Você está na página 1de 4
Unidade de Competência 5: Identificar, compreender e intervir em situações onde as TIC sejam importantes

Unidade de Competência 5: Identificar, compreender e intervir em situações onde as TIC sejam importantes no apoio à gestão do quotidiano, na facilidade de transmissão e obtenção de informação e de difusão a grande escala de informação socialmente controlada, reconhecendo que a relevância das TIC tem consequências na globalização das relações.

Núcleo Gerador: Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC)

Domínio

Tema

Competência

Critérios de evidência

DR2

Micro e

Macroelectrónica

Perspetivar a interacção entre a evolução tecnológica e as mudanças nos contextos e qualificações profissionais

Sociedade : Atuar em novas formas de aquisição de competências face às TIC, compreendendo os seus usos nas organizações e relacionando-os com as literacias e qualificações exigidas aos profissionais na sociedade da informação. Tecnologia: Atuar na esfera da vida profissional promovendo o recurso às tecnologias de suporte às TIC (micro electrónica, ecrãs, etc.). Ciência : Atuar na vida profissional, com conhecimentos científicos básicos de funcionamento dos equipamentos de suporte às TIC (por exemplo, o computador, o monitor de cristais líquidos, a aritmética binária, etc).

A IMPORTÂNCIA DOS COMPUTADORES NA SOCIEDADE ACTUAL

As Tecnologias da Informação e da Comunicação TICs estão cada vez mais presentes nas nossas atividades enquanto profissionais ou simplesmente enquanto seres humanos, criadores de conhecimento e utilizadores da informação.

criadores de conhecimento e utilizadores da informação.  A forma como nos organizamos, trabalhamos, divertimos e

A forma como nos organizamos, trabalhamos, divertimos e até pensamos, é influenciada pela utilização das tecnologias, que deixam assim o seu papel, de ser apenas mais um instrumento, para ocuparem o papel de mediadores entre a informação e as capacidades e necessidades de indivíduos e organizações.

A Sociedade da Informação e do Conhecimento é já um fato. Hoje em dia, fala-se num número crescente de circunstâncias da Internet, dos computadores, da economia digital, da TV interativa, da 3,5ª geração de telemóveis, e de tudo o mais que vai mudar… a começar pela forma como trabalhamos, nos divertimos, aprendemos e ensinamos, viajamos e sobretudo nos relacionamos uns com os outros.

IMPACTOS DO COMPUTADOR NA SOCIEDADE

Segundo Pierre Lévy, no livro "Cibercultura", O computador não é mais um

centro, e sim um nó, um terminal, um componente da rede universal calculante. Em

certo sentido, há apenas um único computador, mas é impossível traçar seus limites,

definir seu contorno.

Em certo sentido, há apenas um único computador, mas é impossível traçar seus limites, definir seu

O computador evoluiu em sua capacidade de armazenamento de informações, que é cada

vez maior, o que possibilita a todos um acesso cada vez maior a informação. Isto significa que o

computador agora representa apenas um ponto de um novo espaço, o ciberespaço. Essas

informações contidas em computadores de todo mundo e presentes no ciberespaço, possibilitam aos

usuários um acesso a novos mundos, novas culturas, sem a locomoção física. Com todo este

armazenamento de textos, imagens, dados, etc.

Houve também uma grande mudança no comportamento empresarial, com uma forte

redução de custo e uma descompartimentalização das mesmas. Antes o que era obstante agora é

próximo, as máquinas, componentes do ciberespaço, com seus compartimentos de saída,

otimizaram o tempo e os custos.

AS MÚLTIPLAS TAREFAS QUE A UTILIZAÇÃO DO COMPUTADOR NOS PERMITE REALIZAR:

Poder utilizar um computador para processar, guardar e gerir informação.

Poder utilizar um processador de texto para elaborar e reutilizar documentos escritos multimédia (com imagens, gráficos, cor e texto) para comunicar ou expressar as suas ideias.

Poder utilizar uma folha de cálculo para efetuar simulações e cálculo numérico, como forma de suporte à decisão e construção de modelos de suporte ao raciocínio.

Poder utilizar um navegador de páginas Web, de forma a pesquisar e recolher informação em formato hipermédia disponível na Internet e mais concretamente na World Wide Web, assim como usar diversos serviços disponibilizados na Internet como é o caso do correio electrónico, para enviar e receber mensagens e informação.

