Você está na página 1de 6

Um Pequeno Resumo

dos Animais Mágicos

ACROMÂNTULA
A acromântula é uma aranha monstruosa de oito olhos e dotada de
fala humana. É originária da mata de Bornéu. Sua característica
incluem pêlos negros e grossos que lhe cobrem o corpo; as pernas
têm uma envergadura pode chegar até quatros metros e meio; as
pinças produzem um estalido distinto quando ela se excita ou se
irrita; e, finalmente, produz uma secreção venenosa e tece teias
abobadas no solo. Ela é carnívora e prefere presas de grande porte. A
fêmea é maior que o macho e pode pôr até cem ovos de cada vez,
que são macios e brancos do tamanho de uma bola inflável de
piscina. Os filhotes nascem depois de seis a oito meses depois da
postura. Acredita-se que este animal foi desenvolvido por bruxos,
possivelmente com a finalidade de guardar suas casas ou tesouros.
Apesar de ser inteligente, a acrômantula, não é treinável e oferece
extremo perigo a bruxos e trouxas.

AMASSO
O amasso foi originalmente criado na Grã-Bretanha, embora seja
atualmente exportado para todo o mundo. Um pequeno felinóide com
o pêlo pintado ou malhado, grandes orelhas e o rabo igual ao do leão,
o amasso é inteligente, independente e, por vezes, agressivo, embora
quando se afeiçoa a um bruxo ou bruxa ele se torne um excelente
bichinho de estimação. O amasso tem uma capacidade excepcional
de detectar pessoas suspeitas ou indesejáveis, e seu dono pode
confiar que o animal o levará am salvo até em casa se ele se perder.
O amasso tem até oito filhotes em uma ninhada e pode cruzar com
gatos. É preciso tirar licença para se ter um animal desses, porque
eles têm uma apararência diferente para atrair o interesse dos
trouxas.

BASILISCO
O Basilisco também é conhecido como o Rei das Serpentes. O
primeiro que se tem notícia foi criado por Herpo, O Sujo, um bruxo
das trevas de nacionalidade grega e ofidioglota, que descobriu, após
inúmeras experiências, que um ovo de galinha chocado por um sapo
produzia uma cobra gigantesca dotada de poderes
extraordinariamente perigosos. A cobra verde-vivo, pode alcançar
quinze metros de comprimento. O macho tem uma pluma vermelha
na cabeça. Suas presas são venenosas, mas seu órgão de ataque
principal sãos os grandes olhos amarelos, capazes de matar a pessoa
que os encara. Se a fonte de alimento é suficiente, ele pode atingir
uma idade avançada, acredita-se que o basilisco de Herpo o sujo
viveu aproximadamente, novecentos anos. A criação do basilisco é
ilegal e controlada pelo Departamento para Regulamentação e
Controle das Criaturas Mágicas. Os basiliscos são controlados apenas
por ofidioglotas e oferecem perigo tanto aos bruxos, quanto aos
trouxas.

BICHO-PAPÃO
O bicho papão não passa de um transformista. Na verdade ninguém
sabe a sua verdadeira forma, já que ele tem a capacidade de se
transformar na coisa que a pessoa mais próxima a ele, tem medo. O
feitiço para repeli-los é o riddikulus. Basta imaginar a coisa que você
tem mais medo, diferente ou engraçada. Outra coisa que funciona
muito bem é uma boa gargalhada, que acaba de vez com o bicho.

CENTAURO
O centauro tem cabeça, tronco e braços humanos ligados a um corpo
de cavalo cujo colorido varia.São extremamente inteligentes e
dotados de fala humana, a princípio não deveriam estar classificados
como animais, mas a seu próprio pedido foram classificado assim
pelo Ministério da Magia. Eles são originários da Grécia e espalharam-
se por toda a Europa. Geralmente eles têm desconfiança de bruxos e
trouxas e, na realidade, parecem não fazer grande diferença entre os
dois. Eles vivem rebanhos que podem chegar até cinqüenta
membros. São ótimos curandeiros mágicos e adivinhos, além do
manejo do arco e flecha e astronomia. Geralmente eles confiam mais
nos planetas e estrelas, do que nas pessoas.

CÉRBERO
É um enorme cão de três cabeças, originário da Grécia. Dizem que ele
guardava as portas do inferno, não para as pessoas entrarem, mas
para que ninguém conseguisse sair. Aliás, seres humanos eram o seu
prato preferido. O segredo para acalmar a fera era contar uma
melodia sem cessar, assim ele dormia profundamente. Esses cães são
ótimos para guardar casas e tesouras e só são perigosos para aquelas
pessoas desconhecidas.
DIABRETE DA CORNUÁLIA
O diabrete é encontrado principalmente na Cornuália, uma região
inglesa. De cor azul-elétrico, medindo até vinte centímetros de altura
e muito travesso, ele gosta de pregar peças e fazer brincadeiras de
muito mau gosto. São dotados de asas, e sabe-se que pode agarrar
humanos incautos pelas orelhas e levá-los para topo de árvores e
edifícios de grande altitude. O diabrete fala uma algaravia agudo que
só é compreendida pelos seus iguais. Este animal gera seus filhotes.

DRAGÕES
O dragão é provavelmente o animal mágico mais famoso do mundo,
encontrado entre os mais difíceis de esconder. A fêmea em geral é
muito maior que o macho e também mais agressiva, embora ninguém
deva se aproximar de nenhuma dos dois exceto os bruxos com
aptidão e treinamento. O couro, o sangue, o coração, o fígado e o
chifre do dragão tem grandes propriedades mágicas, normalmente
usadas em varinhas e poções. Seus ovos são considerados Artigos
não Comerciáveis Classe A. Existem dez espécies de drgão, embora
saiba-se que ocasionalmente se entrecruzam produzindo híbridos
raros. Os puro-sangue são os seguintes: O Olho-de-Opala, encontrado
na nova Zelândia; o Meteoro Chinês; o Verde-Galês Comum, o Negro
das Ilhas Hébridas, nativo da Grã-Bretanha; o Rabo-Córneo Húngaro e
o Dorso Cristado Norueguês; o Dente de Víbora, encontrado no Peru;
o Chifres-Longos Romeno; o Focinho-Curto Sueco e o Barriga-de-Ferro
Ucraniano.

ELFOS
Os elfos, normalmente são usados como escravos nas casas de
bruxos, para fazerem trabalhos domésticos. Eles só são libertados, se
receberem uma peça de roupa de presente dos seus amos. Nas
lendas trouxas escandinavas, os elfos são ligados a elementos da
natureza, viviam nas florestas e gostavam de confundir as pessoas.
No entanto no mundo bruxo eles são tratados pela maioria dos
bruxos, com crueldade ou indiferença e sua marca de escravidão se
dá através de suas roupas surradas.

ESFINGE
A esfinge egipcia tem a cabeça humana e corpo de leão. Há mais de
mil anos ela é usada pelos bruxos e bruxas para guardar tesouros e
seus esconderijos secretos. Inteligentíssima, esse animal tem prazer
em inventar charadas e quebra-cabeças. Em geral, a esfinge só se
torna perigosa quando aquilo que está guardado é ameaçado.

FADA MORDENTE
A fada mordente, tem uma forma humana minúscula, mas é coberta
de pêlos espessos e dotada de dois pares de pernas e braços. As asas
da fada mordente são grossas, curvas e brilhantes, muito
semelhantes às asas de um besouro. São encontradas por todo norte
da Europa e América, preferindo climas frios. Põem até quinhentos
ovos de cada vez e os enterram. Os filhotes nascem entre duas e três
semanas depois. Elas possuem fileiras duplas de dentes afiados e
venenosos, quando mordida, uma pessoa deve tomar um antídoto.

FÊNIX
A fênix é um pássaro magnífico, de cor vermelha e porte cisne, com
um longo rabo, bico e garras dourados. Faz ninho no cume de
montanhas no Egito, índia e China, e tem uma vida longuíssima
porque é capaz de se regenerar, irrompendo em chamas quando o
seu corpo entra em decadência e ressurgindo das cinzas novamente
jovem. É um pássaro manso, a que não se atribuem mortes, e se
alimenta apenas de ervas. Ela também é capaz de aparecer e
desaparecer quando quer. Seu canto é mágico: acredita-se que
aumente a coragem dos puros de coração e aterrorize os impuros se
coração. Suas lágrimas possuem poderosas propriedades de cura,
podem carregar coisas muito pesadas e são ótimos animais de
estimação.

GNOMO
O gnomo é um praga comum em jardins, e é encontrado por toda a
Europa e América do Norte. Ele pode atingir trinta centímetros de
altura, tem uma cabeça desproporcionalmente grande e dura e pés
assudos. Para expulsá-lo do jardim é preciso girar o animal no alto até
deixá-lo tonto e arremessá-lo por cima do muro. Como alternativa
pode-se usar um furanzão, embora hoje em dia muitos bruxos achem
esse método de controle de gnomos demasiado brutal. No entanto
dias depois da desgonização, os gnomos voltam paro o jardim de casa
dos bruxos.

GRINDYLOW
O Demônio aquático de chifres e pele verde-clara, o grindylow é
encontrado em lagos da Grã-Bretanha e Irlanda. Alimenta-se de
pequenos peixes e é igualmente agressivo com bruxos e trouxas,
embora se saiba que os sereianos são capazes de domesticá-los. O
grindylow tem dedos muito longos que embora possuam grande força
são facilmente quebráveis.

HIPOGRIFO
O hipogrifo é nativo da Europa, embora seja atualmente encontrado
no mundo inteiro. Tem a cabeça de uma enorme águia e o corpo de
cavalo. Pode ser domesticado, embora isso só deva ser tentado por
bruxos experientes. Deve-se manter contato visual ao se avizinhar
um hipogrifo, pois eles não confiam em pessoas que piscam com
muita freqüência. Fazer uma reverência demonstra boas intenções.
Se o hipogrifo retribuir a reverência, será seguro se aproximar. Ele
escava o chão à procura de insetos, mas come igualmente aves e
pequenos mamíferos. Em época de acasalamento, esse animal
constrói um ninho no chão e ali deposita um único ovo, grande e
frágil, que choca em vinte quatro horas. o filhote de hipogrifo estará
pronto para voar um semana depois, embora ainda vá levar meses
para acompanhar seus pais em viagens mais longas.
LEPRECHAUN
Também conhecido como "Duende Irlandês", é muito inteligentes e
travesso. Encontrável somente na Irlanda, atinge até um metro e
meio de altura e sua cor é verde. Sabe-se que é capaz de criar roupas
rústicas com folhas. É a única das "pequenas criaturas" dotadas de
fala. O leprechaun gera seus filhotes e habita principalmente as
matas e áreas silvestres. Ele gosta de atrair atenção dos trouxas e,
em conseqüência, aparece com tanta freqüência. O duende produz
uma substância que parece ouro mas desaparece após algumas horas
para o seu grande divertimento. Sua alimentação é baseada em
folhas, e apesar de suas travessuras nunca prejudicou nenhum
humano de modo permanente.

LOBISOMENS
O lobisomem é encontrado no mundo inteiro, embora se acredite que
tenha se originado no norte europeu europeu. Os humanos somente
se transformam em lobisomens quando são mordidos. Não se
conhece nenhuma cura para esse mal, embora o recente avanço no
preparo de poções tenha, em certa medida, aliviando os sintomas
mais graves. Uma vez por mês, durante a lua cheia, o bruxo ou trouxa
afetado, que em outros períodos é normal, se transforma em uma
fera assassina. O lobisomem dá preferência a presas humanas.

PUFOSO
O pufoso é encontrado no mundo inteiro. De forma esférica, coberto
por pêlos macios cor de caramelo, é uma criatura dócil que não se
importa de ser afagado ou atirado para todo lado. É fácil de cuidar e
emite um zumbido surdo quando está satisfeito. A intervalos, ele
estica para fora uma língua, fina e rosada que serpenteia pela casa
em busca de comida. O pufoso como qualquer coisa desde sobras de
comida até aranhas, mas revela preferência especial por enfiar a
língua no nariz dos bruxos adormecidos e comer melecas que
encontra. Essa tendência tornou-se muito querido pelas crianças
bruxas há várias gerações, e ele continua sendo um bichinho de
estimação muito popular.

TESTRÁLIOS
Fazem parte de uma raça de cavalos alados têm cara de dragão e
pescoço e corpo esquelético de cavalo. São atraídos pelo cheiro de
sangue e considerados de mau agouro, já que podem ser vistos
somente por quem já viu a morte.

TRASGO
O trasgo é uma criatura temível que atinge mais de três metros e
meio de altura e pesa mais de uma tonelada. Notável por sua força
igualmente prodigiosa e sua pouca inteligência, esse animal é muitas
vezes violento e imprevisível. O animal é originário da Escandinávia,
mas atualmente por ser encontrados na Grã-Bretanha, Irlanda e
outras áreas do norte da Europa. Em gera, ele fala aos grunhidos em
que parecem construir uma linguagem primitiva, embora haja notícia
de que alguns compreendam e até falem algumas palavras humanas
mais simples. Existem três tipos de trasgos: o das florestas, das
montanhas e dos rios. O montanhês é o maior e mais feroz. Careca,
tem a pele cinza-claro. O florestal tem pele verde-clara e uma
cabeleira rala, fina e verde ou castanha. O trasgo fluvial tem pele roxa
e é, com freqüência, encontrado sob as pontes. Em geral, os trasgos
alimentam-se de carne crua, que podem ser animais ou humanos.

TRONQUILHOS
O tronquilho é uma criatura que guarda árvores, encontrável
principalmente no oeste da Inglaterra, sul da Alemanha e certas
florestas da Escandinávia. é dificilmente de localizar por ser pequeno,
com o máximo vinte centímetros de altura e aparentemente formado
por tronco e gravetos com dois olhinhos castanhos. Ele se alimenta
de insetos, é uma criatura pacífica e extremamente tímida, mas se a
árvore em que ele vive é ameaçada, há quem diga que ele salta sobre
o lenhador e fura seus olhos com os dedos longos e afiados. Oferecer
bichos-de-conta aos tronquilhos os acalma por tempo suficiente para
retirar necessária para a fabricação de uma varinha.

UNICÓRNIO
O unicórnio é um belíssimo animal encontrado nas florestas do norte
europeu. Quando adulto é um cavalo branco-puro, dotado de um
chifre, embora seus potrinhos nasçam dourados e se ornem
prateados antes de atingir a maturidade. O chifre, o sangue e o pêlo
do unicórnio têm propriedades excepcionalmente mágicas. Em geral
ele evita contato com os humanos, deixa mais facilmente uma bruxa
do que um bruxo se aproximar dele e tem patas tão ágeis que torna
difícil sua captura.