Você está na página 1de 7

Objetivo:

- Habilitar a manusear as vidraria volumétricas utilizadas nas titulações ácidos – bases


- Verificar a estequiometria das reações

Introdução:
1 - Definição

É o cálculo que permite relacionar quantidades de reagentes e produtos, que participam de uma reação química
com o auxílio das equações químicas correspondentes.

2- Regras gerais para o cálculo estequiométrico

a) Escrever a equação química do processo.

Exemplo: Combustão do monóxido de carbono

CO + O2 → CO2

b) Acertar os coeficientes estequiométricos da equação da equação química.

Exemplo:

2CO + O2 → 2CO2

Assim você terá proporção das quantidades em mols entre os participantes. Esses coeficientes lhe darão uma
idéia da relação segundo a qual as substâncias se combinam.

Exemplo:

2 mol de CO estão para 1 mol de O2 que está para 2 mol de CO2

2:1:2

c) Montar a proporção baseando-se nos dados e nas perguntas do problema (massa-massa, massa-quantidade
em mols, massa-volume etc.).

d) Utilizar regras de três para chegar à resposta.

3- Relações auxiliares

Massa molar corresponde à → massa molecular em gramas.

1 mol contém → 6.1023 moléculas


1 mol ocupa → 22,4 L nas CNTP de gás

4- Exemplo básico

(Dado: C = 12u; O = 16u)

2 CO(g) + 1 O2(g) → 2 CO2(g)

Proporção: 2 mol : 1 mol : 2 mol

ou

56g de CO : 32g O2 : 88g CO2

ou
.
12.1023 moléculas : 6.1023 moléculas : 12.1023 moléculas

ou
44,8 L de CO : 22,4 L de O2 : 44,8 L de CO2

5- Pureza

É o quociente entre a massa da substância pura e a massa total da amostra. Pode ser expressa em
porcentagem.

P = massa da substância pura / massa da amostra x 100

Exemplo: Qual a massa de CaCO3 presente numa amostra de 200g de calcário cuja pureza é de 80%?

Resolução:

100g de calcário → 80g de CaCO3


200g de calcário → x

x = 160g de CaCO3

6- Rendimento

É o quociente entre a quantidade de produto realmente obtida, e a quantidade teoricamente calculada. Pode ser
expresso em porcentagem.

R = quantidade real / quantidade teórica x 100

Exemplo: Qual a massa de CaCO3 obtida na reação de 2 mol de CaO com 2 mol de CO2, se o rendimento for
60%?

Dados: Massa molar do CaCO3 = 100g / mol

CaO + CO2 → CaCO3

Resolução:

1mol CaO → 1 mol CO2 → 1 mol CaCO3

2 mol CaO → 2 mol CO2 → 2 mol CaCO3

mCaCO3 = 200g

200g CaCO3 → 100% rendimento


x → 60% rendimento

x = 120g de CaCO3

Procedimento Experimental
Aparelhagem e Materiais Quantidade
Erlenmeyer 250 ml 01 und
Pipeta 01 und.
HCl – 0,1 M 01 und.
Fenoftaleina 01 und.
Bureta 01 und
Suporte universal
NaOH 4g
Bequer 37 g
Método (Experimental 01 )

1 – Em um erlenmeyer de 250ml , pipetar 10,0ml de solução de ácido clorídrico 0,10mol/l. Esta solução
adicione 3 a 4 gotas do indicador fenoftaleina .

2 – Adpte uma bureta de 50ml no suporte universal. Para essa operação utilize as garras adequadas.
Complete a bureta com uma solução de NaOH ( 0,20mol/l).

Deixe escoar a solução para que a parte inferior da bureta seja completamente preenchida, recolhendo o
excesso de solução em um béquer. Zere a bureta de forma que a parte inferior do menisco fique na marca
do zero. A bureta está pronta par iniciar uma titulação.

3 – Adicionar lentamente a solução de NaOH sobre a solução de HCl, agitando continuamente o


erlenmeyer. Procure evitar que a solução de NaOH escorra pelas parede do erlenmeyer durante a titulação.

4 – Observe com muita atenção o que ocorre na solução que está sendo titulada e esteja atento a qualquer
variação da cor da mesma .

5 – Quando se aproximar do ponto final da titulação, o que se percebe pela maior persistência da
coloração, diminua a velocidade de adição até aparecimento da cor persistente ( rosa ) . Encerre a adição da
base. Neste momento atingiu-se o ponto de equivalência.

6 – Anote, com maior precisão possível, o volume gasto na bureta, lendo direto na bureta. Para uma melhor
precisão é conveniente que a bureta tenha sido adaptada o mais verficalmente possível.

Cálculo 01
Equação Química : HCl + NaOH → NaCl + H2O ( 1 mol de HCl reage com 1 mol de NaOH )

NHCl = NNaOH ( no ponto estequiométrico)


MHCl X VHCl = MNaOH X VNaOH

0,1mol / lx10ml = 0,1mol / lxVNaOH → V NaOH = 10,0ml


Método (Experimental 02 )
1 – Em um erlenmeyer de 250ml , pipetar 10,0ml de solução de ácido clorídrico 0,5mol/l. Esta solução
adicione 3 a 4 gotas do indicador fenoftaleina .

2 – Adpte uma bureta de 50ml no suporte universal. Para essa operação utilize as garras adequadas.
Complete a bureta com uma solução de NaOH ( 0,20mol/l).

Deixe escoar a solução para que a parte inferior da bureta seja completamente preenchida, recolhendo o
excesso de solução emum béquer. Zere a bureta de forma que a parte inferior do menisco fique na marca
do zero. A bureta está pronta par iniciar uma titulação.

3 – Adicionar lentamente a solução de NaOH sobre a solução de HCl, agitando continuamente o


erlenmeuer. Procure evitar que a solução de NaOH escorra pelas parede do erlenmeyer durante a titulação.

4 – Observe com muita atenção o que ocorre na solução que está sendo titulada e esteja atento a qualquer
variação da cor da mesma .

5 – Quando se aproximar do ponto final da titulação, o que se percebe pela maior persistência da
coloração, diminua a velocidade de adição até aparecimento da cor persistente ( rosa ) . Encerre a adição da
base. Neste momento atingiu-se o ponto de equivalência.

6 – Anote, com maior precisão possível, o volume gasto na bureta, lendo direto na bureta. Para uma melhor
precisão é conveniente que a bureta tenha sido adaptada o mais verficalmente possível.

Cálculo 02
Equação Química : HCl + NaOH → NaCl + H2O ( 1 mol de HCl reage com 1 mol de NaOH )

NHCl = NNaOH ( no ponto estequiométrico)


MHCl X VHCl = MNaOH X VNaOH

0,5mol / lx10ml = 0,1mol / lxVNaOH → V NaOH = 50,0ml


Método (Experimental 03 )
1 – Em um erlenmeyer de 250ml , pipetar 10,0ml de solução de ácido sulfurico 0,2mol/l. Esta solução
adicione 3 a 4 gotas do indicador fenoftaleina .

2 – Adpte uma bureta de 50ml no suporte universal. Para essa operação utilize as garras adequadas.
Complete a bureta com uma solução de NaOH ( 0,20mol/l).

Deixe escoar a solução para que a parte inferior da bureta seja completamente preenchida, recolhendo o
excesso de solução em um béquer. Zere a bureta de forma que a parte inferior do menisco fique na marca
do zero. A bureta está pronta par iniciar uma titulação.

3 – Adicionar lentamente a solução de NaOH sobre a solução de H2SO4, agitando continuamente o


erlenmeuer. Procure evitar que a solução de NaOH escorra pelas parede do erlenmeyer durante a titulação.

4 – Observe com muita atenção o que ocorre na solução que está sendo titulada e esteja atento a qualquer
variação da cor da mesma .

5 – Quando se aproximar do ponto final da titulação, o que se percebe pela maior persistência da
coloração, diminua a velocidade de adição até aparecimento da cor persistente ( rosa ) . Encerre a adição da
base. Neste momento atingiu-se o ponto de equivalência.

6 – Anote, com maior precisão possível, o volume gasto na bureta, lendo direto na bureta. Para uma melhor
precisão é conveniente que a bureta tenha sido adaptada o mais verficalmente possível.

Cálculo 03
Equação Química : H2SO4 + 2NaOH → Na2SO4 + 2H2O ( 1 mol de H2SO4 reage com 2 mol de NaOH)

NH2SO4 = NNaOH ( no ponto estequiométrico)

NNaOH = 2 x H2SO4

NH2SO4 = 0,10 mol x 0,010l = 1x10-3 mols

NNaOH = 2 x10-3 mols

NNaOH = MNaOH x VNaOH

2 x10 −3 mol = 0,1molxVNaOH → VNaOH = 20,0ml ⇒∴VNaOH = 0,020 L


Questionário

1 – Escreva as equações químicas das reações utilizadas.


Exp.01 (HCl + NaOH → NaCl + H2O)

Exp. 02 (HCl + NaOH → NaCl + H2O)

Exp. 03 (H2SO4 + 2NaOH → Na2SO4 + 2H2O)

2 – O que difere na titulação do ácido sulfúrico em relação do HCl ?


R:

3 – Quais as precauções que devem ser tomadas no uso da pipeta e da bureta?


R Nunca pipetar as soluções diretamente dos frascos. Atenção especial para soluções
fortemente ácidas e/ou alcalinas.
Usar sempre uma pipeta para cada reagente a fim de evitar contaminações.
Nunca pipetar solução tóxica ou corrosiva sem a utilização da pêra de borracha,
pipetador ou algodão na extremidade superior da pipeta.

Conclusão

BiBliografia

http://www.e-escola.pt/site/topico.asp?topico=382&ordem=2&canal=3

www.geocities.com/ramos.bruno/academic/naoh_anal.pdf

http://pt.wikipedia.org/wiki/Normalidade
http://www.infoescola.com/quimica/estequiometria/

- RUSSEL, J.B., Química Geral, 2ª edição, Volume 1, São Paulo, Makron Books, 1994.