Poder utilizar um programa de apresentações para expor ideias, projetos e argumentos de forma a envolver grupos de pessoas e possibilitar a partilha de conhecimento.

COMPETÊNCIAS INDIVIDUAIS DESENVOLVIDAS PELO USO DE COMPUTADORES

INDIVIDUAIS DESENVOLVIDAS PELO USO DE COMPUTADORES  Capacidade de concretização , isto é, de saber

Capacidade de concretização, isto é, de saber fazer e saber reproduzir em novas situações e contextos.

Capacidade de trabalho, em especial, trabalho em grupo, quer como líder e orientador de grupo, quer nas competências de diálogo e de partilha de informação e conhecimento.

Flexibilidade e versatilidade, para operar em diferentes contextos e tomar decisões face à mudança.

Capacidade de auto-estudo, de aprender tanto através da própria prática como pela própria necessidade.

Capacidade de análise/síntese, como forma de assegurar o seu papel de comunicador;

Criatividade, tanto em termos de liderança, como de propor novas perspetivas, de tomar atitudes ganhadoras e ser proativo.

Capacidade de articular ideias e de inovar, em especial ser capaz de se expressar na língua nativa e numa segunda língua com fluência. Inovar, no sentido, de propor novas formas de resolver velhos problemas e melhorar soluções existentes.

Capacidade de pensamento crítico: ser capaz de filtrar e avaliar a qualidade e mesmo veracidade da informação que é disponibilizada. Cada indivíduo deve ser capaz de efetuar a escolha de que informação usar e determinar o seu grau de utilidade.

Tarefa de Reflexão

1. Embora os computadores tenham tido origem na sociedade, a sua rápida evolução e difusão tem exercido mutações sociais nunca antes vistas. O desenvolvimento e a organização da sociedade são, hoje em dia, influenciados decisivamente pela tecnologia, as relações sociais e profissionais regem-se pelas regras por ela impostas e dão-se ao ritmo alucinante por ela criado.”

1.1. Identifique o papel do computador em vários contextos profissionais, referindo as áreas de atividade em que o seu uso é mais e menos intenso.

1.2. Com base no excerto apresentado, reflita sobre a relação de interdependência e de influência mútua que existe entre a sociedade atual e o computador.

2. O nosso valor, enquanto elementos úteis à sociedade sai, também ele, afetado dos conhecimentos que possuímos das TIC, e da forma como conseguimos potenciar esse conhecimento para fazer mais, melhor e com menor esforço, mas acima de tudo, como forma de garantir um papel atuante em termos de cidadania e da nossa capacidade de continuar a aprender e evoluir. Tal resulta em seres humanos mais educados e mais habilitados, para intervir na Sociedade da Informação e do Conhecimento.”

Pondere sobre a pressão que existe atualmente no sentido de que cada vez mais pessoas tenham o domínio do uso do computador, tendo em conta, nomeadamente, a tendência globalizante deste fenómeno. (Por exemplo, que papel na sociedade será atribuído, no futuro, a um indivíduo que opte livremente por não usar computadores, escolhendo não ser parte ativa nesta “Sociedade da Informação e do Conhecimento”? Não será esta uma forma de limitar a liberdade dos cidadãos?)

3.

Observe a seguinte banda desenhada:

3. Observe a seguinte banda desenhada: 3.1. Interprete a banda desenhada apresentada, contrapondo a atitude face

3.1. Interprete a banda desenhada apresentada, contrapondo a atitude face ao computador das duas diferentes gerações e reflita sobre a dicotomia livro/computador no processo de aprendizagem das crianças e jovens (diferenças na facilidade no seu manuseamento, maior ou menor prazer que proporcionam, nível de credibilidade da informação que fornecem, atitudes das diferentes gerações perante cada um destes aspetos, etc.).

3.2. Para as crianças e jovens de hoje a linguagem informática constitui-se como uma segunda língua materna, o que não parece acontecer com as gerações anteriores. Tendo em conta que as competências de utilização de computadores são cada vez mais exigidas nos variados contextos profissionais, estarão as diferentes gerações preparadas para responder a estas exigências?

4. Explore as diferenças na utilização do computador entre pessoas com diferentes qualificações.

Bom Trabalho!