Você está na página 1de 2

O Arquiteto e o Imperador da Assria 5/ 1970 - Rio de Janeiro/RJ Teatro Ipanema Histrico O Arquiteto e o Imperador da Assria, um dos maiores xitos

do Teatro Ipanema, explora os elementos que definem o trabalho do espanhol Fernando Arrabal como "teatro da crueldade". Suas caractersticas fundamentais so as de um "teatro ao mesmo tempo selvagem e moderno, capaz de desvincular-se das amarras intelectuais, de retornar ao concreto do corpo do ator, conferindo ao espetculo as propores de um ritual mgico coletivo", segundo definio do crtico Dcio de Almeida Prado. O texto traz para o palco a histria de um homem civilizado, o Imperador, cujo avio cai numa ilha, onde encontra um ser primitivo e animal, o Arquiteto. Rubens Corra e Jos Wilker, dirigidos por Ivan de Albuquerque, trabalham na busca da desvinculao em relao ao convencional e exploram sem limites a expresso das emoes e do corpo. No usar artifcios e libertar-se das amarras do intelecto so as propostas desenvolvidas pelos atores. O resultado do espetculo revela e justifica todo o esforo realizado pelo grupo. Yan Michalski, em suas crticas ao espetculo no Jornal do Brasil, comenta com entusiasmo a encenao do Teatro Ipanema: "(...) Para tal contedo, a forma teria de ser, e de fato , totalmente liberta das convenes realistas. Ritual, jogo e sonho misturam-se e sucedem-se numa alucinada srie de imagens coloridas (...) Ivan de Albuquerque encontrou, com simplicidade e sustentada inspirao, as imagens cnicas que traduzem com maior eficincia o universo arrabaliano. Nada de enfeites suprfluos (...) o cengrafo deixa o palco praticamente nu, e limita-se a proporcionar ao diretor os mveis, objetos e elementos de roupa necessrios para o desenrolar da ao. A floresta um belo achado (feita com papel de jornal), um bom exemplo de cenrio concebido em funo da luz (...) A msica de Ceclia Conde se faz particularmente presente na abertura e no eplogo, o tema da floresta encaixa na msica moderna uns impressionantes ecos dos tempos pr-histricos, definindo o aspecto primitivo e animalesco do local. E as msicas sacras usadas no miolo da ao servem de irnico contraponto entre a forma ritualstica e o contedo profano das cenas. Do mesmo nvel o trabalho de Klauss Vianna, responsvel pela expresso corporal dos intrpretes. Sem o preparo atltico que receberam de Klauss Vianna, eles dificilmente agentariam as trs horas de terrvel desgaste de energia, e o uso expressivo que eles fazem de seus corpos talvez o melhor que eu tenha visto no teatro brasileiro".1 O Arquiteto e o Imperador da Assria, o O Assalto, e Hoje Dia de Rock so espetculos que deram representatividade ao Teatro Ipanema no fim dos anos

1960 e no comeo dos 1970, destacando a atuao do grupo na renovao experimental da cena carioca.

Você também pode gostar