Você está na página 1de 17

IRENE MYRELLE CAVALCANTE TORRES

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CURSO DE PEDAGOGIA
UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CURSO DE PEDAGOGIA

CURSO DE PEDAGOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CURSO DE PEDAGOGIA
UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CURSO DE PEDAGOGIA

EDUCAÇÃO ESPECIAL

MACEIÓ 2011
MACEIÓ
2011

DISCRIMINAÇÃO VISUAL

Quebra cabeça de cores:

Este material é feito com madeira, medindo 4cmx9cmx1cm. Cada peça possui duas cores. A pintura é feita com tinta lavável. Facilita a nomeação das cores, a discriminação visual e a correspondência um a um. As peças ampliadas permitam melhor manuseio aos alunos com dificuldade de preensão(faculdade de pegar ou agarrar). O material pode ser higienizado devido à tinta lavável.

O material pode ser higienizado devido à tinta lavável. Quebra- cabeça de cubos: Permite trabalhar com

Quebra- cabeça de cubos:

Permite trabalhar com a percepção visual, preensão e discriminação de figuras (parte/todo). Cada parte do cubo apresenta uma figura, seno possível montar seis desenhos diferentes. O manuseio do cubo foi idealizado para a coordenação com ambas as mãos (bi-manual). Indicado para alunos que apresentam distrofia muscular. Por ser um material leve, não é recomendado para alunos com paralisia cerebral do tipo atetóide, que apresentam movimentos involuntários. No caso desses alunos, seriam recomendados cubos mais pesados. Este quebra-cabeça é feito de caixa de papelão, em formato de cubo, plastificado e com aplicação de figuras.

pesados. Este quebra-cabeça é feito de caixa de papelão, em formato de cubo, plastificado e com

DISCRIMINAÇÃO AUDITIVA:

Estas atividades são muito boas para a discriminação auditiva. Nesta primeira a criança tem que dizer qual dos objetos começam com a mesma sílaba do objeto do quadro:

objetos começam com a mesma sílaba do objeto do quadro: Nesta atividade a criança tem que

Nesta atividade a criança tem que dizer qual dos desenhos tem a mesma terminação sonora do desenho do quadro:

quadro: Nesta atividade a criança tem que dizer qual dos desenhos tem a mesma terminação sonora

Outra atividade que pode fazer com as crianças é sentá-las em uma roda e ouvir CD com vozes de animais, e pedir que as crianças identifiquem através das imagens que estarão espalhadas no centro da roda.

SEQUÊNCIA LÓGICA

Pede para que o aluno, recorte as figuras e as coloque na sequência correta.

no centro da roda. SEQUÊNCIA LÓGICA Pede para que o aluno, recorte as figuras e as
no centro da roda. SEQUÊNCIA LÓGICA Pede para que o aluno, recorte as figuras e as
no centro da roda. SEQUÊNCIA LÓGICA Pede para que o aluno, recorte as figuras e as
no centro da roda. SEQUÊNCIA LÓGICA Pede para que o aluno, recorte as figuras e as
COORDENAÇÃO MOTORA FINA

COORDENAÇÃO MOTORA FINA

COORDENAÇÃO MOTORA FINA
Pode-se também contar com atividades de carimbos diversos. Que exige força na mãozinha para uso

Pode-se também contar com atividades de carimbos diversos. Que exige

força na mãozinha para uso do carimbo. Depois pode colorir com giz de cera

as figuras. E para realizar essa tarefa pó professor pode confeccionar carimbos

com espuma floral e colar figuras ou letras emborrachadas.

com espuma floral e colar figuras ou letras emborrachadas. Outra atividade é colocar objetos pequenos dentro

Outra atividade é colocar objetos pequenos dentro de uma lata que

contará com buraco pequeno em sua tampa. Essa atividade ajuda na
contará
com
buraco
pequeno
em
sua
tampa.
Essa
atividade
ajuda
na
Mais uma atividade é colocar os palitos com figuras ou letrinhas na Espuma Floral (ou

Mais uma atividade é colocar os palitos com figuras ou letrinhas na

Espuma Floral (ou Tijolo Floral). Ajuda no movimento de força na mãozinha.

Tijolo Floral). Ajuda no movimento de força na mãozinha. ORIENTAÇÃO TEMPORAL São exercícios de Orientação

ORIENTAÇÃO TEMPORAL

São exercícios de Orientação Temporal: ouvir histórias, ou músicas que contenham histórias, e depois contar a seqüência dos fatos. Ordenar cartões com figuras e formas e recompor uma história com início, meio e fim. Observar animais (mosca, lesma, largatixa, gato, tartaruga, etc.) e dizer quais são os mais velozes e os mais lentos. Mover carrinhos rápida e lentamente, seguindo instruções do professor. Plantar feijões e observar o seu crescimento. Posteriormente, o professor e as crianças desenharão a história da vida do feijão, passando pelas etapas do seu desenvolvimento, da semente até a planta adulta.

ORIENTAÇÃO ESPACIAL

São exercícios de Orientação Espacial: andar pela sala explorando o ambiente e os objetos, inicialmente de olhos abertos e depois de olhos fechados. Montar quebra-cabeças. Jogar amarelinha. Responder onde está o céu, o teto, o chão, a lâmpada, com palavras como: em cima, atrás, etc. Andar pela sala e pelo pátio seguindo a direção indicada por setas pintadas no chão.

pela sala e pelo pátio seguindo a direção indicada por setas pintadas no chão. NOÇÕES FUNDAMENTAIS
pela sala e pelo pátio seguindo a direção indicada por setas pintadas no chão. NOÇÕES FUNDAMENTAIS

NOÇÕES FUNDAMENTAIS DE LABIRINTO

pela sala e pelo pátio seguindo a direção indicada por setas pintadas no chão. NOÇÕES FUNDAMENTAIS

SÍNTESE/ANÁLISE

Perceber que o todo é formado por partes e que as partes

reunidas formam novamente o todo. Uma das atividades mais

comuns são a montagem e desmontagem de jogos, ou tatear cada

parte do seu corpo: relaxar apalpando o seu corpo, e depois criar

histórias a partir de figuras com partes do corpo, ou até mesmo

completar/identificar as partes que faltam do desenho.

SÍNTESE:

Unir as partes de uma figura para formas o todo, armar quebra-cabeças.

as partes que faltam do desenho. SÍNTESE: Unir as partes de uma figura para formas o
as partes que faltam do desenho. SÍNTESE: Unir as partes de uma figura para formas o

ANÁLISE:

Decompor o todo para estudar as partes. E essa atividade é de análise fonológica e estrutural das Palavras do folclore.

análise fonológica e estrutural das Palavras do folclore. FIGURA DE FUNDO Nesta atividade o professor deve

FIGURA DE FUNDO

Nesta atividade o professor deve pedir claramente o que quer, por exemplo, na figura 1: deve-se pedir que ele tenha cuidado e pinte somente o animal que ele vê. Já na figura 2, deve-se pedir que ele pinte somente as flores.

É a capacidade que temos de percebermos entre diversos objetos apenas aquele que nos interessa.
É a capacidade que temos de percebermos entre diversos objetos apenas aquele que nos interessa.

É a capacidade que temos de percebermos entre diversos objetos apenas

aquele que nos interessa. Ou seja, capacidade para diferenciar o essencial do

importante compreendermos que só percebemos com clareza as coisas que

nos chamam a atenção.

Então, para que um objeto seja percebido com exatidão, deve ser

visualizado

em relação

a

seu fundo. Observa-se

que,

as

crianças

com

dificuldade

de

diferenciação

figura-fundo

costumam

ser

desatentas

e

desorganizadas, pois, para elas, é difícil focar a atenção só no que é relevante,

dificultando assim a sua aprendizagem.

No

entanto,

atividades,

jogos

e

brincadeiras

que

proporcionam

o

desenvolvimento da percepção figura-fundo, auxiliam a criança no período da

alfabetização. Pois, ela necessita desenvolver essa habilidade para distinguir

as formas dos sinais gráfico, bem como, a capacidade de se concentrar e se

organizar para obter sucesso na aprendizagem.

e se organizar para obter sucesso na aprendizagem. Nesta figura o princípio da figura-fundo, podemos perceber

Nesta figura o princípio da figura-fundo, podemos perceber um vaso ou duas

faces se entreolhando, dependendo da escolha do que é figura (o tema da

imagem) e

o

que

é fundo .

percebemos mais facilmente as figuras bem

definidas e salientes que se inscrevem em fundos indefinidos e mal contornados (por exemplo, um cálice branco pintado num fundo preto);