Você está na página 1de 3

Cursos de Educação e Formação de Adultos ESCOLA SECUNDÁRIA DE JÁCOME RATTON

Nível Secundário – Turmas A1/A2/A3 TOMAR


NÚCLEO GERADOR: EQUIPAMENTOS E SISTEMAS TÉCNICOS (EST)
Domínio de Referência: STC no contexto profissional TEMA: Equipamentos Profissionais

NOME: _________________________________________________________________ N.º: ________

Ficha de Trabalho n.º 2:


Rendimento de máquinas térmicas e eficiência de máquinas frigoríficas
Quando ocorre um processo irreversível, a energia do Universo não se altera; no entanto, parte
desta energia não pode ser utilizada para produzir trabalho útil, existindo degradação de energia.
O Homem, para poder aproveitar as fontes de energia que existem na Natureza, inventou
máquinas.

• Máquinas térmicas

As máquinas térmicas são sistemas que ao receberem energia sob a forma de calor são capazes
de realizar trabalho. Uma máquina térmica é um dispositivo que transfere energia, sob a forma de calor,
de uma fonte com temperatura mais elevada para outra com temperatura mais baixa, convertendo uma
parte em energia útil, sendo a restante transferida para a sua vizinhança.
Uma máquina térmica funciona ciclicamente, ou seja, volta sempre à sua posição inicial. Na
figura 1, está representada, esquematicamente, uma máquina térmica.

Fonte quente
Em que:

Qq – Energia recebida da fonte quente, Qq


sob a forma de calor.

Qf – Energia recebida pela fonte fria, W


Sistem
sob a forma de calor. Figura 1

W – Energia transferida, sob a forma de Qf


trabalho.

Fonte fria

Analisando o esquema anterior, podemos tirar as seguintes conclusões:


• Há transferência de energia da fonte quente para a fonte fria.
• No funcionamento da máquina nem toda a energia recebida da fonte quente é aproveitada
para realizar trabalho.

Por uma questão de convenção de sinais, a energia que se fornece ao sistema é positiva e a
energia que o sistema cede à vizinhança é negativa. Observando o esquema anterior verifica-se que:

W <0 Qq > 0 Qf < 0


___________________________________________________________________________________
Formadores: Aurélio Nunes, Filipe Vintém e José Possante. Página 1 de 3
De acordo com a 2ª Lei da Termodinâmica, conclui-se que é impossível converter
completamente calor em trabalho. O objectivo de uma máquina térmica é converter a maior
quantidade de calor em trabalho útil, diminuindo a quantidade de calor transferido para a vizinhança, pois,
dessa forma, não poderia ser recuperado para a realização de trabalho.
A quantidade de energia que é aproveitada, sob a forma de trabalho por uma máquina, é dada pelo
rendimento da máquina, η - que é o quociente entre a energia que a máquina pode utilizar sob a forma de
trabalho e a energia que recebe da fonte quente, sob a forma de calor.
W
η (%) = × 100
Qq
Como o calor é transferido da fonte quente para a fonte fria, temos:

W = Qq − Q f

• Máquinas frigoríficas

As máquinas frigoríficas recebem trabalho para obter um fluxo de calor de uma fonte fria para
uma fonte quente (figura 2).
Fonte quente
A eficiência da máquina frigorífica é o quociente entre a
Qq
energia retirada à máquina, como calor, da fonte fria (Qf), e a

Qf Sistema W
energia que a máquina recebe como trabalho (W): ε=
W

Qf
A eficiência de uma máquina frigorífica é sempre maior do
que 1. A eficiência normal de uma máquina frigorífica é de 5. Figura 2
Fonte fria

Num frigorífico há um fluxo de calor do interior do frigorífico (fonte


fria) para o exterior a temperatura mais elevada (fonte quente). O calor é
transportado pelo fluido de refrigeração (fréon – difluorodiclorometano -

CCl 2 F2 ), o qual circula (ciclicamente, como líquido ou como vapor) devido ao


trabalho executado pelo motor do frigorífico.
O fréon gasoso é comprimido no compressor, passando ao estado
líquido no condensador (serpentinas colocadas na parte de trás do frigorifico). Neste processo há
libertação de calor para o ambiente. O fréon líquido entra no vaporizador, onde passa de novo ao estado
gasoso à custa da energia térmica que recebe do ar e dos alimentos que se encontram no congelador.

___________________________________________________________________________________
Formadores: Aurélio Nunes, Filipe Vintém e José Possante. Página 2 de 3
QUESTÕES
A) Máquina térmica
1. Represente um esquema de uma máquina térmica, indicando todas as partes que a constituem, bem como os
fluxos de energia que ocorrem durante o seu funcionamento.

2. Quais dos fluxos de energia assumem valores positivos ou negativos, de acordo com a convenção de sinais para
as entradas e saídas num sistema termodinâmico?

3. Uma máquina térmica funciona entre duas fontes a temperaturas diferentes, recebendo da fonte quente 10000 J e
cedendo à fonte fria 7500 J.
3.1. Calcule o trabalho realizado por esta máquina.

3.2. Determine o seu rendimento.

B) Máquina frigorífica
1. Represente um esquema deste tipo de máquina, indicando todas as partes que a constituem, bem como os
fluxos de energia que ocorrem durante o seu funcionamento.

2. Quais dos fluxos de energia assumem valores positivos ou negativos, de acordo com a convenção de sinais para
as entradas e saídas num sistema termodinâmico?

3. Uma máquina frigorífica tem uma eficiência térmica de valor 5. Sabendo que o motor eléctrico lhe fornece 5
kJ de energia, determine:
3.1. A energia recebida da fonte fria.

3.2. A energia cedida à fonte quente.

FIM.
___________________________________________________________________________________
Formadores: Aurélio Nunes, Filipe Vintém e José Possante. Página 3 de 3