2/5/2011

Teoria Sintética da Evolução ou

Teoria Moderna da Evolução

(CESGRANRIO-RJ) A teoria sintética ou moderna para explicar o mecanismo da evolução considera como fatores principais:
a) mutação, recombinação gênica e seleção natural. b) mutação, oscilação gênica e adaptação. c) segregação cromossômica, recombinação e especiação. d) migração, seleção natural e adaptação. e) segregação cromossômica, especiação e oscilação gênica.

1

TEORIA SINTÉTICA DA EVOLUÇÃO VARIAÇÕES INTRAESPECÍFICAS MUTAÇÕES E RECOMBINAÇÕES ESPÉCIE ADAPTADA VARIAÇÕES FAVORÁVEIS 2 .2/5/2011 Pontos básicos da teoria moderna: neodarwinismo a) As variações de uma espécie dependem de mutações.

2/5/2011 ANEMIA FALCIFORME Predominante em negros africanos. Provavelmente apareceu na áfrica na pré-história 3 .

Hemácia VETOR: Anopheles sp. MALÁRIA SINTOMAS ATACA OS GLÓBULOS VERMELHOS 4 .2/5/2011 MALÁRIA AGENTE: Plasmodium sp.

Com base na Teoria Sintética da Evolução. Uma das autoras do estudo considera que. (Fuvest 2011) Os resultados de uma pesquisa realizada na USP revelam que a araucária. b) a radiação UV provocou mutações nas folhas da araucária. de maneira que plantas sem tais substâncias eram mais suscetíveis à morte. que passaram a produzir tais substâncias. produz substâncias antioxidantes e fotoprotetoras.2/5/2011 Pontos básicos da teoria moderna: neodarwinismo b) As mutações ocorrem ao acaso. que é a produção de indivíduos mais fortes e a-daptados a qualquer ambiente 5 . o pinheiro brasileiro. e) a araucária é um exemplo típico da finalidade da evolução. essa característica esteja relacionada ao ambiente com intensa radiação UV em que a espécie surgiu há cerca de 200 milhões de anos. é correto afirmar que a) essas substâncias surgiram para evitar que as plantas sofressem a ação danosa da radiação UV. c) a radiação UV atuou como fator de seleção. possivelmente. d) a exposição constante à radiação UV induziu os indivíduos de araucária a produzirem substâncias de defesa contra tal radiação.

Pontos básicos da teoria moderna: neodarwinismo d) Da luta pela vida. resulta a seleção natural dos mais aptos ou adaptados às condições do meio. Pontos básicos da teoria moderna: neodarwinismo e) O isolamento geográfico ou sexual impede que as características do tipo novo misturem-se com as características do tipo primitivo.2/5/2011 Pontos básicos da teoria moderna: neodarwinismo c) A luta pela vida dá-se entre os indivíduos e o meio ambiente. 6 .

e) ao aumento numérico dos indivíduos da raça Y e diminuição dos indivíduos da raça X. Sazonal – Espécies possuem períodos reprodutivos em diferentes estações do ano.2/5/2011 MECANISMOS DE ISOLAMENTO REPRODUTIVO Pré-zigóticos – Impedem o contato sexual entre as espécies. Duas raças. com o aparecimento de uma terceira. Etológico – Diferenças de comportamento impedem os rituais de acasalamento. isoladas geograficamente. 7 . d) ao aumento numérico dos indivíduos da raça X e diminuição dos indivíduos da raça Y. Habitacional – Espécies localizam-se em hábitats diferentes. Mecânico – Diferenças estruturais nos órgãos reprodutores impedem a fecundação. com uma conseqüente especiação. Constatou-se que o híbrido do cruzamento X e Y tinha viabilidade baixa. X e Y. logo não há união de gametas. Este fato pode levar: a) à extinção das raças b) à fusão das duas raças. depois de determinado tempo passaram a viver numa mesma área e houve cruzamentos inter-raciais. c) ao aumento da diferença entre X e Y.

2/5/2011 IRRADIAÇÃO ADAPTATIVA PRIMEIRO MAMÍFERO IRRADIAÇÃO ADAPTATIVA 8 .

9 .2/5/2011 Argumentos evolutivos “Provas” Anatômicas Argumentos evolutivos logiaAs estruturas homólogas sugerem : ancestralidade comum.

2/5/2011 Argumentos evolutivos Homologia indica irradiação adaptava. 10 .

2/5/2011 Argumentos evolutivos Analogia: Homoplasia Origem embriológica diferente e mesma função Argumentos evolutivos Homoplasia indica convergência evolutiva: 11 .

2/5/2011 Argumentos evolutivos 12 .

Se esses indivíduos fossem uma espécie real. seria um exemplo representativo de estruturas: a) Homólogas. d) Análogas. pele azulada. chamados Na’Vi. e) Vestigiais. de James Cameron (20th Century Fox.2/5/2011 (UNESP) No filme Avatar. c) Análogas. a embriologia e a bioquímica comparadas. os nativos de Pandora. d) Algumas das ideias de Alexander Oparin acerca da origem da vida foram comprovadas experimentalmente por Stanley Miller e Sidney Fox. na aula de biologia os Na’Vi foram lembrados. 2009). e considerando que teriam evoluído em um ambiente com pressões seletivas semelhantes às da Terra. resultantes de um processo de divergência adaptativa. resultantes de terem sido herdadas de um ancestral comum. são indivíduos co 3 metros de altura. sem parentesco próximo com as espécies da Terra. resultantes de um processo de convergência adaptativa. resultantes de um processo de divergência adaptativa. em relação à cauda dos macacos. a cauda dos Na’Vi. Muito embora se trate de uma obra de ficção. b) São evidências da evolução das espécies a anatomia. c) Órgãos de mesma origem evolutiva. são chamados de homólogos. a partir do qual a cauda se modificou. feições felinas e cauda que lhes facilita o deslocar por entre os galhos das árvores. e) Um dos experimentos de Louis Pasteur corroborou a teoria da geração espontânea 13 . (UFCSPA/2009) Assinalar a alternativa INCORRETA: a) Órgãos de diferentes evolutivas e que apresentam mesma função são chamados de análogos. resultantes de um processo de convergência adaptativa. b) Homólogas. embora possam apresentar funções diferentes. bem como o estudo dos fósseis.

finalmente. que possuem origem embriológica diferente. porque são estruturas homólogas. c) a asa de uma ave e o élitro (asa dura) de um besouro podem ser considerados como evidência da evolução. não é evidência da evolução. enquanto no morcego estes não só foram mantidos como alongados. blástula. porque são estruturas análogas. como o apêndice vermiforme no homem. é correto afirmar que: a) um órgão vestigial. evolui para o indivíduo adulto.2/5/2011 (UFJF) Em relação às evidências da evolução biológica. gástrula e embrião. porque mostram que os organismos atuais são mais especializados e mais adaptados que os extintos. apesar de o cavalo ter perdido os dedos. d) os fósseis constituem uma evidência da evolução. b) a pata dianteira de um cavalo e a asa de um morcego constituem evidência da evolução. porque é uma estrutura atrofiada e sem função aparente. Evidências embriológicas 14 . que. porque mostra que uma célula ovo evolui para mórula. e) a embriogênese é uma evidência da evolução.

2/5/2011 Evidências embriológicas Evidências embriológicas Evidências embriológicas 15 .

2/5/2011 Evidências embriológicas Evidências embriológicas Evidências embriológicas Argumentos evolutivos 16 .

2/5/2011 Argumentos evolutivos Órgãos vestigiais Geralmente reduzidos Geralmente sem função ÓRGÃOS VESTIGIAIS Evolução Argumentos evolutivos Os fósseis são prova da evolução? 17 .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful