Caros alunos, Junto segue a lista de bibliografia das próximas aulas.

Quando acabarmos a matéria referente às páginas que vos mandei ler na aula de apresentação, vamos começar a ver os sistemas constitucionais (as experiências constitucionais estrangeiras) mais relevantes, nomeadamente a britânica, a norte-americana e a francesa. A bibliografia nesta parte da matéria é enorme, dando-vos apenas aquelas indicações que me parecem as mais importantes e/ou acessíveis. Caso encontrem algum elemento de estudo que não esteja aqui mencionado, por favor indiquem-mo, de maneira a poder ser conhecido de todos. Contudo, saliento desde já que à medida que formos evoluindo na matéria, irei dando mais indicações e outros elementos de estudo.

Esta matéria impõe que relembrem alguns factos importantes da História dos três países que vamos analisar com mais pormenor, como se irão rapidamente aperceber aquando do vosso estudo. Simultaneamente, se aprofundarem o pensamento dos principais autores que vão sendo citados no Manual do Professor Jorge Miranda, entre outros, mais facilmente compreenderão a matéria.

As referências que vos indico são específicas, não precludem a consulta dos manuais gerais de Direito Constitucional, nomeadamente (como já aconselhei na aula de apresentação):

Jorge Miranda, Manual de Direito Constitucional, Tomo I, 8.ª edição, Coimbra Editora, 2009. Jorge Miranda, Manual de Direito Constitucional, Tomo III, 6.ª edição, Coimbra Editora, 2010. José Joaquim Gomes Canotilho, Direito Constitucional e Teoria da Constituição, 7.ª Edição, Coimbra Editora, 2003. Jorge Bacelar Gouveia, Manual de Direito Constitucional, Volume I, 3.ª Edição, Almedina, 2009. Cristina Queiroz, Direito Constitucional, As Instituições do Estado Democrático e Constitucional, Coimbra Editora, 2009.Maria Lúcia Amaral, A Forma da República, Coimbra Editora, 2005.Paulo Otero, Instituições Políticas e Constitucionais, I, Almedina, 2007.Paulo Otero, Direito Constitucional Português, Volumes I e II, Almedina, 2010. Quanto à matéria do Estado e

Teoria General del Estado. . Jean Touchard. 1999. Editorial Trotta. vol II: “Do Renascimento ao Iluminismo”. É ainda importante para o conhecimento da posição de alguns autores que mais influenciaram os diferentes tipos históricos a consulta das seguintes obras: Maurizio Fioravanti. História das Ideia Políticas. 2001. Constitucion. reimpressão. “Brancosos” e Interconstitucionalidade. História das Ideias Políticas. 2. além da bibliografia indicada. Maria João Estorninho. recomendo vivamente. Editorial Albatros. Pub. Diogo Freitas do Amaral. Contributo para uma teoria do Estado de Direito : do Estado de Direito liberal ao Estado social e democrático de direito. Introdução ao Pensamento Político do Século XX. III: “Da Revolução americana ao marxismo”. Vol. Lisboa (tradução de Allgemeine Staatslehre). 2009. A Fuga para o Direito Privado. Gomes Canotilho. 2006.ª Edição. que consultem ainda: Jorge Reis Novais. As Andanças de Cândido. Edições Gulbenkian. Almedina. Miguel Nogueira de Brito.d. Itinerários dos discursos sobre a historicidade constitucional. 1980 (tradução de Allgemeine Staatslehre) Reinhold Zippelius. Almedina. América. Madrid. Edições 70. Almedina. Volume I. s. Para a matéria final da evolução do Estado.tipos históricos de Estado: Georg Jellinek. Europa.. Almedina. Teoria Geral do Estado. de la Antigüedad a nuestros días. Lisboa.

Almedina. 1981. Cristina Queiroz. 1985 Cumprimentos e bom estudo.Madrid : Tecnos. Quanto aos sistemas constitucionais: Horst Dippel. O Sistema de Governo Semi-Presidencial. Ideologias e Sistemas Políticos. Almedina. História do Constitucionalismo Moderno. 2007. Mariana Melo Egídio . Fundação Calouste Gulbenkian. Instituições Políticas e Constitucionais. Semipresidencialismo. 2007. 2007. Jorge Reis Novais. Volume I. Regimenes políticos actuales / coord.Paulo Otero. 2007. Teoria do Sistema de Governo Semipresidencial. Coimbra Editora. Ferrando Badía. . Novas Perspectivas. António Marques Guedes. J. Volume I.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful