Você está na página 1de 13

Universidade Lusíada de V. N.

Famalicão

Estatutos
Núcleo de arquitectura e artes da universidade Lusíada
Famalicão
V. N. Famalicão, 08 de Janeiro de 2007

Capitulo I
Princípios Gerais

Artigo 1º
(Definição, Sede e Duração)

1- É criado, pela aprovação destes estatutos, o núcleo de arquitectura e artes


da Universidade Lusíada de Famalicão, adiante designado por N.A.A.U.L.F,
que se rege pelos presentes estatutos e demais legislação vigente;

2- O NAAULF é a estrutura organizativa dos estudantes da faculdade de


arquitectura e artes, integrado na Universidade Lusíada de V. N. Famalicão;
3- O NAAULF goza de autonomia na elaboração dos respectivos estatutos e
demais normas internas, na eleição dos seus órgãos dirigentes, na gestão e
administração do seu património e na elaboração dos planos de actividade
anuais;

4- O Núcleo é uma organização sem fins lucrativos e independente do Estado


Português, sem fins religiosos, políticos ou étnicos, regendo-se pelos princípios
básicos do movimento associativo e cultural, designadamente pelos princípios
da Democracia e Autonomia;

5- O Núcleo é constituído por tempo indeterminado;

6- O NAAULF tem sede em lugar ainda a determinar.

Artigo 2º
(Financiamento)

O financiamento do NAAULF será realizado por:


a) Receitas resultantes da sua actividade;
b) Subsídios, donativos e patrocínios;

Artigo 3º
(Objectivos)

São objectivos do NAAULF os seguintes:

a) Dignificar e promover a continuidade da imagem da faculdade de


arquitectura e artes da Universidade Lusíada de V. N. Famalicão, e
da qualidade da sua formação académica em arquitectura e artes;
b) Representar os estudantes de arquitectura e artes da respectiva
instituição académica e defender os seus direitos, deveres e
interesses;
c) Desenvolver a cooperação e o bom relacionamento entre os alunos,
corpo docente, direcção da faculdade e administração da
Universidade Lusíada de V. N. Famalicão;
d) Promover a formação cívica, técnica, científica e cultural dos
estudantes e profissionais da área, pela realização de actividades
referentes à arquitectura artes de forma a promover novas visões de
arquitectura e artes;
e) Promover e divulgar a faculdade de arquitectura e artes e respectivas
licenciaturas junto de associações, instituições, empresas e
organizações cientificas nacionais e estrangeiras, cujos princípios
não contrariem os presentes estatutos nem fundamentos da
faculdade de arquitectura e artes;
f) Assegurar aos estudantes a transparência de toda a informação
relativa aos cursos, ou a este vinculada, directa ou indirectamente e
às actividades do N.A.A.U.L.;
g) Desenvolver a participação dos estudantes na discussão e resolução
de problemas de carácter pedagógico;
h) Estabelecer a relação entre o curso de arquitectura e artes, os
restantes cursos da Universidade Lusíada de V. N. Famalicão e a
realidade profissional, de forma a promover a interdisciplinaridade e o
desenvolvimento de parcerias;
Capitulo II

Associados

Artigo 4º
(Definição)

1- Podem ser associados do NAAULF todos os estudantes validamente


matriculados no curso de arquitectura e artes da Universidade Lusíada
de V.N. Famalicão;
2- Existem três categorias de associados:
a) Associados Ordinários – todos os estudantes validamente
matriculados no curso de arquitectura e artes da Universidade
Lusíada de V.N. Famalicão, sem necessidade de qualquer
formalidade;
b) Associados Honorários – todas as pessoas que, de alguma forma
tenham prestado colaboração relevante ao NAAULF, pelo seu
estatuto no seio da vida académica ou pela sua distinção na área
de arquitectura. A distinção de Associado Honorário é realizada
exclusivamente pela Direcção do NAAULF através de convite.

Artigo 5º
(Direitos dos Associados)

São direitos dos associados do NAAULF:


a) Participar nas actividades do NAAULF;
b) Solicitar todo o esclarecimento sobre o funcionamento e actividades
do mesmo;
c) Ter privilégios no acesso às actividades do NAAULF;
d) Exercer o direito de voto;
e) Propor iniciativas e formas de actuação, discutir livremente no interior
do NAAULF as questões relevantes no curso de arquitectura e artes
e à instituição académica, bem como as orientações que o Núcleo
deve assumir;
f) Exigir o cumprimento dos estatutos;
g) Propor a convocação da Assembleia Geral;
h) Propor um Sócio Honorário nos termos do presente estatuto;

São ainda direitos específicos dos Associados Ordinários:


i) Formar uma lista candidata à Direcção do Núcleo;

Artigo 6º
(Deveres dos Associados)

São deveres dos Associados do NAAULF:


a) Cumprir as disposições e estatutárias do NAAULF, bem como as
deliberações dos seus órgãos;
b) Contribuir para o bom funcionamento do NAAULF e participar
activamente nas suas actividades;
c) Contribuir para o bom nome e prestigio do NAAULF, bem como do
curso de arquitectura, da FAA da Universidade Lusíada de V.N.
Famalicão;
d) Informar e participar à Direcção do NAAULF sobre todo e qualquer
assunto relativo à vida académica dos estudantes de arquitectura:
problemas pedagógicos, institucionais, logísticos e de qualquer tipo
que os estudantes considerem relevantes;
e) Defender a unidade, coesão e dinamismo do NAAULF e do curso de
arquitectura e artes da Universidade Lusíada de V.N. Famalicão;

Capítulo III
Órgãos

Artigo 7º
(Definição)

1- São órgãos do Núcleo: a Assembleia Geral, a Direcção e o Conselho


Fiscal.
2- Os membros da Assembleia Geral são todos os associados do NAAULF;
3- Os membros da Mesa da Assembleia Geral, da Direcção e do Conselho
Fiscal têm, obrigatoriamente de ser Associados Ordinários, eleitos pela
Assembleia Geral nos termos de sufrágio directo e secreto e por maioria
simples de voto, para o mandato de um ano e meio (a contar da data de
eleição);

Secção I
(Assembleia Geral)

Artigo 8º
(Definição)

A Assembleia Geral é o órgão deliberativo máximo do NAAULF,


composto por todos os Associados no pleno usufruto dos seus direitos, sendo
presidido pela Mesa da Assembleia Geral.

Artigo 9º
(Competências)

À Assembleia Geral compete:


a) Discutir e votar o Plano de Actividades e Orçamento no inicio de cada
mandato;
b) Discutir e votar o Relatório de Actividades e de Contas no final de
cada mandato, após parecer favorável do Conselho Fiscal;
c) Deliberar sobre todos os assuntos respeitantes ao NAAULF;
d) Decidir a destituição de algum cargo ou Órgão;
e) Debater e pronunciar-se sobre assuntos relevantes para o curso de
arquitectura e artes e para FAA da Universidade Lusíada de V. N. Famalicão;
f) Aprova o Regulamento Eleitoral elaborado pela Mesa da Assembleia
Geral;
g) Aprovar as alterações dos estatutos do NAAULF.

Artigo 10º
(Mesa da Assembleia Geral)

1- A Mesa da Assembleia Geral é composta por três Associados


Ordinários, que desempenham os cargos de Presidente, Vice-Presidente
e Secretário;
2- Ao presidente compete convocar a Assembleia Geral, presidir e dirigir os
trabalhos da mesma;
3- Ao Vice-Presidente compete coadjuvar o Presidente na orientação dos
trabalhos;
4- Ao Secretário compete elaborar as actas das reuniões da Assembleia
Geral e manter actualizado o livro das actas;
5- A Mesa da Assembleia Geral é responsável por elaborar o Regulamento
Eleitoral ou adoptar o regulamento já existente.

Artigo 11º
(Convocação)

1- A Assembleia Geral reúne-se anualmente por convocação da Mesa e,


extraordinariamente, sempre que tal for solicitada pela Direcção,
Conselho Fiscal ou por um conjunto de associados não inferior a uma
décima parte da sua totalidade;
2- Na convocatória colocada com antecedência mínima de cinco dias úteis
nos locais informativos e da Universidade Lusíada de V.N. Famalicão,
deverá constar o dia, a hora, o local e a ordem de trabalhos, bem como
a assinatura do Presidente da Mesa da Assembleia Geral;
3- A Assembleia Geral reúne à hora marcada na convocatória se estiverem
presentes mais de metade dos associados, ou meia hora depois com
qualquer numero de presentes;

Artigo 12º
(Deliberações)

1- As deliberações são feitas por maioria simples, à excepção da destituição


dos órgãos, da dissolução do NAAULF e alteração dos estatutos, para os quais
serão necessários uma maioria qualificada de 2/3 dos presentes;

Secção II
(Direcção)

Artigo 13º
(Definição)
1- A Direcção é o órgão executivo do NAAULF;
2- A Direcção é composta por cinco Associados Ordinários, que
desempenham os cargos de Presidente, Vice-Presidente, Secretário,
Tesoureiro e Vogal.

Artigo 14º
(Funções dos membros)
1- Ao Presidente compete orientar toda a acção da Direcção e representar
o NAAUF e todos os seus associados;
2- Ao Vice-Presidente compete auxiliar o Presidente nas suas faltas e
impedimentos e coadjuva-lo em todas as acções do NAAULF;
3- Ao Secretário compete elaborar as actas das reuniões da Direcção e
manter actualizado o livro de actas;
4- Ao Tesoureiro compete fazer o controlo a nível da Tesouraria das contas
do NAAULF;
5- Ao Vogal da Direcção cabe a responsabilidade de auxiliar em todo e
qualquer actividade do Núcleo, bem como de realizar a gestão
específica de projectos.

Artigo 15º
(Competências)
À Direcção compete:
a) Dirigir, coordenar e orientar o trabalho geral do NAAULF;
b) Representar o NAAULF e todos os seus associados;
c) Estabelecer o contacto entre o NAAULF e o meio académico;
d) Administrar o Património e as Finanças do Núcleo, executar as deliberações
tomadas, pela Assembleia Geral e cumprir o plano de actividades e Orçamento
com que se apresentou as eleições;
e) Criar projectos e assegurar as respectivas actividades que prossigam os
objectivos do NAAULF;
f) Convidar os Associados Honorários;
g) Estudar as reclamações dos Associados e dar-lhes o devido seguimento;
h) Apresentar anualmente o Relatório de Actividades e de Contas para
apreciação da Assembleia Geral.

Artigo 16º
(Calendarização e funcionamento)
1- A Direcção reúne quinzenalmente e, extraordinariamente, mediante
convocação pelo seu Presidente ou a pedido de elementos da Direcção;
2- Das reuniões serão lavradas actas;
3- A direcção só poderá deliberar quando estiverem presentes, no mínimo,
três membros, sendo um deles o Presidente ou o Vice-Presidente.
4- As decisões são tomadas por maioria simples, tendo direito o Presidente
a voto de qualidade.
Secção III
(Conselho Fiscal)

Artigo 17º
(Definição)
1- O Concelho Fiscal é composto é o órgão responsável pela fiscalização
de todas as acções da Direcção;
2- O Conselho Fiscal é composto por três Associados Ordinários, que
desempenham funções de Presidente, Vice-Presidente e Secretário.

Artigo 18º
(Funções dos Membros)
1- Ao Presidente compete representar e oriente as acções fiscalizadoras
do Conselho Fiscal;
2- Ao Vice-Presidente compete coadjuvar o Presidente nas suas funções e
representá-lo sempre que este não se encontrar presente;
3- Ao Secretário compete elaborar as actas das reuniões do Conselho
Fiscal.

Artigo 19º
(Competências)
Compete ao Concelho Fiscal:
a) Fiscalizar os documentos da Direcção sempre que entenda ser
necessário e conveniente;
b) Verificar o cumprimento da Lei e dos presentes estatutos;
c) Requerer à Mesa da Assembleia Geral a convocação extraordinária da
mesma sempre que entenda ser necessário;
d) Fazer-se representar nas reuniões da direcção e de Actividades da
Direcção.
Artigo 20º
(Calendarização e funcionamento)
1- O concelho fiscal reúne, extraordinariamente, sempre que o Presidente
da direcção do NAAULF ou o Presidente do Conselho Fiscal accionem a
convocação;
2- O Concelho Fiscal só pode deliberar na presença de, no mínimo, dois
dos seus membros.

Capitulo IV
Disposições Gerais

Artigo 21º
(Omissões)
1- Nos casos omissos nos presentes estatutos, o NAAULF reger-se-á pela
legislação em vigor e pela deliberação do seu órgão directivo;
2- Em caso de dúvida quanto à interpretação dos presentes estatutos,
compete à Direcção do NAAULF proceder ao seu esclarecimento.

Capitulo V
Disposições Transitórias

Artigo 22º

1- A comissão instaladora do Núcleo de Estudantes de Arquitectura da UL


VNF, convocatória eleições para os órgãos do Núcleo previstos neste
Estatuto, até ao fim do 1º semestre do ano 2006/07.
2- A Comissão Instaladora divulgará publicamente o Calendário Eleitoral,
compreendido o prazo para a apresentação de listas candidatas a todos
os órgãos e a data das eleições.
3- Poderão votar nas eleições todos os alunos matriculados na faculdade
de arquitectura e artes da UL VNF.
4- A Comissão Instaladora é constituída pelos seguintes alunos:
- Ângela Torrão Nº 31711203
- Álvaro Santos Nº 31544000
- Joana Matos Nº 31714403
- Patrícia Oliveira Nº 31706803
- Sara Costa Nº 31718403
5- Eleitos os novos órgãos a Comissão Instaladora dissolver-se-á.
6- No prazo de dois meses da data da sua eleição órgãos eleitos
convocarão uma Assembleia Geral por forma a aprovar definitivamente os
presentes Estatutos.