Você está na página 1de 50
Série Lobos Luecross: Suculento Lobos Luecross : Carnal Lobos Luecross : Insaciável Lobos Luecross : Desejo
Série Lobos Luecross: Suculento Lobos Luecross : Carnal Lobos Luecross : Insaciável Lobos Luecross : Desejo

Série Lobos Luecross: Suculento Lobos Luecross : Carnal Lobos Luecross : Insaciável Lobos Luecross : Desejo Feral

Suculento

Suculento

Série Lobos LueCross

Jenika Snow

Ofélia percebe que acaba de entrar em seu calor de acasalamento e que ela não será

Ofélia percebe que acaba de entrar em seu calor de acasalamento e que ela não será capaz de resistir à excitação que ela provoca. Sendo irresistível para todos os homens de sua matilha seria qualquer sonho realizado de menina, mas quando os dois homens que ela mais cobiça não mostram interesse, Ofélia deve decidir se ela pode deixar suas inibições com outros machos. Quando Chase e Xavier se oferecem para aliviar a excitação feroz de Ofélia, ela sabe que, embora ela não possa ser sua companheira, ela não pode deixar passar a sua oferta. Ela passa uma noite cheia de prazer com os homens que ela sempre sonhou, mas quando Chase e Xavier anunciam ter encontrado sua companheira, Ofélia sabe que ela não deveria ter deixado sua fantasia de estar com eles se realizarem. Ofélia deve agora decidir se ela pode finalmente deixar Chase e Xavier ir e começar a sua vida com outro macho, ou se a tentação de estar com eles novamente, é demais para resistir.

Ofélia percebe que acaba de entrar em seu calor de acasalamento e que ela não será

Série Lobos LueCross

Resumo

Assim que acordei naquela manhã, eu sabia que estava passando pelo meu calor de acasalamento. Não

Assim que acordei naquela manhã, eu sabia que estava passando pelo meu calor de acasalamento. Não era uma ligeira sensação de morte iminente, ou mesmo um evento feliz, que deixava tudo na minha vida melhor. Mas era um fardo e um incômodo quando você não tem alguém para compartilhar esse momento. Faço parte de uma espécie antiga conhecida como os Luecross. Construímos nossas casas no alto das montanhas da pequena cidade de Forest Haven, onde temos uma pequena comunidade formada, a espessura das árvores ao redor, nos proporciona a privacidade que buscamos mas com a abertura que desejamos. Cada loba Luecross atravessa o calor quando seus corpos estão no seu auge físico. É também o momento em que uma mulher está em seu período mais fértil. Esta foi a minha primeira cobertura de calor, e eu já poderia dizer como seria horrível. Minha pele estava tão sensível que eu podia sentir cada fibra que a compunha. Meus seios estavam inchados, meus mamilos turgidos e doloridos. Minha boceta latejava e meu clitóris vibrava. Juntei minhas coxas, gemendo baixinho, quando o líquido jorrou para fora da minha boceta revestindo meus lábios vaginais. Eu estava tão pronta para ser possuída, para estar sob um macho e senti-lo bombeando dentro de mim que não conseguia pensar em nada, a não ser ter um pênis grande, duro impulsionando dentro

O amor pode te deixar sem fôlego, com dor, e mágoa. O amor pode florescer, crescer e morrer. O amor pode ser eterno ou murchar como uma rosa e morrer. Siga a sua dor, porque vai levá-lo sempre na direção certa.

Capítulo Capítulo UmUm

Série Lobos LueCross

Anônimo

de mim mais e mais até que eu gritasse para os céus. Eu queria ser possuída

de mim mais e mais até que eu gritasse para os céus. Eu queria ser possuída até ficar saciada. Minha excitação estava tão intensa, que o próprio ato de mover-me na cama me fez querer impulsionar meus dedos na minha boceta pingando e aliviar a dor que se instalara ali. Com todas as forças que consegui reunir, saí da cama e fui para o banheiro. Cada passo parecia massagear meus seios de maneira correta. A forma como minhas pernas se moviam juntas parecia um beliscão na minha boceta. Os lábios inchados estavam apertando meu clitóris sem piedade. Era um inferno, puro e simples. Você poderia pensar que por causa das várias vezes que vi isso acontecer com minhas amigas e familiares, eu deveria estar preparada para o quão poderoso esse momento seria. Bem, eu não estava. Tomei banho rapidamente, rangendo os dentes com a água que a cada segundo acariciava minha pele. Tudo o que eu fazia só aumentava a minha excitação. Mesmo que me masturbasse, eu sabia que isso não iria ajudar. O resultado final poderia ser um semi-orgasmo gratificante, mas a luxúria subiria lentamente, até ficar pior do que antes. Meu único alívio seria a verdadeira intimidade com alguém da minha própria espécie, sentindo o seu sêmen quente me encher. Parecia euforia de momento, mas os machos Luecross eram notoriamente possessivos, agressivos e dominantes. Eu realmente não queria ter que lidar com um He-Man, um macho alfa gritando que, ou eu gostava do jeito dele ou não gostava de jeito nenhum. Isso não quer dizer que todos os machos da minha espécie são assim, mas era seguro assumir que a maioria deles se enquadrava nessa categoria. Também não ajuda o fato de que não fui reivindicada. Claro, eu poderia foder quem eu escolhesse, mas quando o calor do meu acasalamento terminasse, seria deixada sozinha, ansiando por algo mais do que um pênis

Série Lobos LueCross

para preencher-me. O sexo seria sem emoção, apenas duas pessoas ocupando um vazio e domesticando o

para preencher-me. O sexo seria sem emoção, apenas duas pessoas ocupando um vazio e domesticando o animal que residia em todos nós. Apenas uma vez eu tinha tentado uma relação sexual e dizer que foi uma experiência menos que memorável seria um eufemismo. Tinha sido com um humano, e embora tivesse sido lindo e me senti tocada, sentia que tinha alguma coisa faltando. Depois de tudo dito e feito, ficamos lá em um silêncio constrangedor. Dei-me conta de que o sexo não foi suficientemente primitivo. Eu queria algo mais selvagem, mais animal. Sei que parece que estou me contradizendo, pois, afirmei anteriormente que um macho alfa era exatamente o que eu não queria, mas em minha essência reside um animal, uma loba. A criatura que habita em mim se revela no agreste, sob o comando da testosterona masculina que faz com que o coração de qualquer mulher sã falhe uma batida. Eu agora culpo meus sentimentos ao fato de que aquele calor maldito estar se aproximando. Durante o calor, estamos mais animal do que humano, e por isso queremos que seja mais duro, mais rápido, mais áspero. Saí de casa e fui imediatamente invadida pelo que via, pelos cheiros e sons da minha comunidade. Enrolei meus dedos em torno do corrimão da varanda quando o mais intoxicante e potente aroma me abateu. Fiquei instantaneamente encharcada e meus mamilos formigaram. E sabia o que era aquele cheiro, tinha fantasiado sobre ele toda a minha vida. Era como se meu corpo soubesse o que queria e o que ele desejava estava caminhando bem perto da minha cabana. Sai da varanda e fui para as sombras que as copas das árvores forneciam. Tinha conhecido Chase e Xavier toda a minha vida. Eles eram os dois machos com quem sonhei, os dois Luecross com quem realmente queria ter intimidade.

Série Lobos LueCross

... Quando passaram pela minha casa sem olhar para os lados, suspirei aliviada. Eu os queria,

... Quando passaram pela minha casa sem olhar para os lados, suspirei aliviada. Eu os queria, é verdade, mas não neste momento. Precisava mostrar uma aparência de controle. Certamente, se mostrasse um pouquinho de interesse, estaria perdida em questão de segundos. Nenhum homem poderia resistir a uma fêmea durante seu calor de acasalamento. Uma rajada de vento soprou do norte, fazendo com que os ramos balançassem até ranger. Tirei o cabelo dos meus olhos e vi quando Chase e Xavier pararam de andar. Meu coração pulou dento do peito conforme eles lentamente se viraram e olharam para mim. Poderia afirmar que eu estava perfumando o ar, tinha certeza que podiam sentir o cheiro dos feromônios que eu despejava em ondas pelo ar.

Senti no fundo dos meus ossos, mas eu sabia que não era a sua companheira, porque se fosse, eles me reivindicariam agora. Sabia que eles podiam sentir o meu cheiro, que a escuridão medíocre com a qual tinha me blindado, era pobre diante dos sentidos altamente treinados e da astucia daqueles dois homens letais e poderosos que eu agora queria foder desesperadamente. A posição deles em nossa matilha era alta, talvez por causa das proezas sexuais masculinas ou do fato de que o calor de acasalamento estava

O único problema era que eles não deixavam que nenhuma fêmea ficasse no caminho deles. Afirmavam que sua missão era encontrar uma companheira e começar uma família. Isto, naturalmente, não os impedia de foder outra mulher enquanto procuravam e sempre tinham alguma a disposição, e nenhum deles nunca demonstrou o menor interesse em mim. Senti algo mais forte do que apenas atração física em relação a eles.

intenso demais, eu queria desesperadamente

Série Lobos LueCross

a ambos.

Minha boca ficou seca ao mesmo tempo em que outros machos nas proximidades pararam o que

Minha boca ficou seca ao mesmo tempo em que outros machos nas proximidades pararam o que estavam fazendo e olharam para mim. Parecia que eu tinha toda a atenção dos machos não acasalados. Por um momento eu não pude fazer nada além de assisti-los. Ouvi alguns rosnados baixos conforme eles se voltavam ao meu redor para me enfrentar. Eu engoli e rapidamente voltei para minha casa. Fechei a porta e recostei as costas nela, respirando pesadamente e perguntando o que diabos eu ia fazer. Cada dia que ficasse sem um macho só faria com que os meus sintomas piorassem. Quanto mais tempo esperava, mais inquieto os machos se tornariam. Eu nunca tinha conhecido uma mulher Luecross que houvesse se negado a um macho durante o seu calor. Eu era teimosa, é verdade, mas estava realmente preparada para me deixar dominar totalmente? Abandonar todas as minhas inibições e me deixar sucumbir ao prazer único que só um homem do meu tipo poderia me dar? Isto me assustava, e para ser honesta, embora eu quisesse ser forte e manter uma aparência de controle sobre essa necessidade dentro de mim, eu não sabia se era tão forte assim. Por que a natureza tinha que nos governar? Por que eu tinha que me conformar com isto só porque era a maneira das coisas?

Fiquei na minha casa o quanto eu podia. Andei sem parar na minha sala, sabendo que atrás das finas paredes de madeira que me abrigavam, tinha exemplares do sexo masculino que poderiam aliviar a minha dor.

Minha boca ficou seca ao mesmo tempo em que outros machos nas proximidades pararam o que

Série Lobos LueCross

O desejo estava começando a tornar-se doloroso. Senti meus mamilos duros, ultrassensíveis conforme a minha camisa

O desejo estava começando a tornar-se doloroso. Senti meus mamilos duros, ultrassensíveis conforme a minha camisa movia-se contra eles. Para o inferno com o sutiã e a calcinha. Ambos os artigos de vestuário pareciam exacerbar tudo. Decidi que não podia ficar presa dentro de casa para sempre. Saí, e de imediato, senti-me mais aliviada como o ar frio refrescando- me. Eu não ia deixar-me transformar em uma loba, porque tudo o que eu não precisava era atiçar o animal dentro de mim tornando-me mais selvagem, mais ansiosa. Era como se todos os olhos estivessem em mim, como se cada pessoa pudesse dizer que minha boceta estava perpetuamente inchada e molhada. Claro que isso era verdade, pois ninguém pode esconder nada de um lobo Luecross, e esse fato só deixava meu rosto constantemente corado de vergonha. Percorri um dos caminhos usados por trás da minha casa. Um passeio não poderia deixar as coisas piores, ou assim eu pensava. Quanto mais fundo eu me aventurei na floresta, mais próximo eu ouvia os sussurros e murmúrios. O vento soprava e eu estava a favor do vento. Só pelo perfume já tinha claro em minha mente o que poderia estar à minha frente. Eu deveria ter me virado, mas quando senti o aroma distinto de pessoas e de pênis, era como se minha mente não funcionasse mais. Meus pés, porém moveram-se por vontade própria, levando-me cada vez mais perto do que eu precisava. Escorreguei atrás de uma árvore de carvalho monstruosa e observei a cena diante de mim com admiração embevecida. Um trio estava ocorrendo a não mais de dez metros de mim. Dois machos e uma fêmea gemiam e murmuravam em êxtase. Eles estavam muito envolvidos em sua sessão de foda para perceber que eu estava escondida atrás da árvore. A apresentação visual dos corpos masculinos definidos com seus paus eretos tornou todo o meu corpo mais quente de

Série Lobos LueCross

necessidade. Eu não tinha interesse especial nos dois homens, mas pela forma como meu corpo estava

necessidade. Eu não tinha interesse especial nos dois homens, mas pela forma como meu corpo estava se comportando, que eu teria que me apresentar logo em seguida. Como se eles tivessem lido a minha mente, todos pararam e ofegantes voltaram sua atenção para mim. Meus olhos se arregalaram e tropecei para trás, mortificada por ter sido apanhada naquele ato de voyeurismo. Os dois homens inalaram profundamente e sorriram muito. A fêmea, por outro lado bufou com o fato de não tê-los mais bombeando contra ela. Eu poderia identificar-me com o seu problema. Ambos os machos ficaram com os olhos pesados estáticos sentindo o meu cheiro de acasalamento. — Vem cá, lobinha, e deixe-nos aliviar o seu sofrimento. Fiquei tentada, oh eu estava tentada, mas mal conhecia esses lobos. Balancei minha cabeça, usando toda minha força para resistir à tentação que transmitiam. — Nós podemos fazer você se sentir tão bem. Sabemos o quanto você quer, podemos sentir o cheiro do doce néctar que escorre de sua boceta. Minhas bochechas ficaram ainda mais quentes com aquela linguagem atrevida. Eles ainda podiam estar enterrados em outro corpo feminino, mas isso não importava. Os feromônios exalados por aqueles da minha espécie durante o calor era como um afrodisíaco alto e potente que tornava insana a mais sã das Luecross. — Eu não posso. Sinto muito por interromper. — Arrastei-me de lá, tropeçando nos ramos na minha pressa. Esfreguei minhas mãos no meu jeans tão forte e rápido que a dor lentamente penetrou meu cérebro. Tropecei, caindo de joelhos sobre as minhas mãos e estremeci com a dor. — Você se machucou? Olhei para cima, prendi a respiração, Chase estendeu a mão para mim. Xavier estava por trás dele, os braços cruzados sobre o impressionante peito olhando para mim. Lentamente me levantei apertando a minha cabeça.

Série Lobos LueCross

— Não. Eu estou bem, obrigada. — Dei um passo para trás, apertando minhas mãos conforme

— Não. Eu estou bem, obrigada. — Dei um passo para trás, apertando minhas mãos conforme sentia aquele cheiro puramente masculino através de meu corpo. Não ousei tocá-los. Nos três nós olhamos num longo silêncio que beirava o estranho. Um grito feminino alto e agudo ecoou através do ar e mais uma vez meu rosto enrubesceu. Ficou claro que a fêmea tinha acabado de gozar e o fato de que eu estava tão perto da ação sem receber qualquer um deles estava me deixando no limite. — Eu deveria ir. — De repente ficou um clima estranho em torno deles. Como se eu não pudesse ser eu mesma, com aqueles dois homens que eu tinha conhecido a minha vida inteira. Nenhum deles falou e passei por eles, mantendo minha cabeça baixa tentando assim diminuir o aroma deles, e que não conseguiam deixar de inalar.

momento. Eles sabiam como eu estava no limite, sabiam que meu corpo estava tão completamente preparado para um homem que eu poderia ser fodida por horas, sem interrupção. No momento essa imagem parecia como o céu. — Você sabe qual é o problema. — Rebati e puxei o meu braço. Mantive distância e caminhei para a casa, mas as palavras proferidas em seguida me pararam. — Nós podemos ajudá-la, Ofélia. — Podemos facilmente fazê-la sentir-se bem.

Uma mão firme e grande agarrou meu braço, parando meus movimentos e quase marcando a minha carne. Fechei os olhos e engoli, tentando conter o desejo de virar-me e implorar para que me possuíssem. — Você está se sentindo bem, Ofélia? — As palavras de Xavier foram ditas em voz baixa e pareciam envolver-me como uma névoa sexual.

formulada naquele

Série Lobos LueCross

Aquela era

pergunta

possível

pior

ser

a

a

totalmente a eles, apenas com o vento e o ar fresco como os nossos colegas lá

totalmente a eles, apenas com o vento e o ar fresco como os nossos colegas lá atrás. — Oh Deus. Isto é o inferno. — Fechei os olhos e respirei fundo quando senti Xavier tirar meu cabelo do ombro. Seus lábios contra meu pescoço eram como o fogo, deixando-me mais quente, mais excitada. Abri os olhos e me perdi nos olhos de Chase. Ele ergueu a mão e pousou-a sobre a minha clavícula, movendo-a pelo meu esterno e entre os meus seios. Ele não moveu sua mão de entre os meus seios, só ficou lá, como um lembrete, pesado e agradável. Xavier gentilmente beijava a pele do meu pescoço, onde encontrava com o meu ombro. Senti uma urgência primordial, tão animalesca que gemi em devassa luxúria. Inclinei a cabeça mais para o lado, oferecendo a ele a

Tremia quando o sussurro de Xavier brincou em meu ouvido. Eu podia sentir o calor do seu corpo irradiar o meu, sabia que comparado a ele eu era pequena, delicada. Chase parou na minha frente, seus olhos azuis e luminosos mergulhados em meus seios. Eu sabia que meus mamilos estavam duros contra o tecido da minha camisa. Oh inferno, eu podia sentir o tecido esfregando-os. Eu queria, não, precisava de uma boca quente chupando-os, aplacando aquela queimação que eu sentia. — Você está sofrendo, vamos ajudá-la.

Deixei as suas palavras afundarem no meu ser. Aquilo era exatamente o que eu queria ouvir a muito tempo. Mas para ser honesta, elas estavam sendo uma decepção. Eles estavam oferecendo-se para mim, porque no momento, eu era irresistível. Agora, se eles tivessem oferecido isso antes do meu calor, eu teria sentido algo diferente daquela decepção que partia de tristeza o meu coração. Mas mesmo assim meu corpo saltou de excitação com a ideia de ter esses dois homens. — Vamos fazer você se sentir bem, bebê.

Série Lobos LueCross

reconfortante.

Chase soou

racional,

queria

dar-me

tão

tão

Eu

minha garganta, em um movimento de pura submissão. Ambos rosnaram baixo, o som vibrou direto para

minha garganta, em um movimento de pura submissão. Ambos rosnaram baixo, o som vibrou direto para o meu clitóris. — Venha conosco, bebê. — Xavier murmurou contra meu pescoço. Balancei concordando em deixá-los liderar o caminho. Eu sabia que aquela atitude poderia ser o primeiro passo para uma decepção enorme. Mesmo com esse conhecimento, eu continuei a segui-los, não me importando porque eu estava prestes a ter os homens que eu mais desejava aliviando a dor entre as minhas coxas.

Capítulo Dois

Capítulo

Dois

Série Lobos LueCross

A porta da frente fechou atrás de mim com um clique retumbante. Entrei em minha sala

A porta da frente fechou atrás de mim com um clique retumbante. Entrei em minha sala de estar e fiquei ali por um momento olhando a imagem de fora da janela. Fechei os olhos quando senti o calor de Xavier e o órgão de Chase atrás de mim. Eles não me tocaram nem ao menos me apressaram. Deixaram-me decidir quando eu iria querer ir mais longe e por isso eu estava grata. Lentamente me virei e inclinei a cabeça para trás para que pudesse olhar ambos nos olhos. Eu podia ver a fome nas profundezas escuras. Foi uma sensação tangível, que me fez sentir poderosa. Levantei as mãos e comecei a desabotoar meu cardigã que abandonei no chão e depois fui para o jeans. Quando tirei tudo, fiquei diante deles completamente nua. Estava superaquecida, mas meus mamilos estavam enrugados como se um calafrio tivesse percorrido a sala. Eu estava plenamente consciente dos olhos de Chase e Xavier percorrendo famintos o meu corpo. As protuberâncias na frente de suas calças eram uma prova de que eles estavam tão ligados que fui capaz de ouvir o barulho suave de apreciação em seu peito, um som tão selvagem que podia sentir minha boceta ficar mais molhada e inchada. Chase andou atrás de mim, mas eu mantive meu foco em Xavier. Eu podia sentir o calor do corpo de Chase aquecer meus ossos fazendo com que sinais elétricos viajassem através do meu corpo e aumentassem os meus sentidos. Xavier começou a se despir e ouvi sussurro atrás de mim, sabendo que Chase estava fazendo o mesmo. Minha boceta inundou-se com o minha umidade, meu corpo sabendo que precisava ser preparado para o que estes homens estavam prestes a fazer comigo. Xavier mergulhou e capturou os meus lábios com os dele. Suas mãos seguraram minha cabeça, me trazendo para mais perto dele de forma a aprofundar o beijo. Senti sua ereção imprensada em mim, senti o quão grande e grosso ele era, e minha vagina se contraiu de excitação.

Série Lobos LueCross

Sua língua assaltava minha boca, acariciando o interior, os recessos devorando-me selvagemente. Senti Chase me acariciar,

Sua língua assaltava minha boca, acariciando o interior, os recessos devorando-me selvagemente. Senti Chase me acariciar, suas mãos nos meus ombros, seus dedos deslizando pela minha pele exposta de uma maneira doce e suave. Inclinei a cabeça e abri mais a minha boca para ser explorada pela língua de Xavier. A mão que segurava meu cabelo deslizou pelo meu corpo até o seio pesado. Engasguei com a forma como eles estavam sensíveis, o próprio ato da palma de Xavier a pressionar meus mamilos fazia subir pelo meu pé um prazer requintado. Chase agarrou meus quadris e me puxou de encontro a ele. Eu gemi na boca de Xavier, sentindo o comprimento e a espessura do dedo de Chase sondando a minha bunda. E sentiu a umidade escorregadia, conforme sentia o dedo de Chase me penetrando. Lentamente, mas com força, começou a impulsionar contra a minha bunda. Xavier beliscou um dos meus mamilos, duros, e eu gritei em relevo. A estimulação estava causando um efeito dominó dentro de mim, levando-me a outro nível e deixando-me sem fôlego. Xavier moveu a mão do meu peito, sobre a minha barriga indo para baixo, para a minha coxa, então a levantou e enganchei em torno de seu quadril. Eu estava sobre uma perna, imprensada entre dois homens quentes e excitada com minha boceta exposta. Chase moveu uma das mãos até a minha vagina massageando a carne sensível e movendo seu toque muito lentamente em direção a minha fenda gotejante. Chase deslizou um dedo em torno de um dos lábios inchados da minha boceta, puxando-o de lado e depois o deixando voltar ao lugar. Ele fez isso várias e várias vezes, levando- me mais próxima de um orgasmo que eu sabia que seria intenso. Quando eu já não podia aguentar aquela tortura por mais tempo, comecei a empurrar minha bunda para ele, incitando-o silenciosamente a tocar-me no lugar que eu mais precisava. Ele entendeu o recado, mergulhando seu dedo grosso na minha boceta, seu polegar esfregando minha entrada. Meus músculos interiores

Série Lobos LueCross

cerraram ao redor do dedo, puxando-o mais profundo conforme ele pressionava com mais força em meu

cerraram ao redor do dedo, puxando-o mais profundo conforme ele pressionava com mais força em meu clitóris. Respirei contra a boca de Xavier, sabendo que estava prestes a explodir a qualquer segundo. Xavier rosnou contra meus lábios e deslizou uma mão em meu peito. Ele serpenteava sua outra mão na minha bunda e provocou a entrada do dedo que Chase estava mergulhando. — Goza para nós, bebê. — Naquele momento, ele pressionou o dedo contra a pele sensível da minha boceta, através de túneis, até que ambos os seus dedos estavam apertados profundamente dentro de mim. Suas palavras foram abafadas, e quando ele rolou meu mamilo entre seu indicador e o polegar, percebi que era o fim. Puxei uma grande golfada o ar ao mesmo tempo em que o prazer me inundava. Senti um jorro de líquido escapar de mim e sabia que cobria suas mãos.

Respirei contra seu peito e fechei os olhos, tremores de êxtase correndo por meu corpo. Xavier me afastou e olhou para mim. Chase moveu-se e ficou ao seu lado, ambos levantando as mãos e chupando os dedos que haviam me fodido. Vi a pele daqueles dedos grossos molhada e brilhante e sabia que tinham acabado de estarem enterrados no meu corpo. O pensamento deles lambendo o meu clímax enviava fagulhas de calor através de meu corpo. Chase mergulhou para baixo e apertou os lábios contra a minha boca. Seu beijo foi mais suave do que o de Xavier, mas não menos dominante.

O conhecimento me excitou ainda mais. Eles foram implacáveis me fodendo com os dedos longos, traçando meu orgasmo, até que eu não consegui aguentar por mais tempo. Encostei- me em Xavier e estremeci quando puxou para fora de mim e abaixei minha perna.

Série Lobos LueCross

Deixei que me levassem para o quarto, sabia que estava prestes a experimentar algo que iria

Deixei que me levassem para o quarto, sabia que estava prestes a experimentar algo que iria rivalizar com qualquer coisa que eu poderia experimentar no futuro. A porta se fechou suavemente atrás de nós, e o silêncio que se seguiu foi tão profundo que eu podia ouvir meu coração batendo nos meus ouvidos. As cortinas estavam fechadas, mas a luz que ainda estava penetrando as persianas acrescentava um brilho ao cômodo. Ele me virou e abraçou-me de imediato. Eu encontrei com a boca de Chase, absorvendo a sensação da sua língua deslizando possessivamente sobre a minha e inflamando meus sentidos. Ele andou para trás até que senti a beira da cama atingindo as costas dos meus joelhos. Xavier estava atrás de mim, suas mãos segurando a minha cintura e me puxando em direção ao colchão. Eu não ia lutar contra eles, não queria entrar nessa matéria. Estava tão molhada que meus sucos estavam começando a cair na parte interna das minhas coxas, um testemunho de quão longe o meu calor de acasalamento estava. Afundei no colchão, Xavier já estava nu a meu lado. Chase estava no lado oposto antes que eu pudesse piscar os olhos, deu atenção aos meus seios liberados. Eu podia sentir o calor do corpo deles me cercando, podia sentir pelo cheiro o quanto eles me queriam. Chase arrastou seus dedos na minha clavícula até meu mamilo túrgido. Ele beliscou e puxou a carne sensível até as minhas costas arquearem e minha respiração me deixar em um suspiro. Ele continuou fazendo isso, puxando meu mamilo para cima e soltando-o ir para o meu peito, sacudindo-o, fazendo-o oscilar. Eu fechei minhas coxas bem juntas, amando a sensação de como minha umidade tinha revestindo os lábios da minha vagina. Fiz os meus lábios esfregarem-se eroticamente juntos. Xavier pegou o meu outro mamilo no recesso quente de sua boca. Senti seus dentes puxando a pele, rolando-o enquanto a sua mão segurava e massageava o monte.

Série Lobos LueCross

Chase imitou Xavier, a sensação de dois homens acariciando meus seios fez meu corpo tremer incontrolavelmente.

Chase imitou Xavier, a sensação de dois homens acariciando meus seios fez meu corpo tremer incontrolavelmente. Fechei os olhos e inclinei a cabeça para trás, apreciando as sensações de euforia que circulavam ao meu redor. Cada um deles pegou uma das minhas coxas erguendo-as, drapejando minhas pernas para que minha boceta ficasse escancarada. E imediatamente senti um fragmento da minha excitação, e o conhecimento de que também podia sentir o cheiro me deixou mais quente. Sem parar de sugar meus mamilos, suas mãos serpentearam em direção a minha boceta doendo. Esfregaram os dedos na minha carne, movendo o tecido em torno de modo que de vez em quando esbarrava em meu clitóris proporcionando-me um requintado prazer. Comecei a levantar desenfreadamente meus quadris, incitando-os a fazer algo mais do que apenas puxar os lábios da minha vagina e provocar o meu clitóris. Senti um dedo e depois outro deslizamento na minha entrada, estendendo-me e me massageando por dentro. Abri a minha boca gemendo silenciosamente. Uma boca se fechou sobre a minha, mas não abri meus olhos para ver quem era. Eu gemia de forma audível, o som abafado pelos lábios pressionados contra os meus. Os dedos enfiados dentro de mim começaram a bombear com mais força, mais rápido. Os polegares trabalhando meu clitóris, espalhando o meu líquido e criando uma fricção deliciosa contra aqueles dedos, impulsionando o meu prazer. Quebrei o beijo ofegante. Então vi flashes de luz por trás dos meus olhos, senti o aperto nas minhas costas, dedos, mãos e pés, e sabia que meu orgasmo estava correndo em direção a superfície. Como se pudessem sentir o quão perto eu estava, empurraram outro dedo em mim, alargando-me para a penetração de seus enormes pênis. Como uma explosão, o meu clímax se soltou e fez todo o meu corpo tremer. Seus dedos nunca vacilaram, apenas continuaram a me penetrar tirando o meu prazer. Meu corpo carente cerrou em torno daqueles dedos

Série Lobos LueCross

emocionantes e exigentes. Eu gritei alto e profundamente, e podia ouvir os grunhidos de satisfação de

emocionantes e exigentes. Eu gritei alto e profundamente, e podia ouvir os grunhidos de satisfação de Chase e Xavier vibrar contra a minha pele. Eles lentamente removeram os dedos do meu corpo em convulsão e foi quando eu finalmente abri meus olhos. Seus dedos estavam envoltos em torno de seus pênis. Não era segredo que os Luecross machos eram bem dotados, e enquanto eu olhava para suas ereções, sabia que as histórias que ouvi de outras mulheres sobre Chase e Xavier eram definitivamente verdadeiras. Eles certamente tinham paus monstro, e logo percebi que iriam enterrá-los dentro de mim e pensar nisso só aumentou o fogo que já estava em chamas dentro de mim.

Capítulo Três

Capítulo

Três

Série Lobos LueCross

Eles me viraram sobre minha barriga e eu feliz obedeci o comando silencioso. Xavier se ajoelhou

Eles me viraram sobre minha barriga e eu feliz obedeci o comando silencioso. Xavier se ajoelhou atrás de mim, segurando meus quadris e me puxando para cima a fim de que eu ficasse agora sobre minhas mãos e joelhos. Ele então colocou suas coxas entre as minhas, forçando-me a me abrir tanto que eu senti a tensão dos meus músculos. Meu foco estava em Chase que estava ao lado da cama, seu pau grande na mão enquanto ele bombeava-o lentamente. Apesar de minha vagina ainda tremer dos orgasmos que tinha tido pouco antes, o calor do acasalamento se recusava a acalmar até que eu estivesse cheia de esperma e totalmente saciada. Xavier alisou suas mãos na minha bunda, apertando os globos antes de dar uma palmada bem num dos lados. Smack. Soltei um suspiro com o prazer e a dor misturados. Chase deu um passo mais perto e esfregou a ponta do seu pênis contra minha boca. O pré- sêmen escorreu da ponta e revestiu meus lábios. Corri minha língua para fora e com uma lambida limpei, sempre mantendo meus olhos em Chase. Ele tinha um gosto tão bom, salgado e puramente masculino. Eu abri minha boca e chupei a cabeça, então Xavier deu um tapa nas minhas nádegas e outro ... Fechei os olhos e gemi em torno de sua carne. E podia sentir minha pele aquecer-se a cada golpe de Xavier, podia senti-la formigando e tornando-se ainda mais sensível ao contato. — Olhe para essa bunda, tão redonda e perfeita, ficando toda cor de rosa para mim. — Xavier murmurou enquanto dava outro tapa na minha bunda e depois alisou a mão sobre a picada. Ele fez isso várias vezes, batendo em uma nádega depois na outra até que o único som que penetrava meu cérebro era aquele, a pele contra pele e os masculino gemidos de prazer. Eu podia sentir a ponta de sua ereção contra as minhas dobras e sabia que bastaria ele erguer um pouco meus quadris para ser empalado por ele.

Série Lobos LueCross

Eu chupava o eixo de Chase cada vez mais forte e mais rápido, abri a minha

Eu chupava o eixo de Chase cada vez mais forte e mais rápido, abri a minha garganta e engoli o máximo de seu pau que pude. Girava minha língua em torno da parte inferior, à direita contra a veia grossa que por ali corria. Passei a chupar a ponta da fenda, pressionando minha língua contra ela até que eu senti um pouco de resistência. Quando senti a coroa do pênis de Xavier colocando-se à minha entrada antecipei a sensação de estar cheia. Ele não esperou, apenas empurrou para dentro com toda sua força. Meus olhos se arregalaram conforme sentia cada centímetro de sua ereção esticar-me. A queimadura de dor e prazer misturados até que lágrimas de alívio escorreram pelo meu rosto. Fechei os olhos e continuei sugando Chase. Senti seus dedos suaves sobre as lágrimas de minha pele. Não foram necessárias palavras, estes homens, esses lobos Luecross sabiam que minhas lágrimas eram de prazer, de alegria e de aceitação. Xavier não se moveu por vários minutos enquanto deixava o meu corpo se ajustar ao seu tamanho. Meus músculos que cercavam seu pau apertaram uma e outra vez, numa ação involuntária que resultou nele segurando minha cintura com força. Ele lentamente puxou para fora, parando logo na entrada em seguida, empurrando todos os centímetros de espessura de volta para mim. Ele pegou velocidade, puxando-me de volta para seu eixo, empurrando para a frente com seus quadris. Mesmo já tendo dois intensos orgasmos antes, senti o começo de um terceiro vindo a superfície. Engoli mais de Chase, determinada a fazê-lo gozar. Pequenos jatos de esperma encheram a minha boca e eu sabia que ele estava perto. Engoli aquela ambrosia salgada e apertei meus punhos, sentindo a aborda do clímax.

Pouco antes de explodir, Xavier serpentou uma mão entre minhas pernas e esfregou meu clitóris vigorosamente. Eu não precisava do estímulo extra, mas logo que ele começou a apertar um pouco a minha carne, sabia que o prazer seria ofuscante. Chase liberava agora gotas do seu sêmen no

Série Lobos LueCross

Não sei por quanto tempo dormi, mas quando acordei estava sozinha na cama e o sol

Não sei por quanto tempo dormi, mas quando acordei estava sozinha na cama e o sol já havia definitivamente partido. Espreguicei preguiçosamente, sentindo meus músculos protestarem e sorri. Senti-me revigorada e renovada, como uma nova mulher. O calor de acasalamento ainda estava lá, mas em vez do fogo feroz dentro de mim agora era mais como uma branda queimação. Eu sabia que se tornaria feroz novamente, em breve, mas eu gostava daquela calma no meu corpo. Fiquei tentada a voltar a dormir, mas ouvi o som de tampas e panelas batendo na cozinha. Saí da cama e vi uma camiseta masculina caída sobre uma cadeira. Peguei-a e inalei, fechando os olhos ao sentir o perfume amadeirado de Chase. Deslizei-a sobre o meu corpo tremendo quando ela raspou os meus mamilos, estimulando-os.

Ambos fizeram bastante barulho quando minha boceta e minha boca se encheram de sêmen. Eu chupava gulosamente, engolindo o máximo que podia. Podia sentir jato após jato do sêmen quente de Xavier enchendo-me, aliviando a dor dentro do meu corpo. Quando ambos deslizaram para fora, desmaiei na cama, respirando pesadamente coberta de suor. Minha boceta convulsionava, e cada vez que os músculos se contraiam sentia uma renovada sensação de êxtase. Os homens deitaram em ambos os meus lados, envolvendo-me com seu calor. Foi assim que adormeci, temporariamente saciada, mas sabendo que haveria mais para mim quando acordasse.

meu rosto, abri meus olhos e o fitei. Seu peito duro estava pontilhado de suor, com os olhos semicerrados ele rosnou baixo em sua garganta. Xavier fez um som semelhante atrás de mim. Quando explodi de prazer, Xavier empurrado em mim mais uma vez e Chase enterrou suas mãos no meu cabelo.

Série Lobos LueCross

Eu não usava nada por baixo da camisa quando caminhei pelo corredor indo em direção a

Eu não usava nada por baixo da camisa quando caminhei pelo corredor indo em direção a cozinha, sentindo o aroma delicioso de bifes grelhados. Vi Chase pela porta de vidro sem camisa. A visão de seu bronzeado contraiu meus músculos internos deixando-me molhada e minha excitação ferveu. Ele estava na frente da churrasqueira no deck, a fumaça em torno dele envolvendo a sua forma maciça. Meus mamilos ficaram duros, embebida por aquela visão que apertei minhas coxas juntas para manter o líquido que estava escorrendo por minhas pernas nuas. Obriguei-me a desviar o olhar e observei que a mesa estava posta para três. Pão, batatas assadas, uma salada, e todos os aparatos imagináveis enfeitavam a mesa. Minha boca ficou molhada e meu estômago roncou. A porta de vidro se abriu e eu olhei para Chase, a frente de seu peito ainda mais espetacular do que as costas. Fui atraída pelos músculos ondulados de seu abdômen, os músculos peitorais definidos, e pelo V perfeito perto de sua virilha, até o seu pênis glorioso. Ele segurou uma placa com três bifes grandes em cima dele, mas o olhar faminto que ele me deu não tinha nada a ver com a comida que nos rodeava. — Estava me perguntando quando você ia se levantar. Só quando vi seus olhos percorrendo meu corpo de cima a baixo é que percebi que eu provavelmente parecia terrível. Tentei arrumar o meu cabelo quando ele virou as costas, mas meu reflexo na porta de vidro provou que eu tinha o olhar de uma boa foda. Fui até lá e peguei uma fatia de melancia e dei uma mordida. A fruta estava doce e suculenta e um pouco de suco escorreu pela minha boca em direção ao meu queixo. Antes que eu pudesse limpá-lo, Chase estava na minha frente. Engasguei, meus olhos ampliaram com a proximidade. Seu olhar estava fixo no meu queixo, onde eu podia sentir o suco continuar a sua descida lenta para baixo, deslizando pela minha pele. Antes que eu pudesse reagir, Chase estava correndo sua língua ao longo da minha carne.

Série Lobos LueCross

— Mmm, você é muito mais doce do que suco de melancia. E fiquei lá, chocada

— Mmm, você é muito mais doce do que suco de melancia. E fiquei lá, chocada e excitada mais do que eu gostaria de admitir quando o calor da boca de Chase entrou em choque com o frio do suco. Ele me beijou, em seguida, podia sentir o sabor da melancia fresca sobre seu sabor de outra forma potente. Seus braços em volta de mim, me puxando para perto para que eu sentisse o contorno de sua ereção contra a minha barriga. Ele era como um homem faminto quando me beijou. Sua língua lanceando dentro e fora de mim, um ato que parecia muito com uma foda e que me deixou louca. Ele me apoiou até que eu senti a parede às minhas costas. Suas mãos alisando a minha bunda e amassando a carne. Antes que eu pudesse protestar ele me levantou e eu fui forçada a embrulhar as minhas pernas em volta dele. Segurei seu ombro e interrompi o beijo, ofegante quando ele pressionou seu pênis sob o jeans contra mim. A camisa tinha enrolado para cima e o ar frio provocou minha boceta nua. Eu tremia, não de frio, mas com o calor do acasalamento que tinha ganhado vida. — Onde está o Xavier? — Minha pergunta foi sussurrada. Fiquei surpresa de que pudesse se quer pensar muito menos perguntar. — Fora. Eu não pedi para Chase explicar, pois pela forma como ele estava lambendo e beijando meu pescoço notei que estava tão excitado quanto eu. Em um movimento rápido, ele tirou a minha camisa e desceu as calças até seus tornozelos. Nós nos beijamos novamente e sua mão agarrou um pedaço do meu cabelo inclinado a minha cabeça para o lado. Eu sabia que Chase era poderoso e dominador, mas eu sempre tinha pensado nele como o mais suave dos dois. Seu desempenho agora mudou meu ponto de vista. Ele me excitou. Sua boca estava de volta no meu pescoço, um local que todos os homens Luecross não podiam resistir. Eu sentia seus dentes ao longo da carne tenra e implorei para ser possuída. — Por favor, Chase.

Série Lobos LueCross

do meu pescoço. Ele mordeu o local onde meu pescoço e o ombro se encontravam, ao

do meu pescoço. Ele mordeu o local onde meu pescoço e o ombro se encontravam, ao mesmo tempo em que me penetrava. Eu chorei de alívio. Fechei os olhos e inclinei a cabeça contra a parede. Ele era longo e grosso, e quando começou a se mover para dentro e fora de mim, senti o estiramento da minha pele em torno de seu eixo. Chase bombeava rápido e com força em mim, empurrando-me contra a parede até que eu comecei a sentir uma queimadura lenta de dor percorrer a minha espinha conforme ele me inflamava. Embora fizesse um aperto firme no meu pescoço com seus dentes, ele nunca perfurou minha carne. Sentia uma leve picada de dor, a pressão de saber que os dentes poderiam facilmente tirar sangue me fez querer que ele me fodesse com mais força. Enterrei meu rosto em seu pescoço, aspirando seu cheiro masculino, tentando em vão segurar o meu orgasmo inevitável.

— Por favor, o que, Ofélia? — Sua língua acalmou a dor que seus dentes causavam. — Você não sabe há quanto tempo eu queria ouvi-la implorar por mim. Eu sabia que no calor do momento muitas coisas eram ditas, e este era um desses momentos. E sabia que Chase não tinha sido literal quando disse que estava esperando há muito tempo para me ouvir implorar, uma vez que ele nunca mostrou nenhum interesse sexual em mim.

escorregadia e derrubei as últimas barreiras que tinha em deixá-lo ser o dominante. Meus sucos derramaram para fora de mim e cobriram o interior das minhas coxas. — Por favor. — Sussurrei em seu ouvido, suplicando-lhe com a voz estrangulada pela excitação sexual. Ele gemeu e passou a língua até o lado

Ele soltou meu pescoço, pequena decepção.

dentro de mim. Seu pau esfregou para cima e para baixo a minha fenda

a ausência do desconforto provocou uma

coisa neste momento, apenas para senti-lo

Série Lobos LueCross

qualquer

teria dito

Eu

Série Lobos LueCross tempestuosa. Eu não o tinha ouvido entrar, mas lá estava ele, de pé

Série Lobos LueCross

tempestuosa. Eu não o tinha ouvido entrar, mas lá estava ele, de pé ao lado de Chase, sua calça arriada com o pênis na palma da mão. Ele puxou seu pau a cabeça vermelha e cutucando o meu tecido sensível. Chase bateu em mim e eu senti mais rápido outro orgasmo me percorrendo. — Oh Deus, é tão bom. — Olhei para ambos, essa visão intensificou a umidade jorrando de mim e meu clímax explodiu. Só então, Chase desacelerou, seu gemido baixo me dizendo do seu orgasmo era iminente. Seu esperma quente encheu-me com jatos rápidos e poderosos todo o seu corpo tenso acima de mim enquanto o meu corpo aceitava seu sêmen.

agarrou minha bunda apertado, seus dedos cavando minha pele e inflando o meu desejo. — Eu quero você. Goze Chase. — Ele girou em torno de mim tão rápido que borboletas esvoaçavam em minha barriga. Ele me depositou na mesa antes que eu pudesse interrogá-lo. Ficou enterrado dentro de mim, seus quadris num ritmo rápido e frenético que me oscilou na beira do

acalmando o meu calor. Olhei para Xavier, o rosto duro quando ele ergueu o punho sobre sua ereção mais rápido. Ele grunhiu antes que seu sêmen revestisse a minha barriga e meus seios. Fluxo após fluxo do líquido branco voou para fora dele, banhando o meu corpo. Ele fez a minha pele formigar, me sentir viva.

orgasmo. Agarrei a borda da mesa e gemi alto. Ele colocou meus pés na madeira, e segurou minhas coxas abertas conforme me penetrava suas bolas davam tapas na minha pele. O som da nossa carne úmida se encontrando encheu a sala.

prazer me atingiu. Chorei silenciosamente e senti meu mamilo sendo apertado. Abri os olhos e olhei direto para Xavier com a expressão

Apertei meus olhos bem fechados

e prendi a respiração quando

tesão, um afrodisíaco sentir

sua semente dentro de

— Ofélia, bebê,

vou durar muito.

mim,

você

boa.

não

tão

Ele

Foi

um

Eu

é

o

Eu não conseguia respirar por mais tempo, embora o sêmen de Xavier estivesse esfriando meu corpo,

Eu não conseguia respirar por mais tempo, embora o sêmen de Xavier estivesse esfriando meu corpo, minha boceta estava em convulsão em torno de pau de Chase. Estávamos todos ofegantes, ninguém dizia nada. Chase lentamente retirou-se do meu corpo e me ajudou a ficar de pé. Nossos sucos combinados escoaram para fora da minha boceta, e o sêmen de Xavier escorria do meu peito. Desculpei-me e fui para o banheiro me limpar. Quando voltei percebi os dois homens de pé no canto falando suavemente. Eu observei-os por um momento, não deixado que percebessem a minha presença. Mas não era capaz de ficar escondida muito tempo, não, quando havia dois machos Luecross na mesma sala. Os dois pararam de falar e viraram-se para olhar para mim. Um silêncio desconfortável encheu a sala e eu forcei a minha garganta para tentar acabar com o constrangimento. — Estou morrendo de fome. — Corei diante do meu comentário, sabendo que a razão pela qual eu estava tão faminta era porque eu tinha sido completamente fodida duas vezes em poucas horas. Olhei para Chase e Xavier quando eles não responderam. Suas expressões eram reservadas e eles ainda não falavam. — Não estão com fome? — Olhei para eles e depois interrogativamente para os alimentos. — Tudo o cheira tão bem, Chase. — Ouvi eles se moverem e levantei meus olhos. O que estava acontecendo me deixou mal. Eles pararam na minha frete. Chase removeu uma mecha de cabelo do meu ombro e Xavier deslizava um dedo pelo meu braço. — Escute, Ofélia, temos algumas coisas para cuidar, mas vamos estar com você mais tarde, ok? — A voz Xavier soou diferente. Eu poderia estar com o dedo sobre mim, mas ele parecia mais distante, hesitante. Olhei para Chase, que estava me observando atentamente. — Vamos falar com você mais tarde, bebê. — Chase falou baixinho, como se soubesse que a atitude apática de Xavier me magoava.

Série Lobos LueCross

Balancei a cabeça, não confiando em falar. Eu não sabia o que tinha acontecido a partir

Balancei a cabeça, não confiando em falar. Eu não sabia o que tinha acontecido a partir do momento em que fui ao banheiro até agora, mas algo estava definitivamente errado. Ambos me beijaram na bochecha e saíram. Eu não me incomodei em voltar-me para vê-los ir embora, apenas mantive minha atenção sobre a disposição dos alimentos, à beira das lágrimas. Sabia que ia acabar me machucando.

Eu não ouvi nada de Chase ou Xavier pelo resto da noite e quando acordei na manhã seguinte, minha excitação estava horrível, até mesmo a respiração era uma agonia. E sabia que não deveria ter esperado mais deles, mas era difícil não ter ilusões. Decidi sair para uma corrida matinal, pensando

Capítulo Quatro

Capítulo

Quatro

Série Lobos LueCross

que um pouco de ar fresco ajudaria a clarear a minha cabeça. Foi somente quando saí

que um pouco de ar fresco ajudaria a clarear a minha cabeça. Foi somente quando saí de casa que percebi que tinha cometido um erro terrível. Vários homens solteiros Luecross estavam na frente da minha varanda, seus baixos rosnados e murmúrios preenchiam a manhã que de outra forma estaria serena. Assim que a porta se fechou atrás de mim, todos pararam e se viraram para mim. E podia ver cada um deles respirando rapidamente, a ascensão e queda forte de seus peitos deixando-me saber que o meu calor de acasalamento estava afetando-os fortemente. Eu estava hesitante em deixar a minha varanda, mas sabia que não podia ficar em minha casa até que aquilo passasse. Não sabia quanto tempo duraria esse despertar, mas eu me recusava a ser uma prisioneira dos meus instintos básicos. Uma vez fora da varanda, todos os homens se afastaram de mim. Eu podia ver seus olhos viajando ao longo de meu corpo, podia vê-los cheirar a minha sensualidade. — Ofélia. — River, um jovem do sexo masculino no bando veio até mim, seu hálito quente e selvagem roçando a minha bochecha. Eu tremia, não do frio no ar, mas de quão potente o seu desejo por mim era. — Você cheira tão bem. Eu posso cuidar de você, se você me deixar, bebê. — Ele olhou para mim com aqueles olhos da cor de uma noite de tempestade. — Não, eu é quem posso cuidar de você. — David empurrou River para fora do caminho e passou um dedo para baixo do meu braço. — Eu posso fazer você se sentir como no céu, docinho. Olhei para David, aquele diabólico moreno parecia estar me tentando. Mas embora meu corpo gritasse por satisfação, havia algo me segurando. Era como se Chase e Xavier tivessem me dado algo a que nenhum outro homem poderia se comparar. Mais e mais se aproximavam de mim, Ryder, Michael, mesmo Graham, o membro tímido e quieto do bando.

Série Lobos LueCross

Lentamente caminhei em direção ao círculo dos membros do bando, os homens me olhando de cima

Lentamente caminhei em direção ao círculo dos membros do bando, os homens me olhando de cima a baixo, mas não faziam qualquer progresso. — O que está acontecendo? — Sussurrei para Lena, uma das mais jovens fêmeas do grupo. Murmúrios me cercaram, mas era difícil de decifrar o que todos estavam dizendo. — Dois membros do bando podem ter encontrado a sua companheira. — Sua voz estava animada e ela ficou na ponta dos pés para tentar ver sobre a multidão. Imitei seus movimentos, tentando ver quem eram os dois lobos sortudos. — Você sabe quem são eles? Assim que as palavras deixaram os seus lábios ocorreu um alvoreceu em mim. Lentamente vire-me para ela, mas Lena não tinha ideia do horror que corria em meu interior. Meu coração devagar começou a quebrar. — Chase e Xavier. Fechei os olhos quando a dor me agrediu. Eu poderia ter quebrado e gritado logo em seguida. Sabia que algo tinha ocorrido, sabia que mesmo que

— Eu posso não ser o mais forte, querida Ofélia, mas sou certamente o mais suave. Se eu pudesse me deixar sucumbir aquelas ofertas, Graham teria subido no alto da minha lista. Balancei cabeça e levantei a mão. Recuei para a linha das árvores, sabendo que precisava parar com aquilo. A adrenalina e a explosão de emoções em meu corpo eram demais para me segurar. Eu os ouvi chamando meu nome, mas não parei, nem sequer olhei sobre meu ombro.

Corri por horas, deixando meu lobo interno assumir o controle e saboreando aquela liberdade. Quando voltei ao acampamento, havia uma comoção na área comum. Eu podia sentir a forte emoção de cada membro do bando, e sabia que o que quer que eu estivesse prestes a descobrir mudaria tudo.

Série Lobos LueCross

minha fantasia tivesse se tornado realidade, o meu sonho de estar com eles não. Lena se

minha fantasia tivesse se tornado realidade, o meu sonho de estar com eles não. Lena se virou e olhou para mim com a testa franzida. — Está tudo bem, Ofélia? Concordei e forcei um sorriso. — Não é maravilhoso? Eu só estou com um pouco de inveja. Engoli em seco tendo dissipar o bolo que se formou em minha garganta. — Então, quem é? — Ninguém sabe. Eles anunciaram a boa notícia, que depois deslanchou. — Lena virou-se para mim com olhos animados e agarrou minhas mãos. — Eu me pergunto se é uma humana ou uma loba? Estou tão animada. Lena era jovem demais para realmente compreender o impacto total do que aquilo significava. Quando um Luecross encontrava sua ou seu companheiro, todos os outros eram secundários em sua lista de prioridades, e todas as outras fêmeas eram inexistentes, o que significava que eu precisava ser firme e seguir em frente. Já não poderia mais sonhar com Chase e Xavier, não poderia mais perguntar-me se algo mais poderia acontecer entre nós. Quando um homem finalmente percebe quem era sua companheira, nada mais importava. Eu não podia ficar e esperar para ouvir o resto da fofoca, apenas voltei para minha casa com o coração pesado. — Ofélia? Virei-me, com uma expressão afetada no rosto enquanto olhava para Graham. Seu cabelo castanho estava desgrenhado e seu rosto estava corado. Eu poderia dizer que ele tinha saído para uma corrida, podia sentir o cheiro da adrenalina através de seu corpo. Olhei em seus brilhantes olhos verdes, tentando fazer-me perceber que eu precisava começar a pensar em outros homens. Eu não poderia aplacar a minha luxúria com Chase e Xavier por

Série Lobos LueCross

... comigo amanhã noite? Absorvi o que ele disse, na verdade, sorrindo para a doçura do

... comigo amanhã noite? Absorvi o que ele disse, na verdade, sorrindo para a doçura do seu convite. Eu sabia que ele queria ter-me no mais básico dos caminhos, era a natureza pedindo-lhe para ir em frente, mas fiquei surpresa por ele tentar primeiro me cortejar em vez de apenas descaradamente oferecer para me foder. Hesitei e eu vi o flash da decepção através de seus olhos. — Sinto muito. Eu não deveria ter te incomodado novamente. Ele virou para ir embora e eu segurei a sua mão. — Não, espere. — Ele parou e virou-se para mim. — Eu realmente adoraria jantar com você. — Seu sorriso poderia ter iluminado todo o acampamento, o que por sua vez me fez sorrir. — Ótimo. Que tal amanhã à noite? Ás sete? Vou até mesmo cozinhar. Eu podia ouvir a emoção na sua voz e não poderia ajudá-lo quando a mesma emoção bombeava através de mim. Mesmo que nada sexual ocorresse amanhã à noite, eu sabia que seria memorável. — Isso soa muito legal, Graham. Eu vou encontrá-lo em sua cabana,

Nos despedimos e eu o vi sair. Eu não pude deixar de pensar sobre como eu tinha agido hoje. A imagem de ser fodida por Chase e Xavier passou pela minha mente e eu instantaneamente fiquei molhada. Vários machos se viraram para olhar para mim, com desejo claro em suas expressões. Virei rapidamente e entrei em casa. A porta tinha acabado de fechar atrás de mim quando eu finalmente me deixei cair e chorar.

mais tempo, especialmente quando eles trouxessem a sua companheira para viver com o bando.

Eu só queria saber se talvez você gostaria de jantar

Série Lobos LueCross

então.

— Eu

Bem

...

Fiquei na minha cabana pelo resto da noite, ignorando as inúmeras batidas na porta da frente

Fiquei na minha cabana pelo resto da noite, ignorando as inúmeras batidas na porta da frente que eu reconhecia serem convites de muitos dos homens do acampamento. O calor do acasalamento tinha sido domesticado, mas eu atribuía isso a minha depressão. E já tinha visto Chase e Xavier através da janela da frente carregando caixas para sua cabana. Sabia o que eles estavam fazendo, sabia que eles estavam preparando um lar para sua companheira, um lugar que seria confortável e luxuoso para ela. Nem uma vez eu os ouvi, e depois de observá-los o dia todo, finalmente adormeci no sofá. Na manhã seguinte, eu estava pronta para a corrida diária. Espreguicei antes de pisar fora de casa, não fiquei surpresa ao ver vários machos na frente da minha cabana. Educadamente recusei as propostas e sai por entre as grossas árvores. Foi o dia perfeito para correr, e quando ouvi o som de água corrente o segui. O riacho que corria bem na minha frente era cristalino e puro. O cheiro de frescor assaltando meus sentidos, tirei meus sapatos e mergulhei os pés dentro da água que estava gelada, com o líquido vindo direto dos picos nevados das montanhas circundantes. Sentei lá até que minhas emoções ficassem tão dormentes como meus pés. Quando voltei para o acampamento, Chase veio carregando dois vasos cheios de flores silvestres. Engoli em seco e desviei o olhar voltando para minha cabana. — Ofélia?

Capítulo Cinco

Capítulo

Cinco

Série Lobos LueCross

Parei e apertei meus olhos antes de me virar e enfrentar Chase. Coloquei um sorriso falso

Parei e apertei meus olhos antes de me virar e enfrentar Chase. Coloquei um sorriso falso no rosto. — Oi. Colocou as flores para baixo e caminhou para mim. Eu podia sentir um perfume mesclado de excitação e euforia ao seu redor. Ficou claro que ele estava animado por encontrar a sua companheira. — Me desculpe, por não ter entrado em contato. Eu senti falta, mas estive muito ocupado. — Eu já soube. — Limpei a garganta e me movi desconfortavelmente. — Escute, Xavier e eu gostaríamos de falar com você sobre tudo o que vem acontecendo. Segurei minha mão para ele parar e endireitei os ombros. — Realmente, vocês dois não me devem nenhuma explicação. Estou muito feliz por vocês encontrarem sua companheira. Por um longo momento ele não disse nada e eu me perguntava se ele podia sentir o cheiro da minha mentira. — Você? — Sua voz tinha caído mais baixo e ele deu um passo adiante. — É claro. Eu sei quanto tempo vocês dois têm procurado. Acho que foi apenas sorte que tenham encontrado a felicidade com a mesma pessoa. Eu sei o quão próximo você e Xavier são. — Levantei a mão em um adeus e me virei. Eu não dei um passo quando senti o aperto quente da sua grande mão em torno do meu pulso. Tive que forçar a consciência para abaixar a sensação que aquele toque evocava em mim. — Nós realmente precisamos falar sobre isso. Todos os três. Eu não precisava me sentar com eles e ouvir nenhuma explicação de que foi bom enquanto durou. Era uma mulher adulta, forte o suficiente para superar aquele obstáculo e seguir em frente com a minha vida. Nunca me considerei uma mulher egoísta ou ciumenta, mas quando pensei neles fazendo o que eles fizeram comigo com outra pessoa, não pude deixar de sentir emoções selvagens bombardeando-me.

Série Lobos LueCross

Olhei para mim mesma no espelho, alisando o vestido que usava. Meu cabelo estava preso em

Olhei para mim mesma no espelho, alisando o vestido que usava. Meu cabelo estava preso em um rabo de cavalo frouxo e pequenos brincos de pérola pontilham o meus lóbulos. Não acho que eu parecia alguém que queria ser fodida, mas cada segundo que passava minhas mãos pelo meu corpo, me sentia ainda mais aquecida. Minha calcinha já estava encharcada, mas não me incomodei em trocá-la já que a nova iria ficar igualmente molhada. Desliguei a luz do quarto e coloquei um par de pulseiras em seguida peguei uma garrafa de vinho que eu planejava tomar e me dirigi para fora. Felizmente não havia macho nenhum em torno de minha cabana. Graham

— Obrigado. Espero que goste do que eu estou cozinhando. — Podia perceber o nervosismo em sua voz. — Tenho certeza que vou. Sentia o olhar saltando de Chase e a maneira como ele audivelmente engoliu. Segui em frente, recusando-me a olhar para trás, porque o meu coração já estava quebrado.

Abri a boca para responder, mas vi Graham andando com sacos de supermercado nos braços. Puxei meu braço libertando-me e balancei a cabeça, dizendo a Chase sem falar que tudo ficaria bem, que compreendida completamente.

— Te vejo por aí, Chase. Corri até Graham e passei minha mão por baixo do seu braço. O senti endurecer, sua luxúria florescia.

Olhei para mim mesma no espelho, alisando o vestido que usava. Meu cabelo estava preso em

— Aqui, deixe-me ajudá-lo Graham.

Série Lobos LueCross

— Peguei

braços.

seus

saco

de

um

vivia em uma das mais novas casas de madeira pequenas em nosso acampamento, situada mais profundamente

vivia em uma das mais novas casas de madeira pequenas em nosso acampamento, situada mais profundamente na floresta. Talvez essa fosse uma das razões pelas quais ele era tão antissocial, ou talvez era porque ele sempre se mantinha tão longe de todos os outros. Segui um pequeno caminho pela floresta, os sons dos animais correndo e o vento soprando através das árvores causavam uma cacofonia linda de ruídos em torno de mim. Vi a casa de Graham a vários metros de distância, o brilho suave vinda das janelas como um farol. Quanto mais perto eu ficava, mais alto ficava o som de animais no mato. Olhei ao redor e inalei tentando sentir algo do que estava ao meu redor. O vento tornou impossível sentir o aroma da vida selvagem, então ignorei e caminhei mais rápido. Assim que cheguei na varanda ouvi passos e a porta da frente abriu. Graham estava lá com um sorriso largo no rosto. Ele se afastou para me deixar entrar, e eu entreguei-lhe a garrafa de vinho. — Espero que vinho tinto combine com o que você está cozinhando. — Foi muito atencioso de sua parte. É perfeito. — Ele fechou a porta e colocou a garrafa sobre a mesa. Duas velas enfeitavam a mesa juntamente com cristais brilhantes e reluzentes talheres. — Eu fiz lombo de porco, batatas assadas para o nosso jantar caseiro. Quando ele abriu o forno a me mostrar seu trabalho, o cheiro ficou intenso e inebriante. — Você fez tudo do zero? — Fiquei impressionada com suas habilidades culinárias. Ele balançou a cabeça e afastou-se, mas não rápido o suficiente para esconder o tom rosa que tingiu seu rosto. Ele estava agindo como se nunca tivesse feito nada daquilo antes. O pensamento era doce. Ele segurou a cadeira para mim como um verdadeiro cavalheiro, e comíamos conversando sobre coisas que não tinha nada a ver com sexo. Fiquei surpresa com a forma como ele parecia estar afetado. Era como se o meu calor do acasalamento pouco importasse para ele. Essa era a minha

Série Lobos LueCross

Levamos nossos copos de vinho para o sofá e nos sentamos frente a frente. Nós não

Levamos nossos copos de vinho para o sofá e nos sentamos frente a frente. Nós não nos falamos era possível ouvir nossos batimentos cardíacos e eu poderia dizer que ele estava inquieto. E honestamente não tinha planos de fazer qualquer coisa sexual e estava confiante o suficiente de que não me deixaria levar. — O jantar foi realmente adorável. Obrigada, Graham. — Ele ficou me olhando, seu olhar mergulhando em meus lábios, sua expressão tempestuosa. — Você é tão bonita, Ofélia. — Ele murmurou suavemente antes de engolir de forma audível. Senti meu rosto aquecer diante daquele elogio e agradeci. Minha excitação começou a crescer e apesar de meu lembrete mental de que eu não estaria tendo relações sexuais com ele hoje à noite, o meu corpo tinha outras coisas em mente. É difícil quando seu cérebro e corpo estão em guerra. Sinceramente, não tinha nenhum desejo de estar com Graham de qualquer maneira, mas o calor do acasalamento tornava impossível parar a excitação dentro de mim. Eu assisti quando Graham inalou profundamente e em seguida, abaixou seu copo de vinho. Eu tomei outro gole do meu copo e o pousei no lugar, sentindo o desejo batendo através dele. Foi uma sensação inconfundível o perfume, um aroma que instantaneamente fez a minha boceta contrair-se tornando meu corpo dolorido e necessitado. Eu precisava sair de lá ou acabaria fazendo algo de que me arrependeria. Eu tinha as palavras na ponta dos lábios, mas antes que eu pudesse dizê-las, Graham estava ao meu lado com a boca na minha. Ele tinha gosto de vinho, quente, úmido e frustrado. Eu estava atordoada, não pude me mover com sua língua acariciando meus lábios e me incentivando a abrir para

impressão até que ele levantou e eu vi a sua ereção tensa. Limpei a garganta e a boca, evitando olhar o bojo maciço destinado diretamente para mim. Eu não olhei para ele para avaliar sua reação, não querendo embaraçá-lo ainda mais.

Série Lobos LueCross

e acasalamento, quando não éramos verdadeiros companheiros um do outro? — E o que acontecerá quando

e

acasalamento, quando não éramos verdadeiros companheiros um do outro? — E o que acontecerá quando você encontrar o seu companheiro? Ou quando eu descobrir o meu? Ele desviou o olhar e o ouvi engolir. Era uma questão lógica, que ia através de cada um e da mente de todos os membros Luecross constantemente. — Tenho esperado por anos sem encontrá-lo. Tenho a esperança que eu vou. Eu quero começar uma vida, ter uma família, e estar com alguém que eu possa crescer para o amor. Nós podemos fazer um ao outro feliz, e com o tempo, podemos aprender a amar um ao outro. — O que, então, Graham? E se fizermos tudo isso e seu companheiro aparecer? E se tivermos filhos, crescermos para amar um ao outro, e ele aparece? Você vai me deixar por ele? —Ele balançou a cabeça e avançou mais para perto, mas eu o parei. — Não, você cuidaria de seus filhos, não tenho dúvidas, mas você seria incapaz de não procurá-lo. Eu nunca poderia me

preocupação, que eu deveria me divertir e pegar o que Graham estava oferecendo. Não adiantava, porque mesmo que eu não quisesse Graham, dessa forma, minha excitação estava encharcada. Graham aproximou-se de mim e eu estava congelada. Eu podia sentir o cheiro de sua excitação por mim, podia ver a maciça protuberância pressionando contra suas calças. — Eu quero você, Ofélia, muito.

ele. Custou toda a minha força de vontade para me afastar dele. Respirei uma golfada de ar e aprumei o corpo. — Está tudo bem? Tentei limpar a minha mente.

— É só calor do acasalamento, Graham. Eu não vim aqui para isso. — Fechei os olhos e cerrei minhas mãos.

— Não é só isso, no entanto. podemos fazer isto juntos.

sugerindo um

a observei você

Série Lobos LueCross

como eu. Nós

Lembrei-me

realmente

surpresa.

Xavier

Chase

minha

é

Eu

de

Ele

ele

que

não

eram

para

mais

Olhei

estava

a

comparar ao seu companheiro, você sabe disso. O que você está sugerindo apenas nós traria dor

comparar ao seu companheiro, você sabe disso. O que você está sugerindo apenas nós traria dor de cabeça. — Levantei-me e alisei meu vestido. Sabia que minhas palavras atingiram algo profundo dentro dele pela forma como manteve os olhos fixos no chão. — Eu vou embora. Obrigada pela noite maravilhosa. E Graham? Ele levantou a cabeça, com uma angústia profunda em seus olhos. — Eu realmente espero que nós possamos ser amigos. Adoraria passar algum tempo com você. Ele balançou a cabeça e se levantou. — Eu gostaria disso também. Obrigado por esta noite. Abracei-o, porque eu sabia que ele precisava daquilo e para ser honesta, eu precisava também. Ele me acompanhou até a porta e quando ele a fechou atrás de mim e eu estava absorta na vista, nos sons e cheiros ao meu redor. Poderia ter aceitado a oferta de Graham, mas sabia que no final, um de nós iria acabar se machucando.

Pisei para fora da sua varanda e fiz meu caminho de volta à minha casa. O sol se pôs e a noite estava em plena floração ao meu redor. Minha mente estava em outro lugar, por somente quando o ventou soprou a meu favor foi que eu senti que não estava sozinha. Parei e lentamente olhei em

Capítulo Seis

Capítulo

Seis

Série Lobos LueCross

— Ofélia. Meu nome era sussurrado ao meu redor e eu não poderia avaliar de onde

— Ofélia. Meu nome era sussurrado ao meu redor e eu não poderia avaliar de onde ele estava vindo. Me virei, meu coração batendo freneticamente no meu peito. Eu não estava assustada, mas havia algo dentro de mim, algo selvagem, que me tentava. — Olá? — O silêncio me cumprimentou e estremeci. Havia um frio no ar ao virar da esquina. Comecei a andar novamente, na esperança de que se alguém queria jogar comigo ele veria que eu não estava no clima. Eu podia ver as luzes do acampamento e aumentei o ritmo. — Ofélia. Senti um hálito quente tocar o meu ouvido enquanto sussurrava meu nome. Me virei e fui imediatamente pressionada contra uma grossa árvore de carvalho. Estiquei o pescoço e olhei para os olhos selvagens de Xavier. Eles brilhavam na escuridão, o cheiro da testosterona masculina pura e excitação exalava em torno dele. — Xavier? — Eu estava totalmente confusa. — O que você está fazendo? Suas mãos agarraram a minha cintura e lentamente começaram a galgar seu caminho para cima. Eu respirei e o meu desejo por ele começou a aumentar. — Xavier? — Sussurrei seu nome, mas ele não respondeu. Seus olhos estavam fixos nos meus lábios e eu senti sua enorme ereção pressionando contra a minha barriga. E poderia dizer que ele estava à beira da mudança, que, entre nós mesmos, quando humanos são desinibidos e trabalhando puramente por instinto.

volta. Além da flora em torno de mim, não conseguia ver quem estava próximo. Inalei, tentando descobrir quais lobos estavam perto de mim, mas de repente o vento mudou de direção e tornou impossível sentir qualquer aroma.

Série Lobos LueCross

— Eu posso sentir o cheiro dele em você. — Ele rosnou o comentário ao mesmo

— Eu posso sentir o cheiro dele em você. — Ele rosnou o comentário ao mesmo tempo em que sua mão cobria meu peito. Ele se virou ficando cara a cara comigo e seus lábios estavam a centímetros dos meus. Não me mexi, nem sabia o que diabos estava acontecendo. A última vez que tinha ouvido falar de Xavier e Chase, ambos tinham encontrado a sua companheira, mas ali estava ele, parecendo que queria me foder de forma primitiva. Esse pensamento fez a minha boceta escorrer. Ele fechou os olhos e inalou profundamente. O som de seu rosnado profundo enviou vibrações de prazer através de meu corpo. Eu pensei que ele fosse me beijar, mas ele se desvencilhou de mim, agarrou minha mão, e começou a se mover rapidamente para o acampamento. — Que diabos você está fazendo? — Tentei puxar meu braço para ficar livre, mas ele só apertou mais forte. Seu polegar começou uma carícia, lenta e suave no interior do meu pulso, um contraste gritante com a animalesca atitude dele. Finalmente vi onde ele estava me levando: para a sua cabana e de Chase, e instantaneamente meu coração começou a golpear no meu peito. — Espere. Xavier, espere. — Finquei meus pés no chão e puxei meu braço para trás. A força de minhas ações fizeram o meu corpo cair para trás. Antes que eu pudesse atingir o chão, Xavier estava lá, embalando o meu corpo ao seu, nossa respiração se misturando. Seus olhos estavam mais uma vez grudados em meus lábios, que lambi nervosamente. Ele lentamente começou a descer e eu sabia que ia me beijar, mas quando nossos lábios quase se fundiam a porta da frente abriu. Nós afastamos e vi o pé de Chase na porta, a luz atrás dele iluminava o seu perfil contrastando com as sombras em torno deles. — Este não é o lugar para as coisas que planejamos para você. Eu tremi diante daquelas palavras rudes e deixe Xavier levar-me pelos degraus acima até o interior da cabana.

Série Lobos LueCross

Quando a porta se fechou atrás de mim, Chase e Xavier ficaram em minha frente. Apesar

Quando a porta se fechou atrás de mim, Chase e Xavier ficaram em minha frente. Apesar de nada falaram, eu sabia que algo definitivamente estava acontecendo com eles. Eles estavam em vantagem, com os olhos brilhantes, quase à beira da mudança. — O que está acontecendo? — Esperei uma resposta, mas tudo o que recebi foi um olhar arrastado sobre meu corpo. Olhei em volta, só agora percebendo que centenas de velas foram espalhadas ao redor da sala. Eles as espalharam pelo chão e em direção ao quarto preenchendo o ambiente com o cheiro de jasmim. Em frente ao fogo crepitante havia um espesso cobertor, uma garrafa de vinho, e três copos. Flores também me cercavam, vasos e jarras cheio delas. — Oh meu deus. — Ficou claro que haviam preparado sua casa para a sua companheira, mas eles tinham me trazido até ali ... Eu era a companheira! Voltei minha atenção para eles, ainda em choque pelo que havia percebido só agora. — Por favor, me diga o que está acontecendo. — Você sabe, Ofélia. — Falou Chase e deu um passo em minha direção. — Você sente o mesmo que nós sentimos. — Como isso é possível? — Claro que eu sabia como isso tinha acontecido, mas eu os conhecia toda a minha vida. Achei que eles teriam que me reconhecer como sua companheira há muito tempo. Eles não riam da maneira como soei ingênua, que fiquei grata. — Nós sempre soubemos que você era especial, mas quando o calor do acasalamento chegou, foi só então, que percebemos o quão especial você era. — Xavier falou atrás de Chase, suas palavras ao mesmo tempo profunda e suave. — Queríamos dizer-lhe, explicar tudo para você, mas achamos melhor ir mais devagar.

Série Lobos LueCross

mas em nada aquilo poderia ajudar o aumento de desejo que eu sentia. — É por

mas em nada aquilo poderia ajudar o aumento de desejo que eu sentia. — É por isso que vocês me deixaram daquela forma no outro dia? — Sim. Queríamos ter tudo preparado para você. Chase veio até mim e tomou minhas mãos nas suas. — Você é nossa, Ofélia. Nós queremos você como nunca quisemos nada em nossas vidas. — Ele se inclinou e beijou-me docemente. — Nós não queríamos apressá-la, mas precisamos que perceba o quanto você é importante para nós. Olhei para os dois, mas em estado de choque eu não podia falar. — É por isso que queríamos ir devagar com você. Nós sabemos que isto significa uma grande mudança, mas estamos dispostos a trabalhar para isso. — Xavier ficou na minha frente. Chase intensificou ao lado do Xavier e tomou seu lugar. — Queremos que fique conosco, para viver aqui. Queremos ter uma família com você, envelhecer com você. — Ele acariciou minha bochecha e então pressionou sua boca na minha. — Você nos deixa loucos. O seu cheiro, seu corpo, cada pequena coisa que você faz, nós deixa duros. — Ele pegou minha mão e levou-a até sua ereção rígida contra o seu jeans. — Isso é o que você faz comigo. — Ele conduziu minha mão para cima e para baixo sobre seu pênis e, em seguida, trouxe-a para descansar sobre o seu coração. — E isso. — Seu coração batia um ritmo irregular, uma vez que bateu contra a palma da minha mão. — Não podemos parar de pensar em você. — Nós te amamos, Ofélia, muito. — Olhei para Chase quando se aproximou. Ele tirou um fio de cabelo do meu rosto. — Você não consegue ver o que você significa para nós? Foi uma grande surpresa que você fosse nossa companheira? Foi então que eu rompi em lágrimas, era felicidade e alegria demais para eu me conter. Ambos envolveram seus braços em minha volta num abraço forte.

Eu pensei sobre a forma como eles haviam me comido no outro dia e

Claro que eu sabia o que significava,

meu rosto ficou vermelho. Ir

Série Lobos LueCross

devagar...

— Quando ouvi que vocês tinham encontrado o seu par, eu juro que meu coração se

— Quando ouvi que vocês tinham encontrado o seu par, eu juro que meu coração se partiu. — Enterrei meu rosto contra o peito de Chase e agarrei a mão de Xavier. Xavier levantou meu queixo e beijou minha bochecha, Chase fez o mesmo do outro lado. — Nós amamos você, bebê. — Eles disseram em uníssono que fez meu coração palpitar. — Eu os amo tanto, tanto, também. — O fato de que eu era sua companheira era tão surreal que eu temia acordar a qualquer momento. Eles me levaram para perto do fogo. Tirei os sapatos e vi Chase abrir o vinho e despejar num copo. Nós nos sentamos em frente ao fogo até que a garrafa estava vazia e eu estava sentindo o calor do vinho viajando através do meu sangue. O álcool é um acelerador para o calor de acasalamento, e o fato de que eu estava perigosamente perto de meus companheiros ultrapassava qualquer sensação. Agora eu entendia a minha atração por Chase e Xavier, agora percebia porque a minha excitação foi tão potente quando eu estava em torno deles. Meu corpo já sabia há muito que eles eram meus companheiros destinados, mas a minha mente não tinha percebido até agora. Xavier pegou a garrafa e copos vazios e se levantou. Olhei para Chase, o meu corpo preparado e pronto para o que eles tinham para oferecer. Minha boceta estava encharcada, formigando de desejo. Chase se inclinou e apertou seus lábios nos meus. Seus dedos acariciando meu cabelo e inclinei a cabeça e abri minha boca. Nossa língua acariciaram-se uma sobre a outra e agarrei seu bíceps quando o beijo se aprofundou. Percebi Xavier atrás de mim, então senti suas mãos suaves por baixo dos meus ombros. Ele mexeu no meu cabelo e beijou o local onde meu ombro encontrava o meu pescoço. Arrepios serpentearam a minha espinha e eu estendi minha mão para trás até que ele enrolou o seu com o meu. Chase interrompeu o beijo e Xavier inclinou a cabeça para que eu agora pudesse beijá-lo. Chase passou a trabalhar na eliminação de minha

Série Lobos LueCross

roupa, e em questão de segundos, ele conseguiu me deixar completamente nua. Senti o calor de

roupa, e em questão de segundos, ele conseguiu me deixar completamente nua. Senti o calor de o fogo mergulhar na minha pele e meus mamilos instantaneamente ficaram duros como pedras. A boca, quente e úmido pegou meu seio, sugando e mordendo suavemente a pele inchada até que eu estava gemendo contra a boca de Xavier. Abri minhas pernas, esperando que a tentação de passear pela minha boceta seria demais para eles resistirem. Xavier interrompeu o beijo e gentilmente me deitou de costas. Chase estava entre as minhas coxas, seu corpo grande bloqueando o calor do fogo, sua respiração úmida sobre os lábios da minha vagina. Tentei levantar meu quadril num convite, mas Chase apertou sua mão na minha barriga impedindo-me de me mexer. — Deixe-me dar prazer a você, bebê. — Ele inalou profundamente e gemeu. — Você cheira tão bem, Ofélia. — Ele passou a língua em volta do buraco da minha boceta antes de arrastá-la de volta até meu clitóris. Xavier estava fora das calças e de joelhos diante de mim com seu pau na mão. Ele acariciou o seu eixo em movimentos lentos sem pressa, enquanto a outra mão massageava ao longo do meu peito. — Deus, sua vagina tem um gosto tão bom. — Chase murmurou contra minha boceta e chupou com mais força. Eu podia ouvir ruídos molhados e o som quase me enviou ao limite do prazer. Agarrei o cobertor debaixo de mim e fechei os olhos em êxtase. Senti a ponta lisa, aveludada da cabeça do pênis de Xavier esfregando os meus lábios e ansiosamente abri minha boca. Abri os olhos e o fitei. Seus olhos brilhavam ferozmente, o animal que ele abrigava dentro de si apenas à espera de emergir. Chase levantou minha perna colocou-a por cima do ombro enquanto ele comia vorazmente a minha boceta. Eu abaixo dele chupava gulosamente o pau de Xavier. Comecei a girar meu quadril, apertando minha boceta inflamada contra a língua agressiva e apetitosa de Chase. Um pouco de esperma encheu minha boca e eu chupei mais, com a necessidade de sentir o sêmen de Xavier encher minha garganta. Chase

Série Lobos LueCross

grunhiu contra meu clitóris e as vibrações viajaram por todo o interior do meu corpo. Tensa,

grunhiu contra meu clitóris e as vibrações viajaram por todo o interior do meu corpo. Tensa, senti lentamente a crista do meu orgasmo. Comecei desenfreadamente a esfregar a minha boceta na cara de Chase, devido a necessidade de sentir o atrito contra o meu clitóris. Senti seus dedos grossos no buraco da minha vagina estimulando-adentro e fora rapidamente, sua boca se mudou para o feixe de nervos no topo da minha boceta. Ele chupou forte e gemi em torno do pau de Xavier por causa do prazer que me percorria. Xavier bombeou seu sêmen no meu rosto mais rápido ainda, e assim com o meu clímax no pico, eu provei o sêmen quente e salgado de Xavier que preenchia a minha boca. Engoli como uma mulher faminta, o sêmen de Xavier escorrendo pelos cantos da minha boca deslizando pelo meu queixo. Quando o pênis de Xavier ficou flácido na minha boca, a minha vagina estava muito sensível por causa das lambidas de Chase, me afastei. Respirei fundo, arrepios passaram ao longo da minha pele, embora o clima na sala estivesse agradável. Meus olhos estavam fechados ainda, então eu não pude ver quem me puxou em direção a eles e envolveu seus braços em volta. Tremi um pouco, e aproximei-me do calor daqueles corpos. Quando senti alguém puxando meu cabelo para longe do meu rosto e abri meus olhos e pisquei algumas vezes. Chase olhou para mim com um sorriso no rosto. Ele não estava mais vestindo calça jeans e eu podia sentir o seu pênis rígido, pressionando a minha boceta. Xavier estava atrás de mim e começou a beijar meu ombro, enquanto sua mão em concha massageava minha bunda. — Podemos ter você, Ofélia? — Xavier murmurou contra o meu cabelo quando lentamente começou a pressionar seu eixo contra a parte inferior das minhas costas. Eu sabia o que eles queriam, e eles sabiam que eu sabia ao mesmo tempo. Admito que era um pouco assustador a ideia de ter dois homens dentro de mim de uma só vez, mas saber que eram Chase e Xavier aliviou as minhas preocupações. Eu balancei a cabeça e me inclinei para beijar Chase.

Série Lobos LueCross

Série Lobos LueCross abertura e em seguida, empurrou o dedo grosso. Uma vez que a seu

Série Lobos LueCross

abertura e em seguida, empurrou o dedo grosso. Uma vez que a seu dedo estava dentro de mim, ele começou a empurrar para dentro e para fora. Eu podia sentir-lhe pressionando seus quadris contra as minhas costas, podia sentir a umidade do pré-sêmen sobre a minha pele. Chase deu um impulso poderoso enterrando-se até o cabo dentro de mim. Eu engasguei contra sua boca. Ele agarrou um dos meus seios e começou a puxar o mamilo, fazendo com que o bico ficasse duro e ereto. Xavier já tinha dois dedos na minha bunda, torcendo e tesourando-os para me deixar pronta. Eu estava nervosa sobre a dor e me perguntava se ele iria mesmo caber ali, mas eu sabia que era isso mesmo o que eu queria. Xavier tirou os dedos e como se fosse uma sugestão, Chase rolou de costas e puxou-me em seu peito. Interrompemos o beijo e eu empurrei-me para cima, colocando minhas mãos em seu bíceps e contrai os meus

caricia do ar ao longo dos lábios de minha vagina e um jorro de umidade escoou para fora quando imaginei o que aconteceria. Xavier espalhou pelo meu rosto e eu senti algo frio e molhado deslizar ao longo do meu ânus. Fiquei tensa pelas sensações incomuns, mas Chase deve ter notado a minha hesitação, porque começou a me beijar mais apaixonadamente. Me derretida com ele e me perdia no sentimento de que meus machos fariam magia dentro de mim. Chase moveu a mão entre nossos corpos e começou a acariciar minha fenda. Ele provocou pequenos círculos ao redor da minha entrada e Xavier fez o mesmo com meu ânus.

esticou e queimou com a bulbosa cabeça aceitando aquela grossa circunferência. A dor foi tão boa que eu não pude deixar de gemer. Xavier deu um leve tapa na minha bunda e fiquei ofegante de prazer.

Alguém levantou minha perna e colocou-a sobre coxa de Chase. Senti a

contra a minha boceta então eu estava em um ângulo melhor para aceitá-lo.

Senti o eixo de Chase lentamente começar a penetrar-me, a minha pele

Xavier sondou meu ânus com o dedo, lentamente em

Momentos depois

e

quente do

a ponta,

de Chase

torno da

ampla

senti

pau

músculos pélvicos em torno de seu pênis. Nós dois gememos e olhei para Xavier, esperando que

músculos pélvicos em torno de seu pênis. Nós dois gememos e olhei para Xavier, esperando que ele entendesse aquele gesto silencioso. Eu queria os dois, agora. Mudou-se ao meu lado e começou a me beijar vorazmente, sua língua varrendo o interior da minha boca acariciando os recessos de seu interior. Sua mão alisou minhas costas e bateu na minha nádega, o som de pele contra a pele ecoou por todo o teto. Ele quebrou o beijo, mas antes que pudesse me afastar, trouxe a minha língua para fora e, lentamente, arrastei-a através de seus lábios. Ele gemia de prazer e esmagou a minha boca com a sua novamente. Nós nos beijamos por um momento mais e senti Chase crescer mais grosso e mais duro dentro de mim. Ele começou a bombear seu pau em mim e eu senti meus seios balançarem com a força. Interrompemos o beijo e Xavier se posicionou atrás de mim. Ele continuou a massagear os globos da minha bunda até que eu estava empurrando de volta para ele. Xavier colocou a mão no meio das minhas costas e gentilmente me pressionou para a frente. Eu segui o seu comando não dito, o meu traseiro espalhando e dando uma visão privilegiada a Xavier. Os lábios de Chase inclinaram-se sobre mim assim como eu sentia as minha nádegas serem afastados. Xavier pegou o lubrificante para revestir meu ânus e senti um formigamento sobre a minha pele. Os músculos da minha vagina contraíram- se torno de pênis de Chase quando senti a ponta grossa e quente do pênis de Xavier em meu ânus. — Você é tão bonita, Ofélia. — Xavier sussurrou atrás de mim enquanto agarrava minha cintura e começou a penetração lenta e prazerosa do meu ânus. Tinha a sensação de que estava queimado conforme seu pênis enorme penetrava meu túnel de tecidos não utilizados, mas depois, quando o senti totalmente incorporado na minha bunda, suas bolas provocando a pele sensível da minha boceta, percebi o que era felicidade.

Série Lobos LueCross

Nenhum deles se moveu quando meus músculos convulsionavam em torno de seus pênis. Seus grunhidos e

Nenhum deles se moveu quando meus músculos convulsionavam em torno de seus pênis. Seus grunhidos e gemidos de prazer alimentaram o meu próprio desejo. Minha boceta ficou mais molhada, e quando Chase sentiu a minha disponibilidade, empurrou seus quadris para cima. Xavier ficou ainda parado conforme Chase foi me fodendo. O som suculento da minha boceta sugando o pau Chase encheu a sala. Foi só quando esses ruídos eróticos nos cercaram, que Xavier puxou seus quadris de volta. Eu respirei quando o prazer e a dor se tornaram um só, até eu me sentir tão completamente cheia que eu não sabia onde parava um e começava outro. Eles eram amantes magistrais, tanto em sincronia como na forma de dar prazer até que eu estava implorando por mais. Quando Chase puxava seu pênis por quase todo o caminho, Xavier pressionava o seu eixo na minha bunda. Mais e mais eles fizeram isso, a repetição bombeava êxtase através de cada célula do meu corpo. Xavier puxou-me um pouco para trás e trouxe a minha mão para que eu segurasse a parte de trás do seu pescoço. A posição me arqueou permitindo que os meus seios avançavam conforme eles bombeavam dentro de mim. Chase levantou ligeiramente sem retardar seus movimentos. Xavier começou a beijar e lamber meu ombro, Chase movendo minha mão para que ele pudesse fazer o mesmo no lado oposto. Eu sabia o que era e antecipei. — Foda, bebê. Sua bunda é tão apertada e quente. — Sua pequena e doce boceta é tão boa, Ofélia. Murmuravam contra o meu corpo, gemendo para afirmar as suas palavras. Uma mão avançou entre nossos corpos combinados e começou a esfregar meu clitóris furiosamente. Eu não sabia se era Chase ou Xavier, nem sequer me dava conta do que ocorria ao meu redor, perdida em meu orgasmo que ameaçava explodir. Eles aumentaram o seu bombeamento, os seus pênis agora deslizando para dentro e fora, a força dos movimentos me fazendo saltar entre eles. Abri minha boca em um grito silencioso quando as

Série Lobos LueCross

estrelas dançaram em minha frente culminando num longo clímax. O dedo em meu clitóris pressionando um

estrelas dançaram em minha frente culminando num longo clímax. O dedo em meu clitóris pressionando um pouco mais firme e o som de poucos momentos atrás deu lugar ao silêncio. Chorei, apertando meus olhos bem fechados, sem nunca saber se o sexo poderia ser tão bom. — Oh sim, mais duro, mais rápido. — Pedi, surpresa de que ainda era capaz de falar. Eles não me decepcionaram, e apenas quando mais um orgasmo me inundou senti dentes perfuram a carne de meus ombros de cada lado. Eles grunhiram contra a minha pele enquanto gozavam. Eu percebi fortes jatos de sêmen e me senti conectada a eles em um nível tão primitivo que trouxe lágrimas aos meus olhos. Seus sêmens encheram meu corpo, aquecendo-me, tornando o prazer muito intenso. Lentamente voltei à realidade, quando carinhosamente se retiraram de mim e deitaram-me delicadamente sobre o cobertor. Eu mantive meus olhos fechados enquanto puxava o ar. Meu coração estava batendo com força contra minhas costelas, o sêmen de ambos escorrendo do meu corpo como fogo líquido. Quando senti alguém passar um pano quente entre as minhas coxas, o meu coração bateu mais rápido. Senti braços em minha volta quando deitamos juntos em silêncio, o fogo crepitando em nossa frente. — Você é tão boa, bebê. — Hmmm. — Abri um olho e dei com a expressão sonolenta de Xavier. Virei cabeça e sorri para Chase. Ele beijou o topo da minha cabeça e eu me aconcheguei mais profundamente entre eles. Eles me abraçaram forte, me protegendo e aquecendo não apenas meu corpo, mas também meu coração.

Série Lobos LueCross

Eu ainda podia sentir nossos sucos combinados escorrerem de mim, mas me alegrava com isso, sabendo

Eu ainda podia sentir nossos sucos combinados escorrerem de mim, mas me alegrava com isso, sabendo que eles haviam me marcado e eu a eles.

Estes dois homens, estes jamais mudaria isso.

Luecross, eram meus

Série Lobos LueCross

lobos

nada

dois

FIM

e