Actividades Fevereiro

M.M.F. - Retiro de doentes
No dia 11 de Fevereiro – dia Mundial do Doente – o Movimento da Mensagem de Fátima promove no seminário de São José em Alcains, um Encontro/Retiro destinado a todos os doentes desta Diocese. O encontro terá início pelas 9h30 e terminará com a Eucaristia palas 15h30m. Todos os interessados poderão inscrever-se, até 5 de Fevereiro, contactando a responsável do sector dos doentes da diocese de Portalegre e Castelo Branco – Susana Gonçalves, através do telefone: 274672970

Vinde & Vede
Unidos em Igreja - Ano 1 - janeiro de 2012 – Nº 11

Mensagem do Sr. BISPO
APELO À PARTICIPAÇÃO EM SINODO

Convívio Fraterno
 O próximo Convívio Fraterno da Diocese de Portalegre e Castelo Branco, a realizar no Seminário dos Missionários do Preciosíssimo Sangue de Proença -a- Nova, entre os dias De 17 a 20 Fevereiro.

Pastoral Juvenil e Vocacional
Retiro de Quaresma - 24 a 26 de fevereiro – Vila de Rei - Retiro diocesano para Jovens a partir dos 16 anos / ou em preparação para o Crisma.

Dia Diocesano do Acólito
A celebração do "Dia Diocesano do Acólito" será na Paróquia dos Envendos no dia 18 de fevereiro de 2012

A Paróquia da Sé Castelo Branco, tem novo site. A visitar em - www.paroquiasaomigueldase.com

Assinatura Digital “Vinde & Vede”
Os inter essados dever ão enviar email par a o secr etar iado atr avés de: sdcsociais@por talegr e-castelobr anco.pt

Secretariado Diocesano das Comunicações Sociais Largo P.Manuel Vaz 6150 –737 Sobreira Formosa—Tlm. - 96 604 72 80 http://portalegre-castelobranco.pt/

O ano pastoral madrugou mais que o ano civil. Começou mais cedo, em setembro. Na nossa Diocese de Portalegre-Castelo Branco teve um início solene, em 5 de outubro. Foi o dia do anúncio oficial e da convocação do Sínodo Diocesano. Muita gente marcou presença em Portalegre, a sintonizar com a iniciativa e a estimular para os trabalhos sinodais. Temos esperança que os grupos de reflexão estão formados e a reunir, aprofundando e refletindo os temas propostos. O Sínodo será tanto melhor quanto maior for a participação das pessoas, a reflexão e o debate, em vista às propostas a fazer para levar às Assembleias Sinodais. Sabemos que algumas paróquias são pequenas, com pouca gente e gente idosa. No entanto, mesmo assim podem formar grupos sinodais de reflexão. A universidade da vida fez-lhes armazenar muita sabedoria e experiência e levou-os a relativizar o que é de menor valor e a valorizar o que merece ser valorizado. Embora estejamos confiantes na participação de muitos, continuamos a pedir aos Senhores Padres, Diáconos, Religiosas e Agentes de Pastoral que tudo façam para cativar vontades e levar as suas comunidades à participação, acompanhando e orientando. Em algumas paróquias, haverá, com certeza, vários grupos. Estou a pensar, por exemplo, naquelas paróquias que têm grupo coral, grupo de cursilhistas, catequistas, leitores, grupos de jovens, acólitos, movimento carismático, equipas de casais, caminho neo-catecumenal, conselho pastoral, grupo de jovens, movimento da mensagem de Fátima, escuteiros, confrarias, misericórdias, centros paroquiais …E todos, todos, incluindo os doentes, poderemos estar unidos na oração. Demos as mãos e tudo será mais fácil e com melhores resultados. Antonino Dias

Sínodo diocesano: Começou a segunda fase Desde o princípio de Outubro que os a grupos sinodais paroquiais se têm vindo a constituir. É decisivo que haja empenhamento eficaz nesta tarefa inadiável. À Comissão Sinodal tem sido comunicada a composição dos grupos sinodais paroquiais: o nome do grupo, o nome, a idade e os contactos dos seus elementos, nomeadamente dos seus responsáveis, as paróquias onde já foram criados. É preciso acelerar este trabalho. Porquê? Por um lado, porque as próximas tarefas da Comissão Sinodal pressupõem conhecer estes dados; por outro, porque sem a constituição efectiva dos grupos sinodais nas paróquias, o sínodo diocesano pode emperrar. Ou será que os cristãos ainda não entenderam que o sínodo diocesano lhes diz respeito? Ou será que muitos esperam que o sínodo avance à moda antiga, isto é, seja feito por uma Comissão especializada à margem da grande maioria? O caderno 1 do sínodo, entretanto distribuído, pretende contrariar tal pensamento! O II Concílio do Vaticano impede-nos de seguir por este caminho!... Aliás, se por aí fôssemos, essa maioria continuaria ausente, no final do Sínodo!... Os cinco temas propostos à reflexão dos grupos sinodais, ocuparão as reuniões desde o início de Fevereiro até ao fim de Junho. Com esta reflexão em grupo sinodal pretende-se aprofundar a fé pessoal dos participantes e tornar esta fé mais activa, no contexto da missão da Igreja que somos, e, por fim, recolher propostas de acção para os próximos anos. As perguntas relativas a cada tema pretendem ajudar os participantes a sintetizar a reflexão feita, a qual será oportunamente enviada à Comissão Sinodal que oportunamente elaborará o Instrumento de trabalho que, por sua vez, será reflectido e votado em Assembleia Sinodal, que o Senhor Bispo convocará, oportunamente. Consideração especial reveste a última pergunta de cada tema. Através dela, o grupo sinodal apresentará propostas concretas de acção, de modo que a nossa Igreja - cada um dos seus membros na parte que lhe toca - seja fiel à sua missão. É este o contributo específico dos grupos sinodais na caminhada que, como Igreja diocesana, decidimos empreender e que levaremos até ao fim. Assim nós queiramos, com a luz e a força de Deus.

Natal Ortodoxo
Celebrou-se, dia 7 de janeiro, pelas 19h 30m, o Natal Ortodoxo, este ano, na capela do Seminário de Portalegre. Estiveram presentes cerca de 30 ucranianos e georgianos que vibraram p o r poderem participar n a eucaristia d o seu Natal, com as suas cerimónias religiosas e na sua própria língua. Foi celebrante o rev. sr. Padre Ivan Hudz, da Capelania da Igreja GrecoCatólica Ucraniana em Portugal, concelebrada com o rev. sr. Padre Fernando. Foi mais uma atividade levada a cabo pelo Secretariado diocesano da Mobilidade Humana. Na homilia, o sr. Padre Ivan lembrou a todos o nascimento de Jesus, que sendo rei poderia ter nascido num palácio, mas foi nascer num estábulo, tendo apenas a aquecê-lo o bafo dos animais. Quis, assim, transmitir-nos a todos uma grande humildade. Uma lição que todos devemos refletir numa época em que muitos se preocupam mais em ter do que em ser. Após a eucaristia reunimo-nos todos num animado convívio, onde não faltou a apresentação de um diaporama sobre o Natal ucraniano, algumas canções alusivas à quadra festiva, bem como alguns acepipes característicos que não faltam às suas mesas nesta época natalícia. No final, à hora da despedida não se cansaram de agradecer e pedir que se repitam atividades destas onde todos possam confraternizar.

Convívio Fraterno - Dezembro 2011
Decorreu em Proença a Nova o Convívio 1168 / nº 56 diocesano entre os dias 16 a 19 de Dezembro. Jovens vindos dos cinco arciprestados aceitaram o desafio de um amigo para um encontro especial consigo, com Deus e com os outros . Ocuparmo-nos mais dos interesses de Jesus, foi o mote. Foi por palavras simples e procura do Outro que nos entregámos à grande aventura de nos encontrarmos reflectidos através do espelho do mundo no espelho de Deus . Através da entrega de gente que nos fala de vida nova e de desafios que comprometem na igreja, partimos com um coração cheio para levar aos outros o amor de Deus. Cantámos, trazemos e testemunhamos de que "Só Deus basta".

Os jovens testemunharam: “Adorei estes 3 dias, foi uma experiencia realmente unica, de muita alegria, muitos sorrisos e principalmente de encontro de resposta através desses mesmos sorrisos, desses olhares, abraços e gestos! Foi muito importante para mim. Estou a ocupar-me mais, mais, muito mais, dos interesses de Jesus!=) “
“Fui para lá à procura de qualquer coisa mas encontrei mais, muito mais. "Somos Um." “MIL OBRIGADAS, ADOREI! <3 «onde iria eu sem ti Senhor?» “

XII Encontro de Formação de Agentes Sócio-Pastorais das Migrações
Promovido pela OCPM, em parceria com a Agência Ecclésia e a Caritas Portuguesa, decorreu de 20 a 22 de janeiro de 2012, o XII Encontro de Formação de Agentes SócioPastorais das Migrações. Este Encontro procurou envolver entidades como a Capelania Nacional dos Imigrantes Ucranianos de Rito Bizantino, Capelania de Imigrantes Africanos; Capelania dos Imigrantes Brasileiros: Comissão Justiça e Paz da CIRP, e outras. Contou com a presença do sr. Padre Gabriele Bentoglio do Conselho Pontifício para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful