Você está na página 1de 12

ÍNDICE:

1- Introdução........................................

2- Costumes e tradições acerca do Natal.............

3- O que realmente promove o Natal?.................

4- Jesus nasceu realmente em Dezembro?.........

5- A nossa sincera opção baseada na Biblia.......


1-INTRODUÇÃO

O Natal constitui para a sociedade,uma das grandes


festas comemorativas e populares da nossa época.
É altura de se montar os pinheiros de Natal,de se
iluminar as cidades e residências com luzes de diversas
cores,de se colocar nas portas,os famosos”sapatinhos”
de Natal,e de todas as tradições e costumes que estão
intimamente relacionadas com esta época festiva.
Este meu novo trabalho baseia-se em duas fontes:
- Na palavra de Deus,a Biblia.
- Numa pesquisa exaustiva sobre a matéria.
Pretendo com este trabalho instruir/difundir toda a
verdade sobre esta matéria,e nunca apontar o dedo a
ninguém!
Tão pouco pretendo “corrigir” as doutrinas religiosas
sobre este evento. Por outras palavras,quero tentar ser o
mais transparente possível sobre esta matéria,pois quem
ama a verdade luta por ela pondo de lado as suas
convicções religiosas.E sei que existem muitas pessoas
neste Mundo,que se enquadram neste perfil!
2-COSTUMES E TRADIÇÕES ACERCA DO
NATAL

O Natal está cheio de costumes e tradições, que se


tornaram típicamente populares ao longo dos
tempos,desde a época primitiva até á época de hoje.
Normalmente os costumes e as tradições associados a este
evento,variam de região em região,mas no fundo existem
semelhânças entre si e provêm de um só tronco que se
ramificou em várias direcções.
Passando agora nomeadamente aos costumes,um dos mais
conhecidos desta época Natalícia é sem dúvida o Pinheiro
de Natal.
Muitas pessoas o fazem em seus lares sem saber as
ligações históricas a que ele remota,mas isso é desde já um
erro por parte das pessoas,de não mostrarem interesse
sobre a origens e ligaçôes a que as coisas estão associadas.
O Pinheiro de Natal que hoje se conhece,teve sua origem
na Alemanha no ano de 800d.C.
Mas antes de haver o Pinheiro de Natal criado pelos
alemãs,o Pinheiro era usado pelos
Escandinavos(Noruega,Suécia e Dinamarca) como uma
forma de culto ao deus Thor(deus da natureza).
A povo alemão oferecia constantemente sacrifícios ao
deus Odin(deus germânico das tempestades) nos
Carvalhais. Acontece que com a chegada do Catolicismo
na Alemanha,muitas pessoas de entre o povo se convertem
ao Catolicismo,levando os seus hábitos da religião pagã
para a nova religião- E aí surge pela primeira vez o
Pinheiro de Natal enfeitado,como uma forma de adoração.
Vejamos o que diz a Enciclopédia Barsa a respeito deste
assunto: “A árvore de Natal é de origem germânica, datando do tempo de S.
Bonifácio (cerca de 800 d.C.). Foi adotada para substituir os sacrifícios ao carvalho
sagrado de Odin (deus germânico, demônio das tempestades - observações do
autor), adorando-se uma árvore, em homenagem ao Deus-menino”

Mas ainda poderá alguem dizer: “ Isso era a


mentalidade daquele povo.Mas nós hoje em
dia não fazemos com esse fim...”
Á primeira vista,esta afirmação parece que faz
todo o sentido do ponto de vista lógico,mas na
verdade ela é um autêntica falácia para quem
está dentro do assunto,quer a nivel
histórico,filosófico e Biblíco.
Antes de mais,um pessoa que se diz ser
Cristã,crente em Cristo,tem que averiguar se
as coisas que pratica têm ligações com o
paganismo,o que a Biblia condena
fortemente.(1Corintios 10:14 ; 1João 5:28 ;
Jeremias 10:1-5).
É verdade que as pessoas hoje em dia quando
fazem os seus Pinheiros de Natal,não têm
intenções de se prostrar diante do
Pinheiro,mas pelo simples facto de elas
estarem a construí-lo,estão a imitar as
práticas dos nossos primitivos que não
adoravam o verdadeiro Deus,e que se
recorriam a deuses falsamente criados para
prestar culto. Você estimaria algum objecto
que causase sofrimento a outra pessoa? A
situação do ponto de vista Bíblico em relação
ás práticas pagãs pode ser comparado com
esta interrogação. A própria Biblia expressa
uma passagem muito interessante a respeito
disto: “ Não vos ponhais em jugo desigual
com incrédulos.Pois que associação tem a
justiça com o que é contra a lei? Ou que
parceria tem a luz com a escuridão? E além
disso que harmonia há entre Cristo e
Belial?”(2Corintios 6:14-15)

Reparou bem no contraste que o apóstolo


Paulo faz acerca da verdadeira fé com aquela
que é baseada contra a verdadeira
fé?(Costumes e práticas pagãs)
E note bem: “ Que harmonia há entre Cristo e
Belial?”
Existe claramente uma oposição entre Jesus
Cristo,que representa a verdadeira fé e
caminho,e Belial(deus babilónio da religião
pagã).
Portanto,os costumes e práticas que fazemos
envolve muita coisa.E isso é um veneno para
um cristão.
Outro dos costumes igualmente populares no
Natal,é a troca de presentes.
Como é de esperar,este costume de trocar
presentes no Natal está associado ao Pinheiro
de Natal,que é onde se coloca primeiramente
debaixo dele.
Existem várias lendas pagãs que explicam a
origem dos presentes de Natal.Uma delas é
Escandinava,em que por exemplo diz,que os
presentes eram ofertas que o povo ponha
debaixo dos pinheiros,como oferendas ao deus
da natureza.E outra da mesma região,diz que
os presentes apareciam sózinhos debaixo dos
pinheiros(concerteza alguém ponha os
presentes secretamente),e o povo
interpretava este “fenómeno” como uma
oferta dos deuses para as pessoas.
Mas fora as lendas mitológicas,a explicação
histórica diz que surgiram na Alemanha,como
forma de ofertas ao “Deus-menino” que era
representado pelo Pinheiro de Natal.
E como muitas pessoas sofreram uma
conversão ao catolicismo na Alemanha,elas
mancharam esta religião que denominava
cristã,com os seus hábitos pagãos.
E finalmente,não se poderia concluir este
capítulo sem falar da importante figura que é
o “Pai-Natal” . Tem sido ao longo dos anos a
figura central do Natal,em vez do próprio
Jesus a ocupar.
Esta figura do “Pai-Natal” tornou-se numa
figura totalmente adulterada pelos líderes
religiosos,de modo que a sua figura se tornou
tão forte e tão presente nos nossos dias.
O homem que encarna a figura actual de “Pai-
Natal”,foi um homem que realmente existiu,e
em breves linhas,tentarei separar a verdadeira
pessoa dos mitos que se criaram em torno
dele.
Este homem,chamava-se Nicolau e era bispo
de Mira,na Ásia Menor. Ficou muito conhecido
na época pela sua grande dedicação ás
crianças e pessoas pobres.De modo que
quando Nicolau morreu,todos os presentes
que se recebia de surpresa,eram atribuídos a
Nicolau,o que mais tarde levou a Igreja
Católica a canonizá-lo,passando a chamar-lhe
de “ São Nicolau”.
Os verdadeiros cristãos sabem de
antemão,que tãis crenças e práticas não se
enquadram na verdadeira fé e na palavra de
Deus,a Biblia.

3-O QUE REALMENTE PROMOVE O


NATAL?

Além de o Natal ser uma festa que não se


harmoniza com a palavra de Deus,por ter
raízes pagãs,o que ela realmente promove na
sua essência?
Creio que qualquer pessoa saberia responder
a esta questão,e que grande parte dessas
respostas irião ser comuns entre as pessoas.
Porque será?- Porque se trata de algo que as
pessoas vêm com os seus próprios olhos,e
que se trata obviamente daquilo que o Natal
na verdade promove.
Na minha modesta opinião,além de considerar
o Natal uma prática pagã,considero que a par
do paganismo, o Natal promove grandes
campanhas de negócio e que simplesmente se
consiste nisso: Um autêntico e descarado
negócio!
No fundo os vendedores não têm culpa,porque
estão simplesmente a fazer o seu trabalho,e a
sustentar o seu estabelcimento.O que está
errado a meu ver,é o facto de haver uma
exaustão de propaganda através dos Midia,
em que predominam a confusão nas
pessoas,e sobretudo a ansiedade,que é muito
mau para a nossa saúde.E a própria Biblia diz
que a ansiedade faz mal:” A ansiedade no
coração do homem é o que fará curvar-se,mas
a boa palavra é que o alegra.”(Provérbios
12:25). E que sábias palavras são estas!
4-Jesus nasceu realmente em
Dezembro?

Apesar do Natal promover tão pouco a figura


heróica de Jesus Cristo,a Igreja Católica
universalizou a ideia de que Jesus nasceu a 25
de Dezembro.
A maioria das pessoas realmente acreditam
que assim foi.
Na verdade,os líderes religiosos da Igreja
Católica admitem que na verdade não sabem
o dia em que Jesus nasceu.Vejamos o que diz
a Enciclopédia Barsa:
“ A data real do nascimento de Jesus,não foi
ainda satisfatóriamente reconhecida...O dia 25
de Dezembro aparece pela primeira vez no
calendário de Philocaus(354) No ano 254, o
teólogo Orígenes repudiava a ideia de se
festejar o nascimento de Cristo “ como se
fosse um faráo” A mesma Enciclopédia nos
diz: “ A data de 25 de Dezembro foi fixada
afim de cristianizar grandes festas pagãs
realizadas neste dia,a festa mitraica(deusa
mitra) que celebrava o natalis invicti solis(
“Nascimento do vitorioso sol”)
A Enciclopédia Católica admite :
“ A data do nascimento de Cristo não é
conhecida.Os Evangelhos não indicam nem o
dia nem mês do nascimento... Em 25 de
Dezembro de 274,o imperador romano
Aureliano mandou proclamar o deus-sol como
o principal padroeiro do império e dedicou um
templo a ele no campo de Marte.O Natal se
originou de uma época em que o culto do Sol
era particulamente forte em Roma” (1967 Vol
III P.656).
E que confissões estrondosas! Se voce
reparar,eles admitem as ligações que o Natal
tem com o paganismo,mas continuam a
celebrá-lo como se fosse um evento cristão.
Outra razão que pela qual Jesus não poderia
ter nascido a 25 de Dezembro,é pelo facto de
a zona de Belém que fica no hemisfério
Norte,ser extremamente muito fria nesta
altura,chegando até a nevar fortemente!
E este facto contrasta totalmente com a
descrição que a Biblia nos apresenta em Lucas
2:8 na ocasião do nascimento de Jeus que
diz: "Ora, havia naquela mesma região pastores
que estavam no campo, e guardavam durante as
vigílias da noite o seu rebanho"
Ora,se estavam pastores o campo e que guardavam
os seus rebanhos durante a noite,é que não era
altura de Inverno,apesar de estarem no Hemisfério
Norte,pois a passagem informa-nos
categóricamente que “havia pastores” “que estavam
no campo”.Repare que a Biblia dá enfase ao
estavam. Logo não poderia ser em Dezembro.
Outra razão,é que Jesus nasceu em ocasião de uma
festa Judaíca: A festa dos tabernáculos.
Por isso Belém,na altura em que o evangelista Lucas
nos descreve,não estava tão populosa,por causa da
festa dos tabernáculos em Jerusalém,e muitas
pessoas foram para lá.
E em Dezembro segundo o calendário Judaico,não
ocorre nenhuma das grandes festas judaicas.
O Imperador Aurelio proclamou o dia 25 de
Dezembro como o dia de nascimento do deus-sol,e
mais tarde quando o Catolicismo foi proclamada a
religião estatal do povo,o Imperador Constantino
misturou o paganismo com o Catolicismo,e adoptou
o dia 25 de Dezembro como o nascimento de
Jesus,afim de “cristianizar” esta doutrina totalmente
pagã.
5-A NOSSA SINCERA OPÇÃO BASEADA NA
BIBLIA.

De acordo com todas estas revelações que


foram aqui expressas,qual deverá ser a opção
mais indicada a tomarmos?
Sem dúvida será seguir os conselhos que a
própria Biblia nos recomenda a seguir,e
assumirmos uma relação directa com
Deus,por meio da pessoa de Jesus Cristo.
Quando nós conhecemos a palavra da Deus,a
Biblia,somos considerados pessoas
livres,porque não somos jamais escravos dos
vicios,das idolatrias,das superstições e de
outroas coisas relacionadas com o paganismo.
“ E conhecereis a verdade e a verdade vos
libertará”(João 8:32) Quem tem o
conhecimento Biblíco,sabe o quanto esta frase
de Jesus é verdadeira!