Você está na página 1de 4

RESGATANDO VALORES DO JOVEM CRISTÃO

ASSEMBLEIA DE DEUS/SETOR 20 JARDIM ESPERANÇA I

Em 04/12/2011

INTRODUÇÃO

Resgatar preservando valores éticos, morais, comportamentais e bíblicos é, sem duvida, o maior de todos os desafios do jovem cristão na atualidade.

À sua volta tudo conspira contra essa intenção de alma e coração. É preciso uma profunda reflexão pessoal quanto aos propósitos pessoais e em como torná-los realidade prática no decorrer do cotidiano diário.

Resgatar: Recuperar algo cedido a outrem mediante pagamento do preço, resgatar um objeto (Aurélio); Obter à custa de algum sacrifício, Recuperar, remir do cativeiro, pagando certa quantia ou dando presentes (Michaelis).

As definições em dicionários para resgatar ressaltam sempre o ato, a ação de reaver algo precioso com sacrifício, mediante pagamento.

O CORAÇÃO

Sobre tudo o que e deve guardar, guarda o teu coração, pois dele procedem as saídas da vida (Pv 4.23). Salomão previa que mesmo

tendo a certeza da proteção divina, deveríamos guardar o nosso coração na certeza de que se os nossos desejos estivessem de acordo com a vontade diretiva de Deus, permaneceremos no caminho do Senhor.

Como fazemos isso, como guardamos o coração? Na página do Webservos encontrei uma proposta interessante: Guardar o coração é

cuidar em protegê-lo, não expô-lo aos impetuosos embates da vida mundana sendo firmes na esperança, seguindo para o alvo que conduz a salvação (Fp 3.14).

João, o apóstolo, em sua primeira carta: Eu vos escrevi, jovens,

porque sois fortes, e a palavra de DEUS permanece em vós, e já vencestes o Maligno (1 Jo 2.14).

É necessário, portanto, primeiramente, estabelecer como alvo o que almejamos resgatar definindo/identificando: princípios, valores etc.

Referência: Relação de duas coisas entre si; indicação da fonte onde podem ser colhidas informações; ato de referir alguma coisa a uma autoridade.

Princípios: Fonte primária ou básica; aquilo do qual alguma coisa procede na ordem do conhecimento ou da existência; doutrinas fundamentais ou opiniões predominantes.

Valor: O preço atribuído a uma coisa; apreciação feita pelo indivíduo da importância de um bem.

A MATRIZ GERADORA

De acordo com a Bíblia Sagrada a depravação humana está no coração. O pecado é um principio, e como tal, ele tem o seu lugar no centro da vida interior, a respeito do qual falou Paulo (Rm 7.15-25).

O coração é o centro da vida física e ocupa o lugar mais importante no sistema humano. Por transição fácil, a palavra carne representa toda a atividade mental e moral do homem, tanto os elementos racionais e emocionais. Usando outras palavras, o coração é usado figurativamente para aludir as fontes ocultas da vida pessoal.

Então, costumes, práticas, vontades e sentimentos têm sua matriz geradora no coração, que, como visto acima, é a fonte de todos os sentimentos humanos quer sejam bons ou maus. O coração é usado figurativamente para aludir às fontes ocultas da vida pessoal.

IMPORTANTE: Olhos e ouvidos são as principais portas da mente e coração. O que controlar sua mente dominará sua vida! (Rm 12.1,2)

COSTUMES

Regras, práticas ou usos antigos observados, admitidos e respeitados por um povo, uma cultura. Os costumes não são atemporais, não são independentes do tempo, antes são afetados por ele. Em cada geração assumem configurações próprias do seu tempo e época.

Práticas intraculturais adotadas pelo povo cristão devem subordinar- se, independente de tempo e geração, aos princípios fundamentais da Palavra de DEUS. Esse é o principio essencial do comportamento da comunidade eclesial, onde a juventude também está inserida.

Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm; todas são lícitas, mas nem todas edificam (1 Cor 10.23). Esses princípios evangélicos

são inegociáveis.

O JOVEM E A IGREJA

Nos anos 50 do século passado embalados pelo Rock and Roll e na década seguinte pelo movimento Hippie novas posturas relacionais e sociais foram adotadas pela juventude ocidental. Isso afetou principalmente as relações com os pais, família e a escola. Princípios da autoridade paternal, do estado, regras morais e comportamentais foram contestadas e até ignoradas.

Essas novas influências foram, guardadas as proporções, sentidas na igreja da época e nos anos seguintes e ainda hoje, mais de cinqüenta anos depois, refletem nos comportamentos.

Quanto a você, rapaz ou moça ouça atentamente o chamado do ESPÍRITO SANTO ao compromisso de andar com JESUS tomando a cada dia sua cruz (Lc 9.23) renunciando toda e qualquer ingerência de

ordem não bíblica na sua vida. Eu vos escrevi jovens porque sois

fortes (1 Jo 2.14) é o que afirmou o apóstolo João, ele que um dia também foi jovem e dedicou naquele tempo sua vida ao SENHOR.

Entendemos que com mente e coração renovados conforme Rm 12.1,2 você poderá com fé, firmeza e autoridade da Palavra de DEUS fazer as escolhas que são conforme a vontade DAQUELE que nos

chamou das trevas para sua maravilhosa luz e no SEU livro tudo

antecipadamente escreveu (Sl 139.14-16).

Como pais de filhos jovens e como jovens que também já fomos conhecemos as expectativas do seu coração. Por isso afirmamos no SENHOR, com absoluta certeza, que você, assim como milhões de outros jovens em todo mundo, será vitorioso se com propósito de coração N’ELE fielmente permanecer (1 Jo 2.14).

Soli Deo gloria!

Pr. Robespierre & Ederylda Machado - pesquisa, edição e palestra

E-Mail: robespierremachado@gmail.com / Tel.: (71) 8110-6473

Interesses relacionados