Você está na página 1de 17

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA DISCIPLINA LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO

Tutorial sobre Lógica de Programação com o LabVIEW

Número 1

ANDRÉA ZOTOVICI CARLOS EDUARDO DANTAS DE MENEZES

SÃO PAULO

2010

Tutorial sobre Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1

2

Objetivos

Este material foi escrito com o objetivo de orientar o uso da ferramenta LabVIEW no processo de aprendizagem de lógica de programação.

Num primeiro momento, o aluno aprenderá a modelar sequencias de comandos, usando entradas e saídas de dados, bem como as funções pré-definidas no LabVIEW.

Em seguida, modelará tanto estruturas de decisão quanto de repetição; por fim, o aluno será apresentado a vetores ou arrays de uma dimensão.

Em todas as situações examinaremos a correspondência da representação em fluxogramas com a representação gráfica do LabVIEW.

Orientações práticas

Este material fará referências a exercícios presentes no livro eletrônico “Curso Básico de Lógica de Programação”, de Paulo Sérgio de Moraes (Unicamp - Centro de Computação – DSC). Este pode ser baixado pela internet e também está disponível num CD distribuído pelos professores da disciplina LOGPROG; é, portanto, importante a impressão tanto do livro eletrônico quanto deste material para o acompanhamento das aulas de laboratório.

Construindo nosso primeiro algoritmo

Nosso primeiro desafio é entender a representação de algoritmos na forma de fluxogramas. Leia o capítulo 3 do livro eletrônico “Curso Básico de Lógica de Programação”. A seguinte tabela resume a simbologia básica (página 12):

Símbolo

Função

resume a simbologia básica (página 12): Símbolo Função TERMINAL Indica o INÍCIO ou FIM de um

TERMINAL

Indica o INÍCIO ou FIM de um processamento Exemplo: Início do algoritmo

Tutorial sobre Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1

3

 

Símbolo

Função

     

Processamento em geral Exemplo: Cálculo de dois números

PROCESSAMENTO

Indica entrada de dados através do Teclado Exemplo: Digite a nota da prova 1

Indica entrada de dados através do Teclado Exemplo: Digite a nota da prova 1

ENTRADA DE DADO MANUAL

 
Mostra informações ou resultados Exemplo: Mostre o resultado do cálculo

Mostra informações ou resultados Exemplo: Mostre o resultado do cálculo

EXIBIR

Agora construiremos nosso primeiro algoritmo, que acha a soma de dois números:

nosso primeiro algoritmo, que acha a soma de dois números: Figura 1 Primeiro fluxograma Autores: Andréa

Figura 1 Primeiro fluxograma

Tutorial sobre Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1

4

Para resolver esta expressão, precisamos de:

a) Componentes para interação com o usuário

Selecione, na janela de diálogo Controls - opção Modern (Figura 2), o botão Numeric.

Controls - opção Modern (Figura 2), o botão Numeric . Figura 2 Janela de Diálogo Controls

Figura 2 Janela de Diálogo Controls

A janela de diálogo será atualizada, ficando com a aparência ilustrada pela Figura 3.

Tutorial sobre Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1

5

controles numéricos indicadores numéricos (saídas de dados) (entradas de dados)
controles numéricos
indicadores numéricos
(saídas de dados)
(entradas de dados)

Figura 3 Janela de Controles Numéricos

Para construir a interface do usuário, selecione dois controles numéricos, um para cada operando (X e Y); e um indicador numérico, para o resultado. Selecione um componente, clique no controle numérico e posicione o mouse sobre a janela Front Panel. Sobre a janela Front Panel, é exibido o contorno do componente, como ilustra a Figura 4, para que tenhamos noção da sua posição. Logo que a posição do componente for selecionada, basta clicar o botão esquerdo do mouse.

Contorno do controle numérico
Contorno
do
controle numérico

Figura 4 Posicionando componente

Tutorial sobre Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1

6

Ao posicionarmos os controles na janela Front Panel, a legenda do campo fica com o fundo preto, o que indica que pode ser alterada. Assim, altere a legenda de cada controle e indicador para o mesmo texto da Figura 5.

de cada controle e indicador para o mesmo texto da Figura 5. Figura 5 Interface do

Figura 5 Interface do usuário completa

DICA: Para deixar as duas janelas – painel frontal e diagrama de blocos – lado-a-lado, o que facilita o trabalho, tecle <CTRL>+ t.

b) Função de Programação Numérica

Para incluir a função soma, posicione o ponteiro do mouse na janela Block Diagram e clique o botão direito do mouse. Isso abrirá a janela de diálogo Functions, ilustrada pela Figura 6.

a janela de diálogo Functions , ilustrada pela Figura 6. Figura 6 Janela de Funções Autores:

Figura 6 Janela de Funções

Tutorial sobre Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1

7

Na opção Programming, selecione o botão Numeric. Na janela de funções numéricas, selecione a função soma (add), como ilustra a Figura 7.

selecione a função soma (add), como ilustra a Figura 7. Figura 7 Funções numéricas • Posicione

Figura 7 Funções numéricas

Posicione a função entre os controles (entradas) e o indicador (saída), como ilustra a Figura

8.

(entradas) e o indicador (saída), como ilustra a Figura 8. Figura 8 Inclusão da função numérica

Figura 8 Inclusão da função numérica no diagrama de blocos

Quando se posiciona o mouse sobre o símbolo da função soma (Figura 9), à direita são mostrados pontos vermelhos para ligar aos controles que fornecem os valores x e y, respectivamente, à função. À esquerda é mostrado o ponto vermelho do resultado, que deve ser ligado ao indicador de resultado. Ligue o primeiro número que será digitado à entrada X, o segundo à entrada Y e o resultado ao indicador.

Tutorial sobre Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1

8

Resultado de Resultado para o indicador X+Y Entrada um valor X de Entrada um valor
Resultado
de
Resultado para o
indicador
X+Y
Entrada
um valor X
de
Entrada
um valor Y
de

Figura 9 Ligação de um controle (Entrada X) com função de soma

DICA: Se for realizada alguma associação inválida, como por exemplo, ligar um resultado a uma entrada, essa associação é indicada como na Figura 10. Para remover as associações inválidas, pressione as teclas <CTRL>+ b.

Associação inválida
Associação
inválida

Figura 10 Associação inválida

Após ligar os controles às entradas do somador e a sua saída ao indicador, seu primeiro algoritmo está pronto. Ele pode ser executado de duas formas:

Tutorial sobre Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1

9

a . Forma: Informe 1 , na janela Front Panel, o primeiro e o segundo número e, em seguida,

1

Panel , o primeiro e o segundo número e, em seguida, 1 clique em executar ou

clique em executar ou RUN, representado pelo símbolo . O LabView executará o modelo e voltará para o modo de edição.

a . Forma: Clique em executar continuamente ou RUN CONTINUOUSLY, representado

2

executar continuamente ou RUN CONTINUOUSLY , representado 2 pelo símbolo , e altere os valores quantas

pelo símbolo , e altere os valores quantas vezes quiser. Neste modo de execução, quando digitar um valor em algum controle, pressione enter para atualizar o cálculo. Para finalizar clique em abortar ou ABORT EXECUTION, o botão vermelho.

Aborta Executa Pausa Executa Continuamente
Aborta
Executa
Pausa
Executa
Continuamente

Figura 11 Execução de um algoritmo em labVIEW

Agora salve seu exercício (Menu FILE, opção SAVE AS).

Exercícios

1) Resolva os 3 exercícios da página 14 de livro eletrônico “Curso Básico de Lógica de Programação”, contudo, não faça apenas os fluxogramas, mas implemente-os em LabVIEW.

2) Aplique os passos acima para os exercícios seguintes (faça também os fluxogramas):

a) x – y

b) x * y

c) x / y

d) x 2 + y

1 Digite o número ou clique nas setas ao lado do controle (para aumentar ou diminuir o valor).

Tutorial sobre Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1

10

Para resolver este último exercício (2d), como ilustra a Figura 12, adicione:

dois controles, um para X e outro para Y;

função numérica Square, para a potenciação de X;

função numérica Add, para somar o resultado da potenciação com Y;

um indicador para mostrar o resultado.

Função para Função para potenciação soma Controles Indicador
Função
para
Função para
potenciação
soma
Controles
Indicador

Figura 12 Diagrama de blocos do exercício 1.5

e) x + y 2

Figura 12 Diagrama de blocos do exercício 1.5 e) x + y 2 f) x mod

f) x mod y (Usar a função numérica Quotient & Remainder: ). Pergunta: o que faz esta operação chamada mod (também conhecida como módulo ou resto da divisão inteira)?

3) Criar fluxogramas e algoritmos em labVIEW para os problemas:

a) Considere que o valor dos dois menores lados (a, b) de um triângulo retângulo são conhecidos e

deseja-se calcular o maior lado (c), a hipotenusa.

Tutorial sobre Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1

11

b) Calcular o valor da coordenada X, no plano de eixos cartesianos, de um ponto (P), a partir da sua

distância (d) até a origem do sistema de coordenadas e do ângulo da reta OP em relação ao eixo X,

como mostra a Figura 13.

da reta OP em relação ao eixo X, como mostra a Figura 13. Figura 13 Cálculo

Figura 13 Cálculo da coordenada x para o ponto P

DICA: Para utilizar funções trigonométricas, selecione Functions Mathematics Elementary & Special Functions Trigonometric. Na função cos(x), x deve estar em radianos, portanto multiplique o ângulo em graus que for digitado pela constante 0,0174. Tente explicar de onde veio esta constante.

c) Conversão de quilômetro(km) para milha terrestre(mi). Uma milha equivale a 1609m, ou seja,

1,609 km.

d) Conversão de pé (ft) para metro (m), sendo que 1 ft = 0,3048 m

e) Conversão de polegada (in) para metro (m), sendo que 1 in = 0,0254 m

f) Calcule o rendimento de uma aplicação financeira, a partir da entrada do valor da aplicação e do

seu rendimento (em %).

g) Calcule a conversão de ângulos em graus para radianos (use a regra de três abaixo):

180º

180º

Ângulo em graus

Ângulo em graus Ângulo em Radianos

Ângulo em Radianos

Tutorial sobre Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1

12

4) Resolver os exercícios a seguir, usando tipos variados de componentes para entrada e saída. Preste atenção no tipo de dado que cada componente utiliza, conforme os comentários abaixo:

Na Figura 14, podemos observar alguns tipos de dados:

-Número real (DBL), por exemplo, 2.35487, 3.14159, etc.

-Valor booleano (TF – True or False), por exemplo, verdadeiro ou falso.

-Cadeia de caracteres (abc), por exemplo, “LOGPROG”, “PALMEIRAS”, etc.

-Número inteiro (I32 – 32 bits de capacidade), por exemplo, 7, -15, 472, etc.

– 32 bits de capacidade), por exemplo, 7, -15, 472, etc. Figura 14: Componentes e o

Figura 14: Componentes e o tipo de dado correspondente

a) Faça um VI que possua um Vertical Toggle Switch e um LED. O Vertical Toggle representa uma chave que liga e desliga um LED. Quando o estiver para baixo, a luz do LED estará apagada; e quando o estiver para cima, a luz do LED estará acesa:

Para resolver este exercício:

Tutorial sobre Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1

13

Selecione Controls Boolean Vertical Toggl

para o interruptor, e Round LED.

– Vertical Toggl para o interruptor, e Round LED . Figura 15: Componentes para Interface do

Figura 15: Componentes para Interface do Usuário com Tipo Booleano

Posicione os componentes no Painel Frontal. Una a saída do Vertical Toggle com a entrada do Round LED. E em seguida execute. Mude a posição da chave para ver o LED ligar e desligar.

b) Conversão de temperatura em graus Celsius (C) para Kelvin (K). Dica: K = C + 273,15

Para resolver este exercício:

Selecione na janela de diálogo Controls, as opções Classic-Classic Numeric, os componentes Numeric Control e Thermometer (Figura 16). Numeric Control é um controle, isto é, possibilita a entrada de dados. Thermometer é um indicador, isto é, possibilita a saída de dados. Adicione um componente Numeric Control com a constante 273,15. Para definir um Numeric Control como constante, selecione o componente na janela Diagrama de Blocos, clique o botão direito do mouse, selecione a opção Change Constant e digite 273,15, como é ilustrado na Figura 17.

Tutorial sobre Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1

14

Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1 14 Figura 16: Controle numérico e indicador

Figura 16: Controle numérico e indicador tipo termômetro

Figura 16: Controle numérico e indicador tipo termômetro Figura 17: Alterando um controle para constante •

Figura 17: Alterando um controle para constante

Selecione, na janela de Funções, as opções Mathematics Numeric Add (Figura 18).

Tutorial sobre Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1

15

Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1 15 Figura 18: Operação de adição •

Figura 18: Operação de adição

Posicione na janela de Diagrama de Blocos e ligue à função os controles de entrada e o indicador de saída, como ilustra a Figura 19.

entrada e o indicador de saída, como ilustra a Figura 19. Figura 19: Diagrama de Blocos

Figura 19: Diagrama de Blocos do algoritmo para converter graus Celsius em Kelvin

c) Conversão de temperatura em Fahrenheit (F) para Celsius (C). Dica: C = (F – 32)/1,8

d) Conversão de temperatura em Kelvin (K) para Celsius ( C). Dica: C = K – 273,15

e) Conversão de temperatura em Celsius ( C) para Fahrenheit (F). Dica: F = C x 1,8 +32

Tutorial sobre Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1

16

5) Ao resolver o exercício a seguir, repare como é implementado facilmente no LabView. O LabView pode tratar facilmente estruturas de dados mais complexas, como amostras de voz; o microfone captura o som e o LabVIEW digitaliza-o. O alto-falante reproduz o sinal e o Waveform Chart funciona como um osciloscópio, mostrando a forma de onda do sinal amostrado.

a) Componente da interface do usuário: Classic Classic Graph WaveformChart.

b) Funções:

Entrada: Programming Graphics & Sound Sound Input - Aquire

Saída: Programming Graphics & Sound Sound Output Play Waveform

& Sound – Sound – Output – Play Waveform Figura 20: Captura de Voz Detalhe: Um

Figura 20: Captura de Voz

Detalhe: Um microfone e fone de ouvido/caixa de som poderá ser providenciado pelo professor, visto que estes acessórios não ficam normalmente à disposição de todos.

6) Resolva cada item do exercício 2 utilizando o bloco Expression Node. Esta representa uma maneira alternativa de resolver alguns exercícios, utilizando um bloco para escrever uma expressão completa. A Figura 21 ilustra um exercício com o bloco Expression Node (nó para expressões), o qual permite usarmos funções matemáticas nos processamentos realizados.

Tutorial sobre Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1

17

Lógica de Programação com o LabVIEW – Número 1 17 Figura 21: Expressões Autores: Andréa Zotovici

Figura 21: Expressões