)
Família: Compostas.
Descrição: Erva vivaz. Raiz pivotada. Folhas radicais, disposta em rosetas. Frutos
aquênios.
Uso: Tem efeito depurativo do sangue.
Parte usada: Folhas e raízes.

E
Erva-de-cobra (Mikania opifera)
Família: Compostas.
Descrição: Planta de haste trepadeira, angulosa. Folhas pecioladas. Flores em
calátides.
Uso: Febrífuga e age contra veneno de cobras.
Parte usada: Toda a planta.

Erva-de-santa-luzia (Euphorbia brasiliensis)


Família: Euforbiácea.
Descrição: Cresce em lugares úmidos. Caule nodoso, folhas oblongas e flores
pequenas e vermelhas.
Uso: As folhas machucadas aplicam-se em forma de cataplasmas, em feridas graves.
Parte usada: Folhas.

Eucalipto (Eucalyptus globulus)


Família: Mirtáceas.
Descrição: Desnecessário fazer a descrição.
Uso: Expectorante, emoliente, anticéptico, adstringente, febrífugo e tônico.
Parte usada: Folhas frescas, em forma de chás, cataplasmas, loções e óleos.

F
Funcho (Anethum foeniculum)
Família: Umbelíferas.
Descrição: Planta de um a dois metros de elevação, verde-glauca, exalando um aroma
agradável. Haste direita, cilíndrica, glabra, lisa. Folhas alternas. Flores amarela e
pequenas.
Uso: Mesmas propriedades da Pimpinela ansium.
Parte usada: Raízes e sementes.

G
Gameleira (Ficus doliaria)
Família: Moráceas.
Descrição: Árvore. Tem folhas longipecioladas, ovais e lisas. Flores casulosas. O fruto é
um figo de um e meio centímetros de comprimento. Não presta para comer.
Uso: Empregado apenas para fazer sair da boca de quem ingere a poção feita de
Gameleira minhocas grandes e gordas.
Parte usada: Suco leitoso do tronco e a casca.

H
Hortelã (Menta piperita)
Família: Labiadas.
Descrição: Desnecessária a descrição.
Uso: Antiespasmódica, carminativa, estomáquica, estimulante, tônica.
Parte usada: Folhas e sumidades floridas por infusão.

I
Ibiri (Canna angustifólia)
Família: Marantáceas.
Descrição: Planta ornamental. Cresce em lugares úmidos. Haste ereta, cilíndrica.
Rizoma longo. Folhas alternas e flores amarelas, cuja corola é dotada de perianto
duplo.
Uso: O rizoma é diurético.
Parte usada: Toda a planta.

Inhame-roxo (Dioscorea heptaneura)


Família: Discoreáceas.
Descrição: É uma planta trepadeira, roxa por fora e por dentro, dotada de folhas
trilobadas.
Uso: Emprega-se para combater dartros.
Parte usada: Toda a planta.

J
Jaborandi (ottonia ansium)
Família: Rutáceas.
Descrição: É um arbusto que atinge mais ou menos um metro de altura. Folhas
alternas e flores dióicas. O fruto é uma noz.
Uso: As folhas são muito sudoríferas.
Parte usada: Folha e raiz.

Japecanga (Smilax japecanga)


Família: Ciperáceas.
Descrição: Planta trepadeira que cresce às margens dos rios e em lugares úmidos.
Raízes em tubérculos. Caule cilíndrico, dotado de alguns espinhos. Folhas bi-seriadas.
Flores pequenas e os frutos são bagas que abrigam uma semente arredondada e mais
ou menos achatada.
Uso: É, antes de tudo, um depurativo eficaz, muito usado contra moléstias da pele.
Também é febrífugo.
Parte usada: Raiz, por decocção.
L
Losna (Artemisia absinthium)
Família: Compostas.
Descrição: Cresce até um metro de altura. Dá em mitoas. Folhas pimatífidas. Sabor
amargo. Flores amarelas.
Uso: Emprega-se em casos de envenenamentos.
Parte usada: folhas e flores.

M
Malagueta (Piper rubra)
Família: Solanáceas.
Descrição: Arbusto. Folhas alternas. Fruto em forma de fuso, vermelho e ardido.
Semente achatadas.
Uso: Emoliente, expectorante e tônica.
Parte usada: Fruto.

Malva (Malva sylvestris)


Família: Malváceas.
Descrição: Planta de trinta a sessenta cm de altura.
Uso: Béquica, calmante, emoliente.
Parte usada: Toda a planta.

Maravilha (Mirabilis jalapa)


Família: Nictagináceas.
Descrição: Planta ornamental, cultivada em jardins.
Uso: Diurética.
Parte usada: Flores e raiz.

Mentrasto (Ageratum conyzoides)


Família: Compostas.
Descrição: é uma erva. Vegeta ao lado de estradas. Folhas ovais e flores em forma
botões. Os frutos são pequenas pevides pretas, muito pequenas (voam quando
maduros).
Uso: Usada contra dores em geral.
Parte usada: Toda a planta, porém o fruto deve ser usado maduro.

Mulungu (Erythrina mulungu)


Família: Leguminosas.
Descrição: Árvore mediana. Folhas opostas. Flores grandes, vermelhas. Sementes
arredondadas.
Uso: É antídoto contra poções de sono quando em conjunto com certas substâncias.
Parte usada: Casca.

Murta (Myrthis communis)


Família: Mirtáceas.
Descrição: Arbusto de caule ereto. Folhas pequenas, opostas. Flores alvas. O fruto é
uma baga globulosa, azulada. Sementes reniformes.
Uso: Tônica.
Parte usada: Os ramos verdes e floridos, por infusão.

P
Pacová (Renealmia brasiliensis)
Família: Zingiberáceas.
Descrição: Planta herbácea. A haste, ereta, é constituída pelos pecíolos das próprias
folhas, os quais partem do solo. Folhas inteiras, lanceoladas, peninervadas.
Inflorescência em cacho. O raquis parte do solo, em separado do caule.
Uso: Antielmínticas, carminativa, estomacal.
Parte usada: Caule e rizoma.

Pacari (Peltodons radicans)


Família: Labiadas.
Descrição: Erva rasteira. Dá na areia seca. Caule tetragonal. Ramos opostos. Folhas
simples, opostas, ovais, agudas. Flores arroxeadas, axilares, dispostas em calátides ou
corimbos. Toda a planta expele um suco leitoso.
Uso: carminativa e diurética.
Parte usada: Talos e folhas.

Pariparoba (Piper umbellatum)


Família: Piperáceas.
Descrição: Arbusto de até um metro e meio de altura. Caule nodoso. Ramos eretos.
Folhas grandes, largas, codiformes. Inflorescência em pequena espiga. Flores
aromáticas.
Uso: Emoliente.
Parte usada: Folhas.

Perpétua (Gomphrena globosa)


Família: Amarantáceas.
Descrição: É uma planta, de cor roxo-viva, cultivada nos jardins. Ramos articulados e
pubescentes. Folhas opostas, ovais e lanceoladas, peludas. Flores longipecioladas,
esféricas ou alongadas, inodoras.
Uso: Expectorante.
Parte usada: Flores, por infusão.

Pinhão-bravo (Jatropha curcas)


Família: Euforbiáceas.
Descrição: Arbusto. Tronco liso. Folhas longipecioladas. Fruto em cápsula triocular. A
semente é uma amêndoa assaz oleaginosa.
Uso: O óleo do fruto é usado para cicatrizar ferimentos causados por golpes.
Parte usada: Óleo do fruto.

Pipi (Petiveria alliacea)


Família: Fitolacáceas.
Descrição: Subarbusto de até um metro e meio de altura.
Uso: Diurética, emenagoga, estimulante, sudorífica.
Parte usada: raiz, seca e reduzida a pó.
Pita (Agave americana)
Família: Bromeliáceas.
Descrição: É um arbusto muito comum.
Uso: Depurativa e estomacal.
Parte usada: Toda a planta.

Poejo (Mentha pulegium)


Família: Labiadas.
Descrição: Planta rasteira. Folhas pequena e ovais. Flores roxos-claras, muito
aromáticas.
Uso: Eficaz contra arrotos causados por feitiços e contra debilidade geral.
Parte usada: Toda a planta.

Prímula (primula officinalis)


Família: Primuláceas.
Descrição: Planta vivaz. Rizoma curto. Do cimo do rizoma partem as folhas, que são
ovais. Flores sobre o longo pedúnculo radical, em cimeiras.
Uso: Depurativa, calmante.
Parte usada: Toda a planta.

Q
Quebra-pedra (Phillanthus miruri)
Família: Euforbiáceas.
Descrição: Erva anual. Haste ereta, fina, ramosa. Folhas ovais, alternas, pequenas,
simulando os folíolos de uma folha imparipenada. Flores amarelo-esverdeadas, dióicas.
Fruto triocular, com duas sementes.
Uso: Diurética, fortificante, aperiente.
Parte usada: Toda a planta.

S
Sabugueiro (Sambucos nigra)
Família: Caprifoláceas.
Descrição: Pequena árvore. Folhas opostas. Flores miúdas, brancas e muito
aromáticas. O fruto é uma baga globulosas, preta, luzente e lisa (espremida dá um
suco da cor do sangue).
Uso: As flores são eméticas. Também é eficaz contra gripes e resfriados, queimaduras,
furúnculos e verrugas.
Parte usada: Toda a planta.

Saião (Kalanchoe brasiliensis)


Família: Crassuláceas.
Descrição: Subarbusto. Ramos cilíndricos, empubescidos, herbáceas. Folhas ovais,
lanceoladas no meio do caule, redondas na parte inferior, serrilhadas na extremidade
dos ramos. Flores róseas.
Uso: Emprega-se contra aftas, calos, frieiras e picadas de insetos. Também é eficaz
contra queimaduras e verrugas.
Parte usada: Folhas.
Salsa-parrilha (Smilax medica)
Família: Liliáceas.
Descrição: Planta sarmentosa.
Uso: Depurativa, diurética, sudorífica.
Parte usada: Raiz, por decocção.

Sassafrás (Sassafras officinalis)


Família: Não se sabe ao certo (planta mutante)
Descrição: não tem uma aparência padrão (muda de forma)
Uso: É difícil usá-la, pois adota as propriedades da planta em que está assemelhada.
Parte usada: Depende da aparência.

Sempre-viva (Sempervivum tectorum)


Família: Crassuláceas.
Descrição: Folhas achatadas, carnudas, oval-alongadas; as caulinares são esparsas.
Flores róseas.
Uso: Adstringente. Também faz desaparecer calos e verrugas.
Parte usada: Folhas.

Sumaré (Cytropodium punctatum)


Família: Orquidáceas.
Descrição: É uma espécie de orquídea.
Uso: É muito eficaz contra furúnculos gigantes.
Parte usada: Toda a planta.

T
Tamarindo (Tamarindus indicis)
Família: Leguminosas.
Descrição: Árvore elevada. Ramos assaz estendidos. Folhas alternas. Flores grandes e
amarelo-esverdeadas. O fruto é uma vagem espessa.
Uso: O chá do fruto é um refrescante. Calmante nas enfermidades inflamatórias e
febris.
Parte usada: A polpa do fruto, por decocção e as folhas.

Tatuaba (Erytroxilum catuaba)


Família: Bignoniáceas.
Descrição: Árvore frondosa. Raízes grossas e adventícias. Caule constituído por uma
madeira vermelha. Folhas compostas, alternas e dotadas de pecíolo lenhoso. O fruto
acha-se no interior de uma cápsula oval, alongada. Flores amarelas e minúsculas.
Uso: Tônica e calmante.
Parte usada: Casca, por decocção. As flores são venenosas (provocam sonolência)

Tento (Abrus precatorius)


Família: Leguminosas.
Descrição: É uma planta trepadeira. Flores róseo-pálidas.
Uso: As sementes são altamente tóxicas.
Parte usada: Sementes.

Timbó (Paullinia pinnata)


Família: Sapindáceas.
Descrição: Cipó de haste flexível e pegajosa, com galhos finos e levemente
empubescidos. Folhas pinadas, com folíolos ovais. Pecíolo alado. Florzinhas brancas,
em espigas, axilares. O fruto é uma cápsula piriforme, algo anguloso.
Uso: É uma planta venenosa.
Parte usada: Visgo, em forma de óleo ou loção, chá ou suco.

Timbó-de-raiz (Piscidia erythrina)


Família: Leguminosas.
Descrição: Árvore mediana. Ramos dispostos sem ordem. Folhas alternas. Flores
vermelhas, em cachos. O fruto é uma vagem oblonga. Sementes alongadas e lisas.
Uso: Analgésica.
Parte usada: Suco da casca ou da raiz, em compressas.

Tinhorão (Arum maculatum)


Família: Aroídeas.
Descrição: Planta herbácea, de folhas longamente pecioladas, sagitado-codiformes,
face superior manchada, face inferior de cor esbranquiçada. A flor é constituída por um
estojo foliáceo. O bulbo é amarelado.
Uso: É um poderoso veneno.
Parte usada: Raiz e folhas, externamente.

Três-folhas-vermelhas (Evodia febrifuga)


Família: Rutáceas.
Descrição: Árvore grande. Ramos angulosos e pubescentes. Folhas opostas ou quase
opostas, pecioladas, glabras, compostas de três folíolos.
Uso: Febrífugas.
Parte usada: Casca, por infusão.

Trevo-cheiroso (Melilotus officinalis)


Família: Leguminosas.
Descrição: Formosa planta bianual. Folhas pecioladas. Flores amarelas.
Uso: É muito eficaz contra a conjuntivite, anti-séptica e expectorante.
Parte usada:

U
Ubirarema (Seguiera alliacea)
Família: Fitoláceas.
Descrição: Arbusto de folhas elípticas e lustrosas. Enormes sapopemas. Flores em
cachos. Fruto oblongo, contendo um caroço no interior. Toda planta cheira a alho.
Uso: O decocto da folha é vermífugo.
Parte usada: Folhas.

Urucu (Bixa orellana)


Família: Bixáceas.
Descrição: Arbusto que cresce até cinco metros. Tronco reto, dividido em ramos que
formam uma copa. Folhas alternas e pecioladas. Fruto de cápsula coberto de espinhos.
Sementes vermelhas que servem como corante (colorau).
Uso: Expectorante, emoliente e serve como antídoto para alguns venenos.
Parte usada: Sementes, por infusão.

V
Vassoura (Sida carpinifolia)
Família: Malváceas.
Descrição: Arbusto pequeno. Folhas alternas. Flores amarelas. Sementes com duas
pontas agudas.
Uso: Emoliente.
Parte usada: Folhas.

Vassourinha (Scoparia dulcis)


Família: Escrofulariáceas.
Descrição: Planta herbácea. Folhas alongadas. Flores brancas e pequenas. Fruto
globuloso.
Uso: Planta béquica, emoliente e expectorante
Parte usada:

Vassourinha-do-campo (Sida rhombifolia)


Família: Sapindáceas.
Descrição: Arbusto de tamanho mediano. Ramos avermelhados. Folhas miúdas.
Inflorescência em cachos.
Uso: Expectorante e calmante.
Parte usada: Folhas, por infusão.

Velame (Croton fulvum)


Família: Euforbiáceas.
Descrição: Ávore pequena. Folhas alternas. Flores brancas. O fruto é uma cápsula
triocular.
Uso: Depurativa (muito forte).
Parte usada: Folhas e raiz.

Violeta (Viola adorata)


Família: Violáceas.
Descrição: Não é necessário descrevê-la.
Uso: Expectorante, emoliente e diaforética.
Parte usada: Flores e folhas por infusão.

Interesses relacionados