ANÁLISE DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE AGRAVOS DE NOTIFICAÇÃO E ATENDIMENTO ANTI-RÁBICO HUMANO: SUBSÍDIOS PARA O ENFERMEIRO RESUMO O presente estudo

teve por objetivo analisar o sistema de informação de agravos de notificação e atendimento anti-rábico canino levando em conta dados sócio-demográficos os associando a antecedentes epidemiológicos como também tratamentos efetivados no período de janeiro a dezembro de 2010 utilizando como método para realização da pesquisa uma base descritiva, transversal, documental com abordagem quantitativa na busca por dados referentes para identificação do perfil epidemiológico dos casos de notificação da raiva. O presente estudo teve sua realização em um dos 09 distritos sanitários do Município de Curitiba onde foi utilizado as fichas de notificação obrigatória de agravos, avaliando os dados referentes aos atendimentos antirábicos suspeitos realizados em estabelecimentos de saúde da rede pública e privada, estes caracterizando 1087 notificações, uma estimativa de 2,9 pessoas submetidas a algum tipo de exposição ao vírus da raiva sendo o maior responsável pela realização das notificações os estabelecimentos de saúde do CMUM (Centro Municipal de Urgências Médicas) responsáveis por 808 notificações, cerca de 74,33% estas com prevalência no mês de janeiro/2010 com 105 notificações realizadas implicando em 9,65% dos casos. As agressões ocorreram predominantemente em crianças com idade entre 5 a 9 anos, sendo 108 casos do gênero masculino onde correspondeu a 9,93%, também constatando que no geral o maior número de agressões ocorreram com pessoas do gênero masculino correspondendo a 599 notificações expressando assim 55,10% tendo como o principal animal agressor o cão que correspondeu a 94,39% equivalendo a 1026 notificações onde a mordedura foi o principal mecanismo de agressão com 867 situações correspondendo a 84,50% onde estas apresentaram predomínio de lesões em membros inferiores com 399 casos, cerca de 35,24% de um montante de 1132 locais do corpo, sendo o principal tipo de lesão a de caráter superficial com 538 casos. Situações estas predominantemente ocorridas em áreas de perímetro urbano, cerca de 97,88% não havendo registro de casos em áreas silvestres onde cerca de 89,97% houve a necessidade de algum tipo de tratamento pósexposição correspondendo a 978 casos, destes ocorrendo 2 situações que corresponderam a 0,18% algum tipo de reação adversa após o emprego do tratamento vacinal. Em conclusão, a realização deste estudo demonstrou a importância do serviço de epidemiologia na produção do conhecimento para intervir nos desequilíbrios do processo saúde e doença, comprovando assim a necessidade da realização de prática educativas que corroborem para condição de profilaxia dos acidentes causados por cães alertando quanto a gravidade dessas agressões e também para a prevenção das mesmas proporcionando que as pessoas transformem a teoria em ações que resultem em saúde. Palavras chave: Epidemiologia, Notificação de raiva, Enfermagem.
FILHO, J.F.A; ROZIN, L. Análise do sistema de informação de agravos de notificação e atendimento anti-rábico humano: subsídios para o enfermeiro. 83 páginas. Monografia [Graduação de Enfermagem] – Faculdades Pequeno Príncipe - FPP. Curitiba, 2011.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful