Centro de Ensino Unificado de Teresina Publicidade e Propaganda 3º P Produção Publicitária em TV e cinema Professor: Eugenio Rego

Evolução da TV e Propaganda no Brasil

Setembro de 2011

com sua duplicidade. Regulada por códigos de censura criados para o cinema nos anos 30.” de Norman Douglas A televisão foi criada no contexto da II Guerra Mundial. quando . mas também à revolução sexual e cultural dos anos 60 conhecida pelo nome de contracultura. mas dependia da publicidade para patrocinar a produção de seus produtos. Convém observar o papel cultural e econômico da publicidade sempre na relação com o mercado e índices de audiência. também tinha um telejornalismo controlado pelo Estado no contexto da Guerra Fria. A relação da televisão com a sociedade do espetáculo (conceito criado por um pensador francês. em plena expansão econômica tinha em seus programas de entretenimento e jornalismo um rígido controle estatal. nos EUA dos 50. em que a rigidez de normas impedia qualquer conotação sexual."Você pode reconhecer os ideais de uma nação pelas suas propagandas. E a publicidade não tinha nenhum código moral. acabou estimulando jovens apenas para o consumo. como passou a ter depois. E teve sua consolidação após a guerra e sob influência norte-americana. sequer ético. A contradição é que a televisão aberta. Guy Debord) é tão íntima que o conceito tem sido confundido como uma crítica à televisão. Os primeiros anos da televisão comercial foram marcados por uma contradição básica. Isto dava uma liberdade que a programação não tinha. A televisão. então.

não apenas constitui a forma comunicativa. a colonização da experiência. televisão brasileira se consagrou como a melhor e maior meio de comunicação de massa a partir dos seus primeiros instantes. Para McLuhan. mero veículo de transmissão da mensagem. E chega a propor a eliminação da televisão como um todo. Tornou-se popular à toda sociedade. transmitida pelo rádio ou pela televisão. Enquanto suporte material da comunicação. E hoje. Televisão Brasileira Desde de seu início. Através do reality show. Jerry Mander condena a televisão por quatro motivos: a midiatização da experiência. em sua fase em que a imagem publicitária tem total hegemonia. O Meio é a Mensagem O filósofo Marshall McLuhan propôs uma tese que o Meio é a Mensagem. a televisão apresenta uma interatividade com o público. Trata-se de uma formulação excessiva pela qual o autor pretende sublinhar que o meio. McLuhan chama a atenção para o fato de uma mensagem proferida oralmente ou por escrito. a tecnologia em que a comunicação se estabelece. mas determina o próprio conteúdo da comunicação. o canal. pode desencadear diferentes mecanismos de compreensão e adquirir diferentes significados. não . o efeito da televisão nos indivíduos e suas limitações. o meio. geralmente pensado como simples canal de passagem do conteúdo comunicativo. além de tornar pessoas em personagens. a televisão já tem linguagem própria.na verdade é um diagnóstico da sociedade capitalista como um todo. e personagens em mercadorias. o meio tende a ser definido como transparente e incapaz de determinar positivamente os conteúdos comunicativos que veicula. é um elemento determinante da comunicação. Pelo contrário.

Vale ressaltar que os textos eram feitos por poetas e as ilustrações por artistas plásticos.Silvio Santos comprou 50% do capital da TV Record que quase chegou a fechar suas portas. tornando um hábito assisti-lo. Possuir uma TV na época era sinal de status social elevado. As dificuldades eram aparentes. Neste mesmo período a propaganda no Brasil começava a ganhar uma formatação mais criativa. Surgem os Jingles Quem primeiro trouxe os aparatos tecnológicos para o Brasil na década de 40 foi Assis Chateaubriand. exibido em 1 de setembro de 1969. criando um modelo próprio em um momento de expansão da indústria cultural. O seu preço equivalia a três vezes o valor de um carro popular. canal 3. principalmente nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. O Jornal Nacional.000(sete mil) aparelhos. No início eram cerca de 7. na capital São Paulo. que fundou o canal PRF 3 TV Tupi-Difusora. Na década de 70 a rede Globo se apresentava como a TV de maior abrangência nacional. já imprimindo um caráter monopolista. as pessoas que não tinham recurssos financeiros suficientes para comprar. A mesma foi ao ar no dia 18 de setembro de 1950 ficando no ar até 1980. Em 1977. chegavam a alugar o aparelho por um determinado tempo. muitas vezes. como no caso da TV RIO. para ter acesso as TV’s. os equipamentos eram grandes e muito pesadas. passava por dificuldades ainda maiores. Pequenas TV’s que surgiram na época. pela sua qualidade e originalidade ímpar. Havia uma infra-estrutura muito pequena comparada as TV’s atuais. As transmissões dos . A ilustração e a forte adjetivação é o ponto forte desse período. Outros canais passaram a se estabelecer no mercado audiovisual. de acesso mais fácil e mais barato.demorando a se tornar um meio de comunicação popular. tornando-se um padrão a ser seguido pelas demais emissoras. exigindo várias pessoas para manuseá-los.

grandes festivais da época deram um novo impulso à TV. Nos anos 90. nos possibilita ter uma imagem e áudio de excelente qualidade. Pessoas conhecidas da sociedade e dos esportes passam a ser usados para tornar um determinado produto conhecido. a rede Manchete inicia suas atividades com cinco emissoras próprias e uma afiliada com um investimento em mais de 50 milhões de dólares e equipamentos de última geração para a época. a TV Bandeirantes. O sistema brasileiro de tevisão(SBT). criando assim outras formas de segmentação de mercado para publicidade. O uso de crianças na propaganda também é bem empregado para divulgar produtos. lança a TV Gazeta em São Paulo no dia 25 de janeiro de 1970. a propaganda da TV brasileira ganhar um ar de supervalorizado. A evolução da TV não para. ganhando vários prêmios internacionais. o uso de garotos propagandas se intensificam. O apelo visual cresce e os títulos e textos diminuem. Já em 1983. A fundação Cásper Libero. que posteriormente for a adquirida pelo Bispo Edir Macêdo da Universal do Reino de Deus. passa a ocorrer a digitalização do das transmissões televisivas pagas. e hoje vivemos na era digital. Em 1967. possibilitando maior interatividade além de permitir que a publicidade se utilizem de novos meios. começa a dar seus primeiros passos no final da década de 80. com suas superproduções originais e criativas. . Esta. Ainda nos anos 90. é inaugurada pelo empresário João Saad. aproximando ainda mais o consumidor dos produtos. Inicialmente transmitidas no sistema analógico. liderada por Sílvio Santos. Nesse período a propaganda ganha os moldes da propaganda que temos hoje. A TV por assinatura. inicia suas atividades na década de 80. com uma sede fixa construída e com equipamentos sofisticados para manter uma emissora de TV.

Centro Cultural de São Paulo. César Bolaño Alamanaque da TV.Bibliografia A Televisão Brasileira". Pesquisa e texto: Edgard Ribeiro de Amorim Mercado Brasileiro de Televisão. Bia . Braune & Rixa.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